Você está na página 1de 6

ETEC SALES GOMES – UNIDADE 101

ENSINO TÉCNICO INTEGRADO AO MÉDIO EM QUÍMICA

Geografia

EXTINÇÃO DA VEGETAÇÃO

Aluna: Fernanda Maria Gaia Bernardes

Professora: Camila

Tatuí, SP
2021
2

1. INTRODUÇÃO
Devido ao desmatamento e à conversão de áreas naturais em cidades e/ou
áreas para uso agropecuário, há um componente muito importante da biota que se
encontra em processo, colocando mais itens na lista de plantas em extinção.
Ao longo da história do planeta Terra, houve períodos específicos conhecidos
pela comunidade científica como processos de “extinção em massa”. Nestas
ocasiões, ocorreram eventos catastróficos ou até mesmo a modificação da
temperatura da Terra, que culminaram em alterações drásticas nas condições de
vida do Planeta.
O ser humano tem provocado, por si só, alterações na qualidade de vida dos
animais e das plantas que têm gerado modificações drásticas em relação à área
disponível para a vida da biota, além de alterações irreversíveis nas condições de
vida, através do aumento da temperatura da Terra. As consequências, por exemplo
do Aquecimento Global ainda são estudadas pelos pesquisadores.
Esse processo de alteração da paisagem pode levar muitas plantas e animais
à extinção, ou seja, muitas espécies estão sob forte ameaça de desaparecerem por
completo do nosso planeta.
Assim, é fundamental que você saiba que a existência de plantas em extinção
apresenta um grande risco para a humanidade. A biodiversidade é um dos maiores
patrimônios da humanidade. Dela, extraímos uma série de produtos que a própria
indústria se beneficia. Portanto, proteger a biodiversidade precisa ser encarado
também sob o ponto de vista econômico.
Existem três estados de conservação que são definidos pelo Instituto
Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). Assim, estes são capazes de indicar o nível de
ameaça que a espécie enfrenta em extinção.
Tais estados de conservação são divididos em:
 Vulnerável;
 Rara;
 Em perigo.

2. DESENVOLVIMENTO
2.1. BRASIL
Castanha-do-Pará
3

Essa espécie presente na lista de plantas em extinção do Brasil é originária


da Amazônia. O seu nome científico é Bertholletia excelsa. Trata-se de uma das
árvores mais lindas e de grande porte do Domínio Amazônico.

Cattléia
A espécie Cattleya dormaniana também é uma planta em extinção. Trata-se
de uma orquídea com flores rosas, as quais permanecem maduras e abertas
durante três semanas.
Ela pode ser encontrada na Serra dos Órgãos, no Rio de Janeiro. Porém, por
conta da degradação ambiental e da coleta predatória, sua ocorrência na região é
cada vez mais rara.

2.2. MUNDIALMENTE
Azevinho
É um arbusto de folha persistente com seus frutos vermelhos. Seu
crescimento é muito lento, podendo viver 100 anos ou mais. Está em extinção pela
sua grande procura no Natal.
Nativa em quase toda Europa, Norte da África e Sudoeste da Ásia, essa
espécie enfrenta uma grande ameaça de extinção em Portugal, mesmo sua colheita
sendo proibida.
4

Irisette branco
Também chamada de Sisyrinchium dichotomum, está é uma espécie rara de
planta com flor da família de íris. Nativa da Carolina do Norte e Carolina do Sul, nos
Estados Unidos, é distribuída nas montanhas e sua altura chega a 40 centímetros.
As principais causas de sua extinção incluem o desmatamento, construção de
estrada e fragmentação do habitat.
5

3. CONCLUSÃO
Pode-se concluir que um grande causador da extinção de plantas é o próprio
ser humano, o qual tem o poder de extinguir e salvar as espécies caso ocorra a
popularidade em massa.
Muitas das plantas que estão sendo ou foram extintas, tem um grande valor
econômico, assim o cuidado com o meio ambiente não é apenas uma preocupação
ecológica, mas também econômica.
O ser humano pode ajudar a diminuir a extinção de diferentes espécies
vegetais com pequenos atos, como comprar móveis de madeira reutilizada, plantar
mudas em diferentes locais, mudas quais são disponibilizadas por diversas
prefeituras de diferentes cidades.
O ser humano usa e abusa da natureza de diferentes formas, seja para sua
autossustentação, para lucro, para enfeite, economia, luxos etc. E acaba destruindo
diferentes espécies por conta disto e da falta de conhecimento, divulgação e o
descomprometimento.
Embora o ser humano aumente a velocidade do processo de extinção e
causa outros tipos de extinção, o ser humano não é o único causador das extinções.
Outros fatores como a mudança de temperatura do planeta, as secas, queimadas,
situações catastróficas (que se agravam pelos seres humanos), também são
grandes causadores das extinções em massa.
6

4. REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS

PLANTAS Em Extinção: Conheça as Principais no Brasil. 2020. Disponível em:


https://www.efloraweb.com.br/plantas-em-extincao/. Acesso em: 08 nov. 2021.

VERDE, Redação Pensamento. 4 plantas ameaçadas de extinção no mundo.


2016. Disponível em: https://www.pensamentoverde.com.br/meio-ambiente/4-
plantas-ameacadas-de-extincao-no-mundo/. Acesso em: 08 nov. 2021.

Você também pode gostar