Você está na página 1de 1

Biblioteca

Acervo de trabalhos acadêmicos


Resumo

O CONTROLE ESTATÍSTICO DO PROCESSO NA INDÚSTRIA DE MATERIAL BÉLICO DO


BRASIL — IMBEL— FÁBRICA DE JUIZ DE FORA: UMA APLICAÇÃO DAS CARTAS DE
CONTROLE DE SHEWHART E A ESTIMAÇÃO DA CAPACIDADE DO PROCESSO

Resumo

O Controle Estatístico do Processo (CEP) compreende um conjunto de ferramentas muito importante


para a obtenção, manutenção e melhoria da qualidade de bens e serviços produzidos por uma
empresa. Melhorar a qualidade significa, entre outras coisas, controlar e identificar a variabilidade
excessiva, e não desejada, no desempenho de um processo, de modo a reduzir desperdícios e
aumentar a sua produtividade. O emprego sistemático de algumas das principais ferramentas do
CEP, como as folhas de verificação, para a coleta de dados, e os gráficos de controle, para o
tratamento dessas informações, é muito útil no monitoramento dessa variabilidade do processo.
Processo esse que, quando fora de controle, compromete as principais características do produto
definidas pelas especificações de projeto, tornando-o defeituoso ou sem conformidade e gerando
perdas para a organização. Este trabalho apresenta uma aplicação dessas ferramentas básicas do
CEP, como parte das atividades de melhoria contínua promovidos pela Indústria de Material Bélico
do Brasil – IMBEL – Fábrica de Juiz de Fora nos seus processos produtivos. A seleção do processo
de usinagem da empena do Tiro 90mm HE-T, serviu de base para aplicação da metodologia de
emprego das cartas de controle de Shewhart e para e a estimação da capacidade do processo, tudo
fundamentado em conceitos apreendidos em estudos bibliográficos. Com o monitoramento da
variabilidade em uma das fases da usinagem da empena, o emprego dos gráficos de controle da
média e da amplitude e a estimação da capacidade do processo, ficou constatado que, no ponto
selecionado, o processo, embora estivesse devidamente controlado, não apresentava condições
plenas de produzir as peças com o comprimento (característico da qualidade selecionado) dentro
dos limites de especificação estabelecidos pelo projeto, o que exigia um controle total da produção.
A partir desses resultados, foram apresentadas sugestões para a melhoria do processo produtivo da
empresa.

Palavras-chave: controle estatístico do processo, qualidade, variabilidade, produtividade, folhas de


verificação, cartas de controle, capacidade do processo, limites de especificação.

Autor: Jésus Manoel Leão Lopes


Curso: Especialização em Matemática e Estatística
Universidade Federal de Lavras

União Brasileira para a Qualidade


Regional Campo das Vertentes e Zona da Mata

Você também pode gostar