Você está na página 1de 2

A REUNIÃO DA CÉLULA – A COMUNHÃO

MUITOS CRENTES podem testemunhar que primeiro se converteram aos irmãos; depois a Jesus. A
comunhão foi a isca que foram fisgados.
A principal característica da Igreja deve ser o vínculo entre os irmãos. A Igreja é uma grande rede onde
os vínculos são os nós. Quando esses nós são firmes e bem ligados, os peixes são apanhados naturalmente.
A célula deve ser um lugar onde as pessoas gostem de estar. Qualquer ocasião deve ser um pretexto a
mais para o grupo se reunir, seja um almoço juntos, um churrasco, um aniversário. As necessidades devem ser
compartilhadas na reunião e todos devem se empenhar em oração e em ação para resolver o problema do irmão.

1. A COMUNHÃO NA CÉLULA – Em cada reunião, deve sempre haver um tempo de comunhão


descontraída entre os irmãos. Este momento pode ser antes ou depois da reunião. O ideal é que sempre haja
algum tipo de lanche. Os membros do grupo devem se revezar no preparo desse lanche. É um momento de
alegria e descontração e também a hora de todos os membros envolverem o visitante e o novo convertido.
O líder deve evitar uma atmosfera de clube particular. Isso vai realmente constranger o novo convertido
e o visitante. Ele deve ser inclusivo e abraçar a todos os membros do grupo, não se detendo nesta ou naquela
“rodinha”. Como apascentador do grupo, ele deve dar atenção a todos, indistintamente.

2. A CEIA NA CÉLULA – A ceia deve ser ministrada em cada grupo, pelo menos uma vez em cada mês.
Normalmente, a celebramos na segunda reunião do mês. Deve ser uma reunião especial, distinta da reunião
normal do grupo. Cremos que esta celebração é algo exclusivo do grupo, reservada aos membros batizados.
(ICo10.16,21;1Co11.18-34; Jo 6.26-59; Lc 22.17-20; Mt 26.26-30).
Nos tempos bíblicos, partir o pão freqüentemente significava que as duas partes estavam fazendo uma
aliança. A história do povo de Deus é a de um povo de alianças e compromissos. O estilo de vida do Novo
Testamento, obviamente envolve muito compromisso, tanto par o Senhor, como de uns para com os outros.

3. SUGESTÕES PARA O MOMENTO DA CEIA NA CÉLULA – Faça com que cada reunião seja especial
e única, prevenindo assim que se torne um formalismo morto:
a. Peça a cada membro que diga, em uma sentença, o que significa para Ele o corpo de Cristo. Peça a cada
um que faça uma oração de agradecimento, ou cante uma música de adoração, ou ainda leia um
versículo bíblico, durante um momento de reconhecimento na presença do Senhor.
b. Leia uma das passagens da Bíblia indicadas e permita que as pessoas participem a respeito da aplicação
pessoal da passagem lida, entes de distribuir a Ceia.
c. Compartilhe lembranças, a respeito de tomar a Ceia do Senhor no passado, que foram significativas.
Pergunte sobre o que é especial e diferente do fato de ser tomada em um grupo pequeno. Entrem em um
grupo de louvor e tomem Ceia juntos.
d. Discuta o significado de Jesus ter lavado os pés dos discípulos antes de repartir a Ceia da Páscoa em
João 13. O líder da célula pode começar lavando os pés de um membros, enquanto compartilha o que
ele próprio aprecia nesta pessoa para ela faça o mesmo. Compartilhem juntos da Ceia.
e. Recrie uma refeição koinonia do primeiro século. Repartam um banquete de amor juntos, ao tomarem a
Ceia do Senhor. Este banquete pode ser uma refeição simples.
f. Recrie a Última Ceia, e a Santa Ceia original, com uma refeição de Páscoa tradicional, se você tem um
judeu convertido em seu grupo. Descubra novas intensidades de significados na Ceia do Senhor, ao
voltar para as raízes do Velho Testamento.
g. Declarem uns aos outros as alianças feitas no grupo, antes da celebração da Ceia do Senhor. A Igreja é o
lugar onde eu estou em aliança uns com os outros.

4. VISITANTE NA CÉLULA! – COMO AGIR


- Não mude a reunião por causa dele;
- Não faça um apelo apelativo – principalmente se há apenas um visitante;
- Não se apresse em evangelizá-lo. Deixe que ele estabeleça amizades na célula.
- Não faça perguntas que o deixe embaraçado.
- Não pergunte exclusivamente para ele;
- Todos devem ser apresentados ao visitante;
- Forneça a ele as letras das músicas, quando houver;
- Anote seu nome e telefone, com vistas a uma visita durante a semana.
- Faça uma pequena explanação do que é uma célula ao visitante e pergunte a ele se quer receber
oração da célula.
- Convide-o para voltar na próxima semana.

5. VISITANTE NA CÉLULA! - COMO AGIR DURANTE A SEMANA?


- O líder deve se informar mais sobre o visitante com quem o trouxe;
- Dê ao visitante um cartão em nome da célula;
- A pessoa que trouxe o visitante deve continuar mantendo contato com ele, convidando-o para a
próxima reunião;
- O Líder – ou alguém designado – deve fazer uma ligação a ele, agradecendo a sua visita e
convidando-o novamente para a próxima reunião.
- Ore todos os dias pelo visitante!

OS MOMENTOS DE UMA REUNIÃO DE CÉLULA

Envolvimento ou quebra-gelo
Louvor e adoração
Edificação na Palavra
Compartilhamento
Oração pelas necessidades
Comunhão