Você está na página 1de 10

1.

CARGA-HORÁRIA DA DISCIPLINA
20 TEMPOS

2. OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA

 Capacitar o Aluno a:
- Comunicar-se lingüisticamente (oral/gramaticalmente) com os
demais integrantes do Curso, em especial aqueles de outros países
do Mercosul;

- Conhecer as variantes lingüísticas e as expressões idiomáticas das


diversas regiões do Brasil, de modo que interação sociológica entre
os alunos seja possibilitada, sobretudo, pela Língua Portuguesa com
auxílio do “portunhol” utilizado pelos irmãos fronteiriços.

3. CLIENTELA

Alunos participantes 5º JICA.

4. INSTRUTOR
Claudio Medeiros Bayerle, 1º Ten QTPM, Adj P3/9º BPM
- Instrutor da BM desde 1992 (CTE);
- Tutor cursos a distância SENASP;
- Licenciado em Letras;
- Pós-graduado em Psicopedagogia;
- Especialista em Segurança Pública;
- Aluno Especial Mestrado em Psicologia Social;
- Sócio-fundador da Academia Brigadiana de Letras;
- Presidente da Associação pré-Editoração à Segurança Pública.
PROGRAMA DE MATÉRIA

1. OBJETIVOS PARTICULARES DA DISCIPLINA


a) Adquirir noções básicas da Língua Portuguesa permitindo uma
comunicação mais efetiva entre os professores e alunos de
diversos países da América do Sul;

b) Desenvolver uma comunicação mais efetiva e maior interação


social, através do contato pela língua falada e escrita, utilizando
referenciais teóricos e práticos do falante nativo das línguas
Portuguesa e Espanhola;

2. UNIDADES DIDÁTICAS – OBJETIVOS ESPECÍFICOS


– CARGA-HORÁRIA

UNIDADES OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA CARGA


DIDÁTICAS UNIDADE DIDÁTICA HORÁRIA
Ao final da UD o Aluno será capaz de:
I Identificar-se na Língua Portuguesa informando:
APRESENTAÇÃO - Nome; - Nacionalidade; 02
- Profissão; - Telefone;
- Endereço – Formação acadêmica.
Ao final da UD o Aluno será capaz de:
- Conhecer o Alfabeto e a Gramática da
Língua Portuguesa;
II - Dialogar com os colegas através da
LINGUAGEM Língua Portuguesa com o auxílio do 04
Alfabeto Fonético Internacional.
- Exercitar a fala levando em conta a
fonética, a fonologia e a semântica da
Língua Portuguesa.
Ao final da UD o Aluno será capaz de:
-Cumprimentar e Saudar os demais colegas na
III Língua Portuguesa;
LINGUAGEM -Solicitar favores, pedidos e agradecer utilizando 02
a Língua Portuguesa;
-Utilizar os pronomes de tratamento na
comunicação oral com os demais colegas.
Ao final da UD o Aluno será capaz de:
-Conhecer e praticar em textos os números
cardinais e ordinais;
IV -Perguntar, responder, questionar e praticar
LINGUAGEM exercícios consoantes às horas e temperatura; 04
-Estabelecer parâmetros de referências entre
classes de palavras na Língua Portuguesa e na
Língua Espanhola.
Ao final da UD o Aluno será capaz de:
-Analisar as variantes lingüísticas e expressões
V idiomáticas da Língua Portuguesa; 02
COMUNICAÇÃO -Conhecer os cognatos e falsos cognatos na
relação: Língua Portuguesa com a Língua
Espanhola.
Ao final da UD o Aluno será capaz de:
-Praticar leituras orientadas em voz alta;
VI -Transcrever textos diversos em Língua
COMUNICAÇÃO 04
Portuguesa;
- Escrever redações com temática sobre
Bombeiros em Língua Portuguesa.
Avaliação Diagnóstica/Somativa:
VII -Será aplicado um teste gramatical a fim de se
AVALIAÇÃO “medir” o conhecimento e a mudança de 02
comportamento dos Alunos em relação à Língua
Portuguesa.

5. INSTRUÇÕES METODOLÓGICAS
a. Processo de Ensino:

- Os embasamentos teóricos serão ministrados sob a forma de


Palestra (P), Demonstração (D) e Exercícios Individuais (EI),
direcionados à atividade teórica e prática.

b. Verificações do rendimento da aprendizagem:

TE – A critério do instrutor  ao final da carga-horária.

6. BIBLIOGRAFIA
LUFT, Celso Pedro. Gramática da Língua Portuguesa. Globo, 1997.

CEGALLA, Paschoal. Introdução à Língua Portuguesa. Atlas, 2002.

FIORIN, Platão. Para entender o texto. Ática, 2003.

Manual do Bombeiro Militar – Apesp, 1997.

Revista da Guarda – GNR, 2009

Revista da PM Amazonas – PMMAN, 2009

Revista da Brigada Militar – BM. 2009

Jornal Correio Brigadiano – PolOst, 2008


BRASIL - Rio Grande do Sul
Secretaria da Segurança Pública - Brigada Militar
Departamento de Ensino - Escola de Bombeiros
3º Curso internacional de Técnicas de Salvamentos e Primeiros Socorros (JICA)

Nivelamento em Língua Portuguesa

BILINGÜISMO
Chamamos bilingüismo a situação lingüística em que os falantes utilizam alternadamente duas
ou mais línguas.
Na Espanha, o bilingüismo é bastante freqüente. Embora o espanhol seja a língua oficial em
todo o território, verifica-se a presença do hebraico e do idiche nas comunidades judias, o
ladino em algumas comunidades de cristãos novos. Ademais, notamos o vascuense ou
"euskera" no país Vasco, o galego na Galícia, o catalão na Catalunha, o bable ou asturiano nas
Astúrias.
Na América, a situação não é diversa. Nos países hispânicos a língua originária de Castilha
convive com outras línguas nativas como o mapuche, o quechua, o guarani e o nahuatl.
Pode-se verificar também na porção meridional dos EUA a existência do bilingüismo. Embora
o inglês seja a língua oficial dos EUA, o espanhol serve de alternativa lingüística nas regiões de
grande fixação de porto-riquenhos.

ORTOGRAFIA
Grafia correta das palavras
A técnica de empregar a linguagem na forma de comunicação escrita é chamada de grafia.
O emprego da grafia correta é conhecido em nossa língua como ortografia.
A ortografia ainda empregada no Brasil é a do Pequeno Vocabulário Ortográfico da Língua
Portuguesa de 1943, que, em 18 de dezembro do ano de 1971, sofreu algumas alterações, no que
tange às regras de acentuação gráfica das palavras.
Sistema oficial vigente
Na ortografia estudam-se, entre outros:
* alfabeto;
* letras;
* vocábulos homógrafos e homófonos;
* acentuação gráfica;
* emprego de algumas letras;
* abreviaturas

FONOLOGIA
Relação entre fonemas e grafias:
* Fonologia é o estudo dos fonemas de uma língua. ** Fonemas são unidades sonoras capazes
de estabelecer diferenças nos significados das palavras
* Classificação dos fonemas:
Vogais = São as cinco a, e, i, o, u. Funcionam como base de uma sílaba. Em cada sílaba há
apenas uma vogal. Nunca haverá mais do que uma vogal em uma mesma sílaba.
Consoantes = Qualquer letra que só possa ser soada com o auxílio de uma vogal (com + soante
> soa com...). Nas fonéticas são consoantes b, d, f, g (ga,go,gu), j (ge,gi,j), k (c ou qu), l, m (antes
de vogal), n (antes da vogal), p, r, s, (s,c,ç,ss, sc, sç, xc), t, v, x (inclusive ch), z (s,z), nh, lh, rr.
Semivogal = São as letras i e u, quando formarem sílaba com uma vogal, antes ou depois dela, e
as letras m e n, nos grupos AM, EM, EN, em final de palavra.

SUBSTANTIVO
* As palavras, em Português, são divididas em dez classes e distribuídas em dois grupos:
a) Variáveis – substantivo, adjetivo, artigo, numeral, pronome, verbo.
b) Invariáveis – advérbio, interjeição, preposição, conjunção.
* Dá-se o nome de substantivo à palavra que designa os seres em geral. Quanto à forma ele pode ser
simples, quando formado por apenas um elemento (pão, chuva) ou composto, quando formado por mais de
um elemento (pão-de-ló, guarda-chuva).
* O substantivo classifica-se em:
1) PRÓPRIO – designa um determinado indivíduo de uma espécie: Cláudio, Timor Leste.
2) COMUM – Refere-se a qualquer elemento de um conjunto: policial, bombeiro, cidade, país.
3) COLETIVO – comum, que mesmo estando no singular, designa um conjunto de seres ou coisas da
mesma espécie (povo, bando).
4) CONCRETO – quando se refere a coisas, lugares, pessoas, vegetais, animais (Europa, Manaus,
floresta, mesa, nuvem).
5) ABSTRATO – quando se refere a ações, qualidades, sentimentos e estados (felicidade, angústia,
bondade, doença, beleza, estudo).
GÊNERO
Em Português, os substantivos podem pertencer ao gênero masculino ou feminino. Seres animados:
característica sexual. Ser inanimado é convencional.
NÚMERO
Os substantivos admitem flexão de número (Singular/Plural), indicado pelo acréscimo da desinência S à
forma singular.
Ex.: aluno – alunoS mestre – mestreS

ALFABETO DA LÍNGUA PORTUGUESA


A (a) B (be) C (ce) D (de) E (ê) F (éfe) G (ge)
H (agá) I (i) J (jóta) L (éle) M (eme) N (ene) O (ó)
P (pê) Q (que) R (érre) S (ésse) T (te) U (u) V (vê)
X (chis) Z (zê)
* Além dessas vinte e três letras, há três que só se podem usar em casos especiais: K, W, Y.
* O K é substituído por qu antes de e, i e por c antes de outra letra qualquer.
Ex.: breque, caqui, níquel, etc. Empregam-se em abreviaturas, símbolos, palavras estrangeiras.
km = quilômetro. K. = Potássio.
* O W substitui-se, em palavras portuguesas ou aportuguesadas, por U ou V, conforme seu
valor fonético: Sanduíche. Como Símbolo e abreviatura. W = Oeste
* O Y, que é substituído pelo I, ainda se emprega em abreviaturas, palavras estrangeiras e como
símbolos de termos técnicos. Yoga, yd = jarda.
* Comparando-o com o alfabeto espanhol, há somente três letras totalmente diferentes, que são:
CH , LL, Ñ –
Vogais: A, E, I, O, U. Consoantes:B,C,D,F,G,H,J,L,M,N,P,Q,R,S,T,U,V,X,Z.
IDENTIFICAÇÃO
Qual é o teu nome?
Chamo-me_______________
Profissão________________
Telefone_________________
Endereço:
Rua______________________
Nº._______________________
Cidade____________________
País______________________

CUMPRIMENTOS
Bom dia! (até o meio-dia);
Boa tarde! (até o entardecer, enquanto houver luz natural);
Boa noite! (quando não há mais luz natural).

Oi/Olá! Alô!?
Como vai/vais? - Tudo bem?
Até Logo! - Até amanhã!
Tchau! - Adeus! (Vá com Deus!)

Pedido de desculpas / Permissão


Com (sua) licença?
Sim, pode entrar. (pois não);
Desculpe-me o atraso. (não foi nada);
Tudo bem, está desculpado;
Muito Obrigado/Obrigada (a você).

PRONOMES PESSOAIS
* Retos * Oblíquos
- eu - nós - me, mim, contigo - nos, nós, conosco
- tu - vós - te, ti, contigo - vos, vós, convosco
- ele, ela - eles, elas - ele, ela , se, o, a, lhe - eles, elas, se, os, as, lhes
- si, consigo
PRONOMES DE TRATAMENTOS
V.S.ª (Vossa Senhoria)
- Oficiais, Funcionários graduados e linguagem formal
V.S. (Vossa Santidade)
- Papa
V.Ex.ª (Vossa Excelência)
- Altas Autoridades (Cmt-Geral, General, Secretários de Estado, Políticos)
V.Mag.ª (Vossa Magnificência)
- Reitores de universidades
NÚMEROS CARDEAIS
1 - um 11 - onze 21- vinte e um
2 – dois 12 – doze 30 – trinta
3 – três 13 – treze 31 – trinta e um
4 – quatro 14 – quatorze 40 – quarenta
5 – cinco 15 – quinze 50 – cinqüenta
6 – seis 16 – dezesseis 60 – sessenta
7 – sete 17 – dezessete 70 – setenta
8 – oito 18 – dezoito 80 – oitenta
9 – nove 19 - dezenove 90 - noventa
10 – dez 20 – vinte 100 – cem
1000 – mil 2000 - dois mil 10.000 - dez mil
100.000 cem mil 1000.000 - um milhão

NÚMEROS ORDINÁRIOS

1.º (primeiro) 2.º (segundo) 3.º (terceiro) 4.º (quarto) 5.º (quinto)
6.º (sexto) 7.º (sétimo) 8.º (oitavo) 9.º (nono) 10.º (décimo)
11.º (décimo primeiro) 20.º (vigésimo) 30.º (trigésimo)
40.º (quadragésimo) 50.º (qüinquagésimo) 60.º (sexagésimo)
70.º (septuagésimo) 80.º (octogésimo) 90.º (nonagésimo)
100.º (centésimo) 200.º (ducentésimo) 300.º (trecentésimo)
400.º (quadringentésimo) 500.º (qüingentésimo)
600.º (seis centésimo) 700.º (setingentésima)
800.º (octingentésimo) 900.º (nongentésimo) 100.000º (cem milésimo)
1000.º (milésimo) 10.000.º (dez milésimo) 1000,000 (milionésimo)

DIAS DA SEMANA MESES DO ANO


Domingo * janeiro * julho
Segunda-feira * fevereiro * agosto
Terça-feira * março * setembro
Quarta-feira * abril * outubro
Quinta-feira * maio * novembro
Sexta-feira * junho * dezembro
Sábado

ESTAÇÕES DO ANO AS CORES


Outono * branca * verde
Inverno * preta * amarela
Verão * Azul * bege
Primavera * Vermelha * cinza
ALGUMAS PROFISSÕES
Policial (Policial)
Soldado (Soldado)
Sargento (Sargento)
Tenente (Teniente)
Capitão (Capitán)
Coronel (Coronel)
Cantor (Cantor)
Bombeiro (Bombero)
Professor (profesor)
Médico (Médico)
Advogado (Abogado)
Enfermeira (Enfermera)
Arquiteto (Arquitecto)
Ator (Actor)
Jornalista (Periodista)

VIAGEM/VIAJAR
Onde é...? ¿ Dónde está...?
Quanto é a passagem? ¿Cuánto cuesta el boleto (billete)?
Uma passagem para...., Un boleto (billete) para... por favor
Para onde você vai? ¿Hacia dónde vas?
Onde você mora? ¿Dónde vive usted?
Trem el tren
Ómnibus el autobús
Metrô el metro
Estacad ferroviaria la estación de tren
Estação rodoviária la estación de autobuses
Estação de metrô la estación del metro
Partida La salida
Chegada la llegada
Estacionamento el estacionamento
Locadora de veículos agencia de alquiler de coches
Hotel el hotel
Quarto el cuarto
Reserva la reserva, reservación
Há vagas para hoje à noite? ¿nToicehnee? habitaciones para esta
Não há vagas, completo No hay cuartos,
Passaporte el pasaporte

QUARTO DORMITORIO
despertador despertador
cama cama
manta manta
estante librería
carpete alfombra
cadeira silla
ALGUNS ALIMENTOS
Alface lechuga
Arroz arroz
Batata patata
Beterraba remolacha
Cenoura zanahoria
Ervilha judias verdes
Feijão porotos
Laranja naranja
Maçã manzana
Melancia sandía
Ovos huevos
Presunto jamón
Queijo queso
Sorvete helado
Tomate tomate

COZINHA COCINA
Sabão lejía
Tigela escudilla
Pano trapo
Cafeteira cafetera
Cozinha cocina
Saca-rolhas sacacorchos
Lavadora de pratos lavaplatos
Garfo tenedor
congelador congelador
Frigideira la sartén
Copo vaso copa
Forninho hornillo
Ferro de passar plancha
Faca cuchillo
Microondas microondas
Batedeira batidora
Caçarola cacerola
Colher cuchara
Mesa mesa
Chaleira tetera
abridor de latas abrelatas
tostadeira tostador
secadora secador
aspirador aspirador
detergente detergente
Prato plato
II MÓDULO DE NIVELAMENTOEM LÍNGUA PORTUGUESA

- Leitura (em voz alta), pelos Instruendos, de alguns textos técnicos e jornalísticos, previamente
selecionados e em Língua Portuguesa;

- Elaboração, pelos Instruendos, de uma redação em Língua Portuguesa;

- Comentários sobre as leituras direcionadas e correção das redações;

- Visita In loco em um espaço público da Capital onde os Instruendos possam agir


sociolingüisticamente e culturalmente comunicando-se através da Língua Portuguesa;

- Feed-back da Instrução realizada e Avaliação do Instrutor pelos Instruendos.

Cláudio Medeiros Bayerle


1º Ten PM - Instrutor