Você está na página 1de 2

Kandinsky

Pioneiro do Movimento Abstracionista, Wassily Kandinsky foi um pintor russo


que apesar da formação no curso de Direito pela Universidade de Moscou, demostrou
grande interesse e inclinação para Artes Visuais após conferir uma exposição de
pintores impressionistas e ficar deslumbrado por aquelas pinturas.
Kandinsky nasceu em Moscou, Rússia, no dia 16 de dezembro de 1866, foi
educado pela tia em função da separação dos pais, passando grande parte da infância
em Odessa, na Ucrânia. Formou-se em Direito pela Universidade de Moscou, mas
desistiu da profissão, recusando um cargo de assistente na faculdade de Direito. Em
seguida, mudou-se para Munique em 1896, casado com Anya Chimiakin, onde iniciou
seus estudos de pintura.

Composição 8, uma das obras de Kandinsky (1923).

Em maio de 1901, Kandinsky fundou juntamente com outros artistas a


Sociedade Artística Phalanx onde lecionou na escola fundada pela sociedade. Gabriele
Münter foi uma de suas alunas que mais tarde viria a ser sua esposa.
Kandinsky, no começo da carreira, deu preferência pela pintura de paisagens ao
ar livre em detrimento a pintura realista de modelos vivos, mostrando nítida influência
do impressionismo. No início do século XX, iniciou seus primeiros estudos não
figurativos após um grande processo de evolução pictórica. Kandinsky foi considerado
o primeiro pintor do ocidente a produzir pinturas abstratas. A partir daí suas telas
sofrem grande influência do abstracionismo, perdendo as definições e contornos
figurativos. Outra influência em seu trabalho foi à música, suas primeiras pinturas
deixavam transparecer um toque musical, salientando as tendências abstratas.
Junto com August Macke e Franz Mare, em 1911, formou o grupo “O Cavaleiro
Azul”, que se mantem até 1914. Suas pinturas nesse período já remetem ao
abstracionismo rompendo com a representação do objeto na pintura. Nessa mesma
época Kandinsky lança o livro Do Espiritual na Arte, onde expõe suas ideias estéticas.
Com a chegada da Primeira Guerra Mundial em 1914, Kandinsky deixou a
Alemanha e seguiu para a Suíça, acompanhado de sua atual esposa Gabriele Münter.
Tempos mais tarde, ainda sob as consequências da guerra, o artista voltou a Rússia,
retornando a Alemanha somente em 1921, separado de Münter e acompanhado da
russa Nina de Andreewsky.
Kandinsky foi professor da Bauhaus, escola alemã de design, arte e arquitetura.
O artista, sempre conectado com as vanguardas europeias, lecionou na escola até seu
fechamento pelo governo nazista em 1933. Após o fechamento da escola, Kandinsky
seguiu para Paris onde permaneceu até sua morte, adotando nacionalidade francesa.
Mesmo doente, o artista produziu até o fim de sua vida. Kandinsky morreu no
dia 13 de dezembro de 1944, na França, aos 78 anos de idade.

Você também pode gostar