Você está na página 1de 10

03/11/2021 12:53 Fazer teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I – ESTUDOS ...

Estado de Conclusão da Pergunta:

UNIP EAD CONTEÚDOS ACADÊMICOS BIBLIOTECAS MURAL DO ALUNO TUTORIAIS

?
ESTUDOS DISCIPLINARES XIV 6677-10_SEI_EF_0718_R_20212
CONTEÚDO
Fazer teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I

Informações do teste
Descrição
Instruções
Várias tentativas Este teste permite 3 tentativas. Esta é a tentativa número 1.
Término e envio Este teste pode ser salvo e retomado posteriormente.
Suas respostas foram salvas automaticamente.

PERGUNTA 1 0,5 pontos   Salvar resposta

Os gráficos a seguir apresentam a evolução das porcentagens de diferentes


impostos, em relação ao total de impostos, na Argentina e no Brasil. Nos eixos
verticais, temos a porcentagem em relação ao total de impostos e, nos eixos
horizontais, o ano.

Disponível em: http://www.oecd.org/tax/tax-policy/global-revenue-statistics-data


base.htm. Acesso em: 29 jun. 2018.

Com base nos gráficos, avalie as afirmativas.

I. Depois de 2010, tanto a Argentina quanto o Brasil apresentaram tendência de


queda nos percentuais de impostos sobre bens e serviços em relação ao total
de impostos.

II. De 1990 a 2000, a taxa de crescimento dos percentuais dos impostos sobre
lucros e rendimentos em relação ao total de impostos foi maior na Argentina do
que no Brasil.

III. Os dados apresentados permitem concluir que, com exceção dos impostos
relativos aos lucros e aos rendimentos, a carga tributária na Argentina é maior
do que a do Brasil.

É correto o que se afirma em:


a. I e II, apenas.
b. II e III, apenas.
c. I e III, apenas.
d. II, apenas.
Clique em e. I, II e eIII.Enviar para salvar e enviar. Clique em Salvar todas as respostas para salvar todas as respostas.
Salvar

https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/take/launch.jsp?course_assessment_id=_889955_1&course_id=_190999_1&content_id=_241883… 1/10
03/11/2021 12:53 Fazer teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I – ESTUDOS ...


Estado de Conclusão da Pergunta:
PERGUNTA 2 0,5 pontos   Salvar resposta

No quadro a seguir, encontram-se algumas observações de número de casos de


diarreia, por bairro de residência, de um município em determinado período.

Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br. Acesso em: 16 jul. 2016 (com


adaptações).

Com base nos dados apresentados no quadro e nos seus conhecimentos, avalie
as afirmativas.

I. A distribuição de casos de diarreia ocorreu de modo uniforme nos bairros


listados.
II. O bairro Grajaú apresentou a maior taxa de incidência de casos.
III. O conhecimento dos fatores de risco é irrelevante para a tomada de decisão
na situação em estudo.
 

É correto o que se afirma em:


a. I, apenas.
b. I e II, apenas.
c. II e III, apenas.
d. II, apenas.
e. I, II e III.

PERGUNTA 3 0,5 pontos   Salvar resposta

Leia o texto 1, do livro Os nascimentos, de Eduardo Galeano, que narra


pensamentos e mitos dos povos pré-colombianos, e o texto 2, da filósofa
Marliena Chauí.

Texto 1 – O FOGO

As noites eram de gelo e os deuses tinham levado o fogo embora. O frio cortava
a carne e as palavras dos homens. Eles suplicavam, tiritando, com a voz
quebrada; e os deuses se faziam de surdos. Uma vez lhes devolveram o fogo.
Os homens dançaram de alegria e alçaram cânticos de gratidão. Mas, de
repente, os deuses enviaram chuva e granizo e apagaram as fogueiras. Os
deuses falaram e exigiram: para merecer o fogo, os homens deveriam abrir
peitos com um punhal de pedra e entregar corações. Os índios quichés
ofereceram o sangue de seus prisioneiros e se salvaram do frio. Os
cakchiqueles não aceitaram o preço. Os cakchiqueles, primos dos quichés e
também herdeiros dos maias, deslizaram com pés de pluma através da fumaça,
roubaram o fogo e o esconderam nas covas de suas montanhas.

GALEANO, E. Os nascimentos. Porto Alegre: LP&M, 2010.

Texto 2

O antropólogo Claude Lévi-Strauss estudou o “pensamento selvagem” para


mostrar que os chamados selvagens não são atrasados nem primitivos, mas
operam com o pensamento mítico. O mito e o rito, escreve Lévi-Strauss, não são
lendas nem fabulações, mas uma organização da realidade a partir da
experiência sensível enquanto tal. Para explicar a composição de um mito, Lévi-
Strauss refere-se a uma atividade que existe em nossa sociedade e que, em
francês, se chama bricolage. O que faz um bricoleur, ou seja, quem pratica
bricolage? Produz um objeto novo a partir de pedaços e fragmentos de outros
objetos. Vai reunindo, sem um plano muito rígido, tudo o que encontra e que
serve para o objeto que está compondo. O pensamento mítico faz exatamente
Cliqueaemmesma
Salvarcoisa, isto é,
e Enviar vai reunindo
para as experiências,
salvar e enviar. Clique em as narrativas,
Salvar os respostas
todas as relatos, até
para salvar todas as respostas.
compor um mito geral. Com esses materiais heterogêneos, produz a explicação
sobre a origem e a forma das coisas, suas funções e suas finalidades, os
https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/take/launch.jsp?course_assessment_id=_889955_1&course_id=_190999_1&content_id=_241883… 2/10
03/11/2021 12:53 Fazer teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I – ESTUDOS ...


Estadopoderes divinos
de Conclusão dasobre a Natureza e sobre os humanos. O mito possui, assim,
Pergunta:
três características principais, citadas a seguir. 1. Função explicativa: o presente
é explicado por alguma ação passada cujos efeitos permaneceram no tempo.
Por exemplo, uma constelação existe porque, no passado, crianças fugitivas e
famintas morreram na floresta e foram levadas ao céu por uma deusa que as
transformou em estrelas; as chuvas existem porque, nos tempos passados, uma
deusa apaixonou-se por um humano e, não podendo unir-se a ele diretamente,
uniu-se pela tristeza, fazendo suas lágrimas caírem sobre o mundo etc. 2.
Função organizativa: o mito organiza as relações sociais (de parentesco, de
alianças, de trocas, de sexo, de idade, de poder etc.) de modo a legitimar e
garantir a permanência de um sistema complexo de proibições e permissões.
Por exemplo, um mito como o de Édipo existe (com narrativas diferentes) em
quase todas as sociedades selvagens e tem a função de garantir a proibição do
incesto, sem a qual o sistema sociopolítico, baseado nas leis de parentesco e de
alianças, não pode ser mantido. 3. Função compensatória: o mito narra uma
situação passada, que é a negação do presente e que serve tanto para
compensar os humanos de alguma perda como para garantir-lhes que um erro
passado foi corrigido no presente, de modo a oferecer uma visão estabilizada e
regularizada da Natureza e da vida comunitária. Por exemplo, entre os mitos
gregos, encontra-se o da origem do fogo, que Prometeu roubou do Olimpo para
entregar aos mortais e permitir-lhes o desenvolvimento das técnicas. Numa das
versões desse mito, narra-se que Prometeu disse aos homens que se
protegessem da cólera de Zeus realizando o sacrifício de um boi, mas que se
mostrassem mais astutos do que esse deus, comendo as carnes e enviando-lhe
as tripas e gorduras. Zeus descobriu a artimanha e os homens seriam punidos
com a perda do fogo se Prometeu não lhes ensinasse uma nova artimanha:
colocar perfumes e incenso nas partes dedicadas ao deus.

CHAUÍ, M. Convite à filosofia. São Paulo: Ática, 1994 (com adaptações).

Com base na leitura, avalie as afirmativas.

I. O mito dos povos pré-colombianos em relação ao surgimento do fogo não


coincide com o mito grego de Prometeu, o que comprova a invalidade do mito
na sua função explicativa dos fenômenos naturais.

II. De acordo com o antropólogo Lévi-Strauss, os mitos não são fabulações, eles
correspondem a uma explicação racional e verdadeira do universo e, por isso,
não se pode considerar que os povos indígenas são atrasados.

III. O mito narrado no texto 1 cumpre a função explicativa do domínio do fogo


pelos humanos e, também, revela diferentes comportamentos dos povos em
relação ao mesmo dilema.

IV. Tanto no texto 1 quanto no texto 2, o mito sobre o domínio do fogo baseia-se
em uma artimanha humana para enganar os deuses.

É correto o que se afirma somente em:


a. II, III e IV.
b. I e II.
c. II e IV.
d. II e III.
e. III e IV.

PERGUNTA 4 0,5 pontos   Salvar resposta

(Enade 2017 – com adaptações) Leia o texto a seguir.

O sistema de tarifação de energia elétrica funciona com base em três bandeiras.


Na bandeira verde, as condições de geração de energia são favoráveis, e a tarifa
não sofre acréscimo. Na bandeira amarela, a tarifa sofre acréscimo de R$ 0,020
para cada kWh consumido, e na bandeira vermelha, condição de maior custo de
geração de energia, a tarifa sofre acréscimo de R$ 0,035 para cada kWh
consumido. Assim, para saber o quanto se gasta com o consumo de energia de
cada aparelho, basta multiplicar o consumo em kWh do aparelho pela tarifa em
questão.

Disponível em: http://www.aneel.gov.br. Acesso em: 17 jul.2017 (com


adaptações).

Na tabela a seguir, são apresentadas a potência e o tempo de uso diário de


Clique em Salvar e Enviar para salvar e enviar. Clique em Salvar todas as respostas para salvar todas as respostas.
alguns aparelhos eletroeletrônicos usuais em residências.

https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/take/launch.jsp?course_assessment_id=_889955_1&course_id=_190999_1&content_id=_241883… 3/10
03/11/2021 12:53 Fazer teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I – ESTUDOS ...


Estado de Conclusão da Pergunta:

Disponível em: https://www.educandoseubolso.blog.br. Acesso em: 17 jul.2017


(com adaptações).

Considerando as informações do texto, os dados apresentados na tabela, uma


tarifa de R$ 0,50 por kWh em bandeira verde e um mês de 30 dias, avalie as
afirmativas.

I. Em bandeira amarela, o valor mensal do gasto com energia elétrica para um


chuveiro de 3.500 W seria de R$ 1,05 e de R$ 1,65 para um chuveiro de 5.500 W.

II. Deixar um carregador de celular e um modem de internet em stand-by


conectados na rede de energia durante 24 horas por dia representa um gasto
mensal de R$ 5,40 na tarifa de energia elétrica em bandeira verde, e de R$ 5,78,
em bandeira amarela.

III. Em bandeira verde, o consumidor gastaria mensalmente R$ 3,90 a mais na


conta de energia elétrica em relação a cada lâmpada incandescente usada no
lugar de uma lâmpada LED.

É correto o que se afirma em:


a. II, apenas.
b. III, apenas.
c. I e II, apenas.
d. I e III, apenas.
e. I, II e III.        

PERGUNTA 5 0,5 pontos   Salvar resposta

(Enade 2018). Leia o texto a seguir.

A Economia Solidária expressa formas de organização econômica – de


produção, prestação de serviços, comercialização, finanças e consumo –
baseadas no trabalho assalariado, na autogestão, na propriedade coletiva dos
meios de produção, na cooperação e na solidariedade. São diversas atividades
econômicas realizadas por organizações solidárias como cooperativas,
associações, empresas recuperadas por trabalhadores em regime de
autogestão, grupos solidários informais, fundos rotativos etc. Nos últimos anos,
a Economia Solidária tem experimentado expansão no Brasil, em especial,
dentre os segmentos populacionais mais vulneráveis.

Disponível em: http://www.unisolbrasil.org.br/. Acesso em: 12 jul. 2018 (com


adaptações).

Considerando as informações apresentadas, avalie as asserções e a relação


proposta entre elas.

I. O fomento de atividades econômicas orientadas pelos princípios da Economia


Solidária deve ser objeto de atenção no âmbito da gestão pública e requer
políticas voltadas para essa área de atuação.

PORQUE

II. A destinação de recursos públicos para empreendimentos fundamentados na


Economia Solidária viabiliza a inclusão de diversos segmentos sociais na
economia e promove a valorização de práticas e saberes construídos
coletivamente.

A respeito dessas asserções, assinale a opção correta.


a. As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II justifica a I.
Clique em Salvar e Enviar para salvar e enviar. Clique em Salvar todas as respostas para salvar todas as respostas.
b. As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II não justifica a I.
c. A asserção I é uma proposição verdadeira e a II é uma proposição falsa.
https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/take/launch.jsp?course_assessment_id=_889955_1&course_id=_190999_1&content_id=_241883… 4/10
03/11/2021 12:53 Fazer teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I – ESTUDOS ...


Estado de d. A asserção
Conclusão da IPergunta:
é uma proposição falsa e a II é uma proposição verdadeira.
e. As asserções I e II são proposições falsas.

PERGUNTA 6 0,5 pontos   Salvar resposta

(Enade 2017 – com adaptações). Os britânicos decidiram sair da União Europeia


(UE). A decisão do referendo abalou os mercados financeiros em meio às
incertezas sobre os possíveis impactos dessa saída. Os gráficos a seguir
apresentam, respectivamente, as contribuições dos países integrantes do bloco
para a UE, em 2014, que somam €144,9 bilhões, e a comparação entre a
contribuição do Reino Unido para a UE e a contrapartida dos gastos da UE com
o Reino Unido.

Disponível em: http://www.g1.globo.com. Acesso em: 06 set. 2017 (com


adaptações).

Considerando o texto e as informações apresentadas nos gráficos acima,


assinale a opção correta.
a. A contribuição dos quatro maiores países do bloco somou 41,13%.
b. O grupo “outros países” contribuiu para esse bloco econômico com
42,1%.
c. A diferença entre a contribuição do Reino Unido com a UE e o gasto da
UE com o Reino Unido representa 38,9% da contribuição do Reino Unido
com a UE.
d. A soma das participações dos três países com maior contribuição para o
bloco econômico supera 50%.
e. O percentual de participação do Reino Unido com o bloco econômico em
2014 foi de 17,8%, o que o colocou entre os quatro maiores participantes.

PERGUNTA 7 0,5 pontos   Salvar resposta

Leia o texto a seguir.

Bolo de rolo

O bolo de rolo, uma espécie de rocambole com camadas finíssimas de pão de


ló, é um doce brasileiro, originário de Pernambuco, reconhecido como
patrimônio cultural e imaterial do Estado, em 2007, pela Lei Ordinária n. 379.

Considerado como uma das especialidades típicas da cozinha pernambucana,


assim como o famoso bolo Souza Leão (também reconhecido como patrimônio
cultural e imaterial de Pernambuco, em 2008), o bolo de rolo derivou-se do bolo
português conhecido como c
olchão de noiva, que era recheado com amêndoas.
CliqueNo
emBrasil,
Salvaroecolchão
Enviarde noiva
para foi se
salvar transformando
e enviar. e sofrendo
Clique em adaptações
Salvar todas devido
as respostas para salvar todas as respostas.
à falta de ingredientes das receitas originais na região Nordeste.

O recheio de amêndoas acabou sendo substituído por goiabada, de preferência


https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/take/launch.jsp?course_assessment_id=_889955_1&course_id=_190999_1&content_id=_241883… 5/10
03/11/2021 12:53 Fazer teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I – ESTUDOS ...


Estadofeita em casa. Adamassa
de Conclusão passou a ser enrolada em camadas cada vez mais finas.
Pergunta:
Ao final, o bolo ficou parecido com um rolo, daí a origem do seu nome. Era
servido como sobremesa ou lanche. Um visitante ilustre não poderia sair de
uma casa sem degustar uma fatia de bolo de rolo. Dessa maneira, foi sendo
utilizado como forma de estreitar os laços de amizades, como forma de
agradecimento, como presente e até para “amolecer corações”. Até o papa João
Paulo II, quando da visita ao Recife, em 1980, provou uma fatia. Passando a ser
cada vez mais conhecido e divulgado, o bolo de rolo ganhou fama e começou a
ser feito em praticamente todos os estados do Nordeste brasileiro, embora o
original de Pernambuco guarde características diferentes tanto no sabor como
na maneira de fazer. Turistas, e até pessoas de outros estados, "encomendam"
o doce a algum amigo ou parente quando têm oportunidade. Hoje, o bolo de
rolo e o Souza Leão são receitas protegidas, conservadas e valorizadas por sua
importância histórica, cultural e gastronômica para o país.

Disponível em: http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php?option=c


om_content&view=article&id=468&Itemid=1. Acesso em: 03 ago. 2018 (com
adaptações).

Com base na leitura, avalie as afirmativas.

I. A adaptação às condições da natureza brasileira provocou mudanças na


receita do bolo colchão de noiva e deu origem à produção do bolo de rolo,
iguaria reconhecida como tipicamente pernambucana.
II. A Lei Ordinária n. 379/2007 visa a proteger o direito do estado de
Pernambuco de ser o único produtor nacional do bolo de rolo, do bolo Souza
Leão e do bolo colchão de noiva.

III.  O bolo de rolo pernambucano representa tradições que se mantiveram


inalteradas ao longo do tempo, o que garantiu ao doce ser hoje uma receita
protegida, conservada e valorizada por sua importância histórica, cultural e
gastronômica para o Brasil.

É correto o que se afirma somente em:


a. I e II.
b. I e III.
c. III.
d. I.
e. II.

PERGUNTA 8 0,5 pontos   Salvar resposta

Leia a reportagem a seguir, publicada na edição nº 428 da revista Saúde é Vital.


 
O elo entre 
zika vírus e microcefalia

Um dos dramas mais recentes na saúde brasileira foi o aparecimento do zika,


vírus transmitido pelo mosquito 
Aedes aegypti, o mesmo vetor da dengue. No
Nordeste do país, o ataque do vírus se fez sentir de uma maneira ainda mais
trágica: ao infectar gestantes, o vírus induzia a malformação do sistema nervoso
do feto, provocando a chamada microcefalia. Figura central no estabelecimento
dessa associação foi a epidemiologista Celina Turchi, da Fundação Oswaldo Cruz
(Fiocruz). Ela capitaneou o estudo de caso, inédito no planeta, que confirmou as
suspeitas de que o zika, e não outros fatores, era responsável por alterações
fisiológicas e estruturais no sistema nervoso dos bebês em desenvolvimento.
Estava batido o martelo: o vírus era o causador dos casos de microcefalia.

Clique em Salvar e Enviar para salvar e enviar. Clique em Salvar todas as respostas para salvar todas as respostas.

https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/take/launch.jsp?course_assessment_id=_889955_1&course_id=_190999_1&content_id=_241883… 6/10
03/11/2021 12:53 Fazer teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I – ESTUDOS ...


Estado de Conclusão da Pergunta:

Disponível em: https://saude.abril.com.br/medicina/amamentacao-hpv-e-zika-pr


otagonizam-premiacao-nacional/. Acesso em: 08 maio 2018.

Com base na leitura, avalie as afirmativas.

I. A pesquisa da Fiocruz foi realizada com 32 crianças com microcefalia e 64


crianças sem microcefalia, ou seja, 50% das crianças estudadas eram
portadoras da doença.

II. De acordo com os estudos liderados por Celina Turchi, o vírus zika,
disseminado principalmente pela picada do mosquito
 Aedes aegypti, é o
causador dos casos de microcefalia, e essa doença é da mesma família da
dengue e da febre amarela.

III. Pela reportagem, estima-se que mais de 20% dos casos de infecção por zika
no mundo ocorreram no Brasil.

É correto o que se afirma apenas em:


a. I e III.
b. II.
c. III.
d. II e III.
e. I, II e III.

PERGUNTA 9 0,5 pontos   Salvar resposta

Leia a reportagem e o gráfico a seguir, publicados na edição Nº 265 da revista


Pesquisa Fapesp.

Estratégia de entrada: Em menos de uma década, nova dinâmica dos fluxos


migratórios e características da legislação fizeram solicitações de refúgio no
Brasil crescer 34 vezes

Entre 2010 e 2017, as solicitações de refúgio no Brasil passaram de 966 para 33


mil ao ano. Se, no início desta década, os haitianos eram os responsáveis pela
maior parte das solicitações (442, ou 46%), atualmente o fluxo dos
venezuelanos representa a maior demanda, somando 17 mil pedidos
encaminhados ao governo brasileiro apenas no ano passado. (...) Para ter o
reconhecimento do status de refugiado, o imigrante deve comprovar que sofre
“fundados temores de perseguição por motivos de raça, religião, nacionalidade,
grupo social ou opiniões políticas ou grave e generalizada violação de direitos
humanos” em seu país de origem. O processo de entrada de haitianos, a partir
de 2010, permite entender como a modalidade do refúgio, em algumas
situações, pode funcionar como estratégia de ingresso no Brasil. Os haitianos
chegaram após o terremoto ocorrido naquele ano e que provocou a morte de
316 mil pessoas no país caribenho. Os primeiros imigrantes cruzaram a
Cliquefronteira
em Salvar pelo Acre ou
e Enviar Amazonas.
para salvar e Em 2010,
enviar. 442 haitianos
Clique solicitaram
em Salvar refúgio. para salvar todas as respostas.
todas as respostas
Em 2011, foram 2,5 mil. Enquanto aguardavam julgamento, todos tiveram
direito à residência e carteira de trabalho. (...) Entre 2012 e 2014, as solicitações
https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/take/launch.jsp?course_assessment_id=_889955_1&course_id=_190999_1&content_id=_241883… 7/10
03/11/2021 12:53 Fazer teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I – ESTUDOS ...
ç


Estadodederefúgio de haitianos
Conclusão saltaram de 3,3 mil para 16,7 mil. Reportagem publicada
da Pergunta:
em fevereiro de 2018 pelo jornal O Globo, com base em informações da Polícia
Federal, mostrou que, em 45 dias, 18 mil venezuelanos solicitaram refúgio, valor
superior ao total registrado em todo o ano de 2017. Estima-se hoje que entre 40
mil e 60 mil venezuelanos vivam em Boa Vista, município com 350 mil
habitantes e capital de Roraima, estado que faz fronteira com a Venezuela. Nem
todos, no entanto, desejam se estabelecer no Brasil. “Alguns tentam
permanecer próximos à fronteira, para levar dinheiro, alimentos e remédios e
visitar familiares que ficaram no país de origem, enquanto outros planejam
regressar à Venezuela”, avalia João Carlos Jarochinski Silva, professor de
relações internacionais da UFRR. (...) “Muitos venezuelanos imigram ao Brasil
para fugir da fome, da inflação e da violência, porém outros abandonam o país
de origem porque sofrem perseguição política, o que garante o reconhecimento
como refugiado. O governo precisa analisar cada caso individualmente antes de
deferir o pedido”, explica. O aumento do fluxo de solicitações de refúgio por
parte de venezuelanos é recente e a maioria das demandas ainda não foi
julgada.

Disponível em: http://revistapesquisa.fapesp.br/2018/03/20/estrategia-de-entra


da/. Acesso em: 05 ago. 2018 (com adaptações).

Considerando o texto e as informações apresentadas no gráfico, avalie as


afirmativas.

I. O total de solicitações de refúgio no Brasil em 2010 corresponde a


aproximadamente 3% do total de solicitações em 2017.

II. Segundo o gráfico, o período de 2014 a 2015 apresentou o maior aumento


relativo de pedidos de refúgio pelos venezuelanos. No período, o número de
pedidos por cidadãos desse país saltou de 209 para 829.

III. O gráfico indica que, em 2016, havia menos refugiados vivendo no Brasil do
que em 2015.

IV. O texto diferencia os termos imigrantes e refugiados, indicando que a


condição de refugiado implica a impossibilidade de voltar ao país de origem
devido a algum tipo de perseguição.

É correto o que se afirma somente em:


a. I e IV.
b. II e III.
c. III e IV.
d. I, II e IV.
e. I e III.

PERGUNTA 10 0,5 pontos   Salvar resposta

Leia os textos 1 e 2 a seguir.

CliqueTexto
em Salvar e Enviar
1 – Entre para salvar
transgressão e enviar.
e arte Clique
– Christina em Salvar todas as respostas para salvar todas as respostas.
Queiroz

Representação gráfica entre a letra e o símbolo o “pixo” é um elemento visual


https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/take/launch.jsp?course_assessment_id=_889955_1&course_id=_190999_1&content_id=_241883… 8/10
03/11/2021 12:53 Fazer teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I – ESTUDOS ...
Representação gráfica entre a letra e o símbolo, o pixo é um elemento visual

Estadoque permeia a da
de Conclusão paisagem paulistana. Pode ser visto em marquises, muros, casas
Pergunta:
e edifícios, comerciais e residenciais. Em projeto de pesquisa recém-concluído, o
antropólogo Alexandre Barbosa Pereira analisou “pixações” feitas em diversas
regiões da cidade desde os anos 1980. Nesse percurso, constatou como jovens
de periferia envolvidos com a atividade, caracterizada como gênero de arte
urbana cuja essência está em ir além das regras do espaço público,
conseguiram obter reconhecimento em circuitos artísticos nacionais e
estrangeiros, apesar da relação de tensão permanente com o Estado e suas
esferas institucionais. O pesquisador explica que os integrantes do movimento
diferenciam o conceito de pixação (com “x”) de pichação (com “ch”). Enquanto a
palavra grafada com “ch” se refere a frases e inscrições legíveis, o vocábulo com
“x” diz respeito à grafia
que é entendida apenas pelos integrantes do
movimento. Além disso, envolve articulação em grupos, muitos deles da
periferia, que buscam lugares de grande visibilidade e acesso difícil para deixar
marcas individuais ou coletivas e, com isso, questionar a maneira como a
paisagem urbana se estrutura. Qualquer tipo de pichação (ou pixação) é
considerada crime ambiental, conforme dispõe a Lei federal n. 9.605/98. Além
de multa, está prevista pena de três meses a um ano de prisão aos autores de
pichação e grafites não autorizados. As penalidades são maiores quando
envolvem edificações tombadas pelo patrimônio histórico. Estudioso do tema
há mais de 15 anos, Pereira, que integra a Rede de Pesquisa Luso-Brasileira em
Artes e Intervenções Urbanas, explica que a pichação, com rabiscos e frases
feitas ao acaso, sempre existiu em São Paulo, porém identifica que a prática se
intensificou a partir dos anos 1970, com versos poéticos escritos em muros e
manifestações contra a ditadura. O início da pixação, no entanto, é mais
recente. Surgiu nos anos 1980, por influência de movimentos como punk, heavy
metal, hip hop e de skatistas. Ao reconhecer a transgressão como parte
intrínseca da história do urbanismo, Carlos Zibel, professor aposentado da
Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP),
lembra que escavações em Pompeia revelaram, nas paredes da cidade italiana
soterrada pela erupção de um vulcão no ano 79 d.C., pichações em grafita e
piche feitas contra senadores. “As linguagens do grafite e do pixo passaram a
integrar o repertório da arte contemporânea, mas isso não elimina as tensões
que a pixação indevida gera no espaço urbano. Justamente pelo caráter
transgressor, os pixadores desempenham papel importante na investigação dos
limites artísticos”, conclui.

Disponível em: http://revistapesquisa.fapesp.br/2018/07/04/entre-transgressao-


e-arte.
Acesso em: 05 ago. 2018 (com adaptações).

Texto 2

Disponível em: https://bhaz.com.br/2016/03/22/a-pichacao-e-um-ato-que-ao-m


esmo-tempo-levanta-duvidas-e-certezas-na-sociedade/. Acesso em: 05 ago.
2018.

Com base na leitura, avalie as afirmativas.

I. No texto 2, a frase “pixei o muro na parte de fora tia, da rua que é nossa!” é
Clique em Salvar e Enviar para salvar e enviar. Clique em Salvar todas as respostas para salvar todas as respostas.
uma pixação (com “x”), uma vez que seu conteúdo é desvinculado de crítica
social e política.

II Por meio da pixação os jovens da periferia inserem-se no espaço urbano do


https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/take/launch.jsp?course_assessment_id=_889955_1&course_id=_190999_1&content_id=_241883… 9/10
03/11/2021 12:53 Fazer teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I – ESTUDOS ...
II. Por meio da pixação, os jovens da periferia inserem se no espaço urbano, do

Estadoqual se sentemda
de Conclusão excluídos.

Pergunta:
III. Por ser constituída de inscrições cuja grafia é compreendida apenas pelos
integrantes do próprio movimento, a pixação não é capaz de levar a sociedade a
refletir sobre a ocupação dos espaços públicos e privados.

IV. A pichação (com “ch”) serviu de instrumento de manifestação política em


diferentes momentos da história da humanidade.
 

É correto o que se afirma apenas em:


a. I e II.
b. II e IV.
c. I, II e III.
d. I, III e IV.
e. II, III e IV.     

Clique em Salvar e Enviar para salvar e enviar. Clique em Salvar todas as respostas para salvar todas as respostas.

https://ava.ead.unip.br/webapps/assessment/take/launch.jsp?course_assessment_id=_889955_1&course_id=_190999_1&content_id=_24188… 10/10

Você também pode gostar