Você está na página 1de 1

POLÍTICA NO PERÍODO REGENCIAL

AS REGENCIAIS PARTIDOS POLÍTICOS


• A Constituição do Brasil Império de 1824 estabelecia GRUPOS POLÍTICOS • A partir de 1834, as forças políticas do país se reorganizaram,
que, no caso de abdicação do imperador, o governo dando início ao período conhecido como Regresso Conservador.
brasileiro deveria ser exercido por um conselho de três • Depois da abdicação de D. Pedro I, a primeira etapa Naquele ano morreu D. Pedro I, o que levou à extinção dos
regentes eleitos pelo poder Parlamento (legislativo), do período regencial é conhecida como “Avanço restauradores, que pregavam sua volta ao poder. Os exaltados
enquanto Pedro de Alcântara, herdeiro do trono, o Liberal”, e neste contexto três partidos disputavam o também haviam praticamente desaparecido, por causa da
futuro D. Pedro II atingisse a sua maioridade, os 18 poder político até 1834, os Restauradores, Moderados repressão oficial. A partir de 1834, os grupos políticos dos
anos de idade. Porém, como em abril de 1831 o e os Exaltados. “Exaltados e Restauradores” tiveram sua participação política no
Parlamento brasileiro estava em recesso, e a maioria poder cada vez mais reduzida, e a cenário político brasileiro
dos deputados e senadores não se encontrava no Rio passou a ser dominado por duas novas alas políticas, os
de Janeiro, os poucos parlamentares restantes na progressistas e regressistas. Estes dois novos grupos políticos
capital decidiram eleger uma Regência Provisória. RESTAURADORES MODERADOS EXALTADOS surgiram a partir da cisão do grupo político Moderados.
DIREITA DIREITA ESQUERDA
CONSERVADORA LIBERAL LIBERAL
REGÊNCIA PERÍODO DEFENDIAM O DEFENDIAM A DEFENDIAM O
RETORNO DE MONARQUIA FEDERALISMO PROGRESSISTAS REGRESSISTAS
TRINA PROVISÓRIA 1831
D. PEDRO I PARLAMENTAR E A REPÚBLICA PARTIDO LIBERAL PARTIDO CONSERVADOR
TRINA PERMANENTE 1831 - 1835
DEFENDIAM O CONTRÁRIOS AO
UNA DE FEIJÓ 1835 - 1837
ATO INSTITUCIONAL DE 1834 FEDERALISMO E O ATO FEDERALISMO E AO ATO
UNA DE ARAÚJO LIMA 1837 - 1840 INSTITUCIONAL DE 1834 INSTITUCIONAL DE 1834

Reformulou a Constituição Imperial de 1824


 Criação das Assembleias Legislativas nas províncias com poder de criação de leis;
 Extinção do Órgão Conselho de Estado (Criado por D. Pedro I e bastante impopular);
 Substituição da Regência Trina pela Regência Una;
 Transformação do Rio de Janeiro em município neutro e sede (capital) do Império.

@infohistoria @infohistoriaoficial www.infohistoriaoficial.com.br

Você também pode gostar