Você está na página 1de 25

1

Sumário
3 Introdução

4 O que é o Enem e para que ele serve

4 Como é a prova do Enem

5 Informações sobre o calendário do Enem 2021

6 Mudanças no Enem 2021

6 Aprofundando em Ciências da Natureza

7 Assuntos cobrados na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias

7 Biologia

11 Física

14 Química

19 Conclusão

2
Introdução
O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 mal aconteceu e aqui
estamos nós falando do Enem 2021. Será que já é hora de começar a se
descabelar e se preocupar? Claro que não! Contudo, não podemos negar
que, se 2020 foi um ano atípico inclusive para o Exame Nacional do Ensino
Médio, 2021 ainda deve sofrer as consequências dos atrasos ocorridos na
prova passada, que só foi realizada no começo de 2021.

Como você deve ter percebido, a pandemia do novo coronavírus alterou


significativamente o calendário do exame, das instituições de ensino médio
e superior. Assim, muitos colégios e universidades ainda não começaram
ou terminaram seu segundo semestre letivo de 2020.

Tudo isso deve continuar afetando o cronograma do Enem: retardo na lib-


eração das notas e matrículas pelo Sistema de Seleção Unificado (Sisu) e,
é claro, nas próprias datas do Enem 2021. Isso porque muitos estudantes
teoricamente teriam menos tempo para se preparar se o calendário normal
fosse mantido.

Ainda assim, é preciso continuar a estudar. Então, por que não começar
a se preparar o mais cedo possível? Assim, você não deixa seus estudos
acumulados para os últimos meses antes do Enem e consegue ter um ano
de aprendizados um pouco mais tranquilo e equilibrado, aumentando as
chances do seu sucesso na prova.

Neste e-Book, falaremos mais aprofundadamente sobre a prova de Ciên-


cias da Natureza e suas Tecnologias, além de darmos algumas dicas a res-
peito da prova geral, como ela funciona, dicas para o exame e informações
que temos até agora sobre o cronograma do Enem 2021.
Então, prepare seu caderno e bons estudos!

3
O que é o Enem e para que ele serve

O Exame Nacional do Ensino Médio é um sistema de avaliação do Ministério


da Educação (MEC) para analisar o que os alunos inscritos aprenderam ao
longo da educação básica, em especial no Ensino Médio.

Além disso, o Enem funciona em associação com algumas programas do


governo como o Programa Universidade Para Todos (Prouni), Fundo de Fi-
nanciamento Estudantil (Fies) e Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para
que os estudantes possam tentar vagas em alguma universidade pública
do Brasil ou bolsas de estudo e financiamento estudantil em universidades
privadas.

Como é a prova do Enem

Uma das coisas que você precisa saber sobre a prova do Enem é que as
180 questões são divididas de maneira igual (45 questões cada) em 4
áreas de conhecimento:

• Ciências da Natureza e suas Tecnologias;


• Ciências Humanas e suas Tecnologias;
• Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
• Matemática e suas Tecnologias.

Além das questões de múltipla escolha, também há a redação, que em


geral acontece no primeiro dia do exame. O tema da redação é apresenta-
do com textos de apoio, que ajudam o aluno a se aprofundar no assunto
dado. Nunca copie os textos de apoio; utilize suas próprias argumentações
para escrever sua redação;

4
Também é importante lembrar que, para não zerar a redação, você deve
evitar fugir do tema, precisa criar um texto coerente e seguir a norma culta
da língua portuguesa, além de apresentar uma solução ao problema apre-
sentado, respeitando as leis vigentes e os direitos humanos.

Geralmente, a prova é dividida da seguinte maneira nos dois dias de aval-


iação:

• 1º dia: Redação, Linguagens e Ciências Humanas


• 2º dia: Ciências da Natureza e Matemática

Tanto a redação quanto a parte objetiva valem mil pontos cada, e cada
prova objetiva vale até 250. A nota final é a média entre as duas notas. Ou,
então, a média das 5 provas (Ciências da Natureza, Ciências Humanas,
Linguagens, Matemática e Redação), o que resulta no mesmo valor.

Informações sobre o calendário do Enem 2021

As informações sobre o Enem 2021 ainda não estão muito claras, devido
ao atraso da edição 2020. Por agora, o que se sabe são as provisões que
foram divulgadas pelo MEC:

• Haverá 2 aplicações do Enem Digital;


• Permanece a aplicação do Enem impresso, com mesma matriz de
referência das disciplinas;
• A reaplicação, em qualquer uma das modalidades, será impressa.

Ainda não há informações sobre datas, mas acredita-se que o MEC siga o
cronograma de outros anos em situação normal (em que não houve dis-
tanciamento social nem atrasos no calendário escolar e universitário). Por
enquanto, o que ocorre a cada mês deve seguir o listado abaixo. Tenha
atenção à divulgação de informações oficiais, principalmente nos editais:

• Março: publicação de editais (Enem Digital e impresso);


• Abril: período para justificar ausência em 2020 e solicitar isenção da
taxa de inscrição, divulgação de resultados e recursos;
• Maio: período de inscrição e solicitação de atendimento especial para
portadores de deficiência; pagamento da taxa de inscrição. Após o en-
cerramento das inscrições, não se pode mais mudar informações como
dados pessoais, município de realização do exame e alternativa de lín-
gua estrangeira;
• Junho: término do período de pagamento da inscrição, solicitação de
uso de oe social e resultados;
• Outubro / novembro: realização das provas impressas e digitais.

Ainda não há informações sobre as datas da aplicação digital do Enem e


nem sobre versão seriada.
5
Mudanças no Enem 2021

O MEC anunciou que haverá algumas novidades no Enem 2021, sendo


que a mais significativa a manutenção das provas objetivas. As provas
devem ficar mais personalizadas e aplicadas mais vezes ao longo do ano.
Também há novidade para quem necessita de atendimento especializado:
agora, ele será específico para a deficiência ou a necessidade informada:
autistas, disléxicos, cegos, surdocegos, idosos e outros terão tratamento
adequado ao longo das provas e correção.

Outra inovação prevista para a edição 2021 é a versão seriada do exame,


que acontece em etapas e não de uma vez só, como o atual. O atual, ape-
nas de ser dividido em dois dias, reúne todo o conhecimento do Ensino
Médio em apenas uma prova, e por isso não se caracteriza como seriado.
Entretanto, o Enem tradicional deve continuar a existir, pelos menos pelos
próximos anos. O que acontecerá é que o estudante poderá escolher entre
a versão seriada ou única.

Aprofundando em Ciências da Natureza

As ciências da natureza correspondem às áreas da ciência natural que es-


tudam aspectos da natureza. No Enem, as ciências da natureza englobam
as disciplinas Biologia, Física e Química. Essa área do estudo ainda pode
abarcar a geologia e a astronomia.

Diferente das Ciências Humanas, as Ciências da Natureza ou Ciências


Naturais não têm como objeto de estudo o comportamento humano em
sociedade ou suas invenções, mas sim os aspectos físicos, químicos e bi-
ológicos dos seres vivos e do meio ambiente.

Competências avaliadas pela prova de Ciências da Natureza e suas Tec-


nologias

Antes de analisarmos os temas abordados na prova de Ciências da Na-


tureza e suas Tecnologias, é importante compreender o que é esperado
do estudante nesta prova. Assim, vamos listar algumas das competências
esperadas, divididas em 8 pontos principais:

6
1. Compreender as ciências naturais e as tecnologias a elas associadas
como construções humanas, percebendo seus papéis nos processos
de produção e no desenvolvimento econômico e social da humanidade;
2. Identificar a presença e aplicar as tecnologias associadas às ciências
naturais em diferentes contextos;
3. Associar intervenções que resultam em degradação ou conservação
ambiental a processos produtivos e sociais e a instrumentos ou ações
científico-tecnológicos;
4. Compreender interações entre organismos e ambiente, em particular
aquelas relacionadas à saúde humana, relacionando conhecimentos
científicos, aspectos culturais e características individuais;
5. Entender métodos e procedimentos próprios das ciências naturais e
aplicá-los em diferentes contextos;
6. Apropriar-se de conhecimentos da física para, em situações problema,
interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas;
7. Apropriar-se de conhecimentos da química para, em situações prob-
lema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológi-
cas;
8. Apropriar-se de conhecimentos da biologia para, em situações prob-
lema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológi-
cas.

Assuntos cobrados na prova de Ciências da Natureza


e suas Tecnologias

Na Matriz de Referência, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Ed-


ucacionais (Inep) também disponibiliza os conteúdos cobrados em cada
uma dessas disciplinas. Confira abaixo os tópicos que devem ser estuda-
dos e quais os temas que mais caem em Biologia, Física e Química:

BIOLOGIA
A biologia é a ciência que estuda os seres vivos. Ela investiga a origem e
evolução da vida, o funcionamento e características dos organismos vivos
e sua relação com o ambiente. Suas principais áreas são bioquímica, ci-
tologia, genética, histologia, microbiologia, zoologia, botânica e ecologia.

7
A seguir, alguns dos assuntos mais cobrados:

Ecologia e ciências ambientais

• Biomas brasileiros: São seis: Amazônia, Cerrado, Caatinga, Mata At-


lântica, Pantanal e Pampa.
• Biomas do Mundo: São sete os principais: Tundra, Taiga, Floresta Tem-
perada, Floresta Tropical, Savanas, Pradaria e Deserto.
• Cadeia alimentar: Corresponde à relação de alimentação, ou seja, à ab-
sorção de nutrientes e energia entre os seres vivos.
• Ciclos biogeoquímicos: Representam o movimento dos elementos
químicos entre os seres vivos e a atmosfera, litosfera e hidrosfera do
planeta.Ecossistema: Conjunto formado por comunidades bióticas e
fatores abióticos que interagem em uma determinada região
• Ecossistemas brasileiros: Os principais ecossistemas brasileiros são:
Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Mata dos Cocais, Pan-
tanal, Mata de Araucárias, Mangue e Pampas.
• Efeito estufa e aquecimento global: O efeito estufa é processo natural
que é intensificado pela ação humana e ocasiona o aquecimento glob-
al.
• Fatores bióticos e abióticos: Os elementos físicos e químicos do am-
biente (fatores abióticos) determinam, em larga escala, a estrutura e o
funcionamento das comunidades vivas (fatores bióticos).
• Habitat e nicho ecológico: O habitat é o local onde vive um animal e o
nicho é a forma como ele vive ali.
• Mudanças climáticas: São as alterações do clima em todo o planeta.
• Pirâmides ecológicas: São representações gráficas das interações
tróficas entre as espécies em uma comunidade.
• Recursos naturais: São os elementos oferecidos pela natureza, que são
utilizados pelo homem para sua sobrevivência.
• Teia alimentar: Conjunto de cadeias alimentares ligadas em um ecos-
sistema.

Hereditariedade e diversidade da vida

• Engenharia genética: Técnicas de manipulação e recombinação dos


genes que reformulam, reconstituem, reproduzem e até criam seres
vivos.
• Genes e cromossomos: Os genes são minúsculas estruturas compos-
tas de DNA. Por sua vez, o conjunto dessas estruturas formam os cro-
mossomos.
• Hereditariedade: Mecanismo biológico onde as características de cada
ser vivo são transmitidas de uma geração para outra.
8
• Introdução à genética: Conceitos básicos da área da biologia que estu-
da os mecanismos da hereditariedade ou herança biológica.
• Leis de Mendel: São um conjunto de fundamentos que explicam o me-
canismo da transmissão hereditária durante as gerações.
• Sistema ABO e Fator Rh: O sistema ABO classifica o sangue humano
nos quatro tipos existentes: A, B, AB e O. Já o Fator Rh é um grupo de
antígenos que determina se o sangue possui o Rh positivo ou negativo.
• Tipos sanguíneos: Os mais importantes são o Sistema ABO e o Fator
Rh.
• Variabilidade genética: Refere-se às variações dos genes entre in-
divíduos de uma população.

Identidade dos seres vivos

• Anatomia humana: Estuda as estruturas corporais, como elas se for-


mam e como funcionam em conjunto no corpo (sistemas).
• Células eucariontes: É constituída de membrana plasmática, citoplas-
ma e núcleo.
• Células procariontes: Não possuem membrana nuclear nem estruturas
membranosas no seu interior.
• Classificação dos seres vivos: Sistema que organiza os seres vivos em
categorias de acordo com suas características comuns e relações de
parentesco evolutivo.
• Embriologia: Estuda todas as fases do desenvolvimento embrionário
desde a fecundação, formação do zigoto até que todos os órgãos do
novo ser estejam completamente formados.
• Filogenia: É a história genealógica de uma espécie e de suas hipotéti-
cas relações de ancestrais e descendentes.
• Fisiologia: Estudo das múltiplas funções químicas, físicas e biológicas
que garantem o adequado funcionamento dos organismos.
• Seres Autótrofos e Heterótrofos: Autótrofos são os seres vivos que ob-
têm nutrientes e energia, aproveitando a luz solar, através da fotossín-
tese, já os heterótrofos obtêm nutrientes e energia, consumindo outros
seres vivos.
• Vírus: São agentes infecciosos, microscópicos e acelulares (não pos-
suem células).

Moléculas, células e tecidos

• Biotecnologia: O uso das tecnologias para criar ou modificar organis-


mos vivos.
• Célula: Menor unidade dos seres vivos com formas e funções definidas.
• Citologia: Ramo da Biologia que estuda as células e suas estruturas.
9
• Divisão celular: Processo pelo qual uma célula-mãe origina células-fil-
has.
• Histologia: Estuda os tecidos biológicos analisando sua estrutura, ori-
gem e diferenciação.
• Núcleo celular: Onde se encontra o material genético (DNA) dos organ-
ismos e está presente nas células eucariontes.
• Metabolismo: Conjunto de reações químicas que ocorrem na célula e
que lhe permite manter-se viva, crescer e se dividir.
• Organelas celulares: São como pequenos órgãos que realizam as ativ-
idades essenciais para as células.
• Síntese proteica: Mecanismo de produção de proteínas.
• Teoria celular: Afirma que todos os seres vivos são formados por célu-
las.

Origem e evolução da vida

• Abiogênese e biogênese: Duas teorias formuladas para explicar a ori-


gem da vida na Terra.
• Darwinismo: É o conjunto dos estudos e teorias relativas à evolução
das espécies, desenvolvidos pelo naturalista inglês Charles Darwin.
• Evolução: Corresponde ao processo de modificação e adaptação das
espécies ao longo do tempo.
• Evolução humana: Corresponde ao processo de mudanças que origi-
nou os seres humanos e os diferenciou como uma espécie.
• Neodarwinismo: É a teoria moderna da evolução que está pautado nos
estudos evolucionistas de Charles Darwin, unido às descobertas da
genética.
• O que é universo?: Corresponde ao conjunto de toda a matéria e ener-
gia existente.
• Origem da vida: Explicada por várias teorias desenvolvidas na busca
por respostas.
• Seleção natural: Ocorre pela necessidade de sobrevivência e adap-
tação das espécies ao ambiente.
• Teoria da evolução: As espécies atuais descendem de outras espécies
que sofreram modificações ao longo do tempo e transmitiram novas
características aos seus descendentes.
• Teoria do Big Bang: Sustenta que o Universo surgiu a partir da ex-
plosão de uma única partícula - o átomo primordial - causando um
cataclismo cósmico.

10
Qualidade de vida das populações humanas

• A importância da atividade física para a saúde: Melhora a qualidade de


vida e, combinada com uma dieta balanceada, resulta em um organis-
mo saudável, prevenindo doenças.
• Alimentação saudável: Consumo de alimentos com variedade, moder-
ação e equilíbrio.
• Desigualdade social: Problema social em que há desproporcionalidade
no padrão de vida dos habitantes.
• Drogas: São substâncias que modificam as funções do organismo, bem
como o comportamento das pessoas
• DST - Doenças sexualmente transmissíveis: São doenças que podem
ser transmitidas de uma pessoa para outra pelo contato sexual.
• Gravidez na adolescência: É considerada a gravidez que ocorre entre
os 10 e 19 anos, segundo a OMS.
• Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): Avaliação do desenvolvi-
mento da humanidade a partir de informações sobre a qualidade de
vida e da economia de um território.
• Problemas sociais do Brasil: Os principais são: desemprego, saúde, ed-
ucação, moradia, violência e poluição.
• Produto Interno Bruto (PIB): Forma de mensurar a produção dentro de
um certo período de tempo.

FÍSICA
Já a física é a ciência que busca entender o mundo natural e todos os seus
fenômenos, das minúsculas partículas ao vasto universo. Ela começou com
a mecânica clássica, o estudo do movimento dos corpos, e hoje também
conta com as áreas da termologia, óptica, ondulatória, eletromagnetismo
e física moderna.

Confira alguns dos temas que mais caem:

11
Energia, trabalho e potência

• Energia: Representa a capacidade de produzir trabalho.


• Energia cinética: Energia associada ao movimento dos corpos.
• Energia potencial: Energia relacionada com a posição dos corpos.
• Força: Ação exercida sobre um corpo com capacidade de modificar o
estado de repouso ou alterar a quantidade de movimento.
• Fórmulas de física: Relações entre grandezas envolvidas em um mes-
mo fenômeno físico.
• Potência elétrica: Rapidez com que um trabalho é realizado.
• Potencial elétrico: Trabalho da força elétrica sobre uma carga eletrizada
no deslocamento entre um ponto em relação a um ponto de referência.
• Tipos de energia: Mecânica, térmica, elétrica, química e nuclear.
• Trabalho na física: Transferência de energia devido à atuação de uma
força.

Fenômenos elétricos e magnéticos

• Eletricidade: Área da Física que estuda os fenômenos causados pelo


trabalho das cargas elétricas.
• Eletrodinâmica: Estuda o aspecto dinâmico da eletricidade, ou seja, o
movimento constante das cargas elétricas.
• Eletromagnetismo: Estuda a relação entre as forças da eletricidade e
do magnetismo como um fenômeno único.
• Eletrostática: Estuda as cargas elétricas sem movimento, ou seja, em
estado de repouso.
• Leis de Kirchhoff: Determinam as intensidades das correntes em circu-
itos elétricos que não podem ser reduzidos a circuitos simples.
• Leis de Ohm: Determinam a resistência elétrica dos condutores.
• Processos de eletrização: Métodos onde um corpo deixa de ser eletri-
camente neutro e passa a estar carregado positivamente ou negativa-
mente.

Fenômenos ondulatórios e ondas

• Ondas: Perturbações que se propagam pelo espaço sem transporte de


matéria, apenas de energia.
• Ondas eletromagnéticas: Resultam da libertação das fontes de energia
elétrica e magnética em conjunto.
• Ondas gravitacionais: São ondulações na curvatura do espaço-tempo
que se propagam pelo espaço.
• Ondas mecânicas: Perturbações que transportam energia cinética e
potencial através de um meio material.
12 • Ondas sonoras: São vibrações que produzem sensações auditivas ao
penetrarem no nosso ouvido.
Hidrostática

• Hidrostática: Características dos fluidos como pressão hidrostática,


densidade e força de empuxo.
• Pressão hidrostática: Conceito e fórmulas para calcular a pressão hi-
drostática e a pressão total.
• Teorema de Arquimedes: Cálculo da força resultante exercida pelo flu-
ido sobre determinado corpo (teorema do empuxo).
• Teorema de Stevin: Relação entre a variação das pressões atmosféri-
cas e dos líquidos.

Mecânica, estudos dos movimentos e aplicações


das leis de Newton

• Inércia: Propriedade da matéria que indica resistência à mudança.


• Gravidade: Força fundamental que regula objetos em repouso.
• Leis de Newton: Princípios fundamentais usados para analisar o mov-
imento dos corpos.
• Movimento retilíneo uniforme: O corpo está sob velocidade constante,
contudo, a trajetória percorrida pelo corpo é em linha reta.
• Movimento retilíneo uniformemente variado: É realizado em linha reta
e apresenta variação de velocidade sempre nos mesmos intervalos de
tempo.
• Movimento uniforme: Representa o deslocamento de um corpo a partir
de determinado referencial, sob velocidade constante.
• Movimento uniformemente variado: A velocidade é constante ao longo
do tempo e é diferente de zero.
• Quantidade de movimento: Grandeza vetorial definida como o produto
da massa de um corpo pela sua velocidade.

O calor e os fenômenos térmicos

• Calor e temperatura: O calor designa a troca de energia entre corpos,


enquanto que a temperatura caracteriza a agitação das moléculas de
um corpo.
• Calor específico: Grandeza física relacionada com a quantidade de cal-
or recebida e a sua variação térmica.
• Calor latente: Grandeza física que designa a quantidade de calor rece-
bida ou cedida por um corpo enquanto seu estado físico se modifica.
13
• Calor sensível: Grandeza física que está relacionada com a variação da
temperatura de um corpo.
• Calorimetria: Estuda os fenômenos relacionados às trocas de energia
térmica.
• Capacidade térmica: Grandeza que corresponde à quantidade de calor
presente num corpo em relação à variação de temperatura sofrida por
ele.
• Escalas termométricas: São usadas para indicar a temperatura, ou seja,
a energia cinética associada à movimentação das moléculas.
• Propagação de calor: Transmissão de calor que pode ocorrer por meio
de condução, convecção ou irradiação.
• Termodinâmica: Área da Física que estuda as transferências de ener-
gia.

Óptica, fenômenos ópticos, refração da luz

• Luz: Onda eletromagnética sensível a olho nu.


• Reflexão da luz: Fenômeno óptico da incidência de luz numa superfície
refletora, retornando ao seu ponto de origem.
• Refração da luz: Fenômeno óptico que ocorre quando a luz sofre mu-
dança do meio de propagação.
• Velocidade da luz: Velocidade com que a luz se desloca no vácuo e
propagação em diferentes meios.

QUÍMICA
A química, por sua vez, se caracteriza pela ciência que estuda a matéria
- tudo que o ocupa lugar no espaço - e suas transformações, estrutura,
propriedades e relação com a energia. A disciplina é dividida em quími-
ca geral, química orgânica, química analítica, físico-química e química in-
orgânica.

Veja alguns dos tópicos mais comuns no exame:

14
Água

• A importância da água: A água é a fonte de vida do planeta. Nesse


sentido, quando falta água, a vida está ameaçada.
• Água: Um dos recursos naturais mais importantes para a humanidade.
É composta por um átomo de oxigênio e dois átomos de hidrogênio.
• Densidade da água: É de 1 g/cm3 (lê-se: um grama por centímetro
cúbico). Esse valor corresponde à água em 25 ºC.
• Estados físicos da água: É encontrada na natureza em três estados
físicos: líquido, sólido e gasoso.
• Propriedades da água: É um excelente solvente, porque é capaz de
dissolver uma enorme quantidade de substâncias.

Compostos de carbono

• Cadeias carbônicas: Estrutura dos compostos orgânicos de acordo


com o arranjo dos átomos e ligações.
• Funções inorgânicas: Grupos de compostos inorgânicos que apresen-
tam características semelhantes.
• Funções orgânicas: Classificação dos grupos de compostos orgânicos
com características semelhantes.
• Hidrocarbonetos: compostos formados por carbono e hidrogênio, com
fórmula geral CxHy.
• Química inorgânica: Ramo da Química que estuda as substâncias for-
madas por elementos químicos, exceto o carbono.
• Química orgânica: Ramo da Química que estuda os compostos car-
bônicos, que são aqueles formados por átomos de carbono.

Compostos e substâncias químicas

• Ácidos: São substâncias que liberam íons positivos de hidrogênio ou


prótons numa solução aquosa.
• Bases: São substâncias formadas pela união de um cátion e um ânion,
que liberam íons hidroxila (ânions OH–) numa solução aquosa.
• Sais: Sais são o resultado da reação de um ácido com uma base.
• Óxidos: São compostos binários iônicos ou moleculares em que as
moléculas de oxigênio são ligados a outros elementos.

15
Energias químicas no cotidiano

• Biocombustíveis: É todo material utilizado para geração de energia a


partir de biomassa orgânica.
• Biomassa: É toda matéria orgânica, de origem vegetal ou animal, uti-
lizada na produção de energia.
• Carvão mineral: É um recurso natural não renovável originado de res-
tos de plantas ao longo de milhões de anos.
• Combustíveis fósseis: São recursos naturais não renováveis, origina-
dos de restos orgânicos acumulados na crosta terrestre ao longo de
milhões de anos.
• Energia renovável: É a energia obtida de fontes que se regeneram es-
pontaneamente ou através da intervenção adequada do homem.
• Gás natural: É originado na degradação da matéria orgânica, em jazi-
das subterrâneas misturado ou não ao petróleo. É composto por uma
mistura de metano, em maior quantidade, e outros alcanos, além de
CO2, H2S e N2.
• Petróleo: Substância natural composta por vários componentes orgâni-
cos, especialmente, hidrocarbonetos.

Materiais, suas propriedades e usos

• Estados físicos da matéria: Sólido, líquido, gasoso, plasma e condensa-


do de Bose-Einstein.
• Forças intermoleculares: São as forças exercidas para manter unidas
duas ou mais moléculas.
• Fórmula estrutural: Representa a forma como os átomos se ligam.
• Fórmula molecular: É a expressão de símbolos químicos e índices dos
componentes de uma molécula.
• Geometria molecular: É a forma que demonstra como os átomos se
dispõem numa molécula.
• Íon, cátion e ânion: Íon é uma espécie química eletricamente carregada.
Um cátion possui carga positiva, já um ânion apresenta carga negativa.
• Molécula: É um grupamento estável de dois ou mais átomos iguais ou
diferentes unidos através de ligações covalentes.
• Mudanças de estado físico: São a condensação ou liquefação, solidifi-
cação, fusão, vaporização e sublimação.
• Propriedades da matéria: Características físicas ou químicas que com-
põem os materiais.

16
Relações da química com as tecnologias, a sociedade
e o meio ambiente

• Camada de ozônio: É uma cobertura de gás ozônio presente na estra-


tosfera, que protege o planeta das radiações ultravioletas prejudiciais
aos seres vivos.
• Lixo industrial: É proveniente dos processos desenvolvidos nas in-
dústrias, ou seja, do setor secundário.
• Poluição: Introdução de substâncias ou energia de forma acidental ou
intencional no meio ambiente, com consequências negativas para os
seres vivos.
• Tipos de poluição: Os tipos dependem do recurso afetado e do tipo de
lixo gerado, sendo os principais: do ar, do solo, da água, térmica, sono-
ra, luminosa, visual e radioativa.

Soluções químicas

• Concentração de soluções: Corresponde à quantidade de soluto pre-


sente em uma determinada quantidade de solvente.
• Diluição de soluções: Consiste em adicionar solvente a uma solução,
sem modificar a quantidade de soluto.
• Solubilidade: É a propriedade física das substâncias de se dissolverem,
ou não, em um determinado líquido.
• Soluções coloidais: São misturas que apresentam aspecto de uma mis-
tura homogênea devido o tamanho das partículas dispersas estar en-
tre 1 e 100 nm
• Soluções químicas: São misturas homogêneas formadas por duas ou
mais substâncias.

Transformações químicas

• Cálculos estequiométricos: Análise quantitativa da composição das


substâncias consumidas e formadas em uma reação química.
• Elementos químicos: Elemento fundamental da matéria composto por
grupo de átomos com mesmo número atômico.
• Equilíbrio químico: Fenômeno que ocorre nas reações químicas re-
versíveis, quando a velocidade das reações direta e inversa se igualam.

17
• Estrutura atômica: Composta por três partículas fundamentais: prótons
(com carga positiva), nêutrons (partículas neutras) e elétrons (com car-
ga negativa).
• Ligações químicas: Uniões entre os átomos de elementos iguais ou dif-
erentes.
• Modelos atômicos: Reúnem os modelos atômicos de Dalton, Thomson,
Rutherford e Bohr.
• Reações químicas: Rearranjo de átomos para formação de novas sub-
stâncias.
• Tabela periódica: Classificação dos elementos químicos por ordem
crescente de número atômico.
• Transformações químicas: Ações que resultam na formação de novas
substâncias.

Transformações químicas e energia

• Eletrólise: Reação química não espontânea que envolve uma reação de


oxirredução, a qual é provocada por uma corrente elétrica.
• Eletroquímica: É a área da Química que estuda as reações que envolvem
a transferência de elétrons e a interconversão de energia química em
energia elétrica.
• Entalpia: É a energia trocada nas reações de absorção e de liberação
de energia.
• Fissão nuclear: É o processo de divisão do núcleo atômico instável em
outros núcleos mais estáveis.
• Fusão nuclear: É a junção de átomos que têm núcleos leves. Da junção
desses átomos, resulta um átomo com núcleo mais pesado.
• Lei de Faraday: Quando houver variação do fluxo magnético através de
um circuito, surgirá nele uma força eletromotriz induzida.
• Lei de Hess: A variação de entalpia (ΔH) em uma reação química de-
pende apenas dos estados inicial e final da reação, independente do
número de reações.
• Radioatividade: Fenômeno nuclear que resulta da emissão de energia
por átomos, provocada em decorrência de uma desintegração ou in-
stabilidade de elementos químicos.
• Reações endotérmicas e exotérmicas: Quantidade de calor absorvida
ou liberada durante as reações químicas.
• Termoquímica: É a parte da química que estuda o envolvimento da
quantidade de calor (energia) nas reações químicas.

Confira ainda outros materiais gratuitos:


> Que Tipo de Estudante Você É? Faça o teste e descubra!
> Baixe Gratuitamente: Resumos de Ciências da Natureza
18 > Acesse o ebook Completo de Química para o ENEM
Conclusão

Gás Nobre, agora é a hora de utilizar estratégia para DETONAR no ENEM! A sua
saúde mental e física tem que estar 100% durante a sua preparação e também
no dia da prova.

Se você vai fazer ENEM 2021, essa é a hora de você iniciar sua aprendizagem
para conseguir estudar todo conteúdo da matriz do ENEM. Assim a carga horária
de estudos não será muito pesada e você terá tempo de cuidar de outros aspec-
tos da sua preparação que
são tão importantes quanto o conteúdo em si.

Por isso eu e meu time queremos te ajudar, como você já sabe, nós somos es-
pecialistas em ENEM e nos principais Vestibulares do País. Estudamos cada
centímetro das provas e sabemos quais são os conteúdos mais cobrados ano
após ano e quais são os pré-requisitos para cada um desses assuntos. Preste
atenção nessa palavrinha pré-requisito, não adianta nada entrar em um curso
onde você estuda o conteúdo mais importante, mas não estuda o pré-requisito
para esse conteúdo.

“Como assim prof.?”

Eletroquímica é um assunto que despenca na prova, mas não adianta nada você
cair de paraquedas em eletroquímica, sem antes entender conceitos como nox,
ligação metálica... Você não vai entender nadinha de eletroquímica. E a grande
maioria dos cursos erram aí, querem te passar o conteúdo que cai, mas não
querem te dar o suporte necessário para entender esses conteúdos, que são
sim, mais complexos.

Imagina você estudar Cálculo Estequiométrico,


sem saber o que é massa molar, mol, volume mo-
lar... não vai adiantar nada!

Se você está saindo do Ensino Médio agora ou vai


começar a estudar por conta e se preparar para
o ENEM 2021, Vestibulares Tradicionais, Ves-
tibulares Concorridos de Medicina ou concursos
­Públicos.

Eu tenho uma dica:

Aqui no Ciência em Ação você terá a oportunidade


única de se preparar, sem sacrificar a sua saúde
mental e física, estudando poucas horas por dia,
já desde o início de 2021, com o nosso Plano de
Estudos Inteligente. Isso mesmo, você terá a tec-
nologia a sua disposição.
19
“Do que tá falando, prof?”

Quando você entra para a plataforma do Ciência em Ação, você passa por uma
ferramenta de inteligência artificial. Ela faz um diagnóstico de quais temas de
Ciências da Natureza fazem mais sentido para o seu objetivo e constrói um cro-
nograma de estudos personalizado.

Você é uma pessoa única, e o plano de estudos inteligente vai levar em conta
todas as suas necessidades: tempo, dificuldade e desejo.

E também, acesso ao novo Dashboard com Métricas de Desempenho onde


você vai conferir a sua jornada de estudos, em qual matéria você está indo bem,
em qual precisa de mais atenção, qual o progresso das suas aulas, e também
comparar com outros alunos da plataforma pra sondar como você está em
relação a concorrência.

20
Você vai conseguir ver até o seu rendimento, em números de erros e acertos, nos
exercícios de fixação e zona nerd para entender melhor quais são os seus pontos
fracos e fortes.

De forma bem visual, vai poder comparar a sua proficiência das aulas já assisti-
das para melhorar dia a dia seu nível de estudos.

Já imaginou comparar sua eficiência nos estudos em relação a outros alunos que
também estão se preparando para o mesmo desafio que você?

Vai poder aumentar sua nota mais rápido treinando seu cérebro com simulados
com ranking pra saber a sua posição.

21
Demais, não é mesmo?

Chega de estudar no escuro sem saber se você está avançando ou não.

Metodologia Ciência em Ação


Pra você entender o motivo pelo qual o nosso método personalizado funcio-
na, veja o que a Bárbara, aluna do Ciência em Ação escreveu em seu depo-
imento:

"Fui aluna de escola pública e passei dois anos sem aulas de química. Fui
pro cursinho, mas a turma era avançada, o professor dava conteúdos su-
perficiais, eu ficava perdidíssima! Até que encontrei o Paulo Valim, ele me
deu a base que eu não tinha, portanto assinei o extensivo e foi crucial para
passar em Medicina."

Se você ainda não domina Ciências da Natureza, a culpa NÃO é sua. O ver-
dadeiro problema é que os outros sistemas de ensino não têm um plano de
estudos personalizado - como temos aqui.

Já faz muito tempo que eu preparo alunos como você... desde 2011 eu gravo
vídeos para o YouTube com o objetivo de fazer qualquer aluno entender até
mesmo os conteúdos mais complexos.

Como sempre deu certo, surgiu a minha plataforma, com mais recursos, com
material de apoio, exercícios em vídeo e pdf, simulados, aulas ao vivo, cur-
sos interdisciplinares e etc. Com ela também já aprovei milhares de alunos!

Pra você ter noção, Gás nobre, pela minha plataforma Ciência em Ação já
passaram 63.102 alunos. É quase o campo de futebol do Maracanã cheinho
de alunos.

22
É MUITA COISA, NÉ?
Então aqui vai um resumo do que você
terá assinando o intensivo 2021:

GRAMÁTICA E
ENEM
INTERPRETAÇÃO

QUÍMICA FÍSICA BIOLOGIA MATEMÁTICA PORTUGUÊS REDAÇÃO

Exercícios Monitoria Análise de Estudante


Simulados Resolvidos Profissional
Individual Vestibulares
em Vídeos

Plano Acesso a todos Dashboard de


12 Meses App
de Estudos os cursos desempenho
de acesso Mobile
Inteligente

E muito mais!

Clique aqui e conheça a grade do Curso

23
Curtiu, Gás Nobre?
Deixa a gente ajudar você a conquistar o seu sonho!
Clique no botão abaixo de acordo com o seu objetivo e
entenda como eu e os outros professores do Ciência em
Ação podemos te ajudar.

Vou Fazer ENEM 2021


Vou Fazer Vestibular Tradicional
Vou Fazer Vestibular de Medicina
Vou Fazer Vestibular Tradicional

Um abraço do seu professor Paulo Valim.

24
25

Você também pode gostar