Você está na página 1de 7

1

UNIVERSIDADE PEDAGÓGICA DE MAPUTO


FACULDADE DE ENGENHARIAS E TECNOLOGIAS
ENGENHARIA ELÉCTRONICA

INVERSORES TRIFÁSICOS

DISCIPLINA: ELECTRÓNICA INDUSTRIAL


PROFESSOR: Doglasse E. Mendonça, doglasmend@yahoo.com.br;
ESTUDANTES: Cláudio Juca Monia Cumbula, claudiojcumbula@gmail.com
Ester da Graça Matsinhe, esterdgm@gmail.com
Gideon Salvador Sebastião Dimande, dimandegideon@gmail.com
Magna da Belita Augusto Simões Almoço, magnabelita12@gmail.com

DEZEMBRO/2021

1. Introdução 2. Inversor trifásico


Um dos avanços mais clássicos da Electrónica Um inversor trifásico converte a tensão CC em
Industrial é o accionamento de máquinas com a uma fonte CA trifásica usando três interruptores
implementação de funções complexas em tempos inversores monofásicos.
de processamento curtos. A figura abaixo mostra um circuito que produz
Os inversores são circuitos que convertem CC em uma saída trifásica CA a partir de uma fonte CC.
CA, isto é, transferem potência de uma fonte CC
para uma carga CA, dando assim uma forma de
onda senoidal da tensão de saída para o inversor
ideal. Os conversores em ponte completa
controlados podem funcionar em alguns casos
como inversores, mas é preciso que haja uma
fonte CA para estas ocasiões. Os inversores são
usados em aplicações como: accionamentos de
motores CA com ajuste de rotação, fontes de
Figura 1: Estrutura do inversor trifásico.
alimentação sem interrupção (UPS) e
funcionamento de aparelhos CA a partir de
baterias de automóveis.
Onde:
2

S1,2,3,4,5,6 – Interruptores comandados; Carga resistiva conectado em Y para a primeira


D1,2,3,4,5,6 – Díodos de regeneração; fase (0º - 60º).
E – Fonte de alimentação;
Z – Carga.

2.1. Modos de condução


Existem dois modos de condução:
i) Condução a 180º;
ii) Condução a 120º.
2.1.1. Condução a 180º
Neste modo de operação cada interruptor conduz Figura 3- Circuito equivalente.
por meio ciclo. Em qualquer instante existem 3 Para a primeira fase S1, S6 e S5 conduzem R e S
interruptores em condução. Quando S1 estiver em é conectado ao terminal negativo da fonte CC.
condução, o terminal R fica conectado com o A resistência equivalente é igual a:
terminal positivo da fonte CC, ao mesmo tempo o
seu interruptor complementário S4 não entra em Z∗Z 3 Z
Z eq=Z+ =
Z+ Z 2
condução. Similarmente, quando o S4 estiver em
A corrente é:
condução, o terminal R é conectado com o
V g 2Vg
terminal negativo da fonte CC. Essas i= =
Req 3 R
combinações são iguais para S3, S6 (terminal S) e
Tensões da fase:
S5, S2 (terminal T). Existem 6 possíveis modos
R
de operação num ciclo e cada é de 60º. 2
V RN =V TN = ∗V g
0o 3R
2
S6 S1
60 o
S4 S4 R −2
300
o
S5 S5 V SN = ∗V g = V
3R 3 g
I
VI
S2 S4 S1
2
S6 II
S3 S5 V
IV III
As tensões de linha:
S2 S2 V RS=V RN + V SN =V g
S3
S3 o
o S1 120
240 S6 V ST =V SN +V TN =−V g
V TR =V TN +V RN =0
180 o

Podemos calcular as tensões de outras fases


Figura 2: Diagrama de comando do inversor
seguindo mesmo procedimento.
trifásico.

Circuito equivalente
3

2.1.1.1. Forma de onda Circuito equivalente


Para melhor análise do gráfico das tensões
teremos:
R=A
S=B
T=C
Sendo:
a) Tensões de Linha;

Figura 6- Circuito equivalente.


Tensões de fase:
Vg
V RN =
2
−V g
V SN =
b) Tensões de Fase. 2
V TN =0
V RS=V g
−V g
V ST =V TR =
2

2.1.2.1. Formas de onda


Figura 4 e 5: Tensões em um inversor trifásico.
a) Tensão de fase

2.1.2. Condução a 120º

Nesse modo de condução, somente dois


interruptores entram em condução
simultaneamente; um interruptor mais elevado e
um mais baixado. Cada interruptor entra em
condução durante os 120º de um período de 360º
da tensão de saída. O sinal portador de cada
interruptor é mantido por 120º. Existem 6 sub-
intervalos de cada 60º. A operação do inversor
durante um ciclo de tensão de entrada pode ser
explicada em 6 passos diferentes.
4

b) Tensão de linha 3. Tipos de inversores trifásicos


3.1.
O inversor da fonte de tensão (VSI - Voltage
Source Inverter) tem uma tensão de fonte CC
rígida, que é a tensão CC que tem impedância
Figura 7 e 8: Formas de onda da tensão de fase e limitada ou zero nos terminais de entrada do
linha. inversor.
A figura do inversor omite os circuitos
2.2. Funções e características
necessários ao comando dos transistores. Embora
A função do inversor trifásico é regular a
ilustrados como transistores bipolares, é possível
velocidade de um motor eléctrico mantendo seu
a construção do circuito utilizando qualquer tipo
torque (conjugado). ou seja, varia a frequência
de interruptor que seja comandado para ligar e
das fases da tensão que alimenta. Onde ele recebe
para desligar e que apresente tempos de
um sinal alternado na sua entrada, transforma
comutação relativamente curtos.
internamente em um sinal contínuo e transforma
Uma vez que se tem uma fonte de tensão no lado
novamente em um sinal alternado na sua saída,
CC, quando um interruptor da semiponte
porem este sinal final sai do inversor de uma
superior e outro da semiponte inferior (nunca os
forma modulada.
dois de um mesmo ramo) estiverem em
condução, esta tensão CC aparecerá em um par
2.3. Princípio de funcionamento
de condutores da saída alternada.
Uma tensão trifásica com suas fases defasadas em
Como não se sabe, a priori, o que estará
120º, entra no inversor de frequência passando
conectado no lado CA, a conexão sempre deverá
por uma ponte rectificadora que tem por
ser feita por meio de indutores para limitar a
objectivo transformar o sinal alternado em
corrente nas situações gerais em que a tensão
contínuo, este sinal é filtrado por um barramento
Vca é diferente do valor Vcc. Para que seja
CC geralmente composto por um ou mais
possível ter controle sobre a corrente no lado CA
capacitores. Após filtrado, o sinal é enviado para
é preciso que a tensão Vcc seja superior ao valor
o bloco inversor, geralmente composto por
de pico das tensões de linha no lado CA.
transístores IGBTs ou MOSFETs, que recebem
Os díodos presentes no circuito garantem uma
um sinal modulado do bloco de processamento,
bidirecionalidade no sentido da corrente,
sendo que este define também a sequência de
necessária à correcta operação do conversor.
chaveamento dos transístores, resultando em um
Se o VSI operar com potência activa, deve haver
sinal alternado na saída do inversor.
uma fonte de energia no barramento CC.
5

Caso o conversor opere apenas com potência não que é comum, é necessária a colocação de capacitores
activa (harmónicas e reactiva), o barramento CC na saída do inversor de modo a acomodar as

pode ser formado apenas por um capacitor, sobre diferenças instantâneas nos valores das correntes nos
lados CC e CA. Tais capacitâncias podem provocar
o qual se controla a tensão.
ressonâncias com as componentes indutivas do
circuito, devendo-se controlar a tensão sobre os
capacitores.

Figural 9: Inversor trifásico tipo fonte de tensão.


3.2. Inversor tipo fonte de corrente
Um inversor de fonte de corrente (CSI – Current
Source Inverter) é fornecido com uma corrente
variável de uma fonte CC com alta impedância. As Figura 10: Inversor fonte de corrente utilizando
ondas de corrente resultantes não são influenciadas IGBTs.
pela carga.
Desde que se disponha de uma fonte de corrente CC 4. Inversor trifásico com PWM
pode-se aplicar técnicas de modulação de largura de A modulação por largura de pulso pode ser usada
pulso (ou outra qualquer), à semelhança do que se faz para os inversores trifásicos assim como para os
com os VSI. O que garante o comportamento como inversores monofásicos. As vantagens do
uma fonte de corrente é a presença de uma indutância chaveamento PWM são as mesmas para o caso do
no barramento CC. O circuito de controle do monofásico: filtros reduzidos para a redução das
conversor atua de modo a manter constante tal
harmónicas e controlabilidade da amplitude de
corrente. Se o CSI operar com potência ativa, é
frequência fundamental.
preciso haver uma fonte de energia no barramento
O chaveamento PWM para o inversor trifásico e
CC. Em caso de produção de energia não ativa, é
similar ao do inversor monofásico. Basicamente,
suficiente a presença apenas de um indutor. Os
cada chave e controlada pela comparação da
interruptores a serem usados no circuito devem
permitir passagem de corrente num único sentido e referência da onda senoidal com a onda triangular
serem capazes de bloquear tensões com ambas as da portadora. A frequência fundamental na saída
polaridades. Deve-se garantir que haja sempre uma e a mesma da onda de referência e a amplitude de
chave em condução em cada semiponte. Caso a saída e determinada pelas amplitudes relativas
impedância da carga (ou da rede CA) seja indutiva, das ondas de referência e da portadora.
6

Como no caso do inversor trifásico de seis Já o sistema de controle é formado basicamente


degraus são controlados aos pares (S1,S4), por unidade de processamento, módulo I/O,
(S2,S5), (S3, S6). Quando uma chave num par e interface de comunicação e painel de operação
fechada, a outra e aberta. Cada par de chaves
5. Cuidados a ter com os inversores
necessita de uma referência com onda senoidal.
durante a sua instalação
As três senóides de referências são separadas por
120 graus para produzir uma saída trifásica Os inversores são muito sensíveis a ligações
balanceada. A figura mostra uma portadora erradas, segue-se abaixo alguns cuidados a se ter
triangular e as três ondas de referências. O com o inversor, em vista a evitar o seu mau
controlo de chaves são tais que: funcionamento.
 S1 e ligada quando VA >Vtri 1.º. O aterramento eléctrico deve estar bem
 S2 e ligada quando VC >Vtri conectado, tanto ao inversor como ao motor.

 S3 e ligada quando VB >Vtri 2.º. O valor do aterramento nunca deve ser

 S4 e ligada quando VA <Vtri maior que 5 W (norma IEC536).


3.º. Caso o inversor possua uma interface de
 S5 e ligada quando VC <Vtri
comunicação (RS 232, ou RS 485) para o
 S6 e ligada quando VA <Vtri
PC, o tamanho do cabo deve ser o menor
possível.
4.º. Deve-se evitar ao máximo, misturar (em um
mesmo electrocuto ou canaleta) cabos de
potência (rede eléctrica, ou saída para o
motor) com cabos de comando (sinais
analógicos, digitais, RS 232, etc).
5.º. O inversor deve estar alojado próximo a
“orifícios” de ventilação, ou caso a potência
Figura 11: seja muito alta, deve estar submetido a uma
O conversor de frequência é composto ventilação.
basicamente por dois sistemas: sistema de 6.º. A rede eléctrica deve ser confiável, isto é,
potência e sistema de controle. O sistema de jamais ultrapassar variações de ±10% em
potência tem como principais elementos o sua amplitude.
rectificador (conversor CA-CC), o barramento 7.º. Sempre que possível, utilizar os cabos de
CC (banco de capacitores) e a ponte de IGBTs comando devidamente blindados.
(conversor CC-CA). 8.º. Os equipamentos de controlo (PLC, CNC,
PC, etc.), que funcionarem em conjunto com
7

o inversor, devem possuir o “terra” em conhecimentos técnicos para a operação, garantindo


comum. Normalmente, esse terminal vem que o equipamento não seja danificado e o utilizador

indicado pela referência “PE” (protecção não corra riscos de saúde.

eléctrica), e sua cor é amarela e verde (ou


8. Bibliografia
apenas verde).
[1] CAPELI, Alexandre. Inversores de
9.º. Utilizar sempre parafusos e arruelas
frequência. Disponível online no site:
adequadas para garantir uma boa fixação ao
https://docplayer.com.br/7997024-Eletronica-
painel. Isso evitará vibrações mecânicas.
alexandre-capelli.html. Acessado no dia 27 de
o
10 . Caso haja contactores e bobinas agregadas
Novembro de 2021.
ao funcionamento do inversor, utilizar sempre
[2] RAMOS, Guilherme, Desenvolvimento de um
supressores de ruídos eléctricos (circuitos RC
inversor trifásico de tensão controlado por um
para bobinas AC, e díodos para bobinas DC).
processador digital de sinal. Monografia,

6. Algumas vantagens de um inversor engenharia mecânica, Universidade Tecnológica

trifásico Federal do Parana, Guarapuava, Brasil, 2018.

 Velocidade de rotação superior; Disponível online no site:

 Baixo ruído eléctrico; https://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/1

 Ausência de faíscamento; 1797/1/GP_COEME_2018_2_04.pdf. Acessado

 Baixa manutenção; no dia 27 de Novembro de 2021.

 Custo inferior aos inversores CC. [3] HART, Daniel W, Power Electronics,

7. Conclusão McGraw-Hill Companies, New York, 2011.

As inversores trifásicos contribuem para a [4] AMORIM, Renato. Inversor de frequencia.

eficiencia dos motores industriais equipamentos, Diponivel online no site:

porque ele é capaz de variar a velocidade de um https://es2.slideshare.net/renatootaner1/inversor-

motor. São vantajosos pois evitam o desperdício de-frequencia. Aceesado no dia 14 Dezembro

de energia, danos e desgastes de um motor. 2021.

Eles conduzem em dois modos, a 180º e a 120º. A


diferença dos inversores trifásicos depende da
grandeza que eles controlam, podem ser por fonte
de tensão, fonte de corrente, ou por PWM, que
operam de modos diferentes com a finalidade de
obter a tensão CA trifásica.
Tal como qualquer dispositivo eléctrico ou
electrónico, os inversores requerem certos cuidados e

Você também pode gostar