Você está na página 1de 13

Ana Bekoach

O Ana Bekoach é talvez a oração mais poderosa de todo o universo. O Kabalista Rav
Nachunya ben Ha-Kana, foi o primeiro sábio a revelar esta combinação de 42 letras, que
compõem o poder da criação. Ana Bekoach é uma fórmula especial com 42 letras
escritas em sete frases, dando-nos a capacidade de transcender o mundo físico e todas as
suas limitações. É conhecida como O Nome de Deus de 42 Letras.

O Ana Bekoach pode remover literalmente todo desgaste, barreiras e obstáculos


associados à nossa existência física. Ele injeta ordem em nosso caos, remove a
influência do Satan em nossa natureza, gera sustento financeiro, desperta união e amor
pelos outros e fornece energia de cura para o corpo e a alma. Recitamos ou escaneamos
o Ana Bekoach todos os dias, quantas vezes quisermos.

https://youtu.be/NKHZOqBW_CQ

Existem quatro elementos com os quais nos conectamos ao usar o Ana


Bekoach:

1) As sete frases:
Correspondem às sete Sefirot, de Chessed até Malchut. Embora existam
10 Sefirot no total, apenas as sete inferiores exercem influência sobre nosso
mundo físico. Conectando-nos com elas, obtemos controle sobre o mundo
físico.

2) Letras do mês:
Abraão, o Patriarca, revelou os segredos astrológicos das letras hebraicas e
dos signos do zodíaco em seu tratado kabalístico, "O Livro da Formação"
(Sefer Yetsirá). Cada mês do ano é governado por um planeta e cada planeta
tem um verso correspondente no Ana Bekoach. Assim, meditamos na letra
hebraica que criou o planeta e o signo daquele mês (ver o quadro da página
63). Ao fazê-lo, nos conectamos com a energia positiva de cada planeta e não
com sua influência negativa. Por exemplo, a letra hebraica criou o signo de
Capricórnio, Tevet. Capricórnio é regido pelo planeta Saturno. A letra hebraica
que ,‫ע‬ Ayin Portanto, a cada dia do mês de Tevet, meditamos nas letras Ayin e
Bet após recitar .‫ב‬ criou Saturno é Bet e meditar o primeiro verso do Ana
Bekoach.

3) Correção da alma – Tikun Hanefesh:


Ao longo da história, os kabalistas têm utilizado esta meditação de cura duas
vezes por dia, sete dias por semana, para recuperar e revitalizar todos os
órgãos do corpo. Quando chegamos na frase do Ana Bekoach que governa o
mês específico em que nos encontramos, paramos e meditamos nas letras do
mês, e então fazemos o Tikun HaNefesh.

Usando o quadro como guia, coloque sua mão direita sobre a parte específica
do corpo para a qual irá canalizar a energia. Olhe para a combinação de letras
hebraicas correspondente à área do corpo em que você está concentrado e
permita que a Luz penetre, por meio da sua mão direita, naquela parte do seu
corpo.
4) Anjos do dia:
Anjos são distintos pacotes espirituais de energia que atuam como um sistema
de transporte para nossas orações. Eles carregam nossas orações e
pensamentos para os Mundos Superiores. Existe uma linha do Ana
Bekoach para cada dia da semana, e existem anjos especiais que regem cada
dia.

Quer conhecer um pouco mais sobre


as meditações do Ana Bekoach? Conheça o livro Conversando com Deus e
acesse diferentes orações capazes de auxiliá-lo a resolver inúmeras situações
através do poder do amor, da perseverança, da renovação e da iluminação.
 

https://youtu.be/2N5xpI56_6o

ANA BEKOACH... JÁ OUVIU FALAR?

Ana Bekoach é uma prece que segundo os cabalistas, das mais


poderosas que tem. Ela possui uma sequência de letras hebraicas que
circundam os reais poderes da criação.
Ana Bekoah (lê-se ANA BEKOAH, com um “E” breve, um “O” fechado e
um “H” como se fosse um r)
É construída partir de 42 letras que fazem a conexão com o nome de
DEUS.
As sete sentenças da reza, relacionam-se com os sete dias da semana.
Cada dia meditamos na sentença apropriada para tomar controle sobre
aquele período de 24 horas.
Domingo se conecta à primeira sentença e o shabat está ligado à última
sentença. Cada mês do ano tem um corpo celeste e cada corpo tem um
verso correspondente na reza Ana Becoach. Sendo assim, meditamos
sobre o respectivo planeta e as letras hebraicas que criaram tanto o
planeta como o signo do Zodíaco.
Avraham o Patriarca, revelou os segredos astrológicos das letras
hebraicas e dos signos do Zodíaco em seu tratado cabalístico – Sefer
Ietsirá.
Nas primeiras letras de cada palavra nesta reza, reside o poder real.
Ana Becoach, portanto é chamado de "o nome de Deus de 42 letras " .
As palavras em si não possuem nenhum significado em particular.
Estas letras estão codificadas nas primeiras 42 letras do Genesis na
Bíblia.
Rabi Nachinia Bem Hakana, foi o primeiro sábio a revelar esta
combinação de 42 letras. Ele se baseou no primeiro parágrafo do livro
do Genesis (Bereshit) para escrevê-la. Por isso a esta prece atribui-se o
poder de evocar a energia inicial da criação e a própria luz emanada por
Deus naquele momento.  

Simplesmente emocionante....

https://youtu.be/IJJ6pBj4VBM

 Não é preciso conhecer o hebraico para  usufruir das maravilhosas


bênçãos desta oração. Dizem que apenas pronunciar a forma
transliterada já é o suficiente.
Ao evocar estas palavras, numa simples meditação, já traz a conexão
com as forças ditas "mágicas", refletindo cada uma delas, princípios
cósmicos, arquetípicos e universais , válidos para qualquer pessoa, de
qualquer religião e origem.
Ana Becoach é composta por 7 versos, sendo que cada um deles
formado por 6 palavras:
 A transliteração:
1-   Ana bekôach gedulát yeminchá tatir tzerurá

2- Kabél rinát amcha sagveinu tahareinu norá

3- Na guibór dorshéi yechúdcha kevavát shomrem

4- Barchem taharem rachamei tzidkatechá tamid gomlem

5- Hassín kadósh beróv tuvchá nahél adatechá

6- Yahíd ge’eh le’amchá p’nêh zochrei kedushatechá

7- Shavateinu kabél ushmá tza’akateinu yódea ta’alumot


(8)- Baruch shem kevód malkuto le’olam va’ed.

A tradução ....

Verso 1: Nós te rogamos: com o poder de Tua Mão Direita,


desmancha o nó;

Verso 2: Aceita o canto de Tua Nação, exalta-nos e purifica-nos, ó


Temido;

Verso 3: Por favor, ó Poderoso, protege aqueles que exijam a Tua


Unificação, como a pupila do Olho;

Verso 4: Abençoa-os, purifica-os, concede- lhes sempre Tua Justiça


misericordiosa;

Verso 5: Ó Santo, ó Protetor, com a abundância da Tua Bondade,


governa Tua congregação;

Verso 6: Ó Único, ó Exaltado, derrama-Te sobre Teu povo, e aqueles


que se lembram de Tua Santidade;

Verso 7: Aceita os nossos clamores, e ouve os nossos gritos, ó Tu, que


conheces todos os mistérios.

Última linha: (Bendito seja o Nome daquele cujo glorioso Reino é


Eterno.)
       
Tradição Cabalística, embora monoteísta, fala sobre vários nomes de
Deus, seja dentro das Sefiras (Sephirot, esferas), seja em outros
temas cabalísticos, como o nome dividido (os 72 nomes de Deus) e
outros nomes originários de acrônimos.
A meditação sobre cada sequencia de letras permite que sejamos
envolvidos e enlevados pelas vibrações por ela emanada, trazendo
para nosso ser uma harmonização com sua essência vibracional:

Linha a (oriunda do primeiro verso): meditação para desmaterializar


a ilusão, remover a influência do materialismo e nos conectar com a
árvore da vida;
Linha b (oriunda do segundo verso): meditação para frear os
impulsos reativos, para combater o Mal, para eliminar pensamentos
negativos e para fechar as portas para Satan*;
Linha c (oriunda do terceiro verso): meditação para a prosperidade e
para abrir os canais para o sustento (primeiras três letras, da direita
para a esquerda). Para recuperar a energia perdida para o lado
negro** e para eliminar o ódio sem motivo conhecido ou aparente
(quarta ,quinta e sexta letras);
Linha d (oriunda do quarto verso): meditação para alcançar a
perseverança e força para continuar seu caminho, mesmo perante a
adversidade;
Linha e (oriunda do quinto verso): meditação para desenvolver a
clarividência, o sexto sentido e para conseguir enxergar a causa além
do efeito. Também para adquirir a capacidade de vivenciar o
aqui/agora;
Linha f (oriunda do sexto verso): meditação para que a
espiritualidade se espalhe pelo mundo e para que as pessoas se
tornem cada vez mais conscientes das forças superiores. Também
para a revelação da Cabala;
Linha g (oriunda do sétimo verso): meditação para trazer energia de
renovação e entusiasmo para nossas vidas.
* não se assuste, mas o nome Satan está mesmo na segunda
sequencia de três letras da linha b (da direita para a esquerda). Mas
essa menção serve apenas para “fechar as portas” para ele...
 
Então... vá para um lugar calmo, bem tranquilo e seguro, onde você
não será interrompido(a).
Tenha a oração na sua frente e inspire profundamente algumas
vezes, para se acalmar, tranquilizar sua mente e seu corpo. Aí então
deve se concentrar nas letras e imagine uma luz vibrante que
percorre seu organismo, suas células...
Ao sentir esta harmonia, pode encerrar sua meditação e agradecer às
forças superiores pelo acompanhamento neste trabalho.

Ao ler a reza em voz alta, o último parágrafo deve ser apenas


sussurrado.

Agora é com você... acreditar ou não.


Ana Bekoach - Uma das mais antigas e a mais poderosa oração cabalística.

Ana Bekoach é uma das mais antigas e a mais poderosa oração cabalística. Ela nos ajuda a conectar com
a fonte divina que vem da Luz do Criador. O Ana bekoach é formado por 7 versos de 6 palavras cada um,
cada verso representa um dia da semana, começando pelo Domingo. A partir das letras iniciais de cada
uma das 6 palavras de cada verso, temos 42 letras que formam o nome de Deus de 42 letras. Estas letras
formam um padrão visual muito poderoso, e a meditação em cada sequência dos versos libera uma
poderosa força que podemos usar para transformar nossas vidas e o nosso mundo. O número 7
representa; as 7 Sephirot, 7 versos do Ana Bekoach, e 7 dias da semana representando o Nome de D-us
de 42 letras.

1- Ana becho’ach, g’dulat yemincha, tatir tz’rura


2- Kabel rinat amcha sagveinu, tahareinu nora

3- Na gibor dorshei yichudcha, k’vavat shamrem

4- Barchem taharem, brachamei tzidkatcha Tamid gamlem

5- Chasin kadosh Berov tuvcha, nahel adatecha

6- Yachid ge’eh le’amcha p’neh, zochrei k’dushatecha

7- Shavateinu kabel ushma tza’akateinu, yode’a ta’alumot (Baruch shem k’vod


malchuto le’olam va’ed)* obs: * esta frase é como o enter, o Amém, é o ‘enviar à
Deus’
Tradução: Ana Becoach

1 - Nós te rogamos; com o poder de Tua Mão Direita, desmancha a atadura.

2 - Aceites o Canto da Tua Nação, exalta-nos e purifica-nos, ó Temido.

3 - Por favor, ó Poderoso, protege-os, como a pupila do Olho, aqueles que exijam a Tua
Unificação.

4 - Abençoa-os, purifica-os, concede-lhes sempre Tua Justiça misericordiosa.

5 - Ó Santo, ó Protetor, com a abundância da Tua Bondade, governa Tua congregação.

6 - Ó Único, ó Exaltado, verte-Te ao Teu povo, e aqueles que se lembram de Tua Santidade.

7 - Aceita os nossos clamores, e ouve os nossos gritos, ó Tu, que sabes todos os mistérios.
(Bendito seja o Nome daquele cujo glorioso Reino é eterno.)

Salmos correspondentes:

Domingo 1ª linha - Salmo 95


Segunda-feira 2ª linha - Salmo 96
Terça-feira 3ª linha - Salmo 97
Quarta-feira 4ª linha - Salmo 98
Quinta-feira 5ª linha - Salmo 99
Sexta-feira 6ª linha - Salmo 29
Sábado 7ª linha - Salmo 92
Fonte: Ana Bekoach

sábado, 11 de julho de 2015

A oração Ana Bekoach


Ana Bekoach é uma antiga prece hebraica considerada por muitos como a mais poderosa oração cabalística do universo. Ana Bekoach
é formada por 7 versos, cada um composto por 6 palavras sendo que a última linha (a oitava) não é contada, pois é uma exclamação de
louvor ao Deus altíssimo. O poema soma 42 palavras e a letra inicial de cada uma destas palavras forma um dos nomes de Deus. Certo
rabino chamado Judah afirmou que o nome de Deus de 42 letras é confiado somente para aqueles que são devotos, humildes e que,
durante seus dias, não se irritam, não se embriagam e não são teimosos. E a pessoa que tem o conhecimento nunca usa esse nome
levianamente e é herdeira de dois mundos: Deste e do vindouro.

Cada verso desta oração leva a uma meditação específica como vemos:

1º verso (Chesed) – Conexão com o amor incondicional. Medita-se no sentido de desmaterializar as ilusões, remover todas influências
do materialismo e nos conectar com a “árvore da vida”.

2º verso (Gvurah) – É uma meditação para cortar o oponente que existe dentro de nós, ou seja, nossos impulsos carnais e nosso
conhecido egoísmo. Também para combater os pensamentos negativos e fechar todas as portas para Satanás.

3º verso (Tiferet) – A terceira linha da prece é dividida em duas partes: As três primeiras letras dão a força para recebermos nosso
sustento e prosperidade (ter mais para compartilhar mais). As três últimas letras são uma meditação para trazer cura e
rejuvenescimento para o físico, para o intelectual e para todas as demais áreas da nossa vida; além de eliminar o ódio e a separação.

4º verso (Netzach) – É uma meditação para obter perseverança para continuarmos nosso caminho nessa terra mesmo perante todas as
adversidades.

5º verso (Hod) – Nos conecta ao poder da profecia. Não apenas para receber, mas também para entender as coisas e saber como
transmitir a palavra certa, na hora certa e para a pessoa certa.

6º verso (Yesod) – É uma meditação para que a espiritualidade se espalhe pelo mundo e para que as pessoas se tornem cada vez mais
conscientes das forças dos mundos superiores.

7º verso (Malchut) – Trata de trazer a consciência da era messiânica para a humanidade. Meditamos também no sentido de ter alegria e
entusiasmo incondicionais a ponto de contagiar os outros.

8º verso – “Baruch shem kevôd malchuto leolam vaed” (Bendito seja o Nome dAquele cujo glorioso Reino é Eterno!)

Abaixo, transcrevo a oração no idioma hebraico com a respectiva transliteração e tradução para o português:

‫ בכח גדולת ימינך תתיר צרורה‬,‫אנא‬:

Aná bechoach g'dulat iemincha tatir tzerurah.


Nós te rogamos, pelo poder da Tua mão direita que desmanche as ataduras do cativeiro.

‫ נורא‬,‫ טהרנו‬,‫ שגבנו‬,‫קבל רינת עמך‬:

Cabel rinat amecháa saguevenu taharenu norá.


Aceite os louvores do teu povo, exalta-nos e purifica-os. Purifica-nos Oh Temível!

‫ כבבת שמרם‬.‫ דורשי ייחודך‬,‫נא גבור‬:

Na guibor dorshê Yichudecha k'vavat shomrem.


Por favor, ó poderoso, protege como a menina dos Teus olhos, aqueles que defendem a Tua unidade.

‫ רחמי צידקתך תמיד גמלם‬,‫ טהרם‬,‫ברכם‬:


Barachem taharem Rachamei tzidktech tamid
gomlem.
Abençoa-nos e purifica-nos, concede-nos sempre tua misericordiosa justiça.

‫ ברב טובך נהל עדתך‬,‫חסין קדוש‬:

Chasin Kadosh, b'rov tuvcha nahel adatecha.


Tu és o mais alto e o mais santo! Governa a Tua congregação com abundância da Tua generosidade.

‫ זוכרי קדושתך‬,‫ לעמך פנה‬,‫יחיד גאה‬:

Yachid gueê, l'am'acha p'neh, zochrei K'dushatecha.


Tu és exaltado, Tu és único! Volta-te para o teu povo, os que lembram da Tua santidade.

‫ יודע תעלומות‬,‫שוועתנו קבל ושמע צעקתנו‬:

Shavatenu cabel, ush'máa tza'akatenu, yodeha


ta'alumot.
Aceita as nossas orações e ouve nossos clamores, Tu que conheces todos os mistérios.

‫ברוך שם כבוד מלכותו לעולם ועד‬:

Baruch shem kevôd malchuto leolam vaed.


Bendito seja o Nome dAquele cujo glorioso Reino é Eterno!

Pode parecer meio estranho um cristão, como eu, estar aqui falando sobre algo
relacionado a Cabalá; mas basta ler esse poema para concluir que não há nenhuma heresia nele, muito pelo contrário!  Nestas linhas,
existe uma linda e justa REVERÊNCIA Àquele que criou todas as coisas. É bem verdade que os místicos usam muito essa oração como
se ela fosse uma fórmula mágica, assim como fazem com a oração do Pai nosso e com o Salmo 91, mas nem por isso deixamos de
reconhecer a grandeza desses textos.

Obviamente, não recomendo meus leitores a buscar qualquer tipo de esoterismo, nem a tradição oral judaica. Mas vale a pena refletir
nestes versos; e mais ainda: Apreciar ele cantado! Essas palavras ficam muito mais bonitas e cheias de vida quando são recitadas em
forma de canção, como vemos no vídeo logo abaixo:
Espero que tenham gostado e que tenha servido de edificação. Fiquem na paz... Shalom!

Ana B’Koach: A Oraçã o dos Kabalistas


2015-09-17

Ferramenta para a udaneditação (pode ser impressa para ser usada)

Que a palavra tem muito poder todos nós sabemos. Ouvimos as palavras na TV diariamente, YouTube, Rádio, lemos
as palavras nas propagandas, livros e revistas, além de nos guiarmos por elas em todas as instruções que recebemos
durante a vida em inúmeras ocasiões, até mesmo em placas de trânsito. As palavras estão em todos os locais. Fazem
parte de nossa vida mesmo quando não nos conscientizamos delas. As nossas relações são rodeadas de palavras e
expressões diversas. Nós ouvimos as ouvimos a todo momento, conscientes ou não. Mas o que nós ouvimos?
Que nós não ouvimos as palavras, nós também já sabemos, afinal todos os especialistas em linguagem corporal e
técnicas de apresentação, além de psicólogos especialistas na área, dizem. De acordo com a Kabbalah, nós não
ouvimos o que é falado, as palavras. Nós ouvimos a consciência por trás das palavras. Por isso é tão importante se
conscientizar e trabalhar o que falamos. As pessoas entendem as palavras que são ditas a sua maneira, considerando
uma série de critérios. Dessa forma, é muito importante ter em conta como falamos, qual a nossa consciência por trás.
A fala tem um poder enorme. Quando os políticos fazem comício, movem multidões. Quando os religiosos explicam
suas ideias, seus valores, movem multidões. Quando os líderes das empresas se reúnem para conversar com os
colaboradores, movem pessoas. É energia. É movimentação. Quando nós, como líderes de nossas famílias, falamos
no dia a dia com nossas esposas, maridos, filhos, entre outros, nós os movimentamos, é energia pura. Quando nós
falamos conosco, internamente, em pensamento, nós geramos movimento, nós mudamos. Quando rezamos, nós
mudamos, nós geramos energia.
Falar, sem dúvida, é criar, conforme fica claro no Gênesis. Quando a nossa língua toca o céu da boca, os lábios se
fecham e se abrem, o céu e a terra estão unidos. Muitas coisas subconscientes já ocorreram até então e muitas outras
vão ocorrer a partir daí. Quando oramos (falamos) ou quando meditamos (através da fala), estamos nos
movimentando, estamos mudando. Estamos criando. Pode ser através do uso de: afirmações, preces, mantras etc.
Não importa. Muitas coisas estão acontecendo ali, enquanto não nos damos conta. Por qual razão você emite esses
sons? Por que essas palavras?
A consciência por trás, a intenção por trás, é fundamental. Por essa razão, gostaria de compartilhar essa ferramenta
fantástica que tenho usado por anos diariamente. Não é sobre mágica. É sobre mudança, mudar completamente sua
vida. Quando nós mudamos nossa consciência, nós mudamos nossa forma de agir e reagir. Quando nós mudamos
nossa forma de agir e reagir, as coisas e as pessoas a nossa volta mudam sua forma de agir e reagir. É um processo
em cadeia. Uma corrente.
Estou falando de uma ferramenta kabalistica chamada: Ana B’Koach (lê-se: “Ana Becoar” em português, mas a
pronúncia correta que deve ocorrer somente enquanto recita a meditação é “Ana Berroar”). Também é conhecida por:
O nome de 42 letras. Mas, por quê? Essa ferramenta não é exatamente uma oração. É uma tecnologia de ponta. É
uma tecnologia para a alma. Como as que usamos no computador. Ela nos ajuda a mudar a consciência para uma
estado mais alto, mais próximo do Criador. Ela altera a nossa forma de pensar e sentir as coisas. Ela amplia nossa
visão sobre a vida e os acontecimentos na mesma. Ela nos protege dos pensamentos confusos e limitados. Ela ataca
diretamente nossa negatividade. Ela nos dá possibilidade de viver melhor.
É um código. Como tudo em Kabbalah, nada é realmente o que parece. Exatamente como a vida. As palavras não
significam exatamente o que elas parecem. Com o passar dos anos, em qualquer língua, os significados para o senso
comum vão mudando. Por exemplo, hoje se falamos em Israel pensamos em um país do oriente médio, mas esta
palavra não surgiu daí e seu significado não é este. Assim, essa antiga ferramenta revelada pelos kabalistas, essa
tecnologia para a alma, também não significa exatamente o que suas palavras sugerem diretamente. Pelo menos não
para a Kabbalah.
Eu não escreveria com tanto entusiasmo se não sentisse que ela é realmente útil! A Ana B’Koach é uma sequência de
7 linhas de texto em hebraico (seladas por uma 8ª), escritas em forma de oração que com auxilio dos kabalistas foi
decodificada e hoje pode ser usada para criar uma nova realidade em nossas vidas, através do primeiro passo que é a
mudança de nossa própria consciência. O quadro inicial (acima) disponível para download e impressão pode
ser usado. Aconselho que seja feito pelo menos uma vez por dia, todos os dias. As letras hebraicas são
representações de energias de consciência que nos movimentam internamente. Elas são, na verdade, representações
de ideias muito profundas sobre todo o Universo.
Em termos práticos, após imprimir o quadro acima, o ideal é que esteja em um local calmo, mas eu, particularmente,
faço em inúmeros locais diferentes e horários. É realmente muito útil trazer a sua consciência de volta ao estágio de
“Objetivo Final”. Comece pronunciando (o texto transliterado) e escaneando (olhando letra por letra do hebraico,
palavra por palavra) da direita para esquerda, na primeira linha. Em seguida leia o texto ao lado para se conectar com
a consciência, a intenção por trás dessa linha, por trás desse código. É muito interessante que pronuncie também o
que está em português e medite um pouco sobre. Vai fixar os seus pensamentos e ampliar um pouco sua visão sobre
o que está meditando. Em seguida faça o mesmo com a segunda linha e assim por diante.
A última linha que está fora do quadro, sela a conexão, é como se fosse a tecla <Enter> para enviar esse “e-mail”, esta
mensagem, a espiritualidade, ao seu ser. Em especial, nessa linha, pode pronunciar sussurrando ou apenas
mentalmente. É o recomendado. Toda tecnologia tem seu uso apropriado e, na maioria dos casos, a melhor forma de
realmente se tornar hábil para operá-la e sentir seu resultado é a prática. Não tem outra forma de obter benefícios
dessa prática. A prática é o único jeito de realmente testar essa tecnologia.
Estou também disponibilizando um vídeo dessa meditação sendo guiada por um dos meus professores que realmente
pertence a uma linhagem de kabalistas e que está realmente ligado a tradição. Se preferir, pode acompanhar pelo
vídeo (o que muitas vezes faço pelo celular). Lembre-se que muitos dos termos usados na Kabbalah não tem sentido
convencional. Dessa forma, é importante estar por dentro para entender melhor o significado das palavras (digo as que
estão em português mesmo). Por exemplo, “compartilhar” não significa “doação” e “receber” não significa
necessariamente o recebimento de qualquer coisa. No entanto, depois de um certo tempo de prática e entendimento
leve, é possível ir mais a fundo. Na forma como o vídeo está, já está excelente para obter benefícios práticos desta
meditação.
https://youtu.be/z7vuwT2Y6RA
Mudando nossa consciência e, consequentemente, nossa forma de pensar, agir e reagir, acaba atraindo pessoas
melhores para o convívio também. Parece que cria uma espécie de proteção. Nos libertando dos pensamentos
limitantes, preocupações exageradas sobre o que as pessoas pensam ou falam de nós, fofoca etc. Facilita o equilíbrio
interno, trazendo importantes pontos a consciência, pois nos conecta com a aquela faísca de Luz que temos dentro de
nós, oculta, mesmo quando estamos muito confusos e presos a pensamentos negativos que não conseguimos lidar.

Um livro super recomendado sobre essa meditação: www.amazon.com/The-Prayer-Kabbalist-42-


Letter-Name/dp/1571895752
Muita Luz para todos nós!

Você também pode gostar