Você está na página 1de 458

Caro aluno

O Hexag Medicina é, desde 2010, referência na preparação pré-vestibular de candidatos às


melhores universidades do Brasil.
Ao elaborar o seu Sistema de Ensino, o Hexag Medicina considerou como principal diferen-
cial em relação aos concorrentes sua exclusiva metodologia em período integral, com aulas
e Estudo Orientado (E.O.), e seu plantão de dúvidas personalizado.
Você está recebendo o livro Estudo Orientado. Com o objetivo de verificar se você aprendeu
os conteúdos estudados, este material apresenta nove categorias de exercícios:
• Aprendizagem: exercícios introdutórios de múltipla escolha para iniciar o processo de fixa-
ção da matéria dada em aula.
• Fixação: exercícios de múltipla escolha que apresentam um grau de dificuldade médio,
buscando a consolidação do aprendizado.
• Complementar: exercícios de múltipla escolha com alto grau de dificuldade.
• Dissertativo: exercícios dissertativos seguindo a forma da segunda fase dos principais ves-
tibulares do Brasil.
• Enem: exercícios que abordam a aplicação de conhecimentos em situações do cotidiano,
preparando o aluno para esse tipo de exame.
• Objetivas (Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp): exercícios de múltipla escolha das universi-
dades públicas de São Paulo.
• Dissertativas (Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp): exercícios dissertativos da segunda fase
das universidades públicas de São Paulo
• Uerj (exame de qualificação): exercícios de múltipla escolha que possibilitam a consolida-
ção do aprendizado para o vestibular da Uerj.
• Uerj (exame discursivo): exercícios dissertativos que possibilitam a consolidação do apren-
dizado para o vestibular da Uerj.
Visando a um melhor planejamento dos seus estudos, os livros de Estudo Orientado rece-
berão o encarte Guia de Códigos Hierárquicos, que mostra, com prático e rápido manuseio,
a que conteúdo do livro teórico corresponde cada questão. Esse formato vai auxiliá-lo a
diagnosticar em quais assuntos você encontra mais dificuldade. Essa é uma inovação do
material didático 2020. Sempre moderno e completo, trata-se de um grande aliado para seu
sucesso nos vestibulares.
Bons estudos!

Herlan Fellini

1
SUMÁRIO
BIOLOGIA
ECOLOGIA
Aulas 17 e 18: Biomas 6
Aulas 19 e 20: Biomas aquáticos 21
Aulas 21 e 22: Ciclos biogeoquímicos 31
Aulas 23 e 24: Problemas ambientais 41
Aulas 25 e 26: Tipos de reprodução e ciclos de vida 52

ZOOLOGIA
Aulas 17 e 18: Moluscos 62
Aulas 19 e 20: Anelídeos 71
Aulas 21 e 22: Artrópodes e equinodermos 79
Aulas 23 e 24: Cordados I 90
Aulas 25 e 26: Cordados II 101

CITOLOGIA
Aulas 17 e 18: Meiose e variabilidade genética 114
Aulas 19 e 20: Gametogênese 124
Aulas 21 e 22: Histologia I 134
Aulas 23 e 24: Histologia II 142
Aulas 25 e 26: Respiração celular e fermentação 153

2
FÍSICA
CINEMÁTICA E DINÂMICA
Aulas 17 e 18: Cinemática vetorial 170
Aulas 19 e 20: Movimento circular 177
Aulas 21 e 22: Transmissão de movimento circular 187
Aulas 23 e 24: Introdução às leis de Newton 198
Aulas 25 e 26: Forças peso, normal e de tração e sistema de corpos 208

ÓPTICA GEOMÉTRICA
Aulas 17 e 18: Espelhos planos 220
Aulas 19 e 20: Espelhos esféricos: estudo geométrico 233
Aulas 21 e 22: Espelhos esféricos: estudo analítico 243
Aulas 23 e 24: Refração da luz 250
Aulas 25 e 26: Refração da luz em prismas 263

ELETRODINÂMICA
Aulas 17 e 18: Associação de resistores em série 278
Aulas 19 e 20: Associação de resistores em paralelo 283
Aulas 21 e 22: Potência dissipada por efeito Joule 290
Aulas 23 e 24: Amperímetro, voltímetro e ponte de Wheatstone 306
Aulas 25 e 26: Estudo do gerador 317

3
QUÍMICA
FUNÇÕES INORGÂNICAS
Aulas 17 e 18: Ácidos 328
Aulas 19 e 20: Bases 334
Aulas 21 e 22: Sais 338
Aulas 23 e 24: Eletrólitos 346
Aulas 25 e 26: Óxidos iônicos 353

QUÍMICA ORGÂNICA
Aulas 17 e 18: Funções orgânicas: álcoois, fenóis e éteres 362
Aulas 19 e 20: Funções orgânicas: aldeídos, ácidos carboxílicos e cetonas 371
Aulas 21 e 22: Funções orgânicas: ésteres 382
Aulas 23 e 24: Outras funções orgânicas 391
Aulas 25 e 26: Isomeria plana 402

SOLUÇÕES
Aulas 17 e 18: Solubilidade 412
Aulas 19 e 20: Concentrações comum e molar 425
Aulas 21 e 22: Título e partes por milhão 437
Aulas 23 e 24: Diluição e mistura de soluções 446
Aulas 25 e 26: Mistura de soluções com reação 453

4
ECOLOGIA

5
AULAS BIOMAS
17 E 18
COMPETÊNCIA: 8 HABILIDADES: 28 e 30

E.O. APRENDIZAGEM b) Mata de Cocais.


c) Mangue.
1. (PUC-RJ) Assinale a alternativa que indica o que é cor- d) Caatinga.
reto afirmar sobre a diversidade de espécies. e) Pantanal.
I. As florestas temperadas apresentam maior diversi- 4. (UFMG) Observe este mapa, em que estão demarca-
dade de espécies do que as florestas tropicais. dos alguns dos tipos de biomas do Brasil:
II. As savanas apresentam maior diversidade de es-
pécies do que as florestas tropicais. N

III. Com o aumento da altitude, aumenta a diversidade


de espécies. Floresta
Amazônica
IV. Com o aumento da latitude, aumenta a diversidade Caatinga
de espécies.
Cerrado
a) Apenas as afirmativas I e II estão corretas.
Pantanal
b) Apenas as afirmativas I e III estão corretas.
c) Apenas as afirmativas II e IV estão corretas. 250 0 500 km

d) Apenas as afirmativas III e IV estão corretas. Floresta Mata


Subtropical Atlântica
e) Nenhuma afirmação está correta.

2. (PUC-SP) Nas áreas próximas a Brasília, encontramos


parte do cerrado, um bioma que apresenta árvores de Cada um dos biomas demarcados apresenta vegetação
troncos tortuosos com folhas geralmente endurecidas. característica, relacionada com o ambiente onde é en-
Algumas delas apresentam flores, como o ipê-amarelo contrada.
e o ipê-roxo, e frutos, como o pequi e a mangaba. Em Considerando-se essas informações, é CORRETO afirmar
um trecho da canção de Caetano Veloso denominada que a vegetação característica de grande parte dos es-
“Flor do Cerrado”, diz-se “Mas da próxima vez Que for tados de Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás consiste
a Brasília/ Eu trago uma flor do cerrado pra você.” em:
Com relação às informações descritas acima a respeito a) árvores muito espaçadas; ervas com caules subter-
desse bioma, foram feitas três afirmações: râneos, raízes superficiais e folhas estreitas.
I. O aspecto da vegetação do cerrado deve se a escassez b) árvores baixas, espaçadas e com raízes profundas;
de nutrientes no solo. arbustos com raízes armazenadoras e folhas grandes
II. O fato de as plantas apresentarem folhas endureci- e duras.
das e uma adaptação para evitar a perda de água. c) árvores em número reduzido, com caules lenhosos
III. As flores e os frutos referidos no texto indicam a e grossos; arbustos suculentos, com folhas reduzidas.
presença de plantas do grupo das angiospermas nesse d) árvores com troncos finos e pouco ramificados; e outras
bioma. com raízes suporte e folhas grandes, de pontas afiladas.
Assinale:
5. (PUC-Camp) Em uma discussão sobre a necessidade
a) se apenas uma das afirmações for verdadeira de se preservar a Floresta Amazônica, surgiram as se-
b) se apenas as afirmações I e II forem verdadeiras. guintes afirmações:
c) se apenas as afirmações I e III forem verdadeiras. I. A Floresta Amazônica é o “pulmão do mundo”, uma
d) se apenas as afirmações II e III forem verdadeiras. vez que produz a maior parte do oxigênio que os seres
e) se as três afirmações forem verdadeiras. vivos consomem em sua respiração.
II. A fertilidade do solo dessa floresta é mantida pela
3. Vegetação típica de regiões costeiras, sendo uma atividade constante dos decompositores que, devido
área de encontro das águas do mar com as águas doces à abundância de restos de vegetais e de animais, con-
dos rios. A principal espécie encontrada nesse bioma é tam com alimento abundante, além de encontrarem
o caranguejo. Essas características são do: no ambiente umidade e temperatura favoráveis para
a) Cerrado. sua atividade.

6
III. A Floresta Amazônica é uma comunidade clímax e,
portanto, todo o CO2 que esta produz é usado na fo-
tossíntese que os produtores realizam.
É correto o que se afirmou SOMENTE em:
a) I.
b) II.
c) III.
d) I e II.
e) II e III.

6. O texto abaixo refere-se à qual formação vegetal?


“De origem bastante discutida, essa formação é car-
A respeito da teia alimentar representada acima, con-
acterística das áreas onde o clima apresenta duas es-
sidere as seguintes afirmações.
tações bem marcadas: uma seca e outra chuvosa, como
no Planalto Central. Ela apresenta 2 estratos nítidos: I. Fungos não podem ocupar o nível I.
uma arbóreo-arbustivo, onde as espécies tortuosas têm II. Bactérias podem ocupar os níveis I e VI.
os caules geralmente revestidos de casca espessa, e III. Aves podem ocupar os níveis II e V.
outro herbáceo, geralmente dispostos em tufos”.
IV. Algas podem ocupar os níveis I e VI.
a) Floresta tropical Assinale:
b) Caatinga
a) se apenas I estiver correta.
c) Formação do Pantanal
b) se apenas II e III estiverem corretas.
d) Mata semiúmida
c) se apenas II, III e IV estiverem corretas.
e) Cerrado
d) se apenas I, II e III estiverem corretas.
7. (UFLA) Um bioma é um tipo peculiar de ecossistema e) se apenas IV estiver correta.
com características distintas em relação à temperatura,
pluviosidade, tipo de solo e grau de luminosidade da 9. (Fatec) “Nos estuários brasileiros desenvolve-se um
região onde ele ocorre. ecossistema que apresenta plantas típicas como ‘Rhizo-
phora sp’ com raízes escora e ‘Avicennia sp’ com pneu-
O gráfico adiante representa valores médios de tem-
matóforos, características que lhes permitem melhor fix-
peratura (em graus centígrados) e pluviosidade (em
ação e obtenção de O2 no solo lodoso deste ambiente.”
milímetros de chuva) em quatro biomas amostrados
durante o período de um ano. Baseado nesses valores, O texto se refere a:
pode-se esperar que os pontos 1, 2, 3 e 4 refiram-se, a) cerrado.
respectivamente, aos biomas: b) caatinga.
c) mangue.
d) floresta atlântica.
e) floresta de araucária.

E.O. FIXAÇÃO
1. (UFSJ) “Os grandes ecossistemas terrestres com fi-
sionomias vegetais características, determinadas prin-
cipalmente pela influência de fatores macroclimáticos,
são chamados BIOMAS”.
(LOPES; ROSSO, 2010).
O Brasil, por sua extensão territorial, compreende
a) floresta boreal; deserto; floresta temperada; flor- vários biomas. Analise as informações sobre os biomas
esta tropical. brasileiros.
b) deserto; floresta boreal; floresta temperada; flor-
I. A Caatinga e o Pantanal são biomas exclusivamente
esta tropical.
brasileiros.
c) floresta boreal; floresta temperada; deserto; flor-
esta tropical. II. No estado de Minas Gerais, podem ser encontradas
áreas de Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga.
d) floresta tropical; deserto; floresta temperada; flo-
resta boreal. III. No Cerrado, a vegetação é caracterizada, principal-
e) floresta temperada; floresta tropical; deserto; flor- mente, por árvores e arbustos de pequeno porte adap-
esta boreal. tadas às condições secas, como caules tortuosos com
casca grossa, folhas pequenas e espessas e raízes mais
8. (Mackenzie) superficiais para captar de imediato a água da chuva.

7
IV. Plantas com folhas largas são comuns abaixo do de precipitação mais semelhantes aos do cerrado. Essa
dossel das florestas úmidas como a Mata Atlântica e a seria a primeira zona a “tombar” caso se confirmem
Floresta Amazônica. cenários propostos de “savanização” (conversão em
V. Dentre os biomas brasileiros, a Caatinga, por ser o mais cerrados) da Amazônia.
seco, está mais vulnerável ao processo de desertificação. (FONTE: “FOLHA DE S. PAULO”, 16 DE FEVEREIRO DE 2006.)
VI. Os campos sulinos ocorrem na região sul do Brasil, Com base no assunto apresentado, assinale a afirmati-
estendendo-se do sul do Paraná até o sul do Rio Grande va INCORRETA.
do Sul.
a) Essa “Amazônia seca” possui vegetação com maio-
Com base nessa análise, estão CORRETAS apenas as res índices de evapotranspiração, e seus solos tendem
afirmativas: a ficar mais secos durante os meses sem água do que
a) I, III e IV. solos de regiões muito úmidas.
b) II, IV e V. b) Em caso de transformação da floresta em cerrado, a
c) I, II e VI. área se tornaria muito mais vulnerável a incêndios flores-
d) III, V e VI. tais, que poderiam mudar também a cobertura vegetal.
c) Um desses fatores de transformação pode ser o
2. (UFES) CARANGUEJO LETÁRGICO desmatamento, já que boa parte das chuvas na flo-
Em maio de 2006, foi realizado, na Serra (ES), evento na- resta tropical é gerada, dentro da própria mata, por
cional dos catadores de caranguejo. Essa categoria de evaporação de água do solo e das folhas.
trabalhadores expressou suas preocupações em relação d) Outro fator a ser considerado seria o aquecimento
à disseminação da Doença do Caranguejo Letárgico, global, porém em menor proporção, pois não afeta as
que já se manifestou nos manguezais do Espírito Santo. regiões não desmatadas.
(CARTA DE CARAPEBUS. DOCUMENTO DO I ENCONTRO NACIONAL E 3º ENCONTRO 4. Localizado principalmente na Região Centro-Oeste,
ESTADUAL DE CATADORES DE CARANGUEJO. SERRA (ES), 24 DE MAIO DE 2006.) esse bioma é caracterizado pela presença de pequenos
Sobre a relação entre a sociedade e o ecossistema man- arbustos e árvores retorcidas, com cascas grossas e fol-
guezal, É INCORRETO afirmar que: has recobertas de pelos. Solo deficiente em nutrientes
e com alta concentração de alumínio. Marque a alterna-
a) a pressão da urbanização e a necessidade de
tiva que corresponde ao bioma que apresenta as carac-
conquistar áreas para a construção civil têm produ-
terísticas descritas.
zido impactos nos manguezais, tais como aterros e
lançamento de esgoto “in natura”, prejudicando as a) Mangue
populações que deles dependem. b) Caatinga
b) a cata de caranguejo, nas cidades e próximo a c) Campos
áreas urbanas, caracteriza-se por ser predatória, já d) Cerrado
que se constitui numa alternativa de sobrevivência e) Mata de araucária
para as populações desempregadas.
c) os trabalhadores tradicionais da cata do caranguejo 5. (PUC-RJ) O estado do Rio de Janeiro apresenta diver-
são agentes importantes para a manutenção do ecos- sos ecossistemas, em função da grande variabilidade de
sistema manguezal, já que respeitam os ciclos biológi- sua paisagem. Dentre as características listadas abaixo,
cos das espécies. destaque a alternativa ERRADA.
d) a proibição da cata do caranguejo, visando ao repo- a) A mata atlântica é a formação dominante do Rio
voamento do mangue pelos indivíduos sãos, aumenta de Janeiro.
os índices de pobreza e miséria nas cidades, causando
b) As restingas se desenvolvem sobre solos arenosos
grande impacto na vida dos catadores, que ficam sem e constituem o ecossistema mais ameaçado de todos
acesso ao seu meio de trabalho. os demais.
e) os manguezais, além de receber impactos de áreas c) Os campos de altitude estão localizados principal-
urbanas, sofrem influência das áreas rurais na montante, mente nas serras dos Órgãos e Itatiaia e apresentam
particularmente quando há uso intenso de agrotóxicos. grande número de endemismos.
3. (PUC-MG) AQUECIMENTO GLOBAL PODE DIVIDIR A d) A mata atlântica é constituída por florestas secundárias
AMAZÔNIA na maior parte do trecho fluminense.
e) Os manguezais estão ligados à existência de um
Eventos climáticos extremos, como secas induzidas
ciclo de marés e apresentam alta diversidade de es-
pelo aquecimento global e pelo desmatamento, po-
pécies vegetais.
dem dividir a Amazônia em duas e transformar em
cerrado uma área de 600 mil quilômetros quadrados. 6. (Uflavras) Correlacione o tipo de vegetação com as
O alerta é de pesquisadores que fizeram um mapa das características da flora:
áreas mais sensíveis da floresta à seca, usando os re-
1. Cerrado
gistros de precipitação dos últimos cem anos. O grupo
de cientistas descobriu que uma faixa de mata cor- 2. Caatinga
respondente a 11% da área da floresta tem padrões 3. Floresta tropical

8
4. Manguezal Das afirmativas anteriores, admitem-se como verdadei-
5. Zona dos cocais ras as indicadas na opção:
( ) Presença de árvores que perdem suas folhas perio- a) as afirmativas I e III.
dicamente e de plantas suculentas com folhas transfor- b) as afirmativas I, III e IV.
madas em espinhos c) as afirmativas I, II e IV.
( ) Árvores com troncos tortuosos, de casca grossa, fo- d) as afirmativas II e III.
lhas coriáceas e revestidas por pelos e) as afirmativas II, III e IV.
( ) Ocorrência de árvores com raízes aéreas do tipo es-
cora e respiratórias 9. (Unirio) As plantas do cerrado da região central do
país estão sujeitas a incêndios periódicos. Após o fogo,
( ) Árvores de grande porte e número extraordinário de
lianas e epífitas dos troncos chamuscados começam a surgir brotos que
devolvem, gradualmente, o verde à região.
A sequência CORRETA é:
Como uma adaptação importante em árvores sujeitas a
a) 2, 1, 4, 3. essas condições, pode-se citar a presença de:
b) 5, 1, 2, 3.
a) casca grossa.
c) 3, 1, 4, 5.
b) epiderme revestida de cera.
d) 1, 2, 4, 3.
c) tecido de reserva de água.
e) 2, 1, 5, 4.
d) folhas modificadas em espinhos.
7. Apesar da riqueza das florestas tropicais, elas estão e) estômatos permanentemente fechados.
geralmente baseadas em solos inférteis e improdutivos.
Grande parte dos nutrientes é armazenada nas folhas 10. (UFRGS 2017) Segundo dados do Instituto Nacional
que caem sobre o solo, não no solo propriamente dito. de Pesquisas Espaciais (INPE), as queimadas constatadas
Quando esse ambiente é intensamente modificado pelo em julho de 2016 saltaram de 104 para 864, ano em que
ser humano, a vegetação desaparece, o ciclo dos nutrien- as geadas secaram os pastos antes do previsto. O uso do
tes é alterado e a terra se torna rapidamente infértil. fogo, no manejo de propriedades rurais, gera polêmicas,
e técnicos advertem que essa prática, além de ser ilegal,
(CORSON, WALTER H, MANUAL GLOBAL DE ECOLOGIA, 1993) degrada a vegetação e o solo. O IBAMA fiscaliza queima-
No texto anterior, pode parecer uma contradição a exis- das principalmente no Centro-Oeste e na Amazônia.
tência de florestas tropicais exuberantes sobre solos
CAMPOS ARDENTES. CORREIO DO POVO. 07 AGO. 2016.
pobres. No entanto, este fato é explicado pela:
A Coluna 1 lista dois Biomas que ocorrem nessas regi-
a) profundidade do solo, pois, embora pobre, sua es- ões fiscalizadas; a Coluna 2, características que os dis-
pessura garante a disponibilidade de nutrientes para tinguem.
a sustentação dos vegetais da região.
Associe adequadamente a Coluna 2 à Coluna 1.
b) boa iluminação das regiões tropicais, uma vez que
a duração regular do dia e da noite garante os ciclos COLUNA 1
dos nutrientes nas folhas dos vegetais da região. 1. Amazônia
c) existência de grande diversidade animal, com nú- 2. Cerrado
mero expressivo de populações que, com seus deje- COLUNA 2
tos, fertilizam o solo.
( ) Vegetação arbórea esparsa com raízes profundas.
d) capacidade de produção abundante de oxigênio
pelas plantas das florestas tropicais, considerado os ( ) Árvores e arbustos com cascas grossas.
“pulmões do mundo”. ( ) Vegetação arbórea densa disposta em diferentes es-
e) rápida reciclagem dos nutrientes potencializada pelo tratos.
calor e umidade das florestas tropicais, o que favorece a ( ) Predomínio de gramíneas recobrindo o solo.
vida dos decompositores. ( ) Árvores altas com raízes tabulares.
8. (PUC-RJ) Considere as afirmativas a seguir: A sequência correta de preenchimento dos parênte-
ses, de cima para baixo, é
I. Devido à eutrofização das lagunas costeiras, nume-
rosas espécies têm desaparecido em consequência do a) 2 – 1 – 1 – 2 – 2.
aumento da produção de algas adaptadas à poluição. b) 1 – 1 – 2 – 1 – 2.
II. As restingas se desenvolvem sobre solos argilosos e c) 1 – 2 – 1 – 1 – 1.
de alta fertilidade e constituem o ecossistema mais pre- d) 2 – 1 – 2 – 1 – 2.
servado de todos os demais. e) 2 – 2 – 1 – 2 – 1.
III. O manguezal é um ecossistema que apresenta espécies
adaptadas às baixas concentrações de oxigênio no solo.
IV. Dos ecossistemas do Rio de Janeiro, o de maior ex-
E.O. COMPLEMENTAR
tensão é a mata atlântica e o de menor extensão são 1. (UFPR) Um arquiteto encomendou a um paisagista um
os campos de altitude. terrário para colocar num apartamento como divisória

9
entre dois ambientes. Uma das exigências do proprie- I. Suas sementes apresentam longos períodos de dor-
tário do apartamento é que o terrário representasse mência.
um ambiente de floresta úmida, semelhante à Floresta II. Elas germinam e crescem lentamente, após breve pe-
Atlântica. Solicitou, também, que o ambiente incluísse ríodo de umidade no solo.
exclusivamente representantes das divisões do Reino
III. Elas cumprem seu ciclo de vida completo – de se-
Plantae. Com base nos conhecimentos sobre esse Reino,
mente a semente – em um período de vários anos.
considere os seguintes grupos:
Quais estão corretas?
1. Musgos, pois são encontrados sobre troncos e solo
da floresta. a) Apenas I.
2. Algas cianofíceas, pois são produtores primários. b) Apenas II.
3. Samambaias, pois são os principais elementos do c) Apenas III.
sub-bosque. d) Apenas I e II.
4. Pinus sp., pois formam o dossel das florestas. e) I, II e III.
5. Epífitas, pois são frequentes sobre os ramos das árvores. 4. (UFRGS) Considere as seguintes afirmações, a res-
Atendem às exigências do proprietário os itens: peito de biocombustíveis.
a) 1, 2 e 4 apenas. I. O biodiesel é um tipo de biocombustível que pode
substituir, com vantagens ambientais, vários derivados
b) 1, 3 e 5 apenas.
do petróleo.
c) 2, 3 e 4 apenas.
II. O babaçu, palmeira com raízes respiratórias, típica do
d) 3, 4 e 5 apenas. cerrado, é uma das plantas indicadas para a produção
e) 1, 2 e 5 apenas. de biodiesel.
2. (UEL) III. A implantação de uma monocultura, como a cana-
-de-açúcar, em áreas de Mata Atlântica, implica queima-
das, que contribuem para o aumento da temperatura e
da erosão do solo.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas I e II.
c) Apenas I e III.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.

5. (Acafe) Riqueza no sertão


A obra A flor do mangue faz alusão às plantas de hábito
Quem pensa no sertão como uma região pobre em
arbóreo típicas do mangue. Com base nos conhecimen-
biodiversidade pode se surpreender com o número: ali
tos sobre essas plantas, considere as afirmativas a seguir.
existem cerca de três mil espécies vegetais, nativas ou
I. Possuem raízes escoras como adaptação ao solo ins- exóticas, que se combinam e formam a flora da caatin-
tável para a sustentação do vegetal. ga. Um estudo da Embrapa Caprinos e Ovinos sinalizou
II. Suas raízes realizam trocas gasosas diretamente com que essa é uma importante fonte de alimento para as
o ambiente aéreo como adaptação a um solo pobre em criações de gado locais, dispensando a criação de pas-
oxigênio. tos artificiais e garantindo aos rebanhos alimento ao
III. Possuem raízes com baixo potencial osmótico de longo de todo o ano.
sucção celular, gastando energia para absorver água do FONTE: CIÊNCIA HOJE, 12/04/2016.
DISPONÍVEL EM: HTTP://CIENCIAHOJE.UOL.COM.BR
solo salgado.
Em relação às características físicas, biológicas e climá-
IV. Suas raízes possuem orifícios, denominados pneu-
ticas dos diferentes biomas brasileiros, correlacione as
matódios para realizar a absorção e excreção de sais.
colunas a seguir.
Assinale a alternativa correta.
1. Cerrado
a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
2. Caatinga
b) Somente as afirmativas I e III são corretas.
3. Mata Atlântica
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas. 4. Pantanal
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas. 5. Amazônia
( ) Bioma constituído por um conjunto de formações flores-
3. (UFRGS) Plantas de deserto nem sempre apresentam tais (Florestas: Ombrófila Densa, Ombrófila Mista, Estacio-
adaptações estruturais para a retenção de água. nal Semidecidual, Estacional Decidual e Ombrófila Aberta)
Considere as afirmações a seguir, sobre as estratégias e ecossistemas associados como as restingas, manguezais
adaptativas dessas plantas. e campos de altitude. A fauna desse bioma é composta

10
por mico-leão-dourado, onça-pintada, tamanduá-bandei- uma estratégia morfofisiológica em plantas, desenvol-
ra, arara-azul-pequena, tatu-canastra e o bugio. vida no curso da evolução, frente a essas condições.
( ) Considerado o maior bioma brasileiro e uma das maio-
res reservas de diversidade biológica. É caracterizado por
elevadas temperaturas e grande índice pluviométrico.
Sua flora nativa é composta por andiroba, pupunha, açaí,
seringueira, mogno, cedro, sumaúma, castanha-do-pará
e, sua fauna, por anta, preguiça, sagui-de-bigode, arira-
nha, suçuarana, arara-vermelha e tucano.
( ) Estende-se por grande parte da região Centro-Oeste,
Nordeste e Sudeste do país. É um bioma característico
do clima tropical continental, com duas estações bem
definidas – uma úmida (verão) e outra seca (inverno) –,
possui uma vegetação com árvores e arbustos de pe-
queno porte, troncos retorcidos, casca grossa e, geral- 3. (UFRN) As funções exercidas pelos diferentes órgãos
mente, caducifólia (as folhas caem no outono). A fauna dos vegetais se relacionam entre si e permitem a intera-
da região é bastante rica, constituída por capivaras, lo- ção do vegetal com o meio. Nessa perspectiva, explique:
bos-guarás, tamanduás, antas e seriemas. a) de que modo se dá a interação entre folhas e raízes
( ) Possui grande diversidade e riqueza, tanto de espécies de um mesmo vegetal;
animais quanto vegetais, sendo, inclusive, o bioma que b) como os vegetais de mangue e os de caatinga se
abriga o maior número de aves em todo o continente. adaptaram a seus respectivos ambientes, a partir das
Apresenta áreas inundadas ricas em gramíneas, arbustos e modificações sofridas por suas raízes
árvores. A fauna é composta por: peixe-dourado, pacu, ara-
ra, capivara, tamanduá, onça e o jacaré-do-papo-amarelo. 4. (UFJF) A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
( ) Trata-se da região mais seca do país, localizando-se adquiriu, em 2009, uma grande área de floresta urbana
na zona de clima tropical semiárido. Sua vegetação é (Sítio Malícia – Mata do Krambeck) no município de Juiz
composta, principalmente, por plantas xerófilas como de Fora, para implantação de seu Jardim Botânico. Gran-
as cactáceas e caducifólias. A fauna desse bioma é com- de parte dessa área, que no passado (há pelo menos 50
posta por uma grande variedade de répteis, cutia, gam- anos) era cafezal e pasto bovino, está ocupada, hoje, por
bá, preá, veado-catingueiro e tatupeba. cerca de 800.000 m2 de floresta nativa, originada a par-
A sequência correta, de cima para baixo, e: tir do abandono dessas atividades agrícolas. Consideran-
do a localização da área e os processos ecológicos que
a) 3 – 5 – 1 – 4 – 2 atuaram na regeneração florestal, responda às questões:
b) 2 – 5 – 1 – 3 – 4
a) Essa área está inserida em qual bioma brasileiro?
c) 1 – 4 – 5 – 3 – 2
b) Qual o tipo de sucessão ecológica ocorreu na rege-
d) 4 – 3 – 2 – 5 – 1
neração florestal da área? Justifique.
c) Considerando a grande pressão exercida pelo ho-
E.O. DISSERTATIVO mem nas florestas naturais, especialmente próximas a
ambientes urbanos, cite DOIS aspectos que ressaltam a
1. (UFV) Sabe-se atualmente que o xeromorfismo das importância dessa área como unidade de preservação.
plantas do cerrado é na verdade um pseudoxeromorfismo.
5. (UFTM) As florestas tropicais úmidas encontram-se so-
a) Escreva duas características xeromórficas das plan- bre solo pobre em nutrientes, ao contrário do que ocorre
tas do cerrado. com as florestas temperadas, que ocorrem em solos mais
b) Por que as plantas do cerrado são consideradas ricos. Em contrapartida, essas florestas tropicais são mui-
pseudoxeromórficas? to mais exuberantes que as temperadas e já foram deno-
c) Qual é a provável causa do aspecto xeromórfico minadas de “pulmões do mundo”, ou seja, as principais
das plantas do cerrado? responsáveis pela renovação de oxigênio na atmosfera
terrestre. Esse conceito, no entanto, está equivocado.
2. (UFBA) No Ano Internacional da Biodiversidade, re-
alizou-se em Fortaleza, Brasil, a II Conferência Interna-
cional sobre o Clima, Sustentabilidade e Desenvolvi-
mento em Regiões Áridas e Semiáridas (ICID 2010), cuja
programação incluiu o debate sobre a conservação da
caatinga. Bioma exclusivamente brasileiro, a caatinga
já teve quase metade de sua cobertura vegetal desma-
tada e corresponde a 95% de áreas suscetíveis à deser-
tificação no país. (CONSERVAÇÃO..., 2010).
A partir da leitura do texto, da ilustração e dos conheci-
mentos sobre o meio ambiente: explique, considerando
as condições ambientais características da caatinga,

11
no Brasil, recebem o nome de cerrado. O cerrado brasi-
leiro caracteriza-se, principalmente, por dois tipos de ve-
getação: uma constituída por plantas de pequeno porte,
de distribuição contínua; e outra, por vegetação arbórea,
com densidade variável, que pode, até mesmo, apresen-
tar algumas formações florestais denominadas cerradões.
Analise o gráfico abaixo, em que estão representadas
as taxas de fotossíntese de duas espécies típicas do cer-
rado em função da luminosidade do ambiente.

a) Como se pode explicar que, apesar de solos mais


pobres, as florestas tropicais sejam mais densas e
exuberantes do que as florestas temperadas?
b) Por que é incorreto afirmar que as florestas tropi-
cais são o “pulmão do mundo”?

6. (UFC) No semiárido brasileiro, é comum a presença de


uma vegetação caducifólia conhecida como Caatinga.
As perguntas a seguir estão relacionadas com plantas
que compõem esse tipo de vegetação. O gráfico apre-
senta dados hipotéticos sobre a produção de etileno
de uma dada planta e o índice pluviométrico da região
onde vive esta planta, durante o período de um ano. a) A partir da análise dos dados contidos nesse gráfico e
considerando os conhecimentos sobre o assunto, cite a
espécie pertencente ao cerradão e justifique sua resposta.
b) No cerrado, as queimadas são frequentes na estação
seca, afetando o tamanho das populações e a compo-
sição da vegetação. No entanto, após as queimadas,
algumas espécies de plantas sobrevivem e a densidade
absoluta delas – número de indivíduos por área – au-
menta rapidamente. Cite duas características adaptati-
vas que propiciam o aumento na densidade absoluta
dessas plantas após as queimadas.
c) Uma prática comum na agricultura de subsistência
é o uso do fogo para limpeza da área a ser cultivada.
Apesar de se enumerarem vários aspectos negativos
relacionados a essa prática, observa-se, em geral,
como resultado, um aumento na produtividade da
área queimada. Explique por que isso acontece.

8. (UnB) Aidan Dwyer, um jovem norte-americano de 13


anos de idade, após ter analisado o papel das folhas das
plantas como coletores solares naturais para o proces-
so de fotossíntese, desenvolveu uma inovadora manei-
ra de dispor painéis solares de modo a otimizar a coleta
a) Com base no gráfico apresentado, o que ocorrerá com de energia luminosa.
as folhas e a taxa de fotossíntese da planta, entre os Durante uma caminhada, ao observar as árvores, ele
meses de agosto e dezembro? Justifique sua resposta. percebeu que as folhas ao longo de um ramo e os ga-
b) Cite duas características morfológicas adaptativas lhos em torno do caule apresentavam um padrão de
das folhas de plantas de ambientes áridos. crescimento espiralado ascendente que obedecia à se-
c) A figura 1 exemplifica plantas que vivem na Ca- quência de Fibonacci 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55, 89,
atinga. De acordo com a figura, cite uma estratégia ... , que é determinada pela seguinte fórmula de recor-
apresentada pela planta b e uma apresentada pela rência: F1= 1, F2= 1 e, para n ≥ 3, Fn= Fn – 1+ Fn – 2. Essa
planta d, que permitem a sua sobrevivência por lon- distribuição das folhas, além de dar equilíbrio ao caule,
gos períodos de seca. propicia-lhe melhor aproveitamento de sua exposição
7. (UFMG) Costuma-se, geralmente, associar a savana ao ao Sol, à chuva e ao ar.
Continente Africano. Contudo, em outros continentes, en- Em 1874, o matemático inglês Wiesner concluiu que,
contram-se regiões com características semelhantes que, para que as folhas em um caule de uma árvore ficassem

12
melhor expostas à luz do Sol, o ângulo T entre as folhas Perda de habitat prevista até 2050
deveria ser Legenda:

aproximadamente igual a [360º/)] = 137,5º que é co- 0 - 10%


10 - 20%
nhecido como ângulo áureo, em que ) = 1 + R5 2. 20 - 30%
30 - 40%
40 - 50%
50 - 60%
60 - 70%
70 - 80%
80 - 90%
90 - 100%

0 1000 km

Disponível em: <g1.globo.com/


amazonia/foto/0,1309035-
EX,00.jpg> acesso em:
5 maio 2010. (adaptado)

E.O. ENEM
1. (Enem) Uma região de Cerrado possui lençol freático
profundo, estação seca bem marcada, grande insolação
e recorrência de incêndios naturais. Cinco espécies de
A FIGURA ACIMA ILUSTRA O TRABALHO DE AIDAN. árvores nativas, com as características apresentadas no
Após medir as posições dos galhos em várias árvo- quadro, foram avaliadas quanto ao seu potencial para
res, ele realizou, no quintal de sua casa, experimentos uso em projetos de reflorestamento nessa região.
com pequenos coletores solares posicionados em uma
armação metálica que imitava a configuração natural Profundidade
Característica Superfície foliar
das folhas. Ele montou, ainda, uma quantidade igual de das raízes
sensores e os dispôs em um painel, como é feito nos co- Árvore 1 Coberta por tricomas Baixa
letores comerciais. Com equipamentos simples, traçou
gráficos comparativos da captação solar e observou Árvore 2 Coberta por cera Alta
que sua árvore solar captava 20% mais energia que o Árvore 3 Coberta por cera Baixa
painel plano comum.
Árvore 4 Coberta por espinhos Baixa
O GLOBO, 20/8/2011 (COM ADAPTAÇÕES).
Árvore 5 Coberta por espinhos Alta
Tendo como base as informações do texto acima, julgue
os itens a seguir.
Qual é a árvore adequada para o reflorestamento dessa
a) Infere-se do texto, a partir da sequência de Fibo- região?
nacci, que a distribuição das folhas em torno do caule
a) 1
facilita a exposição das folhas à luz e, consequente-
mente, o anabolismo de carboidratos. b) 2
b) No cerrado, espécies de plantas com maior investi- c) 3
mento em área foliar levam vantagem em relação às d) 4
que investem mais em raízes. e) 5

9. (UFMG) Analise este mapa, em que estão represen- 2. (Enem) Um estudo recente feito no Pantanal dá uma
tados os resultados obtidos por um grupo de pesquisa boa ideia de como o equilíbrio entre as espécies, na
internacional, ao estimar a taxa de perda do habitat na- natureza, é um verdadeiro quebra-cabeça. As peças do
tural em parte do Continente Sul-americano: quebra-cabeça são o tucano-toco, a arara-azul e o man-
1. A partir dessa análise e considerando outros conheci- duvi. O tucano-toco é o único pássaro que consegue
mentos sobre o assunto, explique por que a perda mais abrir o fruto e engolir a semente do manduvi sendo,
significativa de habitat, até 2050, está prevista para ocor- assim, o principal dispersor de suas sementes. O man-
rer no espaço nacional que apresenta, no mapa, a forma duvi, por sua vez, é uma das poucas árvores onde as
de um arco, que se estende do Maranhão até Rondônia. araras-azuis fazem seus ninhos.
2. Leia esta afirmativa: As razões que justificam o menor Até aqui, tudo parece bem encaixado, mas... é justamen-
impacto de perdas, tanto na fachada oriental do território te o tucano-toco o maior predador de ovos de arara-azul
nacional quanto no noroeste da Amazônia Legal Brasileira, – mais da metade dos ovos das araras são predados
são equivalentes e integram o mesmo grupo causal. pelos tucanos. Então, ficamos na seguinte encruzilhada:
se não há tucanos-toco, os manduvis se extinguem, pois
Você concorda com essa afirmativa? ( ) Sim ( ) Não não há dispersão de suas sementes e não surgem novos
Justifique sua resposta. manduvinhos, e isso afeta as araras-azuis, que não têm

13
onde fazer seus ninhos. Se, por outro lado, há muitos tu-
canos-toco, eles dispersam as sementes dos manduvis, e
as araras-azuis têm muito lugar para fazer seus ninhos, camadas abundância de pólen
mas seus ovos são muito predados. mais recentes de cactos
INTERNET: <HTTP://OGLOBO.GLOBO.COM> (COM ADAPTAÇÕES)
De acordo com a situação descrita: predomínio de
pólen de gramíneas
a) o manduvi depende diretamente tanto do tucano-
e quase nenhum
-toco como da arara-azul para sua sobrevivência.
pólen de epífitas
b) o tucano-toco, depois de engolir sementes de man-
duvi, digere-as e torna-as inviáveis. muitos esporos de
camadas
c) a conservação da arara-azul exige a redução da samambaias e pólen
população de manduvis e o aumento da população
mais antigas
de cipós e epífitas
de tucanos-toco.
d) a conservação das araras-azuis depende também
da conservação dos tucanos-toco, apesar de estes se- Essa análise permite supor-se que o local em que foi
rem predadores daquelas. colhida a amostra deve ter sido ocupado, sucessiva-
e) a derrubada de manduvis em decorrência do des- mente, por:
matamento diminui a disponibilidade de locais para a) floresta úmida, campos cerrados e caatinga.
os tucanos fazerem seus ninhos.
b) floresta úmida, floresta temperada e campos cerrados.
3. (Enem) Se a exploração descontrolada e predató- c) campos cerrados, caatinga e floresta úmida.
ria verificada atualmente continuar por mais alguns d) caatinga, floresta úmida e campos cerrados.
anos, pode-se antecipar a extinção do mogno. Essa e) campos cerrados, caatinga e floresta temperada.
madeira já desapareceu de extensas áreas do Pará,
de Mato Grosso, de Rondônia, e há indícios de que 5. (Enem) A ocupação predatória associada à expansão
a diversidade e o número de indivíduos existentes da fronteira agropecuária e acelerada pelo plantio da
podem não ser suficientes para garantir a sobrevi- soja tem deflagrado, com a perda da cobertura vege-
vência da espécie a longo prazo. A diversidade é um tal, a diminuição da biodiversidade, a erosão do solo,
elemento fundamental na sobrevivência de qualquer a escassez e a contaminação dos recursos hídricos no
ser vivo. Sem ela, perde-se a capacidade de adapta- bioma cerrado.
ção ao ambiente, que muda tanto por interferência Segundo ambientalistas, o cerrado brasileiro corre o ris-
humana como por causas naturais. co de se transformar em um deserto.
A respeito desse assunto, analise as afirmações a seguir.
INTERNET: <WWW.GREENPEACE.ORG.BR> (COM ADAPTAÇÕES).
I. Considerando-se que, em 2006, restem apenas 25%
Com relação ao problema descrito no texto, é correto
da cobertura vegetal original do cerrado e que, desse
afirmar que:
percentual, 3% sejam derrubados a cada ano, estima-
a) a baixa adaptação do mogno ao ambiente amazô- -se que, em 2030, o cerrado brasileiro se transformará
nico é causa da extinção dessa madeira. em deserto.
b) a extração predatória do mogno pode reduzir o II. Sabe-se que a eventual extinção do bioma cerrado,
número de indivíduos dessa espécie e prejudicar sua dada a pobreza que o caracteriza, não causará impacto
diversidade genética. sistêmico no conjunto dos biomas brasileiros.
c) as causas naturais decorrentes das mudanças cli- III. A substituição de agrotóxicos por bioinseticidas reduz
máticas globais contribuem mais para a extinção do a contaminação dos recursos hídricos no bioma cerrado.
mogno que a interferência humana.
É correto o que se afirma:
d) a redução do número de árvores de mogno ocor-
re na mesma medida em que aumenta a diversidade a) apenas em I.
biológica dessa madeira na região amazônica. b) apenas em III.
e) o desinteresse do mercado madeireiro internacio- c) apenas em I e II.
nal pelo mogno contribuiu para a redução da explo- d) apenas em II e III.
ração predatória dessa espécie. e) em I, II e III.
4. (Enem) A análise de esporos de samambaias e de
pólen fossilizados contidos em sedimentos pode for-
necer pistas sobre as formações vegetais de outras
E.O. UERJ - EXAME
épocas. No esquema a seguir, que ilustra a análise de
uma amostra de camadas contínuas de sedimentos,
DISCURSIVO
as camadas mais antigas encontram-se mais distan- 1. (UERJ) BARBATIMÃO E GRAMÍNEA CONVIVEM LADO
tes da superfície. A LADO NO CERRADO

14
1. (Unesp) As figuras apresentam a vegetação de cinco
biomas brasileiros.

A figura anterior mostra o extraordinário desenvolvi-


mento das raízes do barbatimão, em comparação com
as raízes da gramínea. Até os 2 metros representados
na figura, não aparecem sequer raízes absorventes do
barbatimão, que estão em profundidade ainda maior.
a) Indique a vantagem de as raízes do barbatimão
atingirem vários metros de profundidade, em sua
competição com as gramíneas.
b) Cite duas outras características das plantas do cerrado
que possibilitam sua adaptação às condições da seca.

2. (UERJ) Considere três ecossistemas: deserto, floresta


tropical perenifolia e mar aberto.
Os gráficos abaixo indicam as medidas obtidas nesses Plantas xeromórficas e com folhas modificadas que
ecossistemas em relação a três diferentes parâmetros: diminuem a evapotranspiração; plantas com rizóforos
e pneumatóforos (eficientes na sustentação da planta
e na captação do oxigênio); e plantas epífitas (que vi-
vem sobre outras plantas, aumentando a eficiência na
captação de luz) são típicas dos biomas identificados,
respectivamente, pelos números:
a) 1, 2 e 4.
b) 4, 5 e 2.
c) 3, 1 e 5.
d) 2, 5 e 3.
e) 4, 1 e 3.

2. (Fuvest) Qual das alternativas indica corretamente o


tipo de bioma que prevalece nas regiões assinaladas?

Identifique o ecossistema correspondente à floresta tro- a) Floresta tropical em I, III e IV.


pical perenifolia, justificando sua resposta. Identifique, b) Floresta tropical em I, III e V.
também, qual é o ecossistema A e explique por que a c) Savana em I, III e IV.
luz pode ser considerada o fator abiótico que limita a
d) Savana em II, III e IV.
produtividade primária líquida média neste ecossistema.
e) Savana em II, IV e V.

E.O. OBJETIVAS
3. (Unesp) O quadro apresenta, na linha principal, di-
ferentes ecossistemas e, nas linhas numeradas de 1

(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP) a 5, estruturas adaptativas presentes em diferentes


espécies vegetais.

15
Ecossis- brasileiros, I, II e III.
Manguezais Lagos Cerrado Caatinga
tema
Raízes Pneu- Espinhos;
Pneumató-
1 profundas; mató- Caules
foros
espinhos foros tortuosos
Raízes-
Raízes-escora;
Aerên- Pneumató- escora;
2 Glândulas
quima foros Glândulas
de sal
de sal
Pneumató- Raízes-
Raízes- Glândulas
3 foros; escora;
escora de sal
Aerênquima Aerênquima
Espinhos; Glân- Espinhos;
Aerên-
4 Pneumató- dulas Raízes
quima Leia os três textos seguintes, 1, 2 e 3, que descrevem
foros de sal profundas
características de ecossistemas diferentes.
Raízes-escora;
Aerên- Caules 1. Vegetação composta por árvores de pequeno porte
5 Pneumató- Espinhos
quima tortuosos e arbustos esparsos, tortuosos, de casca grossa, e por
foros
plantas herbáceas, com predominância de gramíneas.
A linha que relaciona corretamente as estruturas adap- Fauna representada por alguns animais como o lobo-
tativas ao ecossistema onde as mesmas são mais fre- -guará, a ema, o tatu-canastra e o tamanduá-bandeira.
quentemente encontradas nas plantas é: 2. Vegetação densa, predominantemente composta por
a) 1. árvores de grande porte, medindo até 20 m de altura,
b) 2. com presença marcante de pteridófitas no sub-bosque.
c) 3. Fauna representada por alguns animais como o mono-
-carvoeiro, a jaguatirica, os micos-leões-dourados e da-
d) 4.
-cara-preta, e a jacutinga.
e) 5.
3. Vegetação composta por árvores baixas e esparsa-
4. A maior parte da Amazônia central e oriental situa-se mente distribuídas, arbustos tortuosos com muitos es-
em solos antigos pré-cambrianos, altamente lixiviados, pinhos e presença marcante de cactáceas. Fauna repre-
ou sobre depósitos arenosos pobres em nutrientes. sentada por pequenos roedores como o preá e o mocó
Contudo, esses locais sustentam uma floresta luxurian- e aves como as avoantes.
te e produtiva. A alternativa que relaciona corretamente o nome dos
Dentre os mecanismos que permitem a manutenção ecossistemas representados no mapa pelos algarismos
desse ecossistema, pode-se citar: I, II e III, respectivamente, com as características apre-
sentadas em 1, 2 e 3, é:
a) emaranhado de raízes finas e superficiais, que re-
cuperam os nutrientes das folhas caídas e das chuvas; a) Cerrados, 2; Manguezais, 3; Caatinga, 1.
predominância de árvores caducifólias, cujas folhas b) Cerrados, 1; Mata Atlântica, 2; Caatinga, 3.
caem em determinada época do ano, repondo nu- c) Caatinga, 1; Mata Atlântica, 2; Cerrados, 3.
trientes no solo. d) Caatinga, 1; Manguezais, 2; Cerrados, 3.
b) raízes profundas, que atingem as camadas do solo e) Pantanal, 1; Mata Atlântica, 2; Caatinga, 3.
ricas em água e minerais; predominância de árvores
com folhas perenes e com cutícula grossa, reduzindo 6. (Fuvest) Observe o mapa a seguir onde estão repre-
a perda de nutrientes. sentadas paisagens brasileiras. Plantas com as partes
aéreas adaptadas para diminuir a perda d’água e árvo-
c) micorrizas associadas com sistemas radiculares
res de pequeno porte com raízes muito profundas são
que agem aprisionando nutrientes; predominância
elementos característicos da vegetação, nas regiões:
de árvores com folhas perenes e com cutícula grossa,
reduzindo a perda de nutrientes.
d) emaranhado de raízes finas e superficiais, que recupe-
ram os nutrientes das folhas caídas e das chuvas; predo-
minância de árvores com folhas de superfície reduzida,
que retardam a perda de água por transpiração.
e) raízes profundas, que atingem as camadas do solo
ricas em água e minerais; predominância de árvores
caducifólias, cujas folhas caem em determinada épo-
ca do ano, repondo nutrientes no solo.

5. (Unesp) Observe o mapa, onde estão delimitadas as


áreas de distribuição de três importantes ecossistemas
a) 4 e 7.

16
b) 6 e 2. mos regimes de seca e de chuva ao longo do ano?
c) 3 e 6. Justifique.
d) 2 e 7.
3. (Unifesp) É uma floresta em pedaços. Segundo esti-
e) 4 e 2.
mativas recentes, restam de 11% a 16% de sua cobertu-
7. (Unesp) As queimadas vêm destruindo grande par- ra original, a maior parte na forma de fragmentos com
te de nossas formações vegetais que ainda constituem menos de 50 hectares de vegetação contínua, cercados
redutos da vegetação primária no país. No entanto, um de plantações, pastagens e cidades. Há tempos se sabe
tipo de vegetação apresenta alguns mecanismos de que essa arquitetura desarticulada dificulta a recupera-
adaptação que possibilitam a sua sobrevivência após o ção da floresta, uma das 10 mais ameaçadas do mundo.
fogo. Essa formação vegetal é conhecida como: Pesquisadores coletaram informações sobre a abundân-
a) mangue. cia e a diversidade de anfíbios, aves e pequenos mamí-
b) Mata Atlântica. feros em dezenas de trechos no Planalto Ocidental Pau-
c) mata ciliar. lista, as terras em declive que se estendem da Serra do
Mar rumo a oeste e ocupam quase a metade do estado.
d) cerrado.
Ao comparar os dados, os pesquisadores observaram
e) restinga.
quedas dramáticas na biodiversidade dos fragmentos.
(PESQUISA FAPESP, MAIO DE 2011. ADAPTADO.)
E.O. DISSERTATIVAS Responda:

(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP) a) Qual o nome do bioma brasileiro a que se refere
o texto? Cite uma característica deste bioma quanto
ao regime hídrico e uma característica relativa aos
1. (Fuvest) Leia o texto.
aspectos da flora.
A luz aumentou e espalhou-se na campina. Só aí princi- b) O texto faz referência às terras em declive que se
piou a viagem. Fabiano atentou na mulher e nos filhos, estendem da Serra do Mar rumo a oeste. Rumo a les-
apanhou a espingarda e o saco dos mantimentos, orde- te, quais são os outros dois ecossistemas terrestres
nou a marcha com uma interjeição áspera. que estão presentes?
Afastaram-se rápidos, como se alguém os tangesse, e
as alpercatas de Fabiano iam quase tocando os calca- 4. (Unesp) Basta lembrar que todas as grandes nascen-
nhares dos meninos. A lembrança da cachorra Baleia tes do Brasil, como as dos rios São Francisco e Amazo-
picava-o, intolerável. Não podia livrar-se dela. Os man- nas e da Bacia do Paraná, estão em áreas de Cerrado.
dacarus e os alastrados vestiam a campina, espinho, só Elas existem porque o Cerrado, pelas características da
espinho. E Baleia aperreava-o. Precisava fugir daquela própria vegetação (…) e solo (…), retém grande quan-
vegetação inimiga. tidade de água. Por isso, por exemplo, a substituição
artificial do Cerrado do Brasil Central por algum tipo
GRACILIANO RAMOS. VIDAS SECAS. de agricultura, principalmente uma monocultura, pode
Além da presença de espinhos, cite outras duas carac- comprometer – e muito – a reposição da água subterrâ-
terísticas da vegetação do bioma em que se passa a nea que mantém essas nascentes.
história narrada na obra Vidas secas.
(OSMAR CAVASSAN. JORNAL UNESP, NOVEMBRO DE 2010. ADAPTADO.)
2. (Unifesp) Aparecera como um bicho, entocara-se Cite uma característica das árvores e arbustos do cerra-
como um bicho, mas criara raízes, estava plantado. do que permita a essa vegetação acesso à água, e expli-
Olhou as quipás, os mandacarus e os xiquexiques. Era que por que algumas monoculturas poderiam compro-
mais forte que tudo isso, era como as catingueiras e as meter a reposição da água subterrânea nesse bioma.
baraúnas. Ele, sinhá Vitória, os dois filhos e a cachorra
Baleia estavam agarrados à terra. 5. (Unicamp) Um botânico estudou intensivamente a
vegetação nativa do nordeste brasileiro e descobriu
(GRACILIANO RAMOS. VIDAS SECAS, 1996.)
duas espécies novas (W e Z). A espécie W é uma árvore
O trecho menciona algumas árvores da Caatinga (ca-
perenifólia, com pouco mais de 25 m de altura, tronco
tingueiras e baraúnas), local em que muitas plantas,
com casca lisa e folhas com ápice longo e agudo. A es-
durante longos períodos de seca, permanecem sem as
folhas, que são os principais órgãos fotossintetizantes pécie Z tem caule achatado e verde (clorofilado), folhas
dos vegetais. No entanto, imediatamente após a pri- reduzidas a espinhos e altura máxima de 3 m.
meira chuva, essas árvores rapidamente se cobrem de a) Com base nessas informações, indique em que tipo
ramos e folhas verdes. de formação vegetal o botânico encontrou cada uma
a) Considerando que tais plantas permaneceram lon- das espécies novas.
gos períodos sem folhas, de onde provém a energia b) Indique uma característica ambiental específica de
necessária para a produção rápida de biomassa das cada uma das formações vegetais onde ocorrem as
folhas novas? espécies W e Z.
b) É válida a afirmação de que, com relação à pluvio-
6. (Unicamp) “O agronegócio responde por um terço do
sidade, a Caatinga e o Cerrado apresentam os mes-

17
PIB, 42% das exportações e 37% dos empregos. Com a) Qual o nome do processo responsável pela trans-
clima privilegiado, solo fértil, disponibilidade de água, formação gradual da vegetação morta em detritos e
rica biodiversidade e mão de obra qualificada, o Brasil é posteriormente em nutrientes minerais que fertilizam
capaz de colher até duas safras anuais de grãos. As pa- os solos? Cite dois grupos de microrganismos que
lavras são do Ministério da Agricultura e correspondem participam desse processo.
aos fatos. Essa é, no entanto, apenas metade da histó- b) Considere os seguintes fatores: assoreamento, desma-
ria. Há uma série de questões pouco debatidas: Como tamento das áreas de cerrado para expansão das fron-
se distribui a riqueza gerada no campo? Que impactos teiras agrícolas, transbordamento do rio e erosão. Ordene
o agronegócio causa na sociedade, na forma de desem- esses fatores, descrevendo sucintamente a provável sequ-
prego, concentração de renda e poder, êxodo rural, con- ência de eventos que acabou por provocar o alagamento
taminação da água e do solo e destruição de biomas? permanente relatado no artigo. Cite uma consequência
Quanto tempo essa bonança vai durar, tendo em vista imediata para a economia da região causada pela inun-
a exaustão dos recursos naturais? O descuido socioam-
dação permanente de uma área tão extensa de pantanal.
biental vai servir de argumento para a criação de bar-
reiras não tarifárias, como a que vivemos com a China 8. (Unicamp) Escreve James W. Wells em “Três mil milhas
na questão da soja contaminada por agrotóxicos?” através do Brasil”:
(ADAPTADO DE AMÁLIA SAFATLE E FLÁVIA PARDINI, GRÃOS NA “A aparência desta vegetação lembra um pomar de
BALANÇA. CARTA CAPITAL, 01/09/2004, P. 42.) frutas mirrado na Inglaterra; as árvores ficam bem
O texto apresentado faz referência à destruição de bio- distantes uma das outras, ananicadas no tamanho,
mas. Sabe-se que a destruição de biomas tem causado extremamente retorcidas tanto de troncos quanto de
grande polêmica entre os ambientalistas e os defenso- galhos, e a casca de muitas variedades lembra muito
res do agronegócio. Entre 1950 e 1980, com o aumen- a cortiça; a folhagem é geralmente seca, dura, áspera
to da cultura da soja, ocorreu a destruição de grandes e quebradiça; as árvores resistem igualmente ao calor,
áreas da Mata Atlântica. Durante as décadas de 1980 frio, seca ou chuva [...]”.
e 1990, a produção de soja se expandiu para a Região a) A que tipo de formação vegetal brasileira o texto
Centro-Oeste e ocupou grande área do Cerrado, e atu- se refere?
almente se observa uma crescente pressão de desma- b) Qual é a principal causa do aspecto “ananicado”
tamento sobre as áreas florestais tropicais no Pará para das árvores?
o seu cultivo. O processo de regeneração natural das c) Qual é a principal causa do aspecto da casca?
áreas desflorestadas é lento e difícil. Um estudo desen-
d) Cite outra característica importante das plantas
volvido por quatro anos em uma clareira no estado do
dessa formação vegetal que não esteja descrita no
Pará mostrou que, nesse período, o número de plantas
texto. A que se deve essa característica?
herbáceas, especialmente gramíneas, foi dominante.
a) Explique essa dominância, considerando que está
havendo um processo de sucessão.
b) Áreas não degradadas dos biomas apresentam
GABARITO
vegetação com características típicas. Indique duas dif-
erenças entre as formações vegetais do Cerrado e as E.O. Aprendizagem
da Floresta Amazônica. 1. E 2. E 3. C 4. B 5. E
c) Indique uma semelhança entre a vegetação da
Mata Atlântica e a da Floresta Amazônica. 6. E 7. A 8. D 9. C

7. (Unesp) Nas cheias, quando os rios do Pantanal natu-


ralmente transbordam, a vegetação herbácea das áreas E.O. Fixação
inundadas morre e é transformada em detritos que vão 1. B 2. B 3. D 4. D 5. E
alimentar uma grande quantidade de peixes e invertebra-
dos. Nas secas, quando o rio volta ao seu leito, o solo é fer- 6. A 7. E 8. B 9. A 10. E
tilizado pelos nutrientes originados principalmente dessa
vegetação morta. Um artigo publicado no jornal “Folha
de S.Paulo” de 09.08.2005 relata que uma área de aproxi- E.O. Complementar
madamente 5 000 km2 no Pantanal foi transformada em 1. B 2. A 3. A 4. C 5. A
trechos de alagamento permanente na região de planície,
onde o rio Taquari encontra as águas do rio Paraguai, pre-
judicando esse processo natural de cheias e secas. E.O. Dissertativo
Nesse artigo afirma-se que o processo que acabou oc-
1.
asionando essa inundação foi acelerado na década de
1970, quando o governo incentivou a ocupação das a) Folhas pequenas com estômatos em criptas e raí-
áreas de cerrado em torno do Pantanal, na região de zes profundas.
planaltos, onde estão as nascentes do rio Taquari, para b) Porque sua aparência não é devida à escassez de
o desenvolvimento da agricultura e da pecuária. água, e sim à escassez de nutrientes no solo.

18
c) Falta de nutrientes no solo epiderme, xilema proeminente, folhas ricas em escle-
rênquima (fibras), estômatos em criptas geralmente
2. A caatinga define-se como um bioma caracteristicamente bra-
situados na face inferior das folhas, folhas de tama-
sileiro, cuja sobrevivência é um desafio a condições ambientais
nho reduzido, folhas com muitos tricomas etc., são
adversas, entre as quais temperaturas mais elevadas, baixa pluvio-
exemplos de características morfológicas adaptativas
sidade, períodos de estiagem de duração variável, umidade relativa
foliares em ambientes áridos.
do ar baixa e solo seco. Nessas condições, as plantas sobrevivem
dependentes de adaptações que devem reduzir a perda de água c) A planta b é um cactus, que possui tecido especializa-
e aproveitar, ao máximo, a sua disponibilidade no meio. Assim, a do em armazenar água (parênquima aquífero) permitin-
formação de cutículas mais espessas e de baixa permeabilidade, do-lhe resistir a longos períodos de seca. Além disso, as
folhas foram transformadas em espinhos, o que reduz a
a redução de estômatos e controle de sua abertura, a perda de
perda d’água. A planta d no entanto, apresenta um sis-
folhas em períodos de seca, a conversão de folhas em espinhos, o
tema radicular profundo o que lhe permite buscar água
desenvolvimento de caules clorofilados e suculentos, a presença de
em profundidades maiores. Apresenta também uma par-
um sistema extenso de raízes profundas, a possibilidade de arma- te aérea relativamente pequena em relação ao sistema
zenamento de água nas raízes figura entre as estratégias desenvol- radicular. Essas características, especialmente o sistema
vidas no curso da evolução, que definiram a paisagem da caatinga. radicular extenso e profundo, permitem a sua sobrevi-
3. vência por períodos maiores de seca.
a) Raízes são órgãos adaptados para a fixação e ab- 7.
sorção de nutrientes minerais necessários para que as a) A espécie I pertence ao cerradão. As espécies ve-
folhas possam realizar a produção de matéria orgâni- getais de maior porte apresentam maiores taxas de
ca, através da fotossíntese. fotossíntese quando comparadas com as de menor
b) Vegetais de mangue possuem raízes adventícias porte, em uma mesma intensidade luminosa.
para a melhor fixação ao solo encharcado e pneumató- b) As plantas do cerrado estão adaptadas às queima-
foros pois o manguezal possui solo pouco oxigenado. das periódicas porque sua biomassa maior é subter-
Na caatinga as raízes são profundas e ramificadas rânea. Nessas condições, as gemas caulinares ficam
para facilitar o acesso à água localizada em grandes protegidas do fogo. As raízes dessas plantas são pro-
profundidades. fundas e não são atingidas pelo fogo.
4. c) A queimada enriquece o solo com sais minerais.
a) Floresta (ou Mata) Atlântica. Esses sais serão utilizados pelas plantas sucessoras
b) Sucessão secundária, pois é aquela que ocorre em como elementos metabólicos usados na síntese de
regiões já povoadas anteriormente (terras agrícolas substâncias orgânicas durante fotossíntese.
abandonadas). 8.
c) Conservação da biodiversidade (fauna e flora), reg-
a) Correto.
ulação climática, banco genético para reflorestamen-
to, educação (e/ou conscientização) ambiental. b) Incorreto. No cerrado, as espécies de plantas com
maior investimento em raízes conseguem mais água e
5. “fogem” do fogo. Estas plantas são mais adaptadas do
a) A exuberância das florestas tropicais, como a flo- que aquelas que investem mais em área foliar.
resta Amazônica, pode ser explicada pela rápida
reciclagem de nutrientes no solo. Essa reciclagem é 9.
determinada pelas temperaturas elevadas que acel- 1. A perda de biodiversidade na região indicada no
eram os processos de decomposição de folhas, frutos mapa (arco de desmatamento que se localiza entre
e animais que morrem no solo florestal. o Maranhão e Rondônia) ocorrerá devido à expansão
b) As florestas tropicais não podem ser consideradas da ocupação humana. O desmatamento e a poluição
o “pulmão do mundo” por serem ecossistemas equil- ambiental que acompanham as invasões humanas
ibrados que já atingiram o estágio climático em que a vão determinar a extinção local de diversas espécies,
produção de matéria orgânica da fotossíntese é com- principalmente as mais sensíveis; tais como, árvores
pensada pelo consumo da respiração dos organismos de grande porte, aves, anfíbios répteis e mamíferos. A
autótrofos e heterótrofos que compõe a mata. pescaria extensiva e a predatória também reduzirá as
6. populações de peixes que ocupam as águas.
a) Queda de folha e da taxa de fotossíntese. De acor- 2. O menor impacto de perdas, tanto na fachada
do com o gráfico, nos meses de agosto a dezembro oriental do território nacional quanto no noroeste da
a precipitação é muito baixa, portanto, ocorre um es- Amazônia Legal Brasileira, não são equivalentes e não
tresse hídrico severo. Sabe-se que o estresse hídrico integram o mesmo grupo causal. A ocupação territo-
pode elevar a produção de etileno. Este, geralmente, rial no nordeste foi facilitada pela destruição da Mata
está relacionado com a abcisão foliar. Portanto, como Atlântica. A ocupação da Amazônia é dificultada pela
o gráfico mostra, a diminuição de água eleva a pro- densidade da mata, regiões alagadas periodicamente,
dução de etileno que causa a queda das folhas e com doenças tropicais como a malária, presença de reservas
isso ocorre queda da taxa de fotossíntese. indígenas e legislação específica que procura preservar
a integridade desse ecossistema único no planeta.
b) Folhas coriáceas, folhas com cutícula espessa na

19
solo, dificultando a percolação da água e, consequentemente, a
E.O. Enem formação dos lençóis freáticos.
1. B 2. D 3. B 4. A 5. B
5.
a) Espécie W: Mata Atlântica; espécie Z: Caatinga.
E.O. UERJ b) Mata Atlântica: pluviosidade e temperatura média
elevadas.
EXAME DISCURSIVO Caatinga: baixa pluviosidade e temperatura média
elevada.
1.
a) Captação de água que está disponível no lençol 6.
freático subterrâneo, não alcançado pelas raízes das a) Gramíneas são plantas resistentes, conseguem se
gramíneas. desenvolver em ambientes inóspitos, por exemplo, lo-
b) Galhos retorcidos das árvores, espessa casca dos cais muito ensolarados ou com pouca água.
caules, folhas coriáceas e revestidas por cera ou pelos. b) Cerrado: apresenta árvores de pequeno porte e
súber bem desenvolvido.
2. Ecossistema C. Floresta Amazônica: rica em epífitas, árvores de
A floresta tropical perenifolia apresenta maior produtividade pequeno porte e elevado, troncos retos, pluriestrati-
primaria líquida por m2, uma vez que as folhas largas de suas ficada, etc.
grandes árvores têm muita disponibilidade de água. Mar aberto. c) Dentre as semelhanças, podem ser citadas:
A luz consegue penetrar na água do mar até a profundidade má- • muitos estratos na vegetação;
xima de 200 m, formando uma zona fótica e, consequentemente, • folhas com cutícula delgada;
diminuindo a taxa fotossintética, abaixo dessa profundidade.
• elevada biodiversidade;
• riqueza em epífitas.
E.O. Objetivas 7.
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp) a) A decomposição é realizada por bactérias e fungos.
b) A ordem de ocorrência é: desmatamento, erosão,
1. E 2. B 3. E 4. C 5. B
assoreamento e o consequente transbordamento
6. E 7. D do rio. Uma consequência imediata é a redução das
áreas para o plantio e pecuária.
8.
E.O. Dissertativas a) Cerrado.
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp) b) Deficiência de nutrientes minerais, associada à
riqueza em alumínio.
1. A vegetação da caatinga brasileira apresenta o revestimen- c) Pouca disponibilidade de nitrogênio no solo, resul-
to suberoso espesso, folhas pequenas com cutícula espessa, ta em síntese proteica deficiente. Deste modo síntese
orgânica é dirigida para a produção de carboidratos e
parênquima aquífero, pelos, estômatos em cripta, entre outras
lipídios, respectivamente celulose e suberina, resultan-
características.
do em casca de espessura maior.
2. d) Presença de raízes profundas, que representam uma
a) A energia necessária para a produção rápida da adaptação à captação de água em lençóis freáticos lo-
biomassa das folhas novas provém das reservas de calizados a grandes distâncias da superfície.
matéria orgânica armazenadas no caule e nas raízes
das plantas da Caatinga.
b) Não. A pluviosidade na Caatinga é menor do que
no cerrado e irregular ao longo dos anos. A pluviosi-
dade no Cerrado é mais intensa e regular, principal-
mente na primavera e no verão.
3.
a) O bioma brasileiro caracterizado pelo texto é a
Mata Atlântica. Essa formação florestal apresenta
alta pluviosidade (aproximadamente 4000 mm/ano)
e possui vegetação arbórea e estratificada com mui-
tas variedades de plantas epífitas (bromélias, samam-
baias, orquídeas), além de lianas e cipós. Por ser uma
vegetação de encosta, a Mata Atlântica recebe luz
próxima ao solo, fato que permite o desenvolvimento
de vegetação arbustiva e herbácea.
b) Manguezais e vegetação de restinga.
4. As árvores e arbustos do cerrado possuem raízes profundas
que conseguem alcançar as proximidades dos depósitos subter-
râneos de água. As monoculturas podem alterar a estrutura do

20
AULAS BIOMAS AQUÁTICOS
19 E 20
10, 12, 18, 27, 28, 29
COMPETÊNCIAS: 3, 6, 7 e 8 HABILIDADES:
e 30

E.O. APRENDIZAGEM e) os nécton habitam todas as regiões marinhas, e


seus principais representantes são os micro-organis-
mos marinhos.
1. Os seres aquáticos podem ser divididos em três gru-
pos: 4. (UFPel) “Nunca se imaginou que houvesse uma fauna
I. Organismos que nadam ativamente vencendo as tão rica que pode viver incrustada em grãos de areia e
correntes; fragmentos de conchas pequenas”. Essas são observa-
II. Organismos flutuadores que se deslocam passiva- ções feitas por biólogos do Centro de Biologia Marinha
mente na água; da USP, após coletarem amostras de sedimento reti-
rado do fundo oceânico do litoral norte de São Paulo.
III. Organismos do fundo, que podem ser fixos ou ras-
De profundidades que variavam de nove a 45 metros
tejantes.
emergiram treze espécies de invertebrados (cnidários,
Os grupos I, II e III são denominados, respectivamente: poliquetos e diminutos caramujos marinhos), que ha-
a) planctônicos, bentônicos e nectônicos. bitavam a superfície, e os poros de fragmentos de con-
b) planctônicos, nectônicos e bentônicos. chas, o cascalho e os grãos da areia mais grossa.
c) bentônicos, planctônicos e nectônicos. PESQUISA FAPESP: N.112, JUNHO DE 2005.
d) nectônicos, planctônicos e bentônicos.
De acordo com o texto e seus conhecimentos, é correto
e) nectônicos, bentônicos e planctônicos. afirmar que:
2. Nas cadeias alimentares que ocorrem nos ecossistemas a) a biodiversidade dos sedimentos do assoalho ma-
aquáticos, o nível trófico dos produtores é ocupado por: rinho (nécton) é representada por treze espécies dis-
a) zooplâncton. tribuídas respectivamente dentro dos filos Cnidaria,
Annelida e Gastropoda.
b) microcrustáceos.
b) muitos invertebrados bentônicos encontram nos
c) protozoários.
grãos de areia e nos fragmentos de conchas entre
d) fitoplâncton. nove e 45 metros (zona afótica) um local adequado
e) peixes pequenos. para se fixarem.
3. (UCS) Observe a imagem. c) os cnidários juntamente com os vermes marinhos
(poliquetas) pertencem ao grupo de organismos mi-
limétricos denominados de cordados invertebrados.
d) os biólogos que estudam os “bentos” são aqueles
que dedicam-se a toda e qualquer forma de biodiver-
sidade que vive sobre ou sob o leito marinho.
e) o leito marinho em profundidades a partir dos 45
metros é formado por fragmentos de conchas, casca-
lho e grãos da areia mais grossa, que serve de abrigo
para os cordados invertebrados citados no texto.

5. (Ufrgs) Assinale a afirmação correta sobre os ecossis-


temas de água doce.
É correto afirmar que: a) Lagos e lagoas constituem ambientes lóticos, pois
a) a luz consegue penetrar na água até o limite da não apresentam correntezas.
região nerítica. b) Nos lagos e lagoas, não são encontradas algas
b) a plataforma continental é caracterizada por or- verdes, cianobactérias e diatomáceas.
ganismos bentônicos, também chamados de nécton. c) Os rios são dependentes de matéria orgânica pro-
c) os organismos essencialmente predadores e herbí- veniente de outros ambientes.
voros, chamados de bento, encontram-se no ambien- d) Nos rios, a quantidade de sedimento diminui à me-
te epipelágico. dida que se aproxima a foz.
d) grande parte dos seres fotossintetizantes, essenciais e) Lagos e lagoas eutróficas caracterizam-se por apre-
na manutenção dos mares, vive no ambiente fótico. sentar grande quantidade de oxigênio dissolvido.

21
6. (UEG) Quando abrimos uma torneira, estamos receben- c) fungos e bactérias que, além de servirem de ali-
do água que foi retirada do ambiente, tratada e transpor- mento para os animais, forneceriam gás carbônico ao
tada até chegar às nossas residências. A água presente meio, caso esse fosse iluminado.
em lagos, rios e represas não é limpa e não devemos usá- d) fungos e bactérias que, além de servirem de ali-
-la dessa forma. Somente depois de tratada, a água pode mento para os animais, forneceriam gás carbônico ao
ser distribuída pelas cidades e consumida pelo homem. meio, mesmo que esse não fosse iluminado.
Sobre este assunto, é CORRETO afirmar que: e) zooplâncton que, além de servir de alimento para
a) a mortalidade de crianças com até um ano de os animais, forneceria oxigênio ao meio, caso esse
idade é muito alta por causa de doenças intestinais, fosse iluminado.
especialmente aquelas em que a água atua como

E.O. FIXAÇÃO
transmissora dos organismos patogênicos.
b) a febre tifoide, o cólera, o HIV, a dengue e a H1N1
são doenças em que a água atua como reservatório
natural de seus agentes etiológicos, transmitindo os 1. (CFTMG) Analise a figura abaixo:
organismos patogênicos.
c) o nível de saneamento básico de uma população
está relacionado à quantidade de algas, protozoários
e cianobactérias contidas nos reservatórios que abas-
tecem a cidade.
d) a intensa atividade agrícola e industrial realizada
nos mananciais favorece a qualidade da água sem
necessidade de instalação de tratamento específico.

7. (CPS) Tanto o controle de doenças através da medici-


na e do saneamento básico quanto o aperfeiçoamento
das técnicas de produção e conservação de alimentos
podem interferir, nas populações humanas, para:
a) diminuir a expectativa de vida.
b) aumentar a taxa de mortalidade. Disponívek em http://www.grupoescola.com/img-conteudo/reino_animal.jpg>.
Acesso em 05 out. 2010.
c) aumentar a longevidade.
Dentre os animais representados, não são encontrados:
d) impedir a explosão demográfica.
e) eliminar as desigualdades sociais. a) aves.
b) répteis.
8. (UEL) Considere as seguintes medidas profiláticas: c) peixes.
I. colocação de telas em portas e janelas; d) mamíferos.
II. ingestão de frutas e verduras bem lavadas;
2. (UEG) Há aproximadamente dois anos, a lagoa Rodri-
III. ingestão de água não contaminada; go de Freitas, na Zona Sul do Rio de Janeiro, amanheceu
IV. eliminação do barbeiro transmissor; coberta por mais de 12 toneladas de peixes mortos. A
V. erradicação do mosquito transmissor; Secretaria Municipal de Meio Ambiente explicou que
VI. saneamento básico. uma importante causa das mortes dos peixes foi a se-
quência de fortes chuvas que atingiu a cidade em dias
Podem diminuir a incidência da disenteria amebiana consecutivos. A relação entre a morte dos peixes e as
causada pela ‘Entamoeba histolytica’, SOMENTE: fortes chuvas deve-se ao fato de:
a) I, II e III. a) a quantidade de oxigênio dissolvido na água, que
b) I, IV e V. foi consumido durante a decomposição da matéria
c) II, III e VI. orgânica levada pela enxurrada, provocar a falta de
d) II, IV e V. oxigênio para os organismos aeróbicos.
e) IV, V e VI. b) os peixes não serem os únicos organismos afeta-
dos pelas chuvas, mas também as algas e zooplânc-
9. (PUC-SP) Suponha que se queira manter animais ton que deixam de se proliferar e se acumulam na
aquáticos herbívoros em um aquário. Para garantir a so- superfície da água ao morrer.
brevivência desses animais durante certo tempo, seria
c) o volume de água da lagoa elevar-se de forma
aconselhável adicionar ao ambiente:
súbita, o que reduziu a taxa de nutrientes para ma-
a) plantas aquáticas e algas que, além de servirem nutenção dos peixes, em um mecanismo oposto ao
de alimento para os animais, forneceriam oxigênio ao observado na eutrofização e na lixiviação.
meio, caso esse fosse iluminado. d) as chuvas interferirem de forma significativa na
b) plantas aquáticas e algas que, além de servirem morte exclusiva dos peixes, visto que são organismos
de alimento para os animais, forneceriam oxigênio ao produtores da cadeia, gerando inclusive o combate
meio, mesmo que esse não fosse iluminado. da pesca no lago.

22
3. A eutrofização é um dos fenômenos responsáveis aquática, em função da desestruturação dos ambien-
pela mortalidade de parte das espécies aquáticas e, em tes físico, químico e biológico. A avaliação de impac-
regiões próximas a centros urbanos, pela perda da qua- tos ambientais nesses ecossistemas tem sido realizada
lidade de vida da população. Um exemplo é a lagoa da através da medição de alterações nas concentrações
Pampulha, um dos mais conhecidos pontos turísticos da de variáveis físicas e químicas da água. Este sistema
capital de Minas Gerais, onde as atividades de pesca e de monitoramento, juntamente com a avaliação de va-
nado não são mais permitidas. riáveis biológicas, é fundamental para a classificação
Para evitar a ocorrência desse fenômeno em lagos de- de rios e córregos em classes de qualidade de água
ve-se: e padrões de potabilidade e balneabilidade humanas.
a) manter inalterado seu volume de água. DAVE, M.; GOULART, C.; CALLISTO, M. BIOINDICADORES
b) aumentar a população de algas planctônicas. DE QUALIDADE DE ÁGUA COMO FERRAMENTA EM ESTUDO DE
IMPACTO AMBIENTAL. DISPONÍVEL EM: HTTP://WWW.ICB.
c) diminuir o teor de nutrientes despejados nas águas. UFMG.BR. ACESSO EM: 9 JAN. 2009 (ADAPTADO).
d) impedir a fotossíntese das algas abaixo da superfície.
Se um pesquisador pretende avaliar variáveis biológicas
e) aumentar a população de espécies do topo da ca-
de determinado manancial, deve escolher os testes de:
deia alimentar.
a) teor de oxigênio dissolvido e de temperatura e tur-
4. O mar de Aral, um lago de água salgada localizado em bidez da água.
área da antiga União Soviética, tem sido explorado por b) teor de nitrogênio amoniacal e de temperatura e
um projeto de transferência de água em larga escala des- turbidez da água.
de 1960. Por meio de um canal com mais de 1.300 km,
c) densidade populacional de cianobactérias e de in-
enormes quantidades de água foram desviadas do lago
vertebrados bentônicos.
para a irrigação de plantações de arroz e algodão. Aliado
às altas taxas de evaporação e às fortes secas da região, d) densidade populacional de cianobactérias e do
o projeto causou um grande desastre ecológico e econô- teor de alumínio dissolvido.
mico, e trouxe muitos problemas de saúde para a popula- e) teor de nitrogênio amoniacal e de densidade popu-
ção. A salinidade do lago triplicou, sua área superficial di- lacional de invertebrados bentônicos.
minuiu 58% e seu volume, 83%. Cerca de 85% das áreas
6. Um ecossistema será inundado para a construção de
úmidas da região foram eliminadas e quase metade das
uma hidroelétrica. Foi feito um levantamento dos habi-
espécies locais de aves e mamíferos desapareceu. Além
tats (várzea, campo, lagoa, cerrado, mata e arrozal) dos
disso, uma grande área, que antes era o fundo do lago,
cervos pastando e repousando.
foi transformada em um deserto coberto de sal branco e
brilhante, visível em imagens de satélite. % de cervos
% da área total
MILLER, JR., G. T. CIÊNCIA AMBIENTAL. SÃO PAULO:
Habitat observados em
para cada habitat
EDITORA THOMSON, 2007 (ADAPTADO). cada habitat

Suponha que tenha sido observada, em uma vila rural Várzea 52 81,5
localizada a 100 km de distância do mar de Aral, alguns Campo 29 16,4
anos depois da implantação do projeto descrito, signi- Lagoa 5 1,5
ficativa diminuição na produtividade das lavouras, au- Cerrado 5 0,6
mento da salinidade das águas e problemas de saúde
Mata 8 0
em sua população. Esses sintomas podem ser efeito:
Arrozal 1 0
a) da perda da biodiversidade da região.
b) da seca dos rios da região sob a influência do projeto.
A partir dos dados fornecidos pela tabela, pode-se afir-
c) da perda de áreas úmidas nos arredores do mar
mar que a população de cervos:
de Aral.
d) do sal trazido pelo vento, do mar de Aral para a a) já sofria com a área ocupada pelo arrozal; portan-
vila rural. to, não sofrerá alteração.
e) dos herbicidas utilizados nas lavouras de arroz e b) vive no maior dos habitats, a várzea; logo, não so-
algodão do projeto. frerá alteração.
c) perderá seu habitat vital; logo, sofrerá queda po-
5. Nas últimas décadas os ecossistemas aquáticos têm pulacional.
sido alterados de maneira significativa em função d) utiliza poucos habitats (quatro dos seis); logo, não
de atividades antrópicas, tais como mineração, cons- sofrerá alteração.
trução de barragens, desvio do curso natural de rios, e) utiliza muitos habitats (dois dos seis); logo, não
lançamento de efluentes domésticos e industriais não sofrerá alteração.
tratados, desmatamento e uso inadequado do solo
próximo aos leitos, superexploração dos recursos pes- 7. (UFMG) Observe este gráfico, em que está descrita a
queiros, introdução de espécies exóticas, entre outros. variação do nível da água de um rio que passa pelo cen-
Como consequência, tem-se observado expressiva tro de uma grande cidade em direção à periferia e zona
queda da qualidade da água e perda da biodiversidade rural, após um período de forte chuva.

23
dessa lavoura é feita por canais que são desviados de
um rio. Devido à contaminação das águas pelo excesso
de adubo (NPK), que processo biológico pode ter sido
provocado na água do rio.
a) Lixiviação, processo em que ocorre a lavagem do
solo, que acaba disponibilizando os nutrientes para a
água do rio.
b) Acidificação, processo em que os sais, ao se dissol-
verem na água do rio, formam ácidos.
A variação do nível da água desse rio pode explicar: c) Eutrofização, ocasionada pelo aumento do fósforo
a) a redução da incidência de leptospirose no centro e nitrogênio dissolvidos na água, que resulta na pro-
da cidade, devido à diluição da urina de ratos. liferação do fitoplâncton.
b) a redução de moluscos transmissores de esquistosso- d) Aquecimento, decorrente do aumento de sais dis-
mose na zona rural, devido ao aumento da correnteza. solvidos na água do rio, que eleva sua temperatura.
c) o aumento de casos de disenteria na periferia, devido e) Denitrificação, processo em que o excesso de nitro-
ao nivelamento das águas de cisternas com as de fossas. gênio que chega ao rio é disponibilizado para a at-
d) o aumento de casos de leishmaniose na zona rural, mosfera, prejudicando o desenvolvimento dos peixes.
devido à formação de poças d’água, onde se desen-

E.O. COMPLEMENTAR
volve o mosquito vetor.

8. (PUC-MG) Considere o curso de um rio, de acordo


com o esquema a seguir: 1. (FGV) Biodiversidade, ou diversidade biológica, é
um tema bastante atual e importante para o Brasil,
pois abre excelentes perspectivas de acesso às mo-
dernas tecnologias e oportunidades para troca de ex-
periências e intercâmbio com a comunidade científica
internacional de diversos níveis. Alargam tais perspec-
tivas o fato de o Brasil estar entre os cinco primeiros
países que possuem a maior variedade de organismos
vivos, de comunidades e ecossistemas.
O trecho A compreende o curso inicial do rio, cuja calha Assinale a resposta que define biodiversidade.
é rochosa, sem acúmulo de matéria orgânica no fundo.
No trecho B, curto, há descarga de esgoto industrial e do- a) Biodiversidade é o conjunto de todas as espécies
méstico. O trecho C se caracteriza pela baixa correnteza. que vivem no ecossistema aquático.
No trecho D, há uma série de cascatas, dado o grande b) Biodiversidade é o conjunto de todas as espécies de
desnível entre o trecho C e E. No trecho E, já há uma seres vivos (micro-organismos, plantas e animais), que
maior velocidade da correnteza em relação ao trecho C. compõe a vida na Terra e os ecossistemas dos quais
Com base na figura e no texto anterior, é CORRETO afir- fazem parte.
mar que o trecho mais oligotrófico e o mais eutrófico c) Biodiversidade é o conjunto de todas as espécies de
são, respectivamente: plantas e pássaros que habitam o Planeta.
a) A e E. d) Biodiversidade é o conjunto de todas as espécies de
b) A e C. planta existentes na Terra.
c) B e D. e) Biodiversidade é o conjunto de todas as espécies de
fitoplâncton existentes na Terra.
d) E e B.
e) D e A. 2. (Ufrgs) Em 2013, a Fundação Estadual de Proteção ao
Meio Ambiente (Fepam) proibiu a atividade de minera-
9. (UFMG) Em consequência do despejo de esgotos sem
ção de areia no rio Jacuí. Posteriormente, liberou a extra-
tratamento, em rios e lagoas de Belo Horizonte, é IN-
ção somente a uma distância mínima de 60 metros das
CORRETO afirmar-se que:
margens do rio, e o limite de 10 metros de profundidade.
a) a quantidade de nutrientes orgânicos aumenta. DISPONÍVEL EM: <HTTP://ZEROHORA.CLICRBS.COM.BR/RS/ ECONOMIA/
b) a taxa de fosfato e nitrato dos rios e lagoas diminui. NOTICIA/2013/07/COM-ACORDO-EXTRACAODEAREIA-NO-RIO-JACUI-VOLTARA-
AO-NORMAL-EM-ATE-30DIAS-4199130.HTML>. ACESSO EM: 12 JUL. 2013.
c) a taxa de oxigênio dissolvido na água de cresce.
d) as águas podem ser contaminadas por organismos Sobre os efeitos que a extração de areia em grandes
patogênicos. proporções nos rios pode provocar, assinale com V (ver-
e) os detritos são atacados por decompositores. dadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo.
10. Um agricultor, buscando o aumento da produtividade ( ) Diminuição de áreas de praias ao longo das margens.
de sua lavoura, utilizou o adubo NPK (nitrogênio, fósfo- ( ) Aumento da diversidade e da biomassa da ictiofauna
ro e potássio) com alto teor de sais minerais. A irrigação bentônica.

24
( ) Diminuição do número de espécies da vegetação ri- I. Aumentar a quantidade de nutrientes no minioceano
beirinha. para promover o aumento da produção de fitoplâncton
( ) Aumento dos processos erosivos nas margens. e algas.
A sequência correta de preenchimento dos parênteses, II. Promover o aumento populacional de organismos
de cima para baixo, é: herbívoros aquáticos e terrestres.
a) V – V – F – F. III. Desviar uma porção do efluente da estação de trata-
b) V – F – V – V. mento de esgotos, que era direcionado para o minioce-
ano, para o rio artificial.
c) V – F – F – V.
d) F – F – V – F. IV. Aumentar a concentração de organismos decompo-
sitores nos diversos sistemas da biosfera artificial.
e) F – V – V – F.
V. Diminuir a intensidade de luz solar que chega ao inte-
3. (Ufrgs) O código florestal brasileiro protege a vege- rior da biosfera artificial.
tação ribeirinha situada à margem dos cursos d’água, Podem ajudar a solucionar o problema detectado nessa
inclusive a dos menores córregos. biosfera artificial:
Com relação a essas comunidades vegetais, assinale com
a) as ações I e II apenas.
V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações que seguem.
b) as ações I, II e III apenas.
( ) Elas contribuem para o controle da erosão e para
c) as ações III e IV apenas.
a retenção de agroquímicos que podem ser carreados
para a água. d) as ações II, III e V apenas.
e) as ações I e V apenas.
( ) Elas constituem nichos ecológicos para espécies ani-
mais e vegetais que se podem desenvolver na interface 5. (FEI) A fotossíntese é a grande fonte de oxigênio livre
desses sistemas terrestres e aquáticos. e disponível para os seres vivos terrestres e aquáticos.
( ) Elas exercem a função de corredores ecológicos, im- Sabe-se hoje que quase 90% deste fenômeno fotobio-
pedindo o fluxo gênico entre comunidades distantes. químico que ocorre em nosso planeta é realizado:
( ) Elas se propagam predominantemente por estaquia. a) principalmente pela floresta amazônica.
A sequência correta de preenchimento dos parênteses, b) pelas florestas que se distribuem pelos continentes.
de cima para baixo, é: c) pelos micro-organismos do zooplâncton.
a) F – V – F – V. d) pelas algas planctônicas.
b) F – F – V – V. e) pelos microdecompositores presentes nos mares e
c) V – V – F – F. continentes.
d) V – F – V – F.
e) F – V – V – F.

4. (UFPR) Uma área de pesquisa da ecologia, considera-


E.O. DISSERTATIVO
da fundamental para a exploração espacial, é a criação 1. (UEL) Quais são os principais agentes poluidores do
de ecossistemas controlados (biosferas artificiais) que mar?
possam prover alimentos, ar e vários recursos funda-
mentais para a sobrevivência de futuros colonizadores 2. (UFF) Na Música Popular Brasileira (MPB), podem ser
espaciais. A tarefa, certamente, não é nada fácil. A orga- encontrados alguns temas de Biologia, os quais não
nização dos ecossistemas naturais resulta de um longo estão devidamente conceituados como, por exemplo,
processo de coevolução. Em um experimento de biosfe- no fragmento da música “Spiro Gyro” de Jorge Ben Jor,
ra artificial hipotético, são recriados ambientes e habi- transcrito a seguir:
tats dentro de um domo de material plástico completa-
mente vedado, com a esperança de que, pelo menos por “Spiro Giro é Spyro Gyro
um período, os ciclos biogeoquímicos se completem, É um bichinho bonito e verdinho que dá na água
regenerando recursos fundamentais à manutenção da É um bichinho bonito e verdinho que dá na água
vida. Nessa biosfera foram criados rios artificiais que
deságuam em um minioceano, uma floresta, um mi- Você sabe o que é um Plâncton
nideserto e mesmo uma plantação de vegetais. Uma Plâncton é uma alga
estação de tratamento impede que o esgoto in natura De água doce ou de água salgada
seja liberado nos rios artificiais e no minioceano. Por Mas Spiro Giro é doce, doce, doce, doce, doce
100 dias tudo correu bem, até que foi detectado um
De água doce...
desequilíbrio entre a concentração de oxigênio e gás
carbônico na atmosfera do local – a concentração de Mas Spiro Giro é doce, doce, doce, doce, doce
oxigênio ficou excessivamente elevada e a de gás car- De água doce”...
bônico baixou bem mais do que era considerado ideal
para o experimento. Quais das ações listadas abaixo O fragmento dessa música conceitua o plâncton como
devem ser consideradas, pelos membros da equipe da sendo uma comunidade formada apenas por algas de
biosfera artificial, para corrigir esse problema? água doce ou de água salgada.

25
a) Conceitue plâncton corretamente.
b) Todos os tipos de algas são planctônicos? Explique.
c) Cite outros dois exemplos de seres planctônicos.

3. (UFC) Leia o texto a seguir.


“A proposta de implantação do projeto de transposição
das águas do rio São Francisco fez surgir um grande
questionamento quanto ao seu estado de preservação
ambiental. Atualmente, constata-se que entre os impac-
tos ambientais mais significativos presentes no rio São
Francisco consta a perda de recursos pesqueiros pela
ausência de trocas entre o rio e suas lagoas margin-
ais, as quais representam reprodutórios de um grande
número de espécies aquáticas”. Dentre esses gráficos, identifique o mais compatível,
SBPC, ENCONTRO INTERNACIONAL SOBRE TRANSFERÊNCIA DE respectivamente, com a distribuição populacional de:
ÁGUAS ENTRE GRANDES BACIAS HIDROGRÁFICAS, 2004. a) peixes em geral;
Conforme o texto, o impedimento definitivo do fluxo hí- b) fitoplâncton.
drico do rio São Francisco para as suas lagoas marginais,
devido ao rebaixamento da coluna d’água, promove o Justifique sua resposta.
desencadeamento de um desequilíbrio ecológico. Com a
evolução deste processo, algumas lagoas marginais po- 5. (UFMG) Em 2012, presenciou-se um intenso debate so-
derão apresentar alterações dos seguintes parâmetros: bre o Novo Código Florestal Brasileiro. Diversos setores
teor de oxigênio dissolvido, concentração de nutrientes da sociedade indicavam que era preciso integrar o cres-
presentes, produção primária, densidade de algas cia- cimento socioeconômico à sustentabilidade ambiental.
nofíceas, abundância de micro-organismos bentônicos e a) Neste contexto, JUSTIFIQUE, do ponto de vista
biomassa de peixes. No gráfico a seguir estão plotadas biológico, a importância da preservação do limite da
as concentrações/quantidades dos parâmetros descritos, reserva legal da Amazônia e dos manguezais.
considerando o tempo “A”, como o início da interrupção b) Em relação à preservação de áreas ribeirinhas, um
do fluxo de água para uma lagoa marginal e “B” um tem- ponto polêmico do novo Código foi a alteração da
po avançado de isolamento desta lagoa. medida da área a ser preservada. O texto aprovado
no Senado delimitou a medida da área considerando
o leito regular dos rios (curso do rio na maior parte
do ano). EXPLIQUE por que esse ponto foi polêmico.
c) Uma das consequências do desmatamento e da ocupa-
ção desordenada do espaço é o aparecimento de doenças
reemergentes. EXPLIQUE a relação que existe entre o des-
matamento e a reemergência da dengue no Brasil.

6. (UFMG) Em maio de 2012, o Governo Federal enviou


ao Congresso uma Medida Provisória com uma série de
alterações no Código Florestal Brasileiro. Algumas des-
sas alterações foram criticadas pela comunidade cientí-
fica nacional, entre elas a possibilidade de utilização de
a) Que processo biológico estará predominando nes- espécies de plantas exóticas para recuperar Áreas de
sas lagoas marginais devido ao isolamento hídrico? Preservação Permanente 53 (APP) de margens de rios e
a restauração da floresta na faixa de 5 metros a partir
b) Os números 1, 2, 3 e 4 indicam os parâmetros que
da margem de pequenos rios (mata ciliar).
foram descritos e que estão sofrendo modificações
em função do tempo. Escreva, a seguir, que parâmet- A figura abaixo ilustra uma situação típica de uma pro-
ro corresponde a cada número indicado. priedade rural na Mata Atlântica, com a APP degradada e
c) Qual a principal consequência da ausência do alguns remanescentes de floresta isolados, nos quais so-
parâmetro 4, plotado no gráfico, para o ecossistema brevive uma espécie de primata ameaçada de extinção.
das lagoas marginais do rio São Francisco?

4. (UFF) Dados obtidos em expedições científicas que fiz-


eram um levantamento da fauna e flora oceânicas – des-
de o litoral até as regiões abissais – permitiram estimar
a densidade da população de vários seres marinhos, em
função de profundidade média em que foram coletados.
Alguns dos gráficos seguintes foram elaborados a par-
tir de informações obtidas nessas expedições.

26
Considerando a figura e usando seus conhecimentos indevidamente, no país, espécies indesejáveis do ponto
sobre o tema: de vista ecológico e sanitário, a exemplo do mexilhão-
a) EXPLIQUE a importância da mata ciliar para a qual- -dourado, molusco originário da China. Trazido para o
idade da água e a integridade dos rios. Brasil pelos navios mercantes, o mexilhão-dourado foi
encontrado na bacia Paraná-Paraguai em 1991. A dis-
b) CITE duas razões que apoiam as críticas feitas pela
seminação desse molusco e a ausência de predadores
comunidade científica sobre a utilização de plantas
para conter o crescimento da população de moluscos
exóticas para a recuperação da mata ciliar.
causaram vários problemas, como o que ocorreu na hi-
c) EXPLIQUE como a recuperação da mata ciliar drelétrica de Itaipu, onde o mexilhão alterou a rotina de
pode contribuir para a diminuição da chance de manutenção das turbinas, acarretando prejuízo de US$
extinção da espécie de primata ameaçada. 1 milhão por dia, devido à paralisação do sistema. Uma
7. (UFRJ) Em 1912, foi lançado ao mar um navio trans- das estratégias utilizadas para diminuir o problema é
atlântico, que naufragou no Atlântico Norte a cerca de acrescentar gás cloro à água, o que reduz em cerca de
600 quilômetros da costa. No dia do naufrágio, o casco 50% a taxa de reprodução da espécie.
do navio encontrava-se limpo, pois tratava-se de sua GTÁGUAS, MPF, 4A CCR, ANO 1, N0. 2, MAIO/2007,
viagem inaugural. Redescoberto em 1985, a cerca de COM ADAPTAÇÕES.
1.000 metros de profundidade, o navio foi filmado por De acordo com as informações do texto, o despejo da
equipes de pesquisadores. Nos filmes se pode notar que água de lastro:
os destroços estavam recobertos por inúmeras espécies
a) é ambientalmente benéfico por contribuir para a
de invertebrados marinhos fixos, tais como esponjas,
seleção natural das espécies e, consequentemente,
cnidários e poliquetas.
para a evolução delas.
a) Explique o aparecimento de animais fixos nos de- b) trouxe da China um molusco, que passou a compor
stroços isolados. a flora aquática nativa do lago da hidrelétrica de Itaipu.
b) Explique a ausência de algas marinhas, que também c) causou, na usina de Itaipu, por meio do microrga-
são organismos marinhos fixos, nos destroços do navio. nismo invasor, uma redução do suprimento de água
para as turbinas.

E.O. ENEM d) introduziu uma espécie exógena na bacia Paraná-


-Paraguai, que se disseminou até ser controlada por
1. Apesar de belos e impressionantes, corais exóticos seus predadores naturais.
encontrados na ilha Grande podem ser uma ameaça ao e) motivou a utilização de um agente químico na
equilíbrio dos ecossistemas do litoral do Rio de Janeiro. água como uma das estratégias para diminuir a re-
Originários do oceano Pacífico, esses organismos foram produção do mexilhão dourado.
trazidos por plataformas de petróleo e outras embar-
3. Considerando a riqueza dos recursos hídricos brasi-
cações, provavelmente na década de 1980, e disputam
leiros, uma grave crise de água em nosso país poderia
com as espécies nativas elementos primordiais para a
sobrevivência, como espaço e alimento. Organismos ser motivada por:
invasores são a segunda maior causa de perda de bio- a) reduzida área de solos agricultáveis.
diversidade, superados somente pela destruição direta b) ausência de reservas de águas subterrâneas.
de habitats pela ação do homem. As populações de es- c) escassez de rios e de grandes bacias hidrográficas.
pécies invasoras crescem indefinidamente e ocupam o d) falta de tecnologia para retirar o sal da água do mar.
espaço de organismos nativos.
e) degradação dos mananciais e desperdício no con-
LEVY, I. DISPONÍVEL EM: HTTP://CIENCIAHOJE.UOL.COM. sumo.
BR. ACESSO EM: 5 DEZ. 2011 (ADAPTADO).
As populações de espécies invasoras crescem bastante 4. A biodiversidade diz respeito tanto a genes, espécies,
por terem a vantagem de: ecossistemas, como a funções, e coloca problemas de
gestão muito diferenciados. É carregada de normas de
a) não apresentarem genes deletérios no seu pool
valor. Proteger a biodiversidade pode significar:
gênico.
b) não possuírem parasitas e predadores naturais pre- • a eliminação da ação humana, como é a pro-
sentes no ambiente exótico. posta da ecologia radical;
c) apresentarem características genéticas para se
adaptarem a qualquer clima ou condição ambiental. • a proteção das populações cujos sistemas de
d) apresentarem capacidade de consumir toda a varie- produção e cultura repousam num dado ecossistema;
dade de alimentos disponibilizados no ambiente exótico.
e) apresentarem características fisiológicas que lhes con- • a defesa dos interesses comerciais de firmas
ferem maior tamanho corporal que o das espécies nativas. que utilizam a biodiversidade como matéria-prima,
para produzir mercadorias.
2. Usada para dar estabilidade aos navios, a água de ADAPTADO DE GARAY, I. & DIAS, B. CONSERVAÇÃO
lastro acarreta grave problema ambiental: ela introduz, DA BIODIVERSIDADE EM ECOSSISTEMAS TROPICAIS.

27
De acordo com o texto, no tratamento da questão da As lacunas do texto, se referem, pela ordem, aos termos:
biodiversidade no Planeta: a) eutrofização – anaeróbicas – CO2 – gás sulfídrico
a) o principal desafio é conhecer todos os problemas dos b) biodigestão – anaeróbicas – O2 – gás metano
ecossistemas, para conseguir protegê-los da ação humana. c) biodigestão – aeróbicas – O2– gás metano
b) os direitos e os interesses comerciais dos produ- d) decomposição – anaeróbicas – CO2 – gás hélio
tores devem ser defendidos, independentemente do e) biodigestão – aeróbicas – nitrogênio – gás metano
equilíbrio ecológico.
c) deve-se valorizar o equilíbrio do meio ambiente,
ignorando-se os conflitos gerados pelo uso da terra
e seus recursos.
E.O. DISSERTATIVAS
d) o enfoque ecológico é mais importante do que o
social, pois as necessidades das populações não de-
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
vem constituir preocupação para ninguém. 1. (Unesp) Os peixes podem ser, entre outras formas
e) há diferentes visões em jogo, tanto as que só con- alimentares, carnívoros ou herbívoros. Quanto a essas
sideram aspectos ecológicos, quanto as que levam em duas formas de alimentação:
conta aspectos sociais e econômicos. a) Como são os peixes marinhos que vivem em
grandes profundidades (regiões abissais)?
5. Considerando os custos e a importância da preser-
vação dos recursos hídricos, uma indústria decidiu b) Justifique sua resposta.
purificar parte da água que consome para reutilizá-la 2. (Unesp) Quais são os dois grandes grupos de organ-
no processo industrial. De uma perspectiva econômi- ismos que formam a comunidade planctônica e como a
ca e ambiental, a iniciativa é importante porque esse luminosidade, em função da profundidade, interfere na
processo: distribui- ção desses grupos no ambiente marinho?
a) permite que toda água seja devolvida limpa aos
mananciais. 3. (Unesp) O tabu das hidrelétricas na Amazônia
b) diminui a quantidade de água adquirida e compro- Segundo especialistas, o Brasil precisa de mais represas
metida pelo uso industrial. – inclusive na Amazônia – para evitar futuros apagões
c) reduz o prejuízo ambiental, aumentando o consu- (...) e o maior empreendimento do Brasil nessa área é
mo de água. a usina hidrelétrica de Belo Monte, cuja construção en-
d) torna menor a evaporação da água e mantém o frenta protestos ambientais.
ciclo hidrológico inalterado. A rejeição às grandes barragens é produto de um
e) recupera o rio onde são lançadas as águas utilizadas. histórico de erros no setor. (...) O símbolo desses en-
ganos é a usina de Balbina, erguida nos anos 80 no rio

E.O. OBJETIVAS
Uatumã, no estado do Amazonas. (...) Os construtores
inundaram a área sem retirar as árvores, que viraram

(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)


um grotesco paliteiro. A madeira em putrefação at-
raiu nuvens de mosquitos para a região, matou os
peixes e gera metano, um gás tóxico e responsável
1. (Fuvest) Em uma comunidade de água doce em pelas mudanças climáticas.
que ocorre diminuição de oxigênio como resultado ÉPOCA, 12.03.2011. ADAPTADO.
da poluição, são beneficiadas apenas as populações:
a) de peixes e de protozoários.
b) de bactérias anaeróbicas e do zooplâncton.
c) de protozoários.
d) de bactérias anaeróbicas.
e) do zooplâncton.

2. (Unesp) Leia o texto, que apresenta quatro lacunas. Barco navega pelo rio Xingu, na região da futura usina
hidrelétrica de Belo Monte
Os esgotos são formados, em grande parte, por maté-
ria orgânica, água e energia. Há processos muito anti-
gos de tratamento que permitem o aproveitamento da
energia dos compostos orgânicos presentes nos esgotos.
São processos de _______, onde ocorre a fermentação
por atividade de bactérias _______, organismos que
dispensam a presença de _______. Quando fermentada
por estas bactérias, a matéria orgânica dá origem a um Floresta apodrecendo no lago de Balbina
subproduto, o _______, inflamável, explosivo e dotado
de grande quantidade de energia, que pode ser utilizada Explique por que a não retirada das árvores levou à
em motores a explosão ou até como gás combustível. mortandade dos peixes e à produção de metano no

28
lago de Balbina, e por que o metano é designado, de profundidade. Essa maior densidade populacional
no texto, como um gás responsável por mudanças deve-se à maior riqueza em plâncton, nécton e ben-
climáticas. tos, que servem de alimento para muitas espécies de
peixes. No entanto, peixes são encontrados em outras
regiões mais profundas, até mesmo nas zonas abissais.
GABARITO b) Gráfico 1 – O fitoplâncton é encontrado em zonas
de até 200 m de profundidade. Em zonas de maior
profundidade, ocorre escassez de luz, o que impede a
E.O. Aprendizagem fotossíntese e a proliferação desses organismos.
1. D 2. D 3. D 4. D 5. C 5.
a) A preservação dos limites das comunidades florestais
6. A 7. C 8. C 9. A
é fundamental para evitar a degradação de suas bordas
e, consequentemente, evitar a perda da biodiversidade.
E.O. Fixação b) O curso dos rios varia ao longo das estações do ano
1. B 2. A 3. C 4. D 5. C e, portanto, a área a ser preservada é relativa e causa
polêmica em relação ao tamanho a ser conservado.
6. C 7. C 8. B 9. B 10. C c) O desmatamento elimina os predadores naturais
do mosquito transmissor da dengue, bem como sua
urbanização e domicialização nas cidades.
E.O. Complementar
1. B 2. B 3. C 4. E 5. D 6.
a) A mata ciliar dificulta a erosão das margens dos
rios e, portanto, diminui a possibilidade da ocorrência
E.O. Dissertativo de assoreamento e eutrofização das águas dos rios.
1. Esgotos, petróleo e fertilizantes utilizados em agricultura. b) Plantas exóticas podem eliminar, por competição, a
mata nativa e não cumprir seu papel de manter a qualida-
2. de dos rios, lagos e outras coleções de águas continentais.
a) São seres vivos que flutuam na água doce ou sal-
c) A recuperação da mata ciliar contribui para a ma-
gada, não possuem mobilidade própria ou possuem
nutenção dos recursos e condições necessárias para
mobilidade, mas não têm força suficiente para se des-
a sobrevivência e reprodução da espécie de primata
locarem contra as correntes de água.
ameaçada de extinção.
b) Não, somente as microalgas são pertencentes à
comunidade planctônica. As macroalgas que ficam 7.
fixadas ao substrato são bentônicas. a) Esponjas, cnidários e poliquetas possuem em seu
c) Vários tipos de bactérias, protozoários e larvas de ciclo de vida, uma fase de larva móvel que se dispersa
crustáceos. através das correntes marinhas. Essas larvas encon-
3. trando substratos favoráveis neles se fixam.
a) Eutrofização. b) As algas dependem da existência da luz para re-
alizar a fotossíntese, mas nessa profundidade não
b) 1. Concentração de nutrientes ou densidade de al-
existe luz suficiente para a ocorrência de fotossíntese.
gas cianofíceas ou abundância de micro-organismos
bentônicos.
2. Produção primária. E.O. Enem
3. Biomassa de peixes. 1. B 2. E 3. E 4. E 5. B
4. Oxigênio dissolvido.
c) A linha 4 representa o oxigênio dissolvido, cuja
diminuição repercute no declínio das comunidades E.O. Objetivas
aquáticas, principalmente das populações de peixes,
crustáceos, moluscos e demais seres heterotróficos e,
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
também, autotróficos que precisam de oxigênio para 1. D 2. B
sobreviver. Com a morte destes seres, os processos
de decomposição serão mais acentuados, havendo a
formação de gases tóxicos (sulfídrico e metano), acar-
E.O. Dissertativas
retando a extinção da biota aquática e o colapso do (Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
ecossistema lacustre. Finalmente, ocorre a extinção 1. Carnívoros ou detritívoros porque em regiões abissais não
da lagoa marginal. chega luz e, portanto, não há produtores.
4. 2. A comunidade planctônica é constituída pelas algas mi-
a) Gráfico 3 – Os peixes, em geral, distribuem-se em croscópicas (fitoplâncton), pelos microcrustáceos e outras
maior número no ambiente marinho com até 200 m larvas de animais (zooplâncton).

29
O fitoplâncton é fotossintetizante e dependente da luz.
Ocorre até profundidades onde esta consegue atingir, ou seja,
aproximadamente 100 metros.
3. A permanência das árvores em regiões represadas estimula
a morte e a atividade de micro-organismos decompositores ae-
róbicos e anaeróbicos. Após a depleção do oxigênio dissolvido,
os micro-organismos anaeróbicos prevalecem. A morte de pei-
xes e outros seres aeróbicos é uma consequência natural. Os
micro-organismos anaeróbicos metanogênicos estão entre os
responsáveis pela decomposição e liberam metano para a at-
mosfera. O metano é um dos gases responsáveis pelo agrava-
mento do aquecimento global que afeta a atmosfera terrestre.

30
AULAS CICLOS BIOGEOQUÍMICOS
21 E 22
COMPETÊNCIAS: 3, 6, 7 e 8 HABILIDADES: 9, 12, 19, 27 e 30

E.O. APRENDIZAGEM 3. (FGV) Os organismos mantêm constante troca de ma-


téria com o ambiente. Os elementos químicos são reti-
rados do ambiente pelos organismos, utilizados e nova-
1. (Fatec) Sabendo-se que: mente devolvidos ao meio, definindo os chamados ciclos
o maior reservatório de nitrogênio do Planeta é a at- biogeoquímicos. A figura representa um desses ciclos.
mosfera, onde esse elemento químico se encontra na
forma de nitrogênio molecular (N2);
apenas umas poucas espécies de bactérias, conhecidas
genericamente como fixadoras de nitrogênio, são ca-
pazes de utilizar diretamente o N2, incorporando esses
átomos em suas moléculas orgânicas;
algumas bactérias do gênero Rhizobium (rizóbios), fixa-
doras de N2, vivem no interior de nódulos formados em
raízes de plantas leguminosas, como a soja e o feijão; a
soja e o feijão, graças à associação com os rizóbios, po-
dem viver em solos pobres de compostos nitrogenados. É correto dizer que a figura representa o ciclo:
É correto concluir que, sobre o ciclo do nitrogênio na
a) do fósforo, e as setas A e B representam, respecti-
natureza:
vamente, o trifosfato de adenosina (ATP) e o difosfato
a) os rizóbios recebem nitrogênio molecular das le- de adenosina (ADP).
guminosas. b) do oxigênio, e as setas A e B representam, respec-
b) as plantas fixam o nitrogênio molecular ao fazerem tivamente, a fotossíntese e a respiração.
fotossíntese. c) da água, e as setas A e B representam, respectiva-
c) os herbívoros obtêm nitrogênio na natureza ao co- mente, a precipitação e a evapotranspiração.
merem as plantas. d) do nitrogênio, e as setas A e B representam, res-
d) o nitrogênio atmosférico pode ser absorvido pelas pectivamente, a biofixação e a desnitrificação.
folhas das leguminosas. e) do carbono, e as setas A e B representam, respecti-
e) as leguminosas usadas na recuperação de solos vamente, a fotossíntese e a respiração.
pobres fixam diretamente o nitrogênio molecular.
4. (PUC-RJ) Considerando que todos os seres vivos ne-
2. (UFTM) O nitrogênio (N2) é um gás presente na at- cessitam de uma fonte de carbono para construir suas
mosfera e sem ele provavelmente não haveria vida moléculas orgânicas, a diferença essencial entre os au-
na Terra como existe atualmente. Ele é fundamental totróficos e heterotróficos, respectivamente, é:
para a formação de compostos nitrogenados presen- a) usar carbono orgânico e carbono inorgânico.
tes nos seres vivos. Pode-se afirmar que esse gás: b) usar carbono inorgânico e carbono orgânico.
a) é absorvido diretamente da atmosfera por animais c) usar carbono da água e do ar.
e vegetais e é utilizado na síntese de aminoácidos e d) usar metano e gás carbônico.
nucleotídeos. e) realizar respiração aeróbia e fermentação.
b) é fixado por fungos e algas unicelulares, que sinte-
tizam proteínas e ácidos nucleicos, e estes são ingeri- 5. (UFF) De acordo com o tipo de nutrição, os seres vi-
dos e absorvidos por animais e vegetais. vos podem ser classificados em autotróficos e hetero-
c) pode ser utilizado diretamente por leguminosas, sem tróficos. Entretanto, ambos sintetizam ATP, principal
moeda energética, a partir de diferentes moléculas
a participação de micro-organismos, o que justificaria a
biomassa do feijão e da soja, rica em proteínas. para manter suas vias metabólicas.
d) é absorvido por bactérias radicícolas que utilizam
a energia solar, formando compostos nitrogenados
como o nitrato, que é utilizado pelos vegetais.
e) precisa ser transformado por alguns seres procariontes
em alguns compostos nitrogenados, para assim serem assi-
milados por vegetais e, então, entrarem na cadeia alimentar.

31
Após a análise das vias metabólicas (I e II) represen- b) reduzir a perda de água e aumentar a fotorrespiração.
tadas no esquema, é correto afirmar que: c) utilizar o nitrogênio atmosférico como fonte primá-
a) I ocorre nos cloroplastos de células vegetais e II ria para a produção de aminoácidos.
ocorre nas mitocôndrias das células animais e vegetais. d) aumentar a absorção do alumínio e do manganês.
b) I ocorre em cloroplastos de células vegetais e II e) reduzir a acidez do solo e aumentar o tamanho das raízes.
ocorre somente nas mitocôndrias das células animais.
10. (Unemat) Graças à reciclagem da matéria, os seres
c) I ocorre somente nas mitocôndrias das células ani-
vivos estão em permanentes trocas com o ambiente.
mais e II ocorre em cloroplastos de células vegetais.
d) I ocorre nas mitocôndrias das células animais e vegetais Os animais comem as plantas e, quando morrem, seus
e II ocorre somente nos cloroplastos de células vegetais. cadáveres são decompostos por fungos e bactérias, que
reciclam a matéria devolvendo-a para a natureza. Se os
e) I e II ocorrem tanto em mitocôndrias e cloroplastos
I fossem eliminados, os II seriam interrompidos, provo-
de células animais e vegetais.
cando um colapso nos III.
6. (PUC-RJ) Johanna Dobereiner foi uma pesquisado- Assinale a alternativa correta.
ra pioneira no Brasil, que correlacionou a maior pro- a) I decompositores, II ciclos biogeoquímicos e III ecos-
dução de biomassa vegetal em leguminosas com a sistemas.
presença de nódulos em suas raízes. Essas estruturas
b) I decompositores, II consumidores secundários e III
estão relacionadas a que processo a seguir descrito?
produtores.
a) Denitrificação c) I decompositores, II produtores e III consumidores
b) Fixação de N2 primários.
c) Fixação do CO2 d) I produtores, II decompositores e III consumidores
d) Respiração das raízes terciários.
e) Amonificação e) I produtores, II consumidores terciários e III consu-
midores secundários.
7. (CPS) A dinâmica do “ciclo do carbono” é muito va-
riável, quer no espaço, quer no tempo. As emissões de
carbono ocorrem devido às ações dos seres vivos ou de-
vido a outros fenômenos, como uma erupção vulcânica E.O. FIXAÇÃO
que, por exemplo, provoca um aumento temporário de 1. (IFSP) Durante o dia, parte da energia solar é captada
carbono na atmosfera. pela superfície da Terra e absorvida, enquanto a outra par-
O sequestro (absorção) do carbono da atmosfera (CO2) te é irradiada para a atmosfera, de volta para o espaço. Os
é feito principalmente pelos seres clorofilados que, no gases naturais que existem na atmosfera funcionam como
processo de fotossíntese, sintetizam a molécula da glico- uma espécie de capa protetora que impede a dispersão
se(C6H12O6). Para manter armazenado, por longo prazo, o total do calor, o que ajuda a manter o planeta quente.
carbono que foi retirado da atmosfera, é aconselhável:
Se esse processo, denominado efeito estufa, não exis-
a) controlar as atividades vulcânicas. tisse, a temperatura da superfície terrestre seria, em
b) transformar as florestas em zonas agrícolas. média, cerca de 34 °C mais fria do que é hoje. Portanto,
c) instalar hortas em grande parte das residências. pode-se afirmar que o efeito estufa é imprescindível
d) impedir o desflorestamento e estimular o reflores- para a manutenção da vida sobre a Terra.
tamento.
(WWW.RUDZERHOST.COM/AMBIENTE/ESTUFA.HTM#TOPO.
e) diminuir a biodiversidade, facilitando os cálculos ACESSO EM: 22.10.2012. ADAPTADO.)
sobre as atividades respiratórias.
Nos últimos séculos, a ação do homem vem promoven-
8. (PUC-RJ) As cianobactérias podem ser consideradas do, na atmosfera, um aumento considerável na taxa de
seres vivos autossuficientes porque são capazes de: dióxido de carbono (CO2), gás importante na produção
do efeito estufa. A ação antropogênica, ou seja, a in-
a) fixar tanto N2 quanto CO2 sob a forma de matéria
orgânica. terferência humana sobre o meio ambiente é apontada
como uma das responsáveis pelo aumento, acima do
b) absorver cálcio e nitrogênio diretamente das rochas.
normal, da temperatura no Planeta. Sobre esse assunto,
c) fixar o H2 atmosférico sob a forma de matéria orgânica.
assinale a alternativa correta.
d) degradar qualquer tipo de matéria inorgânica ou
orgânica. a) A destruição da camada de ozônio pelo aumento
e) disponilizar o fósforo para outros seres vivos. de dióxido de carbono na atmosfera é um dos fatores
responsáveis pelo efeito estufa.
9. (UFJF) Um dos motivos para que se recomende a uti- b) O aumento da concentração de gases, como o gás
lização de leguminosas na recuperação de áreas degra- carbônico, por ação antropogênica se deve principal-
dadas é a possibilidade de essas plantas se associarem mente pela queima de combustíveis fósseis e destrui-
a determinadas bactérias, permitindo que elas possam: ção de florestas naturais.
a) aumentar a solubilização do fósforo pela produção c) Uma das consequências do efeito estufa é a dimi-
de fosfatases. nuição de absorção de raios solares, o que interfere na

32
fotossíntese, provocando alterações na cadeia alimentar a) o ciclo da água ou ciclo hidrológico é afetado pelos
dos diferentes ecossistemas. processos de evaporação e precipitação, bem como
d) A ação antropogênica não pode ser considerada um pela interferência dos seres vivos ao terem a água
fator de alteração ambiental, uma vez que o efeito es- fluindo através das teias alimentares.
tufa existe independentemente da supressão de gases b) o ciclo do fósforo independe da ação de micro-orga-
como o CO2 pelo homem. nismos de solo, pois o maior reservatório desse elemento
e) As chuvas ácidas são consequência do efeito estufa no Planeta é a atmosfera.
e provocam a acidificação de oceanos, interferindo na c) o principal processo envolvido no ciclo do carbono
sobrevivência do fitoplâncton marinho. é a respiração, por meio do qual o carbono presente
na molécula de CO2 é fixado e utilizado na síntese de
2. (CFT-RJ) Muitos estudos atuais têm apontado um moléculas orgânicas.
aumento considerável na concentração de gás car-
d) o ciclo do nitrogênio é considerado mais simples
bônico (CO2) na atmosfera, a partir da Revolução In-
do que os demais ciclos, pois não há passagem de
dustrial. As principais atividades responsáveis seriam
átomos desse elemento pela atmosfera.
a queima de combustíveis fósseis (largamente utili-
zados nos transportes e em atividades industriais) e e) no ciclo do oxigênio, a única fonte importante des-
se elemento, que circula entre a biosfera e o ambiente
o aumento do desmatamento das áreas florestadas
físico, é o gás O2.
(para a expansão de áreas urbanas e agrícolas), con-
forme pode ser observado no esquema a seguir: 4. (UFG) O semiárido brasileiro exige do pequeno pro-
dutor estratégias para alimentação do gado durante a
seca. Para garantir a sobrevivência do rebanho nesse
período, uma das possibilidades é o plantio de Cacta-
ceae por adensamento, utilizando adubação com ureia
(CO(NH2)2) nos períodos de chuva. Considerando-se o
ciclo do nitrogênio na natureza, essa estratégia de adu-
bação justifica-se, pois, no solo, a hidrólise desse adubo
químico simula a:
a) nitrificação da matéria orgânica, disponibilizando NH4+.
b) nitrificação da matéria orgânica, disponibilizando NH3.
c) desnitrificação da matéria orgânica, disponibilizando N2.
d) amonificação da matéria orgânica, disponibilizando NO.
e) amonificação da matéria orgânica, disponibilizando NH3.

Acredita-se que a alta concentração atmosférica de CO2 5. (Unioeste) Os ciclos biogeoquímicos referem-se à
esteja relacionada com o aumento da temperatura da movimentação dos elementos químicos no ecossiste-
Terra, o que pode provocar mudanças climáticas signifi- ma entre os seres vivos e o meio ambiente. Analise as
cativas no Planeta. afirmativas abaixo sobre os diversos ciclos e assinale a
alternativa correta.
Abaixo estão alguns mecanismos utilizados para dimi-
nuir estes impactos e a respectiva justificativa para seu a) Toda água absorvida por plantas e animais é utilizada
uso. Aponte a alternativa que apresenta um ERRO em na síntese de outras substâncias, retornando ao meio
sua proposta. ambiente exclusivamente através dos decompositores.
b) O carbono da atmosfera é incorporado aos seres
a) Investimento em biocombustíveis produzidos a par-
vivos através da respiração.
tir de vegetais, pois estes incorporam CO2 da atmosfera
em etapas da sua produção. c) O fósforo é incorporado aos seres vivos através
dos vegetais pela absorção de fosfatos dissolvidos na
b) Preservação de áreas de florestas maduras, as
água e solo.
quais mantêm grande quantidade de carbono fixado
na matéria orgânica. d) As bactérias fixam o nitrato atmosférico e o trans-
fere para as plantas através de N2.
c) Remoção de áreas de floresta madura e substituição
por plantações, pois em seus estágios iniciais de cresci- e) A utilização do etanol em substituição aos combus-
mento as plantas tendem a absorver mais gás carbônico. tíveis fósseis acarretou um aumento na concentração
de óxidos de enxofre na atmosfera.
d) Fazer o replantio de áreas desmatadas, visto que
6. (UFG) Durante o período de desova dos salmões no
as plantas irão absorver CO2 atmosférico durante seu
Hemisfério Norte, são despejados no ecossistema 80 kg
crescimento.
de nitrogênio derivados da captura desses peixes pelos
3. (UPF) Os seres vivos necessitam de alguns elementos ursos. Esse cálculo foi realizado para uma extensão de
químicos em grandes quantidades. A interação desses 250 metros de rio.
elementos nos próprios seres e com o ambiente físico “SCIENTIFIC AMERICAN”, N. 52, 2006. BRASIL. [ADAPTADO].
no qual se encontram ocorre por meio de movimentos
conhecidos como ciclos biogeoquímicos, sobre os quais De acordo com o texto, a decomposição dos restos or-
é correto afirmar que: gânicos do salmão é um importante fator para o ciclo

33
do nitrogênio num ecossistema do Hemisfério Norte. A
ausência das bactérias do gênero ‘Nitrosomonas’, pode E.O. COMPLEMENTAR
provocar nesse ecossistema:
1. (UFPA) Os elementos químicos que os organismos ne-
a) diminuição da disponibilidade de nitrato com conse- cessitam em grande quantidade – carbono, hidrogênio,
quente redução da absorção desse íon pelas plantas. oxigênio, nitrogênio, fósforo e enxofre – circulam dentro
b) elevação de nitrito no solo e consequente intoxica- dos organismos, e desses para o ambiente físico e vice-
ção dos micro-organismos. -versa. Esse padrão de movimentação de elementos quí-
c) aumento do processo de nitrificação com conse- micos por meio dos organismos e dos compartimentos
quente elevação da absorção de nitrito pelas plantas. do ambiente físico é chamado de ciclo biogeoquímico. A
d) queda de bactérias do gênero ‘Rhizobium’, dimi- respeito dos ciclos desses elementos, é correto afirmar:
nuindo a fixação simbiótica de nitrogênio. a) No ciclo do carbono, o dióxido de carbono atmos-
e) redução de íon amônio e consequente diminuição férico é fonte imediata de carbono para os organis-
da síntese de clorofila. mos terrestres, já que a maior parte do carbono da
Terra é encontrada na atmosfera.
7. (UFG) O esquema a seguir representa o ciclo do car- b) Embora o nitrogênio represente 78% da atmosfera
bono na biosfera. da Terra, apenas umas poucas bactérias, fungos e ciano-
bactérias podem convertê-lo em formas biológicas úteis.
c) A precipitação ácida, uma importante consequên-
cia regional das modificações humanas dos ciclos do
nitrogênio e enxofre, produz chuvas com pH ácido
pela presença de ácido sulfúrico e ácido clorídrico.
d) O ciclo do fósforo difere dos ciclos biogeoquímicos
do carbono, enxofre e nitrogênio por não possuir uma
fase gasosa: o fósforo existe, principalmente, como
fosfato ou compostos semelhantes, mas a maioria
dos seus depósitos é de origem marinha.
e) Além das erupções vulcânicas, as únicas fontes de
compostos de enxofre voláteis são certas algas mari-
nhas que produzem grandes quantidades de dimetil-
-sulfeto (CH3SCH3).

2. (UFRN) A retenção pela atmosfera dos raios infraver-


Sobre as etapas desse ciclo biogeoquímico, é correto
melhos (IV) da radiação solar contribui para o aumento
afirmar que em:
da temperatura da Terra. Uma consequência desse fe-
a) 1 há produção de gás carbônico e água. nômeno é a elevação do nível do mar, o que, por sua
b) 2 há produção de oxigênio e glicose. vez, aumenta a erosão costeira. O material que resulta
c) 3 há consumo de glicose e oxigênio. desse processo, ao ser carregado para o oceano, pode
d) 4 há consumo de água e gás carbônico. ficar em suspensão ou depositar-se no fundo. Essa situ-
e) 5 há consumo de água e glicose. ação altera a vida nos ecossistemas costeiros porque:
a) favorece bactérias nitrificantes, aumentando a fre-
8. (Ufrgs) Leia o texto a seguir. quência de marés vermelhas.
“Nos primórdios da evolução da vida, um grupo de b) obstrui as raízes penetrantes de árvores do man-
eubactérias encontrou uma maneira de capturar energia gue, prejudicando a respiração.
luminosa, através de água e sais minerais, transforman- c) aterra baías, favorecendo a reprodução indiscrimi-
do-as em açúcar. Só havia um problema: essa maravi- nada de peixes.
lhosa nova maneira de produzir seu próprio alimento e d) diminui a fotossíntese, provocando a morte do zo-
energia estava também criando poluição. Esse processo
oplâncton.
dava origem a um resíduo altamente venenoso. Prova-
velmente, a maioria das bactérias primitivas tenha sido
aniquilada por essa substância, que saturava a atmosfe-
ra, o que desencadeou uma grave crise ecológica.” E.O. DISSERTATIVO
ADAPTADO DE: SANTOURIUS, ELISABETH. A DANÇA DA TERRA. 1. (PUC-RJ) “Cientistas do mundo inteiro pesquisam
RIO DE JANEIRO: ROSA DOS VENTOS, 1998. P. 60-62. bons processos que permitam armazenar” no jargão
A substância a que a autora está se referindo é o: técnico, ‘sequestrar’ carbono no solo, para evitar que
esse elemento seja liberado na atmosfera e colabore
a) nitrogênio.
para o aquecimento global. A presença de matéria or-
b) metano. gânica no solo, além de reter carbono com eficácia, é
c) oxigênio. essencial para aumentar sua fertilidade”.
d) enxofre. “BIOCARVÃO” AS TERRAS PRETAS DOS ÍNDIOS E O SEQUESTRO DE
e) hidrogênio. CARBONO. CIÊNCIA HOJE, N.º 281, MAIO DE 2011.

34
a) Explique o que é sequestro de carbono e como esse 2. (Enem) Um jornal de circulação nacional publicou
processo pode contribuir para a mitigação do aque- a seguinte notícia:
cimento global. Choveu torrencialmente na madrugada de ontem em Ro-
b) Faça um esquema e explique as rotas percorridas raima, horas depois de os pajés caiapós Mantii e Kucrit,
pelo carbono em seu ciclo biogeoquímico. levados de Mato Grosso pela Funai, terem participado
do ritual da dança da chuva, em Boa Vista. A chuva durou
2. (UFF) Analise o esquema do ciclo do nitrogênio três horas em todo o estado e as previsões indicam que
apresentado abaixo. continuará pelo menos até amanhã. Com isso, será pos-
sível acabar de vez com o incêndio que ontem completou
63 dias e devastou parte das florestas do estado.

JORNAL DO BRASIL ABRIL/1998 (COM ADAPTAÇÕES).


Considerando a situação descrita, avalie as afirmati-
vas seguintes.
I. No ritual indígena, a dança da chuva, mais que cons-
tituir uma manifestação artística, tem a função de inter-
vir no ciclo da água.
II. A existência da dança da chuva em algumas culturas
está relacionada à importância do ciclo da água para
a vida.
III. Uma das informações do texto pode ser expressa
a) Preencha as lacunas a, b, c e d com o número cor- em linguagem científica da seguinte forma: a dança
respondente a estes quatro compostos do ciclo do da chuva seria efetiva se provocasse a precipitação
nitrogênio: 1-nitrato (NO3), 2-amônia (NH3), 3-nitrito das gotículas de água das nuvens.
(NO2) e 4-gás nitrogênio (N2). É correto o que se afirma em:
b) Qual a importância das bactérias X para esse ciclo
a) I, apenas.
e, consequentemente, para as práticas agrícolas?
b) III, apenas.
c) Que reação química, ou biotransformação, ocorre
com o nitrogênio na presença das bactérias Y? c) I e II, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.
E.O. ENEM 3. Os ingredientes que compõem uma gotícula de nu-
1. (Enem) A aplicação excessiva de fertilizantes nitro- vem são o vapor de água e um núcleo de condensação
genados na agricultura pode acarretar alterações no de nuvens (NCN). Em torno desse núcleo, que consiste
solo e na água pelo acúmulo de compostos nitroge- em uma minúscula partícula em suspensão no ar, o va-
nados, principalmente a forma mais oxidada, favore- por de água se condensa, formando uma gotícula mi-
cendo a proliferação de algas e plantas aquáticas e croscópica, que, devido a uma série de processos físicos,
alterando o ciclo do nitrogênio, representado no es- cresce até precipitar-se como chuva.
quema. A espécie nitrogenada mais oxidada tem sua Na floresta Amazônica, a principal fonte natural de NCN
quantidade controlada por ação de microrganismos é a própria vegetação. As chuvas de nuvens baixas, na
que promovem a reação de redução dessa espécie, estação chuvosa, devolvem os NCN, aerossóis, à super-
no processo denominado desnitrificação. fície, praticamente no mesmo lugar em que foram ge-
rados pela floresta. As nuvens altas são carregadas por
ventos mais intensos, de altitude, e viajam centenas de
quilômetros de seu local de origem, exportando as par-
tículas contidas no interior das gotas de chuva. Na Ama-
zônia, cuja taxa de precipitação é uma das mais altas do
mundo, o ciclo de evaporação e precipitação natural é
altamente eficiente.
Com a chegada, em larga escala, dos seres humanos à
Amazônia, ao longo dos últimos 30 anos, parte dos ciclos
naturais está sendo alterada. As emissões de poluentes
atmosféricos pelas queimadas, na época da seca, modi-
ficam as características físicas e químicas da atmosfera
O processo citado está representado na etapa: amazônica, provocando o seu aquecimento, com modifi-
a) I. cação do perfil natural da variação da temperatura com
b) II. a altura, o que torna mais difícil a formação de nuvens.
c) III. PAULO ARTAXO ET AL. O MECANISMO DA FLORESTA PARA
d) IV. FAZER CHOVER. IN: SCIENTIFIC AMERICAN
BRASIL, ANO 1, N0.
e) V. 11, ABR./2003, P. 38-45 (COM ADAPTAÇÕES).

35
Na Amazônia, o ciclo hidrológico depende fundamen- c) Somente as afirmativas I, II e V estão corretas.
talmente: d) Somente as afirmativas II, III, IV e V estão corretas.
a) da produção de CO2 oriundo da respiração das árvores. e) Todas as afirmativas estão corretas.
b) da evaporação, da transpiração e da liberação de

E.O. UERJ
aerossóis que atuam como NCN.
c) das queimadas, que produzem gotículas microscó-
picas de água, as quais crescem até se precipitarem
como chuva. EXAME DE QUALIFICAÇÃO
d) das nuvens de maior altitude, que trazem para a
floresta NCN produzidos a centenas de quilômetros TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO
de seu local de origem. O ciclo do nitrogênio é extremamente importante para
e) da intervenção humana, mediante ações que mo- os seres vivos. Esse elemento faz parte de diversos com-
dificam as características físicas e químicas da atmos- postos orgânicos, como proteínas e ácidos nucleicos. Na
fera da região. tabela, há exemplos de formas químicas do nitrogênio
incorporadas por alguns seres vivos.
4. A falta de água doce no Planeta será, possivel-
mente, um dos mais graves problemas deste século. composto nitrogenado
Prevê-se que, nos próximos vinte anos, a quantidade seres vivos
orgânico inorgânico
de água doce disponível para cada habitante será
drasticamente reduzida. amônia(NH3)
Por meio de seus diferentes usos e consumos, as ativi- plantas
nitrato (NO3- )
dades humanas interferem no ciclo da água, alterando:
aminoácidos amônia(NH3)
a) a quantidade total, mas não a qualidade da água
disponível no Planeta. bactérias nitrato (NO3- )
nitrito (NO2- )
b) a qualidade da água e sua quantidade disponível
para o consumo das populações. animais -
c) a qualidade da água disponível, apenas no subsolo
terrestre. 1. (Uerj) No ciclo do nitrogênio, as bactérias desnitrifi-
cantes estão relacionadas à função apontada em:
d) apenas a disponibilidade de água superficial exis-
tente nos rios e lagos. a) conversão da amônia em nitrito
e) o regime de chuvas, mas não a quantidade de água b) produção de nitrato a partir da amônia
disponível no Planeta. c) liberação de gás nitrogênio para o ambiente
d) incorporação de nitrogênio molecular em aminoácidos
5. O sol participa do ciclo da água, pois além de aque-
cer a superfície da Terra dando origem aos ventos,
provoca a evaporação da água dos rios, lagos e ma-
res. O vapor da água, ao se resfriar, condensa em mi- E.O. UERJ
núsculas gotinhas, que se agrupam formando as nu-
vens, neblinas ou névoas úmidas. As nuvens podem EXAME DISCURSIVO
ser levadas pelos ventos de uma região para outra.
1. (UERJ) Em seu processo de fixação biológica, o gás
Com a condensação e, em seguida, a chuva, a água
atmosférico nitrogênio é convertido em compostos
volta à superfície da Terra, caindo sobre o solo, rios,
inorgânicos nitrogenados. Um exemplo desse meca-
lagos e mares. Parte dessa água evapora retornando
nismo de conversão ocorre na relação simbiótica entre
à atmosfera, outra parte escoa superficialmente ou
bactérias do gênero Rhizobium e raízes de leguminosas.
infiltra-se no solo, indo alimentar rios e lagos. Esse
processo é chamado de ciclo da água. Considere, en- Indique duas vantagens dessa relação simbiótica, uma
tão, as seguintes afirmativas: para a planta e outra para a bactéria. Em seguida, cite
o íon nitrogenado usado preferencialmente pelas plan-
I. A evaporação é maior nos continentes, uma vez que o
tas no processo de fixação e nomeie uma das moléculas,
aquecimento ali é maior do que nos oceanos.
encontradas nas células vegetais, que incorpora esse íon.
II. A vegetação participa do ciclo hidrológico por meio
da transpiração.
III. O ciclo hidrológico condiciona processos que ocor-
rem na litosfera, na atmosfera e na biosfera.
E.O. OBJETIVAS
IV. A energia gravitacional movimenta a água dentro do
seu ciclo.
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
V. O ciclo hidrológico é passível de sofrer interferência 1. (Fuvest) Considere a situação hipotética de lança-
humana, podendo apresentar desequilíbrios. mento, em um ecossistema, de uma determinada quan-
tidade de gás carbônico, com marcação radioativa no
a) Somente a afirmativa III está correta. carbono. Com o passar do tempo, esse gás se dispersa-
b) Somente as afirmativas III e IV estão corretas. ria pelo ambiente e seria incorporado por seres vivos.

36
Considere as seguintes moléculas: (VALORES ENTRE PARÊNTESES EXPRESSOS EM BILHÕES DE BILHÕES DE GRAMAS
[1018] E BILHÕES DE BILHÕES DE GRAMAS POR ANO. MODIFICADO DE R. G.
I. Moléculas de glicose sintetizadas pelos produtores. BARRY & R. J. CHORLEY. ATMOSPHERE, WEATHER AND CLIMATE, 1970.)
II. Moléculas de gás carbônico produzidas pelos con-
sumidores a partir da oxidação da glicose sintetizada Pela análise da figura, pode-se concluir que a quantida-
pelos produtores. de de água que evapora por ano da superfície da Terra
III. Moléculas de amido produzidas como substância para a atmosfera _________ a quantidade precipitada.
de reserva das plantas. A energia _________ pela água promove sua evapora-
ção. Posteriormente, a condensação do vapor formado
IV. Moléculas orgânicas sintetizadas pelos decompo-
_________ a energia potencial da água na forma de ca-
sitores.
lor. A _________, e não a _________ determina o fluxo
Carbono radioativo poderia ser encontrado nas mo- de água através do ecossistema.
léculas descritas em:
a) I, apenas. Nesse texto, as lacunas devem ser preenchidas, respec-
b) I e II, apenas. tivamente, por:
c) I, II e III, apenas. a) supera – absorvida – absorve – precipitação – eva-
d) III e IV, apenas. poração
e) I, II, III e IV. b) supera – liberada – libera – evaporação – precipitação
c) iguala – liberada – absorve – precipitação – evaporação
2. (Unifesp) Considere alimentação como o processo
d) iguala – liberada – libera – precipitação – evaporação
pelo qual um organismo obtém energia para sua so-
brevivência. Usando esta definição, atente para o fato e) iguala – absorvida – libera – evaporação – precipitação
de que ela vale para todos os organismos, inclusive os 4. (Fuvest)
vegetais. Entre as plantas, as chamadas “carnívoras”
atraem, prendem e digerem pequenos animais em suas Estabelecimento das
plantas em ambiente Diversificação
folhas. Elas vivem em terrenos pobres e utilizam o nitro- de terra firme das plantas vasculares
gênio dos tecidos desses animais em seu metabolismo.
Com esses pressupostos, assinale a alternativa que con-
Massa de CO2 atmosférico

tém a afirmação correta. 25


(unidade arbitrária)

20
a) As plantas carnívoras não dependem do nitrogênio
dos animais que capturam para se alimentar. Assim, 15

mesmo sem capturar, são capazes de sobreviver haven- 10


do temperatura, umidade e luminosidade adequadas. 5
b) O nitrogênio é importante para a alimentação de 0
Paleozóico Mesozóico
vegetais em geral, sendo absorvido pelas raízes ou 600 500 400 300 200 100 0
folhas. Plantas carnívoras que não capturam animais milhões de anos atrás
morrerão por falta desse alimento.
c) Havendo acréscimo de nitrogênio ao solo, as plan- O gráfico mostra a variação na concentração de gás
tas carnívoras são capazes de absorvê-lo pelas raízes. carbônico atmosférico (CO2), nos últimos 600 milhões
Com esse nitrogênio, produzirão o alimento de que de anos, estimada por diferentes métodos. A relação
precisam, sem a necessidade de capturas. entre o declínio da concentração atmosférica de CO2
d) O nitrogênio integra a estrutura de proteínas e lipídeos e o estabelecimento e a diversificação das plantas
que servirão de alimento para as plantas. Daí a importân- pode ser explicada, pelo menos em parte, pelo fato
cia de as carnívoras efetivamente capturarem os animais. de as plantas:
e) O nitrogênio é usado pelas plantas carnívoras e demais a) usarem o gás carbônico na respiração celular.
plantas como complemento alimentar. Existem outros nu- b) transformarem átomos de carbono em átomos de
trientes mais importantes, como o fósforo e o potássio, oxigênio.
que são essenciais e não podem faltar aos vegetais. c) resfriarem a atmosfera evitando o efeito estufa.
3. (Unifesp) Observe a figura, que se refere ao ciclo da d) produzirem gás carbônico na degradação de mo-
água em escala global. léculas de glicose.
e) imobilizarem carbono em polímeros orgânicos,
como celulose e lignina.

E.O. DISSERTATIVAS
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
1. (Fuvest) A figura abaixo mostra alguns dos inte-
grantes do ciclo do carbono e suas relações.

37
No texto, o autor refere-se a um elemento químico,
abundante na atmosfera, mas não no solo, onde a plan-
ta cresce. Esse elemento é essencial para o desenvol-
a) Complete a figura acima, indicando com setas os
vimento das plantas, uma vez que irá constituir suas
sentidos das linhas numeradas, de modo a represen- proteínas e ácidos nucleicos.
tar a transferência de carbono entre os integrantes
do ciclo. Qual é o elemento químico referido pelo autor e, consi-
derando que na natureza as plantas carnívoras o obtêm
b) Indique o(s) número(s) da(s) linha(s) cuja(s) seta(s)
dos animais que capturam, explique de que forma as
representa(m) a transferência de carbono na forma
espécies vegetais não carnívoras o obtêm.
de molécula orgânica.

2. (Unesp) Leia alguns versos da canção “Planeta Água”, 4. (Unesp) As plantas têm um importante papel no ciclo
de Guilherme Arantes. da água na natureza. A figura representa, de forma sim-
plificada, esse ciclo:
Água dos igarapés
Onde Iara, a mãe d’água
É misteriosa canção
Água que o sol evapora
Pro céu vai embora
Virar nuvens de algodão...
(WWW.RADIO.UOL.COM.BR)

Na canção, o autor refere-se ao ciclo biogeoquímico


da água e, nesses versos, faz referência a um processo Explique como a planta retira a água do solo e o meca-
físico, a evaporação. Além da evaporação, um outro nismo pelo qual essa água chega até as folhas e retorna
processo, fisiológico, contribui para que a água dos para a atmosfera.
corpos de alguns organismos passe à pele e, desta, à
atmosfera. Que processo fisiológico é este e qual sua 5. (Unesp) Em comemoração aos cinco séculos do des-
principal função? cobrimento do País, em 21 de setembro de 2000 foi
Se, em lugar de descrever o ciclo da água, o autor de- inaugurado no Horto Florestal da cidade de São Paulo
sejasse descrever o ciclo do carbono, seriam outros o Arboreto 500 anos. No local foram plantadas 500
os processos a se referir. Cite um processo fisiológico mudas de 24 espécies de árvores nativas do Brasil. Em
que permite que o carbono da atmosfera seja incor- 2008, aos 8 anos, a área possuía exemplares com altu-
porado à moléculas orgânicas, e um processo fisioló- ra de até 26 metros, como o mutambo e o ingá. Nesse
gico que permite que esse mesmo carbono retorne à ano, os organizadores do Arboreto 500 anos resolve-
atmosfera. ram calcular o sequestro de CO2 pelas árvores planta-
das. Para isso, calcularam o volume dos troncos, ramos,
3. (Unesp) A batalha pelo elemento é impiedosa, assim raízes e densidade da madeira das árvores do local.
como aquela por água, ar ou sexo, mas apenas de vez Estimaram que, em oito anos, o Arboreto absorveu 60
em quando a verdade de suas negociações é exposta toneladas de CO2.
em toda sua brutalidade. As plantas que comem ani- Contudo, os pesquisadores acreditam que este núme-
mais são apenas um exemplo entre muitos para mos- ro esteja subestimado, pois, ao longo dos oito anos de
trar o quão competitivo o negócio deve ser, e como a crescimento das árvores, o total de carbono seques-
Natureza recorre às conveniências mais improváveis trado teria sido maior que aquele presente quando do
para tirar o máximo do pouco que há disponível. cálculo do volume dos troncos, ramos e raízes. Outro
(STEVE JONES. A ILHA DE DARWIN, 2009.) importante fator deveria ter sido considerado.

38
E.O. Complementar
1. D 2. D

E.O. Dissertativo
1.
Arboreto 500 anos, Parque Estadual Alberto Löfgren a) A fixação do carbono ou sequestro do carbono
(Horto Florestal), São Paulo. (www.abjica.org.br)
consiste na absorção do carbono atmosférico pelas
Que processo fisiológico permitiu às árvores o acúmu- plantas e outros seres autotróficos e na sua trans-
lo de 60 toneladas de carbono e que fator deveria ter formação em substâncias orgânicas. Em condições
sido considerado no cômputo do total de carbono se- naturais, sem a interferência humana, a produção de
questrado pelas árvores do Arboreto ao longo dos oito gás carbônico pela respiração e decomposição deve
anos? Justifique suas respostas. ser compensada pelo consumo desse gás na fotossín-
tese. O que se observa, no entanto, é que a liberação
do gás carbônico na atmosfera devido a atividades
6. (Unesp) Pesquisas recentes indicam que alguns dos humanas como queima de combustíveis fósseis e de
efeitos mais visíveis do desaparecimento da floresta madeira é feita a uma velocidade muito maior do
Amazônica seriam as alterações no regime de chuvas, que a assimilação pela fotossíntese, resultando no
com impactos na produção agrícola e na matriz ener- aumento progressivo do gás carbônico na atmosfe-
gética do país. Justifique por que haveria alterações no ra, o que vem provocando um aumento na tempe-
regime de chuvas e qual a relação destas com o sistema ratura média da Terra. Mecanismos que aumentem
energético do País. o sequestro de carbono por organismos autotróficos
(como o reflorestamento) reduzem a disponibilidade
7. (Unesp) Observe a figura. desse gás na atmosfera, contribuindo para mitigar o
processo de aquecimento global.
b)
Quer
continuar
a respirar?

Comece
a preservar.

(http://images.google.com.br/. Adaptado.)

A figura sugere que as árvores, e por implicação a flo-


resta Amazônica, representam o pulmão do mundo e
seriam responsáveis pela maior parte do oxigênio que
respiramos. No que se refere à troca de gases com a
atmosfera, podemos dizer que as árvores têm função
O carbono atmosférico que foi fixado pelas plantas e
análoga à do pulmão dos vertebrados e são produtoras
outros seres autotróficos através da fotossíntese entra
da maior parte do oxigênio que respiramos? Justifique
na cadeia alimentar na forma de moléculas orgânicas.
sua resposta.
Seu retorno ao ambiente se dá na forma de gás carbô-
nico, através da respiração dos organismos, da decom-

GABARITO posição de seus corpos após a morte e pela queima de


combustíveis fósseis, como o carvão mineral, o petró-
leo e o gás natural. A fermentação alcoólica realizada
por microrganismos, como certas bactérias e fungos,
E.O. Aprendizagem também contribui para o aumento nos níveis do gás
1. C 2. E 3. E 4. B 5. A carbônico atmosférico.
6. B 7. D 8. A 9. C 10. A 2.
a) a = 4, b = 2, c = 3, d = 1
b) A bactéria X fixa o nitrogênio atmosférico no solo, o
E.O. Fixação que contribui para o enriquecimento do solo com sais
1. B 2. C 3. A 4. E 5. C nitrogenados que favorecem o crescimento das plantas.
c) Desnitrificação do nitrato para liberação do gás
6. A 7. C 8. C
nitrogênio atmosférico.

39
3. O elemento químico referido pelo autor é o nitrogênio. As
E.O. Enem espécies vegetais não carnívoras obtêm o nitrogênio de que
1. E 2. E 3. B 4. B 5. D necessitam a partir de bactérias do solo e de bactérias que
vivem associadas com suas raízes. Esses microrganismos, como
os rizóbios, são capazes de fixar o nitrogênio atmosférico na
E.O. UERJ forma de íons amônio (NH4+).
Exame de Qualificação 4. A água é absorvida por osmose pelos radiculares. Os vasos
1. C lenhosos do xilema transportam a água e os íons minerais
da raiz até à copa. A sucção promovida pelas folhas, devido
à transpiração estomática, provoca a subida da água até as
E.O. UERJ partes mais altas do vegetal.
Exame Discursivo 5. O acúmulo de carbono nas árvores ocorreu através da
1. A associação entre as plantas e as bactérias do gênero fixação desse elemento na forma de compostos orgânicos
Rhizobium é um caso de mutualismo, em que as bactérias pela fotossíntese realizada pelas plantas. No cômputo ger-
utilizam a glicose produzida pela planta para produzir en- al, deveria ser considerado o carbono desprendido durante a
ergia e compor sua estrutura, e a planta usa os compostos respiração celular, bem como a sua quantidade presente nas
nitrogenados produzidos pelas bactérias. As plantas utilizam, folhas, flores, frutos e sementes produzidas pelas árvores ao
preferencialmente, o íon nitrato, e entre as moléculas produz- longo do intervalo de tempo considerado.
idas utilizando esse íon estão as proteínas e ácidos nucleicos. 6. O desmatamento altera o ciclo da água na Amazônia reduzin-
do o processo de evapotranspiração, o que acarreta diminuição
da formação de nuvens e, consequentemente, de chuvas, poden-
E.O. Objetivas do levar à desertificação. O sistema energético do país baseia-se
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp) fundamentalmente nas usinas hidrelétricas, o que poderia, com a
1. E 2. A 3. E 4. E falta de chuvas, gerar redução no fornecimento de energia.
7. Como a floresta Amazônica é uma comunidade clímax, está
em equilíbrio com o ambiente e, portanto, não é o pulmão do
E.O. Dissertativas mundo. Estando em equilíbrio, todo O2 produzido na atividade
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp) fotossintética amazônica é consumido pelos seres aeróbios da
própria floresta. Em relação à respiração, podemos afirmar que
1.
a árvore é análoga ao pulmão dos vertebrados porque ambos
a) Teremos as seguintes setas e sentidos: retiram O2 do ar atmosférico e fornecem CO2 ao mesmo.
Em relação à fotossíntese, a planta não é análoga ao pulmão dos
vertebrados porque ela retira CO2 do ar e fornece O2 ao mesmo.
O produtor da maior parte do oxigênio que respiramos é o fito-
plâncton.

b) Os números serão: 6, 7, 8, 9 e 10.


Plantas o Animais – 6
Animais o Fungos decompositores – 7
Plantas o Fungos decompositores – 8
Plantas o Combustíveis fósseis – 9
Animais o Combustíveis fósseis – 10
2. O processo fisiológico em que a água aflora à pele de certos
animais é a transpiração. A evaporação da água expelida con-
tribui para a homeotermia de mamíferos que possuem glându-
las sudoríparas.
O carbono inorgânico, na forma de CO2, é fixado pelos seres
clorofilados na forma de matéria orgânica pelo processo de
fotossíntese. O carbono retorna à atmosfera pelo mecanismo
da respiração aeróbica dos seres vivos.

40
AULAS PROBLEMAS AMBIENTAIS
23 E 24
COMPETÊNCIA: 3 HABILIDADES: 8e9

E.O. APRENDIZAGEM a) extinção de espécies.


b) taxa de fotossíntese.
1. (IFSP) O gráfico abaixo mostra a variação da tem- c) índice pluviométrico.
peratura global do Planeta, de 1880 a 2000. d) variabilidade genética.

4. (CFTMG) NÃO constitui um exemplo de estratégia


que visa à preservação ambiental a
a) utilização de sacolas retornáveis.
b) separação de materiais recicláveis.
c) fabricação de adubo por compostagem.
d) realização de queimadas antes de plantios.

5. (Cefet-MG) A ação antrópica causadora de inundações,


a partir do desequilíbrio no ciclo hidrológico, é a:
a) transposição de rios, que provoca o desvio dos cursos
d’água.
b) impermeabilização na bacia de drenagem, que im-
A variação da temperatura global observada no gráfico plica o acréscimo de vazão.
ao longo de todo o período representado pode ser ex- c) emissão de poluentes na atmosfera, que intensifica
plicada corretamente: o volume de precipitações.
a) pela substituição da matriz energética baseada em d) manutenção de ilhas verdes nos centros urbanos,
petróleo pela energia eólica. que aumenta o fluxo d’água.
b) pelo aumento dos níveis de dióxido de carbono na e) expansão das áreas de várzeas fluviais que ultra-
atmosfera. passam a capacidade de escoamento.
c) pelo aumento da área florestada no Planeta.
6. (Cefet-MG) O escoamento superficial é o segmento
d) pela redução da camada de ozônio.
do ciclo hidrológico que estuda o deslocamento de
e) pela diminuição do efeito estufa. água sobre a Terra, analisando seu aproveitamento e os
2. (CFT-MG) Os mantos de gelo da Antártica e da Groen- impactos causados por sua constante movimentação.
lândia estão em derretimento acelerado e perderam 4 As inundações, frequentes em muitas cidades, são con-
trilhões de toneladas nas últimas duas décadas. Esse sequências do desequilíbrio nesse ciclo.
valor representa 20% da água que causou um aumento DISPONÍVEL EM <HTTP://WWW.EM.UFOP.BR/DECIV/DEPART
de 55 mm no nível dos mares nesse período. AMENTO/~CARLOSEDUARDO/1ESCOAMENTO% 20SUPERFICIAL.
PDF> ACESSO EM: 30 JUL. 2012 (ADAPTADO).
DISPONÍVEL EM: <HTTP://WWW1.FOLHA.UOL.COM.BR >. O fator que NÃO causa esse desequilíbrio é a(o):
ACESSO EM: 06 SET. 2013.
Os fenômenos descritos são decorrentes da: a) assoreamento dos cursos d’água.
b) aumento dos processos de erosão.
a) emissão de poluentes que destroem a camada de
ozônio. c) emissão de poluentes na atmosfera.
b) redução da temperatura das águas superficiais dos d) acúmulo de lixo nas galerias pluviais.
oceanos. e) impermeabilização na bacia de drenagem.
c) retenção de parte da radiação solar por gases da 7. (CPS) A inversão térmica é um fenômeno natural. Em
atmosfera. cidades como São Paulo, esse fenômeno atrapalha a
d) corrente de convecção entre as regiões quentes e dispersão da poluição, sobretudo no inverno.
frias dos oceanos.
Pensando sobre esse fenômeno, analise as afirmações.
3. (CFT-MG) O processo de fragmentação constitui um I. A inversão térmica é um processo que consiste na
dos fatores que alteram os ecossistemas florestais. Uma troca de calor por condução, dispersando a poluição
consequência desse fenômeno é o aumento da(o): atmosférica.

41
II. Durante a inversão térmica, a poluição vai se concen- No mês de setembro, o derretimento deixou o gelo do
trando próximo da superfície do solo, prejudicando a Ártico no seu menor nível em mais de 30 anos, desde
qualidade de vida. que começaram as medições via satélite.”
III. Em condições normais, o ar quente sobe e o ar frio (WWW.BBC.CO.UK/PORTUGUESE/
desce. Quando ocorre a inversão térmica, esse processo NOTICIAS/2012/09/120907_ARTICO_DERRETIMENTO_
sofre alterações. DG.SHTML. ADAPTADO)

É válido o que se afirma em: “Cerca de um mês após o anúncio do maior derretimen-
a) I, apenas. to de gelo já registrado no Ártico, o Centro Nacional de
b) III, apenas. Informações de Neve e Gelo dos EUA (NSIDC) liberou
c) I e II, apenas. dados que mostram que a cobertura congelada na re-
d) II e III, apenas. gião da Antártica bateu recorde neste ano com relação
aos anos anteriores. Não há, também, evidências de que
e) I, II e III.
o fenômeno significaria que não esteja havendo aque-
cimento global.”

E.O. FIXAÇÃO (HTTP://G1.GLOBO.COM/NATUREZA/NOTICIA/2012/10/


APOS-DEGELO-NO-ARTICOANTARTICA-BATE-RECORDE-
DECONGELAMENTO-DIZ-INSTITUTO.HTML. ADAPTADO)
1. (CFT-RJ) Carbono carioca
A hipótese científica atualmente mais verossímil, em re-
“O Rio de Janeiro (RJ) foi o primeiro município latino- lação às mudanças climáticas nas quais se constatam a
-americano a fazer um inventário de suas emissões de aceleração do degelo no Ártico e o maior congelamento
gases-estufa. O estudo foi realizado em 2000, quando na Antártica, está fundamentada:
pesquisadores contabilizaram o quanto a cidade emi-
tirá nos anos de 1996 e 1998. Resultado: 10,04 e 10,09 a) na liberação de gases poluentes, por meio da com-
milhões de toneladas de gás carbônico (CO2), respecti- bustão, intensificada a partir da Revolução Industrial.
vamente. A capital carioca parece ter tirado férias dos b) no fato de o Planeta ser capaz de compensar isola-
cálculos. Só voltou à ativa em 2010 – quando fez um damente as alterações climáticas em diferentes regiões.
novo inventário, segundo o qual, em 2005, a cidade c) no efeito sazonal de grande amplitude, recorrente a
teria lançado aos ares 11,3 milhões de gases-estufa. E cada ano, nos invernos e verões polares.
novos dados estão por vir: está previsto para o final de d) nos eventos geológicos de grande magnitude, tais
2013 o inventário referente às emissões de 2012. [...] como terremotos e tsunamis, ocorridos recentemente.
Um parêntese: quando inventários falam em ‘emissões e) na poluição das águas continentais e oceânicas em
de carbonos’, eles referem-se ao conceito de carbono função de desastres ambientais.
equivalente, pois não consideram apenas o CO2, e sim
a soma dos seis principais gases de emissão antrópica 3. (CPS) Ao mesmo tempo mocinho e vilão, o ozônio
que supostamente agravam o aquecimento global: dió- presente na estratosfera (camada superior da atmosfe-
xido de carbono, metano... [...]“ ra terrestre) atua na proteção contra os raios ultraviole-
(CIÊNCIA HOJE, P. 43, AGO. 2013) ta, porém, nas cidades, o ozônio presente na troposfera
(camada inferior da atmosfera), em grande quantidade,
O CO2, como o gás metano, são considerados gases de prejudica a saúde humana. Assim, nas cidades, quando
efeito estufa na atmosfera. E, por essa razão, são rela- a qualidade do ar fica inadequada pela alta concentra-
cionados ao aquecimento global. Marque a opção que ção de ozônio, devido às atividades antropogênicas, as
justifica corretamente essa relação. pessoas podem sentir ardor nos olhos, nariz e garganta,
a) A grande quantidade de CO2 e de metano na atmos- além de tosse seca e cansaço. Com a inalação do ozô-
fera protege o Planeta da exposição à radiação ultra- nio, os cílios das vias aéreas, que ajudam na remoção de
violeta. Dessa forma, o Planeta se mantém aquecido. impurezas do ar inalado, são os primeiros a serem des-
b) Estes gases permitem que grande parte da radiação truídos, o que propicia o aparecimento de enfermida-
infravermelha refletida pela superfície terrestre escape des. Sobre esse assunto, é correto afirmar que o ozônio
para o espaço, assim a superfície da Terra é aquecida. a) intensifica a ocorrência de chuvas ácidas.
c) A presença de CO2 e de metano na atmosfera resul- b) destrói os cílios das vias aéreas localizados na traqueia,
ta no efeito estufa em razão da capacidade de essas no esôfago e no estômago.
moléculas absorverem a energia proveniente da ra-
diação infravermelha. c) combina-se com a molécula de hemoglobina do
sangue, dificultando a circulação sanguínea.
d) O gás carbônico (CO2) e o metano são gases que
aumentam a perda de calor para o espaço, o que leva d) encontra-se sempre na faixa de ar próxima ao solo,
ao aquecimento do Planeta pelo efeito estufa. onde atua como um filtro solar, protegendo a Terra de
raios ultravioleta.
2. (FGV) Leia as notícias a seguir. e) pode ser produzido a partir da reação do oxigênio
“Pesquisadores afirmam que o mar de gelo está ficando com os poluentes liberados pelos escapamentos dos
cada vez mais fino e vulnerável no norte do Planeta. veículos motorizados.

42
4. (IFSP) Todos os dias, os escritórios, os restaurantes 6. (Mackenzie) A civilização moderna está voltada para
e as residências produzem muito lixo. As empresas um alto consumo de energia que é utilizada nas in-
de limpeza trabalham diariamente para recolher uma dústrias, nos transportes, nos eletrodomésticos e nas
grande quantidade desse lixo e encaminhar principal- telecomunicações. Nessa busca por energia, o homem
mente para os “lixões”. A figura ilustra alguns materiais vai atrás de várias fontes, tais como:
e seres vivos que podem ser encontrados nos lixões de I. combustíveis fósseis;
muitas cidades.
II. energia hidrelétrica;
Mosquitos Baratas e moscas III. energia nuclear;
(dengue) (verminose e amebíase)
Ratos IV. etanol; e
Escorpiões
(leptospirose)
V. energia eólica (energia dos ventos).
Desses 5 tipos:
a) apenas um é renovável.
Chorume b) apenas dois são renováveis.
Fezes de c) apenas três são renováveis.
animais
(tétano) d) apenas quatro são renováveis.
Contaminação do solo
Substâncias tóxicas e) todos são renováveis.
e corrosivas
(Ciências: entendendo a natureza. O mundo em que vivemos.
César, Sezar e Bedaque. 6.º ano, Editora Saraiva, 2010, p. 230) 7. (UFU) Atualmente, muitos artesãos usam materiais
recicláveis em suas criações. Há diversos produtos dis-
A respeito do problema do lixo e a partir da figura, poníveis no mercado fabricados com garrafas PET, cai-
foram feitas algumas afirmações: xas de papelão, latas de alumínio, entre outros. Além
I. Os lixões podem produzir o chorume, que consiste da produção de peças decorativas, esses materiais têm
em um líquido preto e fétido que pode contaminar os sido utilizados na confecção de bancos, vassouras, lumi-
lençóis subterrâneos de água. Esse líquido pode conter nárias e até roupas. O uso de materiais recicláveis em
microrganismos patogênicos e metais pesados tóxicos novos produtos é importante porque:
para o ser humano. a) possibilita a reutilização de materiais que seriam
II. A transmissão das doenças indicadas é exclusiva jogados fora e que seriam depositados em lixões,
às pessoas que trabalham da coleta do lixo ou que contribuindo para a redução do acúmulo de resíduos
habitem muito próximo desses locais. sólidos de difícil decomposição no ambiente.
III. Haverá transmissão das doenças indicadas somente b) reduz a quantidade de resíduos orgânicos voláteis no
se os animais listados conseguirem inocular os micror- ambiente, evitando a dengue e outras doenças tropicais.
ganismos causadores na pele humana. c) permite uma melhor utilização de materiais que se-
IV. A decomposição da matéria orgânica presente no riam transformados em resíduos nucleares e que pode-
lixo pode produzir o gás metano, substância inflamável, riam contaminar milhares de pessoas que tivessem
pondo em risco comunidades que vivem próximo dess- contato com o produto.
es locais. d) leva à redução do consumo de embalagens e im-
É correto apenas o contido em: pede que os resíduos sólidos sejam decompostos no
ambiente, evitando a produção de chorume.
a) I.
b) I e IV. 8. A produção de biocombustíveis é resultado direto do
c) II e IV. fomento a pesquisas científicas em biotecnologia que
d) I, II e III. ocorreu no Brasil nas últimas décadas. A escolha do
e) II, III e IV. vegetal a ser usado considera, entre outros aspectos,
a produtividade da matéria-prima em termos de rendi-
5. (UFU) Em eventos artístico-culturais, como desfiles de mento e custos associados. O etanol é produzido a par-
moda e carnaval, muitas vezes são utilizadas penas e até tir da fermentação de carboidratos e quanto mais sim-
mesmo peles verdadeiras de animais em fantasias e cole- ples a molécula de glicídio, mais eficiente é o processo.
ções de roupas. O uso desses adereços para fins estéticos
“ETANOL DE QUÊ?”. REVISTA PESQUISA FAPESP, 28 DE NOV. 2007 (ADAPTADO)
tem sido questionado por representantes de organiza-
ções não governamentais que defendem o bem-estar O vegetal que apresenta maior eficiência no processo
animal. A opção mais apropriada para essas criações é o da produção do etanol é:
uso de penas e peles verdadeiras somente de a) o milho, pois apresenta sementes com alto teor
a) animais ameaçados de extinção, citados na lista de amido.
do Ibama. b) a mandioca, pois apresenta raízes com alto teor
b) animais em extinção, citados na lista do Ibama. de celulose.
c) animais extintos, citados na lista do Ibama. c) a soja, pois apresenta sementes com alto teor de
d) animais que foram abatidos para fins alimentícios. glicogênio.

43
d) o feijão, pois apresenta sementes com alto teor
de quitina. E.O. COMPLEMENTAR
e) a cana-de-açúcar, pois apresenta colmos com alto
1. O desenvolvimento sustentável rompe com a lógica da
teor de sacarose.
organização social vigente, convidando a novos modos
9. (Mackenzie) Nos últimos anos, tem-se falado muito a de pensar e agir. Dessa forma, sustentabilidade implica o
respeito do aquecimento global, isto é, a alteração da uso de recursos renováveis em quantidades compatíveis
temperatura do Planeta de uma maneira geral. A respeito com a capacidade de renovação do Planeta.
desse aquecimento, considere as afirmações abaixo. MCT. PRÊMIO JOVEM CIENTISTA: CIDADES SUSTENTÁVEIS.
CADERNO DO PROFESSOR, 2011 (ADAPTADO).
I. Esse aquecimento se deve, com certeza, às atividades
do homem, pois o Planeta nunca passou por períodos Um esquema de cidade que pretende atender a esse
de temperatura elevada. conceito é:
II. O aquecimento da superfície terrestre é provocado a)
pelo aumento da concentração de certos gases na at-
mosfera.
III. Esse aquecimento não influi nos seres aquáticos,
porque a temperatura da água permanece pratica-
mente a mesma.
IV. Esse aquecimento pode provocar, em determinadas b)
épocas, a inversão térmica. Assinale:
a) se somente I e II estiverem corretas.
b) se somente I e IV estiverem corretas.
c) se somente II e III estiverem corretas.
d) se somente II e IV estiverem corretas. c)
e) se somente III e IV estiverem corretas.

10. (CPS) Em uma das ETEC, a professora trouxe para a


sala de aula vários materiais para que os alunos, dividi-
dos em grupos, discutissem a reciclagem do lixo.
Os materiais eram: pilhas e baterias; restos de ali- d)
mentos (frutas, legumes, carne e queijo); óleo de co-
zinha já utilizado, e bandejas de isopor.
Avalie as conclusões a que os grupos chegaram:
• O grupo 1 explicou que as pilhas e baterias de-
vem ser descartadas em local apropriado (em-
presas e lojas fornecedoras), pois contêm metais e)
pesados. Essas substâncias poluem o ambiente e,
quando chegam ao ser humano, podem provocar
inúmeras doenças.
• O grupo 2 afirmou que, dos restos de alimentos
trazidos pela professora, a carne e o queijo são
os únicos que podem ser aproveitados para pro- 2. (FGV) A construção do rodoanel na região metropol-
dução de biogás, por terem alto teor proteico. itana de São Paulo tem por objetivo diminuir o tráfego
• O grupo 3 orientou os colegas a não descartarem de caminhões nas áreas mais centrais, bem como tornar
o óleo de cozinha pelo ralo da pia, pois isso au- o escoamento de cargas mais ágil. Trata-se de um grande
menta o custo de tratamento da água. empreendimento responsável diretamente por inúmeras
• O grupo 4 informou que são preferíveis bandejas alterações ambientais, sendo uma delas a divisão de tre-
de papel, pois o isopor leva tempo indetermina- chos de vegetação nativa em áreas menores. Uma conse-
do para se decompor e, quando queimam esse quência imediata desse impacto ambiental é:
descarte nos lixões, as empresas agravam o pro- a) a extinção dos predadores de topo em função do
blema da poluição ambiental. menor fluxo gênico.
É correto o que foi apresentado pelo(s) grupo(s): b) o aumento do perímetro da borda delimitante do
fragmento.
a) 1, apenas.
c) a maior captação de água da chuva na área preservada.
b) 4, apenas.
d) o aumento na produção de flores, frutos e se-
c) 2 e 3, apenas.
mentes nas árvores remanescentes.
d) 1, 3 e 4, apenas. e) a divisão de populações e a consequente formação
e) 1, 2, 3, 4. de novas espécies.

44
3. (FGV) O governo brasileiro é um entusiasta na defesa processo pode fazer com que o petróleo seja eliminado
da produção e uso do etanol obtido a partir da cana- mais rapidamente do que se espera. Por outro lado, em-
de-açúcar em substituição à gasolina. Do ponto de vista bora não gere substâncias tóxicas, a intensa atividade
ecológico e considerando a concentração na atmosfera microbiana no local pode levar à formação das chama-
de gases responsáveis pelo efeito estufa, é mais acer- das zonas mortas, nas quais a maior parte dos seres vivos
tado dizer que: não sobrevive.
a) é vantajosa a substituição da gasolina pelo etanol, a) Explique como os dispersantes aumentam a eficiência
pois para a produção deste último utilizam-se grandes bacteriana na degradação do petróleo.
extensões de terra, o que implica extensas áreas com b) Explique de que modo a grande proliferação bacteriana
cobertura vegetal, a qual realiza fotossíntese e promove pode levar à formação de zonas mortas.
o sequestro de CO2 da atmosfera, além da área verde
promover o aumento na biodiversidade da fauna nativa. 3. (UFU) Durante o verão, é comum assistirmos, no Brasil,
a inúmeros relatos de deslizamentos de terra e soterra-
b) é vantajosa a substituição da gasolina pelo etanol,
mentos, causadores de tragédias humanas. Muitas dessas
pois a queima deste último devolve para a atmosfera o
situações são consequências da ação antrópica no meio
mesmo carbono que há pouco havia sido retirado dela
ambiente como, por exemplo, a construção de moradias
pela fotossíntese, enquanto a queima da gasolina acres-
em locais onde foram realizados desmatamentos ou até
centa mais carbono à composição atual da atmosfera.
mesmo em antigos espaços de depósito de lixo.
c) não há vantagem na substituição da gasolina pelo
etanol, pois ambos apresentam moléculas orgânicas que, a) Explique o papel que a vegetação pode ter para
quando queimadas pelos motores a combustão, liberam evitar tragédias como as causadas por deslizamentos
de terra e soterramentos.
a mesma quantidade de monóxido de carbono para a
atmosfera, um dos gases responsáveis pelo efeito estufa. b) Comente três consequências para o meio ambiente
(sem se esquecer de que o homem faz parte dele)
d) não há vantagem na substituição da gasolina pelo
decorrentes do depósito inadequado de lixo.
etanol, pois embora a queima da gasolina produza
monóxido de carbono, um gás poluente que se as-
socia de modo irreversível à hemoglobina, a queima
do etanol produz dióxido de carbono, um dos gases
E.O. ENEM
responsáveis pelo efeito estufa. 1. (Enem) Sabe-se que o aumento da concentração de
e) não há vantagem na substituição da gasolina pelo gases como CO2, CH4 e N2O na atmosfera é um dos fa-
etanol, pois este último representa maior consumo tores responsáveis pelo agravamento do efeito estufa.
por quilômetro rodado, o que provoca um aumento A agricultura é uma das atividades humanas que pode
no consumo desse combustível e, proporcionalmente, contribuir tanto para a emissão quanto para o seques-
maior emissão de gases poluentes para a atmosfera. tro desses gases, dependendo do manejo da matéria
orgânica do solo.

E.O. DISSERTATIVO ROSA, A. H.; COELHO, J. C. R. CADERNOS


TEMÁTICOS DE QUÍMICA NOVA NA ESCOLA. SÃO
PAULO, N. 5, NOV. 2003 (ADAPTADO).
1. (UFU) Devido ao aumento do comércio exterior e ao
deslocamento humano para fins de negócios e turismo, De que maneira as práticas agrícolas podem ajudar a
o tráfego de aeronaves e embarcações entre países minimizar o agravamento do efeito estufa?
está cada vez mais intenso. Juntamente com esses veí- a) Evitando a rotação de culturas.
culos, podem ser transportados, de forma não intencio- b) Liberando o CO2 presente no solo.
nal, animais, plantas e micro-organismos. c) Aumentando a quantidade de matéria orgânica do solo.
a) Animais transportados nessas condições são con- d) Queimando a matéria orgânica que se deposita no solo.
siderados animais exóticos invasores. Descreva dois e) Atenuando a concentração de resíduos vegetais do solo.
problemas ambientais que podem ser causados por
esses animais. 2. (Enem) Pesticidas são contaminantes ambientais
b) Descreva duas doenças causadas por micro-organis- altamente tóxicos aos seres vivos e, geralmente, com
mos que podem ser disseminadas pelos passageiros de grande persistência ambiental. A busca por novas for-
mas de eliminação dos pesticidas tem aumentado nos
aviões, trens, navios e outros veículos coletivos.
últimos anos, uma vez que as técnicas atuais são eco-
2. (UFRJ) Em abril de 2010, o incêndio e posterior nau- nomicamente dispendiosas e paliativas. A biorreme-
frágio da plataforma petrolífera Deepwater Horizon diação de pesticidas utilizando micro-organismos tem
causou o derramamento de milhões de litros de petróleo se mostrado uma técnica muito promissora para essa
no golfo do México. Estudos sobre a degradação do finalidade, por apresentar vantagens econômicas e am-
petróleo no local mostraram que o uso de dispersantes bientais. Para ser utilizado nesta técnica promissora, um
químicos (capazes de fazer com que o petróleo forme microrganismo deve ser capaz de:
minúsculas gotículas) aumentou muito as populações de a) transferir o contaminante do solo para a água.
bactérias aeróbicas que se alimentam do petróleo. Esse b) absorver o contaminante sem alterá-lo quimicamente.

45
c) apresentar alta taxa de mutação ao longo das gerações. de segunda geração – coloquialmente chamados de
d) estimular o sistema imunológico do homem contra “gasolina de capim” – são aqueles produzidos a par-
o contaminante. tir de resíduos de madeira (serragem, por exemplo),
e) metabolizar o contaminante, liberando subprodu- talos de milho, palha de trigo ou capim de crescimento
tos menos tóxicos ou atóxicos. rápido e se apresentam como uma alternativa para os
problemas enfrentados pelos de primeira geração, já
3. (Enem) Para diminuir o acúmulo de lixo e o desper- que as matérias-primas são baratas e abundantes.
dício de materiais de valor econômico e, assim, reduzir
a exploração de recursos naturais, adotou-se, em escala DALE, B. E.; HUBER, G. W. GASOLINA DE CAPIM E OUTROS
VEGETAIS. SCIENTIFIC AMERICAN BRASIL.
internacional, a política dos três erres: Redução, Reuti- AGO. 2009, Nº 87 (ADAPTADO).
lização e Reciclagem. O texto mostra um dos pontos de vista a respeito do
Um exemplo de reciclagem é a utilização de: uso dos biocombustíveis na atualidade, os quais:
a) garrafas de vidro retornáveis para cerveja ou re- a) são matrizes energéticas com menor carga de po-
frigerante. luição para o ambiente e podem propiciar a geração
b) latas de alumínio como material para fabricação de novos empregos, entretanto, para serem oferecidos
de lingotes. com baixo custo, a tecnologia da degradação da celu-
c) sacos plásticos de supermercado como acondicio- lose nos biocombustíveis de segunda geração deve ser
nantes de lixo caseiro. extremamente eficiente.
d) embalagens plásticas vazias e limpas para acondi- b) oferecem múltiplas dificuldades, pois a produção é de
cionar outros alimentos. alto custo, sua implantação não gera empregos, e deve-
e) garrafas PET recortadas em tiras para fabricação de -se ter cuidado com o risco ambiental, pois eles oferece-
cerdas de vassouras. rem os mesmos riscos que o uso de combustíveis fósseis.
c) sendo de segunda geração, são produzidos por
4. (Enem) Segundo dados do Balanço Energético Nacio-
uma tecnologia que acarreta problemas sociais, so-
nal de 2008, do Ministério das Minas e Energia, a matriz
bretudo decorrente do fato de a matéria-prima ser
energética brasileira é composta por hidrelétrica (80%),
abundante e facilmente encontrada, o que impede a
termelétrica (19,9%) e eólica (0,1%). Nas termelétricas,
geração de novos empregos.
esse percentual é dividido conforme o combustível usa-
do, sendo: gás natural (6,6%), biomassa (5,3%), deriva- d) sendo de primeira e segunda geração, são produzidos
dos de petróleo (3,3%), energia nuclear (3,1%) e carvão por tecnologias que devem passar por uma avaliação cri-
mineral (1,6%). Com a geração de eletricidade da bio- teriosa quanto ao uso, pois uma enfrenta o problema da
massa, pode-se considerar que ocorre uma compensa- falta de espaço para plantio da matéria-prima e a outra
ção do carbono liberado na queima do material vege- impede a geração de novas fontes de emprego.
tal pela absorção desse elemento no crescimento das e) podem acarretar sérios problemas econômicos e so-
plantas. Entretanto, estudos indicam que as emissões ciais, pois a substituição do uso de petróleo afeta ne-
de metano das hidrelétricas podem ser comparáveis às gativamente toda uma cadeia produtiva à medida que
emissões de metano (CH4) das termelétricas. exclui diversas fontes de emprego nas refinarias, pos-
MORET, A. S.; FERREIRA, I. A. AS HIDRELÉTRICAS tos de gasolina e no transporte de petróleo e gasolina.
DO RIO MADEIRA E OS IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS DA
ELETRIFICAÇÃO NO BRASIL. REVISTA CIÊNCIA HOJE. V. 45, N° 6. (Enem) Algumas estimativas apontam que, nos últimos
265, 2009 (ADAPTADO). cem anos, a concentração de gás carbônico na atmosfe-
No Brasil, em termos do impacto das fontes de energia ra aumentou em cerca de 40%, devido principalmente à
no crescimento do efeito estufa, quanto à emissão de utilização de combustíveis fósseis pela espécie humana.
gases, as hidrelétricas seriam consideradas como uma Alguns estudos demonstram que essa utilização em lar-
fonte: ga escala promove o aumento do efeito estufa.
a) limpa de energia, contribuindo para minimizar os Outros fatores de origem antrópica que aumentam o
efeitos deste fenômeno. efeito estufa são:
b) eficaz de energia, tornando-se o percentual de a) chuva ácida e destruição da camada de ozônio.
oferta e os benefícios verificados.
b) alagamento e inversão térmica.
c) limpa de energia, não afetando ou alterando os
níveis dos gases do efeito estufa. c) erosão e extinção das espécies.
d) poluidora, colaborando com níveis altos de gases d) poluição das águas e do solo.
de efeito estufa em função de seu potencial de oferta. e) queimada e desmatamento.
e) alternativa, tomando-se por referência a grande
emissão de gases de efeito estufa das demais fontes
geradoras. E.O. UERJ
5. (Enem) Os biocombustíveis de primeira geração são
derivados da soja, milho e cana-de-açúcar e sua pro-
EXAME DISCURSSIVO
dução ocorre através da fermentação. Biocombustíveis 1. (UERJ) Cientistas produzem primeiro hambúrguer de
derivados de material celulósico ou biocombustíveis laboratório.

46
O primeiro hambúrguer totalmente cultivado em la- c) poluição, introdução de espécies exóticas e repro-
boratório foi preparado e degustado durante uma en- dução de espécies em cativeiro.
trevista coletiva em Londres. Cientistas transformaram d) poluição, reprodução de espécies em cativeiro e
células-tronco de uma vaca em fibras musculares es- crendices populares.
queléticas, em quantidade suficiente para preparar um
hambúrguer de 140 gramas. Os pesquisadores disseram 3. (Unesp) Os carros híbridos, cujos motores funcionam
que a tecnologia poderia ser uma forma ecologicamen- a combustão interna (geralmente combustíveis fósseis)
te sustentável de atender à demanda crescente por e eletricidade, são tidos como alternativa viável para
carne no Planeta, pois sua produção gasta 45% menos reduzir a emissão veicular de dióxido de carbono (CO2)
energia, emite 96% menos gás metano e gasta 99% para a atmosfera. Para testar se são realmente ecológi-
menos hectares de terra para a mesma quantidade de cos, pesquisadores italianos compararam as emissões
carne convencional. de dióxido de carbono de quatro homens, em três si-
tuações, correndo, caminhando e andando de bicicleta,
ADAPTADO DE O GLOBO, 06/08/2013.
Nomeie as duas proteínas mais abundantes das fibras com as emissões de dióxido de carbono de carros mo-
musculares, responsáveis por sua contração. Explique, vidos a gasolina, de carros movidos a óleo diesel e de
ainda, a relação entre a expansão mundial dos reba- carros híbridos, quando cada um desses tipos de carros
nhos de bovinos e o aumento do efeito estufa. transportava esses mesmos quatro homens em percur-
sos urbanos. Os resultados são apresentados no gráfico
2. (UERJ) Atualmente, existe um grande estímulo ao uso a seguir, onde as barras representam a emissão de CO2
dos biocombustíveis, considerados menos agressivos de cada tipo de carro, e as linhas vermelhas represen-
ao meio ambiente. No entanto, assim como os combus- tam a emissão de CO2 pelo grupo de quatro homens.
tíveis derivados do petróleo, eles também produzem
CO2 quando queimados pelos motores. Considerando o
ciclo biogeoquímico do carbono, descreva a consequên-
cia positiva do uso exclusivo de etanol para o equilíbrio
da taxa de CO2 atmosférica.
Cite, também, duas desvantagens relacionadas ao uso
desse biocombustível.

E.O. OBJETIVAS
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
1. (Unicamp) A preservação da biodiversidade ocupa
hoje um lugar importante na agenda ambiental de di-
versos países. Qual das afirmações abaixo é correta? Considerando os resultados e as condições nas quais
a) A diversidade de espécies diminui com o aumento foi realizado o experimento, e considerando os proces-
da produtividade do ecossistema. sos de obtenção e produção da energia que permitem a
b) A diversidade de espécies diminui com o aumento movimentação dos músculos do homem, pode-se dizer
da heterogeneidade espacial do ecossistema. corretamente que quatro homens:
c) A diversidade de espécies diminui com o aumento a) transportados por um carro híbrido apresentam a
da latitude. mesma taxa respiratória que quatro homens pedalan-
d) A diversidade de espécies em recifes de coral é a do, e liberam para a atmosfera maior quantidade de
menor entre os ecossistemas marinhos. dióxido de carbono que aquela liberada pelo carro
híbrido que os está transportando.
2. (Unicamp) No decorrer de sua existência, a espé-
cie humana tem sido uma das principais responsáveis b) correndo consomem mais glicose que quatro
pelo desaparecimento de muitos organismos de nosso homens pedalando ou quatro homens caminhando,
planeta. Nos tempos mais remotos, a caça indiscrimi- e liberaram para a atmosfera maior quantidade de
nada de animais mais vulneráveis, como, por exemplo, dióxido de carbono que aquela liberada por um carro
aves não voadoras, era um dos principais motivos de híbrido que os estivesse transportando.
extinção de várias espécies. Atualmente o ser humano c) pedalando consomem mais oxigênio que quatro
continua sendo o principal promotor da perda de biodi- homens caminhando ou correndo, e cada um desses
versidade. Um conjunto de possíveis causas de extinção grupos libera para a atmosfera maior quantidade de
de espécies nos tempos atuais é: dióxido de carbono que aquela liberada por um veícu-
a) fragmentação de habitat, uso de cobaias em lo híbrido que os estivesse transportando.
pesquisas científicas e caça controlada. d) pedalando têm maior consumo energético que qua-
b) fragmentação de habitat, introdução de espécies tro homens caminhando ou quatro homens correndo, e
exóticas e poluição. cada um desses grupos libera para a atmosfera menor

47
quantidade de dióxido de carbono que aquela liberada
por qualquer veículo que os estivesse transportando. E.O. DISSERTATIVAS
e) transportados por um veículo a gasolina ou por um
veículo a diesel liberam para a atmosfera maior quan- (UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
tidade de dióxido de carbono que aquela liberada por
quatro homens transportados por um veículo híbrido, 1. (Unifesp) Leia os versos da canção Mata, com letra
ou por aquela liberada pelo carro híbrido que os está de Marlui Miranda e música de Marcos Santilli.
transportando.
Motosserra
4. (Unesp) Para discutir ecologia, a professora citou Rapa a mata
uma das estrofes do Hino da Campanha da Fraterni- Rasga a serra, rompe o verde
dade 2011, promovida pela Igreja Católica, cujo lema é
Mata o tronco, muta a terra
Fraternidade e a Vida no Planeta:
Motosserra
(...) Motosserra
Olha as florestas: pulmão verde e forte! O que me espera na volta desta proeza
Sente esse ar que te entreguei tão puro... Derrubar os paus, navegar a mata
Agora, gases disseminam a morte; Morta numa viagem que me afoga em
O aquecimento queima o teu futuro. Serragem, suor e medo...
(...) Motosserra
Motosserra
Cedo interrompo o orvalho
Rompo o canto, sonho e cipó
E transformo tudo em
Galho ripa, farpa, cerca pau e pó
Motosserra
Motosserra
a) Considerando a fertilidade do solo e sua capaci-
dade para reter nutrientes, o que significa o quarto
verso da canção?
b) Transcreva os dois versos nos quais os autores fazem
referência ao uso da madeira pelas populações hu-
Sobre essa estrofe do hino, os alunos fizeram as se- manas, e dê uma opção que permita continuar utili-
guintes afirmações: zando a madeira em larga escala, sem que seja preciso
o desmatamento de novas áreas de florestas nativas.
I. O primeiro verso é uma menção à função fotossin-
tética das florestas, estabelecendo uma analogia entre 2. (Unifesp) Em carta enviada à revista científica Sci-
essa função e a exercida pelo pulmão dos vertebrados, ence, cientistas brasileiros afirmaram que as mudanças
pois cada uma dessas funções retira da atmosfera e no Código Florestal Brasileiro, aprovadas por comissão
nela libera os mesmos gases. especial da Câmara dos Deputados neste ano, poderão
II. O segundo verso é uma referência à atmosfera pri- levar mais de 100 mil espécies à extinção, além de au-
mitiva da Terra, a qual permitiu o aparecimento das mentar substancialmente as emissões de gás carbônico
primeiras moléculas orgânicas e, posteriormente, dos (CO2) na atmosfera.
primeiros organismos vivos. a) Qual o problema ambiental causado pelo aumento
III. O terceiro verso faz referência à poluição atmosféri- das emissões de gás carbônico e quais suas conse-
ca. Gases tóxicos são liberados pela atividade humana, quências?
comprometendo a saúde das populações e dos demais b) Segundo os cientistas, a flexibilização no Código
organismos. Florestal estimulará o desmatamento e reduzirá a
IV. O quarto verso é referência direta às queimadas, que restauração obrigatória de áreas nativas ilegalmente
têm por objetivo a formação de pastos em detrimento desmatadas. Explique como essas mudanças no códi-
da conservação da mata nativa. go podem levar à extinção de espécies e ao aumento
nas emissões de gás carbônico.
É correto o que se afirma em:
a) III, apenas. 3. (Unicamp) Os seres vivos têm níveis de organização
b) IV, apenas. acima do organismo, e a Ecologia é a área da Biologia
que estuda as relações entre os organismos e destes com
c) I e II, apenas.
o ambiente em que vivem. Dentre os vários níveis de or-
d) III e IV, apenas. ganização podem ser citados a População, a Comunidade
e) I, II, III e IV. e o Ecossistema.

48
a) As figuras adiante representam a biomassa de níveis a) Ovos ou embriões de certos anfíbios tornam-se
tróficos em dois tipos de ecossistemas. Relacione cada inviáveis, quando o pH do meio é igual ou inferior
uma das figuras com um ecossistema. Justifique. a 5 ou quando há excesso de incidência de raios ul-
b) Explique como o dióxido de enxofre (SO2), liberado na travioleta. Cite dois eventos decorrentes da atividade
atmosfera por diversas indústrias, pode afetar as popu- humana que contribuem diretamente para a intensi-
lações dos diferentes níveis tróficos da pirâmide A. ficação desses fatores ambientais que determinam a
mortalidade dos ovos e embriões.
b) O aquecimento global tem aumentado a incidência
de uma doença de pele causada por fungos (micose)
em sapos adultos.
• Que tipo de relação ecológica ocorre entre o fun-
go causador da micose e o sapo?
• Cite uma função vital diretamente afetada pelo
4. (Unesp) Leia a letra da música Tá?, composta por Ro- comprometimento da pele do sapo.
berta Sá, Pedro Luis e Carlos Rennó e interpretada por

GABARITO
Mariana Aydar.

Tá?
Pra bom entendedor, meia palavra bas
Eu vou denunciar a sua ação nefas
E.O. Aprendizagem
Você amarga o mar, desflora a flores 1. B 2. C 3. A 4. D 5. B
Por onde você passa, o ar você empes 6. C 7. D
Não tem medida a sua sanha imediatis
Não tem limite o seu sonho consumis E.O. Fixação
Você deixou na mata uma ferida expos
1. C 2. A 3. E 4. B 5. D
Você descora as cores dos corais na cos
Você aquece a Terra e enriquece à cus 6. C 7. A 8. E 9. D 10. D
Do roubo do futuro e da beleza augus
Mas do que vale tal riqueza? Grande bos
Parece que de neto seu você não gos
E.O. Complementar
1. D 2. B 3. B
Você decreta morte à vida ainda em vis
Você declara guerra, paz, por mais bem quis
Não há em toda fauna, um animal tão bes E.O. Dissertativo
Mas já tem gente vendo que você não pres
1.
Não vou dizer seu nome porque me desgas a) Os animais exóticos e invasores podem competir
Pra bom entendedor, meia palavra bas com as espécies nativas, causando declínio populacio-
Não vou dizer seu nome porque me desgas nal ou até mesmo a extinção dessas.
Pra bom entendedor, meia palavra bas b) Viroses, como a gripe asiática. Essa doença é cau-
sada por vírus transmitido de pessoa para pessoa at-
Bom entendedor, meia palavra bas ravés do ar espalhado por espirro, tosse. Também é
Bom entendedor, meia palavra bas transmitida pelo contato corpóreo ou objetos contami-
Pra bom entendedor, meia palavra bas… ta? nados, tais como copos, talheres, toalhas etc.
2.
Nos versos dessa música, os compositores referem-se
a inúmeros danos ambientais provocados pela ação a) O dispersante aumenta a superfície relativa do
humana. petróleo facilitando o acesso de grande número de
bactérias a sua fonte de alimentação, acelerando a
Cite quatro desses danos ambientais, indicando em degradação.
quais estrofes e versos aparecem. Selecione dois desses
b) Com alimento abundante, bactérias crescem expo-
danos e, para um deles, proponha uma medida de âmbi- nencialmente, formando grandes populações cujo me-
to governamental que possa minimizá-lo. Para o outro, tabolismo requer grande quantidade de oxigênio. Esse
indique uma medida de âmbito pessoal que possa ser oxigênio será retirado da água gerando grandes áreas
tomada com o mesmo fim. anóxicas ou zonas mortas.
5. (Fuvest) Nos últimos anos, tem aumentado o número 3.
de espécies de anfíbios em extinção, mesmo quando es- a) A vegetação tem o papel de “segurar” o solo, im-
ses animais habitam áreas pouco exploradas, como as pedindo seu deslizamento. As raízes das plantas são
partes mais altas das montanhas. eficientes para evitar a erosão, pois elas conseguem

49
reter o excesso de água, evitando a lixiviação do solo. da porção fértil da superfície do solo, provocando a
b) As consequências podem ser: produção de gás perda de nutrientes minerais.
metano, produzindo mau cheiro, incêndios e contribu- b) “E transformo tudo em/ Galho ripa, farpa, cerca
indo para acentuar o efeito estufa; produção de cho- pau e pó”. O reflorestamento permite a utilização da
rume, líquido produzido pelo lixo, que pode contami- madeira sem a necessidade do desmatamento de no-
nar o lençol freático; exposição do lixo à proliferação vas áreas de florestas nativas.
de insetos e roedores, aumentando a possibilidade de
transmissão de diversas doenças; atração de pessoas 2.
pobres para manipular esse material, aumentando a a) O problema ambiental mais grave causado pelo au-
possibilidade de contaminação por diversas doenças; mento das emissões de gás carbônico é o agravamen-
potencialização de riscos de deslizamentos gerada por to do efeito estufa. Como consequência desse agra-
construção em terrenos pouco estáveis. vamento temos a elevação da temperatura média do
Planeta, que poderá causar elevação dos níveis dos
oceanos, alteração nos regimes de chuvas, furacões
E.O. Enem e derretimento de geleiras, entre outros problemas.
1. C 2. E 3. B 4. D 5. A b) O aumento do desmatamento provocará maior
destruição das árvores e o carbono retido por esses
6. E
vegetais será liberado para a atmosfera na forma de
dióxido de carbono. Sem a obrigatoriedade do re-
E.O. UERJ plantio, esse dióxido de carbono emitido não será re-
absorvido, aumentando assim a concentração desse
Exame Discurssivo gás na atmosfera. Nesse processo de desmatamento,
1. As células musculares são especializadas para a contração espécies que possuem populações pequenas ou uma
e têm altas quantidades das proteínas actina e miosina, prin- distribuição restrita (endêmicas) poderão ser seria-
cipais responsáveis pela atividade contrátil, que se organizam mente afetadas e poderão ser levadas à extinção.
em filamentos formados por duas ou mais dessas moléculas. 3.
O rúmen dos bovinos é uma câmara fermentativa. Nela, bac- a) A pirâmide de biomassa A representa as relações
térias simbióticas produzem grande quantidade de gás metano alimentares de um ecossistema terrestre, com a bio-
no processo de digestão da celulose. O metano, que é elimi- massa diminuindo ao longo dos níveis tróficos. A
nado do organismo dos animais principalmente pela boca e pirâmide de biomassa B representa um ecossistema
pelos orifícios nasais, mas também pelo ânus, contribui para o marinho, onde a menor biomassa dos produtores é
aumento do efeito estufa na atmosfera terrestre. compensada por sua alta taxa de reprodução, asse-
2. O etanol é uma fonte renovável de energia. Seu uso ex- gurando a nutrição dos consumidores primários.
clusivo como combustível acarreta a produção de uma deter- b) O SO2 liberado na atmosfera reage com o vapor
minada quantidade de CO2, em virtude de sua queima, mas d’água produzindo ácido sulfúrico (H2SO4), o que
quantidade similar desse gás também será captada pelas provoca as chuvas ácidas que diminuem o pH do solo,
plantas do qual é extraído. Dessa forma, a contribuição para o assim prejudicando o crescimento vegetal.
aumento da taxa de CO2 atmosférico pela queima de etanol é Além disso, o ácido sulfúrico mata o meristema apical
minimizada. Algumas desvantagens relacionadas ao uso desse das plantas, impedindo o crescimento do vegetal. Como
biocombustível são: redução da biodiversidade e da produção os vegetais são os produtores dos ecossistemas terres-
de alimentos, em virtude da necessidade de grandes áreas para tres, todos os demais níveis tróficos seriam afetados.
plantação das culturas usadas na produção de etanol; gasto
4. Estrofe 1 – poluição aquática no mar (verso 3) / poluição
de grande quantidade de energia nessa produção; aumento
atmosférica (verso 4). Estrofe 2 – desmatamento (verso 3)
do consumo de água para irrigação e de uso de fertilizantes
/ branqueamento (morte) dos corais (verso 4). Estrofe 3 –
nitrogenados; contaminação de lençóis freáticos por nitritos e
extinção de espécies (verso 3). A poluição no mar pode ser
nitratos oriundos de fertilizantes.
minimizada através da construção de emissários que despe-
jam esgotos longe da costa. A poluição atmosférica pode ser
E.O. Objetivas reduzida através da diminuição da queima de combustíveis
fósseis não renováveis. Os governos deveriam, por exemplo,
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp) incentivar o desenvolvimento e a utilização de painéis solares
1. C 2. B 3. B 4. A e veículos movidos à eletricidade.
O aquecimento global pode ser também reduzido se o
E.O. Dissertativas homem passar a utilizar menos os veículos à gasolina ou die-
sel. O deslocamento por bicicleta, trem e metrô não polui e
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp) não aquece a atmosfera. Pode-se citar como medida pessoal
1. o consumo de produtos recicláveis e a adequada destinação
a) O quarto verso “Mata o tronco, muta a terra” ref- do lixo doméstico e do lixo eletrônico, tais como: aparelhos,
ere-se ao desmatamento que deixa o solo exposto pilhas, baterias e carregadores.
ao intemperismo. A chuva e o vento causam a erosão 5.

50
a)
• Chuva ácida, devido ao aumento de gases que
vão provocar a diminuição do pH da água.
• Destruição da camada de ozônio, o que facilita a
penetração da radiação ultravioleta.
b)
• Parasitismo: afeta as trocas gasosas feitas pela
respiração cutânea do sapo.

51
AULAS TIPOS DE REPRODUÇÃO E CICLOS DE VIDA
25 E 26
COMPETÊNCIAS: 4e8 HABILIDADES: 13, 16 e 28

E.O. APRENDIZAGEM TALO(I) oGAMETA(II) oZIGOTO(III) oTALO(IV) o


ESPOROS(V) oTALO
1. (Mackenzie) No seu ciclo de vida, os vegetais apresentam A meiose ocorre em:
alternância de gerações como padrão. a) I
Nesse tipo de ciclo, a fase gametofítica produz gametas b) II
e a fase esporofítica produz esporos. A respeito dos tipos c) III
de células reprodutivas citados, é correto afirmar que d) IV
a) ambos são produzidos por meiose. e) V
b) os gametas são produzidos por meiose, e os espo-
4. (PUC-RJ) Uma das estratégias que pode permitir a
ros por mitose.
existência de biodiversidade é o aumento da variabi-
c) os gametas são produzidos por mitose, e os espo- lidade gênica, que pode se dar em função de um dos
ros por meiose. seguintes processos:
d) ambos são produzidos por mitose.
a) reprodução assexuada.
e) o esporo sofre meiose para originar os gametas.
b) aumento de emigração.
2. (UFTM) As planárias, além de se reproduzirem sexu- c) inibição de mutações.
adamente, também podem se reproduzir por frag- d) reprodução sexuada.
mentação e regeneração, quando as partes perdidas e) cruzamentos consanguíneos.
regeneram-se e dão origem a novos indivíduos.
De acordo com essa forma reprodutiva, é possível con- 5. (Fatec) Considere os seguintes processos:
cluir que os descendentes formados I. Uma planária fragmenta-se em três peda ços, origi-
nando três novas planárias.
II. Uma população de microcrustáceos é formada so-
mente por fêmeas que põem ovos dos quais se desen-
volvem novas fêmeas.
III. Um rato macho acasala-se com uma fêmea, produz-
indo seis filhotes.
Pode-se afirmar, com certeza, que a variabilidade
genética é uma das características dos descendentes
resultantes somente de:
a) I.
b) II.
c) III.
a) apresentarão variabilidade genética, devido à d) I e II.
ocorrência de crossing-over. e) I e III.
b) serão geneticamente idênticos entre si, porque re-
sultaram de sucessivas fecundações. 6. (PUC-MG) O esquema a seguir representa arepro-
c) serão geneticamente idênticos entre si, porque resul- dução em abelhas.
taram de sucessivas divisões mitóticas. ZANGÃO (n) RAINHA (2n)
d) serão geneticamente diferentes entre si, porque nos
núcleos celulares ocorreram segregações cromossômicas.
e) produzirão também novas gerações com genes
totalmente diferentes entre si, caso se reproduzam Espermatozóide (n) Óvulo (n) Óvulo (n)
dessa mesma forma.

3. (Pucmg) Em um ciclo haplodiplobionte de um vege-


tal, os esporos são sempre haploides. Observe o esque- Fêmeas (2n) Machos (n)
ma a seguir, que representa esse ciclo:

52
Sobre ele é correto afirmar, EXCETO:
a) A formação de gametas pode ocorrer com meiose
ou mitose.
b) A probabilidade de maior variabilidade genética
pode ocorrer em operárias e rainhas.
c) No esquema apresentado, a partenogêneseocorre
apenas nos zangões.
d) Os zangões, por serem haploides, não apre sentam
variabilidade genética.

7. (PUC-MG) Observe os esquemas a seguir.

1. Sobre os “mares de sargassum”, assinale a alternativa


que indica o tipo de reprodução predominante.
a) Alternância de geração.
b) Divisão binária.
c) Zoosporia.
d) Fragmentação.
2. e) Fusão celular.

10. (UFMG) Analise estas figuras:

3.

I II
De acordo com os esquemas, é correto afirmar, EXCETO: A partir dessa análise, é INCORRETO afirmar que a
a) O ciclo número 1 pode ocorrer em algumas algas e variabilidade genética observada
não há organismos multicelulares diploides. a) em II se explica por mutação e recombinação.
b) Plantas avasculares e vasculares podem ter o ciclo b) em I decorre da troca de material genético.
de número 2. c) em II possibilita a sobrevivência em váriosambientes.
c) O ciclo de número 3 pode ocorrer em animais e não d) em I resulta de um processo de mutação.
há organismos haploides.
d) No mesmo ciclo, dois dos esquemas podem apre-
sentar indivíduos com ploidias diferentes. E.O. FIXAÇÃO
8. (PUC-SP) A partir da germinação de um esporo de 1. (Mackenzie) Existem plantas que apresentam autofe-
samambaia cundação, mas a maioria tem fecundação cruzada. Con-
sidere as afirmações abaixo:
a) origina-se a geração diploide de seu ciclo de vida.
I. Em termos evolutivos, a autofecundação é mais
b) origina-se a geração duradoura de seu ciclo de vantajosa do que a fecundação cruzada, pois garante
vida. a pureza das características.
c) ocorre uma divisão meiótica.
II. A polinização por insetos é importante na fe-
d) ocorre imediatamente a fecundação. cundação cruzada.
e) origina-se a geração haploide de seu ciclo de vida. III. A fecundação cruzada permite maior variabilidade
9. (Upe-ssa) As macroalgas de gênero Sargassum são genética.
amplamente conhecidas nos mares tropicais e tem- IV. A fecundação cruzada só acontece emplantas
perados quentes, não só por colonizarem fundos ro- dioicas (de sexos separados).
chosos, mas também por formar os chamados “mares Estão corretas, apenas:
de sargassum”, que navegam em correntes marinhas, a) I e II.
até encalhar nos continentes e ilhas. Tal fenômeno foi
b) I e III.
observado no ano passado, no Arquipélago de Fernan-
c) I e IV.
do de Noronha (vide foto). Essas espécies precisaram
se adaptar ao meio flutuante, mudando o seu tipo de d) II e III.
reprodução. e) II e IV.

53
2. (Mackenzie) Suponha a existência de dois tipos a) a reprodução assexuada não apresenta variabili-
de uma mesma espécie de verme: um, que se repro- dade genética.
duz assexuadamente, por brotamento, e outro, que é b) a existência de órgãos análogos em duas espécies
sexuado. Ambos vivem em um mesmo lago, também é considerada evidência de evolução convergente.
habitado por uma bactéria que provoca uma doença c) a seleção natural, na teoria darwinista, é a causa
nesses vermes. A espécie assexuada é mais frequente- da variabilidade genética.
mente atacada por essa bactéria. Após um período d) o uso ou desuso de um órgão, na teoria lamarckis-
de seca, no qual a população desse verme foi drastica- ta, provoca mutações genéticas.
mente reduzida, observou-se que os indivíduos sexu- e) órgãos homólogos são aqueles que apresentam a
ados passaram a ser mais atacados pelas bactérias do mesma função, mas origens diferentes
que os assexuados. Considere as afirmações a seguir.
I. A reprodução sexuada, devido à variabilidade genéti- 5. (FGV) O trecho faz parte do artigo Dor, Forma, Be-
ca que ela proporciona, garantia uma maior resistên- leza, publicado na seção Tendências e Debates da
cia à infecção pela bactéria; “Folha de S.Paulo”, 30.08.05. (Os números 1, 2 e 3 fo-
ram colocados para destacar três frases desse trecho.)
II. A diminuição da população de vermes no lago, em
consequência da seca, resultou na diminuição dessa “Alimentação e abrigo são necessidades de uma
variabilidade genética, tornando a população mais planta1; acresça-se sexo e estaremos no reino ani-
mal2; um pouco mais de afeto e estaremos no espaço
vulnerável à infecção pelas bactérias;
dos bichos de estimação3.”
III. Com a seca, os indivíduos assexuados setornaram
Embora o artigo não tivesse por objetivo ensinar ou
resistentes à infecção.
discutir biologia, pode-se dizer que, em um contexto
Assinale: biológico,
a) se somente I e II forem corretas. a) a frase 1 está errada porque, além de as plantas
b) se somente I for correta. não necessitarem de abrigo, também não necessitam
c) se somente II e III forem corretas. de substratos do meio para subsistir: produzem seu
d) se somente II for correta. próprio alimento através da fotossíntese.
b) a frase 2 está errada, porque há reprodução sexua-
3. (FGV) ESPERMA CONGELADO PODE AJUDAR A REVIVER da entre os vegetais e reprodução assexuada no reino
MAMUTES. animal.
Pesquisadores japoneses conseguiram usar esperma- c) a frase 2 está correta, pois a reprodução se xuada só
tozoides de camundongos congelados há 15 anos – e está presente nos animais.
que, na prática, estavam mortos – para produzir filho- d) as frases 1 e 2 estão corretas e se complementam:
tes, sugerindo que o mesmo poderia ser tentado para plantas e animais necessitam de alimento e abrigo,
mamutes e outros mamíferos extintos e preservados mas só os animais apresentam reprodução sexuada.
no gelo. Embora espermatozoides congelados sejam e) a frase 3 está correta porque, ao longo da
usados rotineiramente por bancos de esperma e clíni- evolução animal, apenas os animais domésticos desen-
cas de fertilização ‘in vitro’, a equipe trabalhou com volveram sentimentos como o afeto.
células retiradas de camundongos inteiros congela-
6. (Uemg) A variabilidade genética está associada a
dos. O mais impressionante é que os espermatozoides
diversos processos que podem proporcionar maiores
estavam mortos: sua parede celular estava seriamen-
chances adaptativas para as espécies. Se, por um lado,
te danificada, e eles não conseguiriam fertilizar a reprodução assexuada permite uma rápida propa-
naturalmente os óvulos. gação pelo ambiente, por outro, a variabilidade incre-
“FOLHA DE S.PAULO”, 15.08.2006 menta e recombina genes que podem oportunizar a
O texto apresenta uma incorreção na informação sobrevivência em situações adversas.
veiculada quando afirma que Nas situações listadas a seguir, destaca-se como fonte
de proliferação e variabilidade a
a) espermatozoides congelados há anos, naprática,
estariam mortos. a) cissiparidade bacteriana.
b) mamutes e outros mamíferos extintos forampreser- b) divisão em protozoários.
vados no gelo. c) esporulação em plantas.
c) a parede celular dos espermatozoides estava seri- d) gemulação em poríferos.
amente danificada.
7. (UFRRJ) Da fusão dos gametas masculino e femi-
d) espermatozoides congelados são usados rotinei-
nino, ambos haploides, surge a célula ovo ou zigoto,
ramente por bancos de esperma e clínicas de fertil-
em que se restabelece o número diploide.
ização ‘in vitro’.
Comparando-se a quantidade de DNA encontrada no
e) espermatozoides retirados de um animal congelado
núcleo das células somáticas de um camundongo,
não conseguiriam fertilizar naturalmente os óvulos.
podemos afirmar que é igual:
4. (Mackenzie) A respeito do processo de evolução, é a) à quantidade de DNA encontrada no núcleo dos
correto afirmar que espermatozoides desse animal.

54
b) a duas vezes a quantidade de DNA encontrada no Estão CORRETAS
núcleo dos espermatozoides desse animal. a) I e II.
c) à metade da quantidade de DNA encontrada no b) I e III.
núcleo dos espermatozoides desse animal.
c) II e III.
d) a quatro vezes a quantidade de DNA encontrada no
núcleo dos espermatozoides desse animal. d) II e IV.
e) à quarta parte da quantidade de DNA encontrada no e) III e IV.
núcleo dos espermatozoides desse animal. 2. (Udesc) Analise cada proposição em relação ao pro-
8. (UFRRJ) Os mecanismos que impedem a repro- cesso de embriogênese e assinale (V) para verdadeira
dução entre indivíduos de espécies diferentes po- ou (F) para falsa.
dem ser pré-copulatórios ou póscopulatórios. Abaixo, ( ) A fecundação é a união entre os gametas masculino
relacionou-se alguns desses mecanismos. e feminino, que são haploides, para formar um zigoto
I. Isolamento sazonal ou de habitat. (diploide).
II. Esterilidade do híbrido. ( ) Quando vários espermatozoides se aproximam do
III. Isolamento etológico. óvulo, ocorre o processo chamado de ativação.
IV. Inviabilidade do híbrido. ( ) A monoespermia ocorre quando o espermatozoide é
formado por apenas um flagelo.
V. Isolamento mecânico.
( ) A anfimixia consiste na formação do tubo polínico
VI. Mortalidade gamética.
nas plantas superiores.
VII.Mortalidade zigótica.
( ) A partenogênese é o desenvolvimento sem fecunda-
Dos mecanismos relacionados acima, são pré-copu- ção do óvulo pelo espermatozoide. Este processo ocor-
latórios: re, por exemplo, nas abelhas.
a) I, III e V. Assinale a alternativa que contém a sequência correta,
b) I, II e III de cima para baixo.
c) II, IV e VII. a) V – V – V – V – V
d) I, III e VI b) V – F – F – F – F
e) V, VI e VII. c) V – F – V – F – F
d) F – V – F – V – V
9. (UFV) Os invertebrados prepararam uma grande
festa zoológica. Entretanto, para manter os bons e) V – V – F – F – V
costumes e evitar confusão, os convites continham 3. (UFPB) A lista, a seguir, inclui termos ou expressões,
a seguinte advertência: “Aqueles que apresentarem identificados por números, relativos às características
fecundação interna, não entram”. Assim, dos inverteb- gerais dos seres vivos.
rados abaixo, aquele que poderá participar da festa é:
1. Catabolismo
a) a aranha. 2. Neurônio
b) a lombriga. 3. Fecundação Cruzada
c) o ouriço-do-mar. 4. Material Genético
d) o gafanhoto.
5. Célula Procarionte
e) o caracol-de-jardim.
6. Hereditariedade
7. Anabolismo
E.O. COMPLEMENTAR 8. Evolução Biológica
9. Reprodução Assexuada
1. (UPE) Os zangões, machos das abelhas, são forma- 10. Célula Eucarionte
dos por um processo de partenogênese e possuem 11. Seleção Natural
16 cromossomos. Já as abelhas operárias são fruto
de um processo de fecundação. Diante dessas infor- 12. Variabilidade Genética
mações, analise as afirmativas a seguir: Utilize os números que identificam cada umdos ter-
I. Por serem fruto de partenogênese, os machos possuem mos ou expressões dispostos na lista, associando-os,
o dobro de cromossomos encontrados na abelha rainha. corretamente, às definições a seguir.
II. A abelha rainha possui óvulos com o mesmo núme- ( ) Compartimento membranoso microscópico no qual
ro de cromossomos encontrados nas células somáti- ocorrem processos químicos fundamentais à vida e,
cas das operárias, pois ela também é uma fêmea. em seu interior, não há outros compartimentos ou es-
III. Todas as fêmeas possuem 32 cromossomos nas suas truturas membranosas.
células somáticas, o dobro que os machos possuem. ( ) Processo biológico de síntese de substâncias, como a
IV. A abelha rainha possui 16 cromossomos em seus formação de proteínas a partir da união de aminoácidos.
óvulos, que, quando fecundados, geram indivíduos com ( ) Fenômeno através do qual um organismo produz
32 cromossomos. outro que, em geral, lhe é idêntico.

55
( ) Modificações sofridas pelos seres vivos ao longo recebem proteção dos pais, como no caso dos mamífe-
de sua existência na Terra, que levam ao surgimento ros; e o grupo formado por espécies de fecundação ex-
de novas espécies a partir de espécies ancestrais. terna, em que os zigotos são abandonados pelos pais
( ) Substâncias químicas que carregam consigo as re- (zigotos órfãos), como ocorre em um grande número
gras que definem a organização dos seres vivos. de espécies de vertebrados e invertebrados.
A sequência correta é: Após a fecundação, formados os zigotos, tem início o
processo de divisão celular com a duplicação do DNA
a) 10, 1, 3, 11, 6
(fase S) e divisão celular por mitose, até a formação
b) 5, 7, 9, 8, 4
da gástrula. Em um dos dois grupos, a divisão celular é
c) 2, 4, 9, 10, 7 muito rápida, pois são suprimidas a fase G2, na qual são
d) 5, 7, 6, 11, 4 reparados eventuais erros de duplicação, e a fase G1,
e) 10, 1, 3, 8, 4 de preparação da fase S. No outro grupo a divisão ce-
lular é mais longa, pois inclui as fases G1 e G2, que são

E.O. DISSERTATIVO demoradas. As duas estratégias são adaptações que se


originam na ação da seleção natural. Agora observe os
gráficos A e B a seguir.
1. Turritopsis dohrnii é uma espécie de hidrozoário con-
Identifique o gráfico que representa o grupo de espécies
hecida atualmente como “água-viva imortal”. Seu curi-
com cuidado parental e o que corresponde ao grupo
oso ciclo de vida foi descoberto em 1988 por Christian
sem cuidado parental (órfãos). Justifique sua resposta.
Sommer, um biólogo marinho alemão. Sommer man-
teve espécimes de Turritopsis dohrnii no laboratório
e, após vários dias, notou que os animais estavam se
comportando de uma maneira muito peculiar... eles se
“recusavam” a morrer. Aparentemente, eles estavam
revertendo o envelhecimento e rejuvenescendo pro-
gressivamente, até alcançarem seu estágio inicial de
desenvolvimento, ponto em que novamente iniciavam
seu ciclo de vida. Em 1996, os cientistas descreveram
como a espécie pode se transformar novamente em um
pólipo a partir da fase de medusa. Um dos cientistas 3. (UFJF) Dentre as espécies invasoras que mais têm
comparou a água-viva a uma borboleta que pudesse causado prejuízo recentemente, estão duas espécies de
novamente se tornar uma lagarta. Hoje sabemos que o moluscos: o mexilhão-dourado (Limnoperna fortunei),
rejuvenescimento de Turritopsis dohrnii é desencadea- um bivalve de água doce originário da China, e a aca-
do por estresse ambiental ou agressão física. Essas de- tina (Achatina fulica), um gastrópode terrestre originá-
scobertas apareceram para desbancar a lei mais funda- rio da África. O ambiente propício aliado à ausência de
mental da natureza – “você nasce e então você morre”. predadores eficazes e de parasitas dessas espécies na
ADAPTADO DE: RICH, N. “CAN A JELLYFISH UNLOCK THE SECRET América do Sul possibilitou a sua rápida expansão, prin-
OF IMMORTALITY?”. IN: THE NEW YORK TIMES. NOV. 2012. cipalmente, devido à sua imensa capacidade reprodu-
DISPONÍVEL EM: <HTTP://WWW.NYTIMES. COM/2012/12/02/ tiva. Essas duas espécies exemplificam a diversidade de
MAGAZINE/CAN-A-JELLYFISH-UNLOCKTHE-SECRETOF-IMMORTALITY.
modos de reprodução que ocorre nos moluscos. O mexi-
HTML?PAGEWANTED=ALL&_R=0>. ACESSO EM: 18 JUN. 2014.
lhão é DIOICO, tem FECUNDAÇÃO (CRUZADA) EXTERNA
e DESENVOLVIMENTO INDIRETO, enquanto a acatina é
MONOICA, tem FECUNDAÇÃO (CRUZADA) INTERNA e
A DESENVOLVIMENTO DIRETO.
F a) Em relação às espécies, explique o significado dos
B
termos em destaque.
Dioica
C Monoica
E
Fecundação externa
D
Fecundação interna
O esquema acima ilustra o ciclo de vida de uma Desenvolvimento direto
água-viva. Desenvolvimento indireto
Utilizando as letras do esquema, determine as etapas b) Considerando que o estágio larval está presente
que podem se reverter em situações de estresse am- no ciclo de vida de muitos moluscos, apresente uma
biental durante a vida de um indivíduo de Turritopsis vantagem e uma desvantagem da sua existência.
dohrnii e justifique usando as informações do texto. b1) Vantagem do estágio larval
b2) Desvantagem do estágio larval
2. (UFRJ) As espécies que apresentam reprodução sexu-
ada podem ser divididas em dois grupos: o grupo das 4. (UFC) Em recente pesquisa, biólogo cearense con-
espécies com fecundação interna, em que os zigotos cluiu que caranguejos ‘Ucides cordatus’ estão entrando,

56
precocemente, em maturação reprodutiva em decor-
4
rência da intensa captura desses animais. Ele baseou-
se em estudos anteriores, análises biométricas e his- Quadro 1 zigoto
tológicas. Com base nessas informações, responda ao
que se pede. animal adulto 5
3 multicelular
a) A qual categoria taxonômica refere-se o termo
‘Ucides’?
b) Nesse estudo, o pesquisador utilizou análises his- Quadro 2
tológicas, para chegar à conclusão da maturação gameta gameta
reprodutiva. Quais células germinativas ele deve ter masculino feminino
buscado em ovários e testículos que o levaram a tal
conclusão? são feitas as seguintes afirmações:
c) As células germinativas que foram encontradas nos I. Os quadros 1 e 2 correspondem, respectivamente,
ovários e testículos dos caranguejos, e que levaram aos estágios haploide e diploide.
o cientista a concluir que eles estão em maturação II. O número 3 corresponde à meiose e esta favorece
sexual, sofreram especializações para desempenhar um aumento da variabilidade genética.
seu papel na reprodução. Tal fato também acontece III. O número 4 corresponde à mitose e esta ocorre
em todo o reino animal. Cite uma especialização para somente em células germinativas.
a célula germinativa masculina e uma para a célula
IV. O número 5 corresponde à fertilização, onde ocorre
germinativa feminina, aptas para reprodução, encon- a combinação dos genes provenientes dos pais.
tradas, respectivamente, nos testículos e nos ovários
de mamíferos. Estão corretas as afirmações:
a) I e II, apenas.

E.O. ENEM
b) I e IV, apenas.
c) II e IV, apenas.
d) I, II e III, apenas.
1. (Enem) Em certas localidades ao longo do rio Amazo- e) II, III e IV, apenas.
nas, são encontradas populações de determinada espé-
cie de lagarto que se reproduzem por partenogênese. 2. (Unesp)
Essas populações são constituídas, exclusivamente, por
fêmeas que procriam sem machos, gerando apenas
fêmeas. Isso se deve a mutações que ocorrem ao acaso
nas populações bissexuadas. Avalie as afirmações se-
guintes, relativas a esse processo de reprodução.
I. Na partenogênese, as fêmeas dão origem apenas
a fêmeas, enquanto, nas populações bissexuadas, Nunca se viram tantos gêmeos e trigêmeos.
cerca de 50% dos filhotes são fêmeas.
As estatísticas confirmam a multiplicação dos bebês,
II. Se uma população bissexuada se mistura com uma que resulta da corrida das mamães às clínicas de re-
que se reproduz por partenogênese, esta última desa- produção. O motivo pelo qual a reprodução assistida
parece. favorece a gestação de mais de uma criança é a própria
III. Na partenogênese, um número x de fêmeas é ca- natureza do processo. Primeiro, a mulher toma medica-
paz de produzir o dobro do número de descendentes de mentos que aumentam a fertilidade e, em consequên-
uma população bissexuada de x indivíduos, uma vez cia, ela libera diversos óvulos em vez de apenas um.
que, nesta, só a fêmea põe ovos. Os óvulos são fertilizados em laboratório e introduz-
É correto o que se afirma: idos no útero. Hoje, no Brasil, permite-se que apenas
quatro embriões sejam implantados – justamente para
a) apenas em I.
diminuir os índices de gravidez múltipla.
b) apenas em II. VEJA, 30 DE MARÇO DE 2011.
c) apenas em I e III.
d) apenas em II e III. Suponha que uma mulher tenha se submetido ao trata-
e) em I, II e III. mento descrito na notícia, e que os quatro embriões im-
plantados em seu útero tenham se desenvolvido, ou seja,
a mulher dará à luz quadrigêmeos. Considerando-se um
E.O. OBJETIVAS mesmo pai para todas as crianças, pode-se afirmar que

(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)


a) a probabilidade de que todas sejam meninas é de
50%, que é a mesma probabilidade de que todos se-
jam meninos.
1. (Unesp) Em relação ao esquema seguinte, relacio- b) a probabilidade de as crianças serem do mesmo
nado com o ciclo de vida de um animal de reprodução sexo é de 25%, e a probabilidade de que sejam dois
sexuada, meninos e duas meninas é de 50%.

57
c) embora as crianças possam ser de sexos diferentes, 4. (Unicamp) A figura a seguir mostra uma situação jo-
uma vez que se trata de gêmeos, serão geneticamen- cosa referente à fragmentação de um invertebrado hi-
te mais semelhantes entre si do que o seriam caso potético, em que cada um dos fragmentos deu origem
tivessem nascidas de gestações diferentes. a um indivíduo. Um exemplo real muito conhecido é o
d) as crianças em questão não serão geneticamente da fragmentação da estrela-do-mar, cujos fragmentos
mais semelhantes entre si do que o seriam caso não dão origem a outras estrelas-do-mar.
fossem gêmeas, ou seja, fossem nascidas de quatro Frank & Ernest Bob Thaves
diferentes gestações. Foi voçê que chamou um especialista
e) as crianças serão gêmeos monozigóticos, genetica- em eficiência organizacional?
mente idênticos entre si e, portanto, todas do mesmo
sexo.

E.O. DISSERTATIVAS O Estado de S. Paulo - 20/10/2006

(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP) a) Tanto a figura quanto o caso da estrela-domar se


referem à reprodução assexuada. Explique em que a
reprodução assexuada difere da sexuada.
1. (Unicamp) Um cidadão foi preso por um crime que
b) Dê uma vantagem e uma desvantagem da repro-
não cometeu. O exame do DNA encontrado na cena do
dução assexuada em relação à sexuada. Justifique.
crime revelou que ele é compatível com o do indivíduo
c) Os invertebrados podem apresentar outros tipos
apontado como culpado. As provas colhidas em um ou-
de reprodução assexuada. Indique um desses tipos
tro crime, ocorrido durante a reclusão do suposto crimi-
e dê um exemplo de um grupo de invertebrados em
noso, curiosamente apontaram o mesmo perfil gené-
que ele ocorre.
tico, colocando em cheque o trabalho de investigação
realizado. As suspeitas então recaíram sobre um irmão 5. (Unesp) Em algumas espécies de tartarugas mari-
gêmeo do indivíduo. nhas que usam as areias da praia para desovar, a deter-
a) Como são denominados os gêmeos do caso inves- minação do sexo dos embriões, se machos ou fêmeas,
tigado? Que tipo de análise seria capaz de distinguir está relacionada com a temperatura. A figura mostra a
os gêmeos? porcentagem de machos e fêmeas eclodidos de ovos
b) Descreva os processos de fecundação e desenvolvi- incubados a diferentes temperaturas.
mento embrionário que podem ter gerado os gêmeos 80
% machos e fêmeas

envolvidos no caso investigado.


60
2. (Fuvest) Suponha três espécies de organismos, 1, 2 e 40
3, que têm exatamente o mesmo número de cromosso-
20
mos. A espécie 1 tem reprodução sexuada e na meiose
ocorre permutação entre os cromossomos homólogos. 0
30 32 34 36 38
A espécie 2 tem reprodução sexuada, porém, na meio- Temperatura (ºC)
se, não ocorre permutação entre os cromossomos ho-
machos
mólogos. A espécie 3 se reproduz assexuadamente por
meio de esporos. Com base na constituição genética fêmeas

das células reprodutivas, explique se as afirmativas a e Tendo como referência as informações presentes na
b estão corretas ou não. figura e considerando o aquecimento global causado
a) O número de tipos de células reprodutivas, produzi- pelo efeito estufa, qual seria a consequência mais ime-
do pelos indivíduos das espécies 1 e 2, deve ser igual. diata para as populações dessas espécies de tartaru-
b) O número de tipos de células reprodutivas, pro- gas? Se um gráfico de mesmo tipo fosse construído
duzido pelos indivíduos das espécies 2 e3, deve ser para representar a porcentagem de embriões machos
diferente. e fêmeas que se desenvolvem a partir de ovos das aves,
na faixa de temperatura correspondente a 38 graus Cel-
3. (Unesp) A proibição do aborto não decorre da con- sius, quais seriam as porcentagens esperadas para cada
cepção religiosa de que a vida deve ser protegida por- um dos sexos? Justifique.
que provém de Deus, mas da constatação científica
de que o feto é individualidade diferente da mãe que 6. (Unesp) Analise as oito informações seguintes, rela-
o gera, porque tem DNA próprio, não se confundindo cionadas com o processo reprodutivo.
com o do pai ou o da mãe. I. A união de duas células haploides para formar um in-
“FOLHA DE S.PAULO”, 28.05.2007. divíduo diploide caracteriza uma forma de reprodução
dos seres vivos.
Que argumento pode ser usado para justificar que o
feto tem DNA próprio, que não é igual ao do pai ou ao II. O brotamento é uma forma de reprodução que favo-
da mãe? rece a diversidade genética dos seres vivos.

58
III. Alguns organismos unicelulares reproduzem-se por Monoica: Espécie com indivíduos bissexuados (o mes-
meio de esporos. mo indivíduo é masculino e feminino, ainda que em
IV. Gametas são produzidos pela gametogênese, um épocas diferentes).
processo que envolve a divisão meiótica. Fecundação externa: Espécie em que macho e fêmea
V. Brotamento e regeneração são processos pelos quais liberam gametas que se encontram no ambiente ex-
novos indivíduos são produzidos por meio de mitoses. terno (água) onde ocorre a fecundação.
Fecundação interna: Espécie onde a fecundação ocor-
VI. Fertilização é um processo que não ocorre em orga-
re através de cópula, dentro do indivíduo que fornece
nismos monoicos.
o gameta feminino.
VII.A regeneração de um pedaço ou secção de um or- Desenvolvimento direto: Aquele que ocorre sem fase
ganismo, gerando um indivíduo completo, não pode ser larval distinta, de modo que o indivíduo recém eclodi-
considerada uma forma de reprodução. do é semelhante ao adulto.
VIII. Gametas são produzidos a partir de células somá- Desenvolvimento indireto: Aquele que ocorre através
ticas. de fase larval distinta, de modo que o indivíduo recém
a) Elabore um quadro com duas colunas. Relacione, eclodido é diferente do adulto.
em uma delas, os números, em algarismos romanos, b1) As vantagens que podem ser apontadas no
correspondentes às afirmações corretas que dizem estágio larval é a falta de competição por
respeito à reprodução assexuada; na outra, os núme- alimento com indivíduos adultos, uma vez
ros correspondentes às afirmações corretas relacio- que a alimentação é diferenciada.
nadas à reprodução sexuada. b2) O processo de passagem de larva para adul-
b) Qual a maior vantagem evolutiva da reprodução to, conhecida como metamorfose, pode
sexuada? Que processo de divisão celular e que ser um período de grande vulnerabilidade
eventos que nele ocorrem contribuem para que essa para o indivíduo. Além disso, o habitat dos
vantagem seja promovida? adultos nem sempre são propícios para o
crescimento das larvas, fazendo com que o

Gabarito
índice de mortalidade seja alto.
4.
a) O terno Ucides refere-se ao Gênero.
E.O. Aprendizagem b) Nos testículos o pesquisador deve ter procurado
pelos espermatozoides. Já nos ovários as células pro-
1. C 2. C 3. D 4. D 5. C
curadas foram o óvulo, ovócito II e ovócito maduro.
6. D 7. D 8. E 9. D 10. B c) Os espermatozoides apresentam núcleo haploide,
acrossomo rico em enzimas digestivas, flagelo propi-
cio para a locomoção, redução do volume citoplasmá-
E.O. Fixação tico e bateria mitocondrial. Já os óvulos apresentam
1. D 2. A 3. C 4. B 5. B núcleo haploide, vitelo, aumento no volume citoplas-
mático e grânulos corticais.
6. C 7. B 8. A 9. C

E.O. Complementar E.O. Enem


1. C
1. E 2. E 3. B

E.O. Objetivas
E.O. Dissertativo (Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
1. Em caso de estresse ambiental, as fases identificadas pelas
1. C 2. D
letras F e E podem ser revertidas, uma vez que esta espécie
tem a capacidade de voltar ao estágio de pólipo a partir da fase
medusa. E.O. Dissertativas
2. O gráfico A representa o grupo sem cuidado parental, o
gráfico B representa o grupo com cuidado parental. No gru-
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
po sem cuidado parental, a divisão celular é mais simples e 1.
rápida. Assim, no grupo sem cuidado parental os indivíduos a) Os gêmeos envolvidos no crie são gêmeos univete-
ficam menos tempo expostos à predação. No outro grupo lineos, também conhecidos comogêmeos monozigóti-
existe a proteção dos pais contra a predação. cos ou idênticos. A forma possível para identificar os
3. gêmeos idênticos é a analise das impressões digitais.
a) Dioica: Espécie com indivíduos unissexuados (indi- b) Gêmeos idênticos são formados a partir da divisão
víduos exclusivamente masculinos e exclusivamente das células embrionárias do blastocisto, formando
femininos). dois ou mais embriões geneticamente idênticos. Esse

59
blastócito que sofre a divisão é formado a partir da
fecundação de um óvulo por um espermatozoide.
2.
a) A afirmativa está errada. Como na divisão celular
do indivíduo 1 ocorre permutação, o número de tipos
de células reprodutoras formadas é maior do que no
indivíduo 2.
b) A afirmativa está correta. Na produção de espo-
ros do indivíduo 3 não há variabilidade genética. Já
na produção dos gametas do indivíduo 2 a variabili-
dade genética esta presente pois esta é uma das car-
acterísticas mais marcantes da reprodução sexuada.
3. O argumento que poderíamos usar para fortalecer a ideia
de que o feto tem DNA próprio é o fato de que seu DNA é
formado por uma combinação do DNA materno (50%) e do
DNA paterno (50%).
4.
a) Na reprodução assexuada não há variabilidade
genética. O que faz com que a espécie seja mais vul-
nerável a mudanças ambientais. Já na reprodução
sexuada a variabilidade genética é uma característica
que garante sucesso e maior adaptabilidade a mu-
danças climáticas
b) Através da reprodução assexuada é possível ger-
ar uma grande quantidade de indivíduos em um
pequeno espaço de tempo. No entanto a variabili-
dade genética será inexistente.
c) Outras formas de reprodução assexuada que
está presente no reino animal é a estrobilização em
cnidários, brotamento em poríferos e plantas e re-
generação em equinodermos e poriferos.
5. O aquecimento global interferiria no equilíbrio populacional
de tartarugas marinhas. Como a determinação do sexo está re-
lacionada com a temperatura ambiente, em climas mais quentes
o número de fêmeas é maior. Dessa forma, um aumento na
temperatura global faria com que nascessem mais fêmeas do
que machos o que poderia afetar a reprodução destes animais.
Como as aves são endotérmicas, elas não dependem da tempe-
ratura ambiente para manter sua temperatura corpórea. O mes-
mo acontece com seus ovos e com a determinação dos sexos.
Neste caso a proporção de macho e fêmeas é de 50%
6.
a) Observe o quadro a seguir:

Reprodução Reprodução
sexuada assexuada
I e IV III e V

b) Aumento de VARIABILIDADE.
Durante a meiose, ocorre o crossing-over e a segre-
gação independente. Uma grande vantagem da re-
produção sexuada é a variabilidade genética. Isto só
é possível porque durante a meiose pode ocorrer o
crossing-over, gerando a segregação independente
de cromossomos

60
ZOOLOGIA

61
AULAS MOLUSCOS
17 E 18
COMPETÊNCIAS: 4e8 HABILIDADES: 13, 15, 16 e 28

E.O. APRENDIZAGEM 4. (PUC-SP) Analise a tira de quadrinhos abaixo.


NÍQUEL NÁUSEA - Fernando Gonsales
Os caramujos são hermafroditas:
1. Os moluscos são animais que apresentam corpo mole macho e fêmea ao mesmo tempo.
e normalmente possuem conchas. De uma maneira ge-
ral, o corpo desses animais costuma ser dividido em
três partes básicas:
a) cabeça, membros e tórax.
b) cabeça, cefalotórax e abdômen.
c) cabeça, massa visceral e pé.
d) cabeça, tórax e abdômen.
e) cabeça, massa visceral e abdômen. Oi,
Vamos
fazer uma Na minha
troca de carapaça
beleza ou na
2. (Mackenzie) Assinale a alternativa INCORRETA a res- casais?
sua?
peito dos moluscos.
a) São animais diploblásticos acelomados.
b) Têm respiração braquial ou “pulmonar”.
c) Possuem o corpo constituído, basicamente, por ca-
beça, pé e massa visceral. Folha de S. Paulo

d) Têm excreção através de nefrídios.


e) São de sexos separados ou hermafroditas. Embora hermafroditas, os caramujos normalmente têm
fecundação cruzada, mecanismo que leva a descendên-
3. (UFC) O fenômeno conhecido como imposex se carac- cia a apresentar:
teriza pelo surgimento anormal de caracteres sexuais a) aumento de variabilidade genética em relação à
masculinos, como pênis e vaso deferente, em fêmeas autofecundação e maior chance de adaptação das
de moluscos gastrópodes. Esse fenômeno é provoca- espécies ao ambiente.
do pela contaminação da água do mar por compostos b) diminuição da variabilidade genética em relação
orgânicos de estanho, como o tributilestanho (TBT), à autofecundação e maior chance de adaptação das
oriundo das tintas de ação anti-incrustante utilizadas espécies ao ambiente.
em muitas embarcações. O imposex é verificado princi-
c) variabilidade genética semelhante à da autofecun-
palmente em áreas onde há fluxo constante de navios
dação e as mesmas chances de adaptação das espé-
e embarcações. Com base no exposto, assinale a alter-
cies ao ambiente.
nativa correta.
d) diminuição de variabilidade genética em relação à
a) A introdução de fêmeas normais no local contaminado autofecundação e menor chance de adaptação das
seria vantajosa, pois restabeleceria permanentemente a espécies ao ambiente.
população de fêmeas e a reprodução não seria afetada. e) variabilidade genética semelhante à da autofecundação
b) O acúmulo de TBT na cadeia alimentar levaria a um e menor chance de adaptação das espécies ao ambiente.
fenômeno conhecido como magnificação trófica, aumen-
tando a concentração de TBT nos níveis tróficos inferiores. 5. (UFU) Considere as afirmativas abaixo.
c) A população de moluscos afetados pela contami- I. Animal que excreta por células-flama.
nação com TBT entraria em declínio, com uma possí- II. Animal com corpo metamerizado e com simetria bi-
vel extinção local da espécie. lateral.
d) O TBT atuaria de maneira benéfica para a comu-
III. Animal de corpo mole com concha interna.
nidade marinha por realizar o controle da população
local de moluscos. É correto afirmar que os animais acima são, respecti-
vamente:
e) O TBT teria efeito direto na população de molus-
cos, sem afetar os demais organismos da comunidade a) planária, lula e minhoca
marinha local. b) minhoca, planária e polvo

62
c) planária, minhoca e lula 10. (UFF) “A Baía de Guanabara mantém uma relação
d) polvo, minhoca e planária de interdependência com vários ecossistemas a que se
integra. A qualidade das águas não poderia deixar de
6. (PUC-PR) Num restaurante do litoral paranaense, ha- ser influenciada pela carga poluidora lançada nos rios
via vários pratos típicos. Qual das alternativas mostra a de seu entorno e no espelho d’água”.
relação correta, uma vez que o garçom não sabia iden- Os mexilhões podem ser utilizados como bioindicado-
tificar quais pratos eram feitos com moluscos e quais os res para o monitoramento da poluição em ambientes
feitos com crustáceos? marinhos devido à sua capacidade de:
a) Pescada frita e salada de polvo. a) fixação ao substrato.
b) Risoto de mariscos e lulas assadas. b) oxigenação.
c) Arroz com polvo e ensopado de badejo. c) decomposição.
d) Camarões gratinados e siris ao molho. d) filtração.
e) Sopa de ostras e maionese de siri. e) adaptação.
7. (UECE) Nos moluscos, o órgão constituído de uma
membrana epidérmica, que possui glândulas responsá-
veis pela secreção da concha é o(a): E.O. FIXAÇÃO
a) rádula. 1. (UPF) Animais de corpo mole, sem esqueleto, mas
b) papo. geralmente protegidos por uma concha calcária, são
c) manto. denominados __________. A Classe dos __________
d) pé. vive exclusivamente no mar e tem a cabeça diretamen-
te ligada aos pés. A Classe que compreende as ostras
8. (UEG) Sobre as características de alguns grupos de e os mexilhões corresponde aos __________, enquanto
invertebrados, é INCORRETO afirmar: os animais com representantes marinhos, de água doce
e terrestres, cuja concha é espiralada, denominam-se
a) Nos platelmintos, encontramos os vermes de corpo
__________. E ainda há a Classe dos __________, cuja
achatado e vida parasitária, muitos dos quais são respon-
concha lembra uma pequena presa de elefante, oca e
sáveis por várias doenças que acometem o ser humano.
aberta nas duas extremidades.
b) Nos moluscos, o tubo digestório é incompleto, po-
A sequência de termos que completa corretamente o
dendo existir uma estrutura denominada rádula cuja
texto acima está na alternativa:
função é a captura de presas.
c) Nos equinodermos, a simetria observada é a radial, a) Moluscos – Gastrópodes – Poliplacóforos – Cefa-
ou seja, existem vários planos de divisão do corpo em lópodes – Crustáceos
partes simétricas. b) Cefalópodes – Crustáceos – Bivalves – Gastrópo-
des – Escafópodes
d) Alguns representantes dos celenterados apresen-
c) Gastrópodes – Cefalópodes – Poliplacóforos – Mo-
tam ciclo de vida com alternância de gerações, suce-
luscos – Escafópodes
dendo-se reprodução assexuada e sexuada.
d) Poliplacóforos – Anelídeos – Cefalópodes – Bival-
9. (UFPel) Os moluscos possuem sistema digestório ves – Gastrópodes
completo e com hábitos alimentares variados, poden- e) Moluscos – Cefalópodes – Bivalves – Gastrópodes
do ser herbívoros ou carnívoros. Alguns possuem na – Escafópodes
faringe uma placa de dentes chamada rádula utilizada
2. (UFTM) Um animal que apresenta sistema excretor,
para ralar o alimento a ser ingerido. Entretanto, outros
ausência de sistema cardiovascular e é triblástico per-
alimentam-se de organismos microscópicos, tais como
tence aos grupos dos:
protozoários, algas e bactérias e por isso recebem a de-
nominação de filtradores. a) cnidários e anelídeos.
Com base no texto e em seus conhecimentos, é correto b) moluscos e equinodermos.
afirmar que a rádula ocorre nos moluscos pertencentes c) platelmintos e nematelmintos.
às Classes: d) platelmintos, nematelmintos e anelídeos.
e) anelídeos, moluscos e equinodermos.
a) Pelecypoda (mexilhões e ostras) e Polyplacophora
(chiton). 3. (PUC-MG) Possuem sistema nervoso, EXCETO:
b) Gastropoda (mariscos e ostras) e Pelecypoda (ca- a) Agnatos.
racóis terrestres). b) Cnidários.
c) Polyplacophora (polvos e lulas) e Cephalopoda (ca- c) Anelídeos.
racóis aquáticos). d) Poríferos.
d) Cephalopoda (lulas e polvos) e Gastropoda (lesmas e) Moluscos.
e caracóis).
e) Gastropoda (lulas e polvos) e Monoplacophora 4. (UFJF) A esquistossomose intestinal é uma doença
(Neopalina). parasitária causada pelo Schistosoma mansoni (Pla-

63
tyhelminthes, Trematoda, Digenea), também conhecida d) Apenas II e III.
como “xistose” ou “barriga-d’água”. O Brasil é um foco e) I, II e III.
endêmico da esquistossomose, com mais de seis mi-
lhões de pessoas infectadas. 6. (UFPR) A invasão de espécies exóticas é uma gran-
de ameaça à integridade dos ecossistemas aquáticos.
O ciclo do Schistosoma mansoni envolve dois hospedei-
O uso de “água de lastro” nos grandes navios, para
ros; o homem é o hospedeiro definitivo e os caramujos
obter maior estabilidade, tem sido um eficiente meio
aquáticos do gênero Biomphalaria são os hospedeiros
de dispersão de organismos, marinhos e de água doce,
intermediários.
para outros ecossistemas. A navegação é um sistema
As formas de controle da doença envolvem o tratamen- de transporte importante, capaz de integrar as econo-
to das pessoas doentes, a implantação de medidas de mias dos cinco países da Bacia do Prata (Brasil, Bolívia,
saneamento básico e a eliminação dos moluscos hospe- Argentina, Paraguai e Uruguai), mas ela trouxe o mexi-
deiros intermediários. lhão-dourado, ‘Limnoperna fortunei’ (Bivalvia, Mollus-
Sobre as formas de controle da doença mencionadas ca), observado desde 1991 na Argentina. É um bivalve
acima, leia as seguintes afirmativas: pequeno (cerca de 3 cm), originário dos rios asiáticos.
I. O tratamento das pessoas doentes por meio do uso Em 1998 foi observado no pantanal mato-grossense,
de medicação anti-helmíntica visa à eliminação das for- seguindo a rota da navegação.
mas adultas do parasito, as quais só estão presentes no (EXTRAÍDO DE: “HTTP://WWW.AMBIENTEBRASIL.COM.BR/
hospedeiro definitivo. COMPOSER.PHP3?BASE=./AGUA/DOCE/INDEX.HTML&CONTEUDO=./
AGUA/DOCE/ARTIGOS/MEXILHAO_PANTANAL.HTML”)
II. O tratamento das pessoas doentes por meio do uso
de medicação anti-helmíntica visa à eliminação das Considere as afirmativas a seguir, relacionadas com o
formas larvais do parasito, que só estão presentes no texto apresentado:
hospedeiro definitivo.
I. A ausência de predadores e parasitas para espécies
III. A implantação de medidas de saneamento básico im- exóticas pode ser a causa de seu sucesso nos ambientes
pede que os ovos do parasito, eliminados com as fezes invadidos.
do hospedeiro definitivo, cheguem aos corpos de água
II. O mexilhão-dourado é uma espécie de água doce,
(rios, açudes, córregos) e liberem os miracídios, que são
mas chegou à Argentina pelo estuário do Rio da Prata,
larvas infectantes para os hospedeiros intermediários.
que apresenta água salobra. Conclui-se daí que a alta
IV. A eliminação dos moluscos visa à interrupção do ci- tolerância às condições ambientais é um fator que fa-
clo do parasito, uma vez que as cercárias, que são as vorece o sucesso de espécies exóticas.
formas infectantes para os humanos, só se desenvol-
III. Como o texto afirma que a espécie foi introduzida
vem nos moluscos hospedeiros intermediários.
pela água de lastro, deduz-se que foi transportada na
V. A eliminação dos moluscos visa à interrupção do ci- forma de larvas.
clo do parasito, uma vez que os ovos do Schistosoma IV. Sendo bivalves, os mexilhões-dourados não devem
mansoni, que são as formas infectantes para os huma- apresentar dificuldade de se alimentar no novo am-
nos, são eliminados com as fezes dos moluscos. biente, pois são filtradores.
Estão corretas: Assinale a alternativa correta.
a) as afirmativas I, II e III. a) Somente a afirmativa II é verdadeira.
b) as afirmativas II, III e IV. b) Somente a afirmativa III é verdadeira.
c) as afirmativas I, III e IV. c) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
d) as afirmativas I, IV e V. d) As afirmativas I, II, III e IV são verdadeiras.
e) as afirmativas II, IV e V. e) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.
5. (UFRGS) O filo ‘Mollusca’ é o segundo filo com maior 7. (UFMG) Observe estas figuras:
diversidade de espécies, possuindo representantes nos
ambientes marinho, de água doce e terrestre.
Considere as afirmações a seguir, relacionadas às carac-
terísticas apresentadas por esse filo.
I. O corpo compreende três regiões distintas: região ce-
fálica, massa visceral e pé.
II. O sistema nervoso é centralizado e do tipo ganglionar.
Mexilhão Crescimento de mexilhões no
III. A reprodução é sexuada e se dá mediante fecunda- adulto filtro autolimpante de uma usina
ção externa ou interna.
Quais estão corretas? O mexilhão dourado de água doce, molusco originário
a) Apenas I. do sudoeste da Ásia, é uma espécie invasora do sistema
b) Apenas II. hídrico brasileiro, que provoca sérios problemas em es-
c) Apenas I e III. tações de água, indústrias e hidrelétricas.

64
Entre as características que facilitam a disseminação e milhares de cordões nervosos ventrais. Esses cordões
o aumento da população desse molusco, NÃO se inclui: nervosos ventrais se ligam às dezenas de gânglios
a) o notável controle de sua população por inimigos nervosos de cada metâmero.
naturais. 08) Os moluscos têm sistema digestivo completo, for-
b) a intensa disseminação de suas larvas. mado por boca, faringe, esôfago, estômago, intestino
c) a sua rápida maturação sexual. e ânus. Possuem também uma glândula digestiva ou
hepatopâncreas, que lança secreções digestivas dentro
d) a sua considerável capacidade adaptativa a dife-
rentes ambientes. do estômago, onde tem início a digestão do alimento.
16) Os moluscos não apresentam sistema circulatório.
8. O filo Mollusca é dividido em sete classes, sendo as
classes Bivalvia, Gastropoda e Cephalopada as mais co- 2. (UFSC) “... Os moluscos constituem um grupo muito
nhecidas. Marque a alternativa onde encontramos, res- bem sucedido na natureza. Ocupam vários ambientes e
pectivamente, o nome de um bivalve, um gastrópode e exibem hábitos de vida bastante diversificados”.
um cefalópode. (TRECHO EXTRAÍDO DO LIVRO “BIOLOGIA” DE AMABIS
a) Polvo, caramujo e ostra. E COLABORADORES, 1974, P.294).

b) Ostra, lula e caracol. Em relação a esse filo e baseado na observação dos di-
c) Caramujo, caracol e polvo. ferentes hábitos mostrados na figura, assinale a(s) pro-
d) Mexilhão, lesma e lula. posição(ões) VERDADEIRA(S).
e) Lulas, caracol e ostra.

9. (Mackenzie) Flora e fauna dos manguezais apresentam


grande diversidade. Bem adaptadas a esses ambientes água do mar
ricos em nutrientes, estão plantas lenhosas, herbáceas,
epífitas, hemiparasitas. Em toda sua extensão são habi-
tados por diversos animais, desde formas microscópicas
até grandes peixes, aves, répteis e mamíferos. rocha areia ou lodo
madeira
A respeito dos moluscos, é correto afirmar que: Legenda:
a) são de simetria bilateral, celomados e não segmentados. 1 - Ostrea
b) são encontrados, unicamente, no ambiente marinho. 2 - Pecten
3 - Mytilus
c) todos apresentam sistema circulatório aberto.
d) a maioria é hermafrodita (monoicos). 01) Como características embrionárias são celoma-
e) têm excreção por túbulos de Malpighi. dos, deuterostômios e apresentam simetria radial.
10. (UEL) Os invertebrados que possuem olhos estrutu- 02) Os gastrópodos possuem no assoalho da faringe
ralmente semelhantes aos dos vertebrados são os: a rádula que utilizam para raspar o alimento.
a) insetos. 04) A respiração é branquial nos animais aquáticos e
pulmonar nos terrestres.
b) aracnídeos.
08) O grupo dos bivalvos compreende muitos animais
c) crustáceos.
comestíveis e importantes economicamente, como os
d) gastrópodos.
mexilhões, as ostras e os “escargots”.
e) cefalópodos.
16) A figura representa o grupo dos bivalvos, que se
caracterizam por apresentar uma concha formada por
E.O. COMPLEMENTAR duas partes chamadas valvas, no interior das quais se
encontra a cabeça, diferenciada, o pé e a massa visceral.
1. (UEPG) Com relação às características gerais e aspec- 32) Baseado na figura podemos constatar que en-
tos anatômicos e fisiológicos dos moluscos e anelídeos, quanto o ‘Pecten’ é um animal de vida livre, a ostra e
assinale o que for correto. o Mytilus são fixos.
01) Entre os anelídeos, os oligoquetos possuem uma 64) A lula é um decápodo com o corpo afilado em
cabeça diferenciada, onde há vários apêndices senso- forma de cone e a cabeça com oito tentáculos.
riais. Nisso se distinguem dos poliquetos, que não têm
3. (UEM) O “escargot”, Achatina fulica, originário do
cabeça diferenciada.
leste da África, foi introduzido no Brasil e tornou-se
02) A excreção da minhoca e de outros anelídeos é
uma praga na agricultura, além de atuar como hospe-
executada pelos nefrídios. Cada nefrídio é um tubo
deiro intermediário no ciclo da angiostrongilíase, grave
fino e enovelado, com um funil ciliado em uma ex-
doença que afeta o sistema nervoso central humano.
tremidade, o nefróstoma, o qual se abre na cavidade
Com base nos conhecimentos sobre a introdução de
celomática. A outra extremidade do nefrídio, o nefri-
espécies exóticas, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
dióporo, se abre na superfície do corpo do animal.
04) O sistema nervoso de um anelídeo é constituí- 01) A espécie Achatina fulica teve sua disseminação fa-
do por um único cérebro central de onde emergem cilitada por apresentar elevada plasticidade fenotípica.

65
02) A melhor forma de controlar a disseminação de Achatina fulica é a catação manual das fêmeas, as quais poderiam ser
consumidas pela população de baixa renda, que teriam, assim, uma fonte proteica sem custos.
04) A introdução de espécies exóticas pode levar à extinção de espécies nativas.
08) A ausência de predadores e a alta taxa reprodutiva das espécies exóticas contribuem para o seu sucesso nos ambien-
tes invadidos.
16) Controle biológico se refere ao controle de pragas na agricultura pela introdução de insetos estéreis.

4. (UFPR) Na tabela a seguir, observam-se alguns exemplos de animais que constam da última revisão da lista de
animais ameaçados de extinção, divulgada em 2003 (a lista completa pode ser encontrada no site do Ministério do
Meio Ambiente, na internet).
Assinale a(s) alternativa(s) correta(s) referente(s) às informações da tabela.

Hylomantis granulosa Picumnus limae Simopelta minima Phoneutria bahiensis


(Cruz, 1988) (Snethlage, 1924) (Brandão, 1989) (Simó & Brescovit, 2001)
Nome popular: Nome popular: pica- Nome popular: Nome popular:
perereca-verde pau-anão-da-caatinga formiga aranha-armadeira
Categoria de ameaça: Categoria de ameaça: Categoria de ameaça: extinta Categoria de ameaça:
criticamente em perigo em perigo UF: BA vulnerável
UF: PE UF: CE UF: BA
Megalobulimus parafragilior Rhinodrilus fafner Myotis ruber Liofaemus lutzae
(Leme & Indrusiak, 1990) (Michaelsen, 1918) (E. Geoffroy, 1806) (Mertens, 1938)
Nome popular: Nome popular: Nome popular: Nome popular:
caracol-gigante minhocuçu, minhoca-gigante morcego lagartixa-de-areia
Categoria de ameaça: Categoria de ameaça: extinta Categoria de ameaça: Categoria de ameaça:
em perigo UF: MG vulnerável criticamente em perigo
UF: SP UF: PR, RJ, SC, SP UF: RJ
01) Pode-se perceber, pelos exemplos acima, que tanto invertebrados como vertebrados estão correndo risco de extinção
no Brasil.
02) A primeira linha de cada célula na tabela refere-se ao nome científico do animal, no qual a primeira palavra diz res-
peito à família a que o animal pertence, e a segunda palavra, à espécie.
04) A perereca-verde, o caracol-gigante e o minhocuçu são, respectivamente, um anfíbio, um molusco e um anelídeo,
todos eles animais terrestres que necessitam de ambientes úmidos para sua sobrevivência.
08) Morcegos são classificados como mamíferos da ordem Chiroptera e apresentam os membros anteriores transforma-
dos em asas.
16) A formiga Simopelta minima pertence ao grupo dos crustáceos porque apresenta exoesqueleto de quitina e apêndices
articulados.
32) O pica-pau-anão-da-caatinga é uma ave. Para a maioria das aves, as penas são importantes no voo, contribuem como
isolante térmico e suas cores são utilizadas para atrair o sexo oposto durante a corte.

5. (Ufrrj) João, aluno do ensino médio que estava fazendo uma revisão em seus apontamentos de zoologia, verificou
que, ao contrário dos gastrópodes marinhos que apresentam respiração branquial, os gastrópodes dulcícolas (que
vivem em água “doce”) utilizam oxigênio atmosférico através de sua cavidade paleal que é ricamente vascularizada,
como um pulmão primitivo. Surgiu, então, uma dúvida: “Por que esses animais aquáticos respiram por pulmões? Ou-
tros moluscos, como os bivalves, respiram por meio de brânquias, quer vivam em água “doce” ou salgada e o mesmo
acontece com os peixes. Por que, então, os gastrópodes dulcícolas não respiram por brânquias?”
João, ao formular tais questões, não lembrava que:
a) vivendo em águas rasas, a respiração pulmonar permite um aproveitamento melhor do oxigênio atmosférico.
b) os gastrópodes dulcícolas representam o retorno ao ambiente aquático depois que seus ancestrais conquistaram o
ambiente terrestre.
c) a pressão parcial do oxigênio em águas interiores é muito menor que na água do mar.
d) próximo à superfície, a disponibilidade de alimentos é maior.
e) os gastrópodes não são planctófagos, não podendo realizar a filtração.

E.O. DISSERTATIVO
1. Dê exemplos representativos das seguintes Classes do Filo Moluscos:
a) Cefalópodes;
b) Gastrópodes;
c) Bivalves.

66
2. (UEL) Leia o texto a seguir. Em um deles (A), os animais foram colocados em água
marinha reconstituída a partir de água destilada onde
Elysia chlorotica (um tipo de lesma-do-mar) é um mo- se adicionou sais em quantidades suficientes para re-
lusco híbrido de animal e vegetal, considerado o pri- produzir a água com as mesmas características quími-
meiro animal autotrófico. Cientistas identificaram que o cas da água do mar.
Elysia incorporou o gene das algas Vaucheria litorea – o Nos outros dois aquários, utilizou-se água bombeada
psbO – das quais ele se alimentava, por isso desenvol- diretamente do mar, sendo que, em um deles (B), a
veu a capacidade de fazer fotossíntese por aproxima- água passava por filtros antes de chegar ao aquário. No
damente nove meses. Os últimos estudos revelam que terceiro aquário (C), a água era bombeada diretamente
o molusco marinho também desenvolveu capacidades para o aquário.
químicas, permitindo-lhe sintetizar clorofila, produzin- Com base nessas informações, indique em qual dos
do, assim, seu alimento. Essa capacidade é a mais nova aquários os bivalves têm as maiores chances de sobre-
proeza do Elysia, cujas habilidades evolutivas têm cha- viver e o porquê disso.
mado a atenção da comunidade científica.
5. (UFLavras) Citar três características exclusivas dos
(ADAPTADO DE: SUPER INTERESSANTE. MAR.2010. DISPONÍVEL EM:
moluscos.
<HTTP://SUPER.ABRIL.COM.BR/MUNDO-ANIMAL/CRIATURA-FUSAO-
ANIMAL-VEGETAL-543145.SHTML>. ACESSO EM: 20 JUN. 2012.)
6. Qual a função da rádula?
a) Explique a função da clorofila na fotossíntese.
b) Pelo fato de realizar fotossíntese, qual seria uma 7. (UFES) A classe Gastropoda conquistou uma ampla
possível vantagem adaptativa do Elysia chlorotica em variedade de “habitats”, o que certamente tornou esse
relação a outros moluscos que são heterotróficos? grupo o mais bem sucedido entre os moluscos. O refe-
rido grupo sofreu a mais extensa irradiação adaptativa
3. (UFMG) O caramujo africano (Achatina fulica), mos-
dentro desse filo.
trado na figura abaixo, foi introduzido no Brasil, ilegal-
mente, na década de 1980, com o intuito de se explorar a) Considerando as modificações que sofreram algu-
comercialmente essa espécie como iguaria gastronômi- mas espécies de gastrópodos, na transição do am-
ca. De lá para cá, o Achatina fulica espalhou-se por vá- biente aquático para o terrestre, especifique as alte-
rios estados brasileiros, mas não como uma alternativa rações que se deram no que se refere a:
econômica, pois seu gosto não foi tão apreciado como • concha;
o escargot verdadeiro (Helix aspersa). • desenvolvimento reprodutivo;
• local de troca gasosa.
b) Qual o significado evolutivo e ecológico da irradia-
ção adaptativa ocorrida nos gastrópodos?

8. Quais são os tipos de respiração nos moluscos?

9. A produção de pérolas requer a introdução artificial


de pequenas partículas estranhas ao manto. Este cir-
cunda o corpo estranho e secreta camadas sucessivas
Achatina fulica de nácar sobre ele. Os animais são mantidos em cati-
veiro por muitos anos até que as pérolas sejam forma-
I. EXPLIQUE por que uma espécie exótica como essa das. Quais os animais realizam esse processo?
pôde se tornar rapidamente uma praga em diversos
ecossistemas brasileiros. 10. Como é a respiração nos moluscos? Dê três exem-
II. CITE duas consequências da introdução de espécies plos de animais pertencentes a esse filo.
exóticas num ecossistema.
III. Um hábito popular para matar lesmas e caramujos
consiste em jogar sal de cozinha sobre seus corpos. E.O. UERJ
a) EXPLIQUE o processo pelo qual, nesse caso, o sal
leva à morte.
EXAME DE QUALIFICAÇÃO
b) Apesar de popular, o extermínio de lesmas e cara- 1. (UERJ) Esponjas e mexilhões podem ser considerados
mujos por adição de sal não é uma prática recomen- bioindicadores, uma vez que a análise de seus tecidos
dada para uso em hortas e jardins. revela a concentração de poluentes na água.
Isso ocorre porque, no meio aquático, esses animais são
JUSTIFIQUE essa afirmativa. caracterizados, em sua maioria, como:
4. (Ufrrj) Ao realizar um teste para a criação de molus- a) filtradores.
cos bivalves em cativeiro, os técnicos de um laboratório b) raspadores.
utilizaram três modelos de aquários, todos com meca- c) predadores.
nismos de aeração semelhantes. d) decompositores.

67
E.O. UERJ I. Uma comunidade de bentos refere-se a um conjunto
de espécies que se movimentam ativa ou passivamente

EXAME DISCURSIVO em um ambiente aquático.


II. O mexilhão apresenta rádula, que é uma estrutura
dotada de pequenos dentes de quitina, para sua ali-
1. (UERJ) Um ecossistema pode ser drasticamente alte-
mentação.
rado pelo surgimento ou pelo desaparecimento de es-
pécies de seres vivos. III. Esta espécie é um molusco que apresenta concha
formada por duas valvas.
a) Um ambiente em equilíbrio é habitado por indivíduos
Com relação às afirmações, estão corretas:
pertencentes a três diferentes grupos: produtores, con-
sumidores de 1a ordem e consumidores de 2a ordem. Em a) I, apenas.
um determinado momento, ocorreu uma súbita extinção b) II, apenas.
dos consumidores secundários. c) III, apenas.
O gráfico a seguir representa a variação, em função d) I e II, apenas.
do tempo, do número de produtores e de consumido- e) II e III, apenas.
res de 1a ordem nesse ecossistema e o momento da
3. (Fuvest) Uma pessoa tem alergia a moluscos. Em um
extinção dos consumidores de 2a ordem.
restaurante onde são servidos “frutos do mar”, ela
pode comer, sem problemas, pratos que contenham:
a) lula e camarão.
b) polvo e caranguejo.
c) mexilhão e lagosta.
d) lula e polvo.
e) camarão e lagosta.

E.O. DISSERTATIVAS
Indique as curvas do gráfico que correspondem, res-
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
pectivamente, aos produtores e aos consumidores de 1a 1. (Unicamp) Uma dona de casa, querendo preparar uma
ordem e justifique sua resposta. caldeirada de frutos do mar, obteve uma receita que, além
de vegetais e temperos, pedia a inclusão de cação, cama-
b) O molusco bivalve ‘Isognomon bicolor’, um bioin-
rão, lagosta, mexilhão e lula. Ela nunca havia preparado
vasor trazido ao Brasil por plataformas de petróleo,
a receita e não conhecia os animais. O filho explicou que
cascos ou águas de lastro de navios, vem rapidamen- esses animais eram: um peixe cartilaginoso (cação), crus-
te ocupando o nicho ecológico de bivalves nativos. táceos (camarão e lagosta) e moluscos (mexilhão e lula).
Explique como a rápida expansão populacional dos
organismos bioinvasores pode alterar a diversidade a) Indique duas características exclusivas dos moluscos
que poderão permitir sua identificação pela dona de casa.
biológica.
b) Ao comprar o peixe, a dona de casa não encontrou
cação e comprou abadejo, que é um peixe ósseo. Além
E.O. OBJETIVAS da diferença quanto ao tipo de esqueleto, indique ou-
tras duas diferenças que os peixes ósseos podem apre-
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP) sentar em comparação com os peixes cartilaginosos.

2. (Unicamp) Os navios são considerados introdutores


1. (Unicamp) O filo Mollusca é o segundo maior do potenciais de espécies exóticas através da água de lastro
reino animal em número de espécies. É correto afirmar (utilizada nos tanques para dar aos navios estabilidade
que os moluscos da classe Gastropoda: quando vazios). Essa água pode conter organismos de
a) são exclusivamente marinhos. diversos grupos taxonômicos. Com certa frequência le-
b) possuem conchas, mas não rádula. em-se informações relacionadas a essas introduções:
c) são exclusivamente terrestres. I. O mexilhão dourado (Limnoperna fortunei), um bivalve
d) possuem pé desenvolvido e rádula. de água doce originário do sul da Ásia, chegou ao Brasil em
1998 e já infestou rios, lagos e reservatórios da Região Sul
2. (Unesp) O mexilhão dourado, ‘Limnoperna fortunei’, é e do Pantanal. Além de causar problemas ecológicos, esse
uma espécie exótica originária da Ásia, que chegou ao invasor ameaça o setor elétrico brasileiro, a agricultura ir-
Brasil junto com a água de lastro de navios. Trata-se de rigada, a pesca e o abastecimento de água devido à sua ca-
um molusco do mesmo grupo das ostras, que se alimenta pacidade de se incrustar em qualquer superfície submersa.
de partículas em suspensão filtradas da água e que vem (ADAPTADO DE EVANILDO DA SILVEIRA, MOLUSCO CHINÊS AMEAÇA
causando impactos na comunidade de bentos. Conside- AMBIENTE E PRODUÇÃO NO BRASIL. HTTP://WWW.ESTADAO.
rando o texto, analise as três afirmações seguintes. COM.BR/CIÊNCIA/NOTÍCIAS/2 04/MAR/18/75.HTM)

68
II. As autoridades sanitárias acreditam que o vibrião co- 2.
lérico, originário da Indonésia, chegou ao Peru através a) Durante o processo de fotossíntese, a energia luminosa
de navios e de lá se espalhou pela América latina. é absorvida pelo pigmento clorofila. Essa forma de energia
(ADAPTADO DE ILÍDIA A.G.M.JURAS, PROBLEMAS CAUSADOS PELA ÁGUA DE será transformada em energia química (açúcar).
LASTRO. CONSULTORIA LEGISLATIVA DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, 2003.) b) A capacidade de realizar fotossíntese permite ao
a) Além de problemas como os citados acima, a intro- animal utilizar produzir o próprio alimento, a partir de
dução de espécies oferece risco de extinção de espé- água e gás carbônico, na presença de luz, não haven-
cies nativas. Explique por quê. do necessidade de fontes externas de alimentação,
b) Indique uma característica que diferencie os molus- como no caso dos moluscos heterotróficos.
cos bivalves das demais classes de moluscos. Indique
3.
uma outra característica que permita incluir os bival-
ves no filo Mollusca. 1. A presença de espécies exóticas pode tornar-se
c) Nas áreas de risco de contaminação por vibrião colé- uma praga, devido ao aumento da competição por
rico, as autoridades sanitárias recomendam não ingerir alimentos com a espécie nativa, além de não terem
mexilhões e ostras crus. Essa recomendação baseia-se no predadores no novo ambiente.
modo como esses moluscos obtêm alimento. Explique. 2. A introdução de espécies exóticas pode ter como
consequências competição e/ou predação, levando à
3. (Unesp) Considere as seguintes características de um redução ou extinção de espécies nativas.
determinado animal: hermafroditismo, celomado, pul-
3.
mão simples, um par de nefrídios, dois pares de tentácu-
a) A adição de sal ao corpo da lesma provoca sua
los sensoriais, glândula pedal secretora de muco e rádula.
morte devido a desidratação de corrente de osmose.
a) A que classe pertence o animal que apresenta todas as b) Não é recomendada a adição de sal para causar
características descritas? Cite um exemplo. a morte das lesmas, pois isso pode levar o solo a
b) Qual é a função do muco secretado pela glându- tornar-se hipertônico, impedindo ou dificultando a
la pedal? Cite uma classe, do mesmo filo, onde esta absorção de água pelas raízes dos vegetais.
glândula não existe.
4. De acordo com as informações dadas, os bivalves do aquá-
4. (Unicamp) Explique, de maneira comparativa, duas rio C, com a água bombeada direto do mar, tem as melhores
características que permitem considerar moluscos chances de sobrevivência, pois são organismos filtradores de
como animais mais complexos que celenterados. microrganismos que vivem em suspensão na água; reproduzir o
ambiente marinho a partir de água destilada ou filtrar a água do

GABARITO
mar tornaria o meio pobre em alimentos.
5. Moluscos são invertebrados que possuem manto, rádula (ex-
ceto bivalves) e pé musculoso ou tentáculos para a locomoção.
E.O. APRENDIZAGEM 6. A rádula é uma estrutura presente em quase todos os molus-
1. C 2. A 3. C 4. A 5. C cos, com exceção dos bivalves, que executam movimentos de vai
6. E 7. C 8. B 9. D 10. D e vem, raspando o alimento e transformando-o em pequenas
partículas que são impulsionadas para o esôfago.

E.O. FIXAÇÃO 7.
1. E 2. C 3. D 4. C 5. E a) Os gastrópodes, durante a transição do ambien-
te aquático para o terrestre, passaram a apresentar
6. D 7. A 8. D 9. A 10. E conchas menos calcificadas ou ausentes, como nos
caracóis e lesmas, respectivamente, aumentando sua
E.O. COMPLEMENTAR capacidade de locomoção e a colonização de outros
ambientes. Sua reprodução é sexuada, são organis-
1. 02 + 08 = 10 2. 02 + 04 + 32 = 38 mos monoicos, e com desenvolvimento direto, e rea-
lizam as trocas gasosas por meio da cavidade paleal,
3. 04 + 08 = 12 4. 01 + 04 + 08 + 32 = 45
semelhante a um pulmão modificado. Já os gastrópo-
5. B des aquáticos apresentam conchas calcificadas, que
atuam na proteção contra predadores, além disso
apresentam respiração branquial, e podem ser dioi-
E.O. DISSERTATIVO cos ou monoicos, com fecundação externa ou interna,
com desenvolvimento indireto.
1.
b) As adaptações que ocorreram nos gastrópodes ga-
a) São exemplos de cefalópodes: polvo, lula e náutilo. rantiram a capacidade de dispersão e adaptação a di-
b) São exemplos de gastrópodes: caracol, caramujo e lesma. ferentes ambientes, fazendo-os ocupar diferentes níveis
c) São exemplos de bivalves: ostra, mexilhão e vôngole. tróficos nas cadeias e teias alimentares a que pertencem.

69
8. Cutânea, branquial e pulmonar. 2.
9. A produção de pérolas é feita por ostras que pertencem ao filo a) Se as espécies exóticas ocuparem o mesmo nicho eco-
Mollusca e à classe Bivalve, também chamada de Pelecypoda. lógico das nativas, através da competição, a espécie nativa
pode ser extinta.
10. De acordo com cada grupo os moluscos podem apresentar
respiração cutânea, branquial ou pulmonar. b) Presença de concha com duas valvas e ausência
de rádula.
São exemplos: mexilhão, lula, polvo – branquial, lesma, caracol Os moluscos bivalves têm corpo mole e manto, estruturas
– cutânea e pulmonar. que caracterizam os moluscos.
c) Mexilhões e ostras são filtradores, portanto, podem
E.O. UERJ acumular grande quantidade de substâncias tóxicas e
micro-organismos patogênicos.
Exame de Qualificação
1. A 3.
a) Classe Gastrópodes do Filo Moluscos. São repre-
sentantes dessa classe as lesmas, caracóis, caramujos
E.O. UERJ etc.
Exame Discursivo b) O muco facilita o deslocamento dos moluscos ter-
restres. Não apresentam glândula pedal os animais
1. pertencentes à classe Pelecípodes, Lamelibrânquios ou
a) Produtores – curva Y Bivalves, como as ostras, mariscos e vôngoles.
Consumidores de 1a ordem – curva X
4. Moluscos são animais triblásticos com tubo digestivo comple-
Haverá, inicialmente, um aumento dos consumidores de
to. Celenterados são diblásticos com tubo digestivo incompleto.
1a ordem, ocasionado pela extinção de seus predadores,
que são os consumidores de 2a ordem. Em consequência,
ao longo do tempo, ocorrerá um declínio da população de
produtores. A falta de alimento levará, em seguida, a uma
diminuição da população de consumidores primários.
b) Os organismos invasores, ganhando a competi-
ção por nichos ecológicos de espécies nativas, vão
aumentar sua população de maneira desordenada,
diminuindo a diversidade biológica.

E.O. Objetivas
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
1. D 2. C 3. E

E.O. Dissertativas
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
1.
a) Características exclusivas dos moluscos: presença de
rádula (ausente nos mexilhões e lulas), corpo mole, vis-
coso e não segmentado recoberto por concha calcária.
Corpo dividido em cabeça, pé e massa visceral. Na maio-
ria dos moluscos a massa visceral é recoberta cor uma
prega epidérmica carnosa chamada manto ou pálio, res-
ponsável pela produção da concha calcária.
b) Quadro comparativo entre peixes cartilaginosos
(Chondrichthyes) e peixes ósseos (Osteichthyes):
Peixes
Peixes ósseos
cartilaginosos
Boca ventral anterior
Brânquias sem opérculo com opérculo
bexiga natatória ausente presente

70
AULAS ANELÍDEOS
19 E 20
COMPETÊNCIAS: 4e8 HABILIDADES: 13, 14, 16 e 28

E.O. APRENDIZAGEM c) Apenas o corpo das minhocas é coberto por uma


cutícula protetora.
d) Os nematódeos não possuem corpo, afilado.
1. (UECE) Em uma aula de campo na Serra de Baturité,
um estudante de biologia coletou um animal de aspec- e) Os nematódeos são segmentados.
to vermiforme. Porém, ao chegar ao laboratório para
realizar a identificação do material, o aluno ficou em 4. (UFRN) A atividade das minhocas favorece a agri-
dúvida se o mesmo era representante do Filo Annelida cultura, pois reduz a compactação e facilita a aeração
ou Nematoda. Para decidir entre as duas opções o estu- do solo. Entretanto, em função das características
dante deverá observar a presença de: climáticas do semiárido nordestino, o uso de minho-
cas na lavoura não é recomendado devido à baixa
a) simetria bilateral. sobrevivência desses animais na região. Isso ocorre
b) segmentação corporal. porque há:
c) sistema digestivo completo. a) aumento da absorção de gás carbônico, aumen-
d) sistema nervoso presente. tando o metabolismo.
2. (UEL) Leia o texto a seguir. b) redução da difusão de oxigênio, aumentando a de
gás carbônico.
“Foi aproveitando a necessidade de dezenas de prefei-
c) redução da concentração do sangue, diminuindo a
turas por assistência médica que, de acordo com a Po-
difusão de oxigênio.
lícia Federal e o Ministério Público, um grupo teria des-
viado R$ 110 milhões das verbas federais destinadas à d) aumento da desidratação, prejudicando a respiração.
compra de ambulâncias. O grupo, segundo a PF, reuniria TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO
uma centena de pessoas, entre políticos, empresários e
servidores públicos. Pela acusação de sugar o Orçamen- A compostagem é um processo biológico controlado
to da União, seus representantes ficaram conhecidos que consiste na transformação de resíduos orgânicos
(...) pela alcunha de sanguessugas” em húmus. Dele participam diversos tipos de micro-or-
FONTE: MEIRELES, A. & MACHADO M. UM CONVITE AO CRIME. IN: ganismos e também vermes como a minhoca.
“REVISTA ÉPOCA”. SÃO PAULO, N0. 417, P.28, MAIO DE 2006. Na vermicompostagem as minhocas são usadas para
digerir matéria orgânica, melhorando o arejamento e a
As verdadeiras sanguessugas são animais que habitam
drenagem do material. O habitat natural ideal para as
rios e lagos de água doce, têm o corpo ligeiramente minhocas é, em geral, aquele apresentado pelos solos
achatado dorsiventralmente, sem apresentar cerdas úmidos, porosos, fofos, nitrogenados, ligeiramente alca-
nem parápodos e com duas ventosas para fixação. linos, que contenham reservas de nutrientes formados
Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, pela decomposição de vegetais ou de outros materiais.
assinale a afirmativa que caracteriza as sanguessugas. Bastam-lhes 3 mg/L de O2 para que vivam e proliferem.
a) Platelmintos trematodas Preferem temperaturas entre 12 °C e 25 °C. Em solos
encharcados, fogem para a superfície, não pela presen-
b) Platelmintos turbelários
ça excessiva de água, mas pela falta de oxigênio; o CO2
c) Anelídeos poliquetas liberado não consegue dissipar-se no exterior devido à
d) Anelídeos oligoquetas camada líquida que o retém.
e) Anelídeos hirudíneos
5. (PUC-Camp) As minhocas são animais:
3. (UFSM) Com referência ao aspecto biológico, a estru-
tura, drenagem e aeração do solo são modificadas pelo a) monoicos, que realizam autofecundação e pos-
deslocamento das minhocas, com seu “estica-encolhe”, suem desenvolvimento direto.
e pelo movimento ondulatório dos nematódeos. b) dioicos, que realizam fecundação cruzada e pos-
suem desenvolvimento indireto.
Com relação a esses organismos, assinale a alternativa
c) monoicos, que realizam autofecundação e pos-
correta.
suem desenvolvimento indireto.
a) Só as minhocas têm músculos circulares. d) dioicos, que realizam fecundação cruzada e pos-
b) Só os nematódeos têm celoma verdadeiro. suem desenvolvimento direto.

71
e) monoicos, que realizam fecundação cruzada e pos- solo. São benefícios proporcionados pelas minhocas, EX-
suem desenvolvimento direto. CETO:

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO a) aumentar a aeração do solo.


b) facilitar a drenagem do solo.
ENERGIA c) contribuir para a formação de húmus.
d) liberar antibióticos contra patógenos.
A quase totalidade da energia utilizada na Terra tem
sua origem nas radiações que recebemos do Sol. Uma 9. (Mackenzie) Qual característica NÃO é encontrada na
parte é aproveitada diretamente dessas radiações (ilu- minhoca?
minação, aquecedores e baterias solares etc.) e outra a) Sangue com pigmento respiratório
parte, bem mais ampla, é transformada e armazenada b) Digestão extracelular
sob diversas formas antes de ser usada (carvão, petró- c) Excreção por nefrídios
leo, energia eólica, hidráulica etc.). d) Desenvolvimento indireto com estágio larval
A energia – incluindo a luz visível e as radiações ultra- e) Respiração cutânea
violeta e infravermelha – é um dos componentes abió-
ticos dos ecossistemas e juntamente com a atmosfera 10. (UFJF-PISM) Estudo que contou com a participação
e o solo deve ser considerada no estudo dos diversos de um pesquisador brasileiro revela que a presença das
níveis de organização dos ecossistemas, desde molécu- minhocas no solo aumenta a produtividade agrícola.
las orgânicas, células, tecidos, organismos, populações O resultado mostra que a presença das minhocas au-
e comunidades. mentou a produtividade de grãos e a biomassa aérea
de plantas, afirma George Brown, pesquisador em eco-
(ADAPTADO DE ANTÔNIO MÁXIMO E BEATRIZ ALVARENGA. CURSO
DE FÍSICA. V. 2. S. PAULO: SCIPIONE, 1997. P. 433)
logia do solo da Embrapa Florestas (PR). “O resultado
era esperado”, afirma Brown. “Há centenas de anos as
6. (PUC-Camp) O solo das florestas abriga anelídeos que minhocas são consideradas aliadas do agricultor, aju-
são animais de corpo vermiforme e metamerizado, com dando no crescimento das plantas. Contudo, o que não
sistema digestório completo e digestão extracelular. sabíamos ainda era a dimensão do efeito positivo, nem
Além disso, os anelídeos apresentam: como ele funcionava”.
a) pseudoceloma e células-flama. FONTE: TEXTO MODIFICADO A PARTIR DE HTTPS://WWW.EMBRAPA.BR/
b) sistema circulatório fechado e respiração traqueal. BUSCA-DE-NOTICIAS/-/NOTICIA/2057172/MINHOCAS-AUMENTAM-
PRODUTIVIDADE-AGRICOLA. ACESSO EM 04/10/2016.
c) celoma e respiração cutânea.
d) sistema circulatório aberto e cordão nervoso ventral. Leia as afirmativas a seguir:
e) protonefrídeos e larva trocófora. I. As minhocas vivem em galerias escavadas no solo e a
sua atividade de escavação melhora a textura e a estru-
7. (UFMG) Observe esta figura:
tura do solo tornando-o mais poroso e aerado.
II. As minhocas se alimentam da matéria orgânica dis-
ponível no substrato, acelerando a sua decomposição e
reincorporação ao solo.
III. As minhocas são predadores que se alimentam de
invertebrados do solo prejudiciais para as plantas, aju-
dando, assim, no controle de pragas de plantações.
IV. Os excrementos das minhocas são ricos em nitrogê-
nio, um dos nutrientes mais importantes para o cresci-
Na prática médica, a utilização de sanguessugas como mento das plantas.
agentes indutores de sangramento remonta ao ano V. As fezes das minhocas, quando incorporadas ao subs-
180 a.C. Atualmente, as sanguessugas têm sido usa- trato, formam o húmus, um excelente adubo natural.
das na prevenção de necrose tecidual, após cirurgias Assinale a alternativa com as afirmativas CORRETAS.
reparadoras.
a) Somente I, II, IV, V.
Considerando-se essa situação, é CORRETO supor que o b) Somente II, IV, V.
uso de sanguessugas se deve à: c) Somente I, II, III, IV.
a) redução da oxigenação dos tecidos lesados. d) Somente I, III, IV, V.
b) estimulação da atividade da trombina. e) Somente I, III, IV.
c) ação anestésica, visando-se à redução da dor.
d) prevenção da coagulação sanguínea.

8. (PUC-MG) As minhocas são antigas aliadas do homem.


E.O. FIXAÇÃO
Esses animais atuam como verdadeiros “arados natu- 1. (UEL) É comum, quando pessoas entram em lagoas
rais”, construindo galerias subterrâneas, removendo o do Pantanal, anelídeos sanguessugas se fixarem na pele

72
para se alimentarem. Para isso, utilizam uma ventosa c) emparelham-se no processo reprodutivo, mas ape-
oral que possui pequenos dentes afiados que raspam a nas uma transfere esperma para a outra, separando-
pele, provocando hemorragia. -se logo em seguida.
Com relação às sanguessugas, considere as afirmativas d) armazenam nas vesículas seminais o esperma rece-
a seguir. bido de outra minhoca no momento da cópula.
I. Contêm um par de nefrídio individualizado para e) liberam o esperma quando o casulo contendo óvu-
cada segmento corporal. los passa pelas aberturas dos receptáculos seminais,
momento em que ocorre a fecundação.
II. São celomados com inúmeros segmentos iguais se-
parados internamente por septos transversais mem- 5. (UFV) Considerando as minhocas e sanguessugas, é
branosos. CORRETO afirmar que:
III. Da mesma forma que as minhocas, as sanguessu- a) pertencem à mesma classe, pois possuem o corpo
gas apresentam cerdas para a locomoção. formado por anéis.
IV. Assim como nas minhocas, os órgãos são irrigados b) a presença de cerdas pode diferenciar a minhoca
por uma rede contínua de capilares que se estende da sanguessuga.
sob a epiderme. c) possuem sistema circulatório aberto e são organis-
Assinale a alternativa correta. mos acelomados.
a) Somente as afirmativas I e II são corretas. d) apresentam apenas reprodução assexuada e de-
b) Somente as afirmativas I e III são corretas. senvolvimento indireto.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas. e) possuem o corpo cilíndrico sem segmentação ver-
d) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas. dadeira.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas. 6. (UFRN) Se uma minhoca for seccionada transversal-
mente, em duas partes de mesmo tamanho, cada uma
2. (PUC-PR) Dos animais a seguir, o oxigênio e o dióxido
das partes resultantes pode continuar a mover-se de
de carbono são transportados pelo sistema circulatório
forma independente.
SOMENTE em:
Isso é possível devido ao funcionamento do(a):
a) planárias.
a) sistema nervoso difuso.
b) gafanhotos.
b) cadeia nervosa ventral.
c) besouros.
c) sistema nervoso cérebro-espinhal.
d) borboletas.
d) gânglio cerebroide.
e) minhocas.
7. (Ufrgs) Assinale a alternativa que contém uma carac-
3. (UFMG) Nas floriculturas, tem crescido a venda de
terística que surgiu entre os anelídeos e foi mantida
“húmus de minhoca” para o preparo do solo de jardins.
pelos animais que apareceram mais tarde no processo
Esse húmus favorece o crescimento das plantas de for-
evolutivo.
ma rápida e saudável, pois contém ovos de minhoca e
grande quantidade de matéria orgânica. a) Notocorda
Considerando-se essa informação, é INCORRETO afirmar b) Fendas branquiais
que a matéria orgânica e a minhoca são fatores de me- c) Mesoderma
lhoria do solo porque: d) Simetria bilateral
a) a primeira dá estabilidade aos agregados do solo e e) Celoma verdadeiro
a segunda aumenta a circulação do ar. 8. (Cesgranrio) Critérios anatômicos, fisiológicos e em-
b) a primeira é alimento das plantas e a segunda fa- brionários servem também de base para estabelecer o
vorece a entrada de luz no solo. grau de parentesco entre os seres e, consequentemen-
c) a primeira é alimento de bactérias decompositoras te, sua origem evolutiva. Sendo assim, permitem seu
e a segunda permeabiliza o solo. enquadramento nas categorias taxonômicas.
d) a primeira retém a umidade e a segunda acelera a Assinale a opção que NÃO apresenta uma justificativa
circulação de nutrientes. correta no enquadramento dos anelídeos como seres
mais evoluídos que os cnidários.
4. (UFES) As minhocas participam ativamente da pro-
dução de húmus e, quanto maior o número desses ani- a) O sistema circulatório nos anelídeos é fechado, en-
mais, maior é a fertilidade do solo. Sobre as minhocas, quanto que os cnidários são desprovidos desse sistema.
pode-se dizer que: b) Os anelídeos apresentam respiração cutânea indireta
(com auxílio de sangue), já nos cnidários, as trocas gaso-
a) são animais dioicos, com dimorfismo sexual, fecunda- sas se realizam por difusão.
ção interna e desenvolvimento direto.
c) Anelídeos são animais triblásticos, enquanto que
b) têm um sistema reprodutor masculino bem desen- cnidários são diblásticos.
volvido, que apresenta testículos, receptáculos semi- d) Presença de tubo digestivo completo em anelídeos,
nais e glândulas prostáticas. e incompleto em cnidários.

73
e) Presença de sistema nervoso difuso nos anelídeos, 32. O sistema digestivo desses animais é do tipo in-
e ganglionar nos cnidários. completo.
64. A digestão é apenas intracelular.
9. (UFMG) Vertebrados, anelídeos e alguns moluscos
possuem sistema circulatório fechado e hemoglobina 3. (Udesc) O esquema a seguir representa o canal ali-
como pigmento respiratório. mentar de uma sanguessuga. Baseado no desenho e
Nos anelídeos, a hemoglobina está localizada: nos conhecimentos sobre anelídeos, assinale a alterna-
a) nas plaquetas. tiva correta.
b) no líquido intersticial. Boca
c) no plasma.
d) nos corpúsculos.
e) nos glóbulos vermelhos. Papo

10. (Imed) A alternativa que contempla a principal novi-


dade evolutiva dos anelídeos em relação aos moluscos,
platelmintos, nematelmintos e cnidários é: Estômago
Intestino
a) metameria.
Ânus
b) brânquias.
c) gânglios nervosos.
d) rádula. a) Sendo o papo tão grande, as sanguessugas realizam
e) celoma. praticamente toda a digestão e absorção de nutrientes
diretamente nesse órgão.
b) A grande área ocupada pelo papo indica que esses
E.O. COMPLEMENTAR seres são capazes de ingerir grandes quantidades de
sangue intermitentemente e, posteriormente, efetua-
1. (Ufpb) Em uma aula de Ecologia, o professor falou rem a digestão.
sobre a importância de alguns representantes do grupo c) Assim como outros anelídeos, as sanguessugas são
dos anelídeos para o meio ambiente e de sua larga uti- seres com sistema digestivo incompleto.
lização no cultivo de produtos orgânicos. d) Apenas os anelídeos, entre os animais invertebrados,
Sobre esses organismos, é correto afirmar que são possuem sistemas digestivos tubulares.
a) acelomados, possuem sistema digestório completo e) As diminutas dimensões do intestino e estômago
e corpo formado por vários metâmeros. indicam serem esses órgãos anexos, na digestão dos
anelídeos em geral.
b) acelomados, possuem sistema circulatório aberto e
respiração cutânea. 4. (FURG) Observe o quadro 1 abaixo. Os algarismos I,
c) celomados, possuem sistema circulatório fechado e II e III correspondem às três classes de Annelida, e os
liberam amônia como produto de excreção. outros algarismos referem-se a características morfoló-
d) celomados, diploblásticos e possuem reprodução gicas enumeradas no quadro 2. Assim, I, II e III represen-
do tipo sexuada e assexuada. tam, respectivamente, as classes:
e) celomados, deuterostômios e possuem sistema nervo-
Quadro 1
so formado por gânglios ligados por cordões nervosos.
I II III
2. (UFSC) A minhoca é um anelídeo comum em vários
ecossistemas. Apresenta um sistema digestivo como o 3 1 2
desenho abaixo ilustra. Sobre a digestão que ocorre nes-
ses animais, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S). 4 5 3

7 8 4

A moela 6
boca intestino
Quadro 2
B
1. cerdas numerosas
2. ausência de cerdas
01. O alimento ingerido fica armazenado em A, que 3. presença de citelo
é o estômago. 4. hermafroditas
02. A moela serve para triturar alimentos mais resistentes. 5. cabeça diferenciada do corpo
04. Na moela, o processo de digestão é mecânico.
6. presença de ventosas
08. No intestino, ocorre a digestão química.
7. reduzido número de cerdas
16. Em B, temos o ânus que elimina as fezes que aca-
bam por fertilizar o solo. 8. presença de estágio larval

74
a) Oligochaeta, Polychaeta e Hirudinea. b) Identifique o tipo de movimento realizado pela mi-
b) Polychaeta, Hirudinea e Oligochaeta. nhoca e explique como as estruturas indicadas na fi-
c) Oligochaeta, Hirudinea e Polychaeta. gura atuam na produção do movimento desse animal.
d) Hirudinea, Oligochaeta e Polychaeta. c) Descreva duas das funções ecológicas desempenha-
e) Hirudinea, Polychaeta e Oligochaeta. das pelas minhocas nos ambientes que elas colonizam.

5. (UEL) Para entender a evolução animal, o estudo 3. Qual é a importância da sanguessuga para a medi-
da presença do celoma é fundamental, porque indica cina?
a separação de linhagens importantes. Considerando
a classificação tradicional dos animais segundo esse 4. Qual o modo de vida da minhoca?
critério, assinale a alternativa que indica aqueles que
são, respectivamente, acelomados, pseudocelomados e 5. Qual a importância da minhoca na agricultura?
celomados.
6. Quais as principais características dos anelídeos?
a) Planárias, lombrigas e minhocas.
b) Tênias, gafanhotos e medusas. 7. (Unitau) Cite três características que justifiquem o
c) Filárias, protozoários e ancilóstomos. fato de as minhocas serem mais evoluídas que as pla-
d) Poliquetos, lesmas e esquistossomos. nárias.
e) Camarões, sanguessugas e estrelas-do-mar.
8. (G1) Por que podemos dizer que os anelídeos são os
vermes mais evoluídos?
E.O. DISSERTATIVO 9. (UFPR) A figura abaixo representa esquematicamente
1. (Udesc) No ambiente agrícola há organismos benéfi- cortes do corpo de três diferentes grupos de animais
cos e há organismos nocivos ao homem e às plantas; é multicelulares: anelídeos, platelmintos e nematelmin-
importante o seu correto reconhecimento. tos (não necessariamente nessa ordem). Elas represen-
Em relação a isso: tam o processo evolutivo que levou ao surgimento de
cavidades no corpo dos animais.
a) O solo é o habitat das minhocas (anelídeos) e dos
nematoides (nematelmintos). Explique uma caracte-
rística da morfologia externa desses organismos que
possibilite o seu reconhecimento.
b) As minhocas são hermafroditas (monoicas). Expli-
que a sua reprodução.
c) A teníase e a cisticercose humana podem ser cau-
sadas pela Taenia solium. Explique a diferença entre
elas e a forma de aquisição desse verme.

2. (UFES) Os sistemas esqueléticos são consequências


das estruturas corporais e delimitam o tipo de locomo-
ção e hábitos de vida de cada um dos grupos animais.
Na figura a seguir, são indicadas estruturas corporais de a) Correlacione cada figura com os grupos animais
um segmento generalizado de uma minhoca, em corte apresentados no enunciado.
transversal, que estão relacionadas com o sistema es- Figura 1:
quelético e com a locomoção.
Figura 2:
Figura 3:
2
1 b) Discorra sobre duas vantagens trazidas pelo surgi-
mento de cavidades corpóreas.
3 Vantagem 1:
Vantagem 2:

4 E.O. UERJ
EXAME DE QUALIFICAÇÃO
1. (UERJ) O esquema a seguir exemplifica o tipo de sis-
tema nervoso constituído de cérebro composto de gân-
a) Identifique cada uma das estruturas indicadas pe- glios na extremidade anterior, cordão nervoso ventral
los números na figura apresentada. duplo de gânglios e nervos segmentares.

75
c) moluscos ou platelmintos.
d) anelídeos ou nematelmintos.
e) anelídeos ou artrópodes.

4. (Unesp) As figuras a seguir representam dois animais


invertebrados, o nereis, um poliqueto marinho e a cento-
peia, um quilópode terrestre.

Este tipo de sistema nervoso é encontrado em:


a) anelídeos.
b) turbelários.
c) vertebrados.
d) equinodermos. Apesar de apresentarem algumas características co-
muns, tais como, apêndices locomotores e segmenta-
ção do corpo, estes animais pertencem a filos diferen-
E.O. OBJETIVAS tes. Assinale a alternativa correta.

(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)


a) O nereis é um anelídeo, a centopeia é um artrópo-
de e ambos apresentam circulação aberta.
b) O nereis é um artrópode, a centopeia é um anelí-
1. (Unesp) Observe o esquema. deo e ambos apresentam circulação fechada.
c) O nereis é um asquelminto, a centopeia é um platel-
Pássaro
minto e ambos não apresentam sistema circulatório.
habitat poucas presença de
terrestre cerdas nefrídeos d) O nereis é um anelídeo, a centopeia é um artrópo-
1 2 3
sangue com aparelho papo e de e ambos apresentam exoesqueleto.
hemoglobina circulatório moela
4 ausente 5 6 e) O nereis é um anelídeo, a centopeia é um artrópo-
respiração
branquial
respiração
cutânea
aparelho
circulatório
de, mas apenas a centopeia apresenta exoesqueleto.
7 8 fechado 9
simetria
bilateral
celomado 5. (Unesp) Ausência de órgão respiratório, epiderme
11
10 delgada, úmida e densamente vascularizada para fa-
Minhoca
cilitar as trocas gasosas são características de:
Suponha que o pássaro, se quiser comer a minhoca, te- a) caracol
nha que passar por seis retângulos que contenham pis- b) hidra
tas (informações) com características deste anelídeo, não c) inseto
podendo pular nenhum retângulo. Um caminho correto a d) minhoca
ser percorrido é:
e) ouriço-do-mar
a) 2, 3, 6, 9, 8 e 11.
b) 2, 3, 6, 5, 8 e 11.
c) 1, 4, 7, 8, 9 e 11. E.O. DISSERTATIVAS
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
d) 2, 3, 6, 5, 8 e 10.
e) 3, 2, 1, 4, 7 e 10.

2. (Unesp) Os anelídeos têm em comum: 1. (Unicamp) O jornal O Estado de São Paulo de 2 de


a) o habitat. agosto de 1997 noticiou a descoberta de “colônias de
vermes desconhecidos escondidos em metano conge-
b) as ventosas.
lado emergindo do fundo do mar (...) As criaturas pare-
c) a segmentação.
cem pertencer a uma espécie nova na família dos orga-
d) os parapódios. nismos conhecidos como poliquetos (...). Elas parecem
e) as cerdas. cegas, mas têm bocas, aparelho digestivo e um sistema
de circulação complexo.”
3. (Fuvest) Um determinado animal adulto é desprovi-
do de crânio e apêndices articulares. Apresenta corpo As características mencionadas não permitem classifi-
alongado e cilíndrico. Esse animal pode pertencer ao car esses novos organismos como poliquetos.
grupo dos a) A que filo pertencem os poliquetos?
a) répteis ou nematelmintos. b) Cite duas características que, em conjunto, permiti-
b) platelmintos ou anelídeos. riam identificar esses animais como poliquetos.

76
c) Quais são as outras duas classes deste filo? Dê uma ca- mal passada ou mal cozida, que contenham a larva
racterística de cada uma que as diferencie dos poliquetos. (cisticerco), enquanto a cisticercose é adquirida pela
ingestão de água ou alimentos contaminados com
2. (Unicamp) Sob a denominação de “vermes”, estão ovos da Taenia solium.
incluídos invertebrados de vida livre e parasitária como
platelmintos, nematódeos e anelídeos. 2.
a) Os animais citados no texto apresentam a mesma si- a) Na figura, em 1 estão indicadas as cerdas, em 2 a
metria. Indique qual é essa simetria e dê duas novidades camada muscular circular, enquanto os números 3 e
evolutivas associadas ao aparecimento dessa simetria. 4, representam a camada muscular longitudinal e o
b) Hirudo medicinalis (sanguessuga), Ascaris lumbri- celoma, respectivamente.
coides (lombriga) e Taenia saginata (tênia) são exem- b) As minhocas realizam peristaltismo, em que atuam
plos de parasitas pertencentes a cada um dos filos ci- juntas, de maneira contrária, a musculatura circular e
tados que podem ser diferenciados também pelo fato longitudinal sobre o celoma, causando alongamento
de serem endoparasitas ou exoparasitas. Identifique e encurtamento do corpo animal, enquanto as cerdas
o filo a que pertencem e separe-os quanto ao modo que ficam em contato com o substrato permitem a
de vida parasitária. projeção corporal.
c) As minhocas auxiliam na aeração do solo, devido à
3. (Unesp) Um determinado animal monoico apresenta escavação que realizam, suas fezes auxiliam na adu-
clitelo, moela, nefrídeos, cerdas, circulação fechada e bação do solo, além de contribuir para a decomposi-
respiração cutânea. ção de matéria orgânica devido ao hábito detritívoro.
Utilizando essas afirmações, responda.
3. A sanguessuga é medicinalmente importante pois sintetiza
a) Qual é o nome deste animal e a que filo pertence? a hirudina, uma substância anticoagulante.
b) Cite um exemplo de outro animal do mesmo filo,
4. A minhoca vive no interior do solo, e se locomove pela contra-
mas de diferente classe.
ção e distensão da musculatura, cavando túneis subterrâneos. Se
alimentam de restos de matéria orgânica.
GABARITO 5. As minhoca têm importância econômica para a agricultura,
pois atuam no solo promovendo aeração, deixando-o fofo e
oxigenado, além disso, a produção do húmus auxilia na fertili-
E.O. Aprendizagem zação da terra.
1. B 2. E 3. A 4. D 5. E
6. Os anelídeos são vermes monoicos ou dioicos, que apresen-
6. C 7. D 8. D 9. D 10. A tam o corpo segmentado, vivem no solo úmido, água doce ou
salgada, podendo apresentar formas parasitas ou de vida livre.

E.O. Fixação 7. Minhocas são organismos celomados, com corpo divido em me-
tâmeros, que apresentam sistema circulatório fechado, e por isso
1. D 2. E 3. B 4. E 5. B são mais evoluídas que as planárias, vermes achatados aceloma-
6. B 7. E 8. E 9. C 10. A dos, sem metâmeria e que não apresentam sistema circulatório.
8. Os anelídeos são os vermes mais evoluídos porque são ani-
mais celomados e apresentam sistema circulatório fechado.
E.O. Complementar Características estas que não existem nos outros filos de ver-
1. C 2. 2 + 4 + 8 + 16 = 30 3. B mes (platelmintos e nematelmintos).
4. A 5. A 9.
a) Os organismos representados em 1 são platelmin-
E.O. Dissertativo tos, em 2 os nematelmintos e o 3 anelídeos.
b) A cavidade corpórea trouxe como vantagem a flexi-
1. bilidade do organismo, permitindo melhores condições
a) As minhocas (anelídeos) se diferenciam dos ne- de movimentação e deslocamento, além disso, o líqui-
matoides (nematelmintos), pois apresentam o corpo do que preenche a cavidade corpórea atua protegendo
alongado cilíndrico segmentado e cerdas, enquanto o os órgãos internos, além de ser veículo para transporte
segundo grupo apresenta o corpo cilíndrico não seg- de nutrientes, gases e excretas.
mentado e sem cerdas.
b) As minhocas são seres hermafroditas, com desenvol-
vimento direto, e reproduzem-se sexuadamente, com
E.O. UERJ
fecundação cruzada e externa, com a troca de esper- Exame de Qualificação
matozoides, seguida pela produção de um casulo para 1. A
a deposição dos óvulos e dos espermatozoides.
c) A teníase é adquirida através da ingestão de carne

77
E.O. Objetivas
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
1. A 2. C 3. D 4. E 5. D

E.O. Dissertativas
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
1.
a) Os poliquetos são classe componentes do Filo Ane-
lídeos.
b) Podem ser identificados por apresentarem o corpo
segmentado e possuírem parapódios, expansões late-
rais com cerdas quitinosas.
c) Os Anelídeos possuem duas classes: oligoquetos,
que não apresentam parapódios e apresentam pou-
cas cerdas, como as minhocas; (Hirudíneos), que não
possuem parapódios ou poucas ou nenhumas cerdas,
porém apresentam ventosas, como as sanguessugas.

2.
a) A simetria dos vermes é bilateral. Entre as novida-
des evolutivas, citam-se:
• aparecimento das regiões anterior e posterior.
• aparecimento de regiões dorsal e ventral.
b) Hirudo medicinalis, pertencente ao filo dos anelí-
deos é exoparasita.
Ascaris lumbricoides, endoparasita do filo nematel-
mintos.
Taenia saginata, endoparasita, incluído no filo platel-
mintos.

3.
a) Trata-se da minhoca pertencente ao Filo Anelídeos.
b) Sanguessuga da Classe Hirudíneos.

78
AULAS ARTRÓPODES E EQUINODERMOS
21 E 22
COMPETÊNCIAS: 4e8 HABILIDADES: 13, 14, 16 e 28

E.O. APRENDIZAGEM
1. Afinal, o que são bernes?
São larvas de moscas da espécie Dermatobia hominis,
que penetram na pele dos mamíferos e se alimentam
de tecido vivo, podendo ficar até 40 dias no animal.
D. hominis é um inseto que vive em habitações huma-
nas ou em áreas próximas delas e pode chegar a pouco
mais de 1,0 cm de comprimento. Essa mosca possui ab-
dômen de cor metálica e seu ciclo larval se desenvolve A característica mencionada pela borboleta está
na pele de alguns animais, constituindo o “berne”. relacionada com o sucesso dos insetos na ocu-
Quando adulta põe seus ovos em outras espécies de mos- pação dos diferentes ambientes do planeta. Isso
cas, que os transportam, permitindo a saída das larvas ocorre porque, devido a essa característica, os in-
quando estão sobre a pele de animais de sangue quente setos apresentam:
(mamíferos e aves). O aspecto da lesão é semelhante a um a) um corpo mole e flexível, melhor adaptado à ocu-
furúnculo, devido à presença de um pequeno orifício, por pação de pequenos espaços.
onde a larva respira. b) uma sustentação mais eficiente do corpo, baseada
Durante essa fase, a larva se alimenta de tecido necro- em um esqueleto interno.
sado, até o momento de sua saída para o ambiente, c) um crescimento contínuo, sem a necessidade de mudas.
quando irá se transformar em pupa e, finalmente, em
d) uma maior proteção contra a perda excessiva de água.
um indivíduo adulto. Os bernes podem acometer diver-
sas espécies animais, principalmente mamíferos (inclu- e) uma respiração cutânea mais eficiente.
sive a espécie humana), em áreas onde há vegetação,
3. (FGV) Mosquitos psicodídeos são bastante comuns
capineiras, bambuzais, capoeiras etc.
nos banheiros das residências, sendo geralmente ino-
(HTTP://WWW.AGENDAPET.COM.BR/2012/09/BERNES-O-QUE-SAO-OS- fensivos ao ser humano, exceto quando ocorre o trans-
MALES-QUE-TRAZEM.HTML, ACESSO EM: 17.11.2013.ADAPTADO)
porte de patógenos em suas pernas, ao pousarem em
Baseando-se nas informações do texto e em seus co- diferentes locais.
nhecimentos, assinale a alternativa correta.
a) O berne é um parasita porque é uma larva de mosca. As figuras ilustram o adulto e a larva do inseto conheci-
do popularmente como “mosca de banheiro”.
b) A relação entre a mosca D. hominis e a outra espécie
de mosca que transporta seus ovos é de mutualismo.
c) A relação entre os bernes e os mamíferos traz bene-
fícios aos primeiros, mas não prejudica os segundos.
d) O ser humano passará a ser hospedeiro do berne caso
tenha contato com as aves e com os mamíferos infectados.
e) A melhor maneira de combater o berne é diminuir a
incidência das moscas transportadoras de ovos.
2. A charge a seguir menciona uma característica pre-
sente nos insetos. Tanto os adultos como as larvas alimentam-se de maté-
ria orgânica, originada pela proliferação de micro-orga-
nismos existentes no ambiente doméstico.
A utilização de produtos de limpeza contendo cloro,
como a água sanitária, é uma medida indicada para a
higiene domiciliar, pois atua:

79
a) reduzindo o tamanho populacional, tanto dos inse- c) cefalotórax e abdome; 3 pares; ausentes.
tos como dos micro-organismos patógenos. d) cefalotórax e abdome; 4 pares; 1 par.
b) interrompendo a metamorfose dos insetos e dos e) cefalotórax e abdome; 4 pares; 2 pares.
micro-organismos patógenos, impedindo-os de che-
garem à fase reprodutiva. 7. (Ufrgs) A coluna da esquerda, abaixo, apresenta ca-
c) esterilizando as formas larvais e impossibilitando racterísticas de diferentes grupos de invertebrados; a
a contaminação dos adultos pelos micro-organismos da direita, três grupos de invertebrados.
patógenos. Associe adequadamente a coluna da direita à da es-
d) impedindo o contágio pelos micro-organismos patóge- querda.
nos, através da picada dos insetos adultos em humanos.
e) descontaminando os insetos adultos, com relação 1. Rádula como estru-
à presença dos micro-organismos patógenos. tura para alimentação
2. Locomoção realiza-
4. (UFSJ) A quitina é um polissacarídeo formado por vá-
da pelo sistema ambu- ( ) Crustáceos
rias moléculas de glicose e por grupo amina. Ela pode
lacrário ( ) Moluscos
ser encontrada na natureza na parede celular dos fun-
gos e em alguns animais. Dentre os animais dos quais 3. Corpo composto de ( ) Equinodermas
podemos encontrar quitina, estão os: exoesqueleto
a) crustáceos, esponjas e peixes. 4. Presença de respi-
b) artrópodes, equinodermos e nematoides. ração por espiráculos
c) insetos, nematoides e anfioxos.
d) aracnídeos, moluscos e anelídeos. A sequência correta de preenchimento dos parênteses,
de cima para baixo, é:
5. (UFSJ) Sobre os artrópodes, é INCORRETO afirmar
que: a) 3 – 4 – 1.
b) 3 – 1 – 2.
a) os diplópodes alimentam-se geralmente de maté-
c) 1 – 4 – 3.
ria vegetal e os quilópodes são predadores.
d) 2 – 1 – 4.
b) os insetos apresentam respiração traqueal e excre-
ção por túbulos de Malpighi. e) 1 – 2 – 3.
c) os crustáceos apresentam respiração branquial, 8. (UPF) “Um pequenino grão de areia
sendo, por isso, restritos ao ambiente aquático ou
que era um pobre sonhador
semiaquático.
olhando o céu viu uma estrela
d) todas as espécies de escorpião e aranha utilizam
as quelícera, diferentemente dos insetos e crustáceos, e imaginou coisas de amor (...)
que utilizam as mandíbulas para a alimentação. (...) o que há de verdade
é que depois, muito depois
6. (Mackenzie) No filo artrópoda, destacam-se três prin-
cipais grupos: os crustáceos, os aracnídeos e os insetos. apareceu a estrela do mar”
As principais características consideradas para essa di- (HERIVELTO MARTINS)
visão são: a organização corporal; o número de apên-
dices locomotores; a presença e o número de antenas, As estrelas do mar são:
mostradas no quadro abaixo.
a) equinodermos com revestimento calcário, sem es-
pinhos e tecido muscular.
Grupos Crustáceos Aracnídeos Insetos b) equinodermos com epiderme recobrindo os espi-
nhos calcários articulados às placas do endoesqueleto.
Cabeça,
c) equinodermos com epiderme queratinizada nos
Organização Cefalotórax e pés ambulacrais e superfície corporal lisa.
I tórax e
corporal abdome d) poríferos com epiderme recobrindo os espinhos
abdome
calcários articulados às placas do esqueleto.
Nº de
Geralmente e) poríferos com epiderme queratinizada nos pés am-
apêndices II 3 pares
5 pares bulacrais.
locomotores

Número de 9. (Ufjf-pism) Foram registrados casos de acidentes por


2 pares Ausentes III picadas de escorpiões em Juiz de Fora, de janeiro a junho
antenas
deste ano e, segundo o Ministério da Saúde, Minas Ge-
rais lidera o ranking de acidentes envolvendo escorpiões.
Os espaços I, II e III devem ser preenchidos, correta e
respectivamente, por: FONTE: TEXTO MODIFICADO A PARTIR DE HTTP://G1.GLOBO.COM/
MG/ZONA-DA-MATA/MGTV-1EDICAO/VIDEOS/V/MAIS-DE-30-
a) cabeça, tórax e abdome; 4 pares; 1 par. PESSOAS-FORAM-PICADAS-PORESCORPIOES-EM-JUIZ-DE-FORA-
b) cabeça, tórax e abdome; 4 pares; 2 pares. EM-2016/5155582/. ACESSO EM 17/09/2016.

80
Qual das alternativas abaixo fornece informações IN-
Fixos ao substrato marinho
CORRETAS sobre este grupo de animais?
a) São aracnídeos e podem ser encontrados em locais Não apresentam órgãos especializados
com acúmulo de entulhos, tijolos, madeira e telhas. Filtradores
b) Realizam fecundação interna e suas larvas se de-
Esqueleto de fibras e espículas de calcário ou sílica
senvolvem na água.
c) Diferem de outros artrópodes por não possuírem Presença de coanócitos
antenas nem mandíbulas.
Os animais representados por I, II e III podem ser, res-
d) São carnívoros e alguns dos insetos ingeridos por
pectivamente:
eles são considerados pragas agrícolas.
e) Possuem quelíceras e um par de pedipalpos ao re- a) abelha, formiga e coral.
dor da boca. b) mosca, minhoca e esponja.
c) abelha, sanguessuga e esponja.
10. (UECE) Atente ao que se diz sobre artrópodes e assi- d) mosca, piolho de cobra e anêmona.
nale com V o que for verdadeiro e com F o que for falso.
e) formiga, minhoca e água-viva.
( ) Possuem exoesqueleto que reveste e protege o corpo
de perigos externos. 2. (UEL) A figura lembra o sistema hidrovascular ou am-
( ) Ao tornarem-se adultos, podem realizar ecdise várias bulacral de um equinoderma. Esse sistema atua na lo-
vezes durante a vida. comoção, respiração, captura de alimento e como órgão
sensorial, consistindo em um conjunto de canais no in-
( ) Crustáceos e insetos pertencem a esse grupo, mas
terior do corpo e de prolongamentos tubulares, os pés
aracnídeos não podem ser classificados como tal.
ambulacrais, que se projetam para fora através de poros.
( ) Apresentam sistema digestório completo, com diges-
tão extracelular e sistema circulatório fechado.
A sequência correta, de cima para baixo, é:
a) F, V, V, F.
b) V, F, V, V.
c) V, V, F, F.
d) F, F, F, V.

E.O. FIXAÇÃO
1. Em uma aula prática de Biologia, foram analisados três
diferentes animais, e os resultados observados foram uti-
lizados para construir a seguinte tabela.
Com relação às principais características das classes de
Animal I equinodermas, assinale a alternativa correta.
Corpo subdividido em cabeça, tórax e abdome a) As estrelas-do-mar apresentam cinco braços rami-
ficados e flexíveis, com a boca e o ânus localizados na
Três pares de patas articuladas região oposta ao substrato.
Um par de asas b) As serpentes-do-mar possuem cinco braços finos e flexí-
veis, separados uns dos outros e ligados a um disco central,
Respiração traqueal com a boca localizada na região voltada para o substrato.
Esqueleto externo de quitina c) Os lírios-do-mar possuem cinco braços, a boca e os
pés ambulacrais localizados na região voltada para o
Presença de antenas substrato e o ânus na região superior.
Animal II d) Os ouriços-do-mar, desprovidos de braços, diferem
do padrão do filo, com a boca localizada em uma das
Corpo segmentado em anéis extremidades do corpo, rodeada por tentáculos, e o
Locomoção por arrastamento ânus na região oposta.
e) Os pepinos-do-mar têm a boca localizada na região
Ausência de asas voltada para o substrato, o ânus na região superior e os
Respiração cutânea pés ambulacrais distribuídos por todo o corpo.

Presença de cerdas de quitina 3. Os cupins existem na Terra há muito mais tempo que
o próprio homem. Durante todo esse período, os cupins
Presença de clitelo
têm desempenhado um papel fundamental no meio am-
Animal III biente, pois promovem a decomposição de matéria orgâ-
nica, o que contribui para a incorporação de nutrientes e
Superfície externa do corpo recoberta por poros e grande cavidade central
para a fertilidade do solo.

81
Porém, desde que o homem começou a construir habi- de 90 tipos de frutas e legumes, cujas colheitas estão
tações ou estruturas de madeira é que se conhecem os avaliadas em 15 bilhões de dólares.
danos que eles podem causar.
(FONTE: “FOLHA DE S.PAULO”, 06/04/2007.)
A seguir são propostas algumas explicações para o fe-
nômeno relatado na reportagem.
I. Competição intraespecífica.
II. Aumento das áreas plantadas com monoculturas das
fazendas.
III. Uso de inseticidas para o controle de pragas agrícolas.
IV. Aumento no número de colônias em uma determi-
nada área.
V. O fato de os zangões não apresentarem variabilida-
de genética por serem partenogenéticos.
De repente você encontra num cantinho de sua casa
aquele pozinho marrom... São explicações possíveis e biologicamente CORRETAS:
É um dos primeiros sinais. a) I, II, III e IV.
E logo pensa: “Cupins à vista! Praga! É preciso ani- b) I, III, IV e V.
quilá-los”. c) II, IV e V apenas.
d) I, III e V apenas.
A erradicação dessa praga é dificultada porque os cupins:
a) sofrem constantes mutações e mudam seus hábi- 6. (UFRGS) Em relação a grupos de invertebrados, consi-
tos alimentares. dere as características citadas abaixo:
b) conseguem digerir qualquer tipo de material de 1. presença de dois pares de antenas
construção, desde cimento até plástico. 2. corpo metamerizado
c) são artrópodes, do grupo dos aracnídeos, dotados
3. habitat exclusivamente marinho
de esqueleto externo quitinoso e, por isso, são resis-
tentes aos inseticidas. 4. presença de exoesqueleto
d) realizam reprodução assexuada, o que aumenta a 5. locomoção através de sistema ambulacrário
variabilidade genética das espécies garantindo a re- Assinale a alternativa que apresenta a correspondência
sistência aos inseticidas. correta entre o grupo animal e suas características.
e) vivem em ninhos de difícil acesso, penetrando na a) Anelídeos - 2 e 5
madeira e digerindo a celulose graças aos microorga- b) Moluscos - 2 e 4
nismos presentes em seu intestino.
c) Crustáceos - 3 e 4
4. (PUC-RJ) Indique a opção em que estão presentes so- d) Insetos - 1 e 4
mente doenças veiculadas por insetos. e) Equinodermos - 3 e 5
a) Dengue, Febre amarela e Rubéola. 7. (PUC-MG) A figura representa, de maneira esquemáti-
b) Doença de Chagas, Giardíase e Cólera. ca, o controle hormonal da metamorfose de um inseto.
c) Febre amarela, Malária e Doença de Chagas.
d) Febre amarela, AIDS e Toxoplasmose. Gânglio Cerebral
Células secretoras
e) Teníase, Leishmaniose e Dengue.
Corpus cardiacum
5. (PUC-MG) Desaparecimento em massa de abelhas Corpus allatum HORMÔNIO
CEREBRAL (JH)
nos EUA permanece inexplicável. HORMÔNIO Baixo
JUVENIL (JH) Glândula
A inquietação cresce entre os apicultores americanos JH
protorácica
pelo misterioso desaparecimento de milhões de abelhas ECDISONA
nos últimos meses, problema que ameaça a produção na-
cional de mel e as colheitas que dependem do papel-cha-
ve desses insetos. O despovoamento de uma colmeia em
até 20% durante o inverno é considerado normal, mas
os apicultores demonstram preocupação uma vez que
as colônias de abelhas domésticas estão em constante Larva Pupa Adulto
diminuição desde 1980 nos Estados Unidos.
“Quase 40% das abelhas de minhas 2.000 colônias mor- Analise o esquema e assinale a afirmativa INCORRETA.
reram. Essa é a maior taxa de mortalidade que vi em a) Um hormônio produzido pelo sistema nervoso se
meus 30 anos de carreira como apicultor”, afirmou o opõe à ação do hormônio produzido pela glândula
presidente da associação de apicultores da Califórnia. As protorácica das larvas.
abelhas domésticas são essenciais para o cultivo de mais

82
b) A metamorfose é determinada ou favorecida pela c) à mesma ordem e à mesma classe.
redução na produção de um dos hormônios. d) à mesma ordem, porém, a diferentes classes.
c) Na ausência de hormônios cerebrais, a metamor-

E.O. COMPLEMENTAR
fose ocorreria mais imediatamente sem a ocorrência
de fase larval.
d) Um hormônio produzido pelo sistema nervoso es-
timula a atividade da glândula protorácica do inseto. 1. (UFC) O filo dos invertebrados mais relacionado ao
homem é aquele que inclui as estrelas-do-mar, ou seja,
8. (PUC-RS) Responder à questão com base nas afirma- os equinodermas. A justificativa para essa conclusão
tivas a seguir. surpreendente foi baseada principalmente no estudo
comparativo:
I. Os coanócitos são células especializadas presentes
em esponjas (Porifera). Além de propiciarem a circula- a) do desenvolvimento embrionário.
ção de água através da esponja, conseguem reter pe- b) da simetria dos organismos.
quenas partículas alimentares em suspensão na água. c) do documentário fóssil.
II. As anêmonas-do-mar, os pólipos de corais e as mães- d) da fisiologia.
-d’água (Cnidária) apresentam em seus tentáculos cé- e) do genoma.
lulas especializadas (cnidócitos) que, através de uma
2. (Mackenzie) A respeito da excreção, assinale a alter-
estrutura denominada nematocisto, são capazes de in-
nativa correta.
jetar toxinas e aprisionar vítimas em potencial.
III. Os artrópodos apresentam um exoesqueleto de qui- a) Os metanefrídeos são as estruturas excretoras pre-
tina. Para crescerem, necessitam substituir o exoesque- sentes em anelídeos e moluscos e retiram excretas da
leto periodicamente, em processo denominado ecdise. cavidade celomática e do sangue.
b) Em todos os artrópodes, os excretas são elimina-
IV. O sistema hidrovascular ou ambulacral constitui-se
dos juntamente com as fezes.
em característica única dos equinodermos, sendo utili-
c) Tanto em animais marinhos quanto em animais de
zado para locomoção, fixação e alimentação.
água doce, o principal excreta nitrogenado é a amônia.
As afirmativas corretas são: d) Estruturas responsáveis pela excreção estão pre-
a) I, II e III, apenas. sentes em todos os metazoários.
b) I, II e IV, apenas. e) As células flama, presentes em platelmintos, reti-
c) I, III e IV, apenas. ram os excretas das células do corpo e lançam na
cavidade digestiva para serem eliminados.
d) II, III e IV, apenas.
e) I, II, III e IV. 3. (UERN) Analise as afirmativas.
I. Os vertebrados são animais representados por peixes,
9. (UECE) Atente ao que se diz sobre carrapatos.
anfíbios, artrópodes, répteis, aves e mamíferos.
I. São ectoparasitas hematófagos que vivem na superfí-
II. Os cnidários são representados por animais conheci-
cie do corpo de seus hospedeiros.
dos por esponjas.
II. São insetos pertencentes à Classe Arachnida. III. Os platelmintos de vida livre são indivíduos da clas-
III. Possuem grande importância como agentes pato- se dos turbelários.
gênicos, pois funcionam como vetores de protozoários, IV. Os artrópodes são distribuídos por cinco grupos,
bactérias e vírus, para animais domésticos, silvestres e que receberam nomes em função de suas caracterís-
mesmo para os humanos. ticas externas.
Está correto o que se afirma em: Estão corretas apenas as afirmativas:
a) I, II e III. a) I e III.
b) I e II apenas. b) II e III.
c) I e III apenas. c) III e IV.
d) II e III apenas. d) I, III e IV.

10. (PUC-SP) Abaixo encontram-se descrições feitas por 4. (UFJF-PISM) Centopeias e piolhos-de-cobra são artró-
um estudante a respeito de dois artrópodes: podes caracterizados pela presença de um corpo alon-
gado provido de muitas pernas, fato que deu nome ao
I. Tem um par de antenas, três pares de pernas e possui
grupo – miriápodes. Ambos vivem em ambientes muito
dois pares de asas;
úmidos e apresentam diferenças que se expressam em
II. Tem corpo dividido em cefalotórax e abdome, não sua morfologia, seu comportamento e quanto ao tipo
tem antenas e possui quatro pares de pernas. de alimentação.
Em relação às categorias taxonômicas, os animais indi- As diferenças observadas nas centopeias [I] e nos pio-
cados por I e II pertencem: lhos-de-cobra [II] são:
a) ao mesmo filo e à mesma classe. a) [I] um par de apêndices por segmento; incapazes
b) ao mesmo filo, porém a diferentes classes. de se enrolar; carnívoros. [II] dois pares de apêndices

83
por diplossegmento; enrolam-se em espiral; herbívoros. a) De acordo com o proposto por Darwin e reforçado
b) [I] um par de apêndices por segmento; incapazes pelos estudos de Müller, qual o papel da seleção na-
de se enrolar; herbívoros. [II] dois pares de apêndices tural no processo de evolução?
por diplossegmento; enrolam-se em espiral; carnívoros. b) Os crustáceos, estudados por Müller, são classifi-
c) [I] dois pares de apêndices por diplossegmento; en- cados como pertencentes ao filo Arthropoda, o filo
rolam-se em espiral; onívoros. [II] um par de apêndices animal com maior número de espécies descritas. Cite
por segmento; incapazes de se enrolar; carnívoros. duas características desse filo e relacione-as às van-
d) [I] dois pares de apêndices por diplossegmento; in- tagens evolutivas que estas características trouxeram
capazes de se enrolar; herbívoros. [II] um par de apên- para este grupo.
dices por segmento; incapazes de se enrolar; onívoros.
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO
e) [I] um par de apêndices por segmento; enrolam-se
em espiral; onívoros. [II] dois pares de apêndices por A reprodução de muitas espécies de mariposas é facili-
diplossegmento; incapazes de se enrolar; onívoros. tada por substâncias voláteis lançadas no ar chamadas
feromônios. Tais substâncias são produzidas por fêmeas
5. (Puc-sp) Um estudante analisou três animais que e capazes de atrair machos a milhares de metros de dis-
apresentam patas articuladas, exoesqueleto quitinoso tância. Cada feromônio atrai machos da espécie da fê-
e corpo metamerizado. Estes animais poderiam ser: mea que os produziu. A eficiência dos feromônios está
a) uma abelha, um escorpião e um camarão, todos relacionada a grandes diferenças morfológicas entre
pertencentes ao grupo dos artrópodes. machos e fêmeas (dimorfismo sexual), como mostram
b) um pepino-do-mar, um ouriço-do-mar e uma lagosta, as figuras a seguir. Armadilhas contendo feromônios
todos pertencentes ao grupo dos equinodermos. são utilizadas para eliminar mariposas consideradas
c) uma joaninha, uma ostra e uma estrela-do-mar; o pragas das lavouras.
primeiro pertencente ao grupo dos artrópodes e os ou-
tros dois ao grupo dos equinodermos. Fêmea Macho

d) um mexilhão, um camarão e uma lula, todos perten-


centes ao grupo dos moluscos.
e) uma sanguessuga, um piolho de cobra e uma minho-
ca, todos pertencentes ao grupo dos anelídeos.

E.O. DISSERTATIVO
1. (UFU) As cidades têm crescido de forma aleatória e
3. (UFRJ) Explique por que o uso de armadilhas de fe-
sem planejamento. Consequentemente, ocorrem al-
romônios é considerado ambientalmente mais seguro
terações nas populações de animais presentes nesses
para as demais espécies de insetos silvestres do que o
espaços, visto que o homem continua avançando sobre
uso de inseticidas.
áreas até então consideradas habitats de outras espé-
cies. A presença excessiva de escorpiões das espécies
Tityus serrulatus e Tityus bahiensis em áreas verdes, de
lazer e no perímetro das residências em certas regiões E.O. ENEM
brasileiras como, por exemplo, nos estados de São Pau-
1. A atividade pesqueira é antes de tudo extrativista,
lo, Goiás, Minas Gerais e Bahia é um exemplo dos desa-
o que causa impactos ambientais. Muitas espécies já
justes ambientais urbanos.
apresentam sério comprometimento em seus estoques
a) Apresente, pelo menos, duas condições ambientais e, para diminuir esse impacto, várias espécies vêm sen-
que justifiquem a dispersão de escorpiões em espa- do cultivadas. No Brasil, o cultivo de algas, mexilhões,
ços internos ou no perímetro das residências. ostras, peixes e camarões vem sendo realizado há al-
b) Explique com que finalidade e de que forma os guns anos, com grande sucesso, graças ao estudo minu-
escorpiões utilizam o aguilhão, destacando onde essa cioso da biologia dessas espécies.
estrutura está localizada.

2. (UFSCar) Em 2009 comemora-se o bicentenário do


nascimento de Charles Darwin e os 150 anos da pu-
blicação da primeira edição do livro A origem das es- Algumas das fases larvárias de crustáceos.
pécies. O que pouca gente sabe é que Darwin teve a
colaboração de um alemão naturalizado brasileiro, Fritz Os crustáceos decápodes, por exemplo, apresentam du-
Müller, que forneceu evidências empíricas da consistên- rante seu desenvolvimento larvário, várias etapas com
cia da teoria da seleção natural através de seus estudos mudança radical de sua forma. Não só a sua forma muda,
com crustáceos, realizados no litoral do Estado de San- mas também a sua alimentação e habitat. Isso faz com
ta Catarina. Os dois se corresponderam por 17 anos, até que os criadores estejam atentos a essas mudanças, por-
a morte de Darwin, em 1882. que a alimentação ministrada tem de mudar a cada fase.

84
Se para o criador, essas mudanças são um problema para apenas de fezes de morcego (guano) existente no fundo
a espécie em questão, essa metamorfose apresenta uma da caverna. Essa dieta larval acumularia reservas a serem
vantagem importante para sua sobrevivência, pois: usadas na fase adulta.
a) aumenta a predação entre os indivíduos. CIÊNCIA HOJE, RIO DE JANEIRO, V. 42, Nº 252, SET. 2008 (ADAPTADO).
b) aumenta o ritmo de crescimento.
Em relação a essa descoberta, vê-se que a nova espécie
c) diminui a competição entre os indivíduos da mes-
de flebotomídeo:
ma espécie.
d) diminui a quantidade de nichos ecológicos ocupa- a) deve apresentar maior variabilidade genética que
dos pela espécie. seus congêneres.
e) mantém a uniformidade da espécie. b) deve ter uma fase adulta longa se comparado com
seus congêneres.
2. Caso os cientistas descobrissem alguma substância c) é mais vulnerável a desequilíbrios em seu ambiente
que impedisse a reprodução de todos os insetos, certa- que seus congêneres.
mente nos livraríamos de várias doenças em que esses d) está livre de hábitos hematófagos e de transmissão
animais são vetores. Em compensação teríamos grandes de doenças devido à ausência de machos.
problemas como a diminuição drástica de plantas que e) tem grandes chances de se dispersar para outros
dependem dos insetos para polinização, que é o caso das: ambientes, tornando-se potencialmente invasora.
a) algas.
5. As estrelas-do-mar comem ostras, o que resulta em
b) briófitas como os musgos. efeitos econômicos negativos para criadores e pesca-
c) pteridófitas como as samambaias. dores. Por isso, ao se depararem com esses predadores
d) gimnospermas como os pinheiros. em suas dragas, costumavam pegar as estrelas-do-mar,
e) angiospermas como as árvores frutíferas. parti-las ao meio e atirá-las de novo à água. Mas o re-
sultado disso não era a eliminação das estrelas-do-mar,
3. O desenvolvimento da maior parte das espécies de e sim o aumento do seu número.
insetos passa por vários estágios até chegar à fase
adulta, quando finalmente estão aptos à reprodução. DONAVEL, D. A BELA É UMA FERA. SUPER INTERESSANTE. DISPONÍVEL EM:
HTTP://SUPER.ABRIL.COM.BR.
Esse desenvolvimento é um jogo complexo de hormô- ACESSO EM: 30 ABR. 2010 (ADAPTADO).
nios. A ECDISONA promove as mudas (ecdíases), mas o
HORMÔNIO JUVENIL impede que o inseto perca suas A partir do texto e do seu conhecimento a respeito desses
características de larva. Com o tempo, a quantidade organismos, a explicação para o aumento da população
desse hormônio diminui e o inseto chega à fase adulta. de estrelas-do-mar baseia-se no fato de elas possuírem:
a) papilas respiratórias que facilitaram sua reprodu-
ecdisona ecdisona ecdisona ecdisona
ção e respiração por mais tempo no ambiente.
Muda Muda Muda Muda b) pés ambulacrários que facilitaram a reprodução e a
Ovo
locomoção do equinodermo pelo ambiente aquático.
Hormônio Hormônio Hormônio Hormônio
juvenil juvenil juvenil juvenil c) espinhos na superfície do corpo que facilitaram sua
proteção e reprodução, contribuindo para a sua so-
Cientistas descobriram que algumas árvores produzem brevivência.
um composto químico muito semelhante ao HORMÔ- d) um sistema de canais que contribuíram na distri-
NIO JUVENIL dos insetos. A vantagem de uma árvore buição de água pelo seu corpo e ajudaram bastante
que produz uma substância que funcione como HOR- em sua reprodução.
MÔNIO JUVENIL é que a larva do inseto, ao se alimentar e) alta capacidade regenerativa e reprodutiva, sen-
da planta, ingere esse hormônio e: do cada parte seccionada capaz de dar origem a um
a) vive sem se reproduzir, pois nunca chega à fase adulta. novo indivíduo.
b) vive menos tempo, pois seu ciclo de vida encurta.
c) vive mais tempo, pois ocorrem poucas mudas.
d) morre, pois chega muito rápido à fase adulta. E.O. OBJETIVAS
e) morre, pois não sofrerá mais mudas.
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
4. Recentemente, foi descoberta uma nova espécie de
1. (Unesp) Uma coleção de artrópodes é formada por 36
inseto flebotomídeo, batizado de Lutzomya maruaga. O
exemplares, todos eles íntegros e que somam, no total
novo inseto possui apenas fêmeas que se reproduzem a
da coleção, 113 pares de patas articuladas. Na coleção
partir da produção de ovos sem a intervenção de ma- não há exemplares das classes às quais pertencem o
chos, em um processo conhecido como partenogênese. A caranguejo, a centopeia e o piolho-de-cobra.
espécie está restrita a uma caverna na região amazônica,
não sendo encontrada em outros lugares. O inseto não Sobre essa coleção, é correto dizer que é composta por
se alimenta de sangue nem transmite doenças, como o exemplares das classes Insecta e:
fazem outros mosquitos de seu mesmo gênero. Os adul- a) Arachnida, com maior número de exemplares da
tos não se alimentam e as larvas parecem se alimentar classe Arachnida.

85
b) Diplopoda, com maior número de exemplares da 4. (Unesp) Observe os quadrinhos.
classe Diplopoda.
c) Chilopoda, com igual número de exemplares de
cada uma dessas classes.
d) Arachnida, com maior número de exemplares da
classe Insecta.
e) Chilopoda, com maior número de exemplares da
classe Chilopoda.

2. (Fuvest) Francisco deve elaborar uma pesquisa sobre Sobre o contido nos quadrinhos, os alunos em uma aula
dois artrópodes distintos. Eles serão selecionados, ao de biologia afirmaram que:
acaso, da seguinte relação: aranha, besouro, barata, I. O besouro, assim como a borboleta, apresenta uma
lagosta, camarão, formiga, ácaro, caranguejo, abelha, fase larval no início de seu desenvolvimento.
carrapato, escorpião e gafanhoto. II. As lagartas são genética e evolutivamente mais apa-
Qual é a probabilidade de que ambos os artrópodes es- rentadas às minhocas que aos besouros.
colhidos para a pesquisa de Francisco não sejam insetos? III. Ao contrário dos besouros, que possuem sistema cir-
49 culatório fechado, com hemoglobina, as borboletas e
a) ____
144 as minhocas possuem sistema circulatório aberto, sem
14 hemoglobina.
b) ___
33 É correto apenas o que se afirma em:
7
c) ___
22 a) I.
5 b) III.
d) ___
22 c) I e II.
15
e) ____ d) I e III.
144 e) II e III.
3. (Unesp) Para o insetário da feira de ciências de uma
escola, a professora instruiu os alunos a coletar insetos 5. (Unesp) Moscas podem dizer onde, quando e como
de diferentes espécies e os trazer para a sala de aula, uma pessoa morreu.
onde seriam identificados, preservados e montados As moscas são as principais estrelas de uma área rela-
para a exposição. tivamente nova no Brasil, a entomologia forense. ... A
presença de insetos necrófagos em um cadáver pode
dar pistas valiosas sobre a hora da morte ou o local do
crime...
(INSETOS CRIMINALISTAS. UNESP CIÊNCIA, SETEMBRO DE 2009. ADAPTADO.)

Três crimes foram cometidos, e os cadáveres foram


encontrados pela polícia no mesmo dia. Assim que
encontrados, sobre eles foram obtidas as seguintes
informações:

Crime 1
O cadáver foi encontrado na zona rural, apresentava
larvas, mas não ovos, de uma espécie de mosca que só
Exemplo de insetário para exposição ou coleção científica. ocorre na zona urbana.
Apresentava também ovos e larvas de uma espécie de
Dentre os exemplares coletados, havia três espécies de mosca típica da zona rural. No solo ao redor do cadáver,
aranhas; uma de centopeia; quatro espécies de besou- não havia pupas dessas espécies.
ro; uma de lagartixa; duas espécies de libélula; quatro
vespas, todas da mesma espécie; três carrapatos, tam- Crime 2
bém de uma única espécie; duas espécies de borbole- O cadáver foi encontrado na zona urbana, em um ma-
tas; duas de formigas; uma de louva-a-deus; e uma de tagal. No corpo havia ovos e larvas de moscas comuns
escorpião. O número de espécies de insetos coletado na região, e pupas estavam presentes no solo ao redor
pelos alunos para compor o insetário é: do cadáver.
a) 24.
Crime 3
b) 19.
O cadáver foi encontrado na zona urbana, em área resi-
c) 18.
dencial, em um terreno pavimentado. Sobre o cadáver,
d) 14. moscas e baratas, poucos ovos, mas nenhuma larva en-
e) 12. contrada.

86
A partir dos dados disponíveis sobre esses três crimes, corporal de dois grupos de invertebrados até atingirem
e considerando-se que nos três casos as moscas apre- a fase adulta.
sentam ciclos de vida de mesma duração, pode-se dizer
que, mais provavelmente:
a) o crime 1 aconteceu na zona urbana, mas o cadá-
ver foi removido para a zona rural vários dias depois
do crime ter sido cometido. O cadáver permaneceu no
local onde foi encontrado por não mais que um dia.
b) os crimes 2 e 3 foram cometidos no mesmo dia,
com intervalo de poucas horas entre um e outro. O
crime 1 foi cometido dias antes dos crimes 2 e 3.
c) os crimes 1 e 3 foram cometidos no mesmo dia,
com intervalo de poucas horas entre um e outro. O
cadáver do crime 1 foi removido do local do crime e
ambos os crimes foram cometidos no máximo no dia
anterior ao do encontro dos corpos.
d) o crime 2 aconteceu vários dias antes do corpo
ser encontrado e antes de terem sido cometidos os
crimes 1 e 3. Estes últimos aconteceram também a
intervalo de dias um do outro, sendo que o crime 1
foi cometido antes que o crime 3. a) Identifique um grupo de invertebrados que pode
e) o crime 3 foi cometido antes de qualquer outro, ter o crescimento corporal como o representado na
provavelmente em um matagal, onde o corpo perma- figura A e outro como o representado na figura B.
neceu por alguns dias. Contudo, o corpo foi removido Justifique.
desse local e colocado noterreno pavimentado, pou- b) Dê duas características morfológicas que permitam
cas horas antes de ser encontrado. diferenciar entre si dois grupos de invertebrados rela-
cionados com o gráfico A.

E.O. DISSERTATIVAS 4. (Fuvest) A figura mostra um artrópode.

(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)


1. (Unicamp) Um zoólogo recebeu um animal marinho
encontrado em uma praia. Ao tentar identificá-lo com o
auxílio de uma lupa, o pesquisador notou, na superfície
corporal do animal, a presença de espinhos e de estru-
turas tubulares, identificadas como pés ambulacrais.
a) Com base nesses elementos da anatomia externa, a) A que grupo de artrópodes pertence esse animal?
determine o filo a que pertence o animal em análise. Cite uma característica observável na figura e que
Nomeie uma classe desse filo e dê um exemplo de um permite chegar a essa conclusão.
animal que a represente. b) Em algumas espécies desse grupo, os machos cui-
b) Explique como ocorre a reprodução dos animais dam dos ovos. Em experimentos laboratoriais, quan-
pertencentes a esse filo. do fêmeas foram colocadas em situação de escolha
de um macho para cópula, elas escolheram aqueles
2. (Unesp) Um besouro havia caído em uma piscina e, que estavam cuidando de ovos. Qual seria a vanta-
embora a maior parte de seu corpo estivesse acima do gem adaptativa desse comportamento de escolha de
nível da água, a cabeça do inseto estava totalmente machos cuidadores de ovos?
submersa. Pedrinho, que observava a cena, retirou o
animal da piscina depois de mais de trinta minutos nes- 5. (Fuvest) A revista PESQUISA FAPESP, de setembro de
sa situação. O besouro continuava vivo e saiu andando, 2007, publicou matéria com o título “Memórias Póstu-
como se nada tivesse acontecido. mas”, que destaca a importância do conhecimento sobre
a ecologia e o desenvolvimento de diversas espécies de
Pedrinho quis repetir a cena consigo mesmo, mas não
insetos, para se desvendarem mortes misteriosas.
conseguiu manter a cabeça submersa por mais de dois
minutos sem respirar. Considerando as características do a) Como a ocorrência de moscas e besouros, que se
sistema respiratório dos insetos e as características do desenvolvem nos corpos em decomposição, pode ser
sistema respiratório dos mamíferos, explique por que o útil para estimar o tempo decorrido desde a morte?
besouro conseguiu ficar tanto tempo com a cabeça sub- b) Os cientistas entrevistados para tal matéria afir-
mersa e explique por que Pedrinho não o conseguiu. mam que os insetos podem revelar que, apesar de um
corpo ter sido encontrado no Rio de Janeiro, a morte
3. (Unicamp) As figuras a seguir mostram o crescimento não ocorreu nessa cidade. Como isso é possível?

87
GABARITO 1. D 2. C 3. E 4. A 5. D

E.O. Aprendizagem E.O. Dissertativas


1. E 2. D 3. A 4. D 5. C (Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
6. D 7. B 8. B 9. B 10. C
1.
a) O zoólogo recebeu um exemplar pertencente ao
E.O. Fixação filo equinodermos. O ouriço-do-mar pertence à classe
1. B 2. B 3. E 4. C 5. A equinoides.
b) Os equinodermos são animais dioicos, realizam a
6. E 7. C 8. E 9. C 10. B fecundação externa e apresentam desenvolvimento
indireto, uma vez que formam larvas.
E.O. Complementar 2. O besouro apresenta respiração traqueal. Ele aspira o ar at-
1. A 2. A 3. C 4. A 5. A mosférico através de orifícios que se abrem lateralmente em
seu tórax e em seu abdômen. Os insetos não têm nariz. O ser
humano não pode realizar esta atividade porque possui respi-
ração pulmonar e somente pode aspirar o ar pelas vias respira-
E.O. Dissertativo tórias situadas em sua cabeça.
1.
3.
a) Os escorpiões estão colonizando áreas verdes e os
a) A figura A mostra o padrão de crescimento corpo-
perímetros das residências, pois são locais onde há bu-
racos e frestas em paredes, além de janelas, portas e ral de artrópodes (insetos, aracnídeos e crustáceos). O
ralos, todos escuros e adequados à sua sobrevivência. gráfico B mostra o padrão de crescimento corporal de
Além disso, a falta de higiene, o acúmulo de lixo, ma- poríferos, moluscos, equinodermos e outros inverte-
deira e folhagens permite a presença de baratas, grilos brados que, por não possuírem exoesqueleto quitino-
e outros insetos, fonte de alimento para os escorpiões. so, têm crescimento corporal contínuo. Em artrópodes
b) Os escorpiões apresentam na extremidade do ab- o exoesqueleto rígido de quitina limita o crescimento
dômen, na ponta da “cauda”, o aguilhão, estrutura corporal e esse só ocorre durante o processo de muda
utilizada para defesa e também para a captura do ali- (troca de carapaça).
mento, através da imobilização da presa. b) Insecta: corpo dividido em cabeça, tórax e abdô-
men; três pares de patas torácicas nos adultos, um par
2. de antenas, dois pares de asas e respiração traqueal.
a) De acordo com o proposto por Darwin e reforça- Aracnídea: corpo dividido em cefalotórax e abdômen,
do por Müller, têm maior chance de sobrevivência, quatro pares de patas cefalotorácicas, antenas ausen-
a partir da seleção natural, aqueles que possuem tes, asas ausentes e respiração por filotraqueias ou
características adaptativas, garantindo ao indivíduo cutânea. Crustacea: corpo dividido em cefalotórax e
possibilidade de se reproduzir e deixar descendentes. abdômen, cinco pares de patas cefalotorácicas, dois
b) O filo Arthropoda apresenta, entre outras carac- pares de antenas, asas ausentes e respiração bran-
terísticas: 1) exoesqueleto de quitina, que atua con- quial (em geral). Miriápoda: corpo dividido em cabeça
tra desidratação, dá sustentação ao corpo e protege e tronco, um ou dois pares de pernas em cada seg-
contra a predação; e 2) apêndices articulados, que mento do tronco, um par de antenas, asas ausentes.
facilitam sua locomoção, a captura de alimentos e a
defesa contra predadores. 4.
a) O animal pertence ao grupo dos aracnídeos. Apre-
3. O uso de armadilhas de feromônios é considerado ambien-
senta quatro pares de patas.
talmente mais seguro para as demais espécies, pelo fato de
serem específicas, isto é, apenas machos da espécie da ma- b) A proteção aumenta a probabilidade da perpetu-
riposa que se quer controlar serão atraídos, enquanto o uso ação da espécie, pois maior será a adaptação dessa
de inseticidas leva a morte de insetos de diferentes espécies, população em ambientes onde os ovos e descenden-
incluindo os polinizadores. tes desprotegidos são alvo de predadores naturais.

5.
E.O. Enem a) Uma vez conhecido o tempo de metamorfose e a
1. C 2. E 3. A 4. C 5. E idade dos diferentes estádios (larvas) de determinado
inseto, é possível estabelecer, com relativa precisão,
o tempo transcorrido desde a morte. Além disso, di-
E.O. Objetivas ferentes espécies de moscas e besouros saprófagos
instalam-se sobre o cadáver em momentos diferentes
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
88
do processo de decomposição.
b) Determinadas espécies de insetos podem apresen-
tar distribuição geográfica diferente. Assim, se hou-
ver insetos típicos de uma região diferente daquela
em que o cadáver foi encontrado, deduz-se que ele
proveio de outro local.

89
AULAS CORDADOS I
23 E 24
COMPETÊNCIAS: 4e8 HABILIDADES: 13, 15, 16 e 28

E.O. APRENDIZAGEM e) hidrossolúveis, e os peixes, com respiração branquial,


se intoxicam, pois respiram em toda a faixa de água.
1. Um candidato fez sua inscrição na prova da UTF-PR 3. (Feevale) Segundo a Sociedade Brasileira de Herpeto-
e na volta para casa passou em frente a uma loja de logia, há aproximadamente 870 espécies de anfíbios no
animais. Nela tinha uma placa escrita assim: Brasil, que ocupa a primeira colocação na relação de pa-
“DOAÇÃO DE ANIMAIS íses com maior riqueza para esse grupo de vertebrados,
Pegue o seu bichinho de estimação se souber qual é: seguido por Colômbia e Equador. Várias espécies ocor-
rem na Mata Atlântica e vivem em pequenas cavidades
• Esquento-me com o Sol e resfrio-me com a Lua. úmidas, encontradas em troncos caídos, embaixo de pe-
• Meus filhos quando nascerem não serão iguais a dras e casca de árvores, no folhiço e no chão da floresta.
mim. Sobre os anfíbios anuros, são feitas algumas afirmações.
• Eu respiro no ar e eles na água. I. Sapos, rãs e pererecas são anfíbios anuros.
• No meu coração cabem três cavidades. II. Apresentam corpo dotado de cauda e desprovido de
• Já participei de várias estórias infantis. patas.
• Quem sou eu?” III. A circulação sanguínea é aberta e o coração de um
Qual dos seguintes animais se encaixa na descrição adulto apresenta duas cavidades.
dada? Assinale a alternativa correta.
a) Rã. a) Apenas a afirmação I está correta.
b) Cobra. b) Apenas a afirmação II está correta.
c) Periquito. c) Apenas a afirmação III está correta.
d) Iguana. d) Apenas as afirmações II e III estão corretas.
e) Lesma. e) Todas as afirmações estão incorretas.

2. (UFG) Leia o texto a seguir. 4. (UFF) Podendo chegar até vinte metros de compri-
Há pouco mais de 400 milhões de anos, alguns peixes mento, o tubarão-baleia é o maior representante dos
tropicais começaram a desenvolver uma estratégia res- peixes.
piratória que se tornou uma vantagem evolutiva para a Qualquer criatura marinha com esse tamanho é normal-
ocupação de águas com baixa concentração natural de mente muito temida, mas por causa de sua dieta ba-
oxigênio. Porém, estudos feitos pelo Instituto Nacional sicamente planctônica ele não oferece ameaça ao ho-
de Pesquisas da Amazônia mostraram que essa estra- mem. Entretanto, outros membros de sua superordem
tégia respiratória pode amplificar o risco de envenena- já causaram acidentes a vários banhistas nas praias.
mento e morte desses peixes, caso haja contaminação Com relação à dieta do tubarão-baleia, pode-se afirmar
por petróleo nos rios onde eles vivem. que ele come, principalmente:
DISPONÍVEL EM: <HTTP://REVISTAPESQUISA.FAPESP. a) esponjas, ouriços-do-mar, estrelas-do-mar tainhas.
BR/?ART=2146&BD=1&PG=1&LG=>.ACESSO
EM: 8 NOV. 2011. [ADAPTADO].
b) sardinhas, carangueijos, outras e caravelas.
c) tainhas, arraias, tartarugas e robalos.
O aumento do risco de morte dos peixes ocorre porque d) caranguejos, siris, sardinhas e tainhas.
o petróleo é uma mistura complexa de hidrocarbonetos:
e) microcrustáceos, algas, protozoários e pequenos
a) lipossolúveis, e os peixes, com respiração pulmonar, anelídeos.
se intoxicam ao irem à superfície para respirar.
b) lipossolúveis, e os peixes, com respiração bran- 5. Os animais do grupo dos cordados caracterizam-se
quial, se intoxicam ao irem à superfície para respirar. pela presença, durante o desenvolvimento embrionário,
c) lipossolúveis, e os peixes, com respiração cutânea, de notocorda, tubo nervoso dorsal, fendas branquiais
se intoxicam ao irem à superfície para respirar. e cauda pós-anal muscular. São exemplos de cordados:
d) hidrossolúveis, e os peixes, com respiração pulmonar, a) peixes, anfíbios e equinodermos.
se intoxicam, pois respiram em toda a faixa de água. b) aves, peixes e equinodermos.

90
c) peixes, moluscos e répteis. produção de hormônios responsáveis pelo amadureci-
d) artrópodes, peixes e anfíbios. mento dos órgãos sexuais.
e) peixes, anfíbios e répteis. Os testículos dos machos aumentam de tamanho, ficam
esbranquiçados e repletos de sêmen. Nas fêmeas, o as-
6. (Ufrgs) A figura abaixo mostra dois peixes identifica- pecto amarelado das ovas indica a presença de vitelo,
dos pelos números 1 e 2 que apresentam adaptações fi- reserva de alimento nos óvulos, que sustentará os futu-
siológicas para sobreviver em diferentes ambientes. As ros peixinhos.
setas indicam o fluxo de sais e de água em cada peixe.
Na hora da fecundação, a fêmea lança seu conjunto de
1 2
óvulos no rio. Em seguida, os machos lançam seus es-
Água Água permatozoides sobre os óvulos, dando origem a óvulos
fecundados, que são levados pela correnteza e, depois
disso, os peixes adultos iniciam o caminho de volta.
SAIS SAIS
Cerca de 20 horas após a fecundação, os ovos eclodem
Peixe teleósteo Peixe teleósteo em alevinos (larvas de peixes), que irão se transformar
de água doce marinho em peixinhos e crescerão em lagoas marginais até o
outro período de cheia, quando irão para o leito do rio.
Considere as seguintes afirmações, sobre característi- Com o passar dos anos, e atingindo o grau de maturação
cas desses peixes. para a reprodução, repetirão o mesmo ciclo de seus pais.
I. O peixe 1 é hipertônico em relação ao ambiente. Baseando-se no texto, pode-se afirmar corretamente
II. O peixe 1 capta sais por transporte ativo. que:
III. O peixe 2 perde água para o meio por osmose. a) os peixes curimbatá e dourado são hermafroditas e
Quais estão corretas? apresentam fecundação interna.
b) os ovos formados são protegidos pela fêmea da
a) Apenas I.
espécie até que os filhotes nasçam.
b) Apenas II.
c) a fecundação descrita é externa, e o desenvolvimento
c) Apenas I e III. dos ovos é do tipo indireto, pois apresenta fase larval.
d) Apenas II e III. d) a piracema é a subida de diversas espécies de pei-
e) I, II e III. xes até a cabeceira dos rios, para que possam se pro-
teger dos predadores.
7. (UFPI) A maioria dos peixes ósseos apresenta sacos
similares a pulmões, que permitem o controle da flu- e) a viagem dos peixes contra a corrente inibe o de-
tuação e da profundidade em que pode ficar na água, senvolvimento dos órgãos sexuais e prejudica a re-
sem gastar energia. Marque a alternativa que contém a produção sexual da espécie.
estrutura em questão. 2. (Udesc) Analise as proposições quanto às caracterís-
a) Nadadeira ventral. ticas dos anfíbios.
b) Nadadeira lobada. I. A reprodução é sexuada, com fecundação externa, e
c) Nadadeiras pélvicas. são de sexos distintos (macho e fêmea).
d) Nadadeiras peitorais. II. São homeotérmicos, ou seja, mantêm a temperatu-
e) Bexiga natatória. ra corpórea praticamente constante, independente das
variações térmicas do ambiente.
8. Os peixes apresentam uma grande diversidade de
III. Apresentam pele lisa e glândulas mucosas, que são
formas, tamanhos e modos de vida. NÃO constitui ca-
responsáveis pela manutenção da umidade da pele.
racterística exclusiva desse grupo a(o):
IV. São amniotas, pois apresentam bolsa amniótica ou
a) brânquia.
âmnio que protege o embrião.
b) linha lateral.
Assinale a alternativa correta.
c) bexiga natatória.
d) coração bicavitário. a) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.
E.O. FIXAÇÃO d) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.
e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
1. Na maior parte do Brasil, alguns tipos de peixes nadam
rio acima, contra a correnteza, e este movimento migra- TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO
tório, no período de reprodução, é chamado piracema.
Nessa viagem, peixes como o curimbatá e o dourado via- Leia os versos da música “Águas de Março”, de Tom
jam mais de 600 quilômetros até o local da reprodução. Jobim.
O esforço contra a corrente é essencial para o proces- É pau, é pedra, é o fim do caminho
so, pois os peixes queimam gordura, o que estimula a É um resto de toco, é um pouco sozinho

91
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã o aumento da incidência de viroses no homem, como a
É um belo horizonte, é uma febre terçã dengue e a febre amarela, transmitidas por mosquitos.
São as águas de março fechando o verão Assinale a alternativa que contém uma explicação ADE-
QUADA para esse fato.
É a promessa de vida no teu coração
a) Os anfíbios são também hospedeiros dos vírus cau-
(WWW.RADIO.UOL.COM.BR) sadores dessas doenças. Desde que foram eliminados,
O sapo, a rã e a febre terçã não fazem parte dos ver- os vírus se readaptaram e, com isso, passaram em se-
sos apenas por uma necessidade de rima, também têm guida a parasitar o homem.
relação com as chuvas que caem em regiões de clima b) As larvas de anfíbios são aquáticas e predam as
tropical. larvas dos mosquitos, que também são aquáticas. As-
sim, com a eliminação dos anfíbios, ocorre um grande
3. (UPE) Quando se fazem referências a peixes, errone- aumento da população desses mosquitos.
amente se pode achar que a única diferença encontra- c) Os mosquitos transmissores dessas viroses são
da entre eles é o habitat, uma vez que alguns habitam competidores dos fungos, também parasitando os
águas doces e outros, águas salgadas. No entanto, são anfíbios. Com a eliminação dos anfíbios, passaram
muitas as características que os diferenciam. Observe em seguida a parasitar o ser humano.
as afirmativas a seguir: d) Mosquitos, ao sugarem o sangue de anfíbios para-
I. O peixe-bruxa é um representante atual de peixes sitados por esses fungos, desenvolvem mais resistên-
primitivos, que, por não possuírem mandíbulas, não cia e proliferam mais rapidamente, o que favorece o
podem se alimentar de presas maiores nem mastigar aumento da incidência dessas doenças no homem.
partes duras dessas presas.
II. O tubarão representa uma classe de peixes, o qual 5. (Udesc) Analise as proposições em relação ao proble-
possui um esqueleto firme, porém adaptável, denomi- ma osmótico nos peixes.
nado cartilaginoso, e nadadeiras articuladas de amplo I. Os peixes ósseos marinhos possuem o sangue com
movimento. pressão osmótica superior à da água do mar. Sendo as-
III. Os peixes ósseos primitivos desenvolveram bolsas sim, os peixes ganham água e perdem sais minerais por
de gás, que suplementaram a ação das brânquias e osmose.
aperfeiçoaram o controle da flutuação, encontradas, II. Os peixes de água doce perdem sais minerais por di-
atualmente, apenas, nos peixes pulmonados. fusão nas brânquias, pelo fato de a pressão osmótica
IV. Descendentes de peixes com nadadeiras articuladas, ser menor na água doce do que a pressão do sangue
tornaram-se, com o tempo, mais adaptados à vida na dos peixes. Sendo assim, a água entra, por osmose, no
terra, o que deu origem aos tetrápodes. sangue dos peixes.
Estão CORRETAS, apenas: III. Para que as hemácias do sangue dos peixes de água
doce não sofram hemólise, eles eliminam muita urina
a) I e II.
diluída.
b) II e III.
IV. Os peixes ósseos marinhos não bebem muita água,
c) I e IV.
pelo fato de a pressão osmótica do sangue ser superior
d) II e IV.
à da água do mar.
e) III e IV.
Assinale a alternativa correta.
4. (UEMG) Doenças provocadas por fungos destroem a) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras.
cada vez mais culturas b) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
Biodiversidade e segurança alimentar estão ameaçadas, c) Somente as afirmativas I e IV são verdadeiras.
diz artigo publicado na «Nature» Cientistas estudaram o d) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras.
aumento do número e a gravidade das infecções por fun-
e) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
gos sobre a fauna e a flora a partir de meados do século
XX. De acordo com o artigo, o aumento das doenças pro- 6. (Udesc) Observe as figuras a seguir.
vocadas por fungos nas plantas e nos animais ameaça a
segurança alimentar e a estabilidade dos ecossistemas
naturais. As infecções por fungos destroem anualmente
125 milhões de toneladas das cinco principais culturas
– arroz, trigo, milho, batata e soja – que proporcionam
a maior parte das calorias consumidas. As infecções por
Figura 1
fungos ameaçam também espécies como abelhas, tarta-
rugas marinhas, corais, anfíbios e morcegos.
NATURE. EMERGING FUNGAL THREATS TO ANIMAL, PLANT
AND ECOSYSTEM HEALTH.12/4/2012. ADAPTADO.

Além do que já foi apresentado, os fungos, ao elimina-


rem muitas espécies de anfíbios, têm contribuído para Figura 2

92
Elas representam duas classes de animais pertencentes a) a presença de grande densidade de predadores da es-
ao Filo Chordata. A respeito das principais característi- pécie em alto-mar e a busca de refúgio em águas rasas.
cas desses animais, analise as proposições abaixo. b) a sobre-exploração dos recursos pesqueiros, obrigan-
I. Na Figura 1, pode-se observar um peixe da Classe do a espécie a encontrar alimento em locais mais rasos.
Chondrichthyes, animal que apresenta esqueleto car- c) as mudanças nas correntes marinhas provocadas
tilaginoso; e, na Figura 2, um representante da Classe pela diminuição da camada de ozônio.
Osteichthyes, animais de esqueleto ósseo. d) o efeito estufa, que aquece os oceanos e obriga a
II. A linha lateral é um órgão exclusivo dos peixes ósse- espécie a procurar a água fria em ambientes rasos.
os e tem por função detectar vibrações na água. e) a presença de esgoto doméstico lançado ao mar
III. As brânquias dos peixes Chondrichthyes encontram- pelos balneários, que facilita a oferta de alimento
-se protegidas por um opérculo. para o tubarão.
IV. Os peixes ósseos flutuam na água graças à presença
de uma estrutura denominada bexiga natatória.
V. Os peixes cartilaginosos apresentam a boca locali-
E.O. COMPLEMENTAR
zada na porção ventral do corpo, enquanto nos peixes 1. (UEPB) O Reino Animal é formado por cerca de 35
ósseos a posição é anterior. filos, variando de acordo com a hipótese filogenética
Assinale a alternativa correta. adotada. Observe abaixo o cladograma simplificado
a) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. para nove desses filos e assinale a alternativa cuja se-
quência completa de forma correta o cladograma.
b) Somente as afirmativas IV e V são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas I, III e V são verdadeiras.
e) Todas as afirmativas são verdadeiras.

7. (UEL) Com as alterações ambientais provocadas pela


espécie humana, tem-se verificado uma redução nas
populações de diversos anfíbios anuros no mundo todo.
Esse fato, aliado ao pouco conhecimento que se tem da
história natural de muitas espécies, torna o problema
ainda mais grave.
Levando em conta as características biológicas e ecoló-
gicas dos anuros, considere as afirmativas a seguir.
I. Enquanto estão na forma larval, eles são afetados por
águas poluídas porque respiram por meio de pulmões.
II. O epitélio pouco queratinizado torna os adultos mais
a) Porifera, Cnidaria, Nematoda, Platyhelminthes, Mollus-
suscetíveis à desidratação quando a cobertura vegetal
ca, Annelida, Arthropoda, Echinodermata, Chordata.
é reduzida.
b) Cnidaria, Porifera, Platyhelminthes, Nematoda, Mollus-
III. A poluição do ar prejudica os anuros porque eles ca, Annelida, Echinodermata, Arthropoda, Chordata.
possuem respiração cutânea mais desenvolvida que a
c) Porifera, Cnidaria, Nematoda, Platyhelminthes, Anne-
pulmonar.
lida, Mollusca, Arthropoda, Echinodermata, Chordata.
IV. Por serem sensíveis à poluição, os anuros são consi- d) Cnidaria, Porifera, Nematoda, Platyhelminthes, Mollus-
derados indicadores biológicos da qualidade ambiental. ca, Arthropoda, Annelida, Echinodermata, Chordata.
Assinale a alternativa correta. e) Porifera, Cnidaria, Platyhelminthes, Nematoda, Mollus-
a) Somente as afirmativas I e II são corretas. ca, Annelida, Arthropoda, Echinodermata, Chordata.
b) Somente as afirmativas I e IV são corretas. 2. (Fatec) Certas lagoas temporárias da caatinga são
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas. formadas nos períodos das chuvas. Nelas há os “peixes
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas. das nuvens”, nome dado porque seus ovos, resistentes à
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas. seca, eclodem no período das chuvas. Esses peixes anuais
são pequenos e estão ajustados às alterações ambientais
8. (UFPR) Em abril de 2010, pescadores do litoral para- entre os períodos seco, quando morrem, e chuvoso.
naense capturaram um tubarão de aproximadamente
A hipótese científica plausível para explicar a presença
300 kg e 3 m de comprimento, segundo informação de
dos peixes nas lagoas é:
testemunhas. O fato foi noticiado nos blogs de surfistas
e até filmado. O tubarão nadava na arrebentação, tipo a) a aquisição dos pulmões como adaptação para
de ocorrência extremamente raro, próximo ao local onde vencer o período da seca.
tradicionalmente os surfistas pegam onda, no pico de b) um ciclo vital curto e adquiriram características
Matinhos. Apesar da lamentável morte do animal, a cau- para viver nas lagoas.
sa mais plausível de sua aparição nessas águas pode ser: c) o lodo como alimento e um ciclo vital longo.

93
d) as aves como meio de transporte, pois se escon- razão, há uma alta produção de ácido lático em seus
dem em suas penas, onde podem fazer respiração músculos.
branquial. V. Ocorre a fabricação de um hormônio provocada pela
e) um ciclo vital muito curto e foram selecionados estimulação do ácido lático. Esse hormônio é o responsá-
nestas lagoas. vel pela maturação das células reprodutoras dos peixes.
3. (FGV) Grupo pede US$ 400 mil para salvar os anfíbios. Com base nessas informações, aponte a alternativa
Extinção é risco para quase 2.000 espécies na Terra. (...) que classifica de maneira correta as razões que levam à
os perigos que rondam o grupo vão além do binômio ocorrência da piracema.
familiar “destruição do habitat/caça”. O grande assas-
Fatores Produção Reações
sino hoje parece ser um fungo, causador da doença co- abióticos (do de substân- químicas
nhecida como quitridiomicose. (...) Para piorar, o avanço ambiente cia química em cadeia
do fungo parece estar ligado ao aquecimento global, físico) pelo peixe (feedback)
quase impossível de se combater hoje.
a) I V III
(“FOLHA DE S.PAULO”, 11.07.2006)
b) I IV V
Suponha que, para justificar o pedido de verbas, o gru-
po de pesquisadores tenha, dentre outros motivos, ale- c) III I II
gado que: d) III IV II
I. os anfíbios fazem parte de inúmeras cadeias alimen-
tares que mantêm o equilíbrio do ecossistema. A extin- e) V II I
ção de muitas de suas espécies traria descontrole às
populações dos organismos que lhes servem de presa
ou que lhes são predadores. E.O. DISSERTATIVO
II. muitas espécies de anfíbios, ainda não totalmente
1. (UEL) Nos últimos 10.000 anos, o nível de evaporação
conhecidas, poderiam ser de grande interesse farmaco-
da água do Mar Morto tem sido maior que o de reposi-
lógico. As secreções de algumas dessas espécies pode-
ção. Dessa forma, a concentração de sais tem aumenta-
riam apresentar propriedades terapêuticas.
do, já que o sal não evapora. A principal fonte abastece-
III. as pesquisas sobre o fungo causador da quitridio- dora do Mar Morto é o Rio Jordão. Com a salinidade tão
micose poderiam resultar em medicamentos que, admi- alta, apenas alguns micro-organismos são capazes de so-
nistrados aos anfíbios, poderiam salvá-los da extinção. breviver nesse ambiente. Quando um peixe vindo do Rio
IV. as pesquisas sobre a quitridiomicose poderiam aju- Jordão deságua no Mar Morto, ele morre imediatamente.
dar a esclarecer as causas do aquecimento global. a) Quando um peixe é exposto a um ambiente com
Justificam-se as afirmações: alta salinidade, ocorre um grande aumento da con-
a) I e II, apenas. centração de sais nos seus fluidos extracelulares.
b) I e III, apenas. Esse aumento provoca a formação de um gradiente
de concentração, em que o meio intracelular apre-
c) II e III, apenas.
senta-se hipotônico em relação ao meio extracelular
d) II, III e IV, apenas. (hipertônico).
e) I, II, III e IV. O que acontece com as hemácias nessa situação?
4. Todos os anos, algumas espécies de peixes sobem até Qual o nome do transporte celular envolvido?
as cabeceiras dos rios, nadando contra a correnteza para b) Uma característica exclusiva dos peixes ósseos é a
realizar a reprodução. É a piracema, fenômeno conside- presença de uma bexiga natatória. Em alguns peixes,
rado essencial para a preservação da piscosidade (abun- essa bexiga está ligada ao sistema digestório, confe-
dância de peixes) das águas de muitos rios e lagoas. rindo uma vantagem adaptativa.
A seguir são dadas algumas informações sobre a pira- Descreva as funções da bexiga natatória.
cema: Qual é a vantagem adaptativa de a bexiga natatória
I. As primeiras piracemas costumam acontecer por volta estar ligada ao sistema digestório?
de outubro quando, devido às chuvas, ocorre uma série 2. (UEL) Leia o texto a seguir.
de enchentes.
A biodiversidade vem sofrendo quedas drásticas na
II. As chuvas e as enchentes estimulam a ovulação nas riqueza e na abundância de espécies de anfíbios. No
fêmeas e fazem com que os peixes formem um cardu- mundo, há mais de 7 mil espécies catalogadas, porém
me em um determinado trecho do rio, para realizar a cerca da metade está ameaçada e centenas podem es-
reprodução. tar extintas. Uma das principais causas desse quadro é
III. As espécies migradoras sobem o rio em levas conse- uma doença denominada quitridiomicose, transmissível
cutivas que podem ser constituídas por peixes de vários pela água e causada pelo fungo Batrachochytrium den-
tamanhos. drobatidis, que infecta a pele, principalmente, do abdô-
IV. Os peixes nadam contra a correnteza e, por essa men, dos pés e dos dedos dos anfíbios. As lesões são

94
visíveis apenas com o auxílio de instrumentos ópticos, densidade e sobreviver em um ambiente sujeito a gran-
e evidências da moléstia estão associadas a certas mu- des variações de temperatura.
danças comportamentais do hospedeiro. a) Cite adaptações surgidas entre os tetrápodes ter-
(ADAPTADO DE: PEREIRA, P. L.; BÉCARES, E. UM FUNGO AMEAÇA restres, para cada um dos desafios a seguir.
OS ANFÍBIOS. CIÊNCIA HOJE, V.47, N.279, 2011. P.64-65.) I. Adaptação morfológica para locomoção fora da
a) Identifique e explique o tipo de interação ecológica água, sobre o solo.
existente entre o fungo e o anfíbio. Desconsiderando II. Adaptação morfológica para sustentar o corpo em
os fungos, explique um exemplo desse mesmo tipo um meio de menor densidade.
de interação ecológica entre o ser humano e outro III. Adaptação fisiológica para enfrentar um ambiente
organismo, com o respectivo nome da doença. sujeito a grandes variações de temperatura.
b) Apresente três exemplos de organismos represen- b) Os anfíbios representam um estágio de transição
tantes da classe dos anfíbios. no processo de ocupação do ambiente terrestre por
parte dos vertebrados. Cite uma das características
3. (UFJF) “O leitor já presenciou um encontro do mineiro
presentes entre os anfíbios que os tornam menos
com o mar? Eu já. E não quero ver de novo.
adaptados ao ambiente terrestre, em comparação
Abandona-se tudo, roupas pelo caminho, carro na cal- com os outros grupos de tetrápodes.
çada, mãe no hospital, tudo passa, na lógica sedenta de
sal, a ser secundário e pouco importante, frente às azuis 5. (UFBA) Os peixes recifais marinhos formam um dos
possibilidades marítimas. mais variados grupos de vertebrados existentes, e suas
É, velho mar, eu te admiro e canto, mas de longe. Não comunidades têm sido estudadas em diferentes regi-
que eu não queira você por perto. Quero, juro que sim. ões do mundo. Os ambientes recifais, presentes [...]
Mas acontece que você, sei lá porque, não quis salgar em geral em águas litorâneas, são formados por estru-
Minas. E eu (confesso baixinho), eu não tenho talento turas sólidas ou consolidadas, que podem ter origem
para ser feliz fora daqui. Até já tentei, mas minha ale- biogênica ou não. Os de origem biogênica são forma-
gria fixou residência entre as montanhas e disse que dos pela deposição de material calcáreo, por alguns
não sai, daqui ninguém me tira. Que posso fazer? Você tipos de corais e outros organismos construtores. Já
compreende, não posso abandonar minha alegria, visita os de origem inorgânica podem surgir devido à cimen-
tão rara. Longe do mar, mas perto de mim. Que suas tação natural de grãos arenosos ou pela formação de
ondas, doces e eternas, me abençoem e perdoem essa costões rochosos [...]. Ambientes mais complexos têm
inclinada ingratidão.” maior quantidade de micro-habitats, seja pela pre-
sença de mais ramos e reentrâncias de corais, ou pela
CRÔNICA DE FELIPE PEIXOTO BRAGA NETTO (ALAGOANO), EXTRAÍDA DO existência de variados tamanhos de tocas formadas
LIVRO AS COISAS SIMPÁTICAS DA VIDA (EDITORA LANDY, 2007). por pedras e/ou outros substratos consolidados. Esses
a) Considerando o imperdoável erro de a geopolítica ambientes são o habitat das mais diversas e comple-
ter negado a Minas Gerais um tiquinho de mar, apre- xas comunidades de peixes, incluindo representantes
sente um filo de invertebrados atuais que não tem de pelo menos 100 famílias desses animais. Somadas,
representantes naturais (não ocorre naturalmente) no as espécies dessas comunidades representam cerca de
território mineiro. 20% de todos os peixes atuais.
b) Por outro lado, as planárias têm representantes (RANGEL E OUTROS, 2005, P. 66).
marinhos, de água doce e terrestres, e alguns desses
podem ser encontrados em Minas Gerais. Uma carac- A partir da análise das informações do texto, apresente
terística distintiva da planária é seu sistema urinário um argumento que possa justificar a grande diversida-
(excretor), composto por células – flama ou solenó- de de espécies de peixes nos ambientes recifais.
citos. Descreva essa estrutura e explique qual o seu
papel no processo de excreção.
c) Na grande maioria, os invertebrados marinhos são
isosmóticos (ou isotônicos) em relação ao meio. Os
E.O. ENEM
peixes marinhos (ou de água doce), ao contrário, são 1. Em uma área observa-se o seguinte regime pluvio-
obrigados a osmorregular, com gasto energético. Por métrico:
que um peixe ósseo marinho precisa osmorregular e
350
como ele realiza esse processo?
Precipitação (mm)

300
250
4. (UFC) A ocupação do ambiente terrestre por parte 200
150
dos vertebrados levou ao surgimento evolutivo, a partir 100
inicialmente de ancestrais peixes, de vários táxons de 50
0
tetrápodes como anfíbios, répteis, aves e mamíferos. jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez
Estes táxons precisaram desenvolver adaptações para Meses do ano

enfrentar os desafios representados pela vida fora da Os anfíbios são seres que podem ocupar tanto ambien-
água. Entre esses desafios, podemos citar: locomover-se tes aquáticos quanto terrestres. Entretanto, há espécies
fora da água, sustentar o corpo em um meio de menor de anfíbios que passam todo o tempo na terra ou então

95
na água. Apesar disso, a maioria das espécies terres- lontras, tamanduás-mirins, além de milhares de aves e
tres depende de água para se reproduzir e o faz quando de peixes de água doce e salgada. Os peixes de água
essa existe em abundância. Os meses do ano em que, salgada, na época das cheias, passam para as lagoas,
nessa área, esses anfíbios terrestres poderiam se repro- onde encontram abrigo, voltando ao mar na cheia se-
duzir mais eficientemente são de: guinte. Nos terrenos mais baixos, próximos aos lençóis
a) setembro a dezembro. freáticos, as plantas têm água suficiente para aguentar
longas secas. Já nas áreas planas, os cactos são um dos
b) novembro a fevereiro.
poucos vegetais que proliferam, pintando o areal com
c) janeiro a abril. um verde pálido.”
d) março a julho.
e) maio a agosto. 3. O texto anterior cita alguns exemplos de animais que
vivem em Jurubatiba e podem ser classificados como:
2. A pesca não predatória pressupõe que cada peixe reti-
rado de seu habitat já tenha procriado, pelo menos uma a) mamíferos, peixes e aves, apenas.
vez. Para algumas espécies, isso ocorre depois dos peixes b) mamíferos, peixes, aves e anfíbios.
apresentarem a máxima variação anual de seu peso. c) répteis, aves e anfíbios apenas.
O controle de pesca no Pantanal é feito com base no d) mamíferos, répteis, peixes e aves.
peso de cada espécie. e) animais pertencentes a uma só classe.
A tabela fornece o peso do pacu, uma dessas espécies,
em cada ano.
E.O. UERJ
Idade (anos)

1
Peso (kg)

1,1
EXAME DE QUALIFICAÇÃO
1. (UERJ) Como consequência dos mecanismos que
2 1,7
regulam a pressão osmótica dos peixes marinhos, os
3 2,6 peixes ósseos precisam beber água do mar, enquanto
os cartilaginosos não.
4 3,9
O gráfico a seguir mostra a osmolaridade do plasma san-
5 5,1 guíneo de peixes marinhos, em relação à da água do mar.
6 6,1

7 7

8 7,8

9 8,5

10 8,9

11 9,1

12 9,3

13 9,4

Considerando esses dados, a pesca do pacu deve ser A coluna do gráfico que representa a osmolaridade do
autorizada para espécimes com peso de, no mínimo: plasma dos elasmobrânquios e a substância orgânica
a) 4 kg. importante para a manutenção da pressão osmótica
b) 5 kg. nesses animais estão indicadas em:
c) 7 kg. a) 1 - ácido úrico.
d) 9 kg. b) 2 - glicina.
e) 11 kg. c) 3 - glicose
d) 4 – ureia.
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO
Alunos de uma escola no Rio de Janeiro são convida-
dos a participar de uma excursão ao Parque Nacional A salinidade da água é um fator fundamental para a
de Jurubatiba. Antes do passeio, eles leem o trecho de sobrevivência dos peixes. A maioria deles vive em con-
uma reportagem publicada em uma revista: dições restritas de salinidade, embora existam espécies
“Jurubatiba será o primeiro parque nacional em área como o salmão, que consegue viver em ambientes que
de restinga, num braço de areia com 31 quilômetros de vão da água doce à água do mar. Há peixes que sobre-
extensão, formado entre o mar e dezoito lagoas. Numa vivem em concentrações salinas adversas, desde que
área de 14.000 hectares, ali vivem jacarés, capivaras, estas não se afastem muito das originais.

96
Considere um rio que tenha passado por um processo
de salinização. Observe na tabela suas faixas de concen- E.O. OBJETIVAS
tração de cloreto de sódio.
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
Concentração de
Trecho do rio 1. (Unicamp) As cecílias, também chamadas de cobras-
NaCκ (mol . L-1)
-cegas, são facilmente confundidas com serpentes por
W < 0,01 observadores menos atentos, por também apresenta-
X 0,1 − 0,2 rem corpo cilíndrico e desprovido de patas. Entretanto,
Y 0,4 − 0,5 uma análise mais cuidadosa pode diferenciar facilmen-
te esses animais, pois as cecílias são anfíbios ápodos.
Z ≥ 0,6*
Duas características apresentadas exclusivamente pe-
*ISOTÔNICA À ÁGUA DO MAR las cecílias, que as diferenciam das serpentes, são:
2. (UERJ) Considere um peixe em estresse osmótico que a) corpo revestido por pele úmida e ovos com casca
consegue sobreviver eliminando mais urina e reabsor- calcária.
vendo mais sais do que em seu habitat original. b) corpo revestido por escamas e respiração exclusi-
Esse peixe é encontrado no trecho do rio identificado vamente cutânea.
pela seguinte letra: c) pele rica em glândulas secretoras de muco e respi-
ração cutânea.
a) W.
d) pele úmida e corpo revestido por escamas quera-
b) X. tinizadas.
c) Y.
d) Z. TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO

Leia os versos da música “Águas de Março”, de Tom


E.O. UERJ Jobim.

EXAME DISCURSIVO É pau, é pedra, é o fim do caminho


É um resto de toco, é um pouco sozinho
1. (UERJ) Foram utilizados, em um experimento, dois É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
salmões, X e Y, de mesmo sexo, peso e idade. O sal-
É um belo horizonte, é uma febre terçã
mão X foi aclimatado em um aquário contendo água
do mar, e o salmão Y, em um aquário similar com São as águas de março fechando o verão
água doce. As demais condições ambientais nos dois É a promessa de vida no teu coração
aquários foram mantidas iguais e constantes.
(WWW.RADIO.UOL.COM.BR)
Observe, no gráfico a seguir, os resultados das medidas,
nesses peixes, de dois parâmetros em relação ao íon O sapo, a rã e a febre terçã não fazem parte dos ver-
Na+: taxa de absorção intestinal e taxa de excreção pelo sos apenas por uma necessidade de rima, também têm
tecido branquial. relação com as chuvas que caem em regiões de clima
tropical.

2. (Unesp) Sobre o sapo e a rã, referidos na letra de Tom


Jobim, é correto afirmar que:
a) fazem parte de um mesmo táxon, Amphibia, ao
mesmo tempo em que diferem em categorias taxonô-
micas abaixo deste.
b) a reprodução no período de chuvas lhes confere
vantagem adaptativa sobre os répteis, o que lhes per-
mite explorar uma maior diversidade de habitats.
c) têm em comum com alguns insetos o fato de pas-
sarem por metamorfose durante o desenvolvimento,
o que os torna evolutivamente próximos aos insetos e
distantes dos demais vertebrados.
d) compartilham entre si um ancestral comum mais
Considerando o exposto, explique: antigo que aquele que compartilham com os répteis
ou mamíferos.
a) as diferenças encontradas entre os peixes nos valores
e) são o macho e a fêmea de uma mesma espécie,
dos parâmetros medidos e identifique o tipo de aclima-
podendo cruzar entre si e deixar descendentes férteis.
tação que corresponde aos pontos 1 e 2 do gráfico;
b) a atuação do rim no processo de controle hídrico de 3. (Unesp) Segundo crenças populares, é “muito peri-
salmões adaptados em água do mar e em água doce. goso se aproximar ou tocar em sapos comuns, devido

97
ao veneno que produzem”. b) Ao comprar o peixe, a dona de casa não encontrou
Esse medo: cação e comprou abadejo, que é um peixe ósseo. Além
da diferença quanto ao tipo de esqueleto, indique ou-
a) não tem fundamento, porque o veneno precisa ser lan- tras duas diferenças que os peixes ósseos podem apre-
çado diretamente nos olhos da pessoa para fazer efeito. sentar em comparação com os peixes cartilaginosos.
b) tem fundamento, uma vez que os sapos conse-
guem injetar o veneno quando mordem a pessoa. 4. (Fuvest) Três grupos de sapos foram mantidos em três
c) não tem fundamento, pois é preciso que a pele do temperaturas diferentes: 5 °C, 15 °C e 25 °C. O gráfico
sapo entre em contato com a mucosa da pessoa para a seguir foi construído a partir das medidas das quanti-
que o veneno seja transferido. dades de gases trocados entre os animais e o ambiente
d) tem fundamento, pois, quando ameaçados, os sa- em cada uma dessas temperaturas.
pos podem utilizar seus esporões para injetar veneno
em quem os tocar.
e) não tem fundamento, pois apenas espécies de sa-
pos com cores muito vivas produzem veneno.

E.O. DISSERTATIVAS
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
1. (Unicamp) A foto abaixo mostra o “sapo de chifre”
em meio a folhas no chão da Mata Atlântica.

a) “Nos sapos, os papéis relativos da pele e dos pul-


mões na respiração mudam durante o ano.” Justifi-
que essa afirmação, com base nos dados do gráfico.
b) Um sapo inalou gás oxigênio radioativo. Qual será
a primeira substância, diferente de gás oxigênio, a ser
identificada nas mitocôndrias das células desse sapo?
a) Que nome se dá a esse tipo de adaptação ao subs-
trato de repouso? Cite uma vantagem dessa adaptação.
b) Diferentemente do “sapo de chifre”, alguns anfíbios GABARITO
venenosos apresentam coloração chamativa e contras-
tante com o ambiente. O aspecto chamativo da colora-
ção pode beneficiar um predador de anfíbios? Explique.
E.O. Aprendizagem
1. A 2. A 3. A 4. E 5. E
2. (Unicamp) Os anfíbios foram os primeiros vertebra-
dos a habitar o meio terrestre. Provavelmente, surgiram 6. E 7. E 8. A
de peixes crossopterígeos que eventualmente saíam da
água a procura de insetos. Antes de ganharem o meio
terrestre, esses ancestrais dos anfíbios passaram por
E.O. Fixação
modificações em sua estrutura e em sua fisiologia. 1. C 2. A 3. C 4. B 5. E
a) Mencione duas modificações importantes nessa 6. B 7. E 8. B
transição.
b) Os anfíbios são classificados em três ordens: Gym-
nophiona ou Apoda (cobras cegas), Urodela (sala- E.O. Complementar
mandras) e Anura (sapos, rãs e pererecas). Mencione 1. E 2. E 3. A 4. B
uma característica exclusiva de cada uma delas.

3. (Unicamp) Uma dona de casa, querendo preparar


uma caldeirada de frutos do mar, obteve uma receita
E.O. Dissertativo
que, além de vegetais e temperos, pedia a inclusão de 1.
cação, camarão, lagosta, mexilhão e lula. Ela nunca ha- a) Quando um peixe é exposto a um ambiente com
via preparado a receita e não conhecia os animais. O alta salinidade, as hemácias perdem água para o
filho explicou que esses animais eram: um peixe cartila- meio e murcham, através do processo de osmose.
ginoso (cação), crustáceos (camarão e lagosta) e molus-
b) A bexiga natatória auxilia na flutuação do animal,
cos (mexilhão e lula).
permitindo seu equilíbrio em diferentes profundidades,
a) Indique duas características exclusivas dos molus- além disso, está ligada ao sistema digestório que permi-
cos que poderão permitir sua identificação pela dona te ao peixe enchê-la tomando ar pela superfície da água.
de casa.

98
2. • Salmão Y - é baixa porque o peixe não bebe
a) A interação observada entre o fungo e o anfíbio é água doce, por tender a uma hiper-hidratação
o parasitismo, em que o parasita tira vantagem da es- devido ao meio externo hipotônico. Taxa de ex-
pécie hospedeira, sem causar sua morte. Pode-se citar creção branquial:
como exemplo o parasitismo entre a Taenia solium e • Salmão X - é alta para compensar a entrada ex-
o homem, causando a teníase. cessiva desse íon;Salmão Y - é baixa porque o
b) Sapos, salamandras e cobras-cegas são espécies peixe precisa reter sódio.
que representam os anfíbios. Ponto 1 - em água doce
Ponto 2 - em água do mar
3. b) Em água salgada, o rim praticamente não elimina
a) Pelo fato de Minas Gerais não possuir mares, tam- urina para reter a maior quantidade possível de água,
bém não há representantes do filo Echinodermata, devido à tendência do peixe em desidratar-se.
pois não há indivíduos terrestres ou de água doce. Em água doce, o rim excreta uma grande quantidade
b) As planárias apresentam a célula excretora com único de urina diluída para evitar a tendência a hiper-hi-
flagelo, chamado solenócito, ou um feixe deles, a célula- dratação.
-flama, que tem como função eliminar água e excretas.
c) O peixe ósseo marinho apresenta concentração
salina interna inferior à água do mar, assim, ele pre-
E.O. Objetivas
cisa osmorregular. Dessa forma, a água perdida por (Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
osmose é reposta por ingestão, e o excesso de sal é 1. C 2. A 3. C
excretado pelas brânquias.

4. E.O. Dissertativas
a) Os tetrápodes terrestres apresentam:
I. patas ou pernas, que permitem a locomoção para
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
fora da água e a conquista do meio terrestre; 1.
II.o corpo de menor densidade pode ser sustentado a) Camuflagem. Imitar o ambiente em que vive permite
pelo fortalecimento do esqueleto; ao anfíbio passar despercebido por seus predadores. A
III. a endotermia garante a sobrevivência em ambien- camuflagem é uma vantagem adaptativa que garante
tes com grandes variações de temperatura. ao animal mais chances de sobrevivência e reprodução.
b) Os anfíbios apresentam ausência de queratina b) A coloração de aviso que aparece em anfíbios vene-
e, portanto, não possuem proteção contra a perda nosos beneficia seus predadores. Ao evitarem esses ani-
d’água, facilitando a respiração cutânea. Seus ovos mais, os predadores não correm o risco de perder a vida
não possuem casca protetora contra o dessecamento
pelo efeito do veneno presente na pele desses animais.
e, quando aparece, a fase larval é aquática.
5. Ambientes recifais apresentam grande diversidade de pei- 2.
xes, pois sua formação se deu por um processo dinâmico e a) Durante a metamorfose sofrida pelos anfíbios ocorre
com diferentes condições permitindo a sobrevivência de dife- a modificação da respiração branquial para cutânea e
rentes espécies, que podem estabelecer interações. pulmonar. A circulação simples torna-se dupla e o tipo
principal de excreta nitrogenado deixa de ser amônia e
E.O. Enem passa a ser a ureia. A pele dos anfíbios terrestre possui
glândulas mucosas.
1. B 2. A 3. D
b) Anfíbios apodes não desenvolvem patas. Os urode-
los apresentam quatro patas e cauda. Os anuros adul-
E.O. UERJ tos são dotados de patas, mas não possuem caudas.

Exame de Qualificação 3.
1. D 2. C a) Características exclusivas dos moluscos: presença de
rádula (ausente nos mexilhões e lulas), corpo mole, vis-
coso e não segmentado recoberto por concha calcária.
E.O. UERJ Corpo dividido em cabeça, pé e massa visceral. Na maio-
Exame Discursivo ria dos moluscos a massa visceral é recoberta cor uma
prega epidérmica carnosa chamada manto ou pálio, res-
1.
ponsável pela produção da concha calcária.
a) Taxa de absorção intestinal: b) Quadro comparativo entre peixes cartilaginosos
• Salmão X - é elevada porque o peixe bebe a (Chondrichthyes) e peixes ósseos (Osteichthyes):
água salgada para evitar a desidratação provo-
cada pelo meio externo hipertônico;

99
Peixes Peixes
cartilaginosos ósseos
boca ventral anterior
brânquias sem opérculo com opérculo
bexiga
ausente presente
natatória

4.
a) Por ser pecilotermo (heterotermo), o sapo aumenta
seu metabolismo em temperaturas mais altas, neste
caso a respiração pulmonar deve incrementar a quanti-
dade de O2, favorecendo o aumento do metabolismo.
b) Água, resultante da respiração celular.

100
AULAS CORDADOS II
25 E 26
COMPETÊNCIAS: 4e8 HABILIDADES: 13, 14, 16 e 28

E.O. APRENDIZAGEM Dos animais citados, o grupo que apresenta o maior


número de indivíduos com todas as características re-
lacionadas é o:
1. (Cefet-MG) Analise o cladograma de evolução dos
Tetrapoda. a) das aves.
b) dos insetos.
c) dos répteis.
d) dos moluscos.
e) dos mamíferos.

3. (Mackenzie) Pequeno mamífero era superior a dinos-


sauro em termos de sobrevivência
Apesar de serem inicialmente do tamanho de um rato,
pequenos mamíferos primitivos conhecidos como
multituberculados, surgiram nos últimos 20 milhões
de anos do reinado dos dinossauros, prosperaram e se
tornaram extintos muito depois dos dinossauros (66
milhões de anos).
A explicação para a vida longeva está nos dentes. Um
estudo de um paleontólogo da Universidade de Washin-
gton indica que protuberâncias se desenvolveram na
arcada posterior, permitindo que se alimentassem de
A irradiação adaptativa das aves ocorreu a partir do angiosperma, plantas com flores que então se tornaram
grupo dos: um fato comum na paisagem.
a) Amniota. Esses mamíferos eram capazes de proliferar em ter-
b) Diapsida. mos de número de espécies, tamanho do corpo e for-
c) Archosauria. mato de seus dentes, características que influenciaram
o que comiam.
d) Crocodylia.
e) Lepidosauria.
ADAPTADO FAPESP – 14/04/2012.
2. Durante sua viagem, uma das regiões que mais im- A respeito do texto, considere I, II e III abaixo.
pressionou Charles Darwin foi a do arquipélago de Ga- I. A evolução dos mamíferos ocorreu junto com a evo-
lápagos, localizado no Oceano Pacífico. lução das plantas.
Nessas ilhas existem até hoje répteis (como as tartaru- II. Trata-se de um texto claramente darwinista porque
gas-gigantes terrestres e as iguanas-marinhas, um tipo sugere que a existência prévia de adaptações nos ani-
de lagarto), muitos peixes, mamíferos (como focas e mais, como a dentição, garantiu maior possibilidade de
leões-marinhos), vários tipos de aves, além de muitos sobrevivência.
moluscos, insetos, aracnídeos e caranguejos. III. Esses mamíferos viveram na mesma época dos di-
Estudando os animais citados, um biólogo relacionou as nossauros.
características de um determinado grupo: Assinale:
• Presença de esqueleto interno a) se todas as afirmações estiverem corretas.
• Ovíparos b) se somente as afirmações I e II estiverem corretas.
• Respiração pulmonar c) se somente a afirmação I estiver correta.
d) se somente as afirmações I e III estiverem corretas.
• Sem penas
e) se somente a afirmação II estiver correta.
• Heterotérmicos*
4. (UFTM) Na animação Rio, do brasileiro Carlos Salda-
*Apresentam variações térmicas corpóreas de acordo nha, os personagens são, principalmente, diferentes tipos
com as oscilações termais do meio onde vivem. de aves e um cachorro.

101
c) contribuem, no caso de muitas espécies, no proces-
so de reprodução, uma vez que os machos possuem
diferenças na coloração ou no padrão da plumagem,
o que atrai as fêmeas para a cópula.
d) são impermeáveis, porque possuem glândulas mu-
cosas para lubrificá-las, como acontece com os anfíbios,
e muito coloridas, para afastar possíveis predadores.

7. No século XIX, o peixe-boi marinho, representado na


foto a seguir, existia aos milhares, desde o Espírito San-
(www.buscafilme.com.br) to até o Amapá. A morte acidental em redes de pesca,
a degradação ambiental e, principalmente, a caça in-
Considerando que tenham sido baseados em animais discriminada, para aproveitar o óleo, a carne e o couro
reais e de acordo com a atual classificação biológica, resistente, colaboraram para que esses animais entras-
pode-se afirmar que: sem em extinção no Brasil.
a) todos pertencem à mesma classe, porém, seriam
separados em duas ordens distintas.
b) todos pertencem ao mesmo filo, porém, seriam se-
parados em duas classes distintas.
c) as aves são do mesmo gênero, porém, pertencem
a ordens distintas.
d) as aves são da mesma classe, porém, pertencem a
reinos distintos.
e) todos pertencem ao mesmo subfilo, porém, perten- (http://www.todabiologia.com/zoologia/peixe_boi.html
cem a domínios distintos. Acesso 09.05.2010.)

5. (Fatec) A vida animal originou-se nos oceanos primi-


Analise as afirmações relacionadas a esse animal.
tivos, sendo que os peixes com nadadeiras lobadas, os
crossopterígios, cujos representantes atuais são os cela- I. É um animal placentário.
cantos, provavelmente teriam ocasionado o surgimento II. Possui bexiga natatória cheia de gás para ajudar na
dos animais de quatro pernas, os tetrápodes, grupo ao flutuação.
qual pertencem os anfíbios, os répteis, as aves e os ma- III. Possui pelos finos distribuídos por toda a superfície
míferos atuais. Assim, a partir dos ancestrais marinhos, do corpo.
alguns grupos invadiram a água doce enquanto outros IV. Sendo um animal aquático, possui brânquias para
se deslocaram para a terra. respirar.
Dentre as adaptações importantes para a ocupação do V. Possui dentes caninos bem desenvolvidos e incisivos
ambiente terrestre é correto citar: afiados, adaptados para perfurar e rasgar a carne de
a) a eliminação de excretas com elevado teor de água. outros animais.
b) a fecundação externa e a ausência de anexos em- Assinale a alternativa que apresenta as afirmativas
brionários. corretas.
c) a presença de estruturas respiratórias externas, fi- a) I e III, apenas.
nas e úmidas. b) IV e V, apenas.
d) a pele com revestimento impermeável, com esca- c) I, II e IV, apenas.
mas e placas córneas. d) II, III e V, apenas.
e) a presença de grande quantidade de tecido adipo- e) I, II, III, IV e V.
so subcutâneo e o desenvolvimento larval.
8. (UFMG) A ruazinha lagarteando ao sol.
6. (UFU) A beleza da plumagem de diversas aves é re-
O coreto de música deserto
tratada em obras de muitos artistas plásticos, principal-
mente em pinturas, dado o colorido intenso das penas. Aumenta ainda mais o silêncio.
Sobre as penas desses animais, é correto afirmar que: MÁRIO QUINTANA
a) são coloridas, porque as aves apresentam dimor- A expressão lagartear - “deitar-se ao sol” - resultou da
fismo sexual, ou seja, é possível sempre distinguir o observação de um comportamento comum aos lagar-
sexo dos pássaros apenas por observação de caracte- tos. É correto afirmar que, do ponto de vista biológico,
rísticas externas. esse comportamento se explica com base no fato de
b) fazem parte do esqueleto das aves e, portanto, que os lagartos:
quando caem, não podem ser repostas, dificultando a) dependem de fonte externa de calor para a regu-
o voo e prejudicando a manutenção da temperatura lação da temperatura, o que os torna muito ativos ou
interna corporal. muito lentos.

102
b) evitam a dessecação por meio de placas córneas e a) presença de sacos aéreos e amônia como excreta
de corpo revestido por pele grossa, o que lhes dificul- nitrogenado.
ta a locomoção. b) pecilotermia e ácido úrico como excreta nitrogenado.
c) excretam ureia, composto volátil e tóxico, que re- c) presença de ossos pneumáticos e de sacos aéreos.
quer água para ser eliminada e induz a um estado de d) presença de sacos aéreos e de moela.
paralisia. e) homeotermia e amônia como excreta nitrogenado.
d) possuem pequena superfície pulmonar para uma
troca gasosa eficiente, o que os torna sonolentos e 3. (Ufrrj) Com relação ao hábito das tartarugas marinhas
de subir às praias para desovar, é correto dizer que:
preguiçosos.
a) as tartarugas fazem isso para evitar que os ovos se
9. (Fatec) Há cerca de 450 milhões de anos, várias das estraguem na água.
classes de animais marinhos atuais já estava estabe- b) esse comportamento foi herdado de tartarugas ter-
lecida. O ambiente de terra firme, porém, continuava restres ancestrais das marinhas.
desabitado. Naquele período, um grupo de algas verdes c) se os ovos fossem colocados na água, flutuariam e
deve ter originado as primeiras plantas terrestres. Atra- seriam mais facilmente predados.
ídos pelo novo ambiente que, embora seco, começava d) as tartarugas fazem isso para proteger os ovos de
a se tornar rico em alimento vegetal, alguns animais predadores marinhos que poderiam destruir os ovos,
aquáticos também empreenderam, gradativamente, a se deixados na água.
conquista do ambiente terrestre. e) as tartarugas fazem isso porque os filhotes não re-
Assinale a alternativa na tabela a seguir que indica adap- sistiriam à água do mar.
tações que permitem, aos animais que as possuem, a so-
4. (PUC-MG) Em diversos répteis que não possuem cro-
brevivência em ambientes muito secos.
mossomos sexuais, a temperatura de incubação dos ovos
determina o sexo dos descendentes de acordo com o
Pele Produ- gráfico a seguir.
Respiração tos de
Camada
Glândulas Excreção
Córnea
poucas ou apenas
PORCENTAGEM DE MACHOS

a) espessa ácido úrico


nenhuma pulmonar
pulmonar
b) numerosas delgada ácido úrico
e cutânea
poucas ou apenas
c) delgada ureia
nenhuma pulmonar Tartarugas

pulmonar Crocodilos
d) numerosas espessa ureia
e cutânea
Jacarés
poucas ou apenas Baixa Alta
e) delgada ureia
nenhuma pulmonar TEMPERATURA DE INCUBAÇÃO

E.O. FIXAÇÃO
Analisando o gráfico apresentado e de acordo com seus
conhecimentos sobre o assunto, assinale a afirmativa
INCORRETA.
1. (Mackenzie) O aquecimento global pode ser o res-
a) A temperatura de incubação dos ovos poderia afe-
ponsável pela extinção de várias espécies de répteis. tar a expressão de genes envolvidos com a determi-
Esses animais não possuem mecanismos de controle de nação do sexo nos répteis indicados.
temperatura corporal, sendo dependentes da tempera- b) Os crocodilos nascidos após incubação em tempe-
tura do ambiente para desempenhar suas atividades. raturas intermediárias são hermafroditas.
Essa incapacidade de controle da temperatura está re-
c) O aumento da temperatura na Terra poderia contri-
lacionada com: buir para reduzir o tamanho de populações de jacarés
a) a presença de glândulas sudoríparas na pele. e tartarugas.
b) a existência de um septo separando completamen- d) Nos gametas produzidos pelos animais do gráfico, en-
te os dois ventrículos no coração. contram-se somente cromossomos ditos autossômicos.
c) uma grande extensão de trocas gasosas nos pulmões.
5. As aves, para se adaptarem ao voo, apresentam as
d) a presença de um sistema circulatório incompleto, seguintes características, EXCETO:
permitindo a mistura de sangue arterial e venoso.
a) ossos compactos e bicos pequenos e leves.
e) um sistema nervoso ventral e ganglionar.
b) sacos aéreos e músculos peitorais poderosos.
2. (PUC-RJ) Os pássaros apresentam determinadas c) membrana nictante nos olhos e ausência de dentes.
adaptações que facilitam sua capacidade de voar. Es- d) ausência de bexiga urinária e filhotes fora do corpo
sas adaptações incluem: da fêmea.

103
6. (PUC-MG) A caça comercial de baleias, iniciada no d) mesodérmica e realizarem mitoses sucessivas sem
século XIX e só interrompida em 1986, eliminou cerca nova diferenciação.
de 96% das baleias jubarte do Atlântico Norte, segun- e) pluripotente e realizarem mitoses sucessivas com
do estudo da Universidade Harvard, nos EUA. Quando nova diferenciação.
adulta, a baleia jubarte pode atingir cerca de 14 me-
tros de comprimento e pesar mais de 40 toneladas. A TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO
espécie tem um padrão individual de cor e recorte da
cauda, o que permite seu reconhecimento individual. Atualmente, a comunidade científica admite que certos
No Brasil, o mamífero pode ser avistado numa grande animais detectam e respondem a campos magnéticos,
extensão do litoral, desde a Bahia até o Rio Grande do e que para muitos deles essa capacidade é útil para a
Sul. A jubarte está na lista de animais brasileiros amea- sobrevivência. Um sentido magnético tem sido, de fato,
çados de extinção, publicada pelo MMA (Ministério do bem documentado em muitas espécies – desde migran-
Meio Ambiente). tes sazonais, como tordos e borboletas-monarcas, até
mestres navegadores, como pombos-correios e tartaru-
TEXTO ADAPTADO DA “FOLHA DE S.PAULO ONLINE” DE 10/08/2004. gas marinhas; desde invertebrados, como lagostas, abe-
Sobre a Jubarte e outros cetáceos, NÃO se pode afirmar: lhas e formigas, a mamíferos, como toupeiras e focas-e-
a) Por serem indivíduos pulmonados, as baleias ne- lefante; e de minúsculas bactérias a corpulentas baleias.
cessitam emergir de tempos em tempos. Nos anos 70, pesquisadores demonstraram que certas
b) O aumento descontrolado do turismo, principal- bactérias contêm filamentos de partículas microscópi-
mente o voltado para observação de baleias, pode cas de magnetitas – uma forma fortemente magnética
perturbar o ciclo reprodutivo desses animais. de óxido de ferro que orienta o organismo inteiro.
c) Baleias, assim como golfinhos, são capazes de efe- (CASTELVECCHI. 2012. P. 29-33).
tuar uma desova por ano.
d) A grande quantidade de gordura das baleias con- 2. (UNEB) Considerando-se as características presentes
tribui para a sua homeotermia. nos grupos animais mencionados no texto, analise as
afirmativas e marque V para as verdadeiras e F, para
as falsas.
E.O. COMPLEMENTAR ( ) Pombos-correios e tartarugas marinhas apresentam
semelhanças adaptativas básicas em relação ao am-
1. (FGV) Autotomia é a capacidade que alguns animais biente terrestre, como a presença de fecundação inter-
apresentam em soltar membros do corpo e regenerá- na, ovo de casca dura e anexos embrionários.
-los posteriormente, como por exemplo, a autotomia ( ) A capacidade de voo dos tordos e das borboletas é
caudal observada em algum as espécies de lagartos, considerada uma adaptação por analogia, já que é fruto
conforme mostra a figura. de uma convergência evolutiva.
( ) Lagostas, abelhas e formigas apresentam um exoes-
queleto quitinoso que acompanha o crescimento des-
ses animais sem a necessidade de ecdises.
( ) Toupeiras e focas-elefante, apesar de serem mamí-
feros, se diferenciam em relação ao tipo de estrutura
respiratória, já que a toupeira, que é terrestre, possui
pulmões, e a foca, que é aquática, possui brânquias.
( ) Tanto as bactérias quanto as baleias apresentam de-
terminadas propriedades que estão presentes em todos
os seres celulares, tais como reprodução, evolução, me-
tabolismo e nutrição.
A alternativa que indica a sequência correta, de cima
Nem todos os tecidos se recompõem e a regeneração
para baixo, é a:
torna-se menos eficiente a cada perda da cauda, po-
dendo inclusive não ocorrer, dependendo do local da a) V – V – V – F – F
mutilação. b) V – F – F – V – F
É correto afirmar que a regeneração dos tecidos ocorre c) V – V – F – F – V
em função da capacidade de células se desdiferencia- d) F – F – F – V – V
rem, retornando à condição: e) F – V – V – F – F
a) gamética e realizarem mitoses sucessivas com 3. (UEPB) Os mamíferos são animais de fecundação in-
nova diferenciação. terna, porém, o desenvolvimento embrionário apresenta
b) embrionária e realizarem mitoses sucessivas sem diferenças, que subdividem esta classe em 3 clados. So-
nova diferenciação. bre este tema, são apresentadas as proposições abaixo:
c) zigótica e realizarem meioses sucessivas com nova I.Atualmente, o clado Prototheria é representado
diferenciação. pelos ornitorrincos e os equidnas, ovíparos, que têm

104
ovos megalécitos e desenvolvimento embrionário pra- Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s):
ticamente idêntico ao dos répteis. Os filhotes nascem a) I e III, apenas.
imaturos e se alimentam do leite produzido por glân-
b) I, apenas.
dulas mamárias (sem mamilos), localizadas no ventre
da fêmea. c) I, II e III, apenas.
d) III, apenas.
II. No clado Eutheria, o desenvolvimento embrionário
ocorre no interior do útero materno e os embriões em e) I e II, apenas.
desenvolvimento ligam-se à parede uterina por meio da 5. (UFPR) Considere a tira abaixo:
placenta, órgão formado por tecidos maternos e embrio-
nários, responsável pela nutrição, pelas trocas gasosas e
excreção de substâncias resultantes do metabolismo.
III. No clado Metatheria, as fêmeas possuem o marsú-
pio, no qual os filhotes completam o desenvolvimento
após serem expelidos ainda imaturos do útero materno.
Na América do Sul, são representados pelos gambás e
cuícas.
Assinale a alternativa que apresenta a(s) proposi-
ção(ões) correta(s).
a) I, apenas.
b) Todas.
c) II, apenas.
d) III, apenas.
e) II e III, apenas.

4. (UEPB) Em 12 de abril de 1931, nascia em Maran-


guape, Ceará, Francisco Anysio de Oliveira Paula Filho –
Sobre o tamanduá-mirim e o tamanduá-bandeira, ani-
o Chico Anysio, humorista, ator, dublador, escritor, com-
mais tipicamente brasileiros, considere as seguintes
positor e pintor, notório por seus inúmeros personagens
afirmativas:
em programas humorísticos, dentre os quais destacare-
mos Valdevino “Bento Carneiro“, vampiro nascido no I. O habitat típico de ambas as espécies é o campo.
Brasil. Com um sotaque caipira, ele se apresenta como II. Possuem adaptações evolutivas especializadas para
“aquele que vem do aquém do além, adonde que véve se alimentarem de formigas e cupins.
os mortos”. Mora em seu castelo junto de seu assisten- III. A interação ecológica existente entre o tamanduá e
te corcunda Calunga. Não consegue assustar ninguém, a formiga é a predação.
ao contrário, é um vampiro medroso e desnutrido.
IV. Os filhotes de tamanduá não mamam porque sua
boca é muito reduzida, motivo pelo qual se alimentam
diretamente de cupins e formigas.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas I e IV são verdadeiras.
Como se percebe na figura acima, herdamos da cul-
tura europeia a ideia de vincularmos os morcegos à d) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
figura lendária dos vampiros. Sobre esses seres é cor- e) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras.
reto afirmar:
I. Os morcegos são os únicos representantes da ordem
Chiroptera; são mamíferos voadores, apresentando os E.O. DISSERTATIVO
membros anteriores transformados em asas; têm hábi-
1. (Unirio) Fêmeas ‘virgens’ de lagartos dão à luz na
tos noturnos e orientam-se principalmente por ecolo-
Grã-Bretanha
calização.
II. A dieta dos Chiropteros é bastante variada, incluindo No início de 2007, no Zoológico de Chester (Inglaterra),
frutos, sementes, folhas, néctar, pólen, artrópodes, pe- uma fêmea de dragão-de-komodo (Varanus komoden-
quenos vertebrados, peixes e sangue. sis) teve quatro filhotes, dois anos após seu último con-
tato com um macho da espécie. Uma das explicações
III. Os morcegos têm uma importância fundamental na
para os nascimentos pode ser o fato de algumas fême-
dinâmica dos ecossistemas, pois atuam como poliniza-
as terem sido mantidas em cativeiro por muitos anos
dores, dispersores de sementes, predadores, fornece-
sem a presença de machos.
dores de nutrientes em cavernas (guano), vetores de
doenças silvestres, dentre outras. HTTP://WWW.BBC.CO.UK/

105
a) Descreva que processo reprodutivo possibilitou a estrutura está presente na boca de uma enguia e au-
geração destes filhotes. sente na boca da lampreia-marinha?
b) Qual a vantagem evolutiva deste processo? b) Por que a lampreia-marinha não se tornou um
problema em seu habitat natural? Qual poderá ser a
2. Os Mamíferos apresentam mais de quatro mil espé- consequência, para as espécies locais, da invasão da
cies, incluindo a baleia azul, com 160 toneladas de peso lampreia-marinha na região dos Grandes Lagos da
e 30 metros de comprimento, e o pequeno musaranho, América do Norte?
com 3 gramas e 8 centímetros. Seus representantes
possuem uma grande diversidade morfofisiológica, o 5. (Ufjf-pism) No Brasil um milhão de animais silvestres
que permitiu a ocupação de diferentes ambientes (ter- são atropelados por dia. Aproximadamente 15 animais
ra, ar, água doce e mar). são mortos por segundo, ou 1,3 milhões por dia e até
a) Cite duas características que distinguem os mamí- 475 milhões por ano, segundo dados do Centro Brasileiro
feros dos demais vertebrados. de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE), da Universi-
dade Federal de Lavras (MG). Os pequenos vertebrados,
b) O período de gestação dos mamíferos está direta-
como sapos, cobras e aves de pequeno porte são os mais
mente relacionado ao tamanho do corpo. O elefante,
afetados, respondendo por do massacre, ou milhões de
por exemplo, apresenta uma gestação de 22 meses e o
exemplares. O restante das mortes compreende animais
rato doméstico, de 19 dias. Entretanto, o gambá, que é
de médio porte (como macacos e gambás), com milhões,
maior que o rato doméstico, apresenta uma gestação
e de grande porte (como antas, lobos e onças), que cor-
de apenas 13 dias. Explique a diferença entre o tempo
respondem a milhões.
de gestação do gambá e do rato doméstico.
FONTE: TEXTO MODIFICADO DE HTTP://NOTICIAS.AMBIENTEBRASIL.
3. (UFSCar) Determinada cidade do interior paulista uti- COM.BR/CLIPPING/2015/10/03/. ACESSO EM 20/SET/2016.
liza a seguinte figura como logotipo de uma de suas
secretarias: Com relação aos grupos de animais citados no texto
informe:
a) Os sapos (Classe Amphibia) podem ocupar tanto o
ambiente aquático quanto o terrestre. Quais os tipos
de respiração que esses animais podem realizar ao
longo de seu ciclo de vida?
b) As cobras pertencem à Classe Reptilia, cujo tipo
de reprodução é considerado como um dos fatores
responsáveis pela independência da água. Cite TRÊS
aspectos relacionados à reprodução, os quais foram
fundamentais para o sucesso da colonização do am-
biente terrestre pelos répteis.
c) Macacos, gambás, antas, lobos e onças pertencem
a) A quais filos e classes taxonômicas pertencem os à classe Mammalia, a qual tradicionalmente é dividi-
organismos representados no círculo central da figura? da em dois grupos: Prototheria (que inclui a ordem
b) Um desses organismos é o responsável pela trans- Monotremata) e Theria; esta última engloba os Meta-
missão de uma importante doença infecciosa causada theria e os Eutheria.
por uma bactéria do gênero Leptospira. Que organis- Indique um animal mencionado no texto que perten-
mo é esse? Sob que circunstâncias essa doença pode ça ao grupo Metatheria e outro ao grupo Eutheria.
ser adquirida? Informe uma característica relacionada à reprodução
4. (Fac. Santa Marcelina - Medicina) Nenhuma espécie que diferencia um grupo do outro.
invasora causou tanto problema na região dos Grandes 6. (Uninove - Medicina) Gaivotas são muito comuns em
Lagos da América do Norte quanto a lampreia-marinha. ilhas, portos e píeres. Larus hyperboreus, Larus schistisa-
Esse animal possui corpo alongado e uma boca com gus, Larus marinus e Larus californicus são nomes cientí-
grande poder de sucção. A lampreia prende-se à pele de ficos destas aves.
um peixe e usa sua língua raspadora para perfurar a car-
a) Quantos gêneros de gaivotas estão listados no tex-
ne da vítima, podendo permanecer ali por até um mês se
to? Justifique sua resposta.
alimentando do sangue e dos fluidos corporais da presa.
b) As gaivotas, assim como outras aves voadoras,
Em seu habitat natural, a lampreia é componente impor-
apresentam sacos aéreos, que são importantes adap-
tante da cadeia alimentar. Os problemas só começam
tações ao voo. Cite duas funções dos sacos aéreos
quando passa de espécie nativa para invasora.
que auxiliam o voo das aves.
(FOLHA DE S.PAULO, 20.02.2016. ADAPTADO.)
7. (PUC-RJ) Com relação aos animais tetrápodes, escre-
a) A lampreia-marinha e a enguia são animais que se
va o que se pede nos itens abaixo:
assemelham quanto à respiração, porém apresentam
a estrutura bucal diferente. Qual a semelhança en- a) Diga quais são os tetrápodes, listando as principais
tre esses animais quanto ao tipo de respiração? Que características desse grupo.

106
b) Enumere as características desses animais que lhes
permitem melhor adaptação à vida em ambientes se- E.O. UERJ - EXAME DE
cos, dando exemplos dos tetrápodes mais bem adap-
tados a esses ambientes. QUALIFICAÇÃO
1. (Uerj) Uricotélicos são animais que excretam nitrogê-

E.O. ENEM nio através de sua incorporação em ácido úrico, subs-


tância pouco solúvel em água. Já os mamíferos excre-
tam o nitrogênio sob a forma de ureia, composto muito
1. As serpentes que habitam regiões de seca podem fi-
solúvel em água.
car em jejum por um longo período de tempo devido
à escassez de alimento. Assim, a sobrevivência desses Considere a hipótese de que, em algum momento do fu-
predadores está relacionada ao aproveitamento máxi- turo da Terra, a água se torne progressivamente escassa.
mo dos nutrientes obtidos com a presa capturada. De No gráfico abaixo, as curvas representam as taxas de
acordo com essa situação, essas serpentes apresentam crescimento populacional de diversos grupos animais em
alterações morfológicas e fisiológicas, como o aumento função da crescente dificuldade de obtenção de água.
das vilosidades intestinais e a intensificação da irriga-
ção sanguínea na porção interna dessas estruturas.
A função do aumento das vilosidades intestinais para
essas serpentes é maximizar o(a):
a) comprimento do trato gastrointestinal para caber
mais alimento.
b) área de contato com o conteúdo intestinal para
absorção dos nutrientes.
c) liberação de calor via irrigação sanguínea para con- Com base no conceito de seleção natural, a curva que
trole térmico do sistema digestório. poderia representar os animais uricotélicos é a identi-
d) secreção de enzimas digestivas para aumentar a ficada por:
degradação proteica no estômago.
a) P.
e) processo de digestão para diminuir o tempo de
b) Q.
permanência do alimento no intestino.
c) R.
2. O Puma concolor (suçuarana, puma, leão da monta- d) S.
nha)é o maior felino das Américas, com uma distribuição

E.O. OBJETIVAS
biogeográfica que se estende da Patagônia ao Canadá.

(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)


Distribuição biogeográfica 1. (Fuvest) No esquema a seguir, as letras R e S repre-
do Puma concolor sentam substâncias orgânicas, enquanto X, Y e Z refe-
rem-se a grupos de animais.
N
Amônia X
R Aminoácidos
Ureia Y
Bases
O padrão de distribuição mostrado na figura está asso- S
Nitrogenadas
Ácido úrico Z
ciado a possíveis características desse felino:
I. É muito resistente a doenças.
II. É facilmente domesticável e criado em cativeiro. O metabolismo das substâncias R e S produz excretas
nitrogenados. A amônia, a ureia e o ácido úrico são as
III. É tolerante a condições climáticas diversas.
substâncias nitrogenadas predominantes nos excretas
IV. Ocupa diversos tipos de formações vegetais. dos animais dos grupos X, Y e Z, respectivamente.
Características desse felino compatíveis com sua distri- As letras R, S, X, Y e Z correspondem a:
buição biogeográfica estão evidenciadas APENAS em:
a) R: Proteínas; S: Ácidos Graxos; X: Mamíferos; Y: Pei-
a) I e II. xes Ósseos; Z: Répteis
b) I e IV. b) R: Ácidos Nucleicos; S: Proteínas; X: Aves; Y: Anfí-
c) III e IV. bios; Z: Répteis
d) I, II e IV. c) R: Proteínas; S: Ácidos Nucleicos; X: Peixes Ósseos;
e) II, III e IV. Y: Mamíferos; Z: Aves

107
d) R: Ácidos Graxos; S: Proteínas; X: Anfíbios; Y: Ma- um animal vertebrado para descobrir a que grupo per-
míferos; Z: Aves tencia, usando a seguinte chave de classificação:
e) R: Proteínas; S: Ácidos Nucleicos; X: Peixes Ósseos;
Y: Aves; Z: Mamíferos

2. (Unesp) Em um jogo de tabuleiro, cada jogador es-


colhe um rosto. O objetivo é, por meio de perguntas
que serão respondidas com “sim” ou “não”, descobrir
a personagem escolhida pelo adversário. A figura apre-
senta as peças de uma das versões desse jogo.

O estudante concluiu que o animal pertencia ao grupo VI.


Esse animal pode ser:
a) um gambá.
b) uma cobra.
c) um tubarão.
Um professor de biologia adaptou esse jogo para o con- d) uma sardinha.
texto de uma aula. Nos tabuleiros e fichas, no lugar de e) um sapo.
rostos, foram inseridos animais. Os alunos foram dividi-
dos em dois grupos, o primeiro escolheu o animal A e 4. (Unifesp) A presença de ovos com envoltório rígido
o segundo o animal B. Os grupos fizeram as seguintes é mencionada como uma das principais características
perguntas, na tentativa de descobrir o animal escolhido que propiciaram a conquista do ambiente terrestre aos
pelo seu oponente: vertebrados. Contudo, essa característica só resultou
em sucesso adaptativo porque veio acompanhada de
outra novidade evolutiva para o grupo no qual surgiu.
Perguntas sobre o animal A Respostas
Tal novidade foi:
Possui coração com quatro câmaras? Sim. a) a total impermeabilidade da casca.
Apresenta glândula uropigiana? Não. b) o cuidado à prole.
Apresenta caninos desenvolvidos? Não. c) a fecundação interna.
Depende de bactérias para a digestão do alimento? Sim. d) o controle interno da temperatura.
Possui rume? Não.
e) a eliminação de excretas pela casca.

Quando comparado à maioria das espécies de sua


E.O. DISSERTATIVAS
Sim.
ordem, esse animal tem metabolismo mais baixo?
A relação massa corporal x superfície corporal é
característica de sua ordem?
Não.
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
Perguntas sobre o animal B Respostas 1. (Unesp) Em uma novela recentemente exibida na TV,
Põe ovos? Sim.
um dos personagens é picado por uma cobra e, para
curar-se, recorre a remédios caseiros e crenças da cul-
Produz ácido úrico dentre suas excretas? Sim. tura popular. O médico da cidade, que não havia sido
Pode voar? Não. chamado para tratar do caso, afirmou que a prática
A epiderme é espessa e muito queratinizada? Sim. adotada não era recomendável, e que “a ‘cura’ só se
deu porque provavelmente a cobra não era venenosa.”
O oxigênio chega aos tecidos por meio de
Não. Em se tratando de uma cobra peçonhenta, qual o trata-
traqueias?
mento mais adequado: soro ou vacina? Seria importan-
Troca periodicamente a camada epidérmica mais
Sim. te saber a espécie da cobra? Justifique suas respostas.
externa?
Possui membros locomotores funcionais? Sim. 2. (Unifesp) Ao longo da evolução dos metazoários, verifi-
ca-se desde a ausência de um sistema excretor específico
Os animais A e B são, respectivamente: até a presença de sistemas excretores complexos, caso
a) camundongo e ema. dos rins dos mamíferos. As substâncias nitrogenadas ex-
b) cabra e cigarra. cretadas variam segundo o ambiente em que os animais
c) capivara e lagarto. vivem: vários grupos excretam a amônia, que é altamen-
te tóxica para o organismo, enquanto outros eliminam
d) galinha e louva-a-deus.
excretas menos tóxicas, como a ureia e o ácido úrico.
e) vaca e jiboia.
a) Correlacione cada tipo de excreta predominante
3. (Fuvest) Num exercício prático, um estudante analisou (amônia, ureia ou ácido úrico) com um exemplo de

108
vertebrado que excrete tal substância e o ambiente Identifique pelo menos dois casos entre os cinco
em que ocorre, se terrestre ou aquático. exemplos citados em que a percepção do estímulo
b) Cite um grupo animal que não apresenta um siste- pode estar relacionada com a captura de presas.
ma excretor específico e explique como se dá a excre-

GABARITO
ção de produtos nitrogenados nessa situação.

3. (Unicamp) Os morcegos são animais que muitas ve-


zes despertam reações aversivas nas pessoas. O tipo
de reação varia bastante, mas na maioria das vezes a E.O. Aprendizagem
simples menção da palavra provoca exclamações como 1. C 2. C 3. A 4. B 5. D
“Credo!” ou “Que nojo!”.
6. C 7. A 8. A 9. A
a) Além dos morcegos hematófagos, existem espécies
de morcegos que possuem outras dietas alimentares?
Quais dietas? E.O. Fixação
b) Cite dois tipos de interação de morcegos com plantas.
1. D 2. C 3. B 4. B 5. A
4. (Unifesp) Os répteis foram o primeiro grupo de verte- 6. C
brados a conquistar o ambiente terrestre de forma plena.
a) Os répteis modernos estão classificados em três
principais ordens. Dê um exemplo de uma espécie E.O. Complementar
pertencente a cada uma dessas ordens. 1. E 2. C 3. B 4. C 5. D
b) Explique quais foram as adaptações necessárias para
que os répteis pudessem viver no ambiente terrestre.
E. O. Dissertativo
5. (Unicamp) As aves migratórias voam muitas vezes
a grandes altitudes e por longas distâncias sem parar. 1.
Para isso, elas apresentam adaptações estruturais e a) O processo em questão chama-se partenogênese,
também fisiológicas, como a maior afinidade da hemo- que nada mais é do que o desenvolvimento de um em-
globina pelo oxigênio. brião sem a participação de um espermatozoide. Ou
a) Explique a importância da maior afinidade da he- seja, o óvulo passa a se dividir através de mitose e da
moglobina pelo oxigênio nas aves migratórias. origem a um novo organismo, sendo este, haploide.
b) Indique duas adaptações estruturais que as aves b) A partenogênese facilita a perpetuação da espécie
em geral apresentam para o voo e qual a importância e a conquista de novos ambientes quando não há
dessas adaptações. machos na área.

6. (Unesp) Considere os seguintes exemplos de orien- 2.


tação e comunicação em diferentes grupos de animais.
a) Os mamíferos podem ser diferenciados das outras
I. Os machos de vagalumes, ativos durante a noite, são classes por apresentarem glândulas mamárias (carac-
capazes de localizar suas fêmeas pousadas na vegeta- terística que dá nome à classe) e pelos.
ção por meio de flashes de luz emitidos por elas. O aluno também poderia citar o arco aórtico único
II. Machos da mariposa do bicho-da-seda podem perce- voltado para a esquerda, presença de placenta na
ber a presença de uma fêmea que esteja emitindo fero- gestação e a presença de outras glândulas como se-
mônios a alguns quilômetros de distância e se orientar báceas e sudoríparas.
até ela. b) Os gambás fazem parte da ordem dos Marsupia-
III. Peixes são capazes de perceber a aproximação de lias, ou seja, possuem uma placentarudimentar que
outro organismo pelas vibrações que estes provocam não permite o desenvolvimento completo do feto.
no meio. Dessa forma, os gambás dão à luz de maneira prema-
IV. Cascavéis, também ativas durante a noite, possuem tura a seus filhotes e estes terminam seu desenvolvi-
órgãos sensoriais altamente sensíveis ao calor emitido mento dentro do marsúpio. Já os ratos pertencem a
por um organismo endotérmico. ordem dos Placentários, em que a placenta permite
V. Cascavéis projetam constantemente sua língua para o desenvolvimento completo do feto no útero, dessa
fora e para dentro da boca. A língua entra em contato forma os ratos dão à luz os filhotes já formados e
com um órgão situado no teto da boca e o animal ob- prontos para vida extrauterina.
tém então informações sobre o ambiente.
3.
a) Identifique em cada exemplo se o estímulo perce-
bido pelos diferentes animais, para sua orientação e a) Morcegos e ratos: filo: cordados; classe: mamífero.
comunicação, é de natureza física ou química. Barata, formiga e mosquito: filo: artrópodes; classe:
b) Que órgãos são responsáveis pela percepção do insetos.
estímulo nos exemplos II, III e IV, respectivamente? Aranha e escorpião: filo: artrópodes; classe: aracnídeos.

109
b) O rato é o vetor da leptospirose, doença que pode
ser adquirida através do contato com a urina do animal.
E.O. UERJ
4.
Exame de Qualificação
1. D
a) Respiração do tipo branquial em ambos os animais.
A enguia possui mandíbula, enquanto a lampreia-
-marinha não. E.O. Objetivas
b) Em seu habitat natural, a lampreia-marinha faz
parte de uma cadeia alimentar, tendo predadores e
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
presas. Com a invasão da lampreia-marinha, muitas 1. C 2. C 3. B 4. C
espécies podem virar presas, desequilibrando a ca-
deia alimentar da região.
E.O. Dissertativas
5. (Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
a) Na fase larval, os anfíbios respiram por meio de 1. Quando ferida por uma cobra peçonhenta, a pessoa deve
brânquias, por viverem no meio aquático. Na fase ir até o posto de saúde mais próximo e ser tratada com soro
adulta, respiração através de pulmões e pela pele e não com vacina. Isso porque a vacina é útil na prevenção
(cutânea). de doenças, já que faz com o que o nosso sistema imunoló-
b) Três aspectos relacionados à reprodução de répteis gico produza anticorpos. No caso de um acidente com cobra
fundamentais para o sucesso da conquista do ambiente venenosa, não há tempo para que o corpo produza estes an-
terrestre: fecundação interna, desenvolvimento direto e ticorpos, dessa forma utiliza-se o soro que nada mais é do
ovos com casca resistente, com anexos embrionários. que os anticorpos já produzidos. Dessa forma, saber a espécie
c) Os animais pertencentes à Metatheria são os mar- que causou o acidente é de grande importância, para que se
supiais, grupo em que o embrião se desenvolve parte possa aplicar um soro especifico, aumentando a eficiência do
dentro do útero da fêmea e parte no marsúpio (bolsa tratamento e reduzindo o tempo de recuperação.
externa), como os gambás. Os animais eutérios (Eu-
theria) são os placentários, neles o embrião se desen- 2.
volve dentro do corpo da fêmea, como os macacos. a) Girinos e peixes ósseos excretam amônia. Já os peixes
cartilaginosos, anfíbios adultos e mamíferos excretam
6. ureia. E por fim, repteis e aves excretam ácido úrico.
a) Apenas 1 gênero. O gênero é Larus, o restante é b) Invertebrados como esponjas (Poríferos) e águas-
classificado como a espécie, que são 4. -vivas (Cnidários) não possuem um sistema excretos,
b) Os sacos aéreos auxiliam na diminuição da densi- dessa forma, eliminam os resíduos de seu metabolis-
dade do animal e na regulação da temperatura cor- mo através da difusão.
poral.
3.
7. a) A dieta dos morcegos pode ser bem variada pas-
a) Tetrapoda é um grupo monofilético constituído pelos sando pelo néctar, frutas, pequenos insetos...
anfíbios, répteis (incluindo aves) e mamíferos além de b) Os morcegos possuem uma relação harmoniosa
grupos fósseis. A principal característica desses animais com as plantas. Aqueles que se alimenta do néctar
é a presença de quatro pernas. Os tetrápodes que não ajudam na fecundação cruzada, aumentando assim a
possuem membrosou possuem apenas duas pernas, variabilidade genéticas destas plantas. Já aqueles que
como as serpentes ou os cetáceos, são descendentes se alimentam de frutas contribuem na dispersão das
de ancestrais com quatro pernas. Outras caraterísticas sementes através da eliminação destas pelas fezes.
dos tetrápodes são: a presença de dedos (até cinco em
4.
cada uma das patas), a pele queratinizada e a presen-
ça de pulmões desenvolvidos, responsáveis pela maior a) Ordem Squamata – Serpentes e lagartos; Ordem
parte ou pela totalidade das trocas gasosas Crocodilia – Crocodilos e jacarés; Ordem Chelonia –
b) Répteis (incluindo aves) e mamíferos são mais tartarugas, jabutis e cágados.
bem adaptados à vida em ambientes secos que os b) Para conseguirem colonizar o ambiente terrestre
anfíbios. Entre as características que permitem a vida com sucesso foi necessário diminuir a perda d’agua
em ambientes secos podemos citar a pele altamente corpórea. Dessa forma foi necessário desenvolver uma
queratinizada, que evita a perda de água pelo corpo, epiderme queratinizada e coberta por escamas e pla-
a respiração feita quase que exclusivamente por pul- cas ósseas, dessa forma sua pele ficou impermeabiliza-
mões e não mais por brânquias ou pela pele mucosa e da. Os ovos também precisaram se adaptar, uma vez
o desenvolvimento de ovos com casca que não seriam mais colocados em ambientes ricos em
águas. Dessa forma a casaca passou a ser rígida e com
uma semipermeabilidade (apenas trocas gasosas são
E.O. Enem realizadas através da casca). O pulmão passou a ter um
maior volume e ser mais eficiente nas trocas gasosas.
1. B 2. C

110
5.
a) A hemoglobina é o pigmento sanguíneo responsá-
vel pelo transporte de gases como oxigênio e o dióxi-
do de carbono. Quanto mais afinidade pelo oxigênio
a hemoglobina tiver, mais eficiente vai ser o trans-
porte deste gás aos músculos da aves. Quanto maior
o aporte de oxigênio nos músculos, maior a quanti-
dade de energia produzida. Desta forma, com uma
hemoglobina com alta afinidade pelo oxigênio, maior
a resistência e o tempo de voo das aves.
b) As adaptações evolutivas que permitem que as
aves alcem voo são: ossos pneumáticos (ocos, por
isso mais leves); sacos aéreos (diminuem o peso do
animal); osso esterno em forma de quilha (torna o
corpo do animal mais aerodinâmico); membros ante-
riores em formas de asas e penas (que além de ajudar
no voo formam uma isolação térmica).

6.
a) I = física, II = química, III = física,
IV = física, V = química.
b) II = antenas, III = linha lateral, IV = fosseta lacrimal
(loreal). Pela linha lateral, os peixes podem perceber
a presença de sua presa ou de seu predador. Certas
cobras peçonhentas, como a cascavel, podem perce-
ber o calor de sua presa (como certos mamíferos) pela
fosseta lacrimal.

111
CITOLOGIA

113
AULAS MEIOSE E VARIABILIDADE GENÉTICA
17 E 18
COMPETÊNCIA: 4 HABILIDADES: 13 e 14

E.O. APRENDIZAGEM c) os cromossomos mudariam de formato.


d) o número cromossômico seria diferente.
1. (CFT-MG) Por intermédio das divisões celulares, os 4. (PUC-RJ) Considere as afirmativas abaixo acerca dos
animais são capazes de produzir gametas (meiose), de processos de divisão celular:
crescer e regenerar tecidos lesionados (mitose). A dife-
I. Na mitose, a célula-mãe dá origem a duas células-fi-
rença fundamental entre essas divisões é que apenas
lhas geneticamente idênticas.
na meiose ocorre:
II. Em todos os organismos que fazem reprodução sexu-
a) formação do fuso acromático.
ada, a produção de gametas se dá por meiose.
b) duplicação do material genético.
III. Na primeira fase da meiose, ocorre o pareamento e a
c) segregação de cromossomos homólogos.
segregação dos cromossomos homólogos.
d) espiralização do DNA ao redor de proteínas.
IV. Na mitose, os cromossomos são alinhados na placa
2. Abaixo estão enunciados alguns processos biológicos equatorial e ocorre a separação das cromátides-irmãs.
relacionados das divisões celulares. Estão corretas:
I. Regeneração e crescimento de indivíduos multice- a) Todas as afirmativas.
lulares. b) Somente I e IV.
II. Produção de gametas. c) Somente I, III e IV.
III. Divisão de células haploides. d) Somente I, II e IV.
IV. Ocorrência de mutações. e) Somente I, II e III.
V. Possibilidade de recombinação cromossômica.
5. (IFSP) Após uma aula sobre divisão celular, em células
VI. Separação de cromossomos homólogos. eucariontes, o professor projeta a imagem de uma célu-
São processos comuns à MITOSE e à MEIOSE: la 2n = 4, que representa uma das etapas estudadas, e
a) II e IV apenas. pergunta a seus alunos qual fase e divisão celular estão
sendo representadas.
b) IV e VI apenas.
c) III, IV e VI. Observe a imagem da representação projeta da e as-
sinale, das alternativas abaixo, qual a resposta correta
d) I, IV e VI.
para a questão proposta pelo professor.
3. (CTMG) Observe a fase do processo de divisão celular
de uma célula, cuja ploidia é 2n = 2, conforme a figura.

a) Metáfase da mitose.
Conclui-se que a fase mostrada na figura refere-se à mi- b) Anáfase da mitose.
tose, pois se fosse meiose: c) Anáfase I da meiose.
d) Metáfase II da meiose.
a) as cromátides-irmãs estariam afastando-se em di-
e) Anáfase II da meiose.
reção aos polos da célula.
b) a visualização dos cromossomos seria impossível. 6. (CFT-MG) Os gráficos a seguir representam processos

114
de divisão celular, em que X é o número haploide de b) I e III.
material genético. c) II e III.
d) II e IV.
e) III e IV.

10. (PUC-SP) Uma determinada espécie animal apresen-


ta número diploide de cromossomos igual a 10 (2n =
10). Em uma célula dessa espécie, que se encontra na
metáfase de uma divisão, são observados 5 cromosso-
mos duplicados. A célula em questão:
a) está em divisão mitótica.
É incorreto afirmar que o processo: b) está na primeira divisão de meiose.
c) está na segunda divisão da meiose.
a) I permite o crescimento de plantas.
d) pode ser um blastômero ou um linfócito.
b) II ocorre nos testículos e ovários.
e) não tem relação com a gametogênese desse animal.
c) I pode ocorrer em hemácias maduras.
d) II está ligado à variabilidade genética.

7. (UFPE) Considere as proposições a seguir e assinale a E.O. FIXAÇÃO


alternativa correta.
1. (Cefet-MG) Analise o processo de divisão celular re-
I. A duplicação do DNA ocorre durante a interfase da presentado de forma simplificada.
célula.
II. Quando uma célula diploide sofre meiose seu núme-
PRÓFASE I
ro cromossômico se reduz a 1/4.
III. A duplicação dos centríolos ocorre na telófase da
mitose. METAFASE I
a) Apenas a afirmativa I está correta.
b) Estão corretas I e III.
c) Apenas a afirmativa III está correta. ANÁFASE I
d) Todas são corretas.
e) Todas estão erradas. PRÓFASE II

8. (UFLA) Em relação aos processos de divisão celular,


mitose e meiose, analise as proposições abaixo e, a se- ANÁFASE II
guir, assinale a alternativa CORRETA.
I. A orientação ao acaso dos cromossomos homólogos, TELÓFASE II
para os polos opostos da célula, ocorre na metáfase II
da meiose.
II. Na anáfase da mitose, ocorre a segregação croma- A diferença numérica de cromossomos entre o início e o
tídica. fim desse processo objetiva:
III. A duplicação do DNA ocorre no período S da interfa- a) manter a ploidia da espécie.
se nas células que sofrerão mitose ou meiose. b) impedir o surgimento de trissomias.
IV. A permuta genética (“crossing-over”) ocorre no pa- c) diminuir o tempo do próximo ciclo celular.
quíteno da prófase I da meiose. d) facilitar a duplicação do material genético.
a) Apenas as proposições I, III e IV estão corretas. e) favorecer a eliminação de genes indesejáveis.
b) Apenas as proposições I, II e III estão corretas.
2. (FGV) Observe a figura que ilustra uma célula em de-
c) Apenas as proposições I, II e IV estão corretas.
terminada etapa de um processo de divisão celular.
d) Apenas as proposições II, III e IV estão corretas.

9. (UEL) Considere os seguintes eventos:


I. recombinação genética
II. segregação de cromossomos homólogos
III. segregação de cromátides-irmãs
IV. alinhamento dos cromossomos na placa equatorial.
Desses, os que ocorrem tanto na mitose quanto na
meiose são APENAS:
a) I e II.

115
Sendo 2n o número diploide de cromossomos, é correto meiose II é a metade do número de cromossomos na
afirmar que tal célula encontra-se em anáfase da mito- placa equatorial mitótica.
se de uma célula-mãe: d) A recombinação gênica pode acontecer no final da
a) 2n = 8, ou anáfase I da meiose de uma célula-mãe prófase da meiose II e em qualquer uma das etapas
2n = 8. da mitose.
b) 2n = 16, ou anáfase II da meiose de uma célula- 6. (PUC-MG) Analise o esquema a seguir, o qual mostra
-mãe 2n = 8. o mecanismo de ação de algumas drogas antimitóticas
c) 2n = 4, ou anáfase I da meiose de uma célula-mãe que inibem a progressão a partir dos pontos indicados.
2n = 8.
d) 2n = 8, ou anáfase II da meiose de uma célula-mãe
2n = 16. RNA
e) 2n = 4, ou anáfase II da meiose de uma célula-mãe
2n = 8. Actinomicina D 4 RER
3. (UFSM) Analise as afirmativas a seguir.
DNA
I. No fim da meiose, as células-filhas são idênticas à célu- 5 Puromicina
la-mãe, pois possuem o mesmo número cromossômico. Mitomicina 3
Proteína
II. Na intérfase, ocorre a duplicação do material genético.
III. A mitose é o processo pelo qual células diploides ori- Trifosfatos de
ginam células haploides para a formação de gametas. desoxirribonucleotídeos
Trifosfatos de
Está(ão) correta(s): ribonucleotídeos
1
a) apenas I. Arabinosilcitosídeo 2 6-mercaptopurina

b) apenas II. PRECURSORES

c) apenas I e II.
Assinale a afirmativa INCORRETA.
d) apenas I e III.
e) apenas II e III. a) A puromicina não tem qualquer efeito sobre o cres-
cimento ou multiplicação celular.
4. (UFF) Alguns indivíduos podem apresentar característi- b) A mitomicina não permite a ocorrência da fase 5
cas específicas de Síndrome de Down sem o comprome- do ciclo celular.
timento do sistema nervoso. Este fato se deve à presença c) Pelo menos duas das drogas interferem diretamen-
de tecidos mosaicos, ou seja, tecidos que apresentam cé- te na síntese proteica.
lulas com um número normal de cromossomos e outras
d) Nem todos os tipos de nucleotídeos sofrem ação
células com um cromossomo a mais em um dos pares
da droga arabinosilcitosídeo.
(trissomia). Este fato é devido a uma falha no mecanismo
de divisão celular denominada de não disjunção. 7. (PUC-SP) Os biólogos costumam dividir o ciclo celular
Assinale a alternativa que identifica a fase da divisão em INTÉRFASE (G1, S e G2) e DIVISÃO. Uma célula tem
celular em que esta falha ocorreu. ciclo de 20 horas e leva 1 hora para realizar a divisão
a) Anáfase II da meiose. completa, 8 horas para realizar a fase G1 e 3 horas para
realizar G2. Portanto, essa célula leva:
b) Anáfase I da meiose.
c) Anáfase da mitose. a) 3 horas para duplicar seu DNA.
d) Metáfase da mitose. b) 1 hora para duplicar seu DNA.
e) Metáfase II da meiose. c) 8 horas para condensar seus cromossomos.
d) 1 hora para descondensar seus cromossomos.
5. (PUC-MG) A segunda fase da meiose (meiose II) é se- e) 8 horas para duplicar seus cromossomos.
melhante à mitose em vários aspectos. Em cada núcleo
produzido pela meiose I, os cromossomos se alinham 8. (Cesgranrio) Ao compararmos mitose com meiose,
na placa equatorial na metáfase II, as cromátides se se- podemos concluir que:
param e os novos cromossomos-filhos movem-se para
a) a meiose está associada à reprodução de pluricelu-
os polos na anáfase II. No entanto, alguns aspectos são
lares, e a mitose ao seu crescimento.
distintos entre as duas divisões, em células de um mes-
b) a meiose divide à metade o número de cromosso-
mo indivíduo.
mos de uma célula, e a mitose o duplica.
São diferenças entre meiose II e mitose, EXCETO: c) a meiose está associada à reprodução de unicelu-
a) O DNA se replica antes da mitose, mas não entre lares, e a mitose ao seu crescimento.
meiose I e meiose II. d) a mitose garante o número cromossomial da espé-
b) Na mitose, as cromátides-irmãs são sempre idênti- cie, e a meiose o número cromossomial do indivíduo.
cas, mas na meiose II podem diferir entre si. e) a mitose só acontece em células reprodutoras, e a
c) O número de cromossomos na placa equatorial da meiose só em células haploides.

116
9. Durante a fase de diploteno, é possível observar de- c) I, IV e V.
terminados pontos onde as cromátides estão cruzadas. d) II, III e IV.
Esses pontos são chamados de:
2. (Uespi) A reprodução sexuada gera variabilidade
a) quiasmas.
genética dentre os seres vivos. Para tanto, durante a
b) bivalentes.
formação dos gametas sexuais, um processo de meiose
c) cromômeros. forma células-filhas com metade do número de cromos-
d) tétrades. somos da célula-mãe. Sobre este processo, ilustrado na
e) sinapse cromossômica. figura abaixo, é correto afirmar que:
10. (PUC-PR) Durante a meiose, o pareamento dos cro-
mossomos homólogos é importante, porque garante:
a) a formação de células-filhas geneticamente idênti-
cas à célula-mãe.
b) a menor variabilidade dos gametas.
c) a separação dos cromossomos não homólogos.
d) a duplicação do DNA, indispensável a esse processo.
e) a possibilidade de permuta gênica.

E.O. COMPLEMENTAR a) em “1”, é mostrada a prófase I, onde a condensação


dos cromossomos os torna visíveis ao microscópio ótico.
1. (UERN) O organismo humano é formado por dois ti- b) na fase de diplóteno da meiose I, os cromossomos
pos de células: as diploides ou somáticas, conhecidas por homólogos iniciam sua separação, cujas cromátides se
formarem todas as células do corpo humano, e as haploi- cruzam originando quiasmas.
des ou gametas, que são células sexuais e apresentam c) na anáfase I, os pares de cromossomos homólogos
metade do número de cromossomos. A maioria dessas prendem-se ao fuso acromático dispondo-se na região
células está sempre se renovando, gerando novas células equatorial da célula.
pelos processos de mitose e meiose. O esquema a seguir
d) na metáfase II, os microtúbulos do fuso acromático pu-
representa as fases da reprodução celular.
xam as cromátides-irmãs para os polos opostos da célula.
e) na telófase II, desaparecem os nucléolos e a célula
se divide (citocinese II).

3. (UEPA) Vários radioisótopos são utilizados na prepa-


ração de radiofármacos, entre os quais o tecnécio-99m
(99mTc), que apresenta características físicas ideais para
aplicação em Medicina Nuclear Diagnóstica. O tecné-
cio-99m é produto do decaimento radioativo do molib-
dênio-99 (99Mo). A equação abaixo descreve o processo
de decaimento.

Observe as figuras e analise as afirmativas a seguir.


I. A anáfase I da meiose e a telófase da mitose estão
representadas pelas figuras 4 e 2, respectivamente.
II. As figuras 2 e 3 representam a telófase I da meiose e
a metáfase da mitose. Quando a finalidade é terapêutica, o efeito deletério
III. Durante a fase representada pela figura 2, ocorre o da radiação é utilizado para destruir células tumorais.
desaparecimento da carioteca, e o material do núcleo Nesse caso, os radiofármacos são formados por ra-
mistura-se ao citoplasma. dionuclídeos emissores de radiação particulada, que
possuem pequeno poder de penetração, mas são alta-
IV. A figura 3 corresponde a metáfase I da meiose, em
mente energéticas, ionizando o meio que atravessam e
que os cromossomos se alinham na região equatorial
causando uma série de efeitos que resultam na morte
da célula.
das células tumorais.
V. Durante a fase da figura 1, em que os cromossomos
tornam-se mais curtos e mais espessos, o processo e (EXTRAÍDO E ADAPTADO DE: ARAÚJO, ELAINE BORTOLETI. A
UTILIZAÇÃO DO ELEMENTO TECNÉCIO – 99M NO DIAGNÓSTICO DE
chamado condensação.
PATOLOGIAS E DISFUNÇÕES DOS SERES VIVOS. IN: CADERNOS TEMÁTICOS
Estão corretas apenas as afirmativas: DE QUÍMICA NOVA NA ESCOLA. DISPONÍVEL EM: HTTP://QNESC.SBQ.
ORG.BR/ONLINE/QNESC24/CCD2.PDF. ACESSADO EM: 08/09/11)
a) I, II e IV.
b) II, III e V. Sobre as células a que se refere o trecho em destaque,

117
no texto, afirma-se que: pela redução do número de cromossomos entre as
I. Dividem-se descontroladamente por meiose originando fases C e D.
células com 46 cromossomos. b) O aumento do número de cromátides em relação
ao número de cromossomos na fase B é consequên-
II. Dividem-se descontroladamente por mitose origi-
cia da separação dos cromossomos homólogos.
nando outras células diploides.
c) O valor n mantém-se constante em todas as fases
III. Sofrem ação dos radioisótopos que inibem suas do ciclo celular.
meioses.
d) O número de cromossomos de células haploides
IV. Sofrem ação dos radioisótopos que causam muta- desta espécie é 20.
ções no seu material gênico. e) A redução do número de cromátides entre as fases
De acordo com as afirmativas acima, a alternativa cor- E e F deve-se separação das cromátides-irmãs.
reta é:
5. (G2) “Cada caráter é condicionado por um par de fa-
a) I e II. tores que se separam na formação dos gametas”. Men-
b) I e III. del ao enunciar essa lei já admitia, embora sem conhe-
c) II e IV. cer, a existência das seguintes estruturas e processo de
d) III e IV. divisão celular, respectivamente:
e) I, II, III e IV. a) cromossomos, mitose.
b) núcleos, meiose.
4. (UFRGS) Observe o quadro a seguir, referente a dife-
rentes fases do ciclo celular de uma célula meiótica de c) núcleos, mitose.
uma determinada espécie. d) genes, mitose.
e) genes, meiose.
A B C D E F
Número de cromátides
por célula
20 40 40 20 20 10 E.O. DISSERTATIVO
Numero de cromossomos 1. (UEL) Um pesquisador determinou as variações nos
20 20 20 10 10 10
por célula números de cromossomos e de moléculas de DNA, ao
longo do tempo, em células vegetais em reprodução
Com base nos dados apresentados no quadro, assinale sexuada e assexuada. As variações na quantidade de
a afirmação correta. moléculas em cada célula, nos dois casos, estão repre-
a) A separação das cromátides-irmãs é responsável sentadas nas figuras A e B.

a) Que tipo de divisão celular está caracterizado na figu- 2. Sabemos que cada tipo de célula possui um período
ra A? E na figura B? Qual tipo corresponde às células em específico para a realização do ciclo celular e que há
reprodução sexuada? Qual tipo corresponde às células dois tipos de divisão celular: mitose e meiose.
em reprodução assexuada? Justifique suas respostas. De acordo com as etapas abaixo, responda:
b) Explique as características genéticas dos descen- Qual a principal diferença encontrada entre metáfase
dentes das reproduções sexuada e assexuada. mitótica e a metáfase I da meiose?

118
3. Por que a mitose da célula vegetal é chamada de
acêntrica?

4. Em que tipos celulares acontece a meiose?

5. (Udesc) Em organismos de reprodução sexuada pode


ocorrer, durante a prófase I da meiose I, na formação
dos gametas, um evento denominado permutação, per-
muta genética ou crossing-over.
Em relação ao contexto, responda: Com base nos esquemas, são identificados os seguintes
tipos de divisão celular em A e B, respectivamente:
a) No que consiste o crossing-over?
a) meiose e mitose.
b) Qual a função do crossing-over?
b) mitose e meiose.
6. Descreva as fases de prófase, metáfase e anáfase I. c) mitose e mitose.
d) meiose e meiose.
7. Qual fase da mitose é caracterizada pelo posiciona-
mento dos cromossomos no equador da célula?
E.O. OBJETIVAS
E.O. ENEM (UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
1. (Enem) Quando adquirimos frutas no comércio, ob- 1. (Unicamp 2017) Considerando o esquema a seguir
servamos com mais frequência frutas sem ou com pou- como uma representação simplificada da meiose, indi-
cas sementes. Essas frutas têm grande apelo comercial que a alternativa correta.
e são preferidas por uma parcela cada vez maior da
população. Em plantas que normalmente são diploi-
des, isto é, apresentam dois cromossomos de cada par,
uma das maneiras de produzir frutas sem sementes
é gerar plantas com uma ploidia diferente de dois,
geralmente triploide. Uma das técnicas de produção
dessas plantas triploides é a geração de uma planta
tetraploide (com 4 conjuntos de cromossomos), que
produz gametas diploides e promove a reprodução
dessa planta com uma planta diploide normal.
A planta triploide oriunda desse cruzamento apre-
sentará uma grande dificuldade de gerar gametas a) A, B, D e F são diploides.
viáveis, pois como a segregação dos cromossomos b) B, C, D e E são formados na telófase I.
homólogos na meiose I é aleatória e independente, c) A, B, D e G são células idênticas quanto ao seu
espera-se que: material genético.
a) os gametas gerados sejam diploides. d) B, C, D e I são haploides.
b) as cromátides-irmãs sejam separadas ao final des- 2. (Fuvest) Considere os eventos abaixo, que podem
se evento. ocorrer na mitose ou na meiose:
c) o número de cromossomos encontrados no gameta I. Emparelhamento dos cromossomos homólogos dupli-
seja 23. cados.
d) um cromossomo de cada par seja direcionado para II. Alinhamento dos cromossomos no plano equatorial
uma célula-filha. da célula.
e) um gameta raramente terá o número correto de III. Permutação de segmentos entre cromossomos ho-
cromossomos da espécie. mólogos.
IV. Divisão dos centrômeros resultando na separação
E.O. UERJ das cromátides-irmãs.
No processo de multiplicação celular para reparação de
EXAME DE QUALIFICAÇÃO tecidos, os eventos relacionados à distribuição equita-
tiva do material genético entre as células resultantes
1. (UERJ 2017) Considere um animal que possui oito estão indicados em:
cromossomos em suas células diploides. Nos esquemas a) I e III, apenas.
A e B, estão representadas duas células desse animal
b) II e IV, apenas.
em processo de divisão celular.
c) II e III, apenas.

119
d) I e IV, apenas. 3 = na meiose; 4 = em células haploides.
e) I, II, III e IV. b) 1 = em células haploides; 2 = na meiose;
3 = na mitose; 4 = em células diploides.
3. (Fuvest) A figura abaixo representa uma célula diploi-
c) 1 = na meiose; 2 = em células haploides;
de e as células resultantes de sua divisão.
3 = na mitose; 4 = em células diploides.
d) 1 = na meiose; 2 = na mitose; 3 = em células
diploides; 4 = em células haploides.
e) 1 = na mitose; 2 = em células diploides;
3 = em células haploides; 4 = na meiose.

6. (Unifesp) Assinale o gráfico que representa correta-


mente a quantidade de DNA no núcleo de uma célula
de mamífero durante as fases da meiose. Considere M(I)
= 1a divisão e M(II) = 2a divisão.
Células-filhas a)

Nesse processo:
a) houve um único período de síntese de DNA, segui-
do de uma única divisão celular.
b) houve um único período de síntese de DNA, segui-
do de duas divisões celulares.
c) houve dois períodos de síntese de DNA, seguidos
de duas divisões celulares. b)
d) não pode ter ocorrido permutação cromossômica.
e) a quantidade de DNA das células filhas permane-
ceu igual à da célula-mãe.

4. (Fuvest) A planta do guaraná Paullinia cupana tem 210


cromossomos. Outras sete espécies do gênero Paullinia
têm 24 cromossomos. Indique a afirmação correta:
a) As espécies do gênero ‘Paullinia’ que têm 24 cro- c)
mossomos produzem gametas com 24 cromossomos.
b) Na meiose das plantas do gênero ‘Paullinia’ que
têm 24 cromossomos ocorrem 24 bivalentes.
c) ‘Paullinia’ cupana é diploide, enquanto as outras
sete espécies são haploides.
d) Os gametas de ‘Paullinia’ cupana têm 105 cromos-
somos.
e) O endosperma da semente de ‘Paullinia’ cupana
d)
tem 210 cromossomos.

5. (Unifesp) Analise o diagrama.

e)

Indique a alternativa que identifica corretamente os 7. (Unesp) O gráfico representa as mudanças (quantita-
conceitos correspondentes a 1, 2, 3 e 4. tivas) no conteúdo do DNA nuclear durante eventos en-
a) 1 = em células diploides; 2 = na mitose; volvendo divisão celular e fecundação em camundongos.

120
b) segregação independente dos pares de cromosso-
mos homólogos e permutação entre os cromossomos
homólogos.
c) separação da dupla-hélice da molécula de DNA e
replicação de cada uma das fitas.
d) duplicação dos cromossomos e segregação inde-
pendente dos pares de cromossomos homólogos.
e) replicação da dupla-hélice da molécula de DNA e
permutação entre os cromossomos homólogos.

10. (Fuvest) Os produtos imediatos da meiose de uma


abelha e de uma samambaia são:
Os intervalos C-D, L-M e P-Q correspondem, respectiva-
a) esporos e gametas, respectivamente.
mente, a fases em que ocorrem a:
b) gametas e esporos, respectivamente.
a) replicação, meiose II e mitose. c) gametas e zigotos, respectivamente.
b) meiose I, meiose II e replicação. d) ambos esporos.
c) mitose, meiose I e fecundação. e) ambos gametas.
d) mitose, meiose I e meiose II.
e) mitose, meiose II e fecundação.

8. (Unesp) Em relação ao esquema seguinte, relaciona-


E.O. DISSERTATIVAS
do com o ciclo de vida de um animal de reprodução
sexuada:
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
1. (Unifesp) Durante a prófase I da meiose, pode ocorrer
o crossing-over ou permuta gênica entre os cromosso-
mos das células reprodutivas.
a) Explique o que é crossing-over e sua importância
para as espécies.
b) Considerando que a maioria das células de um
organismo realiza divisão celular mitótica para se
multiplicar, justifique o fato de as células reprodutivas
realizarem a meiose.

2. (Unesp) Bom seria se todas as frutas fossem como


a banana: fácil de descascar e livre do inconveniente
dos caroços. Para darem uma forcinha à natureza, pes-
quisadores desenvolveram versões sem sementes em
são feitas as seguintes afirmações: laboratório [...]. Para criar frutos sem sementes a partir
I. Os quadros 1 e 2 correspondem, respectivamente, aos de versões com caroços, como acontece com a melan-
estágios haploide e diploide. cia, é preciso cruzar plantas com números diferentes de
II. O número 3 corresponde à meiose e esta favorece um cromossomos, até que se obtenha uma fruta em que as
aumento da variabilidade genética. sementinhas não se desenvolvam.
III. O número 4 corresponde à mitose e esta ocorre so- (VEJA, 25.01.2012.)
mente em células germinativas.
IV. O número 5 corresponde à fertilização, onde ocorre a
combinação dos genes provenientes dos pais.
Estão corretas as afirmações:
a) I e II, apenas.
b) I e IV, apenas.
c) II e IV, apenas.
d) I, II e III, apenas. Suponha que, no caso exemplificado, a melancia sem
e) II, III e IV, apenas. sementes tenha sido obtida a partir do cruzamento en-
tre uma planta diploide com 22 cromossomos e uma
9. (Fuvest) Os dois processos que ocorrem na meiose, planta tetraploide com 44 cromossomos.
responsáveis pela variabilidade genética dos organis-
Quantos cromossomos terão as células somáticas da
mos que se reproduzem sexuadamente, são:
nova planta? Considerando que as sementes são o re-
a) duplicação dos cromossomos e pareamento dos sultado da reprodução sexuada, explique por que os
cromossomos homólogos. frutos dessa planta não as possuem.

121
3. (Unesp) Os indivíduos não são coisas estáveis. Eles
são efêmeros. Os cromossomos também caem no es-
quecimento, como as mãos num jogo de cartas pouco
depois de serem distribuídas. Mas as cartas, em si, so-
brevivem ao embaralhamento. As cartas são os genes.
Eles apenas trocam de parceiros e seguem em frente. É
claro que eles seguem em frente. É essa a sua vocação.
Eles são os replicadores e nós, suas máquinas de sobre-
vivência. Quando tivermos cumprido a nossa missão,
seremos descartados. Os genes, porém, são cidadãos
do tempo geológico: os genes são para sempre.
(RICHARD DAWKINS. O GENE EGOÍSTA, 2008.) GABARITO
Considerando a reprodução sexuada, explique o que
o autor do texto quis dizer ao comparar cada cromos- E.O. APRENDIZAGEM
somo, e o conjunto cromossômico de uma pessoa, às 1. C 2. A 3. D 4. C 5. C
mãos de cartas que se desfazem assim que são distribu-
ídas. Considerando o mecanismo de duplicação do DNA, 6. C 7. A 8. D 9. E 10. C
explique a afirmação de que os genes são para sempre.

4. (Unicamp) A síndrome de Down, também chamada E.O. FIXAÇÃO


trissomia do cromossomo 21, afeta cerca de 0,2% dos 1. A 2. E 3. B 4. C 5. D
recém-nascidos. A síndrome é causada pela presença
de um cromossomo 21 a mais nas células dos afetados, 6. A 7. E 8. A 9. A 10. E
isto é, em vez de dois cromossomos 21, a pessoa tem
três. A trissomia do cromossomo 21 é originada durante
as anáfases I ou II da meiose.
E.O. COMPLEMENTAR
1. C 2. B 3. C 4. E 5. E
a) Quando ocorre a meiose? Cite um evento que só
ocorre na meiose.
b) Explique os processos que ocorrem na anáfase I e E.O. DISSERTATIVO
na anáfase II que levam à formação de células com
três cromossomos 21. 1.
a) Na figura A está representada a mitose, e na figura
5. (Unesp) A figura representa uma anáfase de uma cé- B a meiose. As células dessa figura correspondem a
lula diploide animal. reprodução sexuada, onde a divisão origina 4 célu-
las-filhas, com o número de cromossomos reduzidos
à metade dos cromossomos da célula-mãe. Na figura
A, as células estão em reprodução assexuada, em que
uma célula origina 2 células-filhas, mantendo o nú-
mero de cromossomos da célula-mãe.
b) Os descendentes formados pelo processo de repro-
dução sexuada apresentam material genético dos pais,
recombinados por crossing-over durante o processo
meiótico, enquanto os descendentes formados por
reprodução assexuada apresentam as mesmas carac-
terísticas genéticas que os pais.
Essa célula está em mitose ou em meiose? Justifique, in-
formando o número diploide de cromossomos em uma 2. Na mitose a placa equatorial é formada pelos cromossomos
célula somática desse animal. duplicados e não pareados. Na meiose I a placa equatorial é for-
mada por bivalentes (homólogos pareados).
6. (Unifesp) A síndrome de Down caracteriza-se pela 3. Por não apresentar centríolo.
presença de um cromossomo 21 a mais nas células dos
indivíduos afetados. Esse problema pode ser decorrente 4. Células germinativas, células-mãe de esporos.
da não disjunção do cromossomo 21 em dois momen- 5.
tos durante a formação dos gametas. Considerando a
ocorrência de tal não disjunção, responda: a) O processo de crossing-over permite a recombina-
ção gênica, através da troca de pedaços de cromáti-
a) Em quais momentos ela pode ocorrer? des entre cromossomos homólogos.
b) Utilize os contornos a seguir para representar uma b) A ocorrência do crossing-over garante a variabili-
das duas possibilidades, indicando na lacuna ponti- dade genética durante a formação dos gametas.
lhada qual delas foi escolhida para ser representada.

122
6. O evento que marca o final da prófase é o desaparecimento ralho. A cada mão, são formadas novas combinações de cartas,
da carioteca (membrana nuclear). Nesse processo as membranas assim como, a cada geração, as permutações e a segregação,
que compõem a carioteca se fragmentam em pequenas vesículas independente dos cromossomos homólogos, produzem novas
e se espalham pelo citoplasma, liberando os cromossomos alta- combinações gênicas e cromossômicas nos gametas envolvidos
mente condensados. Na próxima etapa, no início da metáfase, na reprodução sexuada. A replicação semiconservativa do DNA
os microtúbulos que partem dos centrossomos se ligam à re- garante que as duas cadeias pareadas do DNA se separem e se
gião mediana dos cromossomos e os puxam até a região me- complementem, permitindo que as instruções genéticas se per-
diana da célula (plano equatorial). Após a formação da placa petuem nas células-filhas e nas gerações futuras.
equatorial, entra em ação uma enzima que é responsável por
quebrar as ligações que mantêm os centrômeros dos cromos- 4.
somos unidos. Assim, ocorre a separação das cromátides-irmãs, a) A meiose ocorre por ocasião da produção de ga-
possibilitando que essas migrem para os polos do fuso. metas, nos animais, e esporos, nos vegetais. A sepa-
7. Metáfase. ração dos cromossomos homólogos é um processo
exclusivo da meiose.
b) Na anáfase I, o fenômeno da não disjunção do par
E.O. Enem dos cromossomos 21 fará com que uma das células-fi-
1. E lhas tenha 2 exemplares. No caso da anáfase II, a não
separação das cromátides poderá levar à formação de
gametas com 2 cromossomos 21.
E.O. UERJ 5. A célula aparece na anáfase II da meiose. O número cromos-
EXAME DE QUALIFICAÇÃO sômico diploide da célula somática é 6 (2n = 6).
1. D 6.
a) A não disjunção cromossômica pode ocorrer na pri-
E.O. Objetivas meira ou na segunda divisão da meiose.
b) Observe os esquemas adiante:
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
1. D 2. B 3. B 4. D 5. D

6. B 7. C 8. C 9. B 10. B

E.O. Dissertativas
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
1.
a) O crossing-over (ou permutação gênica) correspon-
de à troca de segmentos entre cromossomos homólo-
gos. Esse fenômeno produz recombinação gênica que
será transmitida à descendência. A permuta gênica é
uma das formas pelas quais é produzida a variabilida-
de genética entre indivíduos de uma mesma espécie.
b) A meiose reduz o número cromossômico pela me-
tade. Dessa forma, a meiose compensa a fecundação
de gametas e garante a constância do número cro-
mossômico ao longo das gerações.
2. As células somáticas da nova planta apresentarão 33 cromos-
somos, de acordo com o cruzamento adiante:
n 4n

n 2n

3n

Os híbridos F1 (3N = 33) não sofrem meiose normal por não


apresentarem pares de cromossomos homólogos. Os organis-
mos formados não formam gametas normais que possam ser
fecundados e acabam produzindo frutos sem sementes normais.
3. Os cromossomos e os genes são como as cartas de um ba-

123
AULAS GAMETOGÊNESE
19 E 20
COMPETÊNCIA: 4 HABILIDADES: 13 e 14

E.O. APRENDIZAGEM
1. (UEL) O esquema a seguir representa etapas do pro-
cesso de gametogênese no homem.

a) as células II são gametas produzidos por mitose.


b) as células II são gametas produzidos por meiose.
c) a célula III é o zigoto produzido por meiose.
d) a célula III é um esporo produzido por meiose.
e) a célula III produz I por meiose e diferenciação.

4. Analisando o processo de gametogênese em mamífe-


Sobre esse processo, assinale a alternativa correta. ros, é correto afirmar que:
a) A célula A é diploide e as células B, C e D são haploides. a) as espermatogônias são células diploides (2n) que
b) A separação dos homólogos ocorre durante a etapa 2. se multiplicam intensamente por mitose, originando
c) As células A e B são diploides e as células C e D células também diploides.
são haploides. b) na formação dos espermatozoides ocorre uma eta-
d) A redução no número de cromossomos ocorre du- pa de diferenciação celular antes da divisão meiótica.
rante a etapa 3. c) após a divisão meiótica, de cada ovogônia origi-
e) A separação das cromátides-irmãs ocorre durante nam-se quatro ovócitos idênticos.
a etapa 1. d) a ovogênese ocorre no interior do útero.
e) na espermatogênese, a fase de multiplicação é res-
2. (Ufrgs) Assinale a alternativa que completa correta- trita à vida intrauterina ou termina pouco depois do
mente a afirmação abaixo. nascimento.
Durante a gametogênese, quando ocorre a primeira di-
visão meiótica (anáfase I): 5. (UFU) Durante a ovulogênese na espécie humana,
nem sempre se observa a fase de óvulo. Quando obser-
a) as cromátides separam-se, dirigindo-se para polos vado, este tipo celular será encontrado:
opostos do fuso, resultando em uma divisão equacio-
nal que origina duas novas células, no caso da esper- a) no ovário de uma recém-nascida.
matogênese. b) na tuba uterina.
b) as cromátides separam-se, sendo desigual a divi- c) no ovário após a segunda divisão meiótica.
são do citoplasma, no caso da ovogênese, o que dá d) na mucosa uterina.
origem a um ovócito e dois corpúsculos polares.
c) os cromossomos homólogos separam-se, dirigindo- 6. (UFU) A análise dos componentes dos túbulos seminí-
-se para polos opostos do fuso, resultando em uma feros de um menino, antes do início da puberdade, mos-
divisão reducional que origina, no caso da esperma- tra quais tipos celulares? Assinale a alternativa correta.
togênese, duas novas células. a) Espermatogônias e células de Sertoli.
d) formam-se quatro novas células, cada uma com b) Espermatócitos primários, espermatócitos secun-
um cromossomo de cada par de homólogos, no caso dários e células de Sertoli.
da ovogênese. c) Espermatogônias, espermatócitos primários e es-
e) formam-se quatro novas células, cromossomica- permatócitos secundários.
mente idênticas, que, no caso da espermatogênese, d) Espermatócitos secundários, espermátides, células
sofrerão transformações estruturais originando qua- de Sertoli e células de Leydig.
tro espermatozoides.
7. (UTF-PR) O esquema a seguir mostra as características
3. Analisando o esquema a seguir que representa o ciclo dos gametas durante a fecundação: o encontro do esper-
vital de um animal (2N), podemos afirmar que: matozoide com a célula X. A célula X corresponde a:

124
Trompa de Falópio 02) Por volta do terceiro mês de vida de uma menina,
as ovogônias param de se dividir, crescem, duplicam os
cromossomos e entram em meiose, passando então a
ser chamadas de ovócitos primários ou ovócitos I.
Corpo amarelo 04) As células precursoras dos gametas femininos, as
Célula X Corona radiata
ovogônias, multiplicam-se por mitose somente após o
Membrana pelúcida
Membrana plasmática
primeiro ciclo menstrual feminino.
Corpúsculo polar I 08) Os ovócitos primários ou ovócitos I permanecem
estacionados na fase de metáfase II da meiose. Estes
terminam o ciclo meiótico por volta do décimo quar-
to dia do ciclo menstrual. Se não houver fecundação,
a) glóbulo polar II. degeneram e são eliminados.
b) óvulo. 16) O ovócito primário ou ovócito I termina a segunda
c) ovócito I. divisão da meiose e produz duas células de tamanhos
d) ovócito II. iguais: o ovócito secundário ou ovócito II e o primeiro
e) ovogônia. corpúsculo polar ou corpúsculo polar I.

8. (UPF) Analise a figura abaixo, que representa um es- 10. (PUC-MG) Existem semelhanças e diferenças entre a
permatozoide humano, e assinale a alternativa correta. gametogênese masculina e a gametogênese feminina.
O esquema separa em quatro fases comuns (A, B, C e D)
a espermatogênese e a ovogênese.

a) I representa o acrossomo, formado a partir de ve-


sículas do complexo de Golgi, contendo enzimas que
modificam a permeabilidade da membrana do óvulo,
necessária à fecundação.
b) II representa o núcleo com 46 moléculas de DNA
para formar os 46 cromossomos da espécie humana.
c) III representa a peça intermediária rica em estrutu-
Com base no esquema e em seus conhecimentos sobre
ras citoplasmáticas diversas, responsáveis pela viabi-
o assunto, assinale a afirmativa INCORRETA.
lidade do gameta.
d) IV representa o flagelo, formado por microfilamentos a) Na fase A as espermatogônias e ovogônias são
contráteis que promovem os movimentos do gameta. produzidas por mitoses a partir de células da linha-
e) V representa a peça intermediária, rica em mito- gem germinativa.
côndrias e ribossomos que sintetizam as proteínas b) As fases B, C e D das duas gametogêneses se inicia
contráteis do flagelo. na puberdade sob o efeito de hormônios liberados
pela hipófise.
9. (Uepg) Os ovários são duas estruturas com cerca de c) Na fase C ocorre a redução da ploidia, pois são
3 cm de comprimento, localizados na cavidade abdomi- separados os cromossomos homólogos.
nal, na região das virilhas. Na porção ovariana mais ex- d) Apenas os gametas femininos possuem nutrientes
terna, chamada córtex ovariano, localizam-se as células necessários ao desenvolvimento inicial do embrião.
que darão origem aos óvulos.
A respeito do processo de formação dos óvulos, assina-
le o que for correto. E.O. FIXAÇÃO
01) O processo de formação de gametas femininos é
chamado de ovulogênese e tem início antes do nas- 1. O fascinante processo de criação da vida
cimento de uma mulher, em torno do terceiro mês de O interesse pelo desenvolvimento embrionário é an-
vida intrauterina. tigo. Em seus estudos anatômicos, Leonardo da Vinci

125
especulou sobre os mistérios da concepção: desenhou Assinale a opção que contém a sequência correta de
um feto dentro do útero e criou esboços de uma possí- letras, de cima para baixo.
vel ligação entre a medula espinhal e os testículos. No a) M, F, M, F, M, F
século XVII, cientistas naturalistas acreditavam que
b) F, M, F, F, M, M
o espermatozoide abrigaria um bebê em miniatura,
pronto para usar o útero como incubadora. Hoje te- c) F, M, M, F, F, M
mos ao nosso alcance informações significativas, que d) F, F, M, M, F, M
esclarecem boa parte das nossas dúvidas. Recursos de
ultrassonografia permitem acompanhar a evolução da 4. (UFSM) Para o estabelecimento das diferentes espé-
gravidez desde os primeiros dias após a fecundação, e cies exóticas no Brasil, ocorrem várias etapas, tais como:
descobertas no campo da genética trouxeram revela- adaptação, reprodução e disseminação. Observe a figu-
ções sobre hereditariedade. ra da gametogênese (reprodução sexuada) e assinale
a alternativa que corresponde ao nível de ploidia das
ADAPTADO DE: MENTE & CÉREBRO, Nº 222, JULHO DE 2011, P. 12. células indicadas por I, II, III, IV, V e VI, respectivamente.
Sobre desenvolvimento humano, é correto afirmar que:
ESPERMATOGÊNESE OVULOGÊNESE
a) o ovócito II, durante a penetração do espermato-
zoide, completa a 2ª divisão meiótica e dá origem a
um óvulo e um 2º glóbulo polar. Espermatogônias Ovogônias
b) nos gêmeos monozigóticos, a fecundação se dá com
a participação de dois ovócitos e dois espermatozoides Espermatócito
I
que podem dar origem a crianças de sexos diferentes. Ovócito I III

c) no ciclo menstrual, após o pico de LH, a taxa de

Espermatócitos

DIVISÃO MEIÓTICA
Ovócito II
estrogênio aumenta e a da progesterona diminui, es- IV

II
timulando o aumento dos níveis de FSH. Glóbulo
d) aproximadamente cinco semanas depois da fecun- polar I
Espermátides

dação, ocorre o processo de nidação, que estimula a II Glóbulo


V
produção de FSH. polar II

e) na gravidez, o útero produz HCG, que contribuirá Divisão


para suspensão da menstruação e da ovulação. I do
glóbulo
polar I
2. (FGV) Em tempos modernos, doamos agasalhos, ócu-
VI
los, e até óvulos... — exclamou uma personagem de no-
Óvulo
vela diante da amiga que cogitava a doação de suas cé-
lulas não fertilizadas que restaram de um procedimento Espermatozoides
de inseminação artificial. AMABIS, J. M.; MARTHO, G. R. Fundamentos da Biologia Moderna.
Volume Unico - 4a Edição. São Paulo: Moderna, 2006. p. 208.
Supondo-se que as células a serem doadas tenham sido (adaptado)
coletadas da tuba uterina da doadora e mantiveram-se
exatamente na fase em que se encontravam quando da a) n - n - 2n - n - n - 2n
ovulação, pode-se dizer que estavam em metáfase:
b) n - n - 2n - 2n - 2n - n
a) I e apresentavam n cromossomos, cada um deles c) n - n - 2n - n - n - n
com duas cromátides.
d) 2n - 2n - n - n - 2n - 2n
b) I e apresentavam 2n cromossomos, cada um deles
e) n - n - n - n - 2n - 2n
com uma única cromátide.
c) II e apresentavam n cromossomos, cada um deles 5. (UEG) O processo de formação de espermatozoides,
com uma única cromátide. conhecido como espermatogênese, ocorre em quatro
d) II e apresentavam n cromossomos, cada um deles períodos: germinativo, de crescimento, de maturação e
com duas cromátides. de diferenciação. Sabendo-se que o espermatócito I é
e) II e apresentavam 2n cromossomos, cada um deles encontrado no período de crescimento e que a esper-
com duas cromátides. mátide é encontrada ao final do período de maturação,
pergunta-se: quantos espermatozoides serão formados
3. (UECE) Coloque nos parêntesis M ou F, conforme o
a partir de 80 espermatócitos I e de 80 espermátides?
estrutura pertença, respectivamente, ao sistema repro-
dutor masculino ou feminino. a) 40 e 20
( ) grandes lábios b) 160 e 320
( ) glande c) 320 e 80
( ) uretra d) 320 e 160
( ) útero 6. (PUC-SP) O trecho a seguir foi extraído do artigo
( ) endométrio Desencontros sexuais, de Drauzio Varella, publicado na
( ) escroto “Folha de S. Paulo”, em 25 de agosto de 2005.

126
“Nas mulheres, em obediência a uma ordem que parte em divisão meiótica, mais suscetíveis a agentes físicos,
de uma área cerebral chamada hipotálamo, a hipófise químicos e biológicos.
libera o hormônio FSH (hormônio folículo estimulante), c) as ovogônias maternas interrompem a fase de mul-
que agirá sobre os folículos ovarianos, estimulando-os tiplicação por volta da 15ª semana de vida fetal e
a produzir estrogênios, encarregados de amadurecer transformam-se em ovócitos primários.
um óvulo a cada mês. d) as gônadas têm células conservadas num estado
FSH e estrogênios dominam os primeiros 15 dias do ci- indiferenciado e, quando estimuladas, iniciam a pro-
clo menstrual com a finalidade de tornar a mulher fértil, dução dos gametas.
isto é, de preparar para a fecundação uma das 350 mil e) as células do ovário materno sofrem inúmeras divi-
células germinativas com as quais nasceu.” O trecho faz sões mitóticas em resposta aos mecanismos de con-
referência a um grupo de células que a mulher apresen- trole do ciclo celular.
ta ao nascer. Essas células são:
9. (Ufrgs) O espermatócito primário do cavalo domésti-
a) ovogônias em início de meiose, presentes no interior
co tem 64 cromossomos.
dos folículos ovarianos e apresentam 23 cromossomos.
Leia as afirmações abaixo sobre a constituição cromos-
b) ovócitos em início de meiose, presentes no interior
sômica desses animais durante a gametogênese.
dos folículos ovarianos e apresentam 46 cromossomos.
c) ovócitos em fase final de meiose, presentes no interior I. Suas espermatogônias apresentam 128 cromossomos.
de folículos ovarianos e apresentam 23 cromossomos. II. Seus espermatócitos secundários apresentam 32 cro-
d) óvulos originados por meiose, presentes na tuba mossomos.
uterina e apresentam 23 cromossomos. III. Seus espermatozoides apresentam 32 cromossomos.
e) ovogônias em início de meiose, presentes na tuba Quais estão corretas?
uterina e apresentam 46 cromossomos. a) Apenas I.
7. (PUC-MG) O esquema a seguir mostra um processo b) Apenas II.
de multiplicação celular em humanos. c) Apenas III.
d) Apenas I e III.
e) Apenas II e III.

10. (IFSC) A figura abaixo representa uma célula ger-


minativa de um organismo hipotético. Considere que a
célula se encontra na metáfase da meiose I. Cada letra
de A a G representa um gene em seu respectivo locus
gênico. Os diferentes alelos são diferenciados por letras
maiúsculas ou minúsculas.

Analisando o esquema de acordo com seus conheci-


mentos, é INCORRETO afirmar:
a) Na figura acima, estão representadas divisões mi-
tóticas e meiótica da gametogênese feminina.
b) A multiplicação das ovogônias ocorre durante a
fase intrauterina de desenvolvimento fetal.
c) Cada célula que entra em meiose produz quatro
gametas funcionais com dois diferentes conjuntos
genômicos.
d) Hormônios produzidos pela hipófise e o processo Assinale a soma da(s) proposição(ões) CORRETA(S).
da fecundação controlam progressões da meiose aci- 01) A célula é diploide e apresenta um total de quatro
ma esquematizada. cromossomos na forma duplicada.
02) Não ocorrendo mutações, as cromátides
8. (UFG) A idade materna avançada implica em preo-
irmãs deverão necessariamente apresentar os mes-
cupação com a possibilidade do nascimento de bebês
mos genes alelos.
com anomalias, porque:
04) O indivíduo representado é homozigoto para os
a) os folículos ovarianos entram em atividade, mas, genes A e g.
em geral, apenas um cresce e amadurece, enquanto 08) Após o término da meiose II serão formadas duas
os demais regridem. células cada uma com dois cromossomos na forma
b) os ovócitos maternos permanecem um longo período duplicada.

127
16) A célula apresenta dois pares de cromossomos
homólogos.
32) Não ocorrendo mutações genéticas durante a
meiose, todos os gametas formados por esse indiví-
duo serão iguais.

E.O. COMPLEMENTAR
1. (Ufrgs) Assinale a alternativa que completa correta-
mente as lacunas do texto abaixo. A menina, ao nascer,
já realizou as fases de multiplicação e crescimento do
processo denominado gametogênese, possuindo um
grande número de _______ em processo interrompido
de _______. Essas últimas células são _______. Numere os parênteses, relacionando o número indica-
a) óvulos - meiose - haploides do no esquema à respectiva descrição do período da
b) ovócitos I - mitose - haploides gametogênese.
c) ovócitos II - meiose - haploides Descrição de cada período da gametogênese
d) ovócitos I - meiose - diploides ( ) Divisões celulares que duram quase toda a vida com
e) corpúsculos polares - mitose - diploides produção permanente de novas espermatogônias.
( ) Cada espermátide sofre modificações e dá origem ao
2. (PUC-PR) Analise as afirmações relacionadas à meio- gameta masculino.
se durante a ovulogênese:
( ) Cada espermatogônia se modifica para originar os
espermatócitos primários.
( ) Após a primeira divisão meiótica, cada espermató-
cito I dá origem ao espermatócito II que, em seguida,
sofre a meiose II dando origem às espermátides.
Assinale a opção que apresenta a sequência correta da
numeração.
a) 1, 2, 3, 4
b) 1, 4, 2, 3
c) 2, 1, 4, 3
d) 3, 4, 1, 2
e) 4, 1, 2, 3
I. Ocorrem as seguintes fases auxiliares durante a Pró-
fase I: Leptóteno, Zigóteno, Paquíteno, Diplóteno e 4. (UFV) Os processos de formação dos gametas mascu-
Diacinese. linos e femininos são denominados espermatogênese
e ovogênese, respectivamente. Sobre estes processos é
II. Na Anáfase I dá-se o estrangulamento do citoplas-
INCORRETO afirmar que:
ma e a formação da carioteca em torno dos cromos-
somos. a) a espermiogênese é o processo de transformação
III. No final da Telófase I resultam duas células morfoló- das espermátides em espermatozoides.
gica e geneticamente idênticas. b) durante a gametogênese ocorre um processo redu-
cional de número de cromossomos.
IV. Intercinese é uma fase de curta duração a partir da
c) o número de gametas viáveis resultantes da esper-
qual começa uma segunda divisão celular, que faz parte
matogênese é maior que o da ovogênese.
do processo de divisão meiótica.
d) na fase de crescimento, as ovogônias aumentam
V. Ao final do processo mitótico, formam-se quatro célu- em número por sucessivas divisões meióticas.
las haploides férteis.
e) as espermatogônias e os espermatócitos primários
São verdadeiras: possuem o mesmo número de cromossomos.
a) apenas I, II e IV.
5. (Ufsm) A idade em que ocorre a primeira menstrua-
b) apenas II, III e V. ção depende de vários fatores, por exemplo, nas popu-
c) apenas I e V. lações que vivem em climas quentes, a média de idade
d) apenas I e IV. é mais baixa que nas populações de climas frios. Essas
e) I, II, III, IV e V. observações indicam que fatores ambientais influem na
produção de hormônios que regulam o funcionamento
3. (UFF) No esquema abaixo, os números 1, 2, 3 e 4 indi- ovariano. Sobre os hormônios que atuam sobre o ciclo
cam os períodos da gametogênese. menstrual, é correto afirmar:

128
I. O hormônio folículo estimulante (FSH) ativa a conti- 3. (UFC) Os seres humanos reproduzem-se sexuadamen-
nuidade da meiose I. te, com os gametas masculinos, presentes no sêmen,
II. Os ciclos menstruais iniciam, quando as ovogônias se fertilizando os óvulos no sistema genital feminino. Além
transformam em ovócitos primários ou ovócitos I. de espermatozoides, o sêmen humano é formado por
secreções de glândulas anexas (ou acessórias) do siste-
III. O sistema nervoso capta sinais relacionados com o
ma genital masculino.
clima, e essas informações podem influenciar a produ-
ção de hormônios no hipotálamo e na hipófise, resul- a) Cite os nomes dos três tipos de glândulas anexas
tando em ativação das funções gonadais. presentes no sistema genital masculino.
Está(ão) correta(s): b) Relacione quatro diferentes funções exercidas pe-
las secreções das glândulas anexas.
a) apenas I.
b) apenas I e II. 4. (UFPR) Um dos dogmas centrais da Biologia é que, na
c) apenas I e III. reprodução em humanos, todas as mitocôndrias têm ori-
d) apenas II. gem materna. Embora, atualmente, saiba-se que é possí-
e) apenas II e III. vel herdar mitocôndrias paternas, ainda assim a grande
maioria delas provém da mãe. O que justificaria a predo-
minância de herança materna dessa organela, uma vez
E.O. DISSERTATIVO que se sabe que tanto os gametas femininos quanto os
masculinos contribuem para a formação do zigoto?
1. (UEMA) Em cerca de 80% dos casos, a gravidez múlti-
pla é provocada pela liberação de dois óvulos no mes- 5. (UFV) Observe as regiões (I, II, III e IV) do corte his-
mo ciclo, por sua vez fecundados por dois espermato- tológico abaixo, de um testículo humano normal, e res-
zoides provenientes da mesma ejaculação ou de duas ponda às questões seguintes.
ejaculações diferentes durante o período fértil. Assim
sendo, formam-se dois zigotos que se transformam em I
embriões e que seguem o percurso apontado pelas se-
tas na figura em destaque. Esta situação proporciona II
uma gravidez biovular, originando o desenvolvimento III
de gêmeos dizigóticos ou bivitelinos, igualmente de-
nominados gêmeos fraternos. Cada um deles possui IV
uma constituição genética diferente, o que faz com que
tanto possam ter o mesmo sexo ou diferente, enquanto
que o seu aspecto físico será semelhante ao de dois ir-
mãos nascidos em gestações diferentes. a) As regiões I, II e III estão evidenciando qual compo-
nente do testículo?
DISPONÍVEL EM: <HTTP://WWW.MEDIPEDIA.PT/HOME>. b) A etapa final da gametogênese está representada
ACESSO EM: 12 JUN. 2013. (ADAPTADO)
por qual número?
c) Quantos cromossomos tem cada célula presente
na região III?
d) Cite o nome da célula produtora de testosterona e o
número correspondente à região onde ela se encontra.

E.O. UERJ
a) Qual o órgão onde ocorre a formação dos óvulos?
EXAME DE QUALIFICAÇÃO
b) Onde são implantados os embriões? 1. (Uerj) A reprodução em animais do sexo masculino en-
volve uma série de divisões celulares, que produzem es-
2. (UEG) Na reprodução humana, a meiose é o proces-
permatócitos primários e secundários como etapas inter-
so básico para a ocorrência da espermatogênese e da
mediárias para a produção dos gametas masculinos que
ovulogênese. Considerando-se as diferentes etapas na
apresenta 28 cromossomos em suas células somáticas.
produção dos gametas masculinos, responda ao que
se pede. Nesse caso, seus espermatócitos primários e seus es-
permatócitos secundários devem conter, respectiva-
a) Se o espermatócito primário apresentar 40 cromos- mente, os seguintes números de cromossomos:
somos, quantos cromossomos serão encontrados em
cada espermatozoide? Justifique sua resposta. a) 28 - 14
b) Para produzir 300000 espermatozoides, quantas b) 14 - 28
espermatogônias serão necessárias? Justifique sua c) 28 - 28
resposta. d) 14 - 14

129
E.O. UERJ antes da fecundação.

EXAME DISCURSIVO
1. (UERJ) Observe, na ilustração, os tipos celulares da li-
nhagem germinativa presentes nos túbulos seminíferos.

Considerando as divisões celulares que deram origem


a essas células, é correto afirmar que o sexo da criança
que será gerada foi definido na:
a) metáfase I da gametogênese feminina.
b) diacinese da gametogênese masculina.
c) anáfase II da gametogênese feminina.
d) anáfase I da gametogênese masculina.
e) telófase II da gametogênese masculina.

3. (Unesp) O esquema representa a espermatogênese


humana, processo no qual, a partir de divisões e dife-
renciações celulares, serão produzidos os espermato-
zoides que darão origem aos indivíduos da geração
seguinte.

Testículo
Espermatogônia
1
célula A
Cite o tipo de divisão celular que ocorre na transfor- 2
células B
mação de espermatócito primário para espermatócito
secundário e nomeie a célula resultante da espermio- 3
células C
gênese.

E.O. OBJETIVAS Espermatozoides

(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP) Pode-se dizer que:


a) a seta de número 1 indica mitose.
1. (Fuvest) Um pesquisador fez o seguinte desenho de b) a célula A é chamada de espermátide.
uma célula observada ao microscópio óptico. c) nas células B, cada cromossomo tem duas cromátides.
d) a partir da puberdade, ocorrem apenas os eventos
representados pelas setas de números 2 e 3.
e) as células A, B e C são haploides.

4. (Fuvest) Com relação à gametogênese humana, a


quantidade de DNA:
I. Do óvulo é a metade da presente na ovogônia.
II. da ovogônia equivale à presente na espermatogônia.
III. da espermatogônia é a metade da presente no zigoto.
Pode tratar-se de uma célula de: IV. do segundo corpúsculo polar é a mesma presente
a) ovário. no zigoto.
b) sangue. V. da espermatogônia é o dobro da presente na esper-
mátide.
c) linfa.
d) medula óssea. São afirmativas corretas apenas:
e) pele. a) I e II.
b) IV e V.
2. (Unesp) A figura mostra o encontro de duas células, c) I, II e V.
um espermatozoide e um ovócito humano, momentos

130
d) II, III e IV. b) sêmen composto por espermátides, mas não por es-
e) III, IV e V. permatozoides, em razão de não se completar a esper-
matogênese pela falta de segregação cromossômica.
5. (Fuvest) Durante a ovulogênese da mulher, são pro- c) espermatozoides sem cromossomos, em função da
duzidos dois corpúsculos polares. O primeiro e o segun- não segregação cromossômica, e sem mobilidade, em
do corpúsculos polares humanos contêm, respectiva- razão do sêmen não ter secreções da próstata e das
mente:
glândulas seminais.
a) 46 cromossomos duplicados e 46 cromossomos d) uma secreção mucosa lubrificante, eliminada pelas
simples. glândulas bulbouretrais, além de espermatogônias
b) 46 cromossomos simples e 23 cromossomos simples. anucleadas, em razão da não formação da telófase I.
c) 23 cromossomos duplicados e 23 cromossomos e) secreções das glândulas do sistema genital mas-
simples. culino, assim como espermatozoides com 2n cromos-
d) 23 cromossomos simples e 23 cromossomos simples. somos, em razão da não segregação das cromátides
e) 23 cromossomos simples e nenhum cromossomo. na anáfase II.

6. (Fuvest) Na gametogênese humana:


a) espermatócitos e ovócitos secundários, formados E.O. DISSERTATIVAS
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
no final da primeira divisão meiótica, têm quantida-
de de DNA igual à de espermatogônias e ovogônias,
respectivamente.
b) espermátides haploides, formadas ao final da segun- 1. (Fuvest) Nas mulheres, uma ovogônia diferencia-se
da divisão meiótica, sofrem divisão mitótica no proces- em ovócito primário, que sofre a divisão I da meiose.
so de amadurecimento para originar espermatozoides. Dessa divisão, resultam o ovócito secundário e outra
c) espermatogônias e ovogônias dividem-se por mi- célula, chamada primeiro corpúsculo polar. Ao final da
tose e originam, respectivamente, espermatócitos e divisão II da meiose, o ovócito secundário origina duas
ovócitos primários, que entram em divisão meiótica, a células – o óvulo e o segundo corpúsculo polar.
partir da puberdade. a) Quantos cromossomos existem na ovogônia, no
d) ovogônias dividem-se por mitose e originam ovó- óvulo e no segundo corpúsculo polar?
citos primários, que entram em meiose, logo após o b) Quantos gametas resultam de uma ovogônia?
nascimento.
e) espermatócitos e ovócitos primários originam o 2. (Unicamp) Nos animais a meiose é o processo básico
mesmo número de gametas, no final da segunda di- para a formação dos gametas. Nos mamíferos há dife-
visão meiótica. renças entre a gametogênese masculina e a feminina.
a) Nos machos, a partir de um espermatócito primário
7. (Fuvest) Considere uma ovogônia de uma mulher he-
obtêm-se 4 espermatozoides. Que produtos finais são
terozigota para o par de alelos Dd. Entre os possíveis ga-
obtidos de um oócito primário? Em que número?
metas formados por essa ovogônia, podemos encontrar:
b) Se um espermatócito primário apresenta 20 cro-
a) quatro óvulos Dd. mossomos, quantos cromossomos serão encontrados
b) quatro óvulos D e quatro óvulos d. em cada espermatozoide? Explique.
c) dois óvulos D e dois óvulos d. c) Além do tamanho, os gametas masculinos e femininos
d) apenas um óvulo Dd. apresentam outras diferenças entre si. Cite uma delas.
e) apenas um óvulo D ou um óvulo d.
3. (Fuvest) O esquema a seguir representa um esperma-
8. (Unesp) Um casal procurou ajuda médica, pois há tozoide humano e algumas das estruturas que o com-
anos desejava gerar filhos e não obtinha sucesso. Os põem. Qual é a importância de cada uma das estruturas
exames apontaram que a mulher era reprodutivamente numeradas de 1 a 4 para a reprodução?
normal. Com relação ao homem, o exame revelou que
a espermatogênese era comprometida por uma altera- 2. Núcleo
ção cromossômica, embora seu fenótipo e desempenho
3. Mitocôndrias
sexual fossem normais. Por causa dessa alteração, não 1. Acrossomo
ocorria o pareamento dos cromossomos homólogos, a
meiose não avançava além do zigóteno e os esperma-
tócitos I degeneravam.
Desse modo, é correto afirmar que a análise do esper-
ma desse homem revelará: 4. Flagelo

a) secreções da próstata e das glândulas seminais, 4. (Unicamp) Considerando que a informação genéti-
mas não haverá espermatozoides, em razão de não ca é igualmente carregada pelo óvulo e pelo esper-
se completar a prófase I. matozoide, responda:

131
a) Por que o óvulo é geralmente muito maior do que formam células haploides.
o espermatozoide? b) Cada espermatogônia, através do processo de
b) Como essa diferença aparece durante a gametogênese? meiose, origina 4 espermatozoides, sendo necessário
75000 espermatogônias para originar 300000.
5. (Unesp) Apelo assexual – Caso único na natureza, es-
pécie de formiga dispensou seus machos e descobriu 3.
que, ao menos para ela, sexo não vale a pena. a) As glândulas anexas ao sistema genital masculino
Trata-se da Mycocepurus smithii, uma espécie de formi- são as glândulas seminais, a próstata e as glândulas
ga que não tem machos: a rainha bota ovos que cres- bulbouretrais.
cem sem precisar de fertilização, originando operárias b) A próstata neutraliza o pH ácido da vagina e atua no
estéreis ou futuras rainhas. Aparentemente, este meca- transporte dos espermatozoides, as vesículas seminais
nismo de reprodução traz uma desvantagem, que é a eliminam o fluido seminal, rico em frutose, responsável
falta de diversidade genética que pode garantir a so- pela nutrição e aumento da mobilidade dos esperma-
brevivência da espécie em desafios ambientais futuros. tozoides, enquanto as glândulas bulbouretrais lubrifi-
Duas hipóteses foram levantadas para explicar a ori- cam, além de limpar resíduos de urina da uretra.
gem destes ovos diploides: a primeira delas diz que os 4. Embora os gametas masculinos e femininos atuem na forma-
ovos são produzidos por mitoses e permanecem diploi- ção do zigoto, a herança da mitocôndria é materna, pois apenas
des sem passar por uma fase haploide; a segunda su- o núcleo do espermatozoide penetra no óvulo no momento da
gere que se formam dois ovos haploides que fertilizam fecundação, desta forma, o corpo celular do espermatozoide, onde
um ao outro. estão localizadas as mitocôndrias, não participam do processo.
(UNESP CIÊNCIA, NOVEMBRO DE 2009. ADAPTADO.) 5.
Considere as duas hipóteses apresentadas pelo texto. a) As regiões I, II e III estão indicando os túbulos se-
Cada uma dessas hipóteses, isoladamente, reforça ou miníferos dos testículos.
fragiliza a suposição de que essa espécie teria desvan- b) A espermiogênese, etapa final da gametogênese,
tagem por perda de variabilidade genética? Justifique está indicada pelo número I.
suas respostas. c) Cada célula (espermatogônia) da região III é diploi-
de, e, portanto, apresenta 46 cromossomos.

GABARITO
d) A testosterona é produzida nas células de Leydig,
indicadas na região IV.

E.O. Aprendizagem E.O. UERJ


1. A 2. C 3. B 4. A 5. B Exame de Qualificação
1. A
6. A 7. D 8. A 9. 01 + 02 = 03 10. B

E.O. Fixação E.O. UERJ


1. A 2. D 3. C 4. C 5. C Exame Discursivo
1. Meiose / Espermatozoide.
6. B 7. C 8. B 9. E

10. 01 + 02 + 04 + 16 = 23
E.O. Objetivas
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
E.O. Complementar 1. A 2. D 3. C 4. C 5. C
1. D 2. D 3. B 4. D 5. C
6. A 7. E 8. A

E.O. Dissertativo
1.
E.O. Dissertativas
a) Os óvulos são formados nas tubas uterinas, quan-
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
do ocorre a fecundação. 1.
b) Os embriões são implantados no endométrio. a) Uma ovogonia possui 46 cromossomos sendo uma
2. célula diploide, que, por diferenciação, origina o ovó-
cito primário que sofre a primeira divisão I.
a) Se o espermatócito apresentar 40 cromossomos, os O óvulo e o segundo corpúsculo possuem 23 cromos-
espermatozoides apresentarão 20 cromossomos após somos.
o processo meiótico, pois são células diploides que

132
b) Uma ovogonia forma apenas 1 gameta, o óvulo, e
3 glóbulos polares.

2.
a) Um ovócito primário origina um óvulo e três cor-
púsculos polares durante o processo de ovulogênese.
b) Se o espermatócito primário apresentar 20 cro-
mossomos, através do processo meiótico, ele origina-
rá espermatozoides com 10 cromossomos, pois o es-
permatócito é uma célula diploide, que origina células
haploides após a meiose.
c) O espermatozoide, gameta masculino, apresenta
o flagelo, que atua na movimentação da célula até
o óvulo, este, além de ser imóvel, possui vitelo, uma
substância de reserva.
3. A estrutura 1 representa o acrossomo, responsável pela
digestão da parede do óvulo pela ação de enzimas. A es-
trutura 2 representa o núcleo, onde ficam armazenados os
cromossomos. O número 3 representa as mitocôndrias, or-
ganelas responsáveis pelo fornecimento de energia para o
movimento do flagelo, que está representado pelo número
4, responsável pelo deslocamento do espermatozoide.

4.
a) Porque acumula vitelo para nutrir o embrião no
início do desenvolvimento.
b) Ocorre intensa síntese de proteínas durante o perí-
odo de intérfase por que passam as ovogônias.
5. A hipótese de que ovos diploides surgem por divisões mitóti-
cas de células precursoras diploides reforça a suposição de que
essa espécie de formiga apresenta desvantagem por perda de
variabilidade genética, pois a mitose produz células cromossômi-
ca e geneticamente idênticas. A hipótese de que os ovos diploi-
des são resultantes da fusão de células haploides pressupõe que
essas células haploides foram formadas por divisões meióticas,
nas quais ocorrem fenômenos que ampliam a variabilidade ge-
nética: o crossing-over (permutação), a segregação independen-
te dos cromossomos homólogos e a união de células recombina-
das. Essa hipótese fragiliza a suposição de perda de variabilidade
genética na população de formigas.

133
AULAS HISTOLOGIA I
21 E 22
COMPETÊNCIA: 4 HABILIDADES: 15 e 16

E.O. APRENDIZAGEM A. Epitélio pseudoestratificado.


B. Epitélio estratificado pavimentoso.
1. (Ufrgs) As glândulas sudoríparas contribuem para a C. Epitélio simples pavimentoso.
manutenção da temperatura corporal. Essas glândulas D. Epitélio simples cúbico.
são: E. Epitélio simples prismático.
a) pluricelulares, apócrinas e endócrinas. D. Ocorre na pele e nas mucosas bucal e vaginal.
b) pluricelulares, merócrinas e exócrinas. E. Ocorre na cavidade nasal, na traqueia e nos brôn-
c) pluricelulares, holócrinas e mistas. quios.
d) unicelulares, apócrinas e exócrinas. G. Ocorre nos túbulos renais.
e) unicelulares, merócrinas e mistas.
J. Ocorre nos alvéolos pulmonares e revestindo os va-
2. (Cft-mg) O interesse pelos animais marinhos da Antár- sos sanguíneos.
tica, como focas, leões marinhos e baleias, foi imediato Ω. Ocorre revestindo o estômago e os intestinos.
durante a exploração deste continente. Esses animais Assinale a alternativa que apresenta a relação correta
eram caçados pela carne, por seu couro e pelo “óleo” entre imagem-descrição-função.
extraído da sua espessa camada de tecido adiposo. No
a) I – E – D; II – B – G; III – D – D; IV – C – Ω; V – A – E
início do século XIX, muitas cidades eram iluminadas
com lamparinas de óleo de baleia. Houve o extermínio b) I – A – G; II – D – E; III – C – J; IV – B – D; V – E – Ω
quase total das focas nas ilhas onde eram descobertas c) I – D – Ω; II – A – J; III – B – E; IV – E – G; V – C – D
e, até meados da década de 1960, as baleias foram dizi- d) I – B – E; II – C – Ω; III – A – G; IV – D – J; V – E – D
madas pela pesca descontrolada. e) I – C – J; II – B – D; III – E – Ω; IV – A – E; V – D – G
A abundância de gorduras nesses animais, no ambiente
4. (UFPR) O esquema a seguir é representativo de um
citado, favorece sua:
epitélio de revestimento estratificado. Pode-se obser-
a) defesa. var que as camadas superiores, em contato com o meio
b) flutuação. externo, são compostas por células cada vez mais acha-
c) reprodução. tadas. Além disso, essas células achatadas geralmente
d) endotermia. estão mortas e descamam do tecido. Um exemplo desse
tipo de epitélio é encontrado no esôfago de animais
3. (UEPB) Observe atentamente a representação esque- carnívoros.
mática dos tecidos e, em seguida, relacione a imagem
com a descrição e o local de ocorrência de cada um.
I- II-

III- IV-

Qual o principal motivo que leva essas células a morre-


rem e descamarem do epitélio?
V- a) O atrito causado pelos componentes de meio ex-
terno que entram em contato com o epitélio.
b) A justaposição das células, que cria uma falta de
espaço para que todas se acomodem na superfície
do epitélio.

134
c) O contato com o meio externo, que leva a uma 01) Em 1, é apontado o osso esterno. A este osso
hiperoxigenação das células. achatado no meio do peito unem-se, por meio de car-
d) A distância dessas células em relação às fontes de tilagens, os sete pares superiores de costelas.
oxigênio e alimento, trazidos pelos tecidos adjacentes 02) Em 2, são apontadas duas costelas. As costelas
ao epitélio. ajudam a compor a caixa torácica, a qual tem função
e) O deslocamento da posição das organelas intra- de proteção do coração, dos pulmões e dos principais
celulares, por conta do achatamento promovido pelo vasos sanguíneos.
citoesqueleto. 04) A escápula e a clavícula são apontadas em 3 e 4,
respectivamente. Estes ossos formam a cintura articu-
5. O Demodex folliculorum é um ácaro que habita os lar escapular, os quais unem os membros superiores
folículos pilosos dos seres humanos, alimentando-se de ao esqueleto axial.
pele e sebo. Algumas pessoas podem ter reações alér- 08) O número 5 aponta uma vértebra. A coluna
gicas a esse animal e desenvolver a acne. A bactéria vertebral é formada por 33 ossos, as vértebras. Nos
Propionebacterium acnes é um ser vivo oportunista e adultos, algumas vértebras se fundem, reduzindo o
prolifera na pele, causando inflamação. número a 26. As vértebras articulam-se em sequência
As glândulas envolvidas nesse processo infeccioso são e são unidas entre si por ligamentos, formando um
chamadas de: eixo ósseo firme e flexível.
a) sebáceas e exócrinas.
8. A figura a seguir é um esquema do complexo jun-
b) sudoríparas e endócrinas. cional existente entre as células epiteliais do intestino
c) sebáceas e endócrinas. delgado.
d) sudoríparas e exócrinas.
e) mistas e exócrinas. 4

6. (UFJF-PISM) Em relação ao tecido conjuntivo, leia as


afirmativas a seguir: Penetração de trama
terminal na
I. É o mais diversificado de todos, com ampla distribui- microvilosidade
3 pinocitose
ção pelo corpo dos animais; apresenta-se com diversos trama terminal
aspectos e funções. A zônula de oclusão
forma um cinto zônula de
contínuo oclusão
II. Sendo uma estrutura complexa, pode ser formado zônula de
2 adesão
por vários tipos de fibras como colágenas, elásticas e fibrilas
reticulares. 1
III. A doença escorbuto ocasiona uma degeneração dos
tecidos conjuntivos. FONTE: JUNQUEIRA & CARNEIRO. Biologia celular e molecular.
São Paulo: Guanabara Koogan, 2006, p. 100.
IV. O sangue é considerado um tecido conjuntivo cujas
células estão imersas no plasma sanguíneo. Nessas células, a membrana plasmática apresenta uma
V. O tecido conjuntivo que resiste a forças da tração é o especialização que está indicada na figura pelo número
tipo de tecido denso não modelado. _____ que lhes permite aumentar a capacidade de ab-
sorção do alimento digerido e denomina-se_____.
Assinale a alternativa com as afirmativas CORRETAS.
A alternativa que completa, correta e respectivamente,
a) I, II, III, IV e V.
as lacunas é:
b) somente I, II e IV.
a) 1 – desmossomos.
c) somente I, III e IV.
b) 2 – intergitações.
d) somente I, II, III e IV.
c) 3 – zônulas de inclusão.
e) somente I, III, IV e V.
d) 4 – microvilosidades.
7. (UEPG) A figura abaixo apresenta a representação da
caixa torácica humana. Com relação à organização, estru- 9. (Udesc) O bolo alimentar passa do esôfago para o
tura e função desta estrutura, assinale o que for correto. estômago com o auxílio de movimentos peristálticos.
No estômago ele sofre a quimificação e, no intestino
delgado, transforma-se em quilo (produto final da di-
gestão), quando a maior parte dos nutrientes começa
a ser absorvida pelas células que revestem o intestino.
Assinale a alternativa correta que contém o tecido res-
ponsável pelos movimentos peristálticos e o tecido das
células absortivas do intestino, respectivamente.
a) tecido epitelial estratificado pavimentoso e tecido
epitelial simples prismático
b) tecido muscular esquelético e tecido epitelial es-
tratificado cúbico

135
c) tecido muscular liso e tecido epitelial simples prismático c) II e IV.
d) tecido muscular liso e tecido epitelial estratificado d) I, III, V.
pavimentoso e) II, IV, V.
e) tecido muscular esquelético e tecido epitelial sim-
ples prismático 3. (FGV) A pele humana é o maior orgão do corpo huma-
no. É constituída por dois tecidos, o tecido epitelial, a epi-
derme, formado por células em constantes divisões, que
E.O. FIXAÇÃO empurram as mais velhas para as camadas superiores, e
o tecido conjuntivo, a derme, rico em diversas estrutu-
1. (FGV) O epitélio respiratório humano é composto por ras, tais como vasos sanguíneos, terminações nervosas e
células ciliadas e pelas células caliciformes produtoras glândulas. Logo abaixo, não fazendo parte da pele, está
de muco. A figura ilustra tal organização histológica em a tela subcutânea, a hipoderme, formada pelas células
um brônquio humano. adiposas responsáveis por armazenar gordura.
Pelos
Poro
Folículo
piloso
Célula Colunar Ciliada Epiderme

Célula Derme
Caliciforme
Vaso
Glândula Tela
sanguíneo
sebácea subcutânea

(http://medicinestuff.tumblr.com/post/949709042/epitelio-respiratorio. Adaptado)
Músculo Glândula
Células
eretor do pelo sudorípara
A destruição dos cílios bronquiolares, promovida pelo adiposas
(Amabis e Martho, Fundamentos da Biologia Moderna. Adaptado)
alcatrão presente na fumaça do cigarro, propicia:
a) o impedimento da ventilação pulmonar em decor- Tendo por base essas informações, pode-se dizer que, ao
rência da obstrução da traqueia. fazer uma tatuagem, a agulha injetora de tinta penetra:
b) uma maior absorção da nicotina realizada pelo a) na epiderme, para que a tinta não afete os vasos
muco nos alvéolos. sanguíneos, as glândulas e as terminações nervosas
c) a diminuição da atividade dos glóbulos brancos da derme, nem as células adiposas da hipoderme.
que atuam nos brônquios. b) na derme, pois, se realizada na epiderme, a tinta injeta-
d) a redução da hematose, em função da destruição da seria eliminada com as células queratinizadas mortas.
dos capilares. c) na hipoderme, para que a tinta não seja eliminada
e) a instalação de infecções respiratórias, devido à com as células queratinizadas mortas, nem afete os va-
deficiência no transporte de muco. sos sanguíneos, as glândulas e as terminações nervosas.
d) na camada superficial da epiderme, para que a tinta
2. (UFJF) Analise as seguintes afirmativas sobre tecido afete o mínimo possível as estruturas inferiores da pele.
epitelial:
e) na hipoderme, para que a tinta seja assimilada pe-
I. O tecido epitelial reveste o corpo e protege o or- las células adiposas, pois são células que não sofrem
ganismo contra atritos, invasão de microrganismos e tantas alterações ao longo do tempo.
evaporação.
II. É caracterizado pela pouca quantidade de substân- 4. (UFPel) A pele é um órgão muito importante para
cia intercelular e abundância de vasos sanguíneos, o a homeostasia do corpo humano. Ela protege contra
que favorece sua função de barreira contra invasão de agentes mecânicos, químicos e biológicos, além de
patógenos. evitar a perda excessiva de água e fazer o controle da
temperatura corporal. Baseado no texto e em seus co-
III. Quanto mais grosso for o epitélio, melhor será sua
nhecimentos, é INCORRETO afirmar que:
capacidade de proteção; quanto mais fino, melhor sua
capacidade de absorção. a) o suor é formado por água e outras substâncias, como
os sais. Ele é produzido pelas glândulas sudoríparas pre-
IV. Nos vertebrados terrestres (répteis, aves e mamífe-
sentes na pele, que são exemplos de glândulas exócrinas.
ros), as células epiteliais da epiderme fabricam a actina,
uma proteína impermeável que evita a desidratação. b) a epiderme é formada por um epitélio estratificado, e
a camada mais superficial é formada por células repletas
V. As pessoas idosas têm cabelos grisalhos porque os
de queratina e, normalmente esse epitélio descama.
melanócitos da base do pelo perderam a capacidade de
c) a derme é formada predominantemente por tecido
produzir melanina.
conjuntivo; esse tecido é vascularizado e responsável
Assinale a opção que apresenta somente informações pela nutrição do tecido epitelial que é avascular.
CORRETAS. d) a pele possui células mecanorreceptoras, que estão
a) I e II. associadas a terminações nervosas e conduzem o es-
b) I, III, IV. tímulo mecânico ao sistema nervoso.

136
e) o tecido adiposo é encontrado na região mais profun- c) aumento da absorção de água.
da da derme. Ele produz gordura (sebo), que é liberada d) retardo do crescimento corporal.
diretamente para a epiderme, fazendo a sua lubrificação.
7. O corpo humano apresenta quatro tipos básicos de
5. O sedentarismo é mais alto entre os brasileiros com tecidos:
mais de 45 anos. E é ainda maior no grupo de pesso- a) epitelial, nervoso, ósseo, sanguíneo.
as com alta escolaridade, em que 40% dos homens e
b) epitelial, conjuntivo, muscular, nervoso.
36,7% das mulheres são completamente inativos. É a
partir dessa idade que os benefícios da prática regu- c) nervoso, muscular, epitelial, ósseo.
lar de atividade física são maiores, pois nessa fase da d) sanguíneo, adiposo, nervoso, epitelial.
vida o ritmo metabólico já está mais lento, favorecendo e) muscular, ósseo, nervoso, sanguíneo.
a perda de massa óssea e muscular. A manutenção de
8. (Ulbra) Segundo a Organização Mundial de Saúde, o
uma rotina de exercícios tende a retardar esse processo.
tabagismo é a principal causa de morte evitável em todo
(PESQUISA REALIZADA PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE, PUBLICADA o mundo, responsável por 63% dos óbitos relacionados
NA REVISTA “VEJA” - 5 DE MARÇO DE 2008) às doenças crônicas não transmissíveis. Muitos dos ór-
gãos e sistemas corporais podem ser afetados pelas mais
Assinale a alternativa CORRETA. de 4.000 substâncias presentes nos produtos à base de
a) Como consequência do sedentarismo, a muscula- tabaco. Um dos sistemas mais comprometidos pela ina-
tura estriada esquelética perde a capacidade de reali- lação da fumaça do cigarro é o respiratório. Este sistema
zar contrações fortes, rápidas e involuntárias. pode ser caracterizado, em estado de normalidade, por:
b) A atividade física é importante na contração do mús- a) apresentar o revestimento traqueal e brônquico for-
culo estriado cardíaco e, consequentemente, na distri- mado por um epitélio pseudoestratificado colunar cilia-
buição do sangue venoso a todos os tecidos do corpo. do dotado de células caliciformes.
c) A inatividade pode provocar lesões na musculatu- b) espaços alveolares delimitados por epitélio estratificado
ra estriada esquelética, que, no entanto, tem grande pavimentoso, formado pelos pneumócitos tipo I e tipo II.
capacidade de regeneração, a partir das células do c) apresentar pregas vocais associadas à porção me-
tecido conjuntivo fibroso. diana da faringe.
d) As glândulas sudoríparas são importantes durante d) movimentos dos músculos bucinadores, para cima
a atividade física, pois eliminam resíduos metabólicos e para baixo, que variam o volume da caixa torácica.
do organismo e ajudam a manter constante a tempe-
e) apresentar um percurso inspiratório dos bronquío-
ratura corpórea.
los para os alvéolos e daí para os brônquios.
e) A prática regular de atividade física proporciona re-
dução da capacidade cardiorrespiratória, do estresse 9. (Ifce) Sobre o tecido glandular é correto afirmar que
e do risco de doenças como hipertensão e diabetes.
a) o tecido glandular nunca se origina de um epitélio
6. (UFMG) A doença celíaca consiste em um distúrbio de revestimento.
inflamatório do intestino delgado, que ocorre em in- b) as secreções de todas as glândulas são chamadas
divíduos com sensibilidade ao glúten e à ingestão de hormônios.
trigo, centeio ou cevada. c) as glândulas de secreção endócrinas são aquelas
Analise estas duas figuras, em que está representada cujos produtos são lançados diretamente no sangue.
uma região do intestino delgado em um indivíduo nor- d) não existem glândulas endócrinas unicelulares.
mal - I - e em um indivíduo com doença celíaca - II: e) as glândulas endócrinas podem ser tubulares, aci-
nosas e alveoladas.

10. (UECE) Relacione os tipos de células do tecido ós-


seo com suas respectivas funções, numerando a Colu-
na II de acordo com a Coluna I.
Coluna I
1. Osteócitos.
2. Osteoblastos.
3. Osteoclastos.
Coluna II
I II ( ) Produção da região orgânica da matriz óssea.
( ) Reabsorção óssea.
Considerando-se a alteração estrutural representada na
Figura II, é INCORRETO afirmar que indivíduos portado- ( ) Manutenção da matriz óssea.
res de doença celíaca podem apresentar: A sequência correta, de cima para baixo, é:
a) baixa produção de hemoglobina. a) 3, 1, 2.
b) diminuição da densidade mineral óssea. b) 2, 3, 1.

137
c) 1, 2, 3. Com base na figura e nos conhecimentos sobre o tema,
d) 1, 3, 2. assinale a alternativa correta:
a) A pele negra, representada pela figura de núme-

E.O. COMPLEMENTAR ro III, não tem necessidade de produzir melanócitos


quando em contato com os raios ultravioleta.
b) Os indivíduos de pele albina estão representados
1. (UFPel) A técnica convencional para reconstruir uma
pela figura II, pois, em contato com os raios ultravioleta
bexiga consiste em extrair pedaços do intestino del-
produzem uma quantidade intermediária de melanóci-
gado ou do estômago, porém esse procedimento traz
tos como consequência de problemas enzimáticos.
várias complicações. Recentemente, cientistas ‘constru-
íram’ bexigas em laboratório para pacientes que apre- c) Os indivíduos de pele clara estão representados
sentam deficiência funcional nesse órgão. Os cientistas pela figura I, o que justifica o fato da pele destas pes-
construíram com colágeno uma estrutura de sustenta- soas, quando em contato com os raios ultravioleta,
ção e a recobriram internamente com células da bexiga ficarem vermelhas.
e externamente com células musculares. Esse conjunto d) As células epiteliais da epiderme contêm quantida-
foi colocado em uma sopa de nutrientes para facilitar o de variável do pigmento melanina, colocado como um
crescimento celular. Depois de dois meses, as células já capuz sobre o lado do núcleo celular que está voltado
haviam recoberto o modelo e estava pronta uma bexi- para o exterior, de onde vêm os raios ultravioleta.
ga feita sob medida. e) Tumores malignos originados de células epiteliais
de revestimento podem ser causados pela falta de
“CIÊNCIA HOJE”. V. 38., 2006. [ADAPT.].
exposição ao sol.
De acordo com o texto e seus conhecimentos, analise as
seguintes afirmativas. 3. (UFPB) Essa figura é apresentada em corte sagital e
em dissecção frontal de forma a permitir a visualização
I. A cavidade da bexiga é revestida pelo tecido epitelial, da estrutura do tórax e de uma das mamas de uma mu-
o qual não é vascularizado e apresenta pouca substân-
lher grávida. As estruturas estão numeradas, de acordo
cia intercelular.
com a legenda.
II. Tanto as células do tecido epitelial quanto as do teci-
do muscular são ricas em fibras colágenas. Essas fibras 1
2
têm a capacidade de ceder facilmente às pressões e
voltar ao estado normal quando as pressões terminam. 3 4
III. O corpo humano apresenta dois tipos de tecido
2
muscular estriado: o cardíaco e o esquelético. As estrias
são resultados da organização dos miofilamentos den- Legenda
3 1 Músculo peitoral
tro das células. 2 Gordura
3 Costela
IV. Todos os órgãos citados no texto pertencem ao siste- 4 Glândulas mamárias
5 Epiderme
ma digestório, por isso é comum fazer a reconstituição 6 Lâmina basal
5 7 Derme
da bexiga com pedaços de intestino ou estômago. 8 Vasos sanguíneos
6
V. Uma vantagem da nova técnica desenvolvida é a não 7
ocorrência de rejeição do novo órgão, uma vez que o 8
tecido implantado é do próprio paciente. MODIFICADA DE FOX, S. I. “PERSPECTIVES ON HUMAN BIOLOGY”.
Estão corretas as seguintes afirmativas: DUBUQUE; USA: WM. C. BROW PUBLISHERS, 1991.
a) I, II e III. Considerando características gerais e níveis de organiza-
b) II, IV e V. ção dos seres vivos, e aspectos da histologia animal, assi-
c) I, IV e V. nale com V as afirmativas verdadeiras e com F, as falsas.
d) II, III e IV. ( ) O músculo peitoral (1) e cada uma das costelas (3)
e) I, III e V. são órgãos.
2. (UEL) Analise a figura a seguir. ( ) As fibras musculares que compõem o músculo peito-
Raios ultravioletas ral (1) são células eucariontes.
( ) O sangue transportado pelos vasos sanguíneos (8)
Grânulos de
Melanina
Células
Epiteliais
Células
Epiteliais
que permeiam a derme (7), embora contenha células,
não pode ser considerado um tecido, visto que essas
células não são agregadas.

Melanócito Melanócito
( ) O conjunto das glândulas mamárias (4) representa
MB MB MB um dos sistemas que compõem o corpo humano.
I II III
MB = Membrana Basal
( ) A mulher cuja mama está representada na figura,
sendo uma habitante de João Pessoa, é parte de um
Fonte: JUNQUEIRA, L. C. & CARNEIRO, J. Biologia Celular e Molecular.
Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000. p. 295. grupo denominado população.

138
A sequência correta é:
a) FVVFV
E.O. UERJ
b) VFVFF EXAME DE QUALIFICAÇÃO
c) FVFFV
1. (UERJ)
d) FFFVV
e) VVVFV OBESIDADE
Proteína facilita a absorção de gorduras
4. (IFSP) Ao examinar cinco tipos de tecidos animais A proteína FATP4, que tem um papel importante na
expostos um aluno relacionou três características de absorção da gordura pelo organismo, se presente em
um deles. nível elevado nas células que revestem pequenas sali-
I. Possuem várias unidades microscópicas formadas por ências vasculares do intestino delgado e responsáveis
camadas de minerais depositados ao redor de canais pelo transporte dos ácidos graxos dentro do corpo,
contendo vasos sanguíneos e nervos. leva à obesidade, um problema de saúde...
II. Suas células ficam em uma matriz rica em fibras colá- (“JORNAL DO BRASIL”, 24/09/99)
genas e fosfato de cálcio, dentre outros minerais.
As pequenas saliências vasculares no intestino delgado
III. Células localizadas um pouco distantes umas das ou- mencionadas acima consistem na seguinte estrutura e
tras, por secretarem a matriz extracelular. respectiva constituição:
Assinale a alternativa que identifica corretamente esse a) glândulas - epitélio e membrana basal.
tecido. b) vilosidades - epitélio e tecido conjuntivo.
a) Ósseo. c) evaginações - paredes de vasos sanguíneos e linfáticos.
b) Cartilaginoso. d) microvilosidades - membrana plasmática e microtúbulos.
c) Conjuntivo propriamente dito.
2. (Uerj) O número crescente de vítimas de osteoporose,
d) Muscular. perda de massa óssea que atinge sobretudo as mulhe-
e) Nervoso. res na pós-menopausa, aumentando o risco de fraturas,
leva a uma corrida por novas drogas e terapias.

E.O. DISSERTATIVO (O GLOBO, 01/09/97)


A massa óssea a que se refere o texto anterior se cons-
1. (UEG) A pele é um órgão importante na manutenção titui principalmente de:
do metabolismo basal nos mamíferos e apresenta uma a) cristais de fluorapatita
complexidade em células especializadas e de diferen- b) escleroproteína queratina
tes tipos de tecidos. A respeito do assunto, responda ao
c) glicoproteínas cristalizadas
que se pede.
d) fibras colágenas calcificadas
a) Quais os tecidos constituintes desse órgão?
b) Relacione a função das glândulas presentes na
pele enquanto característica adaptativa dos mamífe- E.O. UERJ
ros ao ambiente terrestre.

2. (Udesc) Aparelhos ergonômicos exigem do de-


EXAME DISCURSIVO
signer um conhecimento prévio acerca do funcio- 1. (UERJ) Sabe-se que a infecção bacteriana é uma das
namento do organismo humano. Dentre os vários causas de óbito nos indivíduos que sofreram queimadu-
sistemas que compõem o Homem, o sistema tegu- ras em grandes extensões do corpo.
mentar desempenha importantes funções. A res- Cite uma substância das células superficiais do epitélio
peito da sua estrutura e de suas funções, resolva a e uma característica do tecido conjuntivo que auxiliam
questão a seguir. na proteção contra infecções bacterianas.
a) A pele é formada por duas camadas: a epiderme e
a derme. Indique qual a constituição da epiderme e
relacione com sua(s) função(ões). E.O. OBJETIVAS
b) Cite três anexos do sistema tegumentar e descreva
sua(s) função(ões).
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
1. (Unesp) Alguns chefs de cozinha sugerem que o peru
3. (UFU) Em mamíferos, existem três tipos de tecidos
não deve ser preparado inteiro, pois a carne do peito e a
musculares. Cite esses tipos de tecido e compare-os
da coxa têm características diferentes, que exigem pre-
quanto à:
paros diferentes. A carne do peito é branca e macia, e
a) Morfologia. pode ressecar dependendo do modo como é preparada.
b) Fisiologia. A carne da coxa, mais escura, é mais densa e suculenta e
deve ser preparada separadamente.

139
Embora os perus comercializados em supermercados 1. (Unicamp) Todos os anos, cerca de 1.500 novos casos
venham de criações em confinamento, o que pode al- de câncer de pele surgem no Brasil. A grande maioria da
terar o desenvolvimento da musculatura, eles ainda população brasileira se expõe ao sol sem qualquer pro-
mantêm as características das populações selvagens, teção. Dessa forma, os dermatologistas recomendam o
nas quais a textura e a coloração da carne do peito e uso de filtros solares e pouca exposição ao sol entre
da coxa decorrem da composição de suas fibras mus- 10 e 16 horas, período de maior incidência dos raios
culares e da adequação dessas musculaturas às fun- ultravioleta A e B (UVA e UVB). Os raios UVB estimulam
ções que exercem. Considerando as funções desses a produção de vitamina D, entre outros benefícios, mas
músculos nessas aves, é correto afirmar que a carne: em doses excessivas causam vermelhidão, queimaduras
a) do peito é formada por fibras musculares de contração e o câncer de pele.
lenta, pobres em mitocôndrias e em mioglobina, e eficien- a) Pessoas com pele clara são mais sujeitas a queima-
tes na realização de esforço moderado e prolongado. duras pelo sol e ao câncer de pele que pessoas com
b) do peito é rica em fibras musculares de contração rá- pele mais escura. Explique por quê.
pida, ricas em mitocôndrias e em mioglobina, e eficien- b) Raios UVA, ao penetrarem na derme, podem danificar
tes na realização de esforço intenso de curta duração. as fibras e dessa forma causar o envelhecimento preco-
c) da coxa é formada por fibras musculares de contração ce. Indique que fibras podem ser encontradas na derme
lenta, ricas em mitocôndrias e em mioglobina, e eficien- e por que o seu dano causa o envelhecimento precoce.
tes na realização de esforço moderado e prolongado. c) A deficiência de vitamina D pode provocar problemas
d) da coxa é formada por fibras musculares de contração de desenvolvimento em crianças. Explique por quê.
rápida, pobres em mitocôndrias e em mioglobina, e efi-
cientes na realização de esforço intenso de curta duração. 2. (Unicamp) Fibroblasto é um tipo de célula do tecido
conjuntivo que sintetiza e secreta glicoproteínas como
e) do peito é rica em fibras musculares de contração len-
o colágeno. Algumas organelas citoplasmáticas, como
ta, ricas em mitocôndrias e em mioglobina, e eficientes
o retículo endoplasmático rugoso, o complexo de Gol-
na realização de esforço moderado e prolongado.
gi e as vesículas, participam de forma interativa nessas
2. (Unicamp) A osteoporose, principal causa de quedas funções.
entre idosos, é resultado da perda gradual da densida- a) Qual é o papel de cada uma das organelas citadas?
de da matriz óssea, que é remodelada por osteoblastos b) Indique duas funções do tecido conjuntivo.
e osteoclastos. Segundo os especialistas, a prevenção
contra a osteoporose deve começar na infância, com
alimentação rica em cálcio e em vitamina D, exposição
diária ao sol e exercícios físicos. Sobre os vários fatores
GABARITO
envolvidos na formação do osso, é correto afirmar que:
a) a fixação do cálcio no tecido ósseo depende da E.O. Aprendizagem
presença de vitamina D, cuja síntese é diminuída em 1. B 2. D 3. E 4. D 5. A 6. D
indivíduos que têm o hábito de tomar sol.
b) o excesso de vitamina C pode levar à diminuição 7. 01 + 02 + 04 + 08 = 15 8. D 9. C
da densidade óssea, pois essa vitamina causa degra-
dação das moléculas de colágeno.
c) os osteoblastos e os osteoclastos são células res-
E.O. Fixação
ponsáveis, respectivamente, pela captura de cálcio e 1. E 2. D 3. B 4. E 5. D
pela absorção de vitamina D. 6. C 7. B 8. A 9. C 10. B
d) Os osteoblastos e os osteoclastos são células res-
ponsáveis, respectivamente, pela produção e pela de-
gradação de componentes da matriz óssea. E.O. Complementar
1. E 2. D 3. C 4. A
3. Mamíferos aquáticos, como os cetáceos, possuem um
espesso revestimento de tecido adiposo com importan-
te função para: E.O. Dissertativo
a) facilitar a flutuação.
1.
b) proteção contra predadores.
c) evitar perda de calor. a) Conjuntivo, pois a pele é repleta de fibras colágenas.
d) evitar perda de água. Sanguíneo, pois a pele é vascularizada.
e) moldar o corpo, tornando-o mais hidrodinâmico. Nervoso, pois a pele possui terminações nervosas.
Muscular, pois a pele possui o músculo eretor, o qual
“arrepia” os pelos.
E.O. DISSERTATIVAS Adiposo, na hipoderme que é camada mais interna da

(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)


pele, com função principal de amortecimento contra
choques físicos.

140
b) Glândulas exócrinas. 2.
Glândulas sudoríparas, que desempenham o papel impor- a) Retículo endoplásmatico rugoso: realiza a síntese
tante na regulação da temperatura corpórea e glândulas de proteínas e o transporte de substâncias.
sebáceas, que lubrificam a pele e estruturas anexas.
Complexo de Golgi: armazenamento, secreção, sínte-
2. se de polissacarídeos e modificações de proteínas. As
vesículas de secreção transportam glicoproteínas.
a) A constituição histológica da epiderme é um teci-
b) Nutrição e sustentação.
do epitelial estratificado pavimentoso queratinizado.
Um tecido estratificado tem função de revestimento
e proteção ao atrito, já a queratina presente neste
tecido protege da desidratação.
b) Glândula sudorípara: produção de suor para o con-
trole da temperatura. Glândulas sebáceas: produzem
o sebo que previne o ressecamento dos pelos, e a
perda excessiva de água pela pele. Pelos e unhas pro-
tegem a pele onde a epiderme é muito delgada.
3. Os três tipos de tecido muscular são: tecido muscular liso,
tecido muscular estriado esquelético, tecido muscular estriado
cardíaco. O tecido muscular liso é formado por células alonga-
das fusiformes, uninucleadas, contendo no citoplasma miofibrilas
muito finas. Apresenta contrações lentas e involuntárias. O te-
cido muscular estriado é composto de células alongadas, plu-
rinucleadas, compõe o tecido muscular estriado. Este músculo
apresenta contrações rápidas e voluntárias. O tecido muscular
estriado cardíaco tem contração rápida, involuntária e rítmica; é
composto de células uninucleadas. No citoplasma dessas células
encontram-se miofibrilas produzindo discos claros e escuros. Esse
tecido constitui o músculo do coração.

E.O. UERJ
Exame de Qualificação
1. B 2. D

E.O. UERJ
Exame Discursivo
1. A proteção contra infecções bacterianas é realizada pela que-
ratina depositada sobre a superfície das células epiteliais. O teci-
do conjuntivo subjacente, constituinte da derme, apresenta ma-
crófagos e linfócitos, células do sistema de defesa do organismo.

E.O. Objetivas
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
1. C 2. D 3. C

E.O. Dissertativas
(Unesp, Fuvest, Unicamp e Unifesp)
1.
a) Possuem menos melanina que os indivíduos de
pele escura.
b) Fibras colágenas e elásticas, são responsáveis pela
elasticidade da pele. Sua destruição provoca as cha-
madas “rugas”.
c) Sua carência pode provocar o raquitismo, já que
é responsável pela absorção de cálcio no organismo.

141
AULAS HISTOLOGIA II
23 E 24
COMPETÊNCIA: 4 HABILIDADES: 15 e 16

E.O. APRENDIZAGEM IV. Realizar movimentos


Tecido
1. A questão a seguir refere-se à caracterização de te- ( ) ósseo
cidos animais. ( ) muscular
( ) nervoso
Tecidos Características ( ) epitelial
células grandes, nucleadas, de formato
O item que contém a sequência correta é:
irregular com grande capacidade de
1
fagocitar, sendo importantes no combate a) II, I, IV, III.
a elementos estranhos ao corpo. b) III, IV, II, I.
células longas, com muitos núcleos dispostos na c) II, I, III, IV.
2 periferia com estrias longitudinais, transversais e d) II, IV, III, I.
disposição regular.
e) III, II, IV, I.
células que permitem ao organismo responder às
3 alterações do meio com um corpo celular de onde 4. (UFPel)
partem dois tipos de prolongamento.
A B
Os tecidos 1, 2 e 3 são, respectivamente:
a) conjuntivo, muscular liso e ósseo.
b) conjuntivo, muscular estriado esquelético e nervoso.
c) epitelial de revestimento, muscular cardíaco e nervoso.
d) epitelial glandular, muscular estriado esquelético e
hematopoiético.

2. (UFAL) Os tecidos são unidades cooperativas de célu- Graças a uma mandíbula feita sob medida, um homem
las similares que desempenham uma função específica. de 56 anos de idade, que teve câncer na face, conseguiu
Considere as afirmações a seguir sobre diferentes tipos fazer sua primeira refeição sólida, depois de 9 anos.
de tecido. Para isso, foi criado um molde na forma de ‘U’ (Figura
I. O tecido cartilaginoso é muito vascularizado e pouco A), preenchido com hidroxiapatita, sangue e proteínas,
flexível. que ajudaram a formar a estrutura óssea. O protótipo
II. O tecido sanguíneo é formado por células e plasma. foi colocado na musculatura das costas do paciente (Fi-
gura B, setas) e, sete semanas depois, foi retirado e im-
III. O tecido epitelial cobre a superfície do corpo e dos
plantado na face. Após quatro semanas da cirurgia de
órgãos internos.
implantação, o paciente comeu salsicha e pão.
IV. O músculo esquelético é composto por fibras muscu-
lares lisas e estriadas. “CIÊNCIA HOJE”, VOL. 35, N0. 209, 2004 [ADAPT.]
Está correto o que é afirmado SOMENTE em: Com base no texto e em seus conhecimentos, assinale a
a) I e II. alternativa INCORRETA.
b) I e IV. a) As células do tecido no qual foi colocado o molde
c) II e III. para a formação da mandíbula são ricas em filamen-
d) I, III e IV. tos contráteis, especializadas em contração.
e) II, III e IV. b) O procedimento descrito acima só foi possível pelo
fato de o tecido ósseo ser um tipo de tecido conjunti-
3. Associe as funções aos tecidos:
vo, assim como o tecido muscular.
Função c) As células do tecido ósseo se localizam em espaços
I. Revestir superfícies (lacunas) do material intercelular, comunicando-se
II. Dar sustentação esquelética entre si pelos prolongamentos citoplasmáticos.
III. Transmitir mensagens d) Para preencher o molde, foi utilizado o sangue, que,

142
assim como o tecido adiposo, é exemplo de tecido con- b) Células pertencentes aos tecidos epitelial, conjuntivo,
juntivo especializado. muscular e nervoso de um indivíduo apresentam genes di-
e) A maior parte dos minerais dos ossos se localiza na ferentes já que têm funções e características diferenciadas.
matriz extracelular. c) O transporte de íons através da membrana dos
neurônios promove a sua despolarização, gerando o
5. Com relação aos tecidos animais, é FALSO afirmar que:
impulso nervoso que é iniciado nos dendritos e se pro-
a) o tecido epitelial é um tipo de tecido conjuntivo. paga em direção ao axônio.
b) o sangue é um tipo de tecido conjuntivo. d) Em adultos obesos, o tecido adiposo é pouco vascula-
c) o tecido cartilaginoso possui células denominadas rizado e é caracterizado por intensa proliferação celular.
condrócitos. e) Nos músculos estriados esqueléticos, os filamentos
d) existem três tipos de tecido muscular. de actina e de miosina diminuem de tamanho, pro-
e) o neurônio é a célula que constitui o tecido nervoso. movendo a contração muscular.
6. As células apresentam formas e estruturas diferen- 8. (Udesc) Assinale a alternativa que apresenta correta-
tes para cada tipo de especialidade celular. Axônio, mente alguns tipos celulares e o tecido onde eles são
dendritos e telodendritos são estruturas pertencen- tipicamente encontrados.
tes às células do tecido:
a) Osteoblastos – Tecido Epitelial
a) muscular.
b) Astrócitos – Tecido Conjuntivo
b) epitelial.
c) Fibroblastos – Tecido Muscular
c) nervoso.
d) ósseo. d) Condrócitos – Tecido Nervoso
e) adiposo. e) Gliócitos – Tecido Nervoso

7. (Ebmsp) O corpo humano é formado por quatro tipos 9. (UPE-SSA) O tecido nervoso é um dos mais especia-
de tecidos: conjuntivo, epitelial, muscular e nervoso. lizados e complexos do corpo humano. Por meio dele,
Cada um desses tecidos é formado por conjuntos de cé- percebemos o mundo, aprendemos e armazenamos me-
lulas que atuam de maneira integrada, desempenhando mórias. Sua origem é ectodérmica, sendo constituído
funções específicas. por células altamente especializadas, responsáveis pela
Considerando-se os conhecimentos sobre histologia, é recepção e resposta adequada aos estímulos, atuando
correto afirmar: na condução do impulso nervoso.
a) O tecido epitelial se caracteriza por ser altamente Em relação às células gliais, estabeleça relação entre o
vascularizado. nome, o desenho e as funções de cada uma.

Células Desenhos Funções

I. São células fagocitárias, que participam tanto do processo de in-


flamação quanto da reparação do SNC. Também secretam diversas cito-
1. Oligodendrócitos
cinas reguladoras do processo imunitário e removem os restos celulares,
que surgem nas lesões do SNC.

II. São responsáveis por revestir os ventrículos do cérebro e o canal cen-


2. Astrócitos tral da medula espinhal. Em alguns locais, por serem ciliadas, atuam na
movimentação do líquido cefalorraquidiano.

III. São responsáveis pela produção da bainha de mielina, que possui a


3. Células de Schwann
função de isolante elétrico para os neurônios do SNC.

IV. Possuem a mesma função de uma outra célula descrita no quadro,


4. Células Ependimárias embora formem a bainha de mielina em torno do axônio, nos neurônios
do sistema nervoso periférico.

143
V. Participam do controle da composição iônica e molecular do ambiente
extracelular dos neurônios, podendo influenciar a atividade e a sobre-
5. Células de Micróglia
vivência deles. Absorvem excessos localizados de neurotransmissores e
sintetizam moléculas neuroativas.

Assinale a alternativa que apresenta a associação III. O tecido cartilaginoso adulto é calcificado e apre-
CORRETA. senta os canais de Havers, responsáveis pela nutrição
a) 1-D-IV; 2-B-I; 3-A-II; 4-E-III; 5-C-V das células.
b) 1-E-IV; 2-B-III; 3-C-V; 4-D-I; 5-A-II IV. A abundância de glândulas mucosas, nervos e vasos
c) 1-A-III; 2-C-V; 3-E-IV; 4-B-II; 5-D-I sanguíneos permite a fácil regeneração deste tecido.
d) 1-B-IV; 2-E-II; 3-D-V; 4-A-I; 5-C-III Assinale a alternativa correta.
e) 1-C-II; 2-A-IV; 3-B-I; 4-D-III; 5-E-V a) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
10. (PUCMG) O gráfico apresenta as variações de três
c) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
parâmetros adaptativos de músculo estriado esquelé-
tico após algum tempo de treinamento físico aeróbico. d) Somente as afirmativas I e IV são verdadeiras.
e) Todas as afirmativas são verdadeiras.

2. (UFSJ) Observe a imagem abaixo.

Com base na análise dos resultados e outros conheci-


A partir dessa imagem assinale a alternativa CORRETA.
mentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar:
a) Os dendritos e os axônios são responsáveis pela condu-
a) O aumento na quantidade de glicogênio nas fibras
ção do impulso nervoso. O que os diferencia é que o axô-
musculares determina obrigatoriamente o aumento
nio é o prolongamento mais longo e não ramificado e os
na capacidade aeróbica dos músculos.
dendritos são prolongamentos mais finos e ramificados.
b) O aumento da quantidade de capilares nas fibras
b) O axônio é o prolongamento celular mais longo dos
representa aumento na vascularização capaz de me-
neurônios e é responsável por conduzir o impulso nervoso.
lhorar as trocas gasosas e a nutrição muscular.
c) Os dendritos e axônios são caracterizados por sua
c) O aumento na quantidade de mitocôndrias nas fibras
função em conduzir impulso nervoso e não por sua
musculares representa aumento na capacidade oxidativa.
morfologia. Assim, através dos dendritos, o impulso
d) A capacidade aeróbica muscular pode também de- nervoso é transmitido na direção do corpo celular e
pender da quantidade de mioglobina no interior das através dos axônios o impulso nervoso é conduzido a
fibras musculares. partir do corpo celular.
d) Os neurônios são tipos celulares diferenciados que
E.O. FIXAÇÃO têm como característica prolongamentos celulares
finos e ramificados chamados de dendritos e um pro-
1. (Udesc) O tecido cartilaginoso pode ser encontrado longamento longo chamado de axônio.
na orelha, no nariz, na traqueia e nas articulações e 3. (FGV) O tecido nervoso do ser humano é composto
possui algumas características que são comuns aos de- por bilhões de células, desempenhando diversas fun-
mais tecidos conjuntivos. Analise as proposições abaixo,
ções, entre elas a condução do impulso nervoso.
quanto ao tecido cartilaginoso.
A figura ilustra uma organização sequencial de neurô-
I. As células jovens do tecido cartilaginoso são chamadas
nios nos quais a sinapse é química, e mediada por neu-
de condroblastos e as células adultas de condrócitos.
rotransmissores.
II. As fibras colágenas e as fibras elásticas, em associa-
ção com proteínas e carboidratos, conferem consistên-
cia e flexibilidade ao tecido.

144
6. (Uespi) São funções desempenhadas pelo tecido san-
guíneo, exceto:
a) o transporte de gases.
b) a excreção de metabólitos.
c) a dissipação do calor.
d) a coagulação sanguínea.
e) a nutrição celular.

7. (UEPB) Aquiles, guerreiro mitológico e um semideus, é


o maior dos heróis gregos, sétimo filho de Peleu, rei dos
Mirmidões, com Tétis, a mais bela das nereidas, ninfa
Tal organização é fundamental, pois o percurso celular marinha e neta da Terra e do Mar. Uma das versões cor-
de um impulso nervoso, neste caso, é: rentes conta que, inconformada com a mortalidade dos
filhos que gerava, Tétis mergulhou seu filho nas águas
a) unidirecional em todos os neurônios, e também em
do rio Estige, o rio infernal, segurando-o pelo calcanhar,
suas terminações.
para torná-lo invulnerável. Assim, este ponto ficou vul-
b) bidirecional em todos os neurônios, e também em
nerável, visto que não havia sido mergulhado naquelas
suas terminações.
águas imortalizantes. Aquiles cresceu e se tomou um
c) reversível na maioria dos neurônios, não o sendo dos principais heróis gregos da Guerra de Troia, sendo,
em suas terminações. ao final, atingido e morto por Páris, com uma flecha no
d) unidirecional, dependendo de seu estímulo inicial calcanhar. Daí se falar hoje em tendão de Aquiles, uma
em suas terminações. denominação vulgar para o tendão calcâneo, que se en-
e) bidirecional, dependendo de seu estímulo inicial contra na parte inferior e posterior da perna. Do ponto
em suas terminações. de vista histológico, o tendão calcâneo é formado por:
4. (UFSJ) “Os tecidos são arranjos celulares funcionais, a) tecido conjuntivo fibroso.
constituindo os órgãos e os sistemas. Um órgão é uma b) tecido conjuntivo denso modelado.
organização de diferentes tecidos geralmente de vários c) tecido conjuntivo cartilaginoso.
tipos, realizando funções específicas.” d) tecido conjuntivo frouxo.
e) tecido conjuntivo ósseo.
FONTE: HISTOLOGIA. DISPONÍVEL NO SITE DA UFRJ: HTTP://ACD.UFRJ.BR/
LABHAC/HISTOLOGIA.HTM, ACESSADO EM 25 DE AGOSTO DE 2012.
8. (UPE-SSA 1 2017) Leia o texto a seguir:
Em relação a essa afirmação, assinale a alternativa Nos últimos anos, vem crescendo a compreensão de
CORRETA. que a membrana, de aspecto frágil ao microscópio, de-
a) O tecido epitelial é formado por células arranjadas sempenha funções bem mais complexas que a de so-
morfologicamente para revestir superfícies, cavidades ou mente separar o conteúdo interno do meio externo das
formar glândulas. Os vasos sanguíneos e o intestino, por células. Uma origem embrionária comum pode explicar
exemplo, são revestidos internamente por tecido epitelial. o fato de a membrana dos macrófagos e a das micró-
glias compartilharem as mesmas propriedades elásti-
b) O tecido conjuntivo é um tecido de preenchimento for-
cas. Ambas as células são provenientes da mesoderme;
mado por matriz extracelular e não tem forma definida.
além disso, têm de suportar forças intensas e grande
c) O tecido muscular é composto de células muscu- deformação da superfície durante a fagocitose, o que
lares, em forma de fuso, que têm a capacidade de justifica membranas mais resistentes. Assim, as proprie-
contraírem-se e gerarem movimento. Assim, todo o dades elásticas da membrana conservam uma relação
sistema motor é formado de tecido muscular. direta com a função da célula no organismo.
d) O tecido nervoso é o tecido que forma o sistema
nervoso, ou seja, os neurônios, os nervos e o cérebro FONTE: HTTP://REVISTAPESQUISA.FAPESP.BR/2013/11/18/
FRONTEIRAS-FLUIDAS/ (ADAPTADO).
são formados de tecido nervoso.

5. (UFPR) A vitamina C atua na reação de hidroxilação Sobre isso, é CORRETO afirmar que:
enzimática da prolina em hidroxiprolina, aminoácidos a) a fagocitose nos mecanismos de defesa do corpo é
essenciais para a formação do colágeno. A partir dessa muito importante e só é possível por causa da parede
informação, é possível afirmar que a vitamina C está celular que facilita a alteração da forma, por mudar
relacionada à manutenção de qual tipo de tecido dos de acordo com o ambiente e o estado em que a célula
organismos multicelulares? se encontra, influenciando seu desempenho.
b) a mesoderme é uma das duas camadas de células
a) Conjuntivo.
que formam o embrião em seus estágios iniciais e da
b) Epitelial.
qual todas as células dos sistemas sanguíneo e ner-
c) Sanguíneo. voso central se originam. Assim, a origem comum fa-
d) Nervoso. vorece a migração de macrófagos e micróglia para a
e) Adiposo. mesma região do corpo, durante o desenvolvimento.

145
c) de modo semelhante à micróglia, os macrófagos a ponta para transmitir o sinal nervoso. Os nervos do
também habitam o sistema nervoso central e realizam sistema nervoso periférico são formados pelos dendri-
fagocitose, emitindo prolongamentos que identificam, tos da neuróglia.
englobam e destroem tanto células velhas como agen- II. Os receptores de proteínas (no detalhe), localizados
tes infecciosos e partículas estranhas ao organismo. nos axônios, são responsáveis por capturar o sinal e
d) micróglia é a principal célula de defesa do sistema passar adiante para a próxima célula. Em contrapartida,
nervoso central. Ela sonda o ambiente à procura de célu- proteínas estruturais auxiliam as células nesse processo
las doentes e agentes infecciosos. Quando os encontra, de transmissão do sinal.
emite prolongamentos e os engloba por fagocitose com III. Quando a célula necessita de certo tipo de proteí-
o auxílio da rede de actina do citoesqueleto. na, uma maquinaria especializada dentro do nucléolo
e) o que determina, em grande parte, a plasticidade da replica o gene e usa a informação para produzir uma
membrana é o retículo endoplasmático, uma rede difusa molécula na forma de RNAt.
de filamentos da proteína queratina que se distribui pelo
IV e V. O RNAm passou do núcleo para o citoplasma
interior da célula e se ancora nos lipídeos da membrana
da célula, no qual os ribossomos formados por RNAr e
9. (UPE-SSA) Observe a figura que apresenta uma sequ- proteínas irão traduzir e sintetizar a proteína de acordo
ência sobre o que ocorre com uma pessoa ao ferir o pé com as especificações do gene.
quando pisa em um espinho. VI. A proteína produzida se localizará no local onde se
faz necessária, pois as células necessitam de centenas
de proteínas com funções diferentes.
Estão CORRETAS apenas:
a) I, II e III.
b) I, II, III e VI.
c) II, III, IV e V.
d) III, IV, V e VI.
e) IV, V e VI.

10. (UPE-SSA) Observe o texto e a figura a seguir.


Para a formação dos músculos esqueléticos, é necessá-
ria a ativação, proliferação e diferenciação de linhagens
de células miogênicas. Esses três processos dependem
da expressão e atividade de genes, conhecidos como
fatores de regulação miogênica (MRFs), responsáveis
por transformar células não musculares em musculares.
Os MRFs (MyoD, Miogenina, Myf5 e o MRF4) são produ-
zidos por genes reguladores, que funcionam como fa-
tores de transcrição e que inibem ou ativam os demais
genes da via de diferenciação. A miostatina, proteína
codificada pelo gene MSTN, é a principal responsável
pela inibição da hiperplasia muscular nos animais adul-
tos. Quando a miostatina não é expressa (ver figura),
Pax3 e MyoD continuam atuando e promovem a miogê-
nese, cujo resultado, principalmente em bovinos, é um
Leia as afirmativas a seguir. Elas estão relacionadas às fenótipo denominado “dupla musculatura”. A ausência
respectivas figuras. de expressão dessa proteína ocorre, especialmente,
I. A rede de nervos é feita de células arranjadas ponta quando há uma mutação em seu gene.

146
Sobre esse contexto, é CORRETO afirmar que: a) Os neurônios, embora mais conhecidos, não são as
a) a combinação de dois alelos com mutação confere únicas células encontradas no tecido nervoso. Encon-
ao indivíduo o fenótipo característico de dupla mus- tramos também células que exercem outras funções,
culatura, oferecendo maiores vantagens econômicas como nutrição, sustentação e proteção dos neurônios.
para os criadores de gado de corte. b) Os danos à bainha de mielina dificultam a trans-
b) a miogênese é a via responsável pelo crescimento missão dos impulsos nervosos pelos neurônios, o que
hipertrófico do tecido muscular do gado, sendo ne- pode resultar, por exemplo, em problemas motores,
cessária a atuação de proteínas que trabalham de de raciocínio e sensoriais.
forma isolada, mas codificadas pelo mesmo RNAm. c) Leucócitos, ou glóbulos brancos, são as principais
c) o genótipo heterozigoto deve receber uma atenção células do sistema de defesa do organismo. Por isso,
maior por parte de produtores de carne, pelo fato de as doenças citadas no texto podem ser caracterizadas
apresentar maiores vantagens econômicas que o ge- como autoimunes.
nótipo homozigoto. d) Ambas as doenças desmielinizantes citadas no tex-
d) os organismos, nos quais o gene MSTN é supe- to possuem como causa a presença de um gene alte-
rexpresso, apresentam aumento da massa muscular; rado herdado dos pais, não apresentando nenhuma
assim, a miostatina atua potencializando a fase de influência do ambiente.
ativação e, consequentemente, de proliferação e dife- 2. (Unirio) Um dos grandes problemas do câncer é a me-
renciação dos miócitos e mioblastos, respectivamente. tástase, uma vez que células do tumor se espalham pelo
e) um aumento discreto na musculatura também está corpo e invadem outros tecidos. Por serem de rápido
presente em indivíduos com apenas uma cópia do ale- crescimento, tais células necessitam de grande supri-
lo mutado. Dessa forma, esse tipo de herança é ca- mento de nutrientes.
racterizado como dominância completa ou ligada ao Y.
Quando essa invasão ocorre em cartilagens, não há o
desenvolvimento de tumor, pois o tecido cartilaginoso:

E.O. COMPLEMENTAR a) possui inibidores específicos do crescimento de cé-


lulas cancerosas.
1. Algumas doenças neurodegenerativas podem ser re- b) não possibilita a formação de vasos sanguíneos.
sultado da degradação progressiva da bainha de mielina c) possui muita matriz extracelular, dificultando o
dos neurônios pela ação do próprio sistema de defesa. crescimento do tumor.
Um exemplo é a adrenoleucodistrofia (ou ALD), uma do- d) não possui muita matriz extracelular, dificultando a
ença hereditária na qual os portadores apresentam um instalação dos tumores.
acúmulo de grandes quantidades de um determinado e) possui células fagocitárias que atacam o tumor.
tipo de gordura nos neurônios, o que estimula o ataque
por leucócitos do próprio organismo. 3. (Udesc) No quadro abaixo é demonstrada a caracte-
Outro exemplo de doença desmielinizante é a esclerose rística geral dos leucócitos e a sua função.
múltipla (figura a seguir) que apresenta características se-
melhantes à ALD, mas possui causas distintas. Embora os
estudos já realizados não permitam uma conclusão defi-
nitiva, acredita-se que a esclerose múltipla tenha um com-
ponente genético, mas que a expressão da doença seja de- Desenho esquemático
sencadeada pela ação de determinados micro-organismos.

Nome do leucócito 1
Característica geral 3
Função Fagocitar bactérias

2 Linfócito
Núcleo geralmente trilobulado Núcleo ocupando quase toda célula
Fagocitar elementos estranhos 4

Assinale a alternativa correta que completa o quadro


acima na sequência 1, 2, 3 e 4.
A partir do texto lido e dos seus conhecimentos sobre
a) 1. Linfócito, 2. Neutrófilo, 3. Núcleo trilobulado e 4.
tecido nervoso e doenças relacionadas, analise as se-
Produção de anticorpos.
guintes afirmativas e aponte a que apresenta um ERRO.

147
b) 1. Monócito, 2. Neutrófilo, 3. Núcleo em forma de IV. O tecido adiposo aumenta: pelo aumento do tama-
rim e 4. Produção de anticorpos. nho das células já presentes quando o lipídeo é adicio-
c) 1. Monócito, 2. Eosinófilo, 3. Núcleo em forma de nado, fenômeno este conhecido como hiperplasia; ou
rim e 4. Libera heparina. pelo aumento do número de células, fenômeno conhe-
d) 1. Linfócito, 2. Basófilo, 3. Núcleo em formade rim cido como hipertrofia.
e 4. Libera heparina. Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas
e) 1. Basófilo, 2. Neutrófilo, 3. Núcleo trilobulado e 4. corretas.
Produção de anticorpos. a) I e III.
4. (Ufrgs) Um indivíduo adulto submeteu-se a uma lipo- b) II e III.
aspiração para a retirada de 700 mL de gordura. c) III e IV.
A respeito da gordura retirada no procedimento, é cor- d) I, II e IV.
reto afirmar que ela é: e) I, III e IV.
a) armazenada no tecido muscular, rico em mitocôn-
drias que metabolizam as reservas de gorduras.
b) composta de ácidos graxos capazes de liberar mais E.O. DISSERTATIVO
energia que a glicose, em reações de oxidação nas 1. (UFTM) A tabela mostra os resultados dos exames de
mitocôndrias. sangue de três estudantes da UFTM.
c) estocada nos adipócitos sob a forma de glicogênio.
d) utilizada pelas células do sistema nervoso para Conteúdo
Valores de referência Carlos Sérgio Camila
produção de ATP. sanguíneo
e) removida do tecido conjuntivo denso modelado. glóbulos 3,9 – 5,6 mil- 4,2 3,5 5,0
vermelhos hões/mm3
5. (UEL) “No alvorecer da humanidade, e durante muito
leucócitos 3,8 – 11,0 mil/mm3 12,0 5,8 6,7
tempo da nossa história, as refeições foram literalmen-
3
te um vale tudo. Pelo fato dos seres humanos terem plaquetas 150 – 450 mil/mm 230 350 50
evoluído num mundo onde a disponibilidade de alimen- Em relação aos resultados, responda:
tos era apenas intermitente, a sobrevivência exigiu que
tivéssemos a capacidade de armazenar energia para a) Qual estudante pode apresentar quadros hemorrá-
épocas de escassez. O tecido adiposo, familiarmente gicos e qual pode desenvolver uma possível infecção,
conhecido como gordura, é o órgão especializado para respectivamente?
essa tarefa. Nossa capacidade de armazenar gordura b) Qual deles pode estar anêmico? Explique por que
continua essencial à vida e pode permitir que uma pes- pessoas com anemia normalmente apresentam um
soa sobreviva à fome por meses. Na história humana quadro de cansaço físico.
recente, contudo, a quantidade de energia acumulada
como gordura está aumentando em muitas populações. 2. (UFRN) Para fazer um piercing é necessário saber
Obesidade é o nome que damos quando o armazena- quais são os principais cuidados apontados por espe-
mento de gordura se aproxima de um nível que com- cialistas, dentre eles, o de optar por áreas sem cartila-
promete a saúde de uma pessoa.” gens, pois pode haver o risco de infecções e formação
de queloides. Considerando isto:
(“SCIENTIFIC AMERICAN”. ESPECIAL: ALIMENTOS,
SAÚDE E NUTRIÇÃO. OUT. 2007. P. 46.) a) apresente duas funções do tecido cartilaginoso no
organismo humano.
Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema,
b) justifique, do ponto de vista da constituição do te-
analise as afirmativas a seguir:
cido cartilaginoso, as dificuldades para controlar uma
I. Restringir as gorduras insaturadas - encontradas, por infecção em locais que contenham cartilagens.
exemplo, na carne bovina, nos embutidos, na margari-
na, assim como nas gorduras de laticínios - diminuem o 3. (Udesc) Um dos domínios da ergonomia está relacio-
risco de doença cardíaca coronariana. nado às respostas do corpo humano, à carga física e psi-
II. O glicogênio é uma forma importante de armazena- cológica. O designer deve ficar atento a essas respostas,
mento de energia, o que se justifica por dois motivos bá- pois assim poderá garantir características importantes à
sicos: ele pode fornecer combustível para o metabolismo construção e melhoria de materiais, bem como disposi-
de carboidrato muito rapidamente, enquanto a mobili- ção física de estações de trabalho mais adequadas, evi-
zação de gordura é lenta; e, talvez o mais importante, o tando que a pessoa exerça a repetição de movimentos e
glicogênio pode prover energia sob condições anóxicas. ocasione lesões músculo-esqueléticas pela L.E.R. (lesão
III. A totalidade de depósitos de gordura em adipócitos é por esforço repetitivo). A doença atinge músculos e ten-
capaz de extensa variação, consequentemente, permitin- dões, que ficam irritados. Em relação ao contexto:
do mudanças de necessidades do crescimento, reprodução a) O que são tendões?
e envelhecimento, assim como flutuações nas circunstân- b) Explique como ocorre o processo de contração do
cias ambientais e fisiológicas, tais como a disponibilidade músculo estriado esquelético.
de alimentos e a necessidade do exercício físico.

148
4. (Udesc) As infecções e as inflamações podem acontecer por fatores como lesões ou por comprometimento do
sistema imunológico.
Em relação ao enunciado acima:
a) O que é infecção e inflamação?
b) Cite o nome das células sanguíneas classificadas como granulócitos e agranulócitos e descreva a função dessas células.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO


Atualmente, um grande esforço tem sido feito por diversos centros de pesquisa e de tratamento de pessoas queima-
das para produzir grandes áreas de pele, do próprio indivíduo, que possam recobrir imediatamente áreas destruídas.

5. (UFF) Estabeleça uma diferença entre:


a) eucromatina e heterocromatina constitutiva; d) célula procarionte e célula eucarionte;
b) eritrocitose e eritropenia; e) secreção apócrina e secreção écrina.
c) conjuntivo frouxo e conjuntivo denso;

6. O processo usual de exame para detecção de algumas doenças é contar o número de leucócitos por milímetro cú-
bico de sangue. Calcula-se o número relativo de cada tipo de leucócito, e a porcentagem obtida dos diferentes tipos
é chamada “contagem diferencial”. No adulto normal, o número total de leucócitos é de 7.500 por milímetro cúbico
e a contagem diferencial de um adulto normal é:
neutrófilos ---------- 62% eosinófilos ----------- 2%
linfócitos ------------ 30% basófilos -------------- 1%
monócitos ----------- 5%

Responda:
a) Por que a contagem de leucócitos ajuda na detecção de doenças?
b) O que é contagem diferencial?

E.O. ENEM
1. Os tecidos animais descritos no quadro são formados por um conjunto de células especializadas, e a organização
estrutural de cada um reflete suas respectivas funções.
Tecido Organização estrutural
Ósseo Células encerradas em uma matriz extracelular rica principalmente em fibras colágenas e fosfato de cálcio.
Conjuntivo denso Grande quantidade de fibras colágenas
Conjuntivo frouxo Fibras proteicas frouxamente entrelaçadas
Epitelial de revestimento Células intimamente unidas entre si, podendo formar uma ou mais camadas celulares.
Muscular estriado esquelético Longas fibras musculares ricas em proteínas filamentosas
De acordo com a organização estrutural dos tecidos descrita, aquele que possui a capacidade de formar barreiras
contra agentes invasores e evitar a perda de líquidos corporais é o tecido:
a) ósseo. d) epitelial de revestimento.
b) conjuntivo denso. e) muscular estriado esquelético.
c) conjuntivo frouxo.

2. Um paciente deu entrada em um pronto-socorro apresentando os seguintes sintomas: cansaço, dificuldade em res-
pirar e sangramento nasal. O médico solicitou um hemograma ao paciente para definir um diagnóstico. Os resultados
estão dispostos na tabela:

Constituinte Número normal Paciente


3
Glóbulos vermelhos 4,8 milhões/mm 4 milhões/mm3
Glóbulos brancos (5 000 - 10 000)/mm3 9 000/mm3
Plaquetas (250 000 - 400 000)/mm3 200 000/m3

Relacionando os sintomas apresentados pelo paciente com os resultados de seu hemograma, constata-se que:
a) o sangramento nasal é devido à baixa quantidade de plaquetas, que são responsáveis pela coagulação sanguínea.
b) o cansaço ocorreu em função da quantidade de glóbulos brancos, que são responsáveis pela coagulação sanguínea.

149
c) a dificuldade respiratória ocorreu da baixa quantidade interna e externa da membrana plasmática. Nas células
de glóbulos vermelhos, que são responsáveis pela defe- nervosas, essa diferença é denominada potencial de re-
sa imunológica. pouso, pois um estímulo é capaz de desencadear uma
d) o sangramento nasal é decorrente da baixa quanti- fase de despolarização seguida de outra de repolariza-
dade de glóbulos brancos, que são responsáveis pelo ção; após isso, a situação de repouso se restabelece. A
transporte de gases no sangue. alteração de polaridade na membrana dessas células
é chamada de potencial de ação que, repetindo-se ao
e) a dificuldade respiratória ocorreu pela quantidade
longo dos axônios, forma o mecanismo responsável
de plaquetas, que são responsáveis pelo transporte pela propagação do impulso nervoso. O gráfico a seguir
de oxigênio no sangue. mostra a formação do potencial de ação.

E.O. UERJ
EXAME DE QUALIFICAÇÃO
1. (UERJ) As células musculares presentes nas asas das
aves migratórias possuem maior concentração de de-
terminada organela, se comparadas às células muscula-
res do restante do corpo. Esse fato favorece a utilização
intensa de tais membros por esses animais.
Essa organela é denominada:
a) núcleo. Descreva as alterações iônicas ocorridas no local do es-
b) centríolo. tímulo responsáveis pelos processos de despolarização
c) lisossoma. e repolarização da membrana dos neurônios.
d) mitocôndria.
2. (UERJ) A força de contração da fibra muscular estria- 2. (UERJ) Sabe-se que a infecção bacteriana é uma das
da é definida pela tensão desenvolvida pelos filamen- causas de óbito nos indivíduos que sofreram queimadu-
tos de miosina e actina do sarcômero e sofre influência ras em grandes extensões do corpo.
do grau de superposição desses filamentos. Cite uma substância das células superficiais do epitélio
e uma característica do tecido conjuntivo que auxiliam
na proteção contra infecções bacterianas.

E.O. OBJETIVAS
(UNESP, FUVEST, UNICAMP E UNIFESP)
1. (Unesp) Alguns chefs de cozinha sugerem que o peru
não deve ser preparado inteiro, pois a carne do peito
e a da coxa têm características diferentes, que exigem
preparos diferentes. A carne do peito é branca e macia,
e pode ressecar dependendo do modo como é prepara-
da. A carne da coxa, mais escura, é mais densa e sucu-
(GUYTON, A. C. & HALL, J. E. “TRATADO DE FISIOLOGIA
MÉDICA” RIO DE JANEIRO: GUANABARA KOOGAN, 1997.) lenta e deve ser preparada separadamente.
De acordo com o gráfico, podemos dizer que a molécula Embora os perus comercializados em supermercados
de miosina apresenta uma interação mais eficiente com venham de criações em confinamento, o que pode al-
a actina entre os seguintes segmentos: terar o desenvolvimento da musculatura, eles ainda
mantêm as características das populações selvagens,
a) O e A. nas quais a textura e a coloração da carne do peito e
b) A e B. da coxa decorrem da composição de suas fibras mus-
c) B e C. culares e da adequação dessas musculaturas às funções
d) C e D. que exercem. Considerando as f