Você está na página 1de 3

Avaliação de Tarefas Manuais Repetitivas – Revised Strain Index

Introdução
 Avaliação de postos de trabalho com predomínio de trabalho manual e de esforço
repetitivo;
 Risco de Lesões Muscuesqueléticas Relacionadas com o Trabalho (LMERT) das
Extremidades Distais dos membros Superiores (EDS);
 Síndrome de túnel cárpico é a LMERT-EDS é a mais comum em contexto industrial de
manufatura;

RSI – método focado na previsão de ocorrência de lesões em músculos e tendões do


punho.
O índice é baseado em interações multiplicativas entre diversas variáveis da tarefa,
consistentes com princípios fisiológicos, biomecânico e epidemiológico.

Fatores de Risco:
- intensidade de esforço (%FMV ou pontos de escala de Borg);

- número de esforços por minuto (vezes/minuto);

- duração de cada esforço (segundos);

- postura punho-mão;

- duração da tarefa por dia de trabalho (horas).

Conjunto de tabelas para determinar o multiplicador associado a cada uma das 5 variáveis,
refletindo o grau de risco. Os valores intermédios (não tabelados) são calculados pela
interpolação linear.

Interpretação do valor final:


 RSI  10 pontos, o trabalho é provavelmente seguro;
 RSI > 10 pontos, o trabalho é provavelmente perigoso;

Multiplicador da Intensidade de Esforço (MI)


Magnitude do esforço muscular necessário para executar a tarefa. É definido como a %FMV
necessária para executar a tarefa de uma única vez.

Força requerida
%FMV = ×100
Força máxima voluntária do trabalhador
Alternativa para aplicações práticas em contextos reais de trabalho – Escala CR-10 de Borg:

Multiplicador do número de Esforços por minuto (ME)


Número de esforços por minuto, ou frequência do esforço , é a medida da repetitividade
associada à tarefa em avaliação.

É necessário observar a tarefa em vários ciclos completos de trabalho.

Número de esforços observados


Frequência=
Tempo total de observação

Multiplicador da Duração por esforço(MD)


A duração por esforço reflete a tensão fisiológica e
biomecânica nos membros superiores, e reflete o tempo
medio durante o qual o esforço é aplicado.
Multiplicador da Postura mão-punho (MP)
Posição anatómica do sistema mão- punho em relação à postura
anatómica neutra.

Ao observar a realização da tarefa deve-se determinar:

 Se o punho está em flexão ou extensão no momento da


aplicação da força;
 A medida angular de flexão ou extensão

Diferentes posturas do sistema mão-punho – considerar a postura


que ocorre mais frequentemente e que requer a maior %FMV.

Multiplicador da Duração em Horas da tarefa por dia de trabalho (MH)


Tempo total em que uma tarefa é executada por dia.

Reflete os efeitos adversos da atividade prolongada,


incluindo horas extras.

Considerações:
 Para postos de trabalho com várias tarefas e fatores de risco distintos, as tarefas
devem ser avaliadas independentemente, calculando os valores de RSI associados.

 Comparar postos de trabalho ou em situações de rotatividade, pode ser interessante


obter um valor de risco global que reflita essa diversidade de tarefas e fatores de risco.

 Composite Strain Index (COSI) que quantifica o risco biomecânico para postos de
trabalho complexos envolvendo tarefas com diferentes exigências em termos de
intensidade de esforço e/ou duração dos esforços;

 Cumulative Strain Index (CUSI) que integra o risco biomecânico de diferentes


tarefas/postos de trabalho de modo a calcular o nível de risco para todo o turno de
trabalho (especialmente indicado para situações de rotatividade).

Você também pode gostar