Você está na página 1de 33

PROF.

BORJA

VIGAS ISOSTÁTICAS
DIAGRAMAS DOS ESFORÇOS SECCIONAIS
AULA 18-11-2021

AULA 19-11-2021

EXERCÍCIO 01
MÉTODO DAS SEÇÕES - CONSIDERAÇÕES INICIAIS
BORJA
Ao se projetar qualquer elemento estrutural faz-se
necessário uma investigação das cargas que atuam
em seu interior

Garantia de que o material utilizado vai resistir a tal


carregamento
CONSIDERE A VIGA A SEGUIR:
BORJA

Seção transversal
cargas

Visualizemos agora a viga


carregada e com
destaque, uma seção
transversal qualquer
Ao se realizar o corte imaginário a-a, deve-se adicionar
as reações que a parte da viga seccionada realizava
sobre a viga restante. BORJA

F2 F3

F1 A A’ a B
F5

a F4

F2 F3
V M
A’ B
F1 A A’
N
N F5

M
V F4
N – força normal ou axial

V – força cortante ou cisalhante BORJA

M- momento fletor

responsável pela tração ou compressão da viga

responsável pela tendência de “corte” da viga

responsável pela flexão da viga


Esforço NORMAL
BORJA
é a soma algébrica dos componentes na direção normal
(perpendicular) à seção transversal, de cada uma das forças
atuantes de um dos lados da seção.

A A’ A’ B

N N
Analisando forças pelo lado Analisando forças pelo lado
esquerdo da seção considerada. direito da seção considerada.
Obs.: Em geral, os esforços V e M são mais importantes
no projeto de uma estrutura do que N.
BORJA
Convenções – Esforço NORMAL

ESFORÇO NORMAL POSITIVO


EXERCÍCIO 1 – Determinar esforços seccionais e desenhar
diagramas dos esforços seccionais
BORJA

8 kN
2 kN 4,5 kN
6 kN/m

D E B

16 kN C A 8,0 kN
7,0 kN

2,0 m 4,0 m 4,0 m 2,0 m


Etapa 1 – Identificar as seções-chaves
Lembrete:
Perceba na imagem abaixo que as SEÇÕES-CHAVES foram devidamente
São consideradas seções- nomeadas com letras...
chaves:
• Seções onde se tem aplicado No entanto, essa nomenclatura fica a critério do aluno (letras e ou
cargas pontuais (verticais, números)....
horizontais, inclinadas e
momento de força);
• Nos apoios;
• Início e fim de carga
distribuídas; Digite a equação aqui.
• Nas extremidades das vigas.

Observação:
São nessas seções-chaves que
obrigatoriamente tem que se calcular
TODOS os esforços;
BORJA
Etapa 2 – Determinar as reações dos apoios
REAÇÕES
BORJA A determinação das reações já é um assunto que o aluno domina, uma
vez que este conteúdo foi visto em disciplina anterior (mecânica geral,
Lembrete: física aplicada...)

para a determinação das caso ainda tenha dúvidas na determinação das reações, aconselha-se
reações, aplica-se as equações uma revisão aprofundada, pois para a correta solução dos esforços
de equilíbrio da estática depende fortemente dessas reações (Não pode haver erros!).

+
෍ 𝐹𝑥 = 0

+ ෍ 𝐹𝑦 = 0

Digite a equação aqui.


෍𝑀 = 0
+
Etapa 3 – Determinação dos Esforços NORMAIS (kN)

BORJA
Lembrete:
As cargas que “provocam”
esforço normal na viga estão
aplicadas perpendicularmente NCd
em relação ao eixo transversal
(seção transversal) do elemento NC
estrutural. NC a
NC = 0
a
Observações: NC
❶ Ilustraçãodas cargas que provocam o
esforço normal na viga em estudo NCd = -16

NDigite
A =a-equação
a 16 aqui.
lembrar que: ...mesmo se a seção
NA NAd
NAd = -16 + 1 = -15

analisada não possuir carga aplicada que NA
provoque o esforço, ele (o esforço) deve
ser determinado, obrigatoriamente.
NAa
Etapa 3 – Determinação dos Esforços NORMAIS (kN)

BORJA
Lembrete:
As cargas que “provocam”
esforço normal na viga estão
aplicadas perpendicularmente NDa
em relação ao eixo transversal NDd
(seção transversal) do elemento ND
estrutural.
Digite a equação aqui.
NDa = - 15
Observações:
ND
❶ Ilustraçãodas cargas que provocam o
esforço normal na viga em estudo NDd = -15 + 7 = -8
NE NB
NBa NBd
NE = -8
❷ lembrar que: ...mesmo se a seção NBa = -8
analisada não possuir carga aplicada que NB
provoque o esforço, ele (o esforço) deve
ser determinado, obrigatoriamente. NBd = - 8 + 8 = 0
DIAGRAMA ESFORÇO NORMAL
BORJA
Lembrete:
Se na seção em que se está determinando
o esforço existir uma carga aplica e que
provoque esse esforço, automaticamente
cria-se duas seções auxiliares...
- Uma seção antes e +
- Uma seção depois, da seção-chave D.E.N
Observação:
❶ segue ilustração como exemplo da criação das
- -
seções auxiliares devido aplicação de carga -8 -8
-8
diretamente na seção-chave
-15 -15
-16 -16
DIAGRAMA ESFORÇO NORMAL
BORJA
Seções-chave
BORJA

1. Visto que o cálculo de V e M é fundamental para o projeto de vigas,


deve-se estudar o comportamento dessas variáveis ao longo da viga;

2. Para realizar esse estudo, basta que faça cortes para distâncias
arbitrárias em toda a extensão da viga. Estas seções devem ser
estudadas em regiões determinadas pelo surgimento ou término de um
novo carregamento:
3. Em termos de projetos estruturais, os diagramas são extremamente
importantes, uma vez que fornecem os valores dos esforços em diferentes
seções (pontos do elemento estrutural) além dos seus valores máximos (em
módulo).

LINHAS DE ESTADO – chama-se linhas de


estado ao estudo gráfico
dos esforços seccionais
ou esforços simples;

BORJA
BORJA

Frequentemente, os esforços internos são obtidos através de seus valores em determinadas


seções, conhecidas como seções-chave.

As seções-chaves delimitam os diferentes trechos de validade das funções dos ESI,


constituindo-se como pontos nos quais os valores devem ser obrigatoriamente registrados nos
diagramas para o seu completo entendimento, uma vez que são essenciais para o
dimensionamento dos elementos estruturais.
Etapa 5 – Determinação dos MOMENTOS FLETORES (kN.m)

BORJA
Etapa 5 – Determinação dos MOMENTOS FLETORES (kN.m)

BORJA
Etapa 5 – Determinação dos MOMENTOS FLETORES (kN.m)

BORJA
Etapa 5 – Determinação dos MOMENTOS FLETORES (kN.m)

BORJA
Etapa 5 – Determinação dos MOMENTOS FLETORES (kN.m)

Lembrete: BORJA

As cargas que “provocam”


esforço de momento fletor nas
seções-chaves para uma viga
horizontal, nesse caso, são as
cargas que estão aplicadas
perpendicularmente em relação
ao eixo longitudinal da mesma.

Observações: MC = 0
❶ Como não existem cargas momentos
aplicadas em nenhuma seção-chave MA = -2x2 - 6x2x1 = -16
neste exemplo, o esforço de Momento
Fletor será determinado diretamente
nessas seções, sem a necessidade da MD = -2x6 - 6x2x5 + 40,5x4 – 6x4x2 = 42
criação das seções auxiliares...

ME = -2x10 - 6x2x9 + 40,5x8 – 6x4x6 – 8x4 = 20


❷ lembrar que a existência das seções
auxiliares DEPENDE do esforço que se
está calculando, logo não se aplicam MB = -2x12 - 6x2x11 + 40,5x10 – 6x4x8 – 8x6 – 4,5x2 = 0
para todos os esforços...
DIAGRAMA MOMENTO FLETOR
BORJA

Lembrete:
No traçado do diagrama do Momento
Fletor, os valores negativos serão
“demarcados/posicionados” acima do
eixo que delimita o bordo superior do
bordo inferior, e os valores positivos
serão “demarcados/posicionados” abaixo
desse eixo.....
DIAGRAMA MOMENTO FLETOR
BORJA

MC = 0
MA = -16

MD = 42

ME = 20

MB = 0
DIAGRAMA MOMENTO FLETOR
BORJA
DIAGRAMA MOMENTO FLETOR
BORJA

q.(l ²)/8 = [6.2²]/8 = 3

q.(l ²)/8 = [6.4²]/8 = 12


DIAGRAMA MOMENTO FLETOR
BORJA
DIAGRAMA MOMENTO FLETOR
BORJA
Etapa 4 – Determinação dos Esforços CORTANTES (kN)

Lembrete:
As cargas que “provocam”
esforço cortante na viga estão
aplicadas perpendicularmente VC d
em relação ao eixo longitudinal
do elemento estrutural. VCa VC
Observações: VCaDigite
= 0a equação aqui.
❶ Ilustração das cargas que provocam o
esforço cortante na viga em estudo
VC
VCd = -2

VAa = -2 – 6x2 = -14


VA VAd
a carga distribuída deve ser VAd = -14 + 40,5 = 26,5
VA

considerada na determinação
esforço cortante...
do VAa
Etapa 4 – Determinação dos Esforços CORTANTES (kN)

VDd
VDa VD VDa = 26,5 – 6x4 = 2,5
VD
VDd = 2,5 – 8 = -5,5
Digite a equação aqui.

VEa VEd
VE VBd
VBa
VEa = -5,5 VBa = -10 VB
VE VB
VEd = -5,5 - 4,5 = -10 VBd = -10 + 10 = 0
DIAGRAMA ESFORÇO CORTANTE

BORJA

26,5

+ +
2,5
0 D.E.C
- -
2 -
5,5

10,0 10,0
14
DIAGRAMA ESFORÇO CORTANTE
BORJA
Lembrete:
C A D E B
Se na seção em que se está determinando
o esforço, existir uma carga aplica e que
provoque esse esforço, automaticamente
cria-se duas seções auxiliares...
- Uma seção antes e
- Uma seção depois, da seção-chave
Observações:
❶ Ilustração das seções auxiliares devido aplicação de
carga na seção-chave
+

-
BORJA
DIAGRAMAS

ESFORÇO
CORTANTE
X

MOMENTO FLETOR

Você também pode gostar