Você está na página 1de 9

1

INSTITUTO INFNET
ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO

Vagner dos Anjos Lage

Teste de Performance
TP-3

Trabalho apresentado no curso de


Arquitetura e Infraestrutura da Tecnologia da
Informação

Professora: Natália Oliveira

Rio de Janeiro

12 de setembro de 2020
2

SUMÁRIO

QUESTÃO 1 3
Resposta 3
QUESTÃO 2 3
1- 3
Resposta 3
2- 3
Resposta 4
3- 4
Resposta 4
QUESTÃO 3 4
Resposta 4
QUESTÃO 4 6
Resposta 6
QUESTÃO 5 6
Resposta 6

Bibliografia 8
3

Questão 01

Descreva com suas próprias palavras os principais motivos que levaram a criação
dos modelos de camadas e porque isso foi tão importante para os projetos de rede
de computadores.

Quando surgiram as redes de computadores, cada fabricante criava seus


componentes seguindo protocolos próprios de comunicação. Isso inviabilizava a
transmissão de dados entre componentes de fabricantes distintos. O principal motivo
para a criação do modelo de camadas foi permitir o estabelecimento de um conjunto
de regras a ser seguido por todos os fabricantes, o qual uniformizou o modo de
transmissão e recebimento de dados e estabeleceu as responsabilidades de cada
um dos componentes da rede.

Os modelos em camadas foram criados para reduzir a complexidade dos projectos


de
redes organizando-os em pilhas ou camadas. o Objetivo da criação deste modelo foi
fazer
com que cada camada oferecesse um determinado serviço às camadas acima,
isolando a
camada que oferece o serviço dos detalhamentos totais de implementação.
Uma importante característica do modelo em camadas é a forma de comunicação.
Para que uma camada de um dispositivo se comunique com a mesma camada de
outro
dispositivo, é necessário que se fazer utilização de um conjunto de regras que
possibilitarão a efetiva comunicação. A este conjunto de regras se denominamos
protocolos.
Os modelos em camadas foram criados para reduzir a complexidade dos projectos
de
redes organizando-os em pilhas ou camadas. o Objetivo da criação deste modelo foi
fazer
com que cada camada oferecesse um determinado serviço às camadas acima,
isolando a
camada que oferece o serviço dos detalhamentos totais de implementação.
Uma importante característica do modelo em camadas é a forma de comunicação.
Para que uma camada de um dispositivo se comunique com a mesma camada de
outro
dispositivo, é necessário que se fazer utilização de um conjunto de regras que
possibilitarão a efetiva comunicação. A este conjunto de regras se denominamos
protocolos.
Os modelos em camadas foram criados para reduzir a complexidade dos projectos
de
4

redes organizando-os em pilhas ou camadas. o Objetivo da criação deste modelo foi


fazer
com que cada camada oferecesse um determinado serviço às camadas acima,
isolando a
camada que oferece o serviço dos detalhamentos totais de implementação.
Uma importante característica do modelo em camadas é a forma de comunicação.
Para que uma camada de um dispositivo se comunique com a mesma camada de
outro
dispositivo, é necessário que se fazer utilização de um conjunto de regras que
possibilitarão a efetiva comunicação. A este conjunto de regras se denominamos
protocolos.

Questão 02

Considerando os principais equipamentos e protocolos de rede estudados e o


modelo de camadas, responda às seguintes questões.

1. Um roteador está inserido em que camada do modelo OSI? Justifique sua

resposta.

A função do roteador é receber os sinais elétricos/ópticos representativos de

um quadro de dados, extrair seu endereço de destino e então decidir por qual

caminho estes sinais devem seguir até chegar ao destino. Como a camada de rede

do modelo OSI tem a função de ordenar o tráfego dos dados entre os nós da rede, o

roteador insere-se nessa camada desse modelo.

2. O switch e o HUB estão inseridos na mesma camada do modelo OSI?

Justifique sua resposta.

O switch repete o sinal para o nó de destino, executando o roteamento dos

dados dentro de uma mesma rede. Como rotear é uma função da camada de rede, o

switch se insere nessa camada.

O HUB tem a função de repetir um sinal para todos os nós da rede, não

executando nenhuma análise sobre os dados, portanto, insere-se na camada física

do modelo OSI.
5

3. No modelo em camadas, qual é a principal função dos protocolos?

Protocolos, protocolos de camadas ou protocolos de comunicação têm a

função de definir a formatação a ser aplicada sobre os dados, o que permite aos

componentes da rede pertencentes a uma mesma camada (transmissor e receptor)

compreender o significado dos mesmos.

Questão 03

Explique com suas próprias palavras as principais características das classes do


endereçamento IP.

Um endereço IPv4 é divido em quatro partes. Cada parte é representada por


1 byte, ou 8 bits - daí cada parte ser chamada de octeto.

 Os endereços com primeiro octeto entre 1 e 126 pertencem à classe A.


 Os endereços com primeiro octeto entre 128 a 191 pertencem à classe B.
 Os endereços com primeiro octeto entre 192 a 223 pertencem à classe C.
 Os endereços com primeiro octeto entre 224 e 239 pertencem à classe D.
 Os endereços com primeiro octeto entre 240 e 255 pertencem à classe E.

Os demais octetos de todas as classes podem apresentar valores entre 0 e


255.

Somente as classes A, B e C são usadas para identificação de redes. A


classe D é reservada para Multicast e a classe E, para utilização futura.

 A classe A reserva o primeiro octeto como identificação da rede.


 A classe B reserva o primeiro e segundo octetos como identificação da rede.
6

 A classe C reserva o primeiro, segundo e terceiro octetos como identificação


da rede.

Os octetos não reservados para identificação da rede servem para identificar


os componentes da rede, utilizando números entre 1 e 254. Os números 0 e 255
desses octetos servem para identificação da própria rede e para envio de
mensagens de broadcast, respectivamente.

 Como a classe A possui três octetos para identificar os hosts, ele pode
identificar 2^(8*3) - 2 hosts.
 Como a classe B possui dois octetos para identificar os hosts, ele pode
identificar 2^(8*2) - 2 hosts.
 Como a classe C possui um octeto para identificar os hosts, ele pode
identificar 2^(8*1) - 2 hosts.
“- 2 hosts” se devem ao fato de ter-se que subtrair dois hosts do resultado final, pois
os números 0 e 255, conforme já dito, não são usados para identificar hosts.

Como se vê, à medida que avançamos entre as classes, o número máximo de


hosts diminui, e como o número de octetos reservados para identificação das redes
aumenta, o número máximo de redes aumenta à medida que avançamos entre as
classes.

Questão 04

Explique com suas próprias palavras o que é NAT. Complete sua explicação
apresentando e explicando os tipos de NAT.

NAT é um processo que permite que o IP privado de um host da rede seja


substituído por um IP público durante o envio de um quadro para um destino fora da
7

rede. De igual modo, o retorno de um quadro para dentro da rede terá o IP público
substituído pelo IP privado, para que o sinal seja transmitido ao host correto.

Quando a conversão para o IP público é definido previamente para cada host,


temos o NAT Estático. Quando existe uma gama de IPs públicos à disposição dos
hosts, para que um seja atribuído ao host no momento do envio dos dados para fora
da rede, tem-se o NAT Dinâmico. Quando um único IP público é compartilhado entre
todos os hosts da rede, tem-se o NAT Overload. Neste caso, a identificação do host
interno é definido pela porta de transmissão dos dados, que é atribuída a cada host
individualmente.

Questão 05

Você trabalha em uma empresa que possui 6 filiais ao redor do mundo. Indique qual
classe de endereços IP você utilizaria, apresentando um plano de endereçamento
para essas filiais, sugerindo a máscara de sub-rede a ser utilizada e os endereços
válidos e não válidos de cada uma das filiais.

Um endereço IP de classe C seria suficiente para todas as filiais da empresa,


pois provavelmente não haveria mais de 254 endereços na rede.

Como um endereço de classe C reserva 8 bits para identificação de cada


host, reservaremos 3 bits para identificação de cada filial e os 5 bits restantes para
identificar cada computador em uma filial.

2^3 = 8 => Poderemos ter até 8 sub-redes.


2^5 = 32 => Cada sub-rede pode ter até 32 endereços disponíveis, o que
equivale a 30 endereços de hosts, 1 endereço de sub-rede e 1 endereço de
broadcast da sub-rede.
Máscar
a 128 192 224 240 248 252 254 255
Peso 128 64 32 16 8 4 2 1
Posição 2^7 2^6 2^5 2^4 2^3 2^2 2^1 2^0
Bits 1 1 1 0 0 0 0 0
8

Logo, a máscara dessa sub-rede será: 255.255.255.224 ou /27.


Abaixo segue o mapeamento de endereços por filial:

filial rede host 1 host 30 broadcast


1 220.175.8.5 220.175.8.6 220.175.8.35 220.175.8.36
2 220.175.8.37 220.175.8.38 220.175.8.67 220.175.8.68
220.175.8.10
3 220.175.8.69 220.175.8.70 220.175.8.99 0
220.175.8.10 220.175.8.13
4 1 220.175.8.102 220.175.8.131 2
220.175.8.13 220.175.8.16
5 3 220.175.8.134 220.175.8.163 4
220.175.8.16 220.175.8.19
6 5 220.175.8.166 220.175.8.195 6

Bibliografia:
9

Network Address Translation. wikipedia. Disponível em:


<https://pt.wikipedia.org/wiki/Network_address_translation/>. Acesso em: 12 set.
2020.

O que é IP? Saiba para que serve e como funciona. infowester. Disponível em:
<https://www.infowester.com/ip.php/>. Acesso em: 12 set. 2020.

Você também pode gostar