Você está na página 1de 4

Charles Spurgeon - 12 dicas para uma pregação

Charles Spurgeon é indiscutivelmente um dos maiores pregadores da história


do cristianismo.
· Ele pregou mais de 600 sermões antes de completar 20 anos.
· A coleção de seus sermões preenche 63 volumes e mais de 20 milhões de
palavras, tornando-se a maior coleção de livros por um único autor cristão.
· Ele falou uma vez para uma audiência de 23.654 pessoas sem o uso de um
microfone ou sistema de som.
· Ele frequentemente pregava dez vezes por semana porque aceitava muitos
convites para falar. 
 
Spurgeon era tão talentoso e influente que não é de admirar que ele ganhou o
apelido de o "Príncipe dos Pregadores".
 
É seguro dizer que todos nós poderíamos aprender muito sobre a pregação de
um pregador tão prolífico.
 
Então aqui estão 12 dicas  que Charles Spurgeon ensinou seus alunos:
 
1. A ORAÇÃO É PREPARAÇÃO DO SERMÃO.
 
Nada o prepara para pregar mais que a oração.
 
"A oração o ajudará singularmente na entrega de seu sermão; De fato, isso irá
poderosamente ajudar a você para pregar. Ninguém é tão capaz de pleitear
com os homens como aqueles que foram lutar com Deus em seu nome. " 

2. INTRODUÇÃO
 
O início de seu sermão deve captar imediatamente nossa atenção.
 
"Eu prefiro fazer a introdução do meu sermão muito parecido com o do criador
da cidade, que toca a campainha e grita: 'Oh, sim! Ah sim! Isto é para dar
aviso, "apenas para deixar as pessoas saberem que ele tem notícias para eles,
e quer que eles escutem. Para fazer isso, a introdução deve ter algo
impressionante nela.
 
3. SERMÕES LONGOS SÃO RESULTADOS DE UM ESTUDO NÃO
SUFICIENTE.
 
É preciso um nível mais elevado de preparação e disciplina para dizer menos.
 
"Brevidade é uma virtude ao alcance de todos nós; Não podemos perder a
oportunidade de ganhar o crédito que ela traz. Se você me perguntar como
você pode encurtar seus sermões, devo dizer, estude-os melhor. Gaste mais
tempo no estudo que você pode precisar menos no púlpito. Estamos
geralmente mais longo quando temos menos a dizer. " 
 
4. VARIE SUA VOZ
 
Ninguém quer ouvir um pregador monótono.
 
"Que pena que um homem que de seu coração ,entregasse doutrinas de
indiscutível valor, na linguagem mais apropriada, devesse cometer suicídio
ministerial tocando apenas uma corda, quando o Senhor lhe tivesse dado um
instrumento de muitas cordas para brincar! Infelizmente! Para aquela voz
melancólica, cantarolava e zunia como uma roda de moinho para o mesmo giro
musical, se seu proprietário falou do céu ou inferno, vida eterna ou ira
eterna. Poderia ser, por acidente, um pouco mais alto ou mais suave, de acordo
com o comprimento da frase, mas seu tom era ainda o mesmo, um desperdício
de som sombrio, um discurso  em que não havia nenhum relevo possível,
nenhuma variedade , sem música, nada, a mesmice horrível. 
  
5. PRATICAR O QUE PREGA
 
Sua vida fora do púlpito ofusca sua mensagem nele.
 
"Todos nós ouvimos a história do homem que pregava tão bem e vivia tão mal,
que quando ele estava no púlpito todo mundo dizia que nunca deveria voltar a
sair, e quando ele estava fora, todos falavam que nunca deveria pregar
novamente ... Não confiamos nas pessoas que têm dois rostos, nem os homens
acreditam naqueles cujos testemunhos verbais e práticos são
contraditórios. Ações, de acordo com o provérbio, falam mais alto que palavras,
então uma vida doente vai efetivamente afogar a voz do ministério mais
eloqüente. " 
 
 
6. ENUNCIADO
 
A comunicação clara começa com enunciação clara.
 
"Tome muito cuidado com as consoantes, enuncie cada uma delas
claramente; São as características e expressão das palavras. Praticar
infatigavelmente até que você dê a cada uma das consoantes seu devido
valor; As vogais têm uma voz própria, e, portanto, eles podem falar por si
mesmas. Em todos os outros assuntos exerça uma disciplina rígida até que
tenha dominado a sua voz, e tê-la na mão como um cavalo bem treinado. " 
 
 
7. O SILÊNCIO É OURO
 
Uma pausa também pode prender o ouvinte com atenção.
 
"Sabe fazer uma pausa. Faça um ponto de interjeição excitando os parênteses
do silêncio. O discurso é prata, mas o silêncio é ouro quando os ouvintes estão
desatentos. 
 
 8. USE GESTOS NATURAIS
 
Seja você mesmo, não uma imitação barata de outra pessoa.
 
"Seu maneirismo deve ser sempre o seu, nunca deve ser uma mentira,a
simulação da paixão, a simulação de emoção, ou a mímica do modo de entrega
de outro homem.
 
9. APELAÇÃO AO AUTO-INTERESSE DOS POVOS
 
Abraçar o fato de que cada pessoa é o seu assunto favorito.
 
"Sugiro novamente que, para garantir a atenção através de um discurso,
devemos fazer com que as pessoas sintam que têm interesse no que lhes
estamos dizendo. Este é, na verdade, um ponto essencial, porque ninguém
dorme enquanto ele espera ouvir algo a seu favor. Já ouvi falar de coisas muito
estranhas, mas nunca ouvi falar de uma pessoa que vai dormir enquanto escuta
uma mensagem que ele esperava ouvir, nem ouvi falar de um prisioneiro que
vai dormir enquanto o juiz estava dando a sentença, E sua vida estava
pendente em perigo. O auto-interesse desperta a atenção. Pregue sobre temas
práticos , presentes, assuntos pessoais, e você vai conseguir uma audiência
interessada." 
 
10. CONHEÇA HISTÓRIAS
 
Uma boa história atrai a atenção.
 
"Muitas vezes vi um pobre companheiro de pé no corredor do Templo. Por que,
ele se parece com um pardal que entrou em uma igreja, e não pode sair
novamente! Ele não consegue perceber que tipo de culto é;  Começa a contar
quantas pessoas sentam na primeira fila na galeria, e todos os tipos de ideias
passam por sua mente. Agora eu quero atrair sua atenção; Como vou fazer
isso? Se eu citar um texto das Escrituras, ele pode não saber o que significa, e
pode não estar interessado nela. Devo colocar um pouco de latim no sermão,
ou citar o original hebraico ou grego do meu texto? Isso não serve para esse
homem. O que devo fazer? Ah! Eu sei uma história que vai, eu acredito,
despertar sua atenção."

11. PREGUE SOBRE CRISTO


 
Sempre preguem o simples evangelho.
 
"De tudo o que eu gostaria de dizer isto é o resumo; Meus irmãos, pregai
Cristo, sempre e sempre. Ele é todo o evangelho. Sua pessoa, seus serviços e
seu trabalho devem ser o nosso grande e abrangente tema. O mundo ainda
precisa conhecer sobre seu Salvador e do caminho para alcançá-lo ... Não
somos chamados a proclamar a filosofia e a metafísica, mas o simples
evangelho. A queda do homem, a sua necessidade de um novo nascimento, o
perdão através de uma expiação e salvação, como o resultado da fé, estes são
o nosso machado de guerra e armas de guerra." 
 
12. CONVITE PARA  A AVALIAÇÃO
 
Mesmo os melhores pregadores deslizam em maus hábitos.
 
"Peça a um amigo que lhe diga suas falhas, ou melhor ainda, deem as boas-
vindas a um inimigo que o vigiará atentamente e falará a verdade. Que bênção
será para um homem sábio, que intolerável incômodo para um tolo! Corrija-se
com diligência e frequência, ou você cairá em erros de surpresa, tons falsos
crescerão, e hábitos desleixados formarão insensivelmente; Portanto, critique-
se com cuidado incessante. 
 
 
Brandon Hilgemann

Você também pode gostar