Você está na página 1de 12

Índice

Introdução..................................................................................................................................................1
Resolução dos exercícios...........................................................................................................................2
Conclusão...................................................................................................................................................8
Referências Bibliográficas........................................................................................................................9
Introdução

O transporte é responsável por todo e qualquer atividade econômica, sem ele, não há
desenvolvimento em uma cidade, região ou país. Para se comprar uma roupa, por exemplo, o
algodão teve que ser levado à fábrica de tecidos. Posteriormente, foi transportado ao local de
confecção de roupas, para então estar disponíveis em lojas. Como se pode perceber o transporte
está intimamente ligado às diversas atividades. Sendo assim, transporte é um meio que viabiliza
de forma econômica os deslocamentos para satisfação de necessidades pessoais ou coletivas,
sendo que, os maiores benefícios produzidos são a mobilidade e acessibilidade. O transporte é o
principal responsável pela movimentação de um fluxo material, de forma eficaz e eficiente,
desde um ponto fornecedor até um ponto consumidor. Por isso, é o responsável pela grande
parcela dos custos logísticos dentro da maioria das empresas e possui participação significativa
no PIB em nações com relativo grau de desenvolvimento.

1
Objectivos

 Objectivo Geral
Falar dos meios de transportes

 Objectivos Específicos
Falar de:

Importância do sistema de transporte no desenvolvimento socioecónomico de um país.

As vias de comunicação mas usadas para transporte de produtos para o comercio.

Corredores de desenvolvimento

Vias de comunicação mas baratas e maior capacidade de carga

Evolução da comunicação

2
Resolução dos exercícios

1. Os transportes correspondem ao conjunto de materiais e instrumentos técnicos utilizados


no deslocamento de pessoas e cargas de um lugar para o outro e meios de transportes são
recursos diversos e diferentes usados para transportar, levar, fazer deslocar mercadorias,
bens, produtos e pessoas de um lugar para o outro praticamente não há diferença.

2. A importância dos transportes no desenvolvimento económico e social das regiões é que


hoje em dia os transportes são muito importantes porque nos facilitam muito a vida. Os
transportes aproximaram localidades em termos de distância e de tempo, o que vai facilitar
com que as pessoas venham a chegar ao local pretendido mais rapidamente. Os transportes
tornaram-se importantes para o desenvolvimento económico e social porque fazem com que
a população chegue a vários locais como os seus trabalhos, as suas casas, locais de lazer,
locais para fazerem compras entre outros. Estes também têm outras vantagens como geram
emprego, influenciam a distribuição espacial das actividades económicas, incentivam o
alargamento dos mercados, etc. Podemos assim concluir que os transportes são muito
importantes no desenvolvimento económico e social das regiões porque facilitam muito a
vida da população face ao seu deslocamento e quebram o isolamento das populações.

3. Transporte aquático é vantajoso na medida em que transportam grandes quantidades de


cargas a longas distâncias, sendo um transporte muito utilizado para comércio interno e
externo, bem como para o turismo (viagens de barco, cruzeiros, etc.) e transporte de pessoas
(barcos, bascas, navios). Além disso, é considerado o transporte de menor impacto
ambiental, visto que em relação aos outros, apresenta baixos índices de poluição.

Vantagens:
Baixo custo de operação por passageiro

3
•Alta previsibilidade do tempo de viagem
•Elevada segurança pessoal e quanto a acidentes
•Reduzido índice de poluição por passageiro
•Capacidades de integração e desenvolvimento de regiões litorâneas e ribeirinhas, inclusive o
incentivo às atividades turísticas
•Adequabilidade ao transporte de massa
•Investimentos em infra-estrutura relativamente baixos

4. A influência das condições naturais na circulação de determinados meios de transportes:

-Para os transportes terrestres sobre tudo as rodovias em períodos chuvosos, quando há


enchentes, as vias tornam se intransitáveis.

-Para os transportes aéreos, a má condição do tempo impede, ventos fortes, tempestades, chuvas
intensas acompanhas de ventos fortíssimos impede os pousos e decolagens no aeroporto,
inviabilizando a circulação condigna dos transportes aéreos.

5. Durante muitos anos o homem não conheceu outro meio transporte e locomoção além das
próprias pernas. Depois de observar que a madeira na agua flutuava, cortavam troncos de
arvores e desciam o rio abaixo pela correnteza. Bem mais tarde, uniram diversos troncos
bem amarrados e colocaram uma vela de pano ou de pele de animal que ao receber o vento,
fazia deslocar a pequena jangada ao destino desejado.

6. Os animas usados pelo homem como primeiros meios de transporte terrestre são: os cavalos,
os elefantes e camelos. O camelo também chamado de navio do deserto por sua capacidade
de suportar enormes caminhadas sem parar para beber.

4
7. Era da fala – inicia-se cerca de 35 e 40 mil anos atrás, e acredita-se que com o
aparecimento do “Cro-Magnon” que é marcado pela cultura oral. A fala possibilitou o
homem dar um salto no desenvolvimento humano, pois através da fala foi possível
transmitir mensagens complexas, como também contestar aquilo que foi exposto. Foi
nesta época que o homem começou a incluir a arte, sendo as pinturas rupestres as
primeiras tentativas de armazenar informações.

8. Revolução industrial provocou uma revolução nos transportes. 

Em 1830, George Stephenson inventou a locomotiva a vapor, e consequentemente surgiram


as ferrovias que evoluíram rapidamente, sendo encontradas nos Estados Unidos, Inglaterra,
Alemanha e Bélgica. Em 1850, surgiu a navegação a vapor. Com as estradas de ferro e as
embarcações a vapor, o transporte das mercadorias ficou mais rápido, o custo do transporte
foi reduzido, e aumentou a troca de mercadorias. Consequentemente, a revolução dos
transportes contribuiu para a ascensão do processo de industrialização. A Revolução
Industrial consistiu em um conjunto de mudanças tecnológicas com profundo impacto no
processo produtivo em nível econômico e social. Iniciada na Inglaterra em meados do século
XVIII, expandiu-se pelo mundo a partir do século XIX. 

Ao longo do processo (que de acordo com alguns autores se registra até aos nossos dias), a era da
agricultura foi superada, a máquina foi superando o trabalho humano, uma nova relação entre
capital e trabalho se impôs, novas relações entre nações se estabeleceram e surgiu o fenômeno da
cultura de massa, entre outros eventos. Essa transformação foi possível devido a uma
combinação de fatores, como o liberalismo econômico, a acumulação de capital e uma série de
invenções, tais como o motor a vapor. O capitalismo tornou-se o sistema econômico vigente.

9. Os meios de transporte não ficaram estagnados. Conforme o tempo passou e as necessidades


dos homens mudaram, a forma de se transportar também evoluiu. Hoje, pode-se dizer que a

5
distância foi vencida: a velocidade permitiu ao homem chegar cada vez mais longe em
menos tempo.
Para chegar a esse estágio de tamanha eficiência, os transportes precisaram evoluir de
acordo com os conhecimentos que a humanidade ia adquirindo. O exemplo mais
extraordinário é a Expansão Marítima, no século XV. O conhecimento adquirido para
construir um meio de transporte aquaviário tornou possível a saída dos europeus do seu
continente. Esse fato deu início a descoberta de novas terras como a América.

10. As desvantagens dos transportes ferroviários são:

Não possui flexibilidade de percurso;


Necessidade maior de transbordo
Elevada dependência de outros transportes
Pouco competitivo para pequenas distancias;
Horários poucos flexíveis;
Elevado custos de manuseio e manutenção.

11. A Via mais barata e suporta grandes cargas é a via aquática e as suas desvantagens são:

o Baixa velocidade e falta de flexibilidade para transporte de carga;


o Passagem da mercadoria pela alfândega, fato que torna a entrega demorada;
o Distância aos centros de produção;
o Danos ou perdas das cargas;
o É influenciado pelas condições do clima.

6
12. No contexto do desenvolvimento dos países e das sociedades, os meios de transporte são
uns dos principais elementos para garantir a infraestrutura, ou seja, o suporte material para
que tal crescimento instrumentalize-se.
Quanto maior o crescimento econômico de um determinado país – o que equivale dizer
que há uma maior presença de indústrias, atividades agrárias e comerciais –, maior a
demanda e a pressão sobre os meios de transporte. Nesse caso, se esses meios não
tiverem uma estrutura adequada para suportar essa carga, fatalmente o desenvolvimento
desse país encontrará maiores desafios e dificilmente se concretizará. Por esse motivo,
dizemos que os transportes, ao lado da comunicação, são elementos estratégicos para
qualquer país ou governo.

13. O corredor de desenvolvimento é uma área que liga dois polos, podendo ter seu nível de
desenvolvimento elevado devido a sua localização. O corredor de desenvolvimento passa a
sê-lo a partir do momento em que são determinados objetivos de desenvolvimento para esta
faixa de ligação entre pontos. Assim, o corredor deve ser orientado de acordo com seus
objetivos para então assumir uma forma e ser alvo de medidas estratégicas. Não é possível
que se adote um único modelo geral de desenvolvimento de estratégia para corredores de
desenvolvimento para todas as regiões visto que cada uma possui peculiaridades que a torna
diferente das demais. Estes aspectos precisam ser analisados em conjunto para que se tenha
uma visão geral a partir de elementos particulares. 

14. OS três corredores de desenvolvimento existentes são: Maputo, Beira e Nacala.

15. O corredor de desenvolvimento da Beira visa desenvolver a cidade da beira particular e


Moçambique em geral e outros países vizinhos. O Corredor de Desenvolvimento da Beira,
que em termos ferroviários liga Moçambique, Zimbabwe, Zâmbia, Botswana e a República

7
da África do Sul.Com este corredor Moçambique sai ganhando e outros países também
acima citados.

16. A poluição do ar nas cidades é hoje uma das mais graves ameaças à nossa qualidade de vida.
Os principais causadores da poluição do ar são os veículos automotores e as locomotivas.
Os gases que saem do escapamento contêm monóxido de carbono, óxidos de nitrogênio,
hidrocarbonetos, óxidos de enxofre e material particulado (fumaça, quantidade desses gases
depende do tipo e da qualidade do combustível e do tipo e da regulagem do motor. Quanto
melhor é a queima do combustível, ou melhor dizendo, quanto melhor regulado estiver seu
veículo, menor será a poluição.

A presença desses gases na atmosfera não é só um problema para cada uma das pessoas,
é um problema para toda a coletividade de nosso planeta.
O monóxido de carbono não tem cheiro, não tem gosto e é incolor, sendo difícil sua
identificação pelas pessoas. Mas é extremamente tóxico e causa tonturas, vertigens,
alterações no sistema nervoso central e pode ser fatal, em altas doses, em ambientes
fechados.

O dióxido de enxofre, presente na combustão do diesel, provoca coriza, catarro e danos


irreversíveis aos pulmões e também pode ser fatal, em doses altas.
Os hidrocarbonetos, produtos da queima incompleta dos combustíveis (álcool, gasolina
ou diesel), são responsáveis pelo aumento da incidência de câncer no pulmão, provocam
irritação nos olhos, no nariz, na pele e no aparelho respiratório.
A fuligem, que é composta por partículas sólidas e líquidas, fica suspensa na atmosfera e
pode atingir o pulmão das pessoas e agravar quadros alérgicos como asma e bronquite,
irritação de nariz e garganta e facilitar a propagação de infecções gripais.
A poluição sonora provoca muitos efeitos negativos. Os principais são: distúrbios do
sono, estresse, perda da capacidade auditiva, surdez, dores de cabeça, distúrbios
digestivos, perda de concentração, aumento do batimento cardíaco e alergias.

8
9
Conclusão

Meios de Transportes são utilizados diariamente por nós e extremamente necessários para o
andamento de nossas vidas. Necessários para nossa própria locomoção, transporte de produtos
essenciais para nossa sobrevivência e etc. Os principais e mais utilizados por nós são separados
em 4 categorias. Os Aéreos, como aviões e helicópteros, que se locomovem nos céus. Os
Rodoviários, como carros, caminhões e ônibus, que se locomovem em ruas e rodovias podendo
transportando pessoas e mercadoria. Os Ferroviários, por trilhos, como trens, metrôs, etc. E os
Marítimos, como navios, barcos e balsas, que se locomovem por mares e oceanos.

10
Referências Bibliográficas

PEREIRA, Djalma Martins; Sistemas de transportes; Disponível em


(http://www.projeta.com.br/imagens_arquivos/artigos/files/arquivos/EngTransp/Apostila-
Sistemas%20De%20Transportes-2013.pdf)

ALBINO, Sidónia; JOAQUIM, Luís Deixa; Manual de Geografia dos transportes, comunicação
e turismo; Universidade Católica de Moçambique; Beira.

https://brainly.com.br/tarefa/9923244#readmore

https://pt.wikipedia.org/wiki/Geografia_do_transporte

http://geografia1107.blogspot.com/2008/05/importncia-dos-transportes-no_16.html

http://meios-de-transporte.info/transporte-aquatico.html

https://www.infojovem.org.br/infopedia/descubra-e-aprenda/transporte/transporte-e-meio-ambiente/

11

Você também pode gostar