Você está na página 1de 6

INTER RESEARCH

28/12/2021

Inter Research: CriptoWorld Ed.8.21


Soluções de escalabilidade para blockchains
Ativo Δ% 1Mês Δ% Ano Δ% 12m

Vitreo Cripto Metals 1,2% 23,1% 23,2%


Atualmente, a escalabilidade é um dos principais problemas que impedem a adoção
Vitreo Criptomoedas -3,0% 139,1% 141,4%
em massa de criptomoedas como Bitcoin e Ethereum. Enquanto as tradicionais redes de
Hashdex 20 N. Crypto -0,6% 29,6% 30,1%
pagamento podem transacionar dezenas de milhares de transações por segundo (TPS),
como por exemplo a Visa que, segundo a própria empresa, suporta até 65 mil TPS, a Hashdex 40 N. Crypto -1,8% 57,5% 58,9%

blockchain do Bitcoin suporta no máximo sete, e a do Ethereum suporta por volta de 20. HASH11 -8,6% - -

QBTC11 - - -

Vale ressaltar, todavia, que há blockchains que focam quase exclusivamente em


(em 27/12/21)
escalabilidade e, dessa forma, conseguem alcançar resultados extraordinários. É o caso
da principal concorrente do Ethereum: Solana (SOL), que suporta em média mais de 50
Desempenho dos ativos
mil TPS. Entretanto, como veremos mais adiante, há um tradeoff entre escalabilidade,
descentralização e segurança.

O Bitcoin é um caso especial, pois sua principal proposta de valor é a de ser uma moeda
com qualidades superiores às moedas fiduciárias atualmente utilizadas. Além disso,
o Bitcoin utiliza a primeira blockchain já desenvolvida, e hoje possui o maior market
share do mercado de criptos. Portanto, iremos focar na tecnologia subjacente a essa
criptomoeda neste relatório.

Gabriela Cortez Joubert, CNPI


gabriela.joubert@bancointer.com.br

Fernando Urbano
fernando.rocha@bancointer.com.br

Vitor Carvalho
vitor.carvalho@bancointer.com.br

Bitcoin e Escalabilidade

Segundo a literatura relacionada ao assunto, uma moeda deve servir como


meio de troca, unidade de conta e reserva de valor. Apesar de, até então, a
tecnologia blockchain ter se mostrado resiliente em seu propósito de garantir escassez,
segurança e previsibilidade aos proprietários de bitcoins, fato utilizado pelos que
defendem que essa criptomoeda pode funcionar como uma reserva de valor e como
uma unidade de conta tradicional, sua falta de escalabilidade definitivamente a coloca
distante de um meio de troca amplamente utilizado.

Cada bloco minerado é acrescentado à blockchain do Bitcoin em média a cada 10 minutos.


Assim, as transações só são efetivadas em um intervalo discreto de tempo, sendo que
www.bancointer.com.br
INTER RESEARCH
28/12/2021

tal intervalo pode vir a ser consideravelmente longo. Para compreender as implicações deste fato, imagine que após
passar o cartão de crédito no caixa de um supermercado fosse necessário esperar ao menos cinco minutos para que o
pagamento se efetivasse. Esse tempo de espera é inaceitável para inúmeras atividades nos dias de hoje. Independente
das diversas vantagens que o Bitcoin possui, é improvável que as empresas e os indivíduos relevem esse problema e
passem a fazer uso dessa criptomoeda em seu cotidiano ao considerarem as comodidades proporcionadas pelos meios
de pagamento tradicionais.

Os altos custos de transação incorridos são, provavelmente, ainda mais impactantes do que o tempo de
espera. Os mineradores, por meio de taxas, são incentivados a gastar energia para resolver os desafios computacionais
necessários para minerar blocos, essa é a raiz do algoritmo que garante a segurança do sistema. É possível determinar
o valor da taxa que será direcionado ao minerador ao enviar uma transação. As transações contendo as maiores taxas
possuem prioridade e, portanto, apresentam maior probabilidade de serem anexadas ao próximo bloco a ser minerado.

Em última instância, o tempo de espera é determinado pela lei da oferta e da demanda. Quem estiver
disposto a pagar mais caro que a média do mercado, provavelmente conseguirá garantir que sua transação seja efetivada
no próximo bloco. Em contrapartida, quem quiser pagar menos que a média deverá esperar um tempo suficientemente
longo para que sua transação seja escolhida em detrimento das outras contidas no mempool - local de espera das
transações não confirmadas.

Hoje, a taxa média por transação está em torno de USD 2, ou BRL 11,5. Tal custo é extremo, principalmente para realização
de microtransações. Esses fatores contribuem para refutar a ideia de que o bitcoin poderá substituir o papel das moedas
tradicionais.

Como tornar o Bitcoin mais escalável

A solução óbvia e, possivelmente, a primeira a ser sugerida é a de simplesmente aumentar o tamanho


de armazenamento dos blocos, a fim de torná-los capazes de processar mais dados, o que por sua vez
reduziria o custo e o tempo de espera médio por transações.

A Visa alcançou um pico de 47 mil transações por segundo em dezembro de 2013. Considerando que os blocos são
minerados a cada 10 minutos e que cada transação ocupa em média 300 bytes de memória, seria necessário que cada
bloco suportasse 8 gigabytes para que essa blockchain fosse capaz de processar a mesma quantidade de dados que a

www.bancointer.com.br
INTER RESEARCH
28/12/2021

Visa. A cada ano seriam gerados 400 terabytes a mais de informações. dos dois membros. Após cada transação, o estado final do canal é
atualizado. Caso se queira finalizar o canal e sacar os recursos, só
A descentralização associada à tecnologia do Bitcoin só é garantida é preciso transmitir à blockchain as transações relacionadas a sua
quando os usuários comuns possuem a capacidade de acessar todas as abertura e ao seu estado final.
transações registradas na blockchain, pois somente assim conseguem
anexar novas transferências e verificar a integridade da rede de forma O participante que agir de má fé e tentar transmitir um estado anterior
independente, sem necessitar de um intermediário. Quanto mais ao final para blockchain é penalizado: todos os recursos que transferiu
espaço requisitado para obter essas informações, mais caro se torna inicialmente para o canal é transferido para sua contraparte. Os
acessá-las na íntegra, o que desincentiva as pessoas a buscarem realizar detalhes de como isso é possível são complexos, entretanto, basta
esse processo por conta própria. Uma consequência intrinsecamente compreender que a Lightning Network desenvolveu uma estrutura de
oposta à real meta de Satoshi Nakamoto ao desenvolver o Bitcoin. incentivos que garante o alinhamento de interesses entre as partes.

Lightning Network Assim, mediante o uso dessa rede, seus participantes são poupados
de usar diretamente a blockchain para transmitir a maior parte das
El Salvador foi a primeira nação que adotou o Bitcoin como transações que realizam, ou seja, são poupados do tempo de espera
moeda de curso legal. Para que a população desse país realmente e de altas taxas para mineração. Cabe ressaltar que, assim como
utilizasse essa criptomoeda, entretanto, era necessário resolver os uma rede, não é preciso que todos os nodes (nós) tenham um canal
problemas de escalabilidade. Diante deste contexto, os salvadorenhos, de pagamento entre todos os outros nodes. Os usuários podem
com suporte do próprio governo, passaram a fazer uso da rede estabelecer canais indiretos mediante outros canais já estabelecidos
Lightning, que cresceu mais de 11.000% desde então. para realizar transações.

A Lightning Network consiste em um protocolo que permite Os idealizadores da Lightining Network acreditavam que
a realização de transferências off-chain em paralelo à realizar adaptações na própria blockchain para tornar
blockchain do Bitcoin. Isso significa que as transações realizadas o Bitcoin escalável era um processo intrinsecamente
nessa rede não são registradas à priori na blockchain e, assim, arriscado, e comprometia outras qualidades importantes
dispensam o trabalho dos mineradores, o que as torna instantâneas e para manter a descentralização. Como citado anteriormente,
extremamente baratas. Solana apresenta uma escalabilidade extraordinária, todavia há
apenas 200 nodes que possuem a capacidade computacional mínima
Primeiramente, para entender os fundamentos dessa tecnologia, é exigida para rodar a blockchain independente. Em relação ao Bitcoin,
preciso ter em mente que devido às técnicas criptográficas avançadas por outro lado, estima-se que há mais de 100 mil nodes.
que compõem uma blockchain, é possível assinar transações sem
revelar informação sobre a chave privada subjacente utilizada. Cada Como quase todos os projetos relacionados ao setor de criptos, a
endereço possui uma chave única. Lightning Network ainda está em sua fase inicial de implementação,
e é de se esperar que essa rede deva passar por diversas adaptações
A Lightning funciona a partir da criação de canais de e upgrades nos próximos anos antes de ser utilizada em massa. Além
pagamentos entre duas contrapartes. Esses canais de disso, não é possível prever se não haverá falhas irreparáveis intrínsecas
pagamento são concebidos quando ambas as partes concordam a essa nova tecnologia.
em depositar recursos em um mesmo endereço por meio de uma
transação multi-assinatura (transações que exigem mais de uma Além disso, há outras soluções que estão sendo desenvolvidas nesse
assinatura). momento. A Lightning, por ser uma tecnologia estritamente derivada
das propriedades da blockchain do Bitcoin, é categorizada como
Após a criação do canal, é possível realizar transferências sobre o layer 2 solution, ou solução de camada 2. Uma solução alternativa
montante que cada participante havia comprometido em depositar, são as sidechains, que fazem uso de uma blockchain própria e, por
entretanto, essas transferências só são válidas após a assinatura conseguinte, possuem um token nativo. Um exemplo de sidechain até

www.bancointer.com.br
INTER RESEARCH
28/12/2021

então bem-sucedido, porém focado no Ethereum, é o Polygon (MATIC).


Por utilizar o algoritmo de consenso Proof of Stake, diferentemente
de Ethereum que usa Proof of Work, transações que fazem uso da
sidechain do Polygon são efetivadas em menos tempo e apresentam
menor custo.

No Inter, você pode investir em criptoativos através dos


seguintes fundos e ETFs:

1. Vitreo Cripto Metals Blend FIC FIM;


2. Vitreo Criptomoedas FIC FIM IE*;
3. Hashdex 20 Nasdaq Crypto Index FIC FIM (20/80 cripto e renda
fixa);
4. Hashdex 40 Nasdaq Crypto Index FIC FIM* (40/80 cripto e renda
fixa);
5. HASH11, ETF de criptomoedas da Hashdex;
6. QBTC11, ETF 100% Bitcoin.
*somente para investidores qualificados

www.bancointer.com.br
INTER RESEARCH
28/12/2021

Preço do Bit coin (US$ Mil) Et hereum (ETH)


70 Retorno em US$ em 12 meses

60

436,7%
50
400,0%

40

30

20

10 28,3%
0,0%

21

21

2
02

02

02
20

20
2

l/ 2

2
n/

r/

n/
ut
8

Ju
Ab
Ja

Ja
01

01

02

02

02

O
2

2
1922−01−01
n/

n/

n/

n/

n/
Ja

Ja

Ja

Ja

Ja
Ethereum S&P
Fonte: Yahoo Finance, Banco Inter; Data−base: 28/12/2021 Fonte: Yahoo Finance, Banco Inter; Data−base: 28/12/2021

Of ert a M on et ária d e Bit coin (M ilh ões) Correlação Móvel de 1 Ano


Oferta Máxima (21 Milhões)
20 ,0
40%
18 ,9

15,0

20%

10 ,0

0%
5,0

0 ,0
19

20

21

22
1
5
2
9

8
01

20

20

20

20
01

02
01
00

n/

n/

n/

n/
/2
/2

/2
/2
/2

Ja

Ja

Ja

Ja
ez
ez

ez
ez
ez

D
D

D
D
D

BTC vs. Ouro BTC vs. S&P BTC vs. IBOV


Fon t e: Coin m et rics, Ban co In t er; D at a−b ase: 0 7/12/20 21 Fonte: Bloomberg, Banco Inter

Volat ilidade Diária Anualizada Ofert a Monet ária nos EUA (Trilhões) − M2
Desvio Padrão Móvel de 1 Ano
21,3
100,0%
20

75,0% 18

15 15,1
50,0%
13,7
12
12,1
25,0% 10,9
10
9,5
8,4
19

20

21

22
20

20

20

20
n/

n/

n/

n/

1
00

01

01

01

02
Ja

Ja

Ja

Ja

/2

/2

/2

/2

/2
ov

ov

ov

ov

ov
N

Bitcoin Ethereum S&P


Fonte: Yahoo Finance, Banco Inter; Data−base: 28/12/2021 Fonte: FRED, Banco Inter

www.bancointer.com.br
INTER RESEARCH
28/12/2021

Disclaimer

Este material foi preparado pelo Banco Inter S.A. e destina-se à informação de investidores, não constituindo oferta de com-
pra ou venda de títulos ou valores mobiliários. Os ativos discutidos neste relatório podem não ser adequados para todos os
investidores.
Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira e as necessidades específicas de
qualquer investidor em particular. Aqueles que desejem adquirir ou negociar os ativos objeto de análise neste material devem
obter as informações pertinentes para formarem sua própria convicção sobre o investimento.
As decisões de investimento devem ser realizadas pelo próprio investidor. É recomendada a leitura dos prospectos, regula-
mentos, editais e demais documentos descritivos dos ativos antes de investir, com especial atenção ao detalhamento do ris-
co do investimento. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao capital
investido. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros.
As informações, opiniões e estimativas contidas no presente material foram obtidas de fontes consideradas confiáveis pelo
Banco Inter S.A. e este relatório foi preparado de maneira independente.
Em que pese tenham sido tomadas todas as medidas razoáveis para assegurar a veracidade das informações aqui contidas,
nenhuma garantia é firmada pelo Banco Inter S.A. ou pelos analistas responsáveis quanto à correção, precisão e integridade
de tais informações, ou quanto ao fato de serem completas. As informações, opiniões, estimativas e projeções contidas nes-
te documento referem-se à data em que o presente material foi disponibilizado e estão sujeitas a mudanças, não implicando
necessariamente na obrigação de qualquer comunicação, atualização ou revisão do presente material.
O analista de valores mobiliários responsável por este relatório declara que as recomendações e análises refletem única e
exclusivamente as suas opiniões pessoais e que foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à pessoa
jurídica à qual está vinculado, podendo, inclusive, divergir com a de outros analistas do Banco Inter S.A., ou ainda com a de
opinião de seus acionistas, instituições controladas, coligadas e sob controle comum (em conjunto, “Inter”).
Nos termos da regulamentação em vigor, a área de research do Inter é segregada fisicamente de outras atividades que po-
dem ensejar potenciais conflitos de interesses.
O Banco Inter S.A. e as demais empresas do Inter poderão, respeitadas as previsões regulamentares, vender e comprar em
nome próprio, de clientes e/ou via fundos de investimentos sob gestão, valores mobiliários objeto do presente relatório,
bem como poderão recomendá-los aos seus clientes, distribuí-los, prestar serviços ao emissor do valor mobiliário objeto do
relatório que enseje em pagamento de remuneração ao Banco Inter S.A. ou a empresas do Inter, ou, ainda, na hipótese do
presente relatório ter como objeto fundo de investimento, originar ativos que serão adquiridos pelo veículo objeto do presen-
te relatório.
O Banco Inter S.A. e outras empresas do Inter podem ter interesse financeiro e/ou comercial em relação ao emissor ou aos
valores mobiliários objeto do relatório de análise, ou até mesmo participação societária em emissores objeto do presente
relatório, suas controladas, controladores, coligadas e/ou sociedades sob controle comum.
Ademais, o analista responsável pelo presente relatório declara que:
(i) os analistas de valores mobiliários envolvidos na elaboração do presente relatório não possuem vínculo com pessoa natu-
ral que trabalha para o emissor objeto do relatório;
(ii) os analistas de valores mobiliários envolvidos na elaboração, seus cônjuges ou companheiros, são direta ou indiretamen-
te, em nome próprio ou de terceiros, titulares de valores mobiliários objeto do relatório de análise;
(iii) os analistas de valores mobiliários envolvidos na elaboração, seus cônjuges ou companheiros, são direta ou indiretamen-
te envolvidos na aquisição, alienação e/ou intermediação dos valores mobiliários objeto do relatório;
(iv) os analistas de valores mobiliários envolvidos na elaboração do relatório, seus cônjuges ou companheiros, possuem dire-
ta ou indiretamente, interesse financeiro em relação ao emissor objeto do relatório de análise; e
(v) a sua remuneração e dos analistas de valores mobiliários envolvidos na elaboração do presente relatório é direta ou indi-
retamente, influenciada pelas receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pelo Banco Inter.
Por sua vez, ante a ativo objeto de análise, o Inter declara que:
(i) não possui participações societárias relevantes no emissor objeto do relatório de análise ou em que o emissor objeto do
relatório de análise, suas controladas, seus controladores ou sociedades sob controle comum tenham participações relevan-
tes nos analistas de valores mobiliários pessoa jurídica, suas controladas, seus controladores ou sociedades sob controle
comum;
(ii) possui interesses financeiros e comerciais relevantes em relação ao emissor ou aos valores mobiliários objeto do relatório
de análise;
(iii) não está envolvidas na aquisição, alienação ou intermediação dos valores mobiliários objeto do relatório de análise; e
(iv) não recebe remuneração por outros serviços prestados para o emissor objeto do relatório de análise ou pessoas a ele
ligadas.
Para maiores informações, é recomendável que os destinatários consultem a Resolução CVM/20, de 25 de fevereiro de 2021,
e, também, o Código de Conduta da Apimec para o Analista de Valores Mobiliários.
Este material não pode ser reproduzido, distribuído ou publicado por qualquer pessoa, para quaisquer fins sem autorização.

www.bancointer.com.br

Você também pode gostar