Você está na página 1de 2

O OBJETO DA LINGUÍSTICA: A Língua.

Gidalti Assis de Oliveira*

RESUMO

Existem dificuldades quanto à definição concreta do objeto da Linguística.


Outras ciências tem como objeto de estudo dados estabelecidos previamente, a
partir dos quais surgem vários pontos de vista. O contrário acontece com a
linguagem. Nesse caso os vários pontos de vista, adquiridos ao observamos fatores
inerentes a ela, é que definem seu objeto.
Independentemente do ponto de vista que se adote, sempre haverá duas
faces em relação ao fenômeno linguistico. A título de exemplo, citamos: As sílabas
que se articulam são impressões acústicas percebidas pelo ouvido, mas os sons não
existiriam sem os órgãos vocais. Seja qual lado pelo qual se aborde a questão em
nenhuma delas define o integral objeto da Linguística.
A solução para as dificuldades até aqui encontradas é colocar-se
primeiramente no terreno da língua e tomá-la como norma de todas as outras
manifestações.
Assim, sabe-se que a língua é uma parte da linguagem, sendo um produto
social da faculdade da linguagem e um conjunto de convenções que permite o
exercício dessa faculdade nos indivíduos.
Têm-se que o exercício da linguagem representa uma faculdade que nos é
dada pela natureza, enquanto a língua é algo adquirido e convencional. Todavia,
baseando-se na definição de linguagem articulada, pode-se também afirmar que não
é a linguagem que é natural do homem, mas a faculdade de constituir uma língua.
Para atribuir a língua o primeiro lugar no estudo da linguagem, considera-se o
argumento de que a faculdade de articular palavras não se exerce senão com ajuda
de instrumento criado e fornecido pela coletividade; assim, pode-se dizer que é a
língua que faz a unidade da linguagem.
Fazendo uma reconstituição do circuito da fala, podemos construir uma figura
_____________________
que traz
*Aluno do 2°osperíodo
elementos essenciais
do curso de Letrasdesse circuito:emConceitos
– Habilitação (fatos deLíngua
Língua Portuguesa, consciência),
Inglesa e
Respectivas Literaturas do Programa Darcy Ribeiro da Universidade do Estado do Maranhão – UEMA.
(gidaltioliveira@hotmail.com).
Imagens acústicas, audição e fonação. As imagens acústicas são fenômenos
psíquicos. Suscitam no cérebro e são transmitidos por ele aos órgãos da fonação,
constituindo então um fenômeno fisiológico. Após isso as ondas sonoras da fala,
produzidas pelos órgãos da fonação são transmitidas ao ouvinte, indicando assim
um fenômeno puramente físico que chega ao processo de audição. Recomeça então
todo o circuito.
Tratando agora de Semiologia, destaca-se é que a língua é classificável entre
os fatos humanos, enquanto que a linguagem não o é.
A Semiologia então estuda a vida dos signos no seio da vida social. Esta
ainda não é considerada ciência, apesar de ter seu objeto próprio.
Finalmente, caso queiramos descobrir a natureza verdadeira da língua, será
necessário considerá-la inicialmente no que ela tem de comum com todos os outros
sistemas da mesma ordem.

REFERÊNCIA

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de lingüística geral. 30. ed. São Paulo: Cultrix,
2003.