Você está na página 1de 2

AULA 7

CIRCUITO RETIFICADOR DE MEIA ONDA

Introdução

A tensão elétrica fornecida às instalações industriais, comerciais e residenciais


apresenta-se sob a forma alternada senoidal, com freqüência fixa. Existem diferentes
razões que fazem que este seja o padrão mundialmente adotado. Pode-se citar a
racionalização no dimensionamento dos condutores das redes de transmissão e
distribuição, a adequação para a transformação de níveis de tensão com o uso de
transformadores, adequação ao acionamento de motores de corrente alternada, etc.
Entretanto, muitas aplicações requerem o uso de tensão na forma contínua. A título de
exemplo, cita-se os aparelhos eletrônicos em geral, onde os circuitos são invariavelmente
alimentados em tensão contínua. Portanto, nos casos onde o uso de tensões contínuas é
requerido, se faz necessário a utilização de um dispositivo que transforme uma tensão
alternada senoidal em uma tensão contínua. Este dispositivo é constituído por um circuito
denominado de circuito retificador. Assim, de uma forma geral, pode-se dizer que um
circuito retificador caracteriza-se por transformar um sinal alternado em um sinal contínuo,
impedindo a mudança no sentido da corrente elétrica.

Retificador de Meia Onda

Considere que os pontos A e C, na Figura 1.1, são os terminais de um transformador


que reduz a tensão da rede elétrica para um valor apropriado. Emprega-se um
transformador abaixador para que o valor médio da tensão retificada seja pequeno,
adequado a alimentação de circuitos eletrônicos (10 V, 12 V, 15 V, 20 V, 24 V, 30V, 40 V,
etc).

Figura 1.1

A retificação de meia onda é feita com o uso de um único diodo retificador conectado
conforme mostra a Figura 1.1. O diodo funciona como uma chave que está fechada quando
ele está polarizado diretamente (tensão no ponto A maior do que a tensão no ponto B) e
está aberta quando a polarização é reversa (tensão no ponto B maior do que a tensão no
ponto A), como mostra a Figura 1.2.

Figura 1.2

Assim, como a da tensão no resistor é uma imagem da corrente que passa por ele
(V=R.i), entre os pontos B e C (Figura 1.1) a tensão terá a forma dada pela Figura 1.3.
Figura 1.3

Esta forma de onda caracteriza a retificação de meia onda (o semi-ciclo negativo é


cortado).
Os diodos são componentes eletrônicos que permitem a passagem da corrente elétrica
em um só sentido, bloqueando correntes vindas em sentido oposto. Quando empregados no
processo de retificação, um diodo é tipicamente denominado retificador. Todo diodo tem
uma polaridade. O pólo positivo e chamado de anodo e o negativo de catodo. Fisicamente
falando, todo diodo possui uma marcação (uma faixa geralmente branca) próxima ao seu
catodo (pólo negativo), conforme Figura 1.4.

Figura 1.4
Parte prática

a) Monte o circuito conforme a figura 1.1;


b) Faça a ligação do osciloscópio aos terminais “A” e “C”. Observe a forma de onda
apresentada. Meça e anote o valor pico a pico e o valor da freqüência.
c) Repita a operação entre os terminais “B” e “C”. Observe a forma de onda
retificada. Meça e anote o valor de pico, o valor médio e o valor da freqüência.

Relatório

a) Apresente um gráfico, com escalas apropriadas, da forma de onda medida entre os


terminais “A” e “C” (em papel milimetrado).
b) Apresente um gráfico, com escalas apropriadas, da forma de onda medida entre os
terminais “B” e “C”.
c) Verifique se o valor médio medido entre os terminais “B” e “C” relaciona-se com
o valor de pico medido entre os terminais “A” e “C” de acordo com a seguinte relação:

V pico
Vmédio =
π
Bibliografia

http://www.ee.pucrs.br/~terroso/AULA2.PDF
http://pt.wikipedia.org/wiki/Circuito_retificador
http://www.eletronica24h.com.br/cursoeletronica/cursoEN1/aulas/Aula003.htm