Você está na página 1de 24

Página 1 de 24

Este material é baseado na Revista Lições Bíblicas (Publicação Trimestral da CPAD – Casa Publicadora das
Assembleias de Deus) – 3º Trimestre de 2021 – Adultos – O Plano de Deus para Israel em meio à Infidelidade da Nação:
As Correções e os Ensinamentos Divinos no Período dos Reis de Israel – Comentarista Pr. Claiton Ivan Pommerening.
Este material contém trechos principais extraídos da Revista da CPAD (texto em letras maiores e cor preta), além de
citações de diversos outros autores devidamente citados (textos em letras menores e cor vermelha). Todas as citações
são acompanhadas dos nomes dos seus autores. Ao final deste material contém uma lista de referências bibliográficas
utilizada para a composição deste, onde constam os títulos dos livros, publicações e demais obras literárias.

TEXTO ÁUREO
“Muitos propósitos há no coração do homem, mas o conselho
do SENHOR permanecerá.” Pv 19.21 (ARC)
“Muitos são os planos no coração do homem, mas o que
prevalece é o propósito do Senhor.” (NVI)
“É da natureza humana fazer planos, mas o propósito do
Senhor prevalecerá.” (NVT)

VERDADE PRÁTICA
Os maus conselhos levam o homem à ruína, mas o conselho
amoroso tem o poder de nos livrar da morte.

OBJETIVOS
Elencar as principais causas da divisão do reino;

Apresentar as falhas e más decisões de Roboão;

Pontuar o pecado de idolatria de Jeroboão.


“Aquele que é capaz de distinguir os bons dos maus conselhos toma sábias
decisões.” Ponto Central (CPAD)
Página 2 de 24

Para evitar desinformações e dúvidas que ficaram sem respostas


na aula anterior, é importante considerar que a Bíblia não registra
que Salomão continuou em seu pecado até a morte, ou seja, não
temos registro de que Salomão morreu desviado dos caminhos do
Senhor. É necessário considerar seus escritos que foram inspirados
pelo Espírito Santo de Deus, inclusive o livro de Eclesiastes onde o
pregador (Salomão), em sua maturidade, faz uma retrospectiva de
toda sua vida, bem como da vida humana em geral, e comenta a
respeito da brevidade desta, como também da vaidade presente
em diversas atividades realizadas ‘debaixo do sol’. Contudo,
registra excelentemente uma conclusão magnífica, demonstrando
humildade, arrependimento e considerando a importância de se
voltar a Deus, obedecer a seus mandamentos, cumprindo assim a
vontade do nosso Criador. Ele, Salomão, inspirado pelo Espírito do
Senhor, deixa-nos esse importante registro: "De tudo o que se tem
ouvido, o fim é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos;
porque este é o dever de todo homem. Porque Deus há de trazer a
juízo toda obra e até tudo o que está encoberto, quer seja bom,
quer seja mau." Ec 12.13,14
o “Quando Salomão se tornou rei, pediu a Deus sabedoria (2Cr
1.7-12), e se tornou o homem mais sábio do mundo (1 Rs
4.29-34). Salomão estudou, ensinou, julgou e escreveu. Reis
e líderes de outras nações vinham a Jerusalém, para
aprender com ele. Mas, mesmo com toda a sua perspectiva
prática da vida, Salomão não deu ouvidos a seu próprio
conselho, e iniciou uma espiral descendente. [...] [Contudo]
Salomão olhou para trás, com uma atitude de humildade e
arrependimento. Ele avaliou sua vida, esperando poupar
seus leitores da amargura de aprender, por experiência
própria, que tudo, longe de Deus, é vazio, oco e sem sentido”
(Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal, 2003)
o “Depois de tudo o que Salomão sofreu em consequência do
seu pecado, reconheceu que somente conhecendo e
obedecendo a Deus alguém pode ter uma vida significativa
(Ec 12.13).” (Bíblia de Estudo Vida, 1998)
Página 3 de 24

INTRODUÇÃO
✓ Após a morte de Salomão em 931 a.C., seu filho Roboão subiu
ao trono.
o “E adormeceu Salomão com seus pais e foi sepultado na Cidade
de Davi, seu pai. E Roboão, seu filho, reinou em seu lugar.” 1 Rs
11.43 (ARC)
✓ Ele [Roboão] foi o principal responsável pela divisão do reino
em duas partes: o reino do Norte (Israel) e o reino do Sul (Judá).
✓ Essa história nos ensina a dependermos cada vez mais de
Deus em momentos que tomamos decisões importantes na
vida.
"Ação ou resultado
I – AS PRINCIPAIS CAUSAS DA CISÃO de cindir (-se);
corte; divisão;
separação causada
por divergência de
1. A carga pesada de Salomão. opinião; cisma;
divergência;
✓ [Os] investimentos [de Salomão] eram desacordo;
dissensão"
direcionados para construções e projetos Dicionário Aulete
arquitetônicos grandiosos, tais como
templos, palácios, e tantos outros que marcaram seu
governo.
o “Bem sabes tu que Davi, meu pai, não pôde edificar uma casa
ao nome do Senhor, seu Deus, por causa da guerra com que o
cercaram, até que o Senhor os pôs debaixo das plantas dos
pés. Porém agora o Senhor, meu Deus, me tem dado descanso
de todos os lados; adversário não há, nem algum mal encontro.
E eis que eu intento edificar uma casa ao nome do Senhor, meu
Deus, como falou o Senhor a Davi, meu pai, dizendo: Teu filho,
que porei em teu lugar no teu trono, esse edificará uma casa ao
meu nome.” 1 Rs 5.3-5 (ARC)
✓ Para que todas essas idealizações se tornassem realidade,
a população pagava impostos muito pesados.
o “Teu pai agravou o nosso jugo; agora, pois, alivia tu a dura
servidão de teu pai e o seu pesado jugo que nos impôs, e nós
te serviremos.” 1 Rs 12.4 (ARC)
▪ COMPARE: “Seu pai foi muito duro conosco”, disseram.
“Alivie a carga pesada de trabalho e de impostos altos que
seu pai nos obrigou a carregar. Então seremos seus
súditos leais.” 1 Rs 12.4 (NVT)
Página 4 de 24

✓ Havia [também] o uso da mão de obra de trabalhadores de


quase todas as tribos.
o “E o rei Salomão fez subir leva de gente dentre todo o Israel, e
foi a leva de gente trinta mil homens. E os enviou ao Líbano,
cada mês dez mil por sua vez; um mês estavam no Líbano, e
dois meses, cada um em sua casa; e Adonirão estava sobre a
leva de gente.” 1 Rs 5.13-14 (ARC)
▪ COMPARE: “O rei Salomão arregimentou trinta mil
trabalhadores de todo o Israel. Ele os mandou para o
Líbano em grupos de dez mil por mês, e eles se
revezavam: passavam um mês no Líbano e dois em casa.
Adonirão chefiava o trabalho.” 1 Rs 5.13-14 (NVI)
o “E falou Samuel todas as palavras do Senhor ao povo, que lhe
pedia um rei, e disse: Este será o costume do rei que houver de
reinar sobre vós: ele tomará os vossos filhos e os empregará
para os seus carros e para seus cavaleiros, para que corram
adiante dos seus carros; e os porá por príncipes de milhares e
por cinquentenários; e para que lavrem a sua lavoura, e seguem
a sua sega, e façam as suas armas de guerra e os petrechos
de seus carros. E tomará as vossas filhas para perfumistas,
cozinheiras e padeiras. E tomará o melhor das vossas terras, e
das vossas vinhas, e dos vossos olivais e os dará aos seus
criados. E as vossas sementes e as vossas vinhas dizimará,
para dar aos seus eunucos e aos seus criados. Também os
vossos criados, e as vossas criadas, e os vossos melhores
jovens, e os vossos jumentos tomará e os empregará no seu
trabalho. Dizimará o vosso rebanho, e vós lhe servireis de
criados.” 1 Sm 8.10-17 (ARC)
o IMPORTANTE: “Quanto a todo o povo que tinha ficado dos
heteus, e amorreus, e ferezeus, e heveus, e jebuseus, que não
eram de Israel, a seus filhos, que ficaram depois deles na terra,
os quais os filhos de Israel não destruíram, Salomão os fez
tributários, até ao dia de hoje. Porém dos filhos de Israel, de
quem Salomão não fez servos para a sua obra (mas eram
homens de guerra, chefes dos seus capitães, e chefes dos seus
carros, e dos seus cavaleiros), estes, pois, eram os chefes dos
oficiais que o rei Salomão tinha, duzentos e cinquenta, que
presidiam sobre o povo.” 2 Cr 8.7-10 (ARC)
▪ COMPARE: “Todos os que não eram israelitas,
descendentes dos hititas, dos amorreus, dos ferezeus,
dos heveus e dos jebuseus, que não tinham sido mortos
Página 5 de 24

pelos israelitas, Salomão recrutou para o trabalho


forçado, e nisso continuam até hoje. Mas Salomão não
obrigou nenhum israelita a trabalhos forçados; eles eram
seus homens de guerra, chefes de seus capitães,
comandantes dos seus carros e condutores de carros.
Também eram israelitas os principais oficiais do rei
Salomão, duzentos e cinquenta oficiais que
supervisionavam os trabalhadores.” 2 Cr 8.7-10 (NVI)
o “Porém dos filhos de Israel não fez Salomão escravo algum;
porém eram homens de guerra, e seus criados, e seus
príncipes, e seus capitães, e chefes dos seus carros e dos seus
cavaleiros.” 1 Rs 9.22 (ARC)
▪ COMPARE: “Mas Salomão não obrigou nenhum israelita
a trabalhos forçados; eles eram seus homens de guerra,
seus capitães, os comandantes dos seus carros de guerra
e os condutores de carros.” 1 Rs 9.22 (NVI)
o “Salomão alistou o triplo de trabalhadores necessários para o
projeto do Templo, e então organizou seus horários, para que
não tivessem que ficar longe de casa durante longos períodos
de tempo. Isto mostrou seu interesse pelo bem-estar de seus
trabalhadores e a importância que ele dava à vida familiar. A
força de uma nação é diretamente proporcional à força de suas
famílias. Salomão reconhecia, sabiamente, que a família
sempre deve ser a primeira prioridade. Quando você estruturar
seu próprio trabalho ou organizar o cronograma dos outros,
fique atento ao impacto de seus planos sobre as famílias.”
(Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal, 2003)
o “Os reis da antiguidade sempre construíram seus monumentos
e guarnições militares com o trabalho de inimigos conquistados.
Mas o reino pacífico de Salomão não dispunha dessa mão-de-
obra. Em vez disso, ele escravizou estrangeiros (1 Rs 9.15) e
convocou cidadãos a trabalhar um mês em cada três meses (1
Rs 5.13-15). Também dividiu o reino em doze distritos, sendo
cada um deles responsável pela provisão de um mês de
mantimentos para o rei e para sua luxuosa corte (1 Rs
4.7,22,23,27,28).” (Bíblia de Estudo Vida, 1998)
o “Os trabalhos mais difíceis foram atribuídos a estrangeiros.
Contudo, o fato de não ter escravizado os israelitas não indicava
que estes deixariam de trabalhar para o rei nem de pagar
impostos altíssimos para manter o luxo da corte. À medida que
o poder do rei aumentava, ele se tornava mais insensível e
Página 6 de 24

opressor, principalmente quando Roboão, filho de Salomão


subiu ao trono.” (SAYÃO, 2016)

2. A divisão do reino.
✓ Quando Salomão morreu [...] seu filho Roboão foi
questionado pelos líderes de Israel, sob o comando de
Jeroboão, sobre o aperto vivido por eles.
o O povo pediu para que Roboão diminuísse sua carga
de trabalho.
• “Teu pai agravou o nosso jugo; agora, pois, alivia tu a dura
servidão de teu pai e o seu pesado jugo que nos impôs, e
nós te serviremos.” 1 Rs 12.4 (ARC)
✓ [...] seguindo o conselho dos jovens e não dos anciãos,
Roboão tornou o fardo ainda mais pesado para os
trabalhadores.
o “E teve o rei Roboão conselho com os anciãos que estavam na
presença de Salomão, seu pai, quando este ainda vivia,
dizendo: Como aconselhais vós que se responda a este povo?
E eles lhe falaram, dizendo: Se hoje fores servo deste povo, e
o servires, e, respondendo-lhe, lhe falares boas palavras, todos
os dias serão teus servos. [...] E os jovens que haviam crescido
com ele lhe falaram, dizendo: Assim falarás a este povo que te
falou, dizendo: Teu pai fez pesadíssimo o nosso jugo, mas tu o
alivia de sobre nós; assim lhe falarás: Meu dedo mínimo é mais
grosso do que os lombos de meu pai. Assim que, se meu pai
vos carregou de um jugo pesado, ainda eu aumentarei o vosso
jugo; meu pai vos castigou com açoites, porém eu vos castigarei
com escorpiões. [...] E o rei respondeu ao povo duramente,
porque deixara o conselho que os anciãos lhe haviam
aconselhado. E lhe falou conforme o conselho dos jovens,
dizendo: Meu pai agravou o vosso jugo, porém eu ainda
aumentarei o vosso jugo; meu pai vos castigou com açoites,
porém eu vos castigarei com escorpiões.” 1 Rs
12.6,7,10,11,13,14 (ARC)
• COMPARE: “O rei Roboão discutiu o assunto com os
homens mais velhos que haviam sido conselheiros de seu
pai, Salomão. “O que vocês aconselham?”, perguntou ele.
“Como devo responder a este povo?” Eles disseram: “Se
o senhor estiver disposto a servir este povo hoje e lhe der
uma resposta favorável, eles serão seus súditos leais para
Página 7 de 24

sempre”. [...] Os jovens responderam: “Você deve dizer o


seguinte a essa gente que diz que seu pai foi muito duro
com eles e que pede alívio: ‘Meu dedo mínimo é mais
grosso que a cintura de meu pai! Sim, meu pai lhes impôs
cargas pesadas, mas eu as tornarei ainda mais pesadas!
Meu pai os castigou com chicotes comuns, mas eu os
castigarei com chicotes de pontas de metal!’” [...] Roboão
lhes respondeu com aspereza, pois rejeitou o conselho
dos homens mais velhos 14e seguiu o conselho dos mais
jovens. Disse ao povo: “Meu pai lhes impôs cargas
pesadas, mas eu as tornarei ainda mais pesadas! Meu pai
os castigou com chicotes comuns, mas eu os castigarei
com chicotes de pontas de metal!”.” 1 Rs 12.6,7,10,11,13,
14 (NVT)
o “Roboão, filho e sucessor de Salomão, foi um jovem imaturo e
inexperiente que não quis aceitar os conselhos sábios
proferidos pelos mais velhos. Quando os chefes israelitas
questionaram o seu procedimento no recolhimento dos
impostos, ele desprezou os conselhos moderados que eles
ofereceram e ameaçou aumentar tais impostos, conforme
sugestão dos seus amigos mais jovens.” (GIBBS, 2003)
✓ As dez tribos do norte, sob a liderança de
Jeroboão, se rebelaram contra essa "Incitar à revolta ou
decisão e formaram um novo reino, o reino insugir-se contra;
revoltar-se;
do Norte. demonstrar
desacordo em
o “Vendo, pois, todo o Israel que o rei não lhe relação a (algo);
dava ouvidos, tornou-lhe o povo a opor-se."
Dicionário Aulete
responder, dizendo: Que parte temos nós
com Davi? Não há para nós herança no filho de Jessé. Às tuas
tendas, ó Israel! Provê, agora, à tua casa, ó Davi. Então, Israel
se foi às suas tendas. No tocante, porém, aos filhos de Israel
que habitavam nas cidades de Judá, sobre eles reinou Roboão.
Então, o rei Roboão enviou a Adorão, que estava sobre os
tributos; e todo o Israel o apedrejou com pedras e morreu; mas
o rei Roboão se animou a subir ao seu carro para fugir para
Jerusalém. Assim se desligaram os israelitas da casa de Davi
até ao dia de hoje. E sucedeu que, ouvindo todo o Israel que
Jeroboão tinha voltado, enviaram, e o chamaram para a
congregação, e o fizeram rei sobre todo o Israel; e ninguém
seguiu a casa de Davi, senão a tribo de Judá.” 1 Rs 12.16-20
(ARC)
Página 8 de 24

• COMPARE: “Quando todo o Israel viu que o rei não iria


atender a seu pedido, respondeu: “Abaixo a dinastia de
Davi! O filho de Jessé nada tem a nos oferecer! Volte para
casa, Israel! E você, Davi, cuide de sua própria casa!”.
Então o povo de Israel voltou para casa. Roboão, porém,
continuou a governar sobre os israelitas que moravam nas
cidades de Judá. O rei Roboão enviou Adonirão,
encarregado dos trabalhos forçados, para restaurar a
ordem, mas o povo de Israel o apedrejou até a morte.
Quando essa notícia chegou ao rei Roboão, ele subiu
rapidamente em sua carruagem e fugiu para Jerusalém.
E até hoje as tribos do norte de Israel se recusam a ser
governadas por um descendente de Davi. Quando o povo
de Israel soube que Jeroboão tinha voltado do Egito,
convocou uma assembleia e o proclamou rei sobre todo o
Israel. Apenas a tribo de Judá permaneceu leal à família
de Davi.” 1 Rs 12.16-20 (NVT)

SÍNTESE DO TÓPICO I
A missão de um líder é direcionar seus liderados e não os oprimir.

DINÂMICA 1

II – OS ERROS DE ROBOÃO

1. A repetição dos erros de Salomão.


✓ Roboão decidiu acatar o conselho dos
jovens, demonstrando total despreparo
"Sujeitar-se a,
para exercer a posição em que estava. obedecer, seguir;
adotar; cumprir."
o “Porém ele deixou o conselho que os Dicionário Aulete
anciãos lhe tinham aconselhado e teve
conselho com os jovens que haviam crescido com ele, que
estavam diante dele. E disse-lhes: Que aconselhais vós que
respondamos a este povo, que me falou, dizendo: Alivia o
jugo que teu pai nos impôs? E os jovens que haviam crescido
com ele lhe falaram, dizendo: Assim falarás a este povo que
te falou, dizendo: Teu pai fez pesadíssimo o nosso jugo, mas
tu o alivia de sobre nós; assim lhe falarás: Meu dedo mínimo
Página 9 de 24

é mais grosso do que os lombos de meu pai. Assim que, se


meu pai vos carregou de um jugo pesado, ainda eu
aumentarei o vosso jugo; meu pai vos castigou com açoites,
porém eu vos castigarei com escorpiões.” 1 Rs 12.8-11
(ARC)
o “Os jovens da própria geração de Roboão insistiam em
medidas mais rigorosas, e sua linguagem figurada indicava
uma atitude tirânica; eles o aconselharam a exagerar, a
colocar um certo abuso em sua autoridade, a exceder o rigor
de seu pai na medida em que seu ‘dedo mínimo’ fosse mais
grosso que os ‘lombos’ (coxas) de seu pai.” (MULDER,
RIDALL, et al., 2005)
o “Roboão cometeu dois erros, ao buscar conselho: (1) Ele não
dedicou consideração extra às sugestões daqueles que
conheciam a situação melhor que ele, e (2) não pediu a Deus
a sabedoria para discernir qual era a melhor opção.” (Bíblia
de Estudo Aplicação Pessoal, 2003)
o “É fácil seguir o conselho de nossos colegas, porque,
normalmente, eles se sentem como nós. Mas a visão deles
pode ser limitada. É importante ouvir cuidadosamente os que
têm mais experiência que nós – eles conseguem [muitas
vezes] ver todo o quadro.” (Bíblia de Estudo Aplicação
Pessoal, 2003)
✓ O conselho dos anciãos dizia que a solução do problema
era dar às dez tribos o que pediam.
o Isso significaria desacelerar o
"Aumento em
projeto de expansão e extensão, tamanho,
número, superfície,
desenvolvimento do reino, mas volume ou âmbito."
também abrandaria os ânimos Dicionário Michaelis

agitados do povo, evitando assim


a ruptura. "Tornar menos
▪ “E teve o rei Roboão conselho intenso ou menos
severo; atenuar,
com os anciãos que estavam na amainar"
presença de Salomão, seu pai, Dicionário Aulete

quando este ainda vivia, dizendo:


Como aconselhais vós que se
"Divisão; corte;
responda a este povo? E eles lhe quebra de relações
falaram, dizendo: Se hoje fores sociais ou
compromissos,
servo deste povo, e o servires, e, rompimento."
respondendo-lhe, lhe falares boas Dicionário Aulete
Página 10 de 24

palavras, todos os dias serão teus servos.” 1 Rs 12.6,7


(ARC)
• COMPARE: “O rei Roboão discutiu o assunto
com os homens mais velhos que haviam sido
conselheiros de seu pai, Salomão. “O que vocês
aconselham?”, perguntou ele. “Como devo
responder a este povo?” Eles disseram: “Se o
senhor estiver disposto a servir este povo hoje e
lhe der uma resposta favorável, eles serão seus
súditos leais para sempre”.” 1 Rs 12.6,7 (NVT)
o “Roboão pediu conselho, mas não avaliou cuidadosamente
o que lhe foi dito. Se o fizesse, teria percebido que o
conselho oferecido pelos anciãos era mais sábio que o de
seus colegas. Para avaliar um conselho, pergunte-se se é
realista, possível de colocar em prática e se é consistente
com os princípios bíblicos. Determine se os resultados de
colocar em prática o conselho trarão uma solução ou direção
possível, se possibilitarão melhorias e se são justos. Busque
conselhos das pessoas que são mais sábias e mais
experientes. Um conselho é útil apenas se for consistente
com os padrões de Deus.” (Bíblia de Estudo Aplicação
Pessoal, 2003)

2. Os maus conselhos dos amigos de Roboão.


✓ Ao seguir os conselhos dos jovens,
Roboão assinou sua própria sentença:
"Julgamento ou
o As dez tribos se rebelaram e sob decisão final de um
juiz ou tribunal."
seu domínio ficaram apenas duas Dicionário Aulete
(Judá e Benjamim).
o “O reino de Israel, que compunha-se de um único grupo,
dividiu-se logo depois da morte de Salomão. As 10 tribos do
Norte se separaram e continuaram a se chamar Israel, ao
passo que as tribos do Sul (Benjamim e
Judá) foram denominadas Judá. Estes
dois grupos permaneceram como "Enfraquecimento
moral ou material
reinos separados até a destruição de que leva à
Israel pelos assírios, no ano 772 a.C.” destruição;
abatimento,
(GIBBS, 2014) aviltamento,
✓ Roboão deu ouvidos aos maus decadência;
degradação."
conselheiros e isso o levou à ruína. Dicionário Aulete
Página 11 de 24

o “E o rei respondeu ao povo duramente, porque deixara o


conselho que os anciãos lhe haviam aconselhado.” 1 Rs
12.13 (ARC)
▪ COMPARE: “Roboão lhes respondeu com aspereza,
pois rejeitou o conselho dos homens mais velhos” 1 Rs
12.13 (NVT)
o “Seguir maus conselhos pode resultar em desastre. Roboão
perdeu a chance de governar um reino pacífico e unido,
porque rejeitou o conselho dos conselheiros mais velhos de
Salomão, preferindo o de seus colegas.” (Bíblia de Estudo
Aplicação Pessoal, 2003)

3. O cuidado com os conselhos.


✓ Quando o orgulho se torna o centro de
"Ao capricho de; na
nossas vidas, ficamos à mercê de nós dependência de."
mesmos e não conseguimos discernir Dicionário Michaelis

entre o bem e o mal; assim foi com


Roboão. "Perceber
o “O que confia no seu próprio coração é claramente (algo,
diferença etc.);
insensato, mas o que anda sabiamente distinguir,
escapará.” Pv 28.26 (ARC) diferenciar,
discriminar;
▪ COMPARE: “Quem confia no compreender;
próprio entendimento é tolo; quem identificar com
conhecimento de
anda com sabedoria está seguro.” causa."
Pv 28.26 (NVT) Dicionário Houaiss

o “Embora tenha procurado o conselho de


outros, ele se baseou em sua própria decisão, isto é, aumentar
a carga de impostos ao invés de caminhar na trilha de um servo,
exatamente o que o rei de Israel deveria ser. Escolher entre ser
um egoísta ou um servo é uma decisão que muitos, além de
Roboão, já tiveram que tomar” (MULDER, RIDALL, et al., 2005)
o “Tentando ter tudo, Roboão perdeu praticamente tudo.
Motivado por avareza e poder, ele exagerou, e acabou dividindo
seu reino. Ele não precisava de mais dinheiro ou poder, porque
herdara o mais rico reino do mundo. Ele não precisava de mais
controle, porque era o rei. Suas exigências se baseavam em
egoísmo, e não na razão ou em discernimento espiritual. Os que
insistem em ter tudo muito frequentemente acabam com pouco
ou nada.” (Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal, 2003)
Página 12 de 24

✓ A falta de sábios conselhos pode levar o


ser humano ao declínio moral, ético e "Estado de
espiritual, tornando-o empobrecido e decadência; ocaso;
ruína; perda de
decadente. força;
enfraquecimento."
Dicionário Aulete
SÍNTESE DO TÓPICO II
Saber distinguir os bons dos maus conselheiros é
"Que está em
essencial no momento de tomar alguma decisão decadência; que se
importante na nossa vida. encaminha para a
ruína."
Dicionário Michaelis

DINÂMICA 2

III – O REINADO E A IDOLATRIA DE JEROBOÃO

1. A rebeldia de Jeroboão.
✓ Jeroboão, filho de Nebate, pertencia à tribo de Efraim, foi
o primeiro rei do Norte e reinou por 22 anos em Israel.
✓ Jeroboão serviu ao rei Salomão, que [...] o nomeou chefe
dos servos da casa de José.
o “E o homem Jeroboão era varão valente; e, vendo Salomão
a esse jovem, que era laborioso, o pôs sobre todo o cargo da
casa de José.” 1 Rs 11.28 (ARC)
▪ COMPARE: “Jeroboão era um jovem muito capaz e,
quando Salomão viu como era diligente, encarregou-o
dos trabalhadores das tribos de Efraim e Manassés, os
descendentes de José.” 1 Rs 11.28 (NVT)
✓ Jeroboão se rebelou contra ele [Salomão], e Aías, o
profeta, lhe comunicou que Deus o havia escolhido para
reinar sobre as dez tribos de Israel.
o “Sucedeu, pois, naquele tempo, que, saindo Jeroboão de
Jerusalém, o encontrou o profeta Aías, o silonita, no
caminho, e ele se tinha vestido de uma veste nova, e sós
estavam os dois no campo. E Aías pegou na veste nova que
sobre si tinha e a rasgou em doze pedaços. E disse a
Jeroboão: Toma para ti os dez pedaços, porque assim diz o
Senhor, Deus de Israel: Eis que rasgarei o reino da mão de
Salomão e a ti darei as dez tribos.” 1 Rs 11.29-31 (ARC)
Página 13 de 24

o “O profeta Aías predisse a divisão do reino de Israel. Depois


da morte de Salomão, 10 das 12 tribos de Israel seguiram
Jeroboão. As outras duas tribos, Judá e a área de Benjamim
próxima a Jerusalém permaneceriam leais à casa de Davi.
Judá, a maior tribo, e Benjamim, a menor, eram
frequentemente mencionadas como uma única tribo porque
compartilhavam a mesma fronteira. Tanto Jeroboão como
Aías eram de Efraim, a mais proeminente das dez tribos
rebeldes.” (Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal, 2003)
o “Durante suas atividades de construção, Salomão percebeu
o talento natural que o jovem Jeroboão tinha para a
liderança, e fez dele um capataz especial. Pouco depois.
Deus contatou Jeroboão por intermédio do profeta Aías, que
disse a Jeroboão que Deus puniria a dinastia de Davi,
dividindo o reino do filho de Salomão, e que Jeroboão
governaria as dez tribos do norte. E Deus deixou claro que o
mesmo destino destruiria a família de Jeroboão, caso ele se
recusasse a obedecer a Deus.” (Bíblia de Estudo Aplicação
Pessoal, 2003)
✓ Salomão tentou matá-lo, mas sem
sucesso, pois ele [Jeroboão] se refugiou
"Retirar-se para
no Egito e lá permaneceu até a morte lugar em que haja
segurança,
de Salomão. proteção; tomar
o “Pelo que Salomão procurou matar asilo; asilar-se;
expatriar-se."
Jeroboão; porém Jeroboão se levantou, Dicionário Michaelis
e fugiu para o Egito, para Sisaque, rei
do Egito, e esteve no Egito até que Salomão morreu.” 1 Rs
11.40 (ARC)

2. Jeroboão, o primeiro rei do Norte.


✓ Jeroboão foi nomeado rei pelas dez tribos de Israel e
estabeleceu seu trono em Siquém.
o “E sucedeu que, ouvindo todo o Israel que Jeroboão tinha
voltado, enviaram, e o chamaram para a congregação, e o
fizeram rei sobre todo o Israel; e ninguém seguiu a casa de
Davi, senão a tribo de Judá. [...] E Jeroboão edificou a
Siquém, no monte de Efraim, e habitou ali, e saiu dali, e
edificou a Penuel.” 1 Rs 12.20,25 (ARC)
▪ COMPARE: “Quando o povo de Israel soube que
Jeroboão tinha voltado do Egito, convocou uma
Página 14 de 24

assembleia e o proclamou rei sobre todo o Israel.


Apenas a tribo de Judá permaneceu leal à família de
Davi. [...] Então Jeroboão fortificou a cidade de
Siquém, na região montanhosa de Efraim, e se
estabeleceu ali. Mais tarde, fortificou Peniel.” 1 Rs
12.20,25 (NVT)
✓ Jeroboão mandou erigir dois santuários
de adoração com bezerros de ouro, um "Edificar, construir;
ao norte, em Dã, e outro ao sul, em formar, fundar,
instituir, erguer."
Betel, a fim de evitar que o povo fosse a Dicionário Aulete
Jerusalém.
o “E disse Jeroboão no seu coração: Agora, tornará o reino à
casa de Davi. Se este povo subir para fazer sacrifícios na
Casa do Senhor, em Jerusalém, o coração deste povo se
tornará a seu senhor, a Roboão, rei de Judá, e me matarão
e tornarão a Roboão, rei de Judá. Pelo que o rei tomou
conselho, e fez dois bezerros de ouro, e lhes disse: Muito
trabalho vos será o subir a Jerusalém; vês aqui teus deuses,
ó Israel, que te fizeram subir da terra do Egito. E pôs um em
Betel e colocou o outro em Dã. E este feito se tornou em
pecado, pois que o povo ia até Dã, cada um a adorar.” 1 Rs
12.26-30 (ARC)
▪ COMPARE: “Jeroboão pensou: “Se eu não tiver
cuidado, o reino voltará à dinastia de Davi. Quando o
povo for a Jerusalém para oferecer sacrifícios no
templo do Senhor, voltará a ser leal a Roboão, rei de
Judá. Eles me matarão e o proclamarão rei deles”.
Então, seguindo a recomendação de seus
conselheiros, o rei fez dois bezerros de ouro. Disse ao
povo: “É complicado demais ir a Jerusalém para
adorar. Veja, Israel, estes são os deuses que tiraram
vocês do Egito!”. Colocou um dos bezerros em Betel e
o outro em Dã, nos dois extremos de seu reino. 30Isso
se tornou um grande pecado, pois o povo viajava até
Dã, ao norte, para adorar o ídolo que ficava ali.” 1 Rs
12.26-30 (NVT)
o “Jeroboão se deu conta do poder e influência que o templo
de Jerusalém poderia exercer sobre seu reino recém-
formado. Se o povo tivesse de oferecer sacrifícios no
santuário central, voltaria a se sujeitar ao Rei Roboão de
Página 15 de 24

Judá e mataria Jeroboão. Sua solução para esse problema


foi criar novos centros religiosos, colocando bezerros de ouro
em Betel e Dã, nomeando sacerdotes não-levitas para
ministrar nesses santuários e criando um novo calendário
religioso. Esses foram os pecados de Jeroboão, filho de
Nabate, lembrados pelas gerações subsequentes. De fato,
do ponto de vista dos escritores bíblicos, Israel, o reino do
norte, se viu sob maldição de Deus desde que Jeroboão
subiu ao trono. O exílio seria apenas uma questão de tempo.”
(LAWRENCE, 2008)
o “Jeroboão, [...] estava mais interessado em estabelecer seu
poder sobre a nova nação do norte que na adoração
apropriada a Deus. Assim, ele erigiu seus próprios centros
de adoração, com ídolos que, supostamente, representavam
os deuses que tiraram Israel do Egito - imitações baratas que
eram altamente ofensivas ao Deus verdadeiro. Esta religião
de ídolos foi uma armadilha constante para o reino do norte
que foi destruído e fragmentado, por causa de sua idolatria.”
(Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal, 2003)
o “Todos os judeus do sexo masculino deviam viajar ao
Templo três vezes por ano (Dt 16.16), mas Jeroboão erigiu
seus próprios centros de adoração, e disse ao seu povo que
seria muito cansativo viajar até Jerusalém. Aqueles que
obedeceram a Jeroboão estavam desobedecendo a Deus.
Algumas ideias, ainda que práticas, podem incluir sugestões
que lhe afastam de Deus. Não deixe que ninguém convença
você a deixar de fazer o que é correto, dizendo a você que
as ações morais não compensam o esforço. Faça o que
Deus quiser, não importando qual seja o custo em termos de
tempo, energia, reputação ou recursos.” (Bíblia de Estudo
Aplicação Pessoal, 2003)
o “Jeroboão, astuciosamente, colocou os bezerros de ouro em
Betel e Dã, que eram dois locais estratégicos. Betel ficava a
apenas 16 quilômetros ao norte de Jerusalém, na estrada
principal, convidando os cidadãos do norte a fazerem ali sua
parada, em vez de viajarem pelo resto do caminho até
Jerusalém. Dã era a cidade mais setentrional de Israel, e as
pessoas que vivessem no norte, longe de Jerusalém, seriam
atraídas a esta conveniente localidade. Como líder do reino
do norte, Jeroboão quis estabelecer seus próprios centros de
adoração; caso contrário, seu povo faria viagens regulares a
Página 16 de 24

Jerusalém, e sua autoridade poderia ser minada.” (Bíblia de


Estudo Aplicação Pessoal, 2003)
o “Antes que a nação se dividisse, o centro de adoração estava
em Jerusalém, e as pessoas iam à cidade para as três
principais festas religiosas anuais. Durante o restante do
ano, outros cultos de adoração e rituais eram realizados nos
territórios das tribos, por sacerdotes e levitas, que viviam por
toda a terra. Eles ofereciam sacrifícios, ensinavam as leis de
Deus, e encorajavam o povo a continuar a seguir a Deus e
evitar as influências pagãs. Depois que a nação se dividiu,
Jeroboão, o novo rei de Israel, considerou esses sacerdotes
e levitas como uma ameaça ao seu novo governo, porque
eles ainda eram leais a Jerusalém, que agora era a capital
de Judá. Por isso, nomeou seus próprios sacerdotes,
praticamente proibindo os levitas de realizarem seus
deveres, e forçando-os a ir ao reino do sul. Os sacerdotes
pagãos de Jeroboão encorajavam a adoração a ídolos.”
(Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal, 2003)
o “Temendo que o povo pudesse ser atraído para Jerusalém
(no reino de Judá) para fins religiosos, Jeroboão criou em
Israel uma religião totalmente nova. Para alimentar o
entusiasmo e lealdade do seu povo, ele fez construir
‘santuários’ com bezerros de ouro, em Dã e Betel. Também
criou um sacerdócio próprio e estabeleceu dias santos,
muitos deles extraídos do Judaísmo. A criação de um novo
sacerdócio acarretou uma série de problemas, pois muitos
indivíduos tentavam candidatar-se a sacerdote como se
fosse um emprego comum. Não houve mais ali o conceito de
chamada divina para o ministério: “...a quem queria
(Jeroboão), consagrava para sacerdote dos lugares altos.” (1
Rs 13.33).” (GIBBS, 2003)
✓ A atitude idólatra de Jeroboão resultou no castigo divino
sobre ele e sua família.
o “antes, tu fizeste o mal, pior do que todos os que foram antes
de ti, e foste, e fizeste outros deuses e imagens de fundição,
para provocar-me à ira, e me lançaste para trás das tuas
costas, portanto, eis que trarei mal sobre a casa de
Jeroboão, e separarei de Jeroboão todo homem até ao
menino, tanto o escravo como o livre em Israel, e lançarei
fora os descendentes da casa de Jeroboão, como se lança
fora o esterco, até que de todo se acabe. Quem morrer a
Página 17 de 24

Jeroboão na cidade, os cães o comerão, e o que morrer no


campo, as aves do céu o comerão, porque o Senhor o disse.
Tu, pois, levanta-te e vai-te para tua casa; entrando os teus
pés na cidade, o menino morrerá. E todo o Israel o pranteará
e o sepultará, porque de Jeroboão só este entrará em
sepultura, porquanto se achou nele coisa boa para com o
Senhor, Deus de Israel, em casa de Jeroboão. O Senhor,
porém, levantará para si um rei sobre Israel, que destruirá a
casa de Jeroboão no mesmo dia; mas que será também
agora!” 1 Rs 14.9-14
▪ COMPARE: “Você pecou mais que todos os que
vieram antes. Fez para si outros deuses e me
enfureceu com seus bezerros de ouro. Sim, você me
deu as costas! Por isso, trarei desgraça sobre sua
família e destruirei todos os seus descendentes do
sexo masculino em Israel, tanto escravos como livres.
Queimarei sua dinastia como se queima lixo, até que
tenha desaparecido. Os membros da família de
Jeroboão que morrerem na cidade serão comidos
pelos cães, e os que morrerem no campo serão
comidos pelos abutres. Eu, o Senhor, falei!’”. Então
Aías disse à esposa de Jeroboão: “Volte para casa;
quando você puser os pés na cidade, o menino
morrerá. Todo o Israel lamentará a morte dele e o
sepultará. Ele será o único membro de sua família que
terá um sepultamento digno, pois esse menino é o
único de toda a família de Jeroboão do qual o Senhor,
o Deus de Israel, se agradou. “Além disso, o Senhor
levantará um rei sobre Israel que destruirá a família de
Jeroboão. Isso acontecerá hoje, agora mesmo! 1 Rs
14.9-14 (NVT)
o “Jeroboão e seus conselheiros não aprenderam com o
desastre anterior que Israel sofreu envolvendo um bezerro
de ouro (Êx 32). Talvez fossem ignorantes, ou talvez
soubessem do evento e decidiram ignorá-lo. Estude a Bíblia
para conhecer os atos de Deus na história, e então aplique
as importantes lições à sua vida. Se você aprender com o
passado, não enfrentará desastres repetindo os erros dos
outros (Is 42.23; 1 Co 10.11).” (Bíblia de Estudo Aplicação
Pessoal, 2003)
Página 18 de 24

o “As consequências do pecado são garantidas peia Palavra


de Deus, mas é difícil predizer quando ocorrerão. Quando
fazemos algo diretamente oposto às instruções de Deus, e
não acontece nenhum desastre imediato, frequentemente
nos enganamos, crendo que nossa desobediência ficou
impune. Mas a vida de Jeroboão deve nos fazer reconhecer
nossa frequente necessidade de admitir nossa
desobediência, e nos arrependermos e pedirmos que Deus
nos perdoe.” (Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal, 2003)

3. Consequências da idolatria.
✓ O pecado da idolatria foi um dos
principais motivos dos infortúnios do
"Desgraça,
povo de Israel. desventura, fortuna
✓ Deus não admite dar a sua glória a adversa,
infelicidade;
outrem; adversidade."
Dicionário Aulete
o “Eu sou o Senhor; este é o meu nome;
a minha glória, pois, a outrem não
darei, nem o meu louvor, às imagens
de escultura.” Is 42.8 (ARC) "Outra pessoa ou
outras pessoas."
✓ O pecado da idolatria tem como Dicionário Aulete
consequência a separação de Deus e a
maldição.
o “Eis que hoje eu ponho diante de vós a bênção e a maldição:
a bênção, quando ouvirdes os mandamentos do Senhor,
vosso Deus, que hoje vos mando; porém a maldição, se não
ouvirdes os mandamentos do Senhor, vosso Deus, e vos
desviardes do caminho que hoje vos ordeno, para seguirdes
outros deuses que não conhecestes.” Dt 11.26-28 (ARC)
▪ COMPARE: “Vejam, hoje lhes dou a escolha entre
bênção e maldição! Vocês serão abençoados se
obedecerem aos mandamentos do Senhor, seu Deus,
que hoje lhes dou, mas serão amaldiçoados se
rejeitarem os mandamentos do Senhor, seu Deus,
afastando-se de seus caminhos e adorando deuses
que vocês não conheciam.” Dt 11.26-28 (NVT)
o “É espantoso que Deus colocasse diante dos israelitas uma
escolha entre a bênção e a maldição. É ainda mais
espantoso que muitos deles, com sua desobediência,
escolhessem a maldição. Hoje, temos a mesma escolha
Página 19 de 24

fundamental. Podemos viver para nós mesmos ou viver no


serviço a Deus. Escolher nosso próprio caminho é viajar por
uma estrada sem saída; mas escolher o caminho de Deus é
receber a vida eterna (Jo 5.24)” (Bíblia de Estudo Aplicação
Pessoal, 2003)

SÍNTESE DO TÓPICO III


O pecado da idolatria foi o responsável pela derrocada
"Queda,
de muitos reis na história de Israel. Devemos exterminá- decadência, ruína."
lo de nossas vidas. Dicionário Aulete

DINÂMICA 3

CONCLUSÃO

✓ Jeroboão praticou a idolatria de forma direta.


✓ Roboão se envolveu numa espécie de
veneração que, embora oculta aos
olhos humanos, produz as mesmas "Imenso sentimento
de devoção;
danosas consequências. adoração, tenção."
Dicionário Michaelis
o Os desejos egoístas de Roboão
estavam acima da vontade de Deus, o ídolo dele era
ele mesmo, sua própria vontade.
✓ “Tanto Jeroboão como Roboão fizeram o que era bom para si
mesmos, não o que era bom para seu povo. Roboão foi duro, e
não ouviu os pedidos do povo; Jeroboão estabeleceu novos
lugares para adoração para impedir que seu povo viajasse a
Jerusalém, a capital de Roboão. As duas ações foram como ‘tiros
que saíram pela culatra’. A atitude de Roboão dividiu a nação, e
Jeroboão afastou o povo de Deus.” (Bíblia de Estudo Aplicação
Pessoal, 2003)
✓ Quando o crente tem Deus como seu guia, ele não toma
conselhos com pessoas que lhe falarão o que ele quer
ouvir, mas decidirá por ouvir pessoas que lhe falem a
verdade.
Página 20 de 24

BÍBLIA de Estudo Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro: CPAD, 2003.

BÍBLIA de Estudo Vida. São Paulo: Editora Vida, 1998.

GIBBS, C. B. Os Livros Históricos: da conquista de Canaã ao Retorno do Exílio. Campinas: Escola de


Educação Teológica das Assembleias de Deus, 2003.

GIBBS, C. B. Os Livros Históricos: da conquista de Canaã ao retorno do exílio. Campinas: Escola de Educação
Teológica das Assembleias de Deus, 2014.

LAWRENCE, P. Atlas Histórico e Geográfico da Bíblia. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 2008.

MULDER, C. O. et al. Comentário Bíblico Beacon: Josué a Ester. Rio de Janeiro: CPAD, 2005.

SAYÃO, L. A. (Ed.). Bíblia Brasileira de Estudo. São Paulo: Hagnos, 2016.


Página 21 de 24

DINÂMICA 1 – CONSELHOS E CONSEQUÊNCIAS


01 – Coloque dois copos descartáveis cheios de água sobre a mesa.
Convide dois alunos à frente e diga que eles têm a missão de levar o copo
de uma ponta a outra da mesa sem derramar ou perder um pouco água.
Não é permitido levantar o copo ou tirá-lo da mesa.
02 – Comente que o copo representa o reino e a água representa o povo
de Israel. A missão dada a cada aluno representa o ato de governar,
conduzindo o povo da melhor forma possível, evitando perdas durante o
processo, isto é, durante seu reinado.
03 – Diga ainda que cada aluno irá receber um papel com instruções de
como cumprir a missão dada. Um desses papéis representará o conselho
dos experientes conselheiros de Salomão, e o outro papel representará o
conselho dos inexperientes amigos de Roboão. (Os papéis para impressão
estão ao final deste material)
04 – Entregue um papel para cada aluno e peça para que o que recebeu o
conselho dos experientes leia primeiro e execute a tarefa de acordo com
as instruções.
05 - Enquanto o primeiro executa a missão comente que a mão aberta do
aluno representa que, para seguir a instrução dos experientes, Roboão
teria que abrir mão de seu orgulho e soberba e ceder ao pedido do povo.
06 - Comente ainda que, assim como o aluno está conseguindo concluir a
tarefa sem derramar água, assim também o conselho dos sábios visava
preservar a lealdade da população e a integridade do reino.
07 – Após o primeiro aluno concluir, diga que Roboão não executou aquele
conselho. Peça então para que o segundo aluno leia o conselho em voz
alta e comece a executar a tarefa.
08 – Comente que assim como o conselho solicitou para apertar o copo
com as duas mãos e com força, assim também os amigos de Roboão o
aconselharam a aumentar a carga de impostos e agir com severidade e
aspereza.
09 – Diga ainda que assim como uma grande porção de água saiu do copo
quando foi apertado, assim também a população das dez tribos do Norte
se rebelou e saiu do domínio de Roboão.
10 - É importante ressaltar ainda que da mesma forma como o copo ficou
estragado e com pouca água, assim também o Reino de Roboão sofreu as
consequências de sua atitude soberba e arrogante, restando-lhe apenas
duas tribos sob seu comando.
11 – Conclua dizendo que “A missão de um líder é direcionar seus
liderados e não os oprimir”.
Página 22 de 24

DINÂMICA 2 – CONSELHOS SALGADOS


01 – Antes do início da aula, coloque um pouco de sal em 4 copos e deixe-
os sobre a mesa. Deixe em algum outro lugar à frente da classe um copo
com água e açúcar sobre uma Bíblia, porém de forma que não chame muito
a atenção.
02 – Escolha um aluno e peça para que ele fique de pé, mas não precisa vir
à frente.
03 – Apontando os copos que estão sobre a mesa, diga que ele tem a
missão de escolher o copo que está com açúcar, porém sem chegar perto.
04 – Ele pode pedir o palpite dos outros que estão na sala, porém ninguém
pode chegar perto dos copos ou provar o que tem dentro.
05 – Deixe o aluno pensar e se aconselhar com os colegas e depois
pergunte: “Qual copo você vai escolher?”
06 – Depois que ele escolher, peça para que ele venha e prove e diga o que
tinha dentro do copo escolhido e qual foi o gosto que ele sentiu.
07 – Conclua dizendo que mesmo depois de o aluno pedir conselho de
seus colegas, ainda assim acabou errando, pois nenhum deles tinha
provado ou sabia o que estava dentro dos copos, representando assim o
erro de Roboão mesmo depois de ouvir o conselho dos jovens que haviam
crescido com ele. Diga ainda que assim como depois de sua decisão o
aluno sentiu um gosto salgado, assim também aconteceu e acontece
conosco quando tomamos uma decisão errada: as consequências
‘salgadas’ sempre aparecerão.
08 – É importante dizer que o aluno poderia pedir conselho do professor,
que já sabia o que estava em cada copo por ter feito e presenciado a
preparação da dinâmica.
09 – Depois, diga para a classe que o copo correto estava em outro lugar
e mostre o copo que está sobre a Bíblia. Diga que ali tem água com açúcar,
ou seja, o copo a ser escolhido deveria ser aquele. (Caso ache necessário,
peça para algum aluno provar)
10 - Vale ressaltar também que assim como o copo estava sobre a Bíblia,
assim também devemos pedir conselhos aos mais experientes, mas nunca
esquecer que devemos seguir somente os conselhos que estiverem de
acordo com a Palavra e com a vontade de Deus, pois dessa forma
saberemos “distinguir os bons dos maus conselheiros [o que é] essencial
no momento de tomar alguma decisão importante na nossa vida” evitando
as frustrações e consequências ‘salgadas’.
Página 23 de 24

DINÂMICA 3 – IDOLATRIA
01 – Convide 2 alunos à frente e um copo descartável para cada um deles.
03 – Deixe uma Bíblia e uma jarra com água de um lado da mesa, e do
outro lado deixe várias bolinhas de papel.
04 – Peça para que o primeiro aluno encha seu copo com água e depois
deixe-o de pé sobre a Bíblia. Ao segundo aluno peça para que coloque duas
bolinhas de papel dentro do copo e tente deixar o copo em pé sobre as
outras bolinhas. Após isso o professor irá soprar sobre os dois copos e
obviamente somente o copo que estará cheio de água ficará de pé sobre a
mesa.
05 – Conclua dizendo que o copo do primeiro aluno representa nossas
vidas, e assim como o copo foi feito para ter água dentro, assim também
nós precisamos ter Deus em nosso coração e não permitir que nada nem
ninguém ocupe seu lugar. Comente ainda que o copo sobre a Bíblia
representa que os verdadeiros adoradores têm sua fé firmada na Palavra
de Deus e nenhum vento de doutrina o levará à destruição, mas
permanecerá inabalável e não se prostrará ante os ídolos.
06 – Já o copo do segundo aluno representa Jeroboão e o povo sob sua
liderança que se deixou levar pela idolatria. As duas bolinhas de papel
dentro do copo representam os dois bezerros de ouro erigidos para
substituir a adoração ao Deus verdadeiro. As outras bolinhas, sobre as
quais o copo estava, representam todas as crenças idólatras e pecados
que o povo começou a cometer.
07 – Vale acrescentar também que assim como foi difícil manter o copo
de pé sobre as bolinhas, assim também Jeroboão e os que o seguiram no
caminho da idolatria não puderam se fiéis à Palavra de Deus e aos seus
mandamentos.
08 – É importante ressaltar ainda que quando o professor soprou, o copo
com as bolinhas de papel foi levado e caiu, demonstrando assim as
consequências desastrosas que idolatria provocou, a princípio na família
de Jeroboão e, depois, no Reino do Norte como um todo, resultando em
sua queda desastrosa.
09 - Cabe ainda afirmar que o copo que estava cheio e sobre a Bíblia
permaneceu de pé, nos trazendo a lição que, enquanto mantivermos nossa
fé baseada na Palavra de Deus e nosso coração e adoração dedicados
inteiramente ao Senhor, jamais seremos destruídos.
10 – E, por último, e não menos importante, ressaltamos que “o pecado da
idolatria foi o responsável pela derrocada de muitos reis na história de
Israel. Devemos exterminá-lo de nossas vidas!”
Página 24 de 24

MATERIAL PARA IMPRESSÃO (DINÂMICA 1)

Você também pode gostar