Você está na página 1de 2

OMULÚ

Meu Pai Oxalá,


É Rei!
Venha me valer!... (bis)

E o Velho Omulu,
Atotô o Obaluaiê. (bis)

Atotô o Obaluaiê,
Atotô Babá,
Atotô o Obaluaiê,
Atotô é Orixá.

Seu Omulu a ê!
Seu Omulu a á!
Atotô das Almas,
Seu Omulu a ê. (bis)

Oi salve, salve,
Salve a calunga!
Salve, salve,
Salve a calunga! (bis),

Eu vinha caminhando,
Eu lhe pedi a benção,
Era o Velho Omulu,
Atotô o Obaluaiê,

Mas eu vinha caminhando,


Eu lhe pedi benção,
Era o Velho Omulu,
Atotô o Obaluaiê.

Atotô o Obaluaiê,
Atotô Babá!...
Atotô o Obaluaiê,
Atotô é Orixá! (bis)
PONTO DE XAPANÃ (Omulu)
Capela santa, capela santa,
Que eu mandei fazer (bis)
Eu agradeço ao senhor Omulu, Atotô Obaluaiê! (bis).
SAUDAÇÃO À XAPANÃ
(OMULU/OBALUAIÊ) (Povo de Cemitério)

Seu Omulu aê... Seu Omulu aá


Atotô das Almas, Seu Omulu aê.
Salve, Salve, Salve a calunga (bis).
Oi salve, salve,
Salve a calunga!
Salve, salve,
Salve a calunga! (bis),