Você está na página 1de 15

Rodrigo Morelato

Jornalista

Advogado

Especialização em Direito Administrativo

Mestrado Gestão Social


Negócio Jurídico e Contratos.

Unidade 1 – Teoria Conceito de Contratos

Geral dos Contratos Princípios Aplicados ao Direito Contratual


Classificação dos Contratos
Formação dos Contratos. Contratos entre
presentes e ausentes.
Garantias Contratuais: Vícios e Evicção. Revisão
Judicial.
Extinção dos Contratos.
Unidade 2 Compra e Venda
Doação
Dos Contratos
Locação
em Espécie Troca ou Permuta
Contrato Estimatório
Contrato de Empreitada e Contrato de Prestação de Serviço
Estudo do Compromisso e da Arbitragem no Direito
Contratual
O Contrato como
Negócio Jurídico

Fato Jurídico é todo acontecimento natural ou humano capaz de


criar, modificar, conservar ou extinguir direitos e
deveres.
Negócio Jurídico Unilateral

Promessa de Recompensa
Art. 854. Aquele que, por anúncios públicos, se comprometer a
recompensar, ou gratificar, a quem preencha certa condição, ou
desempenhe certo serviço, contrai obrigação de cumprir o prometido.
Negócio Jurídico Bilateral
Trata-se de negócio jurídico em que há a vontade de duas pessoas. Ex. contrato!

Simples
são aqueles em que apenas uma das partes integrantes do contrato
obtém vantagem, enquanto a outra deve responder com o ônus, ou seja, com o
encargo. Esse é o caso da doação onde uma das partes recebe o bem que foi
doada enquanto a outra nada rebe em troca.
Sinalagmáticos
são aquele em que há reciprocidade tanto em direitos quanto
em obrigações. Aqui as partes estão em situação de igualdade entre si.
Um exemplo de um negócio jurídico bilateral sinalagmático é a compra e
venda de um imóvel, situação na qual a pessoa que vende a casa
recebe o dinheiro e aquela que paga, recebe a casa. Ambas perderam e
receberam algo em troca.
Elementos Constitutivos do
Negócio Jurídico
a Escada Ponteana
Existência
Nesse plano há apenas substantivos sem adjetivos, ou seja, sem qualquer
qualificação (elementos que formam o suporte fático). Esses substantivos são:

• Agente “Não havendo algum


• Vontade desses elementos, o
negócio jurídico é
• Objeto inexistente.”
• Forma
Validade
Os substantivos recebem adjetivos, a saber:

• Agente Capaz
• Vontade livre, sem vícios
• Objeto lícito, possível, determinado ou determinável
• Forma prescrita e não defesa em lei
Código Civil (Lei 10.406/2002)
Art. 104. A validade do negócio jurídico requer:
I - agente capaz;
Não menciona
II - objeto lícito, possível, determinado ou vontade livre,
determinável; mas isso está
III - forma prescrita ou não defesa em lei. implícito.

Art. 107. A validade da declaração de vontade não


dependerá de forma especial, senão quando a lei
expressamente a exigir.

Você também pode gostar