Você está na página 1de 30

Escola de Maria: Escola da Fé

F ORMAÇÃO L ITÚRGICA :

L ITURGIA : O QUE É ?
Formação Litúrgica:
Liturgia: conceito

 O que é Liturgia?
 Termo de origem grega.

ERGON
(OBRA, AÇÃO,
EMPREENDIMEN
TO)

(PÚBLICO)

LEITON
Formação Litúrgica:
liturgia: conceito

 Liturgia, no seu sentido etimológico, significa toda a


ação do povo, para o povo ou comunitária. Função
ou ministério público. Visa o bem comum.
Formação Litúrgica:
liturgia: conceito

 Na Antiguidade Cristã, a palavra “Liturgia”


designava o culto novo que surge do Sacerdócio de
Cristo nos ambientes judeu-cristãos.

O termo “Liturgia” começou, depois, a ser


empregado no próprio da Celebração da Eucaristia.
Formação Litúrgica:
liturgia: conceito

 Toda o Ato Litúrgico é dirigido ao Pai, pelo Filho, no


Espírito Santo.
Formação Litúrgica:
liturgia: conceito

 Aplicando um conceito, podemos dizer que Liturgia


é...

A Celebração do
Mistério Pascal de
Cristo que traz
presente e atualiza a
obra de Cristo.
Formação Litúrgica:
liturgia: conceito

 Mistério Pascal de Cristo, o que é?

 Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo

 Onde se celebra?

 Em todos os Sacramentos, de forma especial na Missa


(Sacramento da Eucaristia).
Formação Litúrgica:
liturgia: conceito

 Traz presente e atualiza a obra de Cristo?

 Há um só e único sacrifício de Cristo: a Cruz.

 Não é, então, uma nova Cruz, uma nova morte.

 O sacrifício, que teve fim enquanto acontecimento histórico,


se torna presente, nos dias atuais, sob as formas sacramentais.
Formação Litúrgica:
A Liturgia que se celebra

 A Liturgia é a CELEBRAÇÃO do Mistério Pascal de


Cristo?

 O que é Celebração? Celebrar?


Formação Litúrgica:
Liturgia e Celebração

 Celeber (latim): exprime a ideia de lugar frequentado


por numerosa multidão por motivo de uma festa.

 Ligação entre “Célebre”, “Celebrar” e “Celebração”.

 Assim, o verbo “celebrar” diz de “frequentar”, mas


com cunho festivo, comunitário, ritual de
determinada ação. O substantivo “celebração”, então,
fala da ação de celebrar solenemente um ato.
Formação Litúrgica:
Liturgia e Celebração

 A Celebração é uma categoria que pertence à esfera


sensível e visível da liturgia cristã.

 Liturgia deseja indicar globalmente todos os aspectos do


Culto Cristão.

 Celebração indica primordialmente a liturgia em ato.


Ação concreta que pretende realizar um rito
determinado, que é ato de culto por parte da assembleia
reunida, onde se dá a Deus a glória devida e aos homens
a santificação mediante o sacerdócio de Cristo.
Formação Litúrgica:
Liturgia e Celebração

 Liturgia é o culto de uma vida cristã transformada


em fidelidade a Deus, expressa e santificada em
alguns atos sacramentais que atualizam a presença
da salvação.

 Celebração é o momento em que ocorre esta


atualização mediante, gestos, símbolos, ritos e ações.
É uma re-presentação (tornar presente de novo,
nova presença) e uma atualização no plano local-
temporal do exercício do Sacerdócio de Cristo.
Formação Litúrgica:
Liturgia e Celebração

 O objetivo final e definitivo da liturgia-celebração é


realizar, aqui e agora, o Mistério Pascal de Cristo:
“celebra-se” (efetua-se) um rito para “celebrar”
(alcançar) o Mistério de Cristo.

 Liturgia, celebração e equipe celebrativa: a


verdadeira necessidade de uma equipe consistente e
organizada, que estude liturgia, se prepare para a
celebração, busque o essencial da Liturgia e leve a
todos a experimentar o Mistério.
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

 O que é o espaço?

 Espaço físico;

 Espaço virtual;

 Espaço cibernético;

 Espaço de ocupação...
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

 A celebração litúrgica não é apenas uma realidade


espiritual, mas também material e corporal.

 Por isso, com o desenvolver histórico, a Igreja


começou a ter espaços próprios para a celebração do
culto cristão.
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

 Templo: as chamadas “igrejas”.

 Sendo que a Igreja é o Corpo Místico de Cristo, que


possui uma Cabeça e um Corpo, com vários
membros, o Templo busca ser a representação desta
realidade.
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

 Existem, nos templos, dois grandes espaços centrais:


o presbitério e a assembleia.

 O Presbitério diz de onde fica a Cabeça.

 A Assembleia diz de onde ficam os membros.


Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

Presbitério

Assembleia
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

 O que é a Assembleia?

 Muito mais do que um espaço físico, é uma realidade


celebrativa.

 Igreja: do grego, ekklesía, assembleia.

 É o espaço reservado aos fieis, irmãos em Cristo, que se


reúnem em torno da mesa da Palavra e da Eucaristia.

 Formam um Corpo e manifestam a Presença de Cristo.


Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

 Na celebração da Missa os fieis constituem o povo


santo, o povo adquirido e o sacerdócio régio, para
dar graças a Deus e oferecer o sacrifício perfeito, não
apenas pelas mãos do sacerdote, mas também
juntamente com ele, e aprender a oferecer-se a si
próprio.
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

 Formem um único corpo, seja ouvindo a palavra de


Deus, seja tomando parte nas orações e no canto, ou
sobretudo na oblação comum do sacrifício e na
comum participação da mesa do Senhor. Tal unidade
se manifesta muito bem quando todos os fieis
realizam em comum os mesmos gestos e assumem as
mesmas atitudes externas.
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

 O que é o Presbitério?

 Sendo que o templo é a representação do Corpo de Cristo, é o


espaço reservado à Cabeça.

 É o espaço reservado aos Diáconos, Presbíteros (padres) e


Epíscopos (Bispos) e aos auxiliares.

 Os Ministros Ordenados, exceto o Diácono, agem na Pessoa de


Cristo Cabeça e manifestam a sua Presença, que preside o
culto.
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

 Toda celebração legítima da Eucaristia é dirigida


pelo Bispo, pessoalmente ou através dos presbíteros,
seus auxiliares.

 O presbítero:
 Oferece o sacrifício em nome de Cristo.

 Está à frente do povo fiel reunido

 Preside à sua oração

 Anuncia-lhe a mensagem da salvação


Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

 Associa a si o povo fiel no oferecimento do Sacrifício ao Pai,


pelo Filho, no Espírito Santo.
 Dá o Pão da Vida aos irmãos e, com eles, recebe-o.
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

 A ação litúrgica gira em torno de duas mesas:

 Mesa da Palavra (ambão);

 Mesa Eucarística (Altar).

 Durante a execução da liturgia, o altar é o centro de toda a ação;


na ausência de Sacrário no templo ou no corpo do mesmo, o altar
continua sendo o centro;

 Fora da execução da liturgia, o centro do templo é o Sacrário,


pois ali encontra-se Jesus Sacramentado (Eucaristia).
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

 O propósito primordial do altar é oferecer comida


espiritual para os que foram convidados para a ceia
do Senhor. Por isso, denomina-se a mesa do
sacramento: o corpo de Cristo. Mas, antes de
encaminhar-se à mesa do sacramento, primeiro a
assembleia aproxima-se do que se designou por mesa
da Palavra, onde Deus nos convoca a escutá-lo e a
receber o anúncio da boa nova que se realiza na
Eucaristia.
Formação litúrgica:
liturgia e espaço litúrgico

 O Ambão é um espaço próprio para a Palavra de


Deus, devido à sua dignidade. Para ele deve-se voltar
a atenção da assembleia reunida quando da Liturgia
da Palavra.

Você também pode gostar