Você está na página 1de 5

Cópia não autorizada

03.072
CLASSlFICACB;O DOS EQUIPAMENTOS EL~TRICOS E
ELETRONICOS OUANTO A PROTECAO CONTRA OS
NBR 6151
CHODUES ELCTRICOS

Claaificag#o DEZ/60

1 Objetiw
2 Normas ehu dowmentor complementary
3 Defini#es
4 Claua de equipamenta
ANExo - Cxactaktioar principair B precaucSer de seguran@

1 OBJETIVO

1.1 Esta Norma classifica OS equipamentos eletricos e eletr&icos quanto a Pro


tegao contra os choques elitricos em case de falna da isotagao.

1.2 Esta classificagao aplica-se a equipamentos eletricos e eletr&icos (mas 60


a seus componentes) previstos para serem alimentados por uma fonte externa de
tens.20 igual ou inferior a 400 V entre fases (250 V entre fase e terra) e destina
dos a use em residcncias. escritdrios, oficinas, escolas, fazendas e a&logos e
para prstica midlca ou odontologica.

I.3 OS equipamentos 60 protegidos, isto &, 0s equipamentos que nao fornegam por
si proprios o grau exigido de protegao entre contatos corn partes vivas, nao SiO

cobertos.

2 NORMAS E/OU DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

Na aplicagao desta Norma 6 necesssrio consultar:

NBR 5410 - Instalagoes eletricas de baixa tensso - Procedimento


NBR 5473 - Eletrotknica e eletrcnica - Instala@es de baixa tensao - Tertii,no
logia.

Origam: ABNT - CB-41/79


CB-3 - &mite Brarileiro de Eletricidada
CE-3:64.04 - Cornis& de Estudo de Seguranga de Instalap6esr Eletricar de Baixa Ten&

SISTEMA NACIONAL DE ABNT - ASSOCIACAO BRASILEIRA


METROLOGIA, NORMALIZACAO
DE NORMAS TECNICAS
E GUALIDADE INDUSTRIAL
@

P~lwraPchnw equipamento - choque eletrico NBR 3 NORMA BRASILEIRA REGISTRADA


I
5 psginar
CDU: 621.316 Tador os dinitor mssrvadoa
Cópia não autorizada
C6pia impressa pelo Sistema CENWIN

3 DEFlNl’@Es

para os efeitos desta Norma s% adotadas as defini@es da NBR 5473 repetidas a

segui r:

3.1 Isola~~o b&ha

Isolagk aplicada a partes vivas para assegurar proteqk contra choques elitri -
cos .

3.2 Isola&% supkmentar

Isola.$o adicional e independente da isola@o basica, destinada a assegurar Pro


te$Zo contra choques eletricos no case de falha da isolasao basica.

3.3 Isola&k duph

IsolaGao composta por isolagao basica e isolagao suplementar.

3.4 ~solapiio refoqzda

isolasao Gnica, rnas nao necessariamente homogkea, aplicada sobre partes vlixas,

que tern propriedades eletricas equivalentes 5s de uma isolagao dupla.

3.5 Impe&cia de seguran~a

Impedsncia colocada entre partes vivas e massas, de urn valor tal que a corrente,

em use normal ou em condi@es previsiveis de falha no equipamento, seja limitada

a urn valor seguro.

3.6 Instala&k de extra-baixa tens& de seguranCa

Instala$ao de extra-baixa ten&o em que todos OS aparelhos sao alimentabos Par


transformador separador de seguraya, ou por converser de enrolamentos separados

e corn urn nivel de isolamento equivalente.

Dota: OS limites da extra-baixa tensao, especificado na NBR 5410 sao de 50 V em

corrente alternada e 120 V em corrente continua, no entanto, podem ser exi -

gidos valores inferiores, particularmente quando os equipamentos posisam

ser usados sob condi@es,de baixa resist&cia eletrica do corpo humane.

4CLABBES DE EQUIPAMENTO

OS ruimeros das classes nao se destinam a refletir o ti;vel de seguranga do equip2

mento, mas, apenas, a indicar o modo pelo qua1 a seguraya i obtida. As caracte
-
r7sticas principais das classes descritas a seguir e as precau@es de seguransa

a tomar Go resumidas no Anexo.

4.1 &wipamento classe 0

Equipamento no qua1 a protegao contra OS choques eletricos depende exclusivamen


-
te da isolaF:o bssica, nao sendo previstos meios para ligar as massas ao condu -

tar de protegao da instaiasao, dependendo a proteG:o, em case de falha da isola


5%~ basica, exclusivamente do meio ambiente,
Cópia não autorizada
C6pia impressa pelo Sistema CENWIN
NBR 6151/1B80 3

4.2 Equipamento ckzsse I


Equipamento no qua1 a prote$k contra choques eletricos nao depende exclusiva -
mente da isola&io bssica, mas inclui uma precaug% adicional de seguran~a sob a

forma de mkios de liga<ao das massas ao condutor de protecao da instalasao, de

forma a que essas massas nao possam causar perigos em case de falha da i solag

basica.

Nota: OS cabos ou cord&s flexiveis de ligasao destes equipamentos devem PO?


suir urn condutor de protegao.

4.3 Equipment0 ctasse II

Equipamento cuja protegao contra choques eletricos nao depende exclusivamente da

isol@o basica, mas inclui precau@es adkionais de seguranGa tais coma i sola -

~$0 dupla ou reforsada, nao havendo meios de aterramento de protegao e nao depen
-
dendo de condi@es de instala$ao.

Notas: a) Em certos cases particular-es, por exemplo para OS terminais de si-

nais de equipamentos eletronicos, pode ser utilizada uma impedsncia

de seguran$a em equipamentos da classe II, se a norma do equipamento

o permitir e se esta ticnica puder ser utilizada sem diminuisao do

nivel de seguranga.

b) OS equipamentos de classe II podem possuir meios para garantir a con-

tinuidade dos circuitos de proteqao, sob a condigao de que es tes

meios sejam parte integrante do equipamento e isolados de acordo corn

as prescri@es da classe I I.

4 Em certos cases pode ser necessjrio faze!--se distinsso entre eqtiip*

mentos classe I I “totalmente isolados” e “corn inv6lucro met;il ice”.

d) Urn equipamento classe II em inv6lucro metalico nao pode possui r

m&ios para IigaGao de urn condutor de equipotencialidade a menus we


estes sejam especificamente exigidos pela norma do equipamento.

e) Urn equipamento classe II so pode possuir meios para urn aterramento

corn fins funcipnais (diferente do aterramento corn fins de prote@o)

se estes forem especificamente exigidos pela norma do equipamento.

4.4 Equipmento classe III

Equipamento no qua1 a prote$& contra choques eletricos e baseada na liga$k do

equipamento a uma instalagso de extra-baixa tensso de seguran$a.

Notas: a) Urn equipamento classe III nao dew possuir terminal de proteqao.

b) Urn equipamento da classe III corn involucro metalico nao pode possuir

meios para a IigaCao de urn condutor de equipotencialidade ao inGlu -


CT0 a men05 que iSt0 Seja especificamente exigido pela norma do equi
-
pamen to.
Cópia não autorizada
C6pia impressa pelo Sistema CENWIN

4 NBR 615111980

C) IJ~ equipamento da classe III n% pode possuir meios para urn aterra -
mento corn fins funcionais (diferente do aterramento corn fins de pro -

te&) a menos que ester sejam especificamente exigidos pela not-ma

do equipamento.

_ /ANEm
Cópia não autorizada
C6pia impressa pelo Sistema CENWIN

NBR 6151/1960 5

ANEXO - CARACTERaTlCAS PRINCIPAIS E PRECAUCdES DE SEGURANCA

A Tabela abaixo fornece as principais caracteristicas do equipamento em fun&


desta classifica@o e jndica as precau+s necessarias 5 seguransa em case de
falha da isala& basica.

TABELA - Caracteristicas principin e precauq3es de seguranw

Classe 0 Classe I Classe II Classe I II

Caracteristicas Sem prote& P rote$o Isolagao 5~ PreQisto para


piincipais do adicional em por ate2 plementar, al imentagk a
equipamento tam de fa ramen to ma5 sern trait% de ins
Iha da isola - prevista meios de talaG& de
gio b2sic.s prot+o por extra-baixa
aterramento tensao de se-
guranga

Precau@es de Meio-ambiente Liga& Nio 6 neces- Ligagad a ins-

seguranp sem terra a6 ater - 5;iri.a ,qual talasao de ex-


ramen to quer precau- tra-,baixa ten
de pro @J S&J de segi
te+ raya