Você está na página 1de 74

A Grande

Substituição
EM DIREÇÃO A UMA NOVA SOCIEDADE

MARCHAMOS SEMPRE AVANTE


Do not go gentle into that good night,

Old age should burn and rave at close of day;

Rage, rage against the dying of the light.

Though wise men at their end know dark is right,

Because their words had forked no lightning they

Do not go gentle into that good night.

Good men, the last wave by,crying how bright

Their frail deeds might have danced in a green bay,

Rage, rage against the dying of the light.

Wild men who caught and sang the sun in flight,

And learn, too late, they grieved it on its way,

Do not go gentle into that good night.

Grave men, near death, who see with blinding sight

Blind eyes could blaze like meteors and be gay,

Rage, rage against the dying of the light.

And you, my father, there on the sad height,

Curse, bless, me now with your fierce tears, I pray.

Do not go gentle into that good night.

Rage, rage against the dying of the light.

Introdução
São as taxas de natalidade.
São as taxas de natalidade.
São as taxas de natalidade.

Se tem uma coisa que eu quero que você lembre dessas escritas, é que
as taxas de natalidade devem mudar. Mesmo que deportássemos todos
os Não-Europeus das nossas terras amanhã, o povo Europeu ainda
estaria despencando em direção a decadência e uma eventual morte.

A cada dia nos tornamos menos, nós envelhecemos, enfraquecemos. No


final, precisamos voltar a níveis reposicionários de fertilidade, ou isso
vai nos matar. Para manter uma população o Povo deve alcançar uma
taxa de natalidade que supere o nível reposicionário de fertilidade. No
Ocidente este número é por volta de 2.06 filhos por mulher.

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_sovereign_states_and_dependenci
es_by_total_fertility_rate

Não há um único país no ocidente, uma única nação branca, que alcance
esse nível.
Nem na Europa, nem nas Américas, nem na Austrália ou Nova Zelândia.
Pessoas brancas estão falhando em se reproduzir, falhando em criar
famílias, falhando em ter filhos.

Porém, mesmo com um nível baixo de fertilidade, a população no


ocidente está crescendo, e rapidamente.
Como isso é possível?

Imigração em massa e altos níveis de fertilidade de imigrantes estão


causando esse aumento populacional.
Estamos presenciando uma invasão em um nível nunca visto antes na
história.
Milhões de pessoas jorrando pelas fronteiras, legalmente, convidados
pelo estado e corporações para substituir o povo Branco que falhou em
se reproduzir, falhou em criar mão de obra barata, novos consumidores
e contribuintes os quais as empresas e governos precisam para
prosperar.

A crise de imigração em massa e níveis sub-reposicionários de


fertilidade são um ataque contra o povo Europeu, que se não
combatido, resultará na completa reposição racial e cultural do
povo Europeu.
Para visualizar isso na prática, basta olhar as estatísticas
populacionais para nações ocidentais para o ano 2100.

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_future_populati
on_(United_Nations,_medium_fertiliy_variant)
Em 2100, apesar do efeito contínuo de fertilidade sub-
reposicionária, as estimativas populacionais não apresentam um
declínio em linha com os níveis sub-reposicionários de fertilidade,
mas sim uma estagnação e, mesmo em nações Brancas, um rápido
crescimento.
Tudo por conta da imigração em massa.

Isso é reposição étnica.


Isso é reposição cultural.
Isso é reposição racial.

Isso é GENOCÍDIO BRANCO.

Retornar os níveis reposicionários de fertilidade é a prioridade


número um. Porém isso não é uma tarefa simples. Existe uma
miríade de razões por trás do declínio na taxa de fertilidade e a
destruição da unidade familiar tradicional.
Devemos inevitavelmente corrigir o desastre do hedonismo, niilismo e
do individualismo. Porém isso leva tempo, tempo que não temos devido
a crise da imigração em massa.

Devido a imigração em massa não temos o tempo necessário para


causar a mudança de paradigma civilizacional necessária para retornar
à saúde e à prosperidade.

Imigração em massa vai nos privar de direitos civis, subverter nossas


nações, destruir nossas comunidades, destruir nossos laços étnicos,
destruir nossa cultura, destruir nossos povos.
Muito antes que baixas taxas de natalidade possam nos destruir.
Portanto, antes de lidarmos com taxas de fertilidade, devemos lidar
com, tanto os invasores em nossas terras quanto com os invasores que
ainda procuram invadir nossas terras.

Devemos acabar com a imigração e deportar aqueles invasores que já


vivem em nosso solo. Não é só uma questão de prosperidade, mas de
sobrevivência do nosso povo.

Respondendo possíveis perguntas


1. Em Geral
Quem é você?
Só um homem branco normal, 28 anos. Nascido na Austrália, de uma
família trabalhadora de baixa renda.
Meus pais são escoceses, irlandeses e ingleses de origem.
Eu tive uma infância normal, sem grandes problemas.
Eu não me interessava muito por educação durante a escola, quase não
tirando notas o suficiente para passar de ano.
Eu não fiz faculdade por não ter muito interesse em nada que as
faculdades ofereciam para estudar. Trabalhei por um curto período
antes de ganhar um dinheiro investindo em Bitconnect, e então usando
o dinheiro do investimento para viajar. Atualmente estou fazendo bico
como removedor de kebab.
Sou só um homem branco comum, de uma família comum, que decidiu
tomar partido para garantir um futuro para o meu povo.

Por que você atacou?


Acima de tudo, para mostrar para os invasores que nossas terras jamais
serão as terras deles, nossas pátrias são nossas e que, enquanto o
homem branco ainda viver, eles NUNCA conquistarão nossas terras e
nunca vão substituir nosso povo.

Por vingança por conta das centenas de milhares de mortes causadas


por invasores estrangeiros em terras europeias através da história.

Por vingança pela escravidão de milhões de Europeus tirados de suas


terras por invasores islâmicos.

Por vingança pelas vidas de milhares de vidas perdidas em ataques


terroristas em terras Europeias.

Para vingar Ebba Åkerlund.

Para reduzir diretamente índices de imigração para terras europeias ao


intimidar e remover fisicamente os próprios invasores.

Para atiçar os inimigos políticos do meu povo a agir, fazer com que eles
deem um passo maior que a perna e que sintam o inevitável e eventual
contra-ataque como resultado.

Para incitar violência, retaliação, e dividir mais ainda o Povo Europeu e


os invasores vivendo hoje em solo Europeu.
Para vingar todos os homens e mulheres europeus perdidos nas
guerras constante e sem fim por toda a história, que morreram por
suas terras, morreram pelo seu povo, para ter suas terras entregues
para qualquer invasor que se incomodar em aparecer.

Para atiçar os inimigos políticos do meu povo a agir, fazer com que eles
deem um passo maior que a perna e que sintam o inevitável e eventual
contra-ataque como resultado. (nota do tradutor: no original essa
passagem se repete também.)

Para mostrar o efeito de ações diretas, iluminar um caminho para aqueles


que desejam segui-lo. Um caminho para aqueles que desejam liberar as
terras de seus ancestrais das mãos dos invasores e se tornarem um farol
para aqueles que desejam criar uma cultura duradoura, para dizer que
não estão sozinhos.

Para criar uma atmosfera de medo e mudança na qual ações


revolucionárias drásticas e poderosas podem acontecer.

Para adicionar momentum ao pêndulo da história, polarizar e


desestabilizar ainda mais a sociedade ocidental para eventualmente
destruir as insanidades niilistas, hedonistas e individualistas que
tomaram controle do pensamento ocidental.

Para causar uma divisão entre as nações da OTAN que são Europeias e
os Turcos que fazem parte da OTAN, fazendo com que a OTAN volte a
ser um exército Europeu unido e empurrar a Turquia mais uma vez de
volta a posição de força inimiga estrangeira.

Finalmente, para criar conflito entre duas ideologias dentro dos Estados
Unidos sobre armas de fogo, para causar uma maior divisão social,
cultural, política e racial dentro dos EUA. Este conflito sobre a segunda
emenda e a tentativa de remover os diretos à armas causará uma guerra
civil que eventualmente balcanizara os EUA entre linhas políticas,
culturais, e mais importante, raciais.
A balcanização dos Estados Unidos não somente resultará em separação
racial do povo americano garantindo um futuro para a raça branca na
América do Norte, como também garantirá a morte da ideia de que os
EUA são uma "mistura de raças".
Além disso, a balcanização irá reduzir a habilidade dos EUA em projetar
poder globalmente, posteriormente garantirá que nunca mais seja
possível uma situação como o envolvimento dos EUA no Kosovo (onde
forças americanas/OTAN lutaram ao lado de mulçumanos e
massacraram europeus cristãos tentando remover estes invasores
islâmicos da Europa).
O que você quer?
Nós devemos assegurar a existência do nosso povo, e um futuro para
crianças brancas.

Houve um evento em particular ou uma razão que te fez decidir


cometer um ato violento?
Houve um período 2 anos antes ao ataque que mudaram drasticamente
minha visão. O período foi do começo de abril de 2017 até final de maio
de 2017

Nesse período uma série de eventos quebraram minhas restrições,


minhas reticências, meu cinismo e revelaram a verdadeira situação
atual do Oeste.
Esses eventos mudaram meus pensamentos sobre perseguir uma
solução democrática, uma solução política, e finalmente me causaram
uma revelação da verdade, um uma revolução violenta é a única solução
possível para nossa crise atual.

Eu estava viajando como turista pela Europa Ocidental na época,


França, Espanha, Portugal e outros. O primeiro evento que começou a
mudar minha visão foi o ataque terrorista em Estocolmo, no dia 7 de
abril de 2017. Foi mais um ataque terrorista na lista aparentemente
interminável de ataques acontecendo regularmente durante minha vida
adulta. Mas por alguma razão esse ataque foi diferente. O cinismo
cansado com o qual eu recebi ataques anteriores não aconteceu. Algo
que fazia parte da minha vida desde que eu me lembro, cinismo diante
de ataques de invasores islâmicos contra o Ocidente, subitamente não
estava mais lá. Eu não conseguia mais ignorar a situação, não poderia
mais dar as costas para a violência. Algo, dessa vez, era diferente.

Essa diferença era Ebba Åkerlund.


A jovem, inocente e morta Ebba.
Ebba estava caminhando de volta da escola para encontrar sua mãe,
quando foi assassinada por um agressor islâmico, dirigindo um veículo
roubado por uma área de passeio onde ela passava. Ebba era
parcialmente surda, incapaz de ouvir o agressor chegando.
A morte de Ebba pelas mãos dos invasores, a indignidade do fim dela e
minha inabilidade em impedir isso quebraram meu cinismo cansado
como uma marreta.

Eu não conseguia mais ignorar os ataques. Eram ataques contra o meu


povo, ataques contra a minha cultura, ataques contra a minha fé e a
minha alma. Eles não seriam mais ignorados.

O segundo evento foi a eleição geral francesa de 2017. Os candidatos


eram um óbvio sinal de nosso tempo: um globalista, capitalista,
igualitário, ex banqueiro de investimentos sem nenhum ideal nacional
além da busca pelo lucro, contra uma cívica nacionalista café-com-leite
e ineficaz, não controversa, a qual a ideia mais corajosa e inspirada
seria a deportação de imigrantes ilegais.
Apesar desse embate ridículo, a possibilidade de vitória da quase
nacionalista era, ao menos para mim, um sinal de que talvez uma
solução política ainda fosse possível. O ex banqueiro globalista, anti-
branco e internacionalista ganhou. Não foi nem por pouco. A verdade
sobre a situação política na Europa era subitamente impossível de
aceitar. Minha esperança numa solução democrática desapareceu.

O último empurrão foi testemunhar, pessoalmente, o estado das


cidades e metrópoles francesas. Por muitos anos eu tinha ouvido e
lido sobre a invasão na França por não-brancos, muitos desses
rumores eu acreditava serem exageros, rumores criados para
empurrar uma narrativa política. Porém quando eu cheguei na França,
eu descobri não só que as histórias eram verdade, mas também que
eram profundamente subestimadas.
Em toda metrópole francesa, em toda cidadezinha francesa haviam
invasores.
Não importa o quanto eu viajava, não importa o quão pequena e rural
fosse a comunidade que eu visitava, os invasores estavam lá.
O povo francês geralmente eram a própria minoria, e os franceses na
rua estavam geralmente sozinhos, sem filhos ou de idade avançada.
Enquanto os imigrantes eram jovens, cheios de energia e com grandes
famílias e muitos filhos.
Eu me lembro de entrar num estacionamento de um shopping center
para comprar comida em uma cidade de tamanho moderado no oeste
da França, de mais ou menos 15-25 mil habitantes. Enquanto eu estava
sentado no estacionamento, em meu carro alugado, eu assisti uma
enchente de invasores entrar pela porta da frente do shopping. Para
cada homem e mulher francês havia o dobro de invasores em número.
Eu vi o suficiente, e com ódio, dirigi para fora da cidade, me recusando
a ficar mais um segundo naquele lugar amaldiçoado, e segui para a
próxima cidade.

Dirigindo para a próxima cidade francesa no meu itinerário, sabendo


que inevitavelmente os invasores também estariam lá, eu percebi
minhas emoções variando entre ódio fulminante e desesperança
sufocante com a indignidade da invasão da França, o pessimismo do
povo francês, a perda da cultura e identidade e a farsa das soluções
políticas oferecidas.
Eu cheguei em um cemitério, um dos muitos cemitérios em massa
criados para enterrar soldados franceses e de outras nações europeias
perdidos na Guerra que aleijou a Europa.
Eu vi muitas fotos e ouvi muitas pessoas discutindo sobre os
cemitérios, mas mesmo sabendo sobre eles com antecedência, eu ainda
não estava preparado para o que vi.
Cruzes de madeira, simples e brancas, espalhadas pelos campos ao lado
da estrada, parecendo não ter fim, até além do horizonte.
Seus números eram incontáveis, a representação da sua perda era
inimaginável. Eu encostei o carro no acostamento, e me sentei
encarando essas cruzes e contemplando como era possível, apesar do
sacrifício de todos esses homens e mulheres, apesar de sua bravura,
nós tenhamos decaído tanto. Eu chorei, soluçando sozinho no carro,
olhando para aquelas cruzes, para os mortos esquecidos.

Por que estamos permitindo que esses soldados tenham morrido em


vão? Por que estamos permitindo que os invasores nos conquistem?
Nos substituam? Sem um único tiro dado em resposta?

POR QUE NINGUÉM FAZ NADA?

Em frente das cruzes sem fim, em frente dos soldados mortos perdidos
em guerras esquecidas, minha desesperança se tornou vergonha,
vergonha se tornou culpa, minha culpa em raiva, e minha raiva em ódio.

POR QUE NINGUÉM FAZ NADA?

POR QUE NINGUÉM FAZ NADA?

POR QUE EU NÃO FAÇO NADA?

O transe acabou, por que eu não faço alguma coisa?


Por que não eu?
Se não eu, então quem?
Porque eles quando eu poderia fazer eu mesmo?
Foi lá que eu decidi fazer alguma coisa, foi lá que eu decidi tomar ação,
intentar a força, cometer violência.

Levar a luta aos invasores eu mesmo.


Quem você representa?
Milhões de europeus e outros etno-nacionalistas que desejam viver em
paz entre seus próprios povos, vivendo em suas próprias terras,
praticando suas próprias tradições e decidindo o futuro deles próprios.

Você faz parte de algum grupo ou movimento político?


Não sou um membro direto de nenhuma organização ou grupo, apesar
de ter doado para muitos grupos nacionalistas e interagido com muitos
mais.

Algum grupo que você apoia ou se alinha ordenou ou promoveu seu


ataque?
Não. Nenhum grupo ordenou meu ataque, eu tomei a decisão eu
mesmo. Apesar de eu ter contatado os reborn Knights Templars
(cavaleiros templários renascidos) por bênção em suporte ao ataque, o
qual me foi dado.

Esses grupos estão em poder/Quem são as pessoas nesses grupos?


O número total de pessoas nessas organizações está na casa dos
milhões, o número total de grupos em milhares. Pessoas de todos
os tipos, em todos os empregos e campos, porém
desproporcionalmente empregados em serviços militares e
policiais. Não surpreendentemente, etno-nacionalistas procuram
trabalhar em áreas que servem suas nações e comunidades. Eu
estimaria que o número de soldados nas forças armadas europeias
que também fazem parte de grupos nacionalistas estaria na casa
das centenas de milhares, e tantos quanto empregados nas forças
policiais.

Você cometeu o ataque por fama?


Não. Cometer um ataque por fama seria patético. Afinal, quem lembra o
nome dos que atacaram em 11 de Setembro em Nova York? É o ataque
no Pentágono? O ataque no avião que caiu num campo no mesmo dia?
Eu serei esquecido rapidamente.
Não ligo para isso.
Afinal, sou uma pessoa reservada e introvertida mesmo.
Mas a repercussão dos meus atos vai ecoar por anos e anos,
impulsionando discurso político e social, criando uma atmosfera de
medo e mudança que é necessária.

Por que você tinha como alvo aquelas pessoas?


Eles eram um óbvio grande grupo de invasores, de uma cultura com
taxas de fertilidade superior, alta confiança social, e tradições fortes e
robustas que buscam ocupar a terra do meu povo e substituir
etnicamente meu próprio povo.
Por quanto tempo você planejou esse ataque?
Eu comecei a planejar o ataque por volta de 2 anos antes, e um ataque
exatamente em Christchurch 3 meses antes.

Por que você escolheu esse momento para atacar?


O melhor momento para um ataque é ontem, o segundo melhor é hoje.
O ataque foi planejado para garantir tempo suficiente para treinar,
formar um plano, preparar meus assuntos pessoais, escrever minhas
ideias, e então finalmente atacar.

Por que você escolheu usar armas de fogo?


Eu poderia ter escolhido qualquer arma ou meio. Uma van cheia de
TATP. Farinha, um método de dispersão e uma fonte de ignição. Um
martelinho e um escudo de madeira. Gás, fogo, um ataque veicular, um
ataque de avião, qualquer meio era disponível. Eu tinha disposição e
tinha os recursos.

Eu escolhi armas de fogo pelo efeito que isso teria no discurso social, a
cobertura extra da mídia que eles iam causar e o efeito que isso teria na
política americana e posteriormente na situação política do mundo.
Os EUA estão divididos em várias facções por sua segunda emenda,
através de linhas estaduais, sociais, culturais e, mais importante,
raciais.
Com pressão suficiente a esquerda americana irá tentar abolir a
segunda emenda, e a direita americana irá encarar isso como um ataque
contra seus direitos e sua liberdade.
Essa tentativa de abolir os direitos pela esquerda resultará em uma
dramática polarização do povo nos EUA e eventualmente em uma
fratura do país em linhas culturais e raciais.

Por que você escolheu a Nova Zelândia como local para atacar?
A Nova Zelândia não foi a escolha original para o ataque. Eu só cheguei
na Nova Zelândia para morar temporariamente enquanto planejava e
treinava, porém logo descobri que a Nova Zelândia era um lugar tão
bom quanto qualquer outro no Oeste.
Segundo, um ataque na Nova Zelândia chamaria atenção para a verdade
sobre o ataque contra nossa civilização, que nenhum lugar no mundo
está seguro, e que os invasores estavam em todas as nossas terras,
mesmo nos lugares mais remotos do mundo e que não há mais nenhum
lugar seguro e livre de imigração em massa.

Houve alguma razão para você atacar aquela(s) mesquita(s) em


particular?
Originalmente a mesquita em Dunedin era o alvo principal,
particularmente após assistir o vídeo no
Facebook deles chamado "Otago Muslim Association"

https://www.facebook.com/Otago-Muslim-Association-

206778229358786/

O vídeo tinha como título "Vídeo muito interessante. Somente para


muçulmanos. Por favor não redistribuir" e provou o conhecimento deles
quanto às ações, e sua culpa.
https://www.facebook.com/206778229358786/videos/4516282382071
16/

Porém após visitar as mesquitas em Christchurch e Linwood e ver a


profanação da igreja que foi convertida em mesquita em Ashburton,
meus planos mudaram.

As mesquitas de Christchurch e Linwood tinham muito mais


invasores, em prédios mais proeminentes e oticamente
estrangeiros, com menos estudantes, mais adultos e um histórico
conhecido de extremismo.
Atacar essas mesquitas também permitiu um ataque extra na mesquita
de Ashburton, apesar de não ter certeza no momento da escrita se eu
vou alcançar esse alvo, ele é um objetivo bônus

Você considera esses ataques terroristas?


Por definição, então sim. É um ataque terrorista. Porém eu acredito que
seja um ato contra uma força de ocupação.

Você sente algum remorso por esses ataques?


Não, eu só desejo que eu pudesse ter matado mais invasores, e mais
traidores também.

Você odeia, ou odiava, muçulmanos pessoalmente?


Um homem ou mulher muçulmano vivendo em sua terra? Não.
Um homem ou mulher muçulmano escolhendo invadir nossas terras
para viver em nosso solo e substituir nosso povo? Sim, eu não gosto
deles.
Os únicos muçulmanos que eu realmente odeio são os convertidos,
aqueles do nosso próprio povo que dão as costas para sua herança, dão
as costas para sua cultura, dão as costas para suas tradições e se
tornam traidores de sangue para sua própria raça. Esses eu odeio.

Você odeia estrangeiros e outras culturas, pessoalmente?


Não, eu passei muitos anos viajando por muitas e muitas nações
Em todo lugar que eu viajava, com poucas exceções, eu era tratado
maravilhosamente, geralmente como convidado e as vezes até como
amigo. As várias culturas do mundo me receberam calorosamente e
com compaixão, e eu gostei muito de cada momento que eu passei com
eles.

Eu desejo o melhor a todos os povos do mundo o melhor,


independentemente de sua etnia, raça, cultura ou fé, e que eles vivam
em paz e prosperidade entre seu próprio povo, praticando suas
próprias tradições, em suas próprias nações.
Mas, se essas pessoas procuram vir a terra de outras pessoas, substituir
meu povo, subjugar meu povo, guerrear contra o meu povo, então eu
serei forçado a lutar contra eles, e não poupar nada.

Você acredita que aqueles que você atacou eram inocentes?


Não existem inocentes numa invasão, todos aqueles que colonizam
terras de outros povos compartilham culpa.

Você cometeu o ataque para receber cobertura da mídia para


propagar suas próprias ideias/crenças/ ideais?
Não, o ataque foi um suficiente em si, com todo o efeito necessário
requerido.
Essa escrita, e a cobertura da mídia, são um bônus.

Você espera sobreviver o ataque?


Sim, porém a morte é definitivamente uma possibilidade. Essas
situações são caóticas e virtualmente impossíveis de controlar, não
importa o planejamento. Sobrevivência é uma alternativa melhor do que
a morte, pensando em propagar ainda mais meus ideais pela cobertura
da mídia e para consumir recursos do estado com meu aprisionamento.

O ataque foi "racista" em sua origem?


Taxas de fertilidade são inevitavelmente ligadas à raça, então sim.
Existia um componente racial no ataque.

O ataque foi "xenofóbico" em sua origem?


Taxas de fertilidade são culturais, não há como negar isso, então existe
uma guerra de culturas sendo travada pelos invasores, e meu ataque foi
uma resposta a isso. Apesar de eu não ter medo ou desconfiança de
outras pessoas.

O ataque foi "islamofóbico" em sua origem?


Nações islâmicas em particular possuem altas taxas de natalidade,
independente da raça ou etnia, e nisso havia uma motivação anti-semita
para o ataque, como também um desejo por vingança contra o islã pelos
1300 anos de guerra e devastação que eles trouxeram sobre as pessoas
do Oeste e outros povos do mundo.

O ataque foi "anti imigração" em sua origem?


Sim, sem dúvida, anti-imigração, anti-substituição étnica e anti-
substituição cultural.

O ataque foi "anti diversidade" em sua origem?


Não, o ataque não foi contra a diversidade, mas um ataque em nome da
diversidade.
Para garantir que pessoas diversas continuem diversas, separadas,
únicas, não diluídas em suas expressões étnicas e culturais ou sua
autonomia.

Você pretende matar policiais ou outros funcionários do governo?


Não. A força policial da Nova Zelândia está em bons termos com o
público, no geral, e, diferente de outras nações europeias como a
França, o Reino Unido ou a Noruega, eles se mantêm leais ao povo até
então. Ferir polícias neozelandeses deve ser evitado a todo custo a
menos que o policial seja um invasor.
Atacar rápido e sair da área do ataque era o plano para evitar a resposta
da polícia e evitar uma situação onde eu seria obrigado a feri-los.
No evento de um confronto eu tinha uma esperança quixotesca de
intimidar polícias a baixarem suas armas, e se isso calhasse, somente
atirar em áreas não vitais do corpo como coxas, ombros, panturrilhas
ou glúteos, visando causar o mínimo possível de dano e permitindo
uma recuperação rápida.

Como isso funcionou na prática, bom... só você sabe.

Se você sobreviver, você pretende ir a julgamento?


Sim, e responder como inocente. O ataque foi uma ação contra uma
força ocupante, e eu sou um combatente legal e uniformizado.

Existiam outros alvos planejados no seu ataque?


Muitos, uma coisa que pode ser dita sobre o atual estado do Oeste é que
vivemos em um ambiente rico em alvos, traidores e inimigos aos
montes.

Você era/é "racista"?


Sim, por definição, pois eu acredito que existem diferenças raciais entre
pessoas e elas tem grande impacto em como formamos nossas
sociedades.
Eu também acredito que taxas de fertilidade são parte dessas diferenças
raciais e que os imigrantes com altas taxas de fertilidade em nossas
terras devem ser forçados para fora para garantir a existência da nossa
raça.
Então sim, eu sou racista.

Você era/é "xenofóbico"?


Não, não tenho medo de nenhuma cultura. Eu só tenho receio com
culturas com maiores taxas de fertilidade substituindo outras.

Você era/é "islamofóbico"?


Não, eu não tenho medo do islã, somente que, dada sua alta taxa de
fertilidade, ele irá crescer e substituir outros povos e fés.

Você era/é nacionalista?


Sim, predominantemente um etno-nacionalista (eu valorizo a saúde e
bem-estar da minha raça acima de tudo).

Você era/é nazista?


Não, nazistas de verdade não existem. O nazismo já não é uma força
social oi política em nenhum lugar no mundo a mais de 60 anos.

Você era/é anti-semita?


Não. Um judeu vivendo em Israel não é um inimigo meu, enquanto ele
não buscar subverter ou causar dano ao meu povo.

Você era/é um neo-nazista?


Essa é uma categoria bem ampla de pessoas, e a definição é vaga, no
melhor dos casos. Então não, eu acredito que não.

Você era/é um conservador?


Não. Conservadorismo é corporativismo disfarçado. Eu não quero fazer
parte disso.

Você era/é cristão?


É complicado.
Quando eu descobrir, eu te conto.

Você era/é um fascista?


Sim. Pelo menos uma vez alguém chamado de fascista realmente é um
fascista.
Tenho certeza que os jornalistas vão amar isso.
Eu concordo em grande parte com a visão de Sir Oswald Mosley e me
considero um Eco-fascista por natureza.
A nação com que me identifico mais proximamente social e
politicamente e a República Popular da China.
(Nota do tradutor: no original soa como uma piada, mas não podemos
ter certeza)

Existia uma figura ou partido na história com


quem você mais se associava?
Sir Oswald Mosley é a pessoa na história mais
próxima das minhas crenças.

Você era/é homofóbico?


Não. Eu simplesmente não me importo muito com o que gays fazem.
Com tanto que eles sejam leais ao seu povo e posicionem o bem-estar
do seu povo em primeiro lugar, nesse caso eu não tenho problemas com
isso.

Você era/é de direita?


Dependendo da definição, claro.

Você era/é de esquerda?


Dependendo da definição, claro.

Você era/é socialista?


Dependendo da definição. Os trabalhadores sendo proprietários dos
meios de produção? Depende de quem são os trabalhadores, de seus
interesses, de quem controla hoje os meios de produção, os
interesses e quem controla o estado, e seus interesses.

Você era/é um apoiador de Donald Trump?


Como um símbolo de identidade branca renovada e propósito comum?
Claro. Como um líder e criador de política? Meu Deus, não.

Você era/é um apoiador do Brexit?


Sim, porém não por conta da política oficial criada. A verdade é que
eventualmente as pessoas devem encarar o fato de que não teve nada a
ver com a economia. Que isso era o povo Inglês lutando contra a
imigração em massa, a desalocação cultural e o globalismo, e isso é uma
coisa maravilhosa.
Você era/é um apoiador da Frente Nacional (Front Nacional)?
Não, eles são um partido de boomers cívico-nacionalistas café com leite,
completamente incapazes de criar uma mudança real e sem um plano
viável para salvar sua nação.

Por viver na Nova Zelândia, não era você um imigrante também?


Sim, e parece que nós imigrantes trazemos muitos problemas, não é?
Nah, na verdade não. Um Australiano vivendo na Nova Zelândia é
basicamente o mesmo que um Austríaco vivendo na Bavária. Eles não
vão substituir eticamente o povo, nem mudar a cultura da nação. Eles
são a mesma pessoa, a mesma cultura.

Você é intolerante?
Claro. As últimas virtudes de uma nação moribunda são tolerância e
apatia, e eu não quero nada disso.

Como você desenvolveu/pesquisou/adquiriu suas opiniões e


crenças?
Durante um grande período de tempo, de uma grande quantidade de
lugares.

Existe uma pessoa em particular que mais te radicalizou?


Sim, a pessoa que mais me influenciou acima de todas foi Candace
Owens.
Cada vez que ela falava eu ficava perplexo com seus insights e suas
opiniões me ajudaram a acreditar mais e mais na efetividade da
violência sobre a fraqueza. Apesar de eu discordar de algumas das
visões dela, algumas ações que ela incita são extremas até para mim.

Você aprendeu violência e extremismo com vídeo games, música,


literatura ou cinema?
Sim, Spyro The Dragon 3 me ensinou etno-nacionalismo. Fortnite me
treinou a ser um assassino e a fazer dancinhas em cima dos cadáveres
dos meus inimigos. Não.

Você sempre teve essas opiniões?


Não. Quando eu era jovem eu era comunista, e depois um anarquista, e
finalmente um libertário antes de me tornar um eco-facista.

Quem você considera branco?


Aqueles que são etnicamente e culturalmente europeus.

Quem você considera "não-branco"?


Aqueles que não são etnicamente e culturalmente europeus.
Suas opiniões foram passadas a você por sua
família/amigos/sociedade etc?
Não. Aqueles em minha volta eram Australianos típicos, apáticos e em
grande parte apolíticos, somente mostrando motivação em assuntos de
direitos dos animais, ambientalismo e impostos.

Você se considera um líder?


Não, somente um partidário.

Você tinha/tem laços com partidos/lutadores da liberdade/etno


soldados?
Eu apoio muitos deles que tomam iniciativa contra genocídio etno e
cultural. Luca Traini, Anders Breivik, Dylan Roof, Anton Lundin
Pettersson, Darren Osbourne etc.
Porém eu só tive um breve contato com Knight Justiciar Breivik,
recebendo bênção para minha missão após contatar seus irmãos
cavaleiros.

Suas crenças foram influenciadas por algum outro atacante?


Eu li as escritas de Dylan Roof e muitos outros, mas só me inspirei
mesmo em Knight Justiciar Breivik.

Se condenado, você pretende ficar na prisão?


Sim, até que eu seja morto, solto ou tempo suficiente passe e a situação
se mostre uma óbvia derrota do meu povo. Nesse caso eu vou cometer
suicídio, feliz sabendo que eu fiz o meu melhor para prevenir a morte
da minha raça.

Por que você acredita que será solto da prisão?


Eu não só espero ser solto, como também espero um eventual prêmio
Nobel da Paz. Assim como foi dado ao terrorista Nelson Mandela uma
vez que o povo dele alcançou a vitória e tomou o poder. Eu espero estar
livre em 27 anos após minha prisão, o mesmo número de anos que
Mandela cumpriu, pelo menos crime.

Por que você se preocupa tanto com a Europa, você não é


Australiano?
Austrália, assim como o resto das colônias da Europa, é simplesmente
um ramo do Povo Europeu. Um dedo na mão do corpo da Europa. As
origens do meu idioma são europeias, minha cultura é europeia, minhas
crenças políticas são europeias, minhas crenças filosóficas são
europeias, minha identidade é europeia, e mais importante, meu sangue
é Europeu.
2. Respondendo perguntas do meu povo/apoiadores

Quais são suas opiniões?


Eu sou um etno-nacionalista, eco-fascista. Autonomia étnica para todos
os povos com foco na preservação da natureza, e da ordem natural.

Quem você segue?


Ninguém em particular, eu apoio muitos grupos, mas não sou membro
de nenhum.

Quem você apoia?


Aqueles que desejam um futuro para crianças brancas, e garantir a
existência do nosso povo.

Você é um federal/shill/agente do mossad/false flag/bode


expiatório/infiltrador/antifa/negro que brilha no escuro, etc?
Não, mas a próxima pessoa a atacar pode ser, então uma dose saudável
de ceticismo é uma coisa boa. Só não deixe seu ceticismo virar paranoia
e te em pedir de apoiar aqueles que querem o melhor para você.

Quais são seus desejos?


Garantir a existência do nosso povo e um futuro para crianças brancas,
enquanto preservando e exaltando a natureza e a ordem natural.

O que você nos encoraja a fazer?


Faça planos, treine, forme alianças, consiga equipamentos e então aja. A
hora para docilidade passou faz tempo, a hora para uma solução
política passou faz tempo. Homens do Oeste devem ser homens
novamente.

Essas são suas escritas e pontos de vista em completo?


Infelizmente não, houve um trabalho muito maior escrito, por volta de
240 páginas, que falavam de muitos problemas em muito mais
profundidade, porém em um momento de autocrítica selvagem, eu
deletei o trabalho todo e comecei de novo, duas semanas antes do
ataque acontecer. Eu tive pouco tempo para criar uma nova obra e
deixei minhas visões incompletas. Eu deixarei minhas ações falarem por
si.

3. Responde do a perguntas de caluniadores e aqueles que


se opõem a minhas crenças/métodos

Seu ataque não fará mais mal do que bem?


Não, não existe um movimento influente e bem-sucedido estabelecido
ainda, nenhuma organização liderando, então não existe uma estrutura
criada que poderia ser abalada. Sobre como o público nos percebe? Eles
nos percebem diferente depois do ataque contrário de antes?

Seu ataque não resultará em demandas para remoção de direitos à


armas de brancos nos EUA?
Sim, esse é o plano, eles disseram que lutarão para proteger os direitos
e a constituição, bom, logo essa hora vai chegar.

Seu ataque não resultará em demandas para remoção de direitos à


armas na Nova Zelândia?
Os donos de armas na Nova Zelândia são um bando de boomers
derrotados e miseráveis, que há muito desistiram da luta. Quando foi a
última vez que eles aumentaram seus direitos? A perda deles era
inevitável. Eu só acelerei um pouco o processo. Eles já perderam suas
cidades há muito tempo, veja Auckland. Você realmente esperava que
eles não iam perder os direitos também?

Você é preconceituoso, racista, xenofóbico, islamofóbico, nazista,


racista!!
A. Elogios não vão te levar a lugar nenhum.
B. Isso não foi uma pergunta.
C. What the fuck did you just fucking say about me, you little bitch? I'll
have you know I graduated top of my class in the Navy Seals, and I've
been involved in numerous secret raids on Al-Quaeda, and I have over
300 confirmed kills. I am trained in gorilla warfare and I'm the top
sniper in the entire US armed forces. You are nothing to me but just
another target. I will wipe you the fuck out with precision the likes of
which has never been seen before on this Earth, mark my fucking
words. You think you can get away with saying that shit to me over the
Internet? Think again, fucker. As we speak I am contacting my secret
network of spies across the USA and your IP is being traced right now
so you better prepare for the storm, maggot. The storm that wipes out
the pathetic little thing you call your life. You're fucking dead, kid. I can
be anywhere, anytime, and I can kill you in over seven hundred ways,
and that's just with my bare hands. Not only am I extensively trained in
unarmed combat, but I have access to the entire arsenal of the United
States Marine Corps and I will use it to its full extent to wipe your
miserable ass off the face of the continent, you little shit. If only you
could have known what unholy retribution your little "clever" comment
was about to bring down upon you, maybe you would have held your
fucking tongue. But you couldn't, you didn't, and now you're paying the
price, you goddamn idiot. I will shit fury all over you and you will
drown in it. You're fucking dead, kid
(Nota do tradutor: nem fodendo eu vou ficar traduzindo copypasta...)
Democracia é a única solução, por que você está cometendo
violência?
Democracia é a regra da multidão e a multidão em si é controlada pelo
inimigo. A mão global e corporativa controla ela, o sistema educacional
(há tempos apodrecida pela longa marcha dos marxistas) controla ela, o
Estado (há tempos destruído pelos financiadores) controla ela e a mídia
anti-branco controla ela. Não sofra sob a ilusão de uma vitória
democrática, sem esforço e sem riscos.
Te prepara para a guerra, prepara para a violência e para o risco, a
perda, o sofrimento e a morte.
Força é o único caminho para o poder e o único caminho para a
verdadeira vitória.

Violência não é a resposta, porque você está usando força?


Não existe nação no mundo que não foi fundada ou mantida pelo uso
de força. Força é poder. História é a história do poder. Violência é poder
é violência é a realidade da história. Acorda.

O que te faz pensar que você tem todas as respostas?


Eu não tenho, mas sei de algumas. Leve das minhas ideias o que
funciona, descarte o que não funciona. Vitória é o que importa.

O que te faz pensar que você pode falar por um grupo?


Eu falo por minhas ideias e meus ideais, e aqueles que me apoiam. Uns
podem concordar, outros não.

O que te faz pensar que você é Europeu, e não só um Australiano?


O que é um australiano se não um europeu bêbado? Brincadeira, mas
um Australiano é um colono Europeu, particularmente de origem
Inglesa e, portanto, uma extensão da Europa.

O que te faz acreditar que existem diferenças raciais e que elas


realmente importam?
Pesquisa e dados. Agrupamentos genéticos, fenótipos, testes globais.
Com o tempo a verdade será revelada.

Por que você culpa os imigrantes e não os capitalistas?


Eu culpo ambos, e planejo lidar com os dois.

Por que atacar imigrantes quando "x" são o problema?


Por que podemos lidar com "x" com o tempo, mas com altas taxas de
natalidade, imigrantes vão nos destruir agora, então é uma questão de
sobrevivência destruir eles primeiro.

Por que atacar muçulmanos se a alta natalidade de imigrantes é o


problema?
Razões históricas, sociais e estatísticas. Eles são o grupo de invasores
mais odiado do Oeste, ataca-los recebe o maior nível de apoio. Eles são
também um dos grupos mais fortes, com alta fertilidade, e alta
preferência ao grupo e desejo de conquistar.

Por que focar em imigração e taxas de natalidade quando mudança


climática é um problema muito maior?
Porque eles são o mesmo problema, o ambiente está sendo destruído
por conta da explosão populacional, nós Europeus somos um dos
únicos grupos que não estão superpopulando o mundo.

Os invasores são os culpados pela explosão populacional no mundo.


Mate os invasores, acabe com a superpopulação e fazendo isso, salve o
meio ambiente.

Se você acredita que precisamos corrigir a taxa de natalidade branca,


por que você não começou uma família e fez isso você mesmo?
Porque se não destruímos os invasores primeiro, nossa própria taxa de
natalidade não vai significar nada. Nós não temos as taxas de
natalidade para jogar o jogo deles, e nem deveríamos pois é destrutivo
à natureza e a cultura. Então eu decidi fazer algo sobre isso eu mesmo.

Seu ataque não vai somente causar uma vilanização de etno-


nacionalistas/autonomistas raciais?
Não, as pessoas vão esquecer meus motivos rapidamente e só lembrar
do ataque em si. Não acredita em mim? Alguém consegue lembrar do
motivo para o ataque a bomba no trem em Madrid?

Crianças são sempre inocentes, você não se acha um monstro por


matar crianças inocentes?
Crianças de invasores não continuam crianças para sempre, elas viram
adultos e reproduzem, criando mais invasores para substituir nosso
povo. Eles crescem e votam contra as vontades do nosso próprio povo,
a favor dos interesses do povo deles. Elas crescem e tomam potenciais
lares do nosso povo para si próprios, eles ocupam posições de poder,
removem riquezas e destroem a confiança social. Qualquer invasor que
você mate, de qualquer idade, é um inimigo a menos que seja filhos vão
ter que enfrentar. Você prefere matar ou deixar suas crianças fazerem
isso? Seus netos?
Seção I
Endereçados a vários grupos

It was not part of their blood,


It came to them very late,
With long arrears to make good,
When the Saxon began to hate.

They were not easily moved,


They were icy -- willing to wait
Till every count should be proved,
Ere the Saxon began to hate.

Their voices were even and low,


Their eyes were level and straight.
There was neither sign nor show
When the Saxon began to hate.

It was not preached to the crowd,


It was not taught by the state.
No man spoke it aloud
When the Saxon began to hate.

It was not suddenly bred,


It will not swiftly abate,
Through the chilled years ahead,
When Time shall count from the date
That the Saxon began to hate.

- Versão alterada de "The Beginnings" Por Richard Kipling


Aos conservadores

Pergunte a si mesmo, o que o conservadorismo moderno conseguiu


conservar? O que ele busca conservar? A natureza ambiental? A cultura
Ocidental? A autonomia ética? Religião? A nação? Raça?

Nada é conservado. A natureza foi industrializada, pulverizada e


comoditizada.

A Cultura Ocidental foi trivializada, processada e misturada em uma


mancha sem sentido, suas únicas bases ainda de pé são o mito da
individualidade, o valor do trabalho (produtividade para o benefício dos
proprietários capitalistas) e a soberania da propriedade privada (para
garantir que ninguém mirabolantes de tomar a riqueza dos seus donos).

Autonomia étnica? Destruída em nome da mão de obra barata,


enquanto que publicamente eles se oponham a imigração ilegal das
massas de terceiro mundo, por trás eles desejam o máximo possível de
imigração, qualquer coisa para baixar o custo de produção e encher os
bolsos com lucros. Eles removeram a soberania e autonomia dos
europeus em troca da própria ganância por poder e riqueza.

Religião? O que sobrou? Igrejas vazias e shopping centers lotados?


Confissões drive thru e divórcio sem motivo? Qualquer ideal religioso
entre o rico e a geração de riquezas foi minimizado, deixado de lado e
discretamente desfeito. Tudo isso para que eles pudessem encher os
bolsos sem reclamações e objeções.

A nação? Que nação nós temos para conservar? No que nossas nações
são baseadas agora? Não há uma cultura compartilhada, nem etnias,
idiomas, valores ou crenças. Qualquer um pode ser um membro das
nossas nações agora se eles tiverem a papelada. Eles não precisar ter
nascido aqui, compartilhar da nossa raça, nossa língua, nossa cultura e
crenças. Escute o choro dos conservadores "Se eles estiverem dispostos
a TRABALHAR, deixe eles entrar! Deixe que eles ganhem para nossos
beneficiadores ricos seus iates e suas propriedades sujas!".

A Raça? Eles nem ACREDITAM em raças, eles não têm a pachorra de


dizer que raças existem. E acima de tudo, eles nem se importam se
existem mesmo. É o lucro, é o lucro sozinho, que motiva eles, todo o
resto é secundário. A noção de um futuro racial, é um conceito
alienígena para eles, assim como responsabilidades sociais.

Nem uma única coisa foi conservada além dos lucros e o aumento da
riqueza do 1% que explora o povo para benefício próprio.
O conservadorismo está morto. Graças a Deus. Agora vamos enterra-lo e
seguir com algo que valha a pena.

CONSERVADORISMO ESTÁ MORTO, GRAÇAS A DEUS.


Aos Cristãos

"O povo digno de glória, esse povo que o Senhor, nosso Deus, abençoou,
geme e sucumbe sob o peso dos ultrajes e das exações mais
vergonhosas. A raça dos eleitos sofre indignas perseguições; a raiva
ímpia dos sarracenos não respeitou nem as virgens do Senhor, nem o
colégio real dos Sacerdotes. Eles carregaram de ferros as mãos dos
enfermos e dos velhos; crianças arrancadas aos braços maternos
esquecem agora entre os bárbaros o nome do verdadeiro Deus. Os
asilos que esperavam os viajantes pobres na estrada dos santos lugares
receberam sob seu teto profanado uma nação perversa; ‘o templo do
Senhor foi tratado como um homem infame e os ornamentos do
santuário foram arrebatados como escravos’.

"Que vos direi mais?"

“Ai! de nós, meus filhos e meus irmãos, que vivemos nestes dias de
calamidades! Viemos então a este século reprovado pelo céu para ver a
desolação da cidade santa e para vivermos em paz, quando ela está
entregue nas mãos de seus inimigos? Não é preferível morrer na guerra
do que suportar por mais tempo esse horrível espetáculo? Choremos
todos juntos nossas faltas que armaram a cólera divina; choremos, mas
que nossas lágrimas não sejam como a semente lançada sobre a areia e
a guerra santa se acenda ao fogo de nosso arrependimento; e o amor de
nossos irmãos nos anime ao combate e seja ‘mais forte que a mesma
morte’, contra os inimigos do povo cristão.

PERGUNTE A SI MESMO, O QUE O PAPA URBANO II FARIA?


Para os ANTIFA/Marxistas/Comunistas

Eu não desejo converter você, eu não quero chegar a um entendimento.


Igualitários e aqueles que acreditam em hierarquia nunca vão chegar a
um acordo. Eu não quero você do meu lado.

Eu quero você na minha mira, quero seu pescoço de baixo da minha


bota.

VEJO VOCÊS NA RUA, ESCÓRIA ANTI-BRANCA


Aos Turcos

Vocês podem viver em paz em suas terras, nenhum mal irá acontecer
com vocês.

Ao lado leste do Bósforo.

Se vocês tentarem viver em terras europeias, qualquer lugar ao oeste do


Bósforo, vamos matar vocês e forçar vocês baratas de volta a suas
terras. Vamos retomar a Constantinopla e vamos destruir cada
mesquita e cada minarete na cidade. A Hagia Sophia será livre de
minaretes e a Constantinopla será novamente dos cristãos por direito.

FUJAM PARA SUAS TERRAS, ENQUANTO VOCÊS AINDA TÊM CHANCE


Seção II
Pensamentos gerais e estratégias potenciais

"Acontecerá de uma maneira, e uma maneira somente, não por


governos existentes. Não por manobras de lobbies, parlamentos ou
congressos, mas do estresse e da necessidade. Acontecerá como uma
grande onda de popularidade, no grande despertar da alma Europeia."

- Sir Oswald Mosley


De quem realmente é a culpa?

Os verdadeiros culpados somos nós mesmos, europeus. Homens fortes


não são substituídos, homens fortes não permitem que sua cultura
degrade, homens fortes não permitem que seu povo morra. Homens
fracos criaram essa situação e são necessários homens fortes para
corrigir isso.

ENQUANTO A HAGIA SOPHIA NÃO ESTIVER LIVRE DE MINARETES,


HOMENS DA EUROPA SERÃO HOMENS SOMENTE EM NOME
Os estupros de mulheres da Europa por invasores

Muitos de vocês talvez já saibam sobre os estupros de mulheres


inglesas pela força invasora, Rotherham é claro sendo o caso mais
conhecido. Porém poucos sabem que Rotherham é só mais um de uma
longa lista de estupros e abusos perpetrados por essa escória não-
branca.

Segue uma lista de casos documentados de estupros na Inglaterra:

https://en.wikipedia.org/wiki/Rotherham_child_sexual_exploitation_sca
ndal
https://en.wikipedia.org/wiki/Aylesbury_child_sex_abuse_ring
https://en.wikipedia.org/wiki/Banbury_child_sex_abuse_ring
https://en.wikipedia.org/wiki/Bristol_child_sex_abuse_ring
https://en.wikipedia.org/wiki/Derby_child_sex_abuse_ring
https://en.wikipedia.org/wiki/Halifax_child_sex_abuse_ring
https://en.wikipedia.org/wiki/Huddersfield_grooming_gang
https://en.wikipedia.org/wiki/Keighley_child_sex_abuse_ring
https://en.wikipedia.org/wiki/Keighley_child_sex_abuse_ring
https://en.wikipedia.org/wiki/Newcastle_sex_abuse_ring
https://en.wikipedia.org/wiki/Operation_Doublet
https://en.wikipedia.org/wiki/Rochdale_child_sex_abuse_ring
https://en.wikipedia.org/wiki/Oxford_child_sex_abuse_ring
https://en.wikipedia.org/wiki/Peterborough_sex_abuse_case
https://en.wikipedia.org/wiki/Telford_child_sexual_exploitation_scanda
l

O que muitos não sabem é que esses casos não acontecem só na


Inglaterra, mas também em todo o mundo ocidental, como mostra esses
dois casos conhecidos na Austrália:

https://en.wikipedia.org/wiki/Ashfield_gang_rapes
https://en.wikipedia.org/wiki/Sydney_gang_rapes

E até na Finlândia:

https://en.wikipedia.org/wiki/Oulu_child_sexual_exploitation_scandal

Tão chocante quanto são os casos abertos e públicos de abuso sexual


cometidos por essa escória invasora que parecem acontecer com mais
frequência ainda por toda Europa como o caso da Alemanha, na virada
do ano em Colônia, Hamburgo, Dortmund, Dusseldorf, Stuttgart e
Bielefeld. Os registros na Wikipedia seguem:
https://en.wikipedia.org/wiki/2015%E2%80%9316_New_Year%27s_Eve_s
exual_assaults_in_Germany

O verdadeiro número de casos cometidos por todo o mundo ocidental


são desconhecidos e certamente sub relatados, pois tanto o estado,
como a mídia e o sistema judicial trabalham em união para esconder
essas atrocidades, por medo que o conhecimento desses eventos causa
ódio nos nativos do Oeste e danifiquem a percepção da nossa nova
"utopia multicultural".

Finalmente eu gostaria de deixar uma mensagem aos que cometem


esses ataques, e a suas famílias. Você será enforcado. Se você for solto
te encontraremos e vamos te matar, se você estiver na prisão vamos
alcançar você lá, se tentar esconder a escória estupradora vamos matar
você também. Pela desgraça que vocês causaram ao povo Europeu e ao
sofrimento que causaram a mulher europeia, você morrerá.

MATE OS ESTUPRADORES, ENFORQUE SUAS FAMÍLIA


Diversidade é fraqueza

Por que a diversidade é nossa maior força? Alguém se pergunta o


motivo? Isso é falado como um mantra e repetido ao infinito
"Diversidade é nossa maior força, diversidade é nossa maior força,
diversidade é nossa maior força...". É dito na mídia, por políticos,
educadores e celebridades. Mas ninguém parece dar uma razão para
isso.

O que dá força a uma nação? E como a diversidade aumenta essa força?


Que parte da diversidade causa esse aumento na força? Ninguém
consegue responder.

Enquanto isso, nações "diversas" pelo mundo são cenários de conflitos


sociais, políticos, religiosos e étnicos sem fim. Os Estados Unidos são
um dos países mais diversos do mundo, e eles estão a centímetros de se
rasgar em pedaços. O Brasil com toda sua diversidade racial está
completamente dividido como nação, onde as pessoas não conseguem
se entender e se separam e auto segregam sempre que possível. África
do Sul com toda sua "diversidade" está se tornando um banho de
sangue: negros contra outros negros, negros contra brancos, brancos
contra negros, negros contra índios, não importa, é etnia contra etnia.
Todos eles se voltam contra os outros no final.

Então porque o que dá força às nações do Ocidente não dá para as


nações do Oriente (China, Japão, Taiwan, Coreia do Sul)? Como eles são
tão fortes, China está para ser a nação mais dominante do mundo nesse
século, se falta diversidade? O que suas nações "não-diversas" fazem de
tão melhor que as nossas próprias, em tantas métricas diferentes?

Diversidade não é força. União, confiança, tradições, nacionalismo, é


nacionalismo racial é o que trás força. O resto é só slogan.

DIVERSIDADE É FRAQUEZA, UNIÃO É FORÇA


Radicalização do homem Ocidental

A radicalização do jovem ocidental não é só inquestionável, é inevitável.


Não é surpresa que o homem Europeu, em qualquer nação, em qualquer
continente está se voltando a noções e métodos radicais para combater
o decaimento social e moral de suas nações e a contínua substituição
do seu povo.

Ações radicais e explosivas são a única resposta esperada e necessária


para uma tentativa de genocídio. Esses homens e mulheres não estão
aceitando a lavagem cerebral, ser corrompidos ou enganados. Eles estão
finalmente retirando suas vendas e vendo a realidade do mundo e do
futuro de seus povos.

A verdade que o Oeste matou a noção de deus, e a substituiu por nada,


criou duas ideologias concorrentes (comunismo e capitalismo) no lugar
onde estava um deus, e então permitiu que os dois lados se
digladiassem até quase a morte, é então deixou as corporações
triturassem o que sobrou deles. Resultando numa sociedade sem
valores e crenças básicas, sem propósito e visão do futuro. Uma
sociedade de niilismo desenfreado, consumismo e individualismo, onde
cada indivíduo é um concorrente e os direitos de um indivíduo
sobrepõem todas as noções de responsabilidade. Nesse inferno o
indivíduo é tudo é raça não é inútil, algo para se lutar contra, mas usar
quando favorável, uma estrutura de poder para escalar, ou derrubar.

A verdade que eles estão se tornando rapidamente, não só a nível


global, mas uma minoria em seus próprios países.

A verdade que eles foram abandonados, sozinhos, um indivíduo numa


sociedade que venera o culto ao indivíduo, para encarar um fluxo de
estrangeiros de todos os cantos do mundo. Inimigos ligados pela fé,
pela cultura ou tradições, com maiores taxas de natalidade, confiança e
preferência pelo grupo resultando em comunidades muito mais fortes.

A verdade que eles não são permitidos a combater essa horda de


invasores sem fim, mas forçados a abraça-la, aceitar seu próprio fim, a
perda das terras de seus pais, seu próprio empobrecimento, sua própria
SUBSTITUIÇÃO.

Mas eles não vão aceitar essa morte. A erradicação do seu povo, sua
cultura, sua própria alma.
Eles presenciam o apodrecimento em sua volta, taxas de nascimento
despencando por todo o Ocidente, milhões de invasores
desembarcando em nossas praias, conquistando nossas cidades sem
disparar um único tiro em resposta. Famílias quebradas e taxas de
divórcios explodindo, isso se eles se incomodarem em casar. Taxas de
suicídios subindo mais a cada ano, não só de adultos, mas por
adolescentes e crianças também é o único momento em que as pessoas
parecem notar isso é quando seus ídolos cometem eles (cantores,
atletas, atores...). Uso de drogas em todos os níveis da sociedade, em
todas as idades, qualquer fonte de distração ou o alívio da fuga de uma
cultura de niilismo. Urbanização e industrialização sem controle,
cidades sempre expandindo e florestas sempre diminuindo, uma
completa remoção do homem na natureza, com resultados óbvios.
Políticos pedófilos, padres pedófilos, artistas pedófilos demonstrando
para todos a verdadeira depravação da nossa era. Arte e beleza
subvertidas além de qualquer reconhecimento, travestis Bauhaus
tomando o lugar de maravilhas Nouveau, arquitetura metropolitana de
concreto e vidro refletindo nenhuma sociedade, nenhuma cultura,
nenhum povo e então pertencendo a qualquer lugar, e a nenhum lugar.
Ícones pop suicidas, niilisticos e degenerados produzidos de uma
cultura morta: Michael Jackson (pedófilo, auto odiado, auto mutilador,
viciado em opioides) Madonna (degenerada, viciada em drogas, sem
filhos, vadia, anti cristã, pro miscigenação) Kurt Cobain (suicida, viciado
em drogas, auto odiador, anti social) Freddy Mercury (viveu uma vida
toda de crise de identidade, uma luta eterna contra o próprio
hedonismo e o uso de drogas, com uma morte eventual por hedonismo
sexual) só para nomear alguns. Berçários vazios, cassinos lotados,
igrejas vazias e mesquitas lotadas, entropia a todo vapor. Políticos
feitos do mesmo barro que Eligabolus, venerando tudo que é
estrangeiro, venenoso e subversivo.

Então esses jovens homens e mulheres veem esse niilismo suicida e se


isolam do que está na moda, do "multicultural", igualitário, e do
individualismo insano e procuram lado e em qualquer lugar que
possam ser encontrados, pessoalmente ou online. Eles congregam,
discutem, perdem as esperanças, criam estratégias, debatem e
planejam. Eles renegam a fraqueza, gozam do inofensivo, veneram a
força, é nessa veneração da força se radicalizam e encontram a solução.

De algum modo esse isolamento e então a radicalização é vista com


surpresa, mas para qualquer um que estivesse prestando atenção, já
estava claro há tempos. Uma vez que o controle das corporações e da
mídia sobre o zeitgeist da modernidade finalmente acabou por conta da
internet, a verdadeira liberdade de pensamento e discussão floriu e a
janela de Overton não foi só ajustada, foi destruída. Toda possibilidade
de expressão e crenças agora era aberta para ser ensinada, discutida e
falada.
Essa discussão aberta e por vezes anônimas que informações fora do
controle do estado e das corporações, fossem acessadas por muitos
pela primeira vez. O resultado é óbvio. As pessoas estão encontrando o
caminho de volta. Encontrando seu povo, encontrando tradições, vendo
através das mentiras da história, da lavagem cerebral das instituições, é
eles estão irados, eles estão energizados e sim, contra suas sociedades
degenerados, eles estão radicalizados.

RADICALIZAÇÃO É A RESPOSTA RACIONAL À DEGENERAÇÃO


O fracasso ao Assimilar

Esperar que imigrantes assimilem a uma cultura decadente e moribunda


é uma piada. Você deixaria sua própria cultura, forte, dominante e em
expansão, para adotar uma cultura idosa, decadente e degenerada? Que
cultura atraí um homem? Uma de tradições, beleza, arquitetura, arte e
prosperidade, ou uma cultura decadente, de pessoas que se odeiam,
infantilismo, desordem e niilismo?

Cada vez mais imigrantes estão escolhendo manter suas próprias


culturas saudáveis, e mais do que isso, nossos próprios irmãos estão
abandonando a cultura aguada em busca de propósito e direção em
fontes externas.

Quando mais fracos ficamos, mais imigrantes vão se juntar a nós e se


negar a participar do suicídio cultural que estamos vivendo. Isso não
deveria surpreender ninguém.

NINGUÉM VAI QUERER SE JUNTAR A UMA CULTURA DECADENTE


Nacionalismo Verde é o único verdadeiro Nacionalismo

Não há Conservadorismo sem natureza, não há nacionalismo sem


ambientalismo, o ambiente natural de nossas terras nos moldou assim
como nós moldamos eles. Nós nascemos dessa terra e nossa própria
cultura foi moldada por ela. A proteção e preservação dessas terras é
tão importante quanto a proteção e preservação de nossos próprios
ideias e crenças.

Por tempo demais permitimos que a esquerda manipulasse o


movimento ambientalista a seu favor. A esquerda controlou todas as
discussões sobre a preservação ambiental e ao mesmo tempo
presidindo a perpétua destruição da natureza pela imigração em massa
e a urbanização descontrolada, enquanto se negando a oferecer uma
solução para nenhum desses problemas.

Não existe um futuro Verde com o crescimento populacional sem fim, o


planeta verde ideal não pode existir num mundo de 100 bilhões, 50
bilhões, ou mesmo 10 bilhões de pessoas. A imigração contínua para a
Europa é uma guerra ambiental e vai destruir a natureza em si,
eventualmente.

A Europa do futuro não é uma de concreto e aço, poluição e fios, mas


uma de florestas, lagos, montanhas e pradarias. Não um lugar onde o
inglês é o idioma, mas um lugar onde todo idioma, crença e tradição
europeia é valorizado. Cada nação e cada etnia brotou de sua terra, é se
eles devem ser protegidos, também devem seus ambientes.

NÃO HÁ TRADICIONALISMO SEM AMBIENTALISMO


Mate Inimigos de Alto Perfil

Existem inimigos de nossas nações bem conhecidos, inimigos de nossa


raça que andam livremente em nossas sociedades, cabeças erguidas,
acreditando serem intocáveis. Logo eles irão descobrir quão errados
eles estão. Traidores merecem morrer como traidores. Não importa se
levará 3 anos, ou 30 anos, essas pessoas devem pagar por seus ataques
repugnantes contra nossa raça.

Pacotes de TATP amarrados em drones, um EFP numa alforja de moto,


bater com caminhões de cimento em emboscadas a comboios. Qualquer
método que garante a esses traidores suas devidas recompensas é
viável e deve ser encorajado. Onde existe vontade, existe um jeito.

Merkel, a mãe de todas as coisas anti-brancas e anti-germanicas, está no


topo da lista. Poucos fizeram tanto para destruir e apagar racialmente
seu povo da Europa.

Erdogan, o líder de um dos inimigos mais antigos do nosso povo, e o


líder de um dos maiores grupos islâmicos dentro da Europa. Este
senhor da guerra deve sangrar pela ultima vez quando estiver visitando
seus soldados étnicos ocupando a Europa. A morde dele causará uma
divisão entre os invasores Turcos atualmente ocupando nossas terras e
europeus étnicos, enquanto simultaneamente enfraquecendo o controle
da Turquia sobre a região, removendo um dos principais inimigos da
Rússia e desestabilizando e dividindo a OTAN.

Sadiq Khan, o atual prefeito de Londres no momento desta escrita, um


sinal claro do da usurpação de direitos e substituição do povo Britânico
nas Ilhas Inglesas. Esse invasor muçulmano paquistanês agora
representa o povo de Londres.
Londínio, o próprio coração das Ilhas Britânicas. Que melhor sinal de
renascimento branco se não a remoção deste invasor?

MATE ANGELA MERKEL, MATE ERDOGAN, MATE SADIQ KHAN


O Paradoxo da Igualdade Diversa

A maior piada de todos os tempos é a tolice quixotesca de uma


sociedade diversa, mas igual. Diversidade em sua definição contradiz
igualdade. Duas coisas diferentes jamais poderão ser realmente iguais,
especialmente humanos. Não existem duas pessoas iguais, nem irmãos
gêmeos, nem compatriotas, nem trabalhadores dentro de uma classe,
muito menos aqueles de diferentes raças. Cada ser humano vale seu
próprio valor, nem mais e nem menos.

Quanto mais diverso um grupo se torna, menos igual ele será.


Diversidade é o antônimo de igualdade. Um não pode existir com o
outro.

DIVERSIDADE É DESIGUAL, HIERARQUIAS SÃO CERTEZA


O presente é uma dádiva daqueles no nosso passado

Seus ancestrais não suaram, lutaram e morreram em nome de uma


nação totalitária e multicultural. Eles construíram casas para seus filhos
viverem, construíram comunidades onde seu povo pudesse prosperar,
construíram nações onde seu povo pudesse sobreviver. Eles se
sacrificaram por um futuro melhor para seu povo, e agora outros povos
apontam dedos e rosnam, nos reprimindo por viver melhor, vidas
melhores em países melhores. Essa riqueza e prosperidade foi paga
com suor e sangue de nossos ancestrais. Nosso presente confortável,
privilegiado e prospero foi nos presenteado por nossos antepassados,
com a fé que manteríamos, amaríamos e até expandiríamos seu
trabalho, para que um dia nossos próprios filhos possam aproveitar a
recompensa de nosso trabalho.

Devemos lutar para criar uma nação merecedora de nossos


antepassados, para dar a nosso povo a melhor das vidas, e as nações
merecedoras deles. Uma nação que venera seus antepassados, mas vive
para seus filhos.

VENERE SEUS ANCESTRAIS, MAS TRABALHE POR SEUS FILHOS


A luta de um soldado

A ideia de uma guerra heroica, sem baixas, sem falhas, sem alguns
grandes contratempos, é idealística e praticamente impossível. Mesmo
em Vienna em 1683 nos europeus ainda perdemos quatorze mil bons
homens. Isso foi durante uma triunfante VITÓRIA. Você acredita ser
melhor que esses homens? Merece mais a vida que eles? É mais
habilidoso e corajoso? Você não é. Se eles puderam morrer, você
também pode. Espere morrer, espere o sofrimento, espere a perdas que
você nunca irá esquecer. Não espere sobreviver, a única coisa que você
deve esperar é uma verdadeira guerra e morrer a guerra de um
verdadeiro soldado.

ESPERE A LUTA DE UM SOLDADO E A MORTE DE UM SOLDADO


O Perigo do Invasor

Se você matasse sessenta invasores armados que mostraram a vontade


e a intenção de machucar seu povo e sua nação, você seria tratado como
herói, seria dado as maiores condecorações que um civil poderia
ganhar, e seria glorificado pela mídia e amado pelo público. Porém, se
você matasse sessenta invasores desarmados que mostraram a vontade
e a intenção de machucar seu povo e sua nação, você seria considerado
um monstro, arrastado pelas ruas, ridicularizado, atacado, sua pessoa
publica assassinada de todas as maneiras e finalmente julgado e
aprisionado para o resto da sua vida.

Mas o pulo do gato é, o invasor desarmado é muito mais perigoso para


o nosso povo que o invasor armado. Podemos lutar contra invasores
armados, sabemos como, temos a habilidade, temos soldados e armas
para tal. Mas o invasor desarmado, não temos uma ideia real de como
lidar com eles, somos incapazes de ataca-los ou impedir seu avanço de
uma maneira expressiva.

Ambos buscam destruir nossas nações, ambos buscam desalocar e


substituir nosso povo, ambos buscam destruir nossa cultura e nossa
nacionalidade. Porem apenas um tem a habilidade e se mostrou efetivo
nisso.

O INVASOR DESARMADO É MAIS PERIGOSO QUE O ARMADO


A Marcha Relâmpago pelas instituições

Enquanto a marcha da esquerda pelas instituições foi longa e bem-


sucedida, devemos fazer o mesmo, porem em um período muito mais
curto de tempo. Devido a ameaça de substituição étnica e nossa
horrivelmente baixa taxa de natalidade, não temos 150 anos, nem
mesmo 50 anos, para alcançar posições de poder. Precisamos de
intrinsicamente alavancados em instituições políticas, militares,
judiciais, educacionais e econômicas, e dentro de 25 anos.

Não temos o luxo do tempo que a esquerda teve, devemos estar prontos
para agir rápido. Isso significa que os que podem, ou conseguem,
devem se integrar a essas instituições e subir o mais alto possível na
hierarquia de poder, o mais rápido possível. Quando o momento chegar,
vocês devem estar prontos para agir.

AVANCE RAPIDAMENTE PARA POSIÇÕES DOMINANTES


Todos os movimentos verdadeiros são movimentos populistas

Enquanto que o movimento em si, ao menos durante a vanguarda, não


precisa ter apoio da população inteira, eventualmente precisaremos que
nosso povo se junte a nossa nova sociedade, e voluntariamente. Eles
devem estar dispostos e desejando ser parte desse novo futuro que
visionamos. Não podemos, e não devemos, depender da opressão para
encorajar a população a se encaixar neste novo paradigma.

Através de nossas próprias ações e discurso, devemos mostrar a eles o


novo caminho. Um caminho focando na natureza e respeito ao meio
ambiente, tradições, famílias, direitos de trabalhadores,
responsabilidades pessoais e raciais. Devemos buscar a excelência,
tanto pessoalmente quanto como sociedade.

Apesar de podermos usar memes e humor negro durante a vanguarda,


e atrair uma audiência jovem, eventualmente vamos precisar mostrar a
realidade de nossas ideias, nossas intenções mais serias e nossos
desejos para o futuro. Por enquanto apelamos para a raiva e o humor
negro presente no momento, mas eventualmente precisaremos mostrar
o calor e o amor genuíno que temos pelo nosso povo.

MOSTRE A ELES O CAMINHO PARA FRENTE


Não existe bela esplanada

Não existe lugar seguro para fugir, vire-se, enfrente seu inimigo, tome
sua posição. Não existe um único lugar livre das garras da migração
reposicionaria. Não existe um único lugar no Oeste próximo de alcançar
taxas reposicionarias de natalidade, muito menos taxas de natalidade
que indicam um nível de vitalidade e vigor.

Não existe uma campina agradável onde você pode deitar seu corpo
cansado, descansar sua cabeça e esperar isso tudo acabar.

Você não encontrará indulto, nem na Islândia, nem na Polônia, nem na


Nova Zelândia, nem na Argentina, nem na Ucrânia, em nenhum lugar do
mundo. Eu sei, porque eu estive lá.

Você não deveria, por que você deveria ter paz quando seus irmãos na
Europa encaram a guerra? Por que você deveria não arriscar nada
enquanto outros arriscam tudo? Por que outros deveriam lutar por você
se você não está disposto a lutar por si mesmo?

Não fuja da luta, corra de encontro a ela. Testemunho o coração do


conflito, marche até lá você mesmo, se pressione a servir. Dê tudo pelo
seu povo.

PARE DE CORRER, COMEÇE A LUTAR


Emoções dominam fatos

Pare de tentar persuadir o publico geral com estatísticas, diagramas,


gráficos e números. Um “1.7% de diferença” pode significar alguma
coisa para alguns, mas um pôster genialmente escrito e brilhantemente
ilustrado vai convencer muitos.

Humanos são emocionais, são movidos por emoções, são guiados por
emoções, e procuram expressões e experiências emocionais. Repetições
monótonas de fatos e estatísticas sobre imigração vão simplesmente
entediar as massas, e afastar as pessoas dos chatos sem inspiração que
os propagam.

Seja criativo, seja expressivo, seja emocional e acima de tudo seja


apaixonado. Essas coisas falam com as pessoas, conectam as pessoas,
movem as pessoas. Pinte, escreva, cante, dance, recite poesia. Droga,
faça memes. Crie memes, poste memes, e espalhe memes. Memes
fizeram mais pelo movimento etno-nacionalista que qualquer
manifesto.

Acima de tudo, não seja chato, plácido e entediante. Ninguém é


inspirado pelo Jeb Buch. (Nota do tradutor: Jeb Bush teve uma
campanha patética nas eleições americanas de 2016. Pesquise ‘Jeb is a
mess’)

SEJA APAIXONADO, NÃO CHATO


Sem lucro para anti-brancos

Por tempo demais os que lucram com a importação de mão de obra


barata escapam de punição. A elite econômica que enche os bolsos com
o lucro recebido de nossa própria desalocação étnica. Esses
desgraçados gananciosos esperam substituir nosso povo com uma
massa de baixo intelecto, pouca vontade, embaralhada e enlameada só
para aumentar sua riqueza e seu poder.

Eles logo vão perceber as repercussões por serem traidores da raça.


Essas repercussões vão acertar eles com força, com rapidez e sem
misericórdia. Se eles fugirem vamos segui-los, se eles se esconderem
vamos encontra-los, se eles tentarem se proteger atrás do estado,
vamos atravessa-lo e alcançá-los.

Se um indivíduo estiver em propriedade ou controle de uma empresa ou


negócio, e defende ou até mesmo aceita a importação em massa de não-
brancos para substituir populações europeias nativas, então este traidor
deve ser destruído.

MATE SEU CEO ANTI-BRANCO LOCAL


Proteja seu povo, remova o veneno

Vendedores de veneno e propagadores de toxinas são livres para


proliferar seus produtos completamente livres da lei e da sociedade.
Todos os anos esses degenerados são responsáveis por dezenas de
milhares de mortes, em nossas próprias cidades e por todo o mundo.

Tanto traficantes legais quanto ilegais são nossos inimigos raciais,


arruinando a saúde, as finanças, a estrutura famílias, cultura e o futuro
do nosso povo. Esses propagadores de sujeira são ativos em todas as
nações do mundo e se comportam sem nenhum pensamento sobre seu
impacto sobre suas sociedades.

Encontre onde eles estão em suas cidades, planeje seu ataque, destrua
eles. Proteja seu povo, proteja suas crianças. Seja o Antidoto para o
veneno deles.

MATE SEU TRAFICANTE LOCAL


Europa para Europeus

Os invasores devem ser removidos do solo Europeu, independente de


onde eles vieram ou quando chegaram. Roma, Africano, Indiano, Turco,
Semita ou outro. Se eles não são nosso povo, mas vivem em nossas
terras, eles devem ser removidos.

Para onde eles serão removidos não é problema nosso, ou nossa


responsabilidade. Nossas terras não são as casas deles, eles podem
voltar a ocupar suas próprias terras ou fundar suas novas terras em
outro lugar. Mas eles não vão ocupar nosso solo.

Como eles são removidos é irrelevante, pacificamente, a força,


alegremente, violentamente ou diplomaticamente. Eles devem ser
removidos.

Até que esses invasores sejam repatriados para as terras de seus povos,
a Europa não terá sua soberania, e ninguém, não importa sua etnia ou
crença, pode chamar a Europa de sua.

REMOVA OS INVASORES, RETOME A EUROPA


Você espera um sinal, enquanto seu povo espera por VOCÊ

Enquanto você espera por um sinal, alguém para erguer sua lança, soar
o alarme, seu povo espera por VOCÊ. Você é a voz, você é a sirene, você
segura a lança a ser lançada contra os invasores.

Pare de esperar por outra pessoa te mostrar o caminho para frente,


VOCÊ é o caminho para frente, esperar por outra pessoa para começar a
luta é idiótico, porque é VOCÊ que começará a luta. Se você está lendo
isso, você é o novo líder que levará seu povo a vitória, você é o soldado
que lutará pelo futuro de sua raça. As pessoas falando agora, agindo
agora, lutando agora, são a vanguarda da vanguarda da força do povo.

Lidere e seu povo o seguirá. Mostre força em suas convicções, a verdade


em suas ações e a certeza na sua vontade e eles lhe seguirão.

VOCÊ ESPERA POR UM SINAL, ENQUANTO SEU POVO ESPERA POR VOCÊ
Nunca é sábio se tornar uma minoria

Em qualquer país, em qualquer continente, aqueles que estão em


minoria são oprimidos. Se você se torna uma minoria social, política ou
étnica isso sempre causará sua opressão.

Sejam eles uma minoria política, resultando na perda de controle do


poder democrático, causando a perda de controle de leis e
regulamentos que definem a vida publica daqueles que são uma
minoria cultural que descobre que todas as artes são criadas e
controladas por uma audiência diferente, por um povo diferente com
uma história diferente, com ideais e experiências diferentes e portanto
eles se encontram isolados, excluídos e removidos da criação de uma
cultura contemporânea.

Aqueles que se encontram nascidos linguisticamente em minoria


sofrem diariamente, pois as conversas da vida os excluem, a mídia em
massa os isola, e comércios os descartam, assim como a sociedade em
si.

Finalmente existem aqueles que se encontram em uma minoria étnica


ou racial e testemunham seus próprios genes sendo descartados da
existência por miscigenação e taxas de natalidade diferentes. O mesmo
povo se encontrará gradualmente menos representado tanto
politicamente quanto culturalmente, se tornando estrangeiros em suas
próprias terras.

MINORIAS NUNCA SÃO BEM TRATADAS, NÃO SE TORNE UMA MINORIA


Não permita que seus inimigos cresçam sem controle

Quando você descobre um ninho de cobras em seu jardim, você poupa


as cobras jovens? Você permite que eles cresçam livres, abertamente,
para um dia picar suas crianças quando elas brincam em seu próprio
jardim? Não. Você queima o ninho e mata as cobrar, não importa sua
idade.

Os inimigos de nossas crianças estão nascendo em nossas terras neste


exato momento, enquanto você lê isso. Essas crianças um dia vão se
tornar adolescentes, depois adultos, votando contra os desejos do
nosso povo, praticando a cultura e a religião dos invasores, tomando as
terras do nosso povo, o trabalho, casas, e até atacando e matando
nossas crianças.

Um punhado de prevenção vale um caminhão de correção. Prevenir que


esses inimigos alcancem a maioridade e seu potencial de efeito é
importante. Por que obrigar suas crianças lutar quando você pode lutar
por elas?

Poucos pais, independente da circunstância, vão pôr em risco a vida de


suas crianças, não importa o incentivo econômico. Portanto, uma vez
que mostrarmos para eles o risco de trazer suas crias para nosso solo,
eles irão evitar nossas terras.

Será de mal gosto, destruirá a alma, porem saiba que é necessário e


qualquer invasor poupado, não importa a idade, um dia será o inimigo
que você enfrentará. Melhor enfrenta-los agora do que seus filhos os
enfrentarem no futuro.

QUEIME TODOS OS NINHOS DE COBRAS


Não fuja das cidades, corra em direção da luta, não para longe dela

Corra em direção as cidades, corra em direção ao conflito, corra em


direção ao inimigo, fugir do inimigo é covardia. O campo já pertence a
nós, como sempre foram. As pessoas no campo já são tradicionais,
sempre próximos da natureza, sempre apoiando seu povo.

É nas cidades que a luta se encontra, nas cidades os invasores se


aglomeram, nas cidades os marxistas envenenaram as instituições, nas
cidades as corporações e a mídia traidora mentem e nas cidades os
políticos anti-brancos constroem suas casas.

Invada as cidades, retome as cidades, batalhe nas ruas das cidades.


Cidades são campos de batalha econômica, judicial, politica, étnica, e
cultural contra o nosso povo e é onde devemos lutar nossa guerra.

O campo pode esperar, cidades precisam de você, a juventude precisa


de você. Mesmo que muitos de vocês sintam que viver na poluição, na
sujeira cultural, enfiados em apartamentos apertados na cidade, seja
longe do habitat natural do homem. Nosso futuro será feito lá e é lá que
a batalha pelo futuro do nosso povo deve ser lutada.

RETOME AS CIDADES, RETOME SEU DIREITO DE NASCENÇA


Apoie Nações Irmãs

Quando um país se move, mova-se com ele, os apoie financeiramente,


politicamente, socialmente e fisicamente. Eles podem conseguir
descreditar um movimento pequeno, de um único país, mas quando
europeus de todos os países e continentes começam um movimento
para apoiar seus irmãos, eles não podem atacar um grupo especifico.

O movimento pode começar na Polônia, Áustria, França, Argentina,


Austrália, Canadá ou até mesmo na Venezuela, mas o movimento vai
começar e quando ele começar, esteja pronto para apoiar seu povo com
toda sua força.

Os apoie economicamente, doe para a causa, compre produtos deles,


voluntarie seus recursos e trabalho.

Os apoie socialmente, apoie suas políticas, ataque os que criticam


injustamente, apoie abertamente na mídia e em conversas cotidianas,
deixe claro na internet que todas as nações europeias apoiam eles.

Os apoie politicamente, apoie abertamente seus líderes, seus ideais e


seu povo. Faça lobby com os que estão em poder para mostrar seu
apoio, proteste do lado de fora de embaixadas que não apoiam esses
países, e se necessário, ataque-os. Somente eleja lideres que apoiam
nações irmãs.

Os apoie fisicamente, esteja pronto para por botas no chão, envie armas
e munições, ataque seus inimigos. Se a mídia ou o Estado na sua região
os ataca, destrua a corporação e os políticos corruptos responsáveis.
Força física é a forma final de apoio.

SE MOVAM COMO UM, COMPLETO APOIO A NAÇÕES IRMÃS


Aceite a Morte, Abrace a Infâmia

A morte é certa, talvez você morra em serviço em uma grande cruzada


ou faleça em um hospício, de qualquer jeito você ira morrer.
O que importa são suas ações durante o curto período entre o
nascimento e a morte. O valor da sua vida não é mensurado pelo
comprimento dela, mas por suas ações durante ela.

Se pergunte agora, você está disposto a encolher suas responsabilidades


raciais? Dar as costas ao seu povo? Ignorar sua destruição? Tudo em
esperança de uma morte pacífica?

Aceite a morte: pois ela é tão certa quanto o por do sol. Somente
quando você aceita a morte, o único medo que resta é o da inação.

Aceite a infâmia: os inimigos do seu povo vão te atacar, por todos os


lados. A mídia irá te pintar como vilão, o Estado irá te nomear como
traidor, as forças globalistas irão te nomear criminoso e os traidores em
meio ao seu povo irão te nomear inimigo. Você será infame até que a
vitória seja alcançada. Aceite com um sorriso.

ACEITE A MORTE, ABRACE A INFÂMIA, ALCANCE A VITORIA


Números não são tudo

Em 2019, nos atualmente temos o maior número de pessoas na nossa


raça na história (entre 760-980 milhões, dependendo da definição),
ainda sim estamos perdendo nossas menores cidades para a
substituição étnica.
Números não são tudo, dez leões valem uma centena de ovelhas. A
razão para estarmos perdendo nossas terras não é a falta de números,
de riquezas, de força militar. É por causa da falta de vontade.
Nós poderíamos deportar, ou destruir a população inteira de invasores
não-europeus em uma semana, se nós como raça escolhêssemos fazer.
Temos a habilidade, só precisamos da vontade.

Focar em aumentar a população de brancos, tentar ganhar uma


vantagem econômica ou força militar, enquanto já atingimos os
requerimentos necessários é simplesmente uma tática de enrolação,
praticada por homens covardes demais para fazer o que é necessário.

Esses homens irão adiar qualquer ação indefinidamente, até que toda a
ação necessária tenha sido realizada por homens mais corajosos. Tudo
para não correr riscos pessoais ou se sujeitarem a luta.

Ignore os negativistas e covardes que sempre repetem “Agora não!


Espere um pouco! Ainda não! Podemos nos machucar!” pois para eles a
hora nunca vai chegar. Assim como a coragem nunca vai florescer neles.

A MELHOR HORA PARA ATACAR FOI ONTEM, A SEGUNDA MELHOR É


AGORA
As taxas de natalidade devem ser revistas, a qualquer custo

Mesmo que todos os invasores sejam deportados amanhã e todos os


traidores lidados como eles realmente merecem, nós ainda estamos
vivendo com tempo contado.
Mesmo que demore dez anos ou mil anos, enquanto estivermos
enfrentando taxas de natalidade a baixo dos níveis de reposição, o
nosso povo está morrendo.

Nós ficamos mais velhos, mais fracos, e fundamentalmente mais


próximos da verdadeira morte enquanto permitimos que nossas taxas
de natalidade continuem tão catastroficamente baixas.

Esse não é um problema enfrentado somente pelo nosso povo, mas por
muitos povos ao redor do mundo. Nações por toda a Ásia, Europa e nas
Américas estão enfrentando esse desastre também. Alguns em
diferentes estágios, mas todos sentindo a mesma pressão.

A verdadeira pergunta é: como isso aconteceu? E o que podemos fazer


para impedir isso? As únicas pessoas que aparentemente não
enfrentam esse problema são aqueles com tradições fortes, regras de
gêneros, regras sociais; os pobres e religiosos, geralmente uma
combinação dos dois. Isso deveria nos dar uma pista de onde realmente
está o coração do problema.

O que podemos fazer para corrigir isso? O problema é complicado,


muito mais difícil de corrigir que a substituição étnica. Provavelmente
uma nova sociedade precisará ser criada com um foco muito maior nos
valores familiares, gêneros e normais sociais, e no valor e importância
da natureza, cultura e raça.

SEM CRIANÇAS, NÃ HÁ FUTURO


Não existe uma solução democrática

Entenda aqui e agora, não existe uma solução democrática, qualquer


tentativa de votar para resolver a substituição étnica será recebida
primeiro com escracho, depois com descontentamento e finalmente
com força.

A solução de uma salvação democrática não passa de um sonho, e


enquanto nossos inimigos aumentam em nossas terras, trazidos pela
imigração em massa e as taxas de natalidade mais altas dos imigrantes,
essa solução será empurrada cada vez mais para o campo da
impossibilidade.

A mídia mundial será usada contra você, o sistema educacional de


tiranos será usado contra você, os poderes financeiros das corporações
mundiais serão usados contra você, a força militar e legislativa da ONU,
EU e da própria OTAN será usada contra você, e até mesmo seus lideres
religiosos serão usados contra você.

Democracia é a regra da multidão, e a multidão em si é controlada pelo


inimigo. A imprensa controlada pelas corporações e globalistas controla
a multidão, o sistema educacional (há tempos destruída pela marcha
marxista pelas instituições) controla a multidão, o Estado (há tempos
perdida para os financiadores corporativos) controla a multidão e a
mídia anti-branca controla a multidão.

Não sofra sob a desilusão de uma vitória democrática, prepare-se para a


guerra, prepare-se para a violência e prepare-se para o risco, perda e
sofrimento, pois esse é o único caminho para a vitória.

VOTO É A REGRA DA MULTIDÃO E A REGRA DA MULTIDÃO É A REGRA


DA MIDIA E A REGRA DA MIDIA É A REGRA CORPORATIVA
ONGs estão diretamente envolvidas no genocídio do povo Europeu

Testemunhado por ninguém e velando sua verdadeira intenção,


testemunhe a fachada falsamente religiosa, essas ONGs embarcam os
invasores em seus próprios navios, descarregando esses vastos
exércitos diretamente nas praias Europeias para destruir, estuprar e
substituir etnicamente o povo nativo Europeu.

Enquanto eles mentem, chantageiam e enganam o povo Europeu em


abrirem mão seu próprio salário ganhado a duras penas para ser
entregue de mãos beijadas aos competidores étnicos e culturais de seu
próprio povo, os quais possuem apenas o intuito de destruir e
conquistar a Europa e o Europeu.

Remover a riqueza e prosperidade com intuito de financiar e


desenvolver nossos competidores culturais é um ato de terrorismo
cultural que resulta na redução no desenvolvimento e condições de vida
do nosso próprio povo em beneficio daqueles que nos odeiam.

Na maioria dos casos essas ONGs escondem suas verdadeiras intenções


atrás de uma fachada religiosa, e somente quando você investiga as
pessoas na liderança da ONG você descobre que essas pessoas
comandando o show estão longe de serem religiosas, e na maioria dos
casos são na verdade ateus marxistas culturais usando europeus
católicos inocentes como mão de obra e financiadores desta guerra
racial e social.

Essas ONGs são os cobradores de dízimos modernos, e devem ser


expulsos, por voz ou por chicote.
Isso pode desapontar alguns, mas a verdade é que essas pessoas são
diretamente responsáveis pela atual invasão e pilhagem na Europa e sua
traição danificou os prospectos europeus gravemente.

Esmague essas ONGs traidoras, mate sua liderança, queime seus


prédios, exploda seus navios, arranque seus posters e destrua os
membros.
Expulse-os de suas terras e dê aos traidores o que eles merecem: Uma
morte de traidor.

ONGs SÃO ORGANIZAÇÕES TRAIDORAS


Se você perder, a história te tratará como monstro,
independentemente de suas táticas. Ganhe primeiro, escreva a
história depois.

Vencedores escrevem a história e quem escreve a história controla o


clima cultural do tempo presente.

Se você perder, não importa como você agiu em sua derrota; se foi
heroica, covarde, violenta, pacífica, virtuosa ou criminosa, se seus
inimigos estão escrevendo a história eles irão te descrever como um
demônio.

Não tema a maneira como a vitória é atingida, todos os métodos são


possíveis, e contra o genocídio étnico, moralidade é ambígua.

Ganhe primeiro, escreva a história depois. Aja, e as moralidades que


você questiona no presente serão escritas por seu povo com admiração
nos livros de história.

VOCÊ SERÁ REVERENCIADO, MAS SOMENTE SE GANHAR.


Quando qualquer pessoa pode ser um Alemão, um Inglês, um
Frances, então ser Europeu perdeu completamente o significado

Não se engane, a erosão da identidade local e nacional não aconteceu


por acidente, mas um esforço concentrado e premeditado contra o povo
europeu.

A ideia de que um Frances não precisa falar francês, partilhar da


cultura, acreditar no mesmo Deus, ou até mais importante, ser
etnicamente francês é ridícula ao extremo. Isso é um ataque contra o
próprio povo francês, e uma estratégia para destruir a união nacional,
cultural, linguística e étnica.

Essa é uma tática não somente praticada contra o povo francês, mas
contra todo povo europeu, efetivamente destruindo o núcleo da própria
identidade nacional e todos os laços os que constroem uma nação
unida.

Um Marroquino nunca será um Estoniano assim como um Estoniano


nunca será um Marroquino. Existem diferenças culturais, étnicas e
RACIAIS que tornam a intercambialidade entre grupos étnicos
impossível.

A ideia de que um Chinês só precisa nascer em solo Alemão para ser


Alemão é tão insana quanto a ideia de que um Alemão nascendo em
Marte ser Marciano.

A Europa só é a Europa por conta da sua herança genética, cultural e


linguística. Quando não-europeus são considerados Europeus, então
não há mais Europa.

O VALOR DA EUROPA É O POVO EUROPEU


O fim dos baby boomers não é o momento de começar a agir, mas o
momento de estarmos CONCLUINDO nossa vitória

É aceito por muitos que o único motivo para as estatísticas sobre nossa
reposição étnica ainda não representarem a situação real é o número
inflado pela geração de Baby Boomers.

Com o falecimento dos baby boomers, haverá uma rápida e obvia


mudança na demografia de nossas nações, tanto estatisticamente
quando socialmente. A rápida mudança na demográfica trará um tempo
de crise, pois a realidade da nossa possível substituição étnica se
tornará obvia para todos, inclusive para os céticos. Esse momento não
pode ser o início de uma rebelião, somente utilizado como estágio final
de energia e intensificação de tensões para finalizar nossa captura do
poder.

Se esperarmos até que a maioria dos boomers comece a falecer (entre


2028-2038 dependendo de expectativas de vida em diferentes países)
então será tarde demais. Pois até lá números dos invasores e ocupantes,
não-europeus, terão crescido espantosamente por conta tanto da
imigração em massa quanto das taxas de natalidade diferentes entre
Europeus nativos e esses invasores.

Além disso, contar com esse período para nossa vitória possui também
uma segunda desvantagem, a vulnerabilidade a uma invasão
estrangeira, provavelmente do Leste, especialmente China; Turquia;
Índia ou alguma combinação das três. Esse momento de possível
instabilidade também será o momento em que nossos inimigos no Leste
estarão alcançando seus próprios ápices de poder. Não podemos estar
numa guerra civil caótica entre a vida e morte no momento em que
nossos inimigos estão em seu auge de dominação. O risco é grande
demais.

Atacamos o quanto antes, atacamos com força e alcançamos


estabilidade e ficamos na defensiva antes do boomers morrerem, não
durante, não depois.

A VITORIA NÃO PODE ESPERAR, SEU POVO PRECISA DE VOCÊ AGORA!


De onde grandes líderes surgem

Os homens e mulheres que uma sociedade em crise precisa são criados


pelo pensamento de um grupo social, eles nascem de um ambiente, de
seu próprio povo, partindo para a ação como se estivessem aguardando
o momento. Eles não nascem, são criados para serem o que é necessário
no pensamento do grupo social a que os rodeia.

Estes lideres serão exemplos para o seu povo, virtuosos, incorruptíveis,


falando a verdade ao poder e a verdade que ressoa com a sua alma.

QUANDO VOCE VÊ-LOS; QUANDO VOCE OUVÍ-LOS; VOCÊ OS


CONHECERÁ; ELES SERÃO VOCÊ, E SEUS.
Faça nada, Ganhe nada, Alcance nada.

Inação leva a derrota certa. Sentar em casa, confortável, relaxado,


postando na internet, assistindo futebol e esperando a vitória chegar
aos seus pés, não alcançará nada.

Sem esforço extremo e um risco imenso, não espere nada.

Você não pode esperar que outros corram o risco por você, e nem
deveria desejar que outros façam o trabalho por você, se não está
disposto.

A única opção para o verdadeiro homem e mulher Europeu é o esforço,


o esforço em direção a vitória. Nada além disso. Todo o resto é
insuficiente. Todo o resto é intolerável. Todo o resto é desonroso.

Talvez você possa desistir, se deitar, lamber as botas de seus ocupantes


e rezar para eles te deixarem confortável, nem que seja por pouco
tempo.

Mas você não fará isso, você não pode. Não se você sabe o que eu sei e
quer o que nós queremos.

Você irá se arriscar, sofrer, buscar, forçar, tropeçar, cair, rastejar, atacar
e suar, tudo em nome da vitória. Porque você não pode aceitar nada
menos que isso.

COM O RISCO VEM POSSIBILIDADE, COM POSSIBILIDADE VEM A


CHANCE DE VITÓRIA
Desestabilização e Aceleracionismo: táticas para a vitória

A verdadeira mudança, e a mudança que precisamos, somente pode


acontecer com uma crise. Uma mudança gradual nunca vai alcançar a
vitória.

Estabilidade e conforto são os inimigos de uma mudança


revolucionaria.

Portanto devemos desestabilizar e desconfortar a sociedade onde for


possível. Um candidato político que busca manter o status quo, ou
mesmo apenas uma mudança mínima, apoia nossa causa, ele é
basicamente inútil ou mesmo danoso. Mudança revolucionaria é
necessária e acima de tudo.

É muito mais útil encorajar mudanças violentas e radicais independente


de sua origem. Pois somente em momentos de mudanças radicais e
desconforto social as grandes mudanças podem acontecer.

Esses momentos tumultuosos podem ser criados por ações. Por


exemplo, ações como votar em candidatos políticos que alteram
radicalmente ou enfrentam o sistema enraizado, radicalizar o discurso
publico apoiando, atacando, vilificando, exagerando e radicalizando
conflitos sociais e até atacando ou assassinando lideres fracos ou
menos radicais em ambos os lados dos conflitos.

Um voto para um candidato radical que se opõe a seus valores e incita


ou incomoda seu próprio povo é melhor do que votar para um
candidato café com leite que não tem a habilidade ou o desejo para
decretar uma mudança radical.

Cause no publico o apoio a posições radicais, mesmo que elas sejam


contra você.

Incite o conflito. Cole cartazes em parques públicos pedindo por Lei de


Sharia, e então na semana seguinte cole cartazes nos mesmos lugares
incitando a expulsão de imigrantes, repita em todas as áreas publicas
até que a crise comece.

Desestabilize, e então tome o controle. Se nos queremos mudar a


sociedade radicalmente e fundamentalmente, então precisamos
radicalizar a sociedade o máximo possível.

NÃO TEMA A MUDANÇA, NÓS SOMOS A MUDANÇA


Mercados capitalistas globalizados são os inimigos da autonomia
racial

Para alcançar um futuro europeu etnocêntrico, mercados abertos


globais e o comercio irrestrito de bens deve ser desencorajado a todo
custo.

Uma sociedade moral e ambientalmente consciente jamais conseguirá


competir economicamente com uma sociedade baseada na sempre
crescente industrialização, urbanização e população. A mão de obra
barata e o descaso com a saúde ambiental sempre resultará em
menores custos de produção, com menor esforço e inevitavelmente em
controle do mercado.

Uma Europa de natureza, de cultura e vivendo sustentavelmente não


será capaz de competir num mercado global.

O mercado global, portanto, não deve ser permitido a competir no novo


mercado Europeu.
Barrar a importação de qualquer bem produzido fora da Zona Nova
Europeia (o novo mundo ocidental) é um pilar essencial para a futura
economia do Oeste.

Bens produzidos sem cuidado com a natureza, dignidade dos


trabalhadores, cultura ou a civilização branca não deverão ser aceitos
neste novo mercado Europeu voltado a moral e ética.

MÃO DE OBRA BARATA E UMA INDUSTRIA CONSUMIDORA NÃO SÃO


IDEIAS, BARRE PRODUTOS EXTRANGEIROS DE MERCADOS BRANCOS
Destrua a mão de obra barata

Não se iluda, o maior ímpeto da importação em massa de não-europeus


na Europa é o pedido e a necessidade de mão de obra barata. Nada
motiva mais a invasão e nada precisa mais ser derrotado que a ganancia
que demanda mão de obra barata.

Destrua a mão de obra barata, se você puder.

Seja por encorajar e apoiar aumentos no salário mínimo; sindicalizar os


trabalhadores; aumentar a taxa de natalidade de nativos e, portanto,
reduzindo a necessidade de importação de mão de obra; aumentar os
direitos dos trabalhadores; apoiar o aumento na automação e avanços
industriais de reposição de trabalho ou qualquer outra tática
disponível.

No final a ganancia humana e a necessidade de aumentar margens de


lucro de capital dos proprietários deve ser atacada e destruída.

MÃO DE OBRA BARATA É ESCRAVIDÃO, RECUSE A IMPORTAÇÃO DE


ESCRAVOS MODERNOS
O fim da mistura na panela

Uma guerra civil no chamado “melting pot” que é os Estados Unidos


deve ser um grande alvo na retomada de poder na estrutura global e
destruir a cultura igualitária, individualista e globalista dominante no
Oeste.

Nos Estado Unidos, talvez mais que em qualquer outro lugar do mundo,
o culto ao individuo está sendo praticado a mais tempo que qualquer
outro lugar, e com a mais profunda devoção.

Sorte a nossa, o resultado final desta desracialização, e desculturização


irreligiosa se apresenta claramente.

Os Estados Unidos estão em convulsão, mais do que em qualquer outro


período na historia. Estados se odeiam, o colégio eleitoral está sob
ataque de todos os lados, e as raças estão umas na garganta das outras.
Em cima disso existe um sistema político bipartidário, onde dois
partidos estão divididos racialmente, socialmente, culturalmente,
linguisticamente e entre classes.

O resultado é uma nação travada, impossibilitada de responder a


qualquer grande mudança, incapaz de se dedicar a qualquer grande
projeto. Um empate politico e social que torna qualquer avanço
impossível.

Enquanto isso, um pedregulho de 10000 toneladas de mudança


demográfica rola sempre a frente, ganhado velocidade, e possivelmente
destruindo tudo em seu caminho. Eventualmente, quando a população
branca nos EUA perceber a realidade da situação, uma guerra estourará.
Logo a substituição de brancos no Texas atingirá um ápice e com este
estado sob controle, o colégio eleitoral estará fortemente favorecido
para a vitória dos Democratas em todo ciclo eleitoral.

Depois de um ciclo eleitoral ou dois com a vitória certa dos


Democratas, os brancos que não passaram por uma lavagem cerebral e
não votam em Democratas perceberão que o futuro é claro para eles, e
com essa realização perceber a impossibilidade de uma vitória
diplomática ou política.

Em um curto período de tempo, a violência política, social e racial irá se


proliferar. Nessa tempestade de conflitos devemos atacar. Um ataque
pró branco, pró europeu, forte e unificado será tudo que uma família
branca comum precisa e deseja. Com esses números adicionais, e
nossas forças unificadas, o controle completo dos Estado Unidos será
possível. Acima de tudo, esteja pronto para a violência, e quando a hora
chegar, ataque rápido e com força.

O MITO DO MELTING POT DEVE ACABAR, E COM ELE O MITO DE UMA


NAÇÃO IGUALITÁRIA.
Sem impostos para Estados anti-brancos

Até que nossas nações sejam comandadas por homens e mulheres leais
a nossa causa, imposto deve ser considerado roubo, e a recusa ao
pagamento de impostos um sinal de lealdade racial. Entregar sua
riqueza, alcançada pelo seu próprio labor, a uma pessoa ou grupo que
te odeia, cria leias que privam seu povo de direitos e busca substitui-lo
é tolice. Não pague para ter seu povo destruído, não encha os bolsos
dos traidores, não ajude ou apoie um estado corrupto e quebrado.

Recuse-se a pagar impostos. Recuse. Eles tentarão te obrigar a pagar.


Quando perguntarem o motivo, responda o motivo. Eles te ameaçaram
com aprisionamento, eles podem até te ameaçar com força diretamente.
Talvez eles te prendam ou te machuquem de verdade. Mas
eventualmente, quando pessoas o suficiente revidarem e se recusarem a
pagar impostos, se recusarem a financiar os traidores no poder, o
Estado em si ira enfraquecer, e então cair.

Então aceite a prisão, aceite a agressão ou até revide. Mas não pague
impostos para anti-brancos.

IMPOSTO É ROUBO NUM SISTEMA TRAIDOR


Seção IV
Em conclusão

Out of the night that covers me,

Black as the pit from pole to pole,

I thank whatever gods may be

For my unconquerable soul.

In the fell clutch of circumstance

I have not winced nor cried aloud.

Under the bludgeonings of chance

My head is bloody, but unbowed.

Beyond this place of wrath and tears

Looms but the Horror of the shade,

And yet the menace of the years

Finds and shall find me unafraid.

It matters not how strait the gate,

How charged with punishments the scroll,

I am the master of my fate,

I am the captain of my soul.

-Invictis por William Ernest Henley


Existe somente uma vitória, porem muitas derrotas.
Perder nossa terra, nossa cultura e nosso povo é uma derrota.
Continuar sem nossa cultura, mas ainda em nossas terras, é uma
derrota. Sobreviver com nossa cultura, mas perder nossas terras, perder
nosso futuro, é uma derrota.

Só existe uma vitória.


A sobrevivência do nosso Povo, nossa cultura, e nossas terras não é
suficiente. Devemos prosperar, devemos marchar sempre a frente em
direção ao nosso lugar entre as estrelas, e nós VAMOS alcançar o
destino que nosso povo merece.

Qualquer outro resultado é uma derrota.

A guerra não será fácil, o número de mortes será alto. O caminho será
árduo e muitos de nós vamos morrer.

Não posso garantir que será confortável, não posso garantir que será
fácil e eu não posso garantir que todos os atos serão bem-sucedidos.

Tudo que posso garantir é que a inação é uma derrota certa, estruturas
de poder serão testadas e provavelmente irão ruir e, mais do que tudo,
existe apenas um futuro a nossa frente e tentar voltar para qualquer
outro passado não te trará a lugar nenhum.

Talvez você tropece. Talvez você caia. Mas o único caminho para o
destino final, a vitória total, é se levantar e continuar marchando a
frente. Não importa o quê. Marche.

Erros serão cometidos, perdas acontecerão, alguns fracassos são


certezas e alguns esforços serão em vão.

Mas ao final da luta existe a própria beleza, e a vitória será mais doce
por isso. A vitória final é sua, se tiver a garra para isso.

Quanto a mim, meu tempo chegou. Eu não posso garantir meu sucesso.
Tudo que sei é a certeza da minha vontade e a necessidade da minha
causa. Viva ou morra, saiba que eu fiz isso por vocês; meus amigos,
minha família, meu povo, minha cultura, minha RAÇA. Adeus, que Deus
os abençoe e eu vejo vocês em Valhalla.

EUROPA ASCENDE

Você também pode gostar