Você está na página 1de 1

Boletim de notícias ConJur: cadastre-se e receba gratuitamente.

Login

Consultor
i;onjur.~cim.br
Jurídico

Capa Seções Colunistas Blogs Anuários Anuncie Apoio cultural

TV ConJur Livraria Mais vendidos Boletim jurídico Busca de livros

FÁBRICA DE PROCESSOS

Advogado é condenado à prisão por sumir | LEIA TAMBÉM


com processo e vira alvo de cliente
Imprimir Q Enviar D 0 INTERESSE PÚBLICO
Luiz Eduardo Bottura sofre nova
Por Marcelo Pinto derrota na Justiça de São Paulo

► Ouvir Advogado ê condenado p o r s u m i r c o m aul •-- 0:00


PETICIONAMENTO ELETRÔNICO
Tribunais podem limitar tamanho de
arquivos no PJe, decide CNJ

FRAUDE NO PROCESSO
Especialista em processai’ desafetos
O advogado do empresário Luiz Eduardo Aurichio Bottura, conhecido por
perde ação na Justiça de São Paulo
ajuizar centenas de processos contra desafetos, foi condenado a seis meses de
prisão. Fabrício dos Santos Gravata teve a pena fixada pela 25a Vara Criminal SEMDOLO
de São Paulo por deixar de devolver os autos de um processo em que atuava Juiz rejeita denúncia por calúnia
como procurador de Bottura, E depois de defender o empresário por anos, contra notícia da ConJur
agora é alvo de uma ação de indenização movida pelo cliente.
LIBERDADE DE IMPRENSA
Considerado um especialista em acionai’ a Justiça, Bottura já foi condenado Lewandowski suspende decisão que
239 vezes por litigância de má-fé. Ao todo, acumula cerca de três mil mandava tirar site da ConJur do ar
processos contra pessoas e tem contra si quantidade semelhante. A ConJur e
DANO IRREPARÁVEL
seus jornalistas, ao noticiarem a prática, também foram processados por ele.
TJ de São Paulo suspende bloqueio à
Dessa vez, a derrota recaiu diretamente sobre o advogado que patrocina suas ConJur, Google e outros sites
causas. Gravata foi condenado com base no artigo 356 do Código Penal, que
RANKING DE NOTÍCIAS
pune advogado ou procurador que inutiliza ou deixa de devolver autos,
Ranking de Notícias: Inviabilidade
documento ou objeto de valor probatório.
de plebiscito foi destaque na ConJur
De acordo com a decisão do juiz Waldir Calciolari, a pena privativa de
JUSTIÇA PLAYGROUND
liberdade foi substituída por prestação de serviços à comunidade. O
Patrícia Bueno Netto: Quando a
advogado foi condenado ainda apagar taxa judiei ária equivalente a R $ 2 mil.
impunidade vira estratégia
Caso des cumpra as condições impostas, terá de cumprir a pena no regime
processual
aberto.
TRUQUES E ATALHOS
Segundo declarações prestadas em juízo pelos funcionários do cartório no Com milhares de ações, engenheiro
Juizado Especial Criminal da capital, o advogado foi cobrado diversas vezes, Bottura testa tolerância da Justiça
por telefone, para devolver o Processo 0086762-83.2011.8.26.050 — uma
queixa-crime ajuizada por Bottura que estava em fase de apelação — , mas CENSURA NA REDE

permaneceu inerte. Especialista em processai’ desafetos


vai à Justiça para tirai’ ConJur do ar
Com o prazo de devolução j á ultrapassado, o advogado compareceu ao
REPRODUÇÃO DE INFORMAÇÕES
cartório para solicitar mais tempo para se manifestar. Prometeu, então,
Justiça rejeita queixa-crime de
devolver o processo “ o mais rápido possível”, mas não o fez. Aversão foi
confirmada em juízo por funcionária do cartório que precisou restaurai’ o empresário contra jornalista da
ConJur
processo. Diante disso, foi expedido mandado de busca e apreensão e ofício à
OAB -SP, que instaurou processo ético disciplinai’. Mas o advogado se mudou JUSTIÇA PLAYGROUND
para a cidade de Araçatuba (SP) e não foi mais encontrado — o que motivou Condenado 239 vezes por litigância
o oferecimento de denúncia e a instauração da ação penal. de má-fé passa em Exame de Ordem
no DF
Ausente na audiência de instrução e julgamento, ocorrida no dia 26 de março,
o advogado foi representado por um defensor público, que pediu sua TORTURA PSÍQUICA
absolvição, alegando não terem sido produzidas provas seguras que Para Justiça paulista, dano psíquico
legitimassem a condenação. pode configurai’ lesão corporal grave

Para o juiz, no entanto, os "elementos amealhados nas duas fases JUSTIÇA PLENA
procedimentais comprometeram sobremaneira o acusado, levando certeza CNJ vai analisar divórcio de
quanto à materialidade delitiva e à autoria do crime tipificado na exordial". empresário que montou fábrica de
Ainda segundo a sentença, "restou comprovado documentalmente que o réu, na ações
condição de advogado, fez carga do processo em que funcionava como
FORO SEM PRIVILÉGIO
procurador do querelante" e "não o devolveu no prazo legal", apesar de
Liminar suspende julgamento de ação
notificado.
contra juiza aposentada no TJ-MS
Prática recorrente
FLORES DO MEDO
Segundo relação juntada no processo que tramitou na 25a Vara Criminal de
Empresário que montou fábrica de
São Paulo, o advogado Fabrício dos Santos Gravata foi intimado em mais de
ações é condenado por ameaçai' ex-
20 procedimentos distintos a devolver autos de processos que estavam em seu
mulher
poder, sob pena de busca e apreensão.
PROVA DA PARCIALIDADE
O advogado também está sendo investigado no Inquérito Policial 1302/2012, CNJ mantém punição ajuiza por
em curso no 1° DP da capital, pela prática do mesmo crime. Na qualidade de
beneficiar empresário em decisões
advogado da empresa Acervo de Bens Patrimoniais Ltda, de propriedade do
cliente Luiz Eduardo Bottura, fez carga de uma ação cautelar — processo INDÚSTRIA DE AÇÕES

0005413492011.8.26.0053, da 5a Vara da Fazenda Pública da capital — e não Empresário Luiz Eduardo Bottura
a devolveu em cartório. acumula 239 condenações por má-fé

D e advogado a réu VARA PARTICULAR

O processo da Acervo de Bens Patrimoniais tomou o advogado e fiel Leia a decisão que aposentou juíza
escudeiro de Bottura em seu mais novo alvo. Gravata agora está sendo acusada de manipular a Justiça
processado pela empresa de seu antigo cliente na 3a Vara Cível de Brasília —
RINGUE PESSOAL
processo 0031872-44.20128070001. Trata-se de uma ação de indenização
CNJ diz que empresário usa a Justiça
movida por outra empresa de Bottura, a Anaurilândi a Holding SS Ltda-ME,
para perseguir desafetos
que acusa o advogado de prática fraudulenta ao ceder em duplicidade os
mesmos créditos para duas empresas distintas. VARA PRIVADA
TJ-MS apo senta juíza acusada de
A ConJur tentou fazer contato com Gravata por meio do telefone indicado no usai’ o cargo em proveito próprio
Cadastro Nacional de Advogados como sendo seu. O homem que atendeu a
ligação informou que o número não pertence mais a Gravata, e antes que fosse INTERESSE TANGENCIAL

perguntado, disse não saber seu novo número. Testemunha não precisa ter acesso a
autos em segredo de Justiça
Clique aqui para ler a decisão.
UNS CLIQUES
Clique aqui para ler a inicial da ação de indenização.
MP de São Paulo denuncia
*[AWczcz alterada em 27 de maio de 2014, às 14H25, para correção de empresário por golpe na internet
informações.}
DIREITO DE INVESTIGAR
CNJ nega pedido de juíza investigada
pela Corregedori a do TJ-MS

BANCO DOS RÉUS


Toi;io d~ pigma qí Imprimir Enviar n o
Juíza de Mato Grosso do Sul é alvo
de processo por irregularidades
Marcelo Pinto é correspondente da ConJur no Rio de Janeiro.

RIQUEZA DO TELEFONE

Revista Consultor Jurídico, 26 de maio de 2014, 16h26 Juizado Especial de Anaurilândia


manda empresa pagai’ R$ 1,6 milhão
| COMENTÁRIOS DE LEITORES RANKING DE NOTÍCIAS

3 comentários Texto sobre ofensiva de ações contra


advogados é o mais lido da ConJur
ERRO FÁTICO
Raquel Fernanda (Estudante de Direito) DEFESA DE PRERROGATIVAS
<o d maio d<" ".014, 1 Oh37 OAB quer acabar com fábrica de
A matéria inverteu os fatos.
processos de empresário e juíza em
O Bottura era o Querelante na queixa crime e não o Querei ado, tendo, depois de MS
descoberto que o advogado perdeu os autos, revogado seus poderes e o
representado. INFERNO JUDICIAL

Portanto, Bottura é o denunciante e a vítima do crime e não o beneficiado pelo Empresário e juíza montam “fábrica”
crime. de processos em Mato Grosso do Sul

POIS É...
a
carpetro (Juiz Estadual de 2 . Instância)
D Facebook
a Twitter

27 de mato de 2014, 13h03

"A advocacia brasileira vai ganhar, nos próximos dias, um inte grante que, mesmo
m Linkedin
a RSS

antes de ser habilitado profissionalmente, já acumulou mais experiência que muitos


advogados veteranos. Trata-se de Luiz Eduardo Auricchio Bottura (foto). O novo
advogado — que teve sua aprovação na segunda fase do Exame de Ordem publicada
no último dia 8 — está no polo ativo e passivo ern milhares de processos. Só por
litigância de má-fé ele já foi condenado ao menos 239 vezes — clique aqui para ver
a lista." (Conjur)...

MELHOROU
Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)
.-,r, dP maio d0 7014, "OhCJ

Pelo menos agora tentaram entrar em contato com o advogado citado na


reportagem para ver o que ele teria a dizer

Comentários encerrados em 03/06/2014.


A seção de comentários de cada texto é encerrada? dias após a data da sua publicação.

| RECOMENDADO PARA VOCÊ Links patrocinados por taboola

Sim! Se você tem Doutora m o s t r a o j e i t o Novo t r a v e s s e i r o q u e


c a n s a ç o o u fadiga, o certo de derreter a alivia dores no corpo
s e u fígado e s t á ficand... g o r d u r a d o fígado.... c h e g a a o Brasil
Liver Pro Liver Pro Safira

ÁREAS DO DIREITO
Administrativo Ambiental Comercial Consumidor Criminal Eleitoral Empresarial Família Financeiro Imprensa Internacional Leis

Previdência Propriedade Intelectual Responsabilidade Civil Tecnologia Trabalhista Tributário

COMUNIDADES
Advocacia Escritórios Judiciário Ministério Público Polícia Política

CONJUR SEÇÕES ESPECIAIS REDES SOCIAIS


Quem somos Notícias Eleições 2020 Facebook
Equipe Artigos Especial 20 anos Twitter
Fale conosco Colunas Linkedin
PRODUTOS
Entrevistas RSS
PUBLICIDADE Livraria
Blogs
Anuncie no site Anuários
Estúdio ConJur
Anuncie nos Anuários Boletim Jurídico

Consultor Jurídico
ISSN 1809-2829 www. c onjur. c orn. br P olítica de us o Repro duç ão de notícias

Você também pode gostar