Você está na página 1de 4

O que te deixa ansioso por alívio?

Padrinho do AA

Por qual estímulo você anseia?

Roedora de unha

ANOTAÇÕES

Leitura Analítica

Regras:

1.
2.
3.
4.
5. Aborda palavras e termos
6. Refere-se a frases e propostas

É uma declaração. Uma expressão do julgamento do autor sobre algo.

As propostas de um autor não passam de sua opinião, a não ser que sejam fundamentadas por boas
razões. Se estamos interessados no livro e no assunto do livro, e não apenas no autor, então vamos
querer conhecer não apenas suas propostas, mas por que ele acha que devemos nos deixar
persuadir e aceitá-las.

7. Versa sobre os argumentos e seus tipos.

O por quê devemos nos deixar persuadir e aceitar as propostas do autor.

Maneiras de fundamentar as proposta e opiniões. Grande quantidade de raciocínios.

Às vezes, é possível argumentar que algo é verdadeiro; às vezes, só é possível defender uma
probabilidade.

A presença de argumentos é indicada por algumas outras palavras que relacionam declarações, tais
como:

 Se isto é assim, então aquilo;


 Dado que isto, portanto aquilo.
 Disto segue-se aquilo

Argumento – É nada mais do que uma série de afirmações ou declarações que fornecem
fundamentos ou razões para aquilo que se está concluindo.

Premissas (princípios) – Fornecem fundamentos ou razões para aquilo que se está concluindo.

As premissas de um argumento nem sempre são declaradas de início, no entanto são sempre a fonte
das conclusões.

Argumento válido – Premissas segue-se a conclusão.

Conclusão – Pode não ser verdadeira, dado que todas ou algumas premissas podem ser falsas.

Há um aspecto lógico e um aspecto gramatical na ordem dessas regras de interpretação. (Proposta)

O leitor ativo está atento não apenas às palavras, mas às frases e aos parágrafos. Não há outra
maneira de descobrir os termos, as propostas e os argumentos de um autor.

RESUMO DAS REGRAS

R5 – Encontre as palavras importantes e, por meio delas, entre em acordo com o autor.

R6 – Marque asa frases mais importantes do livro e descubra as proposições que elas contêm.

R7 – Localize ou formule os argumentos básicos do livro com base nas conexões entre frases.

COMO ENCONTRAR AS FRASES-CHAVE

8.
9.
10.

Análise do terceiro estágio da leitura analítica:

Estrutural - Delineamento

R1 – Expositivo prático

R2 – Regras para criticar o conteúdo.

R3 – Multiplicidade

A Preceitos da etiqueta intelectual


09 Não critique até que tenha completado o delineamento e a interpretação do
livro.
10 Não discorde de maneira competitiva.
11 Demonstre que reconhece a diferença entre conhecimento e opinião pessoal
apresentando boas razões para qualquer julgamento crítico que venha a
fazer.

B Critérios especiais para o exercício da crítica


12 Mostre onde o autor está desinformado.
13 Mostre onde o autor está mal informado.
14 Mostre onde o autor foi ilógico.
15 Mostre onde a análise ou a explicação do autor está incompleta.

R4 – O livro é verdadeiro? E daí?

O que fazer quando há discórdia?

Interpretativo - Interpretação

R5 – Termos

R6 – Proposições. Teses.

R7 – Argumentos

R8 – Conclusões

As quatro perguntas, como já dissemos, resumem todas as obrigações de um leitor. As primeiras


três, em especial, correspondem a algo que subsiste na própria natureza do discurso humano. Se as
comunicações não fossem complexas, os delineamentos estruturais seriam desnecessários. Se a
linguagem fosse um meio perfeito de comunicação, interpretações seriam totalmente
desnecessárias. Se o erro e a ignorância não fossem uma ameaça à verdade e ao conhecimento, não
teríamos de ser críticos. A quarta pergunta se volta para a distinção entre informação e
entendimento. Se a leitura tiver sido predominantemente informacional, sinta-se desafiado a ir além
e procurar o conhecimento. Mesmo que o material lido tenha sido relativamente esclarecedor, você
tem de continuar em busca de novos significados.

Você também pode gostar