Você está na página 1de 10

“...

uma vegetação
estupenda cobria
montes e colinas...”
montes e colinas?
“enormes salgueiros
frondosos
curvavam-se ao
forte vento
do norte...”

hum...
não estou
entendendo
nada disto. não
faz o menor
sentido!

acho que
é hora de
jogar fora
estes livros...
é muito
perigoso!
isso é o que
quem os sacerdotes
escreveu dizem. a mentira
este livro dos antigos trouxe
viveu antes do a doença...
tempo do senhor
começar. “vivia-se
sem a verdade,
praticando a
mentira...”

pare,
schastar.
você sabe que
não tenho
mais...

quieto,
schastar!
estou cansada...
me esqueça! eu
é... acho te dei as últimas
que eles doses. não sobrou
fazem bem em nenhuma gota
destruir essas e tenho medo
coisas... são só de sair! por
palavras inúteis, favor!
absurdas...

8
ah, cristo! eu vou
tá bom, tá abrir! está
bom! mas seja vendo?
bonzinho, tá?
promete se
comportar e
não fazer
barulho?

espere pra
sair. vou ficar
aqui na cama, de
costas. desculpe,
mas... ainda não agora pode vir.
me habituei... não vá pra perto da
posso... desculpe, porta, é mais
querido... eu fico escurinho!
perturbada.

vai ser
bonzinho,
né, schastar?
não vai me
machucar...?

9
não, vou buscar
vai lá pro um pouco de
canto! pare, soro pra você,
não faça tá bom? acho que
assim... sei onde achar.

isso, fique
aí quietinho...
sabe o que
aconteceria se
te achassem.

meu deus, é
assustador!
nesses últimos
dias, ele piorou...
deve sofrer
um bocado!

vou achar
a dose bem
rapidinho. eu
sei onde!

aquele
filho da
mãe não
pode me
negar!

10
volto
em uma
hora...
talvez não!
menos! pare com
isso! ficou
maluco?

está cada
vez mais
perigoso...
oh, o que
posso
fazer?

oh,
cristo!
solte, idiota!
é conta-
gioso!

11
ninguém
à vista.

meu deus!
a doença!

so... corro... aqui!


me... ajude... ele tá
não quero... ir... aqui!
pra baixo... pra
ser comido
vivo... não...
não...

12
aahhh!
pare,
porco! você
já era!

esperem.
talvez... talvez...
ainda dê pra...

oh!

13
o que faz eu não
aqui? não sabia...
sabe que o eu...
setor 8 está
fechado?!

esse
tremor na
sua voz... está
com medo?
esconde algo?
aonde vai?

ao...
ao centro
médico.

você está
doente?

não...

eu quero ah, você


ver o seu se vacina
braço! muito! quem
lhe arruma ai...
tantas não, não...
doses? ninguém. eu só
injeto o que é
distribuído!
VOCÊ não
me engana,
garota. quero
ver se não está
doente! abra
a camisa!

não deve
ter vergonha.
vadias como
mas... você se vendem
por poucas
gotas de soro...
isso... assim...

você
sabe que
nós não
gostamos
de repetir
ordens!

verme
nojento!

14
a-ham... saia daqui!
desculpe, você não teria
mestre. estamos permissão pra
prontos pra ver, mesmo que
transferência! fosse lhe
servir de
lição!

a conexão
p34 já está
aberta!

vão em
frente!

podem
prosseguir!

arrependa-se,
homem! você
está indo pro
inferno!

não...

argh...
nãão...

15
curtindo o
que espetáculo?
horrível! coitado, vai ser
duro lá embaixo!
hih hih hih!

ou come ou
é devorado,
não há
opção!

oh!

e como
você sabe
disso?

bem...
sabe como é,
certas coisas a
gente aprende...
venha, eu lhe mostro
um caminho mais
tranquilo. há muitos
caçadores
por aí!

mas você
é deste
setor?

venha... eu?
deste setor? sabe quem
não, não. venho de fez aquilo
longe. sabe, eu... com ele?
a-ham... gosto de
andar, não consigo
ficar parado.
hih hih...

parece que
dois monstros
mutantes da
cidade de baixo
conseguiram
passar e andam
vagando por
aqui!

16

Você também pode gostar