Você está na página 1de 21

UNIVERSIDADE

SALGADO
DE
OLIVEIRA
ANATOMIA
HUMANA
BÁSICA

SISTEMA
ESQUELÉTICO
ROTEIRO DE ESTUDO

O esqueleto é constituído pelas articulações e ossos


Nesse primeiro momento, nos deteremos apenas ao estudo dos ossos. Sobre
as articulações falaremos na aula de sistema articular.

Conceito de osso: são órgãos de coloração branca, duros e resistentes, de


número e forma variadas.

Funções dos ossos: sustentação, proteção, fixação muscular, formação de


sangue (hematopoese) e reservatório de íons.

O tecido ósseo é constituído por três tipos de células: osteoblastos,


osteoclastos e osteócitos.Estas células se encontram imersas em uma matriz
extracelular denominada: matriz óssea que é composta por dois tipos de
substância: compacta e esponjosa . A primeira é responsável pela resistência
do osso e seus principais componentes são o colágeno e as mucoproteinas. A
substância inorgânica, cujos principais componentes são os sais minerais,
conferem a dureza do osso.

A matriz óssea se apresenta sob a forma de lâminas e conforme essas estão


arranjadas, temos dois tipos de substancias: compacta e esponjosa.

A superfície externa dos ossos é revestida por uma membrana denominada:


periósteo. Alguns ossos apresentam em sua superfície profunda uma estrutura
oca, denominada canal medular. Dentro destas e no interior da substância
esponjosa encontramos a medula óssea. Esta pode ser de dois tipos: amarela
e vermelha que é responsável pela formação das células sanguíneas.

O número de ossos pode variar devido à presença de ossos supranumerários


ou conforme a idade. No adulto jovem o numero médio de ossos é de 206.
Estando estes distribuídos na cabeça, pescoço, tórax e membros.

Levando em consideração as três dimensões, comprimento, largura e


espessura, os ossos são classificados em: longos, curtos ou largos.
Entretanto, existem ossos que não se encaixam nessa classificação, são eles:
irregulares e pneumáticos.
Conceitue cada tipo de osso:

LONGOS: comprimento excede a largura e a espessura.


PLANOS OU LARGOS: o comprimento e a largura predominam sobre a
espessura.
CURTOS: as três dimensões (largura, comprimento e espessura) se
equivalem.
IRREGULARES: apresentam na superfície externa uma série de saliências,
depressões e orifícios que lhe dão um aspecto especial.
PNEUMÁTICOS: são os ossos que apresentam no seu interior cavidades onde
circula ar.
Descreva os elementos descritivos das superfícies ósseas: saliências,
depressões e aberturas.
ROTEIRO PARA AULA
PRÁTICA

O primeiro passo para iniciar o estudo dos ossos é analisar o esqueleto


articulado
Após analisar as figuras acima, responda:
1. O esqueleto é dividido em: axial e apendicular
2. O esqueleto axial é composto pelos ossos da cabeça, pescoço e tronco
3. O esqueleto apendicular é formado pelos ossos dos membros superiores e
inferiores
CABEÇA
A cabeça é constituída por 28 ossos, sendo 14 no crânio e 14 na face.
Ossos do CRÂNIO:

Impares: frontal, occipital, etmóide e esfenóide.


Identifique abaixo os ossos IMPARES do crânio
occipital frontal

esfenóide etmóide
Pares: parietal, temporal e ossículos do ouvido bigorna, estribo e
martelo.
Identifique abaixo os ossos PARES do crânio

temporal
parietal

estribo
bigorna martelo
No esqueleto articulado, os ossículos do ouvido se encontram como disposto
abaixo:

O crânio é dividido em:

Base: encontramos as fossas anterior, média e posterior


Calota: nela estão as suturas: frontal, sagital, lambdóide e escamosa
Obs. As Suturas são articulações
Ossos da FACE:

Pares: nasal, lacrimal, concha nasal inferior, maxilar, zigomático,


palatino
nasal lacrimal maxilar

palatino zigomático
Os ossos palatinos e maxilares formam o palato ósseo

Impares: mandíbula e vômer


Identifique na figura abaixo o osso vômer e a mandíbula:
mandíbula vômer
Na cabeça encontramos as seguintes aberturas:
-cavidade da órbita
-abertura piriforme
-meato acústico externo
-forame magno
Agora identifique os ossos do CRÂNIO e da FACE e as ABERTURAS DA
CABEÇA no esqueleto articulado:
Face lateral

Face inferior
PESCOÇO
O pescoço é constituído pelas vértebras cervicais e pelo osso hióide.
OSSO HIOÍDE
É o único osso não articulado do corpo. Encontra-se imerso em meio aos
músculos da região anterior do pescoço.

osso hioide
VÉRTEBRAS CERVICAIS
São em número de sete (7), sendo as duas primeiras denominadas atípicas
por apresentarem características que as diferem das demais vértebras. São
elas: atlas e axis.
A atlas é a primeira vértebra cervical e a única que não apresenta corpo. Nela
podemos identificar: forame vertebral e processo transverso.
A axis é a segunda vértebra cervical é tem como principal característica a
presença do dente do axis. Nela identificamos: forame vertebral, corpo
vertebral, processo transverso, arco, processo espinhoso.

As demais vértebras (3ª, 4ª, 5ª, 6ª E 7ª), ou seja, as vértebras típicas


apresentam o forame vertebral, corpo vertebral, processo transverso, arco,
processo espinhoso.

Obs. O que distingue as vértebras cervicais das demais vértebras é a presença


do forame no processo transverso.
TRONCO
O tronco é constituído de costelas, esterno e vértebras torácicas.
As COSTELAS são em numero de doze (12), sendo sete (7) verdadeiras, três
(3) falsas e duas (2) flutuantes.
O ESTERNO é dividido em manúbrio, corpo e processo xifóide

As VÉRTEBRAS TORÁCICAS são em número de doze (12). Nelas


encontramos: forame vertebral, corpo da vértebra, processo transverso, arco,
processo espinhoso e fóvea costal.

O que diferencia as vértebras torácicas das demais vértebras é o processo


espinhoso longo e fino. Além disso, são a únicas vértebras que apresentam
fóvea costal.
Até agora falamos das vértebras cervicais e torácicas. Para completarmos
o estudo da COLUNA VERTEBRAL precisamos estudar as vértebras
lombares, sacrais e coccígeas:
As VÉRTEBRAS LOMBARES são cinco (5) e nelas podemos identificar o
forame vertebral, corpo da vértebra, processo transverso, arco, processo
espinhoso.

O processo espinhoso das vértebras lombares é pequeno e quadrado


Identifique nas figuras abaixo as vértebras cervicais torácicas e lombares:

cervical torácica lombar


As VÉRTEBRAS SACRAIS E COCCIGEAS são fundidas e formam
os ossos: SACRO E COCCIX.

MEMBRO SUPERIOR
O membro superior é composto por uma raiz, a CINTURA ESCAPULAR, que
une o membro ao tronco e pelo MEMBRO SUPERIOR LIVRE.
A CINTURA ESCAPULAR é constituída pela CLAVICULA e ESCAPULA
O MEMBRO SUPERIOR LIVRE é constituído pelos ossos que formam o braço,

antebraço e mão. O osso do braço é o ÚMERO.

O antebraço é constituído por dois ossos: ULNA (medial) e RADIO (lateral).


A mão é constituída pelos OSSOS DO CARPO, METACARPOS E FALANGES.
Cada osso do carpo recebe um nome. Na fileira proximal (de lateral para
medial) temos: escafóide, semilunar, piramidal, psiforme e na fileira distal
(também de lateral para medial): trapézio, trapezóide, capitato, hamato
Os metacarpos são numerados (lateral para medial) de I a V.
Cada dedo é constituído por três falanges: proximal, média e distal. Exceto o
polegar constituído apenas pelas falanges: proximal e distal.
MEMBRO INFERIOR
O membro superior é composto por uma raiz, a CINTURA PÉLVICA, que une o
membro ao tronco e pelo MEMBRO INFERIOR LIVRE.
A CINTURA PÉLVICA é constituída pelos OSSOS DO QUADRIL

O MEMBRO INFERIOR LIVRE é constituído pelos ossos que formam a coxa,


perna e pé. O osso da coxa é o FEMUR.
Na perna encontramos a TIBIA (medial) e FIBULA (lateral). Entre a coxa e a
perna encontramos a patela.
O pé é constituído pelos OSSOS DO TARSO, METATARSOS E FALANGES.
Cada osso do tarso recebe um nome: tálus, calcâneo, navicular, cubóide,
cuneiforme: medial, intermédio e lateral
Os metacarpos são numerados (lateral para medial) de I a V.
Cada dedo é constituído por três falanges: proximal, média e distal. Exceto o I
metatarso constituído apenas pelas falanges: proximal e distal.