Você está na página 1de 40

Catálogo

de Produtos

ARMATUREN
2 ÍNDICE

Purgadores GESTRA Térmicos BK ..........................................................4 e 5

Purgadores GESTRA Térmicos MK .........................................................6 e 7

Purgadores GESTRA de Bóia UNA........................................................8 a 12

Purgadores GESTRA Balde Invertido UNITA ...............................................13

Purgadores GESTRA Termodinâmico DK ....................................................14

Purgadores Automático GESTRA TK ...........................................................15

Eliminadores de ar para vapor e líquidos GESTRA MK e EA ......................15

Vaposcópios GESTRA VK ............................................................................16

Monitoração de Purgadores GESTRA VKP-Ex e VKP-40............................16

Válvulas de Retenção GESTRA MB/RK/CB.................................................17

Válvulas GESTRA para automação de caldeiras PA/MPA/BA/BAE .............18

Sistema GESTRA para automação de caldeiras..........................................19

Válvulas de Purga Automática GESTRA AK ................................................20

Válvulas de Controle GESTRA ZK ...............................................................20

Válvulas Limitadoras de Temperatura GESTRA BW e CW ..........................21

Detector de Turbidez GESTRA ORG e ORT ................................................22

Separadores de Umidade GESTRA TP/TD e SVU/SHU..............................22

Válvula de Alívio e “Overflow” GESTRA.......................................................23

Válvula de Redutora de Pressão ARI-PREDU .............................................24

Válvulas Globo com fole ARI-FABA......................................................25 a 27

Válvulas de Controle Pneumáticas e Elétricas ARI-ARMATUREN ......28 a 31

Válvulas de esfera GBR ...............................................................................32

Válvulas de esfera GBR Monobloco Latão Forjado......................................33

Válvulas Borboleta GBR ...............................................................................34

Atuadores Pneumáticos GBR.......................................................................35

Válvulas Angulares GBR VB-5000 ...............................................................36

Filtros tipo “Y” GBR FY .................................................................................37

Visores de Fluxo GBR ..................................................................................38

Válvulas de alívio e segurança GBR VS ......................................................38

Controles Industriais GBR ............................................................................39

Serviços ........................................................................................................39
3

ISO 9001

A BERMO fundada em 1972, com matriz em Blumenau - S.C.,


mantém diversas filiais e representantes nos principais centros
industriais brasileiros.
Dispõe de uma completa linha de válvulas, equipamentos e
acessórios para atender os setores: alimentício, têxtil, madeireiro,
de papel, celulose, química, petroquímica e de geração de energia,
entre outros; desenvolvendo e aprimorando sistemas de distribuição
de vapor, água, óleo, ar e gás.
A Bermo conta com a experiência acumulada em mais de 30
anos de mercado e com know-how internacional de empresas
como a GESTRA e ARI ARMATUREN, das quais é distribuidor
exclusivo para o Brasil.
Em complemento à tradição, confiança e tecnologia dos
produtos comercializados, a Bermo tem seu sistema de qualida-
de certificado de acordo com a NBR ISO 9001 pela Det Norske
Veritas - DNV. Desta forma, busca um aprimoramento contínuo
para atender e superar as expectativas de seus clientes.

BERMO MATRIZ - BLUMENAU - SC


4 LINHA BK
1
4
Purgadores Térmico -
Termodinâmico BimetáIicos

- Não perde vapor vivo. 2


- Insensíveis a golpe de Ariete.
5
- Funcionamento em qualquer posição
com perfeita segurança de operação.
- Tampa flangeada ao corpo, permite
fácil acesso sem necessidade de
desconectar o corpo da linha.
3
- Ampla faixa de aplicação nos mais
6
variados processos.
- Manutenção mínima de longa vida útil BK45, PN40
do regulador.
- Possibilidade de regulagem
proporcionando um sub-arrefecimento
1 Tampa fl angeada ao corpo, de 4 Regulador bimetálico
(aproveitamento do calor sensível). fácil desmontagem “Thermovit” totalmente resistente à cor-
rosão, deformação e envelhecimento.
- Tela interna para filtragem de impurezas
2 Junta do corpo/tampa em grafite
nos DN 1.1 / 2” e 2”. 5 Obturador Escalonado
- Insensível a contra-pressão e a 3 Conexões:
flangeadas 6 Crivo do Filtro
variações atmosféricas. roscadas em aço inox e de grande superfície
encaixe para solda (SW) filtrante.
- Indicado também para vapor
ponta para solda (BW)
superaquecido
- Nos DN ½”, ¾” e 1” tem filtro “Y”
incorporado.
Funcionamento

A B C

A) O processo de abertura e fechamento são controlados que dependem da pressão, determina a secção da
pela interação entre os sensores de temperatura de aço passagem do condensado.
inoxidável e o obturador escalonado.
Durante a partida da instalação e com o aparecimento C) Pouco antes de alcançar a temperatura de saturação,
de condensado frio e ar, as placas de aço encontram-se as placas de aço inoxidável estão tão defletidas que o
na posição plana. obturador está praticamente fechado. Desta forma, de-
A pressão de serviço pressiona o obturador no sentido saparece a pressão no interior do obturador, diminuindo
de abertura permitindo que o purgador fique totalmente a quantidade de vapor de reevaporação e, conseqüente-
aberto. mente, permitindo o fechamento do regulador. As suas
propriedades térmicas e a sua elasticidade estão adap-
B) À medida que aumenta a temperatura do conden- tadas reciprocamente de forma que as temperaturas de
sado, as placas de aço inoxidável começam a defletir abertura e fechamento se situem sempre poucos graus
pressionando o obturador no sentido do fechamento. A abaixo da temperatura de saturação do vapor.
este processo térmico opõe-se a pressão de serviço e a Se, por determinadas razões, for necessário descarregar
pressão gerada pelo vapor de reevaporação. o condensado a uma temperatura inferior, o regulador
Este estado de equilíbrio entre as forças de fechamento, pode ser ajustado manualmente.
que dependem da temperatura, e as forças de abertura
5

BK 45, BK 46 BK 35 BK 28, 29
(DN 15-25 mm) ECONO line
®

B K 27 B K 1 5 ( D N 4 0 /5 0 mm)
BK 212

BK-35 DN15-25

Descrição genérica da linha BK


1 Máx. Tipos de conexões
Modelo Material Press.
Difer. Flangeados Roscados SW BW
BK 35 A 105 22 bar 1/2" a 1" 1/2" a 1" 1/2" a 1" -
BK 45 A 105 22 bar 1/2" a 1" 1/2" a 1" 1/2" a 1" 1/2" a 1"
BK 15 A 105 22 bar 1.1/2" e 2" 1.1/2" e 2" 1.1/2" e 2" 1.1/2" e 2"
C a pa c ida de e m [k g/h]

BK 46 A 182 F1 32 bar 1/2" a 1" 1/2" a 1" 1/2" a 1" -


BK 27 A 182 F1 40 bar 2" 1.1/2" 1.1/2" 2"
BK 27 A 182 F1 45 bar 2" 1.1/2" 1.1/2" 2"
BK 28 A 182 F1 85 bar 1/2" a 1" - - 1/2" a 1"
BK 29 A 182 F12 110 bar 1/2" a 1" - - 1/2" a 1"
Pressão diferencial em [bar] BK 212 A 182 F11 250 bar 1/2" a 1" - - 1/2" a 1"
6 LINHA MK
1
4
5
Purgadores Termostáticos com
Membrana 2
6
- Não perde vapor vivo devido ao seu
princípio de funcionamento.
- Insensível a contra-pressão e
variações atmosféricas.
- Funcionamento em qualquer posição.
- Purga contínua, alta velocidade de 3
resposta.
7
- Utilizado como desaerador, elimina ar
e gases incondensáveis. MK 45/1, PN 40
- Manutenção simples, sem remover o
purgador da linha.
- Com tela interna ou filtro “Y”
incorporado. 1 Tampa fl angeada ao corpo, de 4 Membrana termostática
fácil desmontagem
- Possibilidade de utilização de 5 Unidade reguladora
membrana especial para proporcionar 2 Junta do corpo / tampa em grafite
sub-arrefecimento. 6 Válvula de retenção

- Utilizado também para vapor


3 Conexões: contra golpes de ariete
flangeadas
superaquecido. roscadas 7 Crivo do filtro
encaixe para solda (SW) em aço inox e de grande superfície
ponta para solda (BW) filtrante

A característica principal dos purgadores MK é a sua e cloretos.


resposta particularmente rápida a diferentes solicita- O dispositivo anti-retomo protege a membrana contra os
ções. São ideais para trocadores de calor, em que não golpes de ariete. A grande superfície do filtro, protege
é permitida a acumulação de pequenas quantidades de o purgador contra as impurezas assegurando grandes
condensados. Funciona em qualquer posição indepen- intervalos sem manutenção.
dentemente da pressão à montante e da contra-pres- Para condensados e ambientes especialmente agressi-
são. A membrana de regulagem e as restantes partes vos e/ou exigências higiênicas especiais, os purgadores
interiores são em materiais resistentes à corrosão. A MK 45/1 e MK 45/2 podem ser fornecidos completa-
membrana de Hastelloy é altamente resistente a ácidos mente em aço inoxidável.

Membrana de regulagem

Abertura: a cápsula da membrana Fechamento: com o aumento de


contém um líquido cuja temperatura de evaporação temperatura do condensado, o líquido na membrana
é ligeiramente inferior à temperatura de saturação do começa a vaporizar. A pressão na cápsula aumenta; o
vapor. Durante as paradas, isto é, com condensado frio, obturador tende a fechar. Um pouco antes de o conden-
o líquido no interior da membrana está completamente sado chegar à temperatura de saturação, o purgador
condensado, permanecendo na posição aberta. fecha completamente.
7

STERI line ®
8 LINHA UNA

Purgadores de Bóia
Série UNA14 e UNA16 (A)

- Conjunto regulador composto de esfera de aço AO 21


guiada e membrana termostática. AO 13
AO 4
- Mínimo atrito e desgastes das partes mecânicas.
- Manutenção mínima devido ao seu revolucionário
sistema mecânico.
- Tampa flangeada ao corpo, permitindo a manutenção
sem retirar o purgador da linha.
- Desaeração automática e contínua devido à
membrana termostática.
- Insensível a impurezas.
- Funcionamento perfeito com qualquer
contra-pressão.
- Compacto e de longa vida útil.

C a pa c ida de ( K g/h)
- Modelos para montagem vertical e horizontal;
porém o mesmo modelo poderá ser convertido em
outro, ou seja, o horizontal passar para vertical e
vice-versa.
- A série UNA 14/16 pode ser fornecido em duas
versões: Simplex (sem membrana termostática)
e Duplex (com membrana termostática para
Pressão diferencial (bar)
desaeração).

Limites de pressão diferencial / AO


A seleção do orifício de abertura (AO) efetua-se consul-
tando a tabela ao lado de limites de pressão diferencial AO 4 Até 4 bar
e o diagrama de capacidade. AO 13 Até 13 bar

AO 21 Até 21bar

GGG 40.3
LINHA UNA 9

Purgadores de Bóia
Série UNA 2 ... e UNA 3 ...

- Alta capacidade de vazão.


- Conjunto regulador composto de esfera
de aço guiada e fole termostático.
- Manutenção mínima devido ao seu
revolucionário sistema mecânico.
- Mínimo atrito e desgaste das partes
mecânicas.
- Desaeração automática e contínua
devido fole termostático.
- Tampa flangeada ao corpo, permitindo
manutenção sem retirar o purgador da
linha.
- Funcionamento perfeito com qualquer
contra-pressão. Insensível a impurezas.
- Robusto e de longa vida útil.
UNA 23H / 25H / 26H, PN 40

1 Bujão superior 5 Orifício de abertura (AO)


Permite instalação de uma válvula de desaera- Uma gama variada de orifícios para aplicação
ção manual ou um tubo de equilíbrio. de altas e baixas pressões.

2 Termostato de fole 6 Esfera


Para desaeração automática (Duplex). Fricção mínima.

3 Unidade de controle 7 Bóia esférica


De fácil manutenção. Pode ser removido e
substituído sem necessidade de desmontar o 8 Bujão inferior
modelo duplex purgador da tubulação. Para drenagem do purgador ou instalação de
uma alavanca para abertura manual.
4 Defl etor
9 Tampa fl angeada
Fechada ou com indicador de nível.

modelo
simplex

Os purgadores de bóia servem também para a descarga UNA 2 ... h para tubulação horizontal.
de condensados frios, produtos de destilação e con- UNA 2 ... v para tubulação vertical.
densação de produtos químicos. Eles trabalham sem
qualquer retenção de condensados mesmo com grandes Os purgadores UNA 23, UNA 25 e UNA 26 podem ser
variações de pressão e com qualquer contra-pressão. equipados com indicador de nível. Para fluidos e at-
Comparados com outros tipos, são os mais insensíveis a mosferas particularmente agressivos ou com exigências
impurezas. Os purgadores são fornecidos com comando higiênicas especiais, os purgadores de bóia UNA 26 são
“Duplex” (com fole termostático para desaeração auto- também fornecidos integralmente em aço inoxidável.
mática), ou com comando “Simplex”, (sem fole termostá-
tico) e com válvula de desaeração manual. O regulador UNA 39, UNA 310
é facilmente acessível depois de desmontada a tampa, Purgadores de bóia para pequenas vazões e altas
e pode ser substituído como uma unidade completa pressões.
sem retirar o purgador da linha. A esfera de fechamento
é operada com o mínimo de força; como resultado de UNAMAX 39
tudo isto os purgadores são leves e pequenos, mas UNAMAX 39 funciona com comando auxiliar (sem
ao mesmo tempo permitem grandes capacidades de energia exterior), descarrega grandes quantidades de
vazão. O purgador de bóia UNA 2 está disponível em condensados a alta pressão.
duas versões:
10 LINHA UNA

UNA 23/25/26 h UNA 27

UNA 23/25/26 v
UNA 39 (flangeado ou BW)

Descrição genérica da linha UNA 2... E UNA 3...


Máx. Tipos de conexões
Modelo Material Press.
Difer. Flangeados Roscados SW BW
UNA 23h A 126 GR-A 13 bar 1/2" a 2" - - -

UNA 23v A 126 GR-A 13 bar 1/2" a 2" - - -

UNA 25h FGS 370/17 32 bar 1/2" a 2" - - -

UNA 25v FGS 370/17 32 bar 1/2" a 2" - - -

UNA 26h A 216 WCB 32 bar 1/2" a 2" 1/2" a 2" 1/2" a 2" 1/2" a 2"

UNA 26v A 126 WCB 32 bar 1/2" a 2" - - -

UNA 27 A 216 WCB 45 bar 1" a 2" - 1" a 2" 1" a 2"

UNA 39 A 182 F12 140 bar - - - 1/2" a 2"

UNAMAX 39 A 182 F12 140 bar 1/2" a 2" - - 1/2" a 2"

UNA 310 A 182 F12 170 bar 1/2" a 2" - - 1/2" a 2"

Obs.: Purgadores de Bóia PN16-63 de 2.1/2" a 4" sob consulta.


11

Diagrama de capacidade de vazões

Máximas capacidades de condensados à temperatura de saturação com vários diâmetros nominais e orifícios de
abertura (AO).

A seleção do orifício de abertura (AO) efetua se con-


sultando a tabela de limites de pressão diferencial e
o diagrama de capacidade.

Obs: os “AO” (orifício de abertura) constantes nas linhas tracejadas dos diagramas podem ser fornecidos sob
encomenda.
12 LINHA UNA

Purgadores de bóia para ar 6


comprimido e outros gases.
Série UNA 14P e UNA 16P 1 2

- Manutenção mínima devido


ao seu revolucionário sistema Instalação típica
mecânico.
- Dispositivo de purga manual
permitindo limpeza do
purgador sem retirá-lo de
3 3
linha.
- Modelos para montagem
vertical e horizontal com
possibilidade de conversão.
- Insensível a impurezas.
4 5
- Mínimo atrito e desgaste das
partes mecânicas.
- Compacto e de longa vida
útil.
1 Linha de ar comprimido 3 Válvula de esfera 5 Purgador UNA
- Possuem bujão de 3/8”
para instalação do tubo de 2 Separador de umidade
4 Filtro “Y” 6 Tubo de equilíbrio

equilíbrio.
- Providos de esfera em
Perbunam para baixas
pressões e temperaturas ou
esfera em aço inox para altas
pressões e temperaturas.

Variantes de execução

UNA 14P/16P para montagem em tubulações horizontais, verticais e com mudança de direção do fluxo.

Dispositivo de purga manual

Descrição genérica da linha UNA


Máx. Tipos de conexões
Modelo Material Press.
Difer. Flangeados Roscados SW BW

UNA 14P GGG 40.3 13 bar 1/2" a 1" 1/2" a 1" - -

UNA 16P A 216 WCB 21 bar 1/2" a 1" 1/2" a 1" 1/2" a 1" 1/2" a 1"

UNA 16P (A) AÇO INOX


21 bar 1/2" a 1" 1/2" a 1" 1/2" a 1" 1/2" a 1"
316 L
LINHA UNITA 13

Purgador de Balde Invertido

- Resistente a golpes de Ariete.


- Robusto e de longa vida útil.
- Desaeração contínua.
- Alta capacidade de descarga com pequenas
pressões diferenciais.
- Funcionamento perfeito com qualquer
contra-pressão.
- Internos em aço inox proporcionando
manutenção e desgaste mínimos.
- Bujão na parte inferior do corpo para
limpeza interna do purgador.
- Tampa flangeada ao corpo permitindo
manutenção sem retirar o purgador da
rede.
- Possibilidade de uso em vapor
superaquecido

1 Orifício de saída (AO) 4 Balde


Várias versões disponíveis Com guia central
UNITA 36 v

2 Orifício de desaeração 5 Tampa


(vapor de comando) Flangeada ao corpo, de fácil desmon-
tagem, com junta embutida.
3 Unidade de controle
De fácil manutenção, depois de aber- 6 Bujão
to pode ser substituído sem retirar o Para drenagem do purgador ou sua
corpo da tubulação. limpeza.

A seleção do orifício de
abertura (AO) efetua-se
consultando a tabela de
limites de pressão dife-
rencial e o diagrama de
capacidade.

Limites da pressão
diferencial
AO 4 até 4 bar
AO 8 até 8 bar
AO 13 até 13 bar
AO 22 até 22 bar
AO 32 até 32 bar

Obs.: Os “AO” constante


nas linhas tracejadas
do diagrama podem ser
UNITA 36 h fornecidos sob en-co-
menda.

Descrição genérica da linha UNITA


Máx. Tipos de conexões
Modelo Material Press.
Difer. Flangeados Roscados SW BW
UNITA -36h A 105 32 bar 1/2" a 1" 1/2" a 3/4" 1/2" a 1" 1/2" a 1"
UNITA -36v A 105 32 bar 1/2" a 1" 1/2" a 1" 1/2" a 1" 1/2" a 1"
14 LINHA DK

Purgador Termodinâmico de flluxo distribu- 1


4
ído para vapor

Os purgadores tipo termodinâmico são fabricados


em dois modelos: DK-47 com filtro incorporado e 5
DK-57 sem filtro. São ainda fabricados em duas
versões: “L” para baixas vazões e “H” para altas 2

vazões conforme gráfico abaixo. Possuem corpo


compacto, robusto e totalmente em aço inox. São de
fácil manutenção e longa vida útil. Utilizados também
em vapor superaquecido.

Capuz Disco
1 4
3
Conexões roscadas 3/8”, 5 Corpo
2 1/2”, 3/4” e 1” BSP ou
NPT

3 Crivo do filtro em aço


inox e de grande super-
fície filtrante.

DK - 47

DK - 57

Descrição genérica da linha DK


Máx. Filtro Tipos de conexões
Modelo Material Press. incorporado Flangeados
Difer. Roscados
DK 47 A 743ca40F 42 bar Sim 3/8" a 1" Adaptado
DK 57 A 151-420F 42 bar - 3/8" a 1" Adaptado
LINHA TK 15

Purgadores automáticos TK

Os Purgadores TK23 e TK24 são de comando térmico


para grandes vazões de condensado. Abrem e fecham
ligeiramente abaixo da temperatura de ebulição corres-
pondente a pressão de trabalho. Desaeram automati-
camente a instalação tanto no início de operação como
durante o processo contínuo. Funcionamento perfeito e
automático em linhas de vácuo. Quando em casos es-
peciais não é indicado o fechamento total do purgador,
este pode ser regulado para uma vazão de fuga, pelo
posicionamento do parafuso de ajuste.

Por outro lado, é possível limitar o curso do obturador


obtendo um represamento do condensado, especial-
mente desenvolvido para baixas e médias pressões,
e vazões extremamente altas, como por exemplo: em
cozinhadores, aquecedores, evaporadores, etc

Descrição genérica da linha TK


Máx. Ligações DN
Modelo Material Press. Flanges
Difer.
TK 23 A 126 GR.B 10 bar De 2" a 4"
TK 24 A 216 WCB 14bar De 2" a 4"

ELIMINADORES DE AR
Eliminadores de ar para vapor
Para eliminação de ar e gases incondensáveis retidos
em equipamentos e tubulações de vapor tais como nas
purgas de fim de linha e pontos elevados da tubulação,
distribuidores de vapor, etc.

MK 35/31 (2) DN 15

MK 36/51 DN 15, 20

Eliminadores de ar para líquidos


Eliminar ar e gases contidos nas tubulações de águas
industriais, prediais e de refrigeração.

EA 250 DN15- 25 EA 200 DN15- 25


16 LINHA VK

Vaposcópios

Os vaposcópios modelos VK14 e


VK16 servem para controlar o fluxo
do condensado a montante de pur-
gadores e/ou a jusante de trocadores
de calor.
Por serem providos de dois cristais
de observação em oposição, per- cializada, etc.
mitem perfeita visualização daquilo Os cristais de observação são pro-
que efetivamente ocorre na linha, tegidos internamente com discos de
dispensando a interpretação de mica evitando o desgaste e propor-
dados indiretos, mão-de-obra espe- cionando longa vida útil.

Descrição genérica da linha VK


Tipos de conexões
Modelo Material
Flangeados Roscados SW
VK 14 A 126 GR.B 1/2" a 2" - -
VK 16 A 105 1/2" a 2" 1/2" a 2" 1/2" a 2"
Funcionamento Inundação Perda de
Normal Total vapor vivo

MONITORAÇÃO DE PURGADORES
Detector Ultra-sônico Vapophone VKP-Ex Traptest VKP-40

O VKP-Ex é utilizado para detectar a frequência do ruído, O sistema VKP-40 é utilizado


para cadastrar, registrar, tes-
causada pelo fluxo de vapor nos purgadores e válvulas.
tar, avaliar o funcionamento,
As vibrações ultrasônicas são detectadas pela sonda e diagnosticar as perdas de
convertidas em sinais elétricos que serão indicados no vapor que ocorrem através
visor do intrumento de medição. de purgadores avariados
O equipamento é intrinsicamente seguro conforme e proporcionar elementos
classificação: para a implantação da manu-
tenção preventiva em pur-
EEx ib IIc T4 gadores.
(type-approval No.: PTB Ex - 84 / 2063) O software instalado per-
Pode ser utilizado em áreas classificadas de risco. mite testar e avaliar todos o
tipos de purgadores (bóia,
Proteção IP 41.
termo-dinâmico, balde
invertido e térmicos) inde-
pendente do fabricante.
O VKP-40 é fornecido e
Instrumentos de composto por:
medição
Placa de
identificação Carregador de • Terminal Manual VKPN-40.
bateria • Medidor Transdutor VKPS-40.
Sonda
• Capa protetora para o VKPN-40.
• Capa protetora para o VKPS-40.
• Uma bateria de litium instalada no VKPN-40 para proteção
em caso de queda de energia.
• 4 Baterias instaladas no
VKPN-40.
• Adaptador VKPA-40.
• Cabo serial para cone-
xão no PC.
• Adaptador para o cabo
serial.
Cabo de • Software VKP-40
conexão Cabo de conexão
em CD-ROM.
Ajuste de sensibilidade Visor • Maleta para trans-
porte.
LINHA MB / RK / CB 17

Válvulas de retenção Tipo


Disco, Portinhola e Dupla
Portinhola

O programa GESTRA de válvulas de


retenção compreende as válvulas de
retenção tipo disco “wafer”, tipo disco
“união” e tipo portinhola simples e
dupla. A série RK é fabricada nos
mais diversos tipos de materiais e
classes (até PN 160) o que permite
sua aplicação com os mais diversos
tipos de fluídos (líquidos, gases e va-
pores) corrosivos. O sistema “wafer”
(montagem entre flanges) propor-
ciona amplas vantagens sobre os
modelos convencionais existentes
de válvulas de retenção:
- Construção compacta.
- Peso reduzido.
- Baixo custo de montagem.
- Montagem em qualquer
posição.
- Tempo de fechamento reduzido o
que diminui o refluxo do fluido.
- Baixa perda de carga. Insensíveis
a turbulências do processo.
- Alta estanqueidade.
- Diminuição dos problemas
oriundos de golpe de Ariete.

Descrição genérica da linha RK

Tipos de conexões e
Modelo DIN - PN Material do corpo / disco
diâmetros disponíveis
MB-14 16 BSP de 1/2" a 2" B 455 / A 182F 316
RK-71 16 Wafer de 1/2" a 4" B 455 / A 182F 316
RK-86 40 Wafer de 1/2" a 8" A 182F6a / A 182 F316
RK-86a 40 Wafer de 1/2" a 8" A 182F316 / A 182F316
RK-49 160 Wafer de 1/2" a 8" A 351CF8M / A 182F316
RK-29 160 Wafer de 2" a 8" A 105 / A 182F316
RK-16a 40 Wafer de 1/2" a 4" A 351CF8M / A 182F316
CB-14 16 Wafer de 2" a 12" Aço Galvanizado / EPDM
CB-24s 16 Wafer de 2" a 12" B 505C90700 / B 148 Alloy 952
CB-26 40 Wafer de 2" a 12" A 105 / A351CF8M
CB-26a 40 Wafer de 2" a 12" A 182F316 / A 351CF8M

Obs.: Válvula de retenção dupla portinhola de 2" a 48" PN6-40. Sob consulta.
18 LINHA PA e MPA

Válvulas de extração periódica


de lodo

São utilizadas para a extração


periódica de lodo em caldeiras de
vapor e vasos pressurizados. Estas
válvulas são indispensáveis para se
obter um desempenho econômico
e seguro das caldeiras de vapor
conforme recomendação dos pró-
prios fabricantes. As válvulas de
extração periódica de lodo Gestra,
caracterizam-se pela abertura e
fechamento instantâneo da seção
plena de passagem, produzindo o
máximo efeito de extração do lodo pressão da caldeira, tem-se uma
e perda mínima de pressão e água estanqueidade perfeita. Podem ser nual por alavanca, Linha MPA - vál-
quente. Devido à elevada força de fornecidas em duas versões: Linha vulas de acionamento pneumático
fechamento da mola auxiliada pela PA - válvulas de acionamento ma- com programador.

Descrição genérica da linha PA Descrição genérica da linha MPA

Sobre pressão Sobre pressão


máxima de serviço máxima de serviço
Série PN DN Conexões Série PN DN Conexões
para temperatura de para temperatura de
vapor saturado, bar. vapor saturado, bar.
PA 46 40 3/4" a 2" Flanges 32 MPA 46 40 3/4" a 2" Flanges 32
PA 47 63 1" a 2" Flanges 44 MPA 47 63 1" a 2" Flanges 44
PA Ponta para Ponta para
250 1" Solda (BW) 226 MPA 110 250 1" Solda (BW) 226
110

LINHAS BA e BAE

Válvulas de purga contínua de água a ser descarregada, evitando


sais e lixívias desgastes por cavitação. Todos os
modelos possuem válvula de amos-
São utilizadas na purga contínua de tragem incorporada. Podem ser for-
sais e lixívias em caldeiras de vapor, necidos em duas versões: Linha BA
mantendo a condutividade da água - Acionamento manual. Linha BAE
nos limites admissíveis, evitando a - Acionamento por comando eletrô-
formação de espuma e incrustações nico com eletrodos de condutividade
nos tubos da caldeira. Devido à sua e controlador.
tubeira escalonada, permite uma
dosagem exata da quantidade de
Descrição genérica da linha BA e BAE

Sobre pressão
máxima de serviço
Série PN DN Conexões para temperatura de
vapor saturado, bar.
BA 36 / BAE 36 40 1/2" a 1.1/2" Flange DIN 32
BA 210 / BAE 210 250 1" Ponta para solda BW 142
BA 211 / BAE 211 320 1" Ponta para solda BW 226
ZK29 / ZK29E 160 2" Ponta para solda BW 100
510 16 1/2" Rosca BSP 10
ESQUEMA PARA INSTALAÇÃO EM CALDEIRAS 19

Automação de caldeiras de vapor para funcionamento até 72h sem vigilância contínua, conforme
TRD 604 ou EN 12952/12953

Limitador de nível baixo automoni- Válvula de segurança.


A torado - configuração de alta inte-
M
gridade. Limitador de pressão.
N

B T
Controlador modulante de nível com O Transmissor / controlador de pressão.
indicador da condutividade e do nível
de água. P Válvula de retenção tipo disco RK-86.

Alarme de nível alto automonitorado Filtro tipo Y.


C Q
- configuração de alta integridade.
Válvula globo com fole.
Controlador indicador e temporizador
E D para válvulas de descarga contínua
S
Válvula de controle de nível pneumá- TÜV (Alemanha)
(sais) e periódica (lobo). tica ou elétrica. AOTC (Inglaterra)
APAVE (França)
F Resfriador de amostra. T Unidade de controle e indicação URB.
Dienst voor Heet Stoomwezen
Tanque de flash para as descargas das U Unidade controladora CLP (Holanda)
G válvulas (D/E). TÜV Viena (Áustria)
V Comissionamento via modem/palm. SVDB (Suíça)
Resfriador dos resíduos (lodo/sais) MEEI (Hungria)
J das válvulas de descarga (D/E) Monitoração da água de alimentação
W da caldeira.
SA (Suécia)
Limitador de temperatura auto mo- ITIP (República Tcheca)
K nitorado.
20 LINHA AK

Válvula de Purga Automática

É utilizada para eliminar o coden- de falha humana, tornando o sistema


sado retido na tubulação durante o de purga totalmente automático.
início da operação. Proporciona um aquecimento inicial
Elimina a possibilidade de golpes mais rápido e possui um dispositivo
de Ariete e choque térmico. Oferece de purga manual para limpeza inter-
mais segurança, pois dispensa a na durante a operação.
purga manual. Evita a possibilidade

AK 45
DN 15, 20, 25 mm

Descrição genérica da linha AK

Pressão Tipos de conexões


Modelo Material de
abertura Flangeado Roscado

AK 45 A 105 0,8 bar 1/2" a 1" 1/2" a 1"

LINHA ZK

Válvula de controle ZK

Válvula de ajuste para reduzir gran-


des diferenciais de pressão. Empre-
ga-se, por exemplo, em instalações
industriais e centrais elétricas com
as seguintes funções:
1. Válvula reguladora.
2. Válvula de pré-aquecimento
inicial.
3. Válvula de purga.
4. Válvula reguladora da água de
alimentação. convertida em acionamento
5. Válvula reguladora de vazões elétrico.
mínimas para bombas de 3. Acionamento através de atuador
condensados, etc. elétrico rotativo, com ou sem
A pressão diferencial é reduzida posicionador.
gradualmente na tubeira escalonada
radial, isto provoca uma diminuição
da velocidade do líquido, especial- Descrição genérica da linha ZK
mente na secção de saída, com a
conseqüente redução do desgaste e Max. Tipos de conexões
do nível de ruído (80 dB (A). A parte Modelo Material Classe Pres.
superior da válvula é disponível em Difer. Flangeado BW
três versões: ZK 29 13CRMo44 PN 160 110 bar 1" a 2" 1" a 6"
1. Acionamento manual com volante ZK 210 13CRMo44 PN 250 180 bar - 1" a 3"
fixo. ZK 213 15Mo3 PN 640 560 bar - 3" a 12"
2. A c i o n a m e n t o m a n u a l c o m ZK 313 15Mo3 PN 480 370 bar - 1" a 5"
volante, porém podendo ser ZK 513 15Mo3 PN 640 560 bar - 2" a 8"
LINHA BW 21

Limitadores de Temperatura
de Retorno CALORIMAT

São utilizados em redes de água


quente ou óleo térmico; empre-
ga-se também na regulagem da
temperatura de saída dos aque-
cedores de ar, em banhos de
limpeza, químicos ou galvânicos
e trocadores de calor. Uma aplica-
ção bem específica é a de controle
da temperatura nos moldes para
a fabricação e o endurecimento
acelerado de peças de concreto
pré-fabricados. Com a utilização
do CALORIMAT BW, tem-se um
aproveitamento otimizado da
energia calorífica e diminuição
dos custos de água e energia.

LINHA CW
Limitadores de água de
refrigeração GESTRAMAT

Os GESTRAMAT são empre-


gados em tubulações de saída
da água de refrigeração ou em
misturas refrigerantes, como
por exemplo: condensadores,
refrigeradores para ar e óleo,
refrigeradores de bobinas em
fornos indutivos, refrigeradores
em banhos químicos, refrigerado-
res de compressores e câmaras
frigoríficas. Devido a um melhor Instalação de um resfriador com contra corrente
aproveitamento da água de refri-
geração através do GESTRAMAT,
tem-se um menor consumo de
água, menor custo no tratamento
de água e utilização de bombas,
tubulações e válvulas de menor
diâmetros .

Instalação em By-pass com tubulação de retorno


fechada.
22 LINHA ORG e ORT

Detector de Turbidez
Turbiscópio

O turbiscópio GESTRA é um sensor


eletrônico detector de óleo e turbi-
dez de alta qualidade, que controla
continuamente possíveis turvações
em líquidos transparentes. Entre
outras aplicações, é utilizado em
caldeiras de vapor, para o controle
de contaminação do condensado
por óleos e substâncias insolúveis.
Emprega-se também na indústria
alimentícia para assegurar qualida-
de. O turbiscópio é constituído por
um sensor de medição tipo ORG
e um controlador tipo ORT. A faixa
de medição é ajustável entre 0 a 20
ppm ou 0 a 100 ppm.

LINHAS TP/TD E SVU/SHU


Secador / Purificador

É utilizado para eliminar conden-


sado ou gotículas em suspensão,
assim como outras impurezas em
instalações de vapor, ar comprimi-
do e outros gases. Nas instalações
de vapor, o fornecimento de vapor
seco e limpo garante uma maior
vida útil dos trocadores de calor e
demais consumidores de vapor, de
tubulações, conexões e válvulas.
Nos equipamentos consumidores
de ar comprimido, o fornecimento
de ar seco proporciona maior dura-
bilidade das ferramentas, cilindros e
maquinas pneumática diminuindo a
freqüência de manutenção.

SVU 200
LINHA 5610 23

SÉRIE 5610 VÁLVULA DE ALÍVIO DE PRESSÃO “OVERFLOW”

Função
Regular o excesso de vazão, controlando a pressão à montante (primária)
sem energia auxiliar.

Utilização
Em toda rede de utilidades e processo onde o fluído seja líquido, ar ou ga-
ses não agressivos/corrosivos e se faça necessário uma pressão primária
constante.

Vantagens adicionais da série 5610:

Por ser auto-operada, dispensa qualquer energia auxiliar; várias faixas de


regulagem da pressão em um mesmo atuador; se necessário, com mudança
apenas do atuador, consegue-se modificar a pressão controlada de 20 bar
até 0,1 bar. Internos totalmente em aço inox e com fole de balanceamento,
o que permite neutralizar a influência das variações de pressão do fluído
sobre o obturador. Válvula de sede simples o que permite que se consiga
ótima classe de vedação.

Instalação típica

Válvula Reguladora de Pressão


Ti po 5610

1 Válvula de alívio e “overflow” Gestra 5610 5 Manômetros

Válvulas tipo esfera GBR para bloqueio 6 Tubo Sifão


2
3 Filtro tipo Y GBR
7 Válvula de Bloqueio

4 Válvula tipo globo com fole Ari-Faba para by-pass 8 Válvula de segurança.

Descrição genérica da linha 5610

Classe de Diâmetros Faixas de


Modelo Material
pressão disponíveis Conexões controle
5610 F616 A 126GRB PN 16 2" a 4" Flangeadas 0,1 a 16 bar
5610 F340 A 216WCB PN 40 1/2" a 4" Flangeadas 0,1 a 20 bar

Valores kvs (m³/h)


DN 15 20 25 32 40 50 65 80 100
K vs 3,6 6 9,6 12 18 30 46 71 104
24 ARI-PREDU®

Válvula Redutora de pressão - A válvula é do tipo sede simples


Ari-Predu® metal/metal, porém com alto
índice de estanqueidade.
A válvula redutora de pressão PRE- - Fecha quando a pressão a
DU ® é um regulador de pressão justante aumenta. O obturador
auto-operado de ação direta, que possui fole de balanceamento em
reduz a pressão à jusante mantendo- aço/inox, no qual a pressão de
a sempre constante, independente entrada (P1) atua na parte exterior
da variação na pressão à montante. do fole e a pressão reduzida (P2)
É aplicada em fluidos líquidos, gases atua na parte interior do fole,
neutros e vapor saturado. provocando o equilíbrio de forças
que permite maior precisão da
pressão reduzida.
- Possui desenho avançado e
compacto, sem suportes de - Possui ainda um fole de vedação
sustentação no atuador. Desta no lugar das tradicionais
forma, permite maior facilidade gaxetas.
na substituição da mola e do
atuador, bem como a regulagem
da pressão.
9

Predu - Válvula Redutora de


Pressão

6 6
8
4
4

5 7

1 2
3

Válvulas globo com fole Válvulas globo com fole ARI-PREDU.


1 4 ARI-FABA. 7
ARI-FABA.
Válvula de segurança.
Visor de fluxo. 5 Filtro tipo “Y”. 8
2 Válvula globo com fole
Manômetros com tubo sifão trombeta e ARI-FABA.
Purgador. 6 9
3 válvula de pulsação.

Dados técnicos Válvula redutora de pressão

DN 15 20 25 32 40 50 65 80 100
Valor kvs (m³/h) 3,2 5 8 12,5 20 32 50 80 125
O do orifício/sede ( mm) 18 22 25 32 40 50 65 80 100
Max. Pressão dif. (bar) 40 25 20

Pressão de saída (bar) 0,2 - 0,6 0,5 - 1,2 0,8 - 2,5 2-5 4,5 - 10 8 - 16
Atuador DMA (cm²) 400 250 160 80 40
PN Max. no Atuador (bar) 1,6 2,5 6 10 25
Quantidade de molas 04 04 07 07 07 10

Modelos Materiais do corpo Classe de pressão Conexões


12701 GG-25 PN - 16 Flangeado
22701 GGG-4013 PN - 16 Flangeado
23701 GGG-4013 PN - 25 Flangeado
34701 GS-C25N PN - 25 Flangeado
35701 GS-C25N PN - 40 Flangeado
VÁLVULA GLOBO COM FOLE 25

ARI-FABA
® - Volante não ascendente.
- Limitador de curso que
L O N G A V I D A permite repetir quantas
vezes necessárias a
VÁLVULA GLOBO COM FOLE regulagem estabelecida.
DE VEDAÇÃO - Acionamento suave do
NORMA ANSI 150 - 300 LBS volante devido aos fios
da rosca serem polidos
Aplicação e internos (rosca não
Para bloquear e controlar manual- aparente)
mente vapor saturado, ar, gases, - Pintura standard resistente
óleo térmico, amônia, água quente, a altas temperaturas.
vácuo e líquidos neutros.
- Dupla segurança contra
vazamentos devido ao
Características engaxetamento secundário
- Fole em aço Inox e de parede de segurança em grafite
dupla para maior eficiência, puro.
durabilidade e confiabilidade. - Resistência a altas
- Obturador de regulagem standard temperaturas devido a rosca da
que permite controle preciso e haste não estar em contato com - Fole soldado na haste da válvula,
confiável. o fluido. o que evita a transmissão de
- Proteção contra giro intencional - Opcionalmente com castelo vibrações do obturador para o
do volante mediante o uso do longo para fluidos térmicos e fole.
dispositivo lubrificante como criogênicos.
trava.

Materiais / Modelos
34.031

Peso/Kvs e valores Zeta


26 VÁLVULA GLOBO COM FOLE

do volante mediante o uso do

ARI-FABA
®
dispositivo lubrificante como
trava.
L O N G A V I D A - Volante não ascendente.
- Limitador de curso que permite
VÁLVULA GLOBO COM FOLE repetir quantas vezes necessárias
DE VEDAÇÃO a regulagem estabelecida.
NORMA DIN PN-16/25/40 - Acionamento suave do volante
devido aos fios da rosca serem
Aplicação polidos e internos (rosca não
Para bloquear e controlar manual- aparente)
mente vapor saturado, ar, gases, - Pintura standard resistente a
óleo térmico, amônia, água quente, altas temperaturas.
vácuo e líquidos neutros. - Dupla segurança contra
vazamentos devido ao
Características engaxetamento secundário de
- Fole em aço Inox e de parede segurança em grafite puro.
dupla para maior eficiência, - Resistência a altas temperaturas
durabilidade e confiabilidade. devido a rosca da haste não estar - Fole soldado na haste da válvula,
- Obturador de regulagem standard em contato com o fluido. o que evita a transmissão de
que permite controle preciso e - Opcionalmente com castelo vibrações do obturador para o
confiável. longo para fluidos térmicos e fole.
- Proteção contra giro intencional criogênicos.

Materiais / Modelos

Denominação

ASTM A

<
< <
<

<

< <

Kvs e valores zeta / modelos 12046/047; 23046/047; 34046/047; 35046/047


DN mm 15 20 25 32 40 50 65 80 100 125 150 200 250 300
DN pol 1/2 3/4 1 1.1/4 1.1/2 2 2.1/2 3 4 5 6 8 10 12
Valores em Kvs 4,7 7,4 11,2 18,3 29,3 44,2 73,2 112,2 173,0 288,0 410,0 725,0 1145,0 1635,0
Valores em Zeta 3,5 4,5 4,8 4,8 4,6 4,5 5,1 5,0 5,1 4,5 4,6 4,6 4,5 4,6

Kvs e valores zeta / modelos 12046/047; 23046/047; 34046/047; 35046/047


DN mm 15 20 25 32 40 50 65 80 100 125 150 200 250 300
DN pol 1/2 3/4 1 1.1/4 1.1/2 2 2.1/2 3 4 5 6 8 10 12
Valores em Kvs 5,8 8,6 13,0 20,0 42,0 59,0 90,0 127,0 205,0 310,0 445,0 800,0 1272,0 1817,0
Valores em Zeta 2,3 3,3 3,4 3,9 2,2 2,7 3,4 3,9 3,6 3,9 3,9 3,8 3,7 3,8
27

ACESSÓRIOS E CONFIGURAÇÕES PARA VÁLVULAS ARI-FABA

Obturador de regulagem Obturador Balanceado para altas pressões


diferenciais

Obturador com assento plano

Castelo Longo

Chave fim de curso


Acessórios não incluídos
Limitador de curso (opcional) DN Roscas
15 - 80 M8 X 55
100 M12 X 70
125 - 150 M12 X 80
200 M12 X 100
250 - 300 M12 X 120
350 - 400 M16 X 160

Engraxetadeira para lubrificação /


dispositivo de bloqueio /
limitador de curso
Engraxadeira para lubrificação e
parafuso de bloqueio
28 VÁLVULAS DE CONTROLE

As válvulas de controle ARI-ARMATUREN são so) através de potenciômetro ou ainda controle


utilizadas para controle ON-OFF ou Proporcional proporcional através de posicionador eletrônico
das mais diversas variáveis de processo, tais acoplado no atuador elétrico; este vem com ma-
como: nível, vazão, pressão, temperatura, con- nopla para acionamento manual caso ocorra falta
dutividade, entre outras. de energia elétrica.
São fornecidas com atuador pneumático ou elé- A ARI-ARMATUREN possui também na linha
trico; podem ainda, no caso das pneumáticas, de válvulas de controle as séries 450/451, que
terem filtro regulador de ar, válvula solenóide, são válvulas de 3 vias com funções divergente
posicionador pneumático ou eletro-pneumático e ou convergente; as válvulas de três vias são es-
chaves fim de curso instalados. pecialmente indicadas para fluidos térmicos em
Já as válvulas com atuador elétrico, atendem aos sistemas de aquecimento ou resfriamento e onde
serviços ON-OFF, controle de três pontos (pul- se requer a recirculação ou a mistura de fluidos.
29
30 VÁLVULAS DE CONTROLE

Figuras ... 405/ ...460 DP 32 - 34 Figuras ...405 / ...460 Ari-Premio

Válvula de controle On - Off com atuador Válvula de controle On - Off com atuador
pneumático DP elétrico Ari-Premio

Figuras ...440/ ...441 DP 32 - 34 Figuras ...440/ ...441 Ari-Premio

Válvula de controle proporcional com atuador Válvula de controle proporcional com atuador
pneumático DP elétrico Ari-Premio

Figuras ...450 / ...451 DP 32 - 34 Figuras ...450 / ...451 Ari-Premio

Válvula de controle de 3 vias com atuador Válvula de controle de 3 vias com atuador
pneumático DP elétrico Ari-Premio
31

CONFIGURAÇÕES DE CASTELO / GAXETAS E INTERNOS

Anéis PTFE-V pressionados Gaxetas de grafite


por mola

Fole de vedação com


gaxetas de segurança

Obturador tudo / nada com assento soft de PTFE Obturador parabólico com guia na haste
(temp max. 200ºC)

Obturador parabólico balanceado Obturador perfurado e balanceado


(para baixo ruído)
32 VÁLVULAS ESFERAS

VÁLVULA ESFERA

Aplicação
As válvulas esferas são utilizadas para bloqueio em tu-
bulações dos mais diversos fluidos como líquidos, gases
e vapores. Todas as válvulas podem ser automatizadas
com a utilização de atuadores. Os atuadores pneumáti-
cos GBR são fabricados nos modelos configuração dupla
ação ou retorno por mola nos mais variados torques de
acordo com a aplicação.
Caso haja necessidade da indicação de posição de aber-
tura da válvulas, as mesmas poderão ser fornecidas com
chaves de fim de curso. Para serviços ON-OFF poderão
ser fornecidas com válvula solenóide.

Legenda:

Extremidades Vedação Acabamento

SW - Encaixe para solda TP - PTFE Puro As válvulas podem ser fornecidas


BW - Ponta para solda TF - PTFE + F. Vidro em:
NPT - Extremidade Roscada TG - PTFE + Grafite ZB - Zincada Branco
BSP - Extremidade Roscada MS - MICROSTEAM EP - Eletropolida - Bruta de micro-
ANSI - 150 - Extremidade Flangeada fusão
ANSI - 300 - Extremidade Flangeada * Demais vedações atendimento sob
consulta.
* demais extremidades serão forne-
cidas sob consulta
VÁLVULAS DE ESFERA 33

VÁLVULAS DE ESFERA MONOBLOCO LATÃO FORJADO

APLICAÇÃO
A Válvula de Esfera Monobloco GBR, possue corpo e peça única, oferecendo segurança
absoluta com vedação estanque. São construídas em latão forjado, conforme DIN 17.660,
passagem plena. Aplicam-se em redes de gás com classe de pressão PN25 e serviços com
temperatura até 180ºC. São acionadas por alavanca manual.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS
• Acionamento por 1/4 de volta (90º) reduzindo o tempo de abertura e fechamento da válvula;
• Possui corpo em única peça com tampa roscada em uma das extremidades, o que minimiza
pontos de fuga do fluido, oferecendo segurança absoluta com vedação estanque;
• Vedações disponíveis em PTFE;
• Extremidades disponíveis nas roscas BSP (fêmea - fêmea)
• Haste a prova de expulsão oferecendo maior segurança quando em operação e manutenção
da gaxeta.

DADOS
TÉCNICOS

CARACTERÍSTICAS DE FABRICAÇÃO
TESTE BSI - BS EN 12266

EXTREMIDADES:
ROSCA BSP
ROSCA NPT

MATERIAIS:
CORPO
LATÃO FORJADO

ESFERA:
LATÃO CROMADO

VEDAÇÕES:
PTFE

HASTE:
LATÃO
34 VÁLVULAS BORBOLETA

APLICAÇÃO:

São utilizadas em tubulações e equipamentos contendo líquidos ou gases, inclusive


líquidos sujos contendo sólidos em suspensão. O grande uso desse tipo de válvula se
dá por serem leves, utilizarem espaços reduzidos nas tubulações, terem grande
capacidade de vazão e também por serem facilmente adaptáveis a comando remoto.

CARACTERÍSTICAS:

- Válvula Borboleta tipo wafer


- Acionamento manual ou pneumático
- Corpo em ferro fundido para montagem entre flanges ANSI 150 e DIN PN10/16
- Pintura em Epoxi
- Disco em FERRO FUNDIDO NODULAR zincado (Mod. VB-2000)
- Disco em AÇO INOX AISI 316 (Mod. VB-2500)
- Flange de montagem para atuador segundo Norma ISO 5211
- Temperatura máxima de trabalho 120ºC

DIMENSÕES:
ACABAMENTO
Nº DENOMINAÇÃO MATERIAL DA SUPERFÍCIE
11 1 Corpo GG20 Pintura Epoxy
D P
10 2 Eixo Superior Aço Inox -
8
9 3 Eixo Inferior Aço Inox -
1 2 4-A Borboleta - VB-2000 Ferro Fundido Nodular Zincado
A1

4-B Borboleta - VB-2500 Aço Inox AISI 316 Jateado


4 7
5 Bujão Retentor Aço -
6
6 Sede "Elastômero" EPDM -
A2

3 7 Anel guia PTFE -


5
8 Gaxeta PTFE -
9 Anel O' Ring NBR -
10 Arruela Bronze -
11 Anel trava Aço -

DIMENSÕES
DIMENSÕES (mm) PESO
MEDIDA DN PN L
A1 A2 D P (Kg)
2" 50 16 43 200 75 90 270 4.20
2 ½" 65 16 46 200 85 90 270 4.80
3" 80 16 46 200 100 90 270 5.55
4" 100 16 52 220 120 90 270 6.80
5" 125 16 56 250 125 90 270 8.75
6" 150 16 56 250 150 125 300 11.15
8" 200 16 60 300 150 125 300 16.60
10" 250 16 68 330 200 125 300 23.45
12" 300 16 78 360 250 150 - 44.50
14" 350 10 78 390 260 150 - 61.00
16" 400 10 102 420 300 175 - 82.00
18" 450 10 114 445 330 175 - 136.00
20" 500 10 121 480 370 175 - 163.00
Nota: A partir de 12” (DN 300), operação através de caixa redutora.
ATUADORES PNEUMÁTICOS 35

TORQUE ATUADORES DUPLA AÇÃO (DA) em Nm

Pressão do Ar de Alimentação (bar)


Modelo
2 3 4 5 5,5 6 7 8 9 10
DA-20 5,0 9,0 12,5 16,0 17,5 19,0 22,0 26,0 29,0 32,0
DA-40 11,0 17,0 24,0 31,0 35,0 38,0 45,0 52,0 58,0 65,0
DA-80 23,0 35,0 49,0 63,0 70,0 77,0 90,0 101,0 114,0 125,0
DA-130 38,0 58,0 77,0 96,0 105,0 115,0 136,0 157,0 175,0 195,0
DA-200 53,0 82,0 111,0 140,0 154,0 168,0 199,0 127,0 256,0 284,0

TORQUE ATUADORES SIMPLES AÇÃO (RM) em Nm

Seleção Torque Pressão do Ar de Alimentação (bar)


Modelo Molas
de Molas 3 4 5 5,5 6 7
Final Inicial 0º 90º 0º 90º 0º 90º 0º 90º 0º 90º 0º 90º
RM-20 11 4,0 6,5 7,0 2,0 9,0 6,0 13,0 10,5 15,0 12,0 18,0 14,0 21,0 16,0
12 5,0 7,0 8,0 4,5 11,0 8,5 13,0 10,0 15,0 12,0 17,0 14,0
20 6,5 10,5 6,5 3,0 10,5 7,0 12,0 8,5 14,0 10,0 16,0 12,0
21 7,5 11,5 5,5 2,0 10,0 5,0 11,5 6,5 13,0 8,0 15,0 9,0
22 9,0 14,0 8,5 4,0 10,0 5,0 11,0 6,5 13,0 7,5
RM-40 11 7,0 9,0 6,5 4,0 18,0 10,6 26,0 19,0 29,5 22,0 33,0 25,0 3,0 29,0
12 8,5 13,0 16,0 8,0 24,0 17,0 27,0 18,0 30,0 19,0 35,0 22,0
20 10,0 15,0 15,0 6,0 22,5 15,0 25,0 16,0 29,0 17,0 3,0 20,0
21 12,0 20,0 19,0 10,5 23,0 14,0 26,5 17,0 3,0 19,5
22 14,0 24,0 18,0 7,0 21,0 9,0 24,0 11,0 28,0 13,5
RM-80 022 12,0 17,5 24,0 19,0 41,0 34,0 52,5 46,0 58,0 52,0 64,0 58,0 74,0 67,5
200 16,0 23,0 19,5 8,7 37,0 27,0 50,0 40,0 56,0 46,0 62,0 52,0 72,0 60,5
202 19,0 30,0 30,0 18,0 42,5 31,5 48,0 37,0 54,0 42,0 62,9 48,0
220 23,0 34,0 22,0 8,0 35,5 23,5 43,0 29,0 50,5 34,0 59,0 40,0
222 31,0 41,0 21,0 3,0 34,5 20,0 40,0 25,0 46,0 29,0 54,0 34,0
RM-130 022 18,0 28,0 40,0 26,0 65,5 53,0 88,5 77,5 98,0 88,5 108,0 99,5 126,0 114,0
200 28,0 43,0 52,5 32,0 77,0 56,0 86,0 66,0 95,0 75,0 110,0 88,0
202 35,0 52,5 44,0 25,5 69,5 52,0 79,0 62,0 88,0 71,5 103,0 83,5
220 43,0 62,0 37,5 13,0 61,5 38,0 71,0 47,0 80,0 56,0 93,5 65,0
222 49,0 67,0 55,7 31,0 64,5 39,5 73,5 48,0 86,0 56,0
RM-200 022 25,5 38,0 48,0 37,0 90,0 81,5 124,0 100,0 125,5 118,0 145,0 141,0 169,0 165,0
200 41,0 57,5 44,5 26,5 74,0 58,0 112,0 83,0 116,0 92,0 130,0 116,0 151,0 136,0
202 51,0 66,0 65,5 42,5 109,0 66,0 113,0 76,0 124,0 102,0 145,0 119,0
220 62,5 77,0 85,5 51,5 102,0 64,5 100,0 79,0 116,0 92,0
222 76,5 94,5 72,0 33,5 87,0 48,5 92,0 73,0 107,0 85,5

24.0
A (DA)
sI
45° M8 M6
49.7 45° 80.0
C
C

M6
BSP J
M5 M5
H
44.0
32.0
29.7

40.0
30.0
F

F
G

M5 4
M5
M
D

sE M6 sE
C 12.0 12.0 s50.0 s70.0
K (RM)
L
DIMENSÕES GERAIS (mm)

B C D ØE F G H ØI J K L M Peso (kg)
Modelo 2A
(DA) (RM) (DA) (RM)
DA 20 | RM 20 - 11 / 42 153 215 11 15 42 46 66 96 14 10 48 76 35 1,1 1,5
DA 20 | RM 20 - 11 / 50 153 215 11 15 50 46 66 96 14 10 48 76 35 1,1 1,5
DA 20 | RM 20 - 14 / 42 153 215 14 15 42 46 66 96 14 10 48 76 35 1,1 1,5
DA 20 | RM 20 - 14 / 50 153 215 14 15 50 46 66 96 14 10 48 76 35 1,1 1,5
DA 40 | RM 40 - 11 / 42 166 232 11 15 42 54 84 114 14 10 56 91 45 1,7 2,3
DA 40 | RM 40 - 11 / 50 166 232 11 15 50 54 84 114 14 10 56 91 45 1,7 2,3
DA 40 | RM 40 - 14 / 42 166 232 14 15 42 54 84 114 14 10 56 91 45 1,7 2,3
DA 40 | RM 40 - 14 / 50 166 232 14 15 50 54 84 114 14 10 56 91 45 1,7 2,3
DA 80 | RM 80 190 270 17 21 50/70 65 107 137 18 11 65 111 55 2,6 4,0
DA 130 | RM 130 207 300 17 21 50/70 65 116 146 28 13 70 122 60 3,4 5,5
DA 200 | RM 200 241 337 17/22 25 70/102 90 136 165 28 15 78 137 70 5,8 9,0
36 VÁLVULAS ANGULARES

VÁLVULAS ANGULARES - MOD. VB-5000

APLICAÇÃO:
As Válvulas Angulares GBR Mod. VB-5000 são utilizadas para controle ON-OFF
de vários tipos de fluidos, incluindo vapor, ar, óleo, água, inclusive fluidos
agressivos e contaminados.
Podem ser aplicadas para pressões de trabalho de 0 à 20 kgf/cm² e
temperaturas de 0 à 180ºC.
São utilizadas na Indústria Química, de Cosméticos, de Alimentos e Bebidas,
Hospitais, Lavanderias, Farmacêuticas, Borrachas, Têxteis entre outras.

CARACTERÍSTICAS:

- Válvula com atuador pneumático por mola em versões normal aberta e normal
fechada.
- Corpo angular de passagem reta tipo “Y” com alto coeficiente de vazão (Cv).
- Obturador com disco em PTFE proporcionando melhor vedação.
- Sentido de fechamento contrário ao fluxo, proporcionando operação amortecida
evitando golpes de Ariete.

FLUIDOS: Água, Ar, Vapor, Óleo MATERIAIS


PRESSÃO DE TRABALHO: 0 - 20 kgf/cm²
Nº DENOMINAÇÃO MATERIAL
TEMPERATURA DE TRABALHO: 0 - 180ºC
1 CORPO SS316
2 FIXAÇÃO DA VEDAÇÃO DO OBTURADOR SS316
20 3 VEDAÇÃO DO OBTURADOR PTFE
4 PORCA DE FIXAÇÃO DO OBTURADOR SS316
18
5 OBTURADOR SS304
17

16 4
6 JUNTA DO CORPO TEFLON
15
19 7 FIXAÇÃO DO ATUADOR SS304
14
8 ANÉIS DE VEDAÇÃO V’RING TEFLON
11
9 MOLA SS304
13

9 10 BASE DO ATUADOR SS316


10
7
11 ANEL O’RING DE VEDAÇÃO DO ATUADOR NBR
8
6 12 HASTE SS304
12

5
13 PORCA DE FIXAÇÃO DA TAMPA DO ATUADOR SS304
3 14 PARAFUSO DE FIXAÇÃO DA TAMPA DO ATUADOR SS304
2 4
15 EMBOLO DO ATUADOR AL
1
16 ANEL RETENTOR UHS-RING DO PISTÃO NBR
17 TAMPA DO ATUADOR SS316
18 MOLA DO ATUADOR STEEL
19 JUNTA DE VEDAÇÃO DA HASTE SS304
20 PINO INDICADOR DE POSIÇÃO SS304
C

VB-5000
DIMENSÕES
PRESSÃO DE
DIMENSÕES ALIMENTAÇÃO PESO
E A B C E G
(kg)
45° mm w (kgf/cm²)
15 1/2 65 195 160 93.5 11 3 ~ 10 1.8
20 3/4 75 200 185 93.5 12 3 ~ 10 1.9
G 25 1 90 210 170 93.5 14 3 ~ 10 2.1
B

A 32 1-1/4 110 245 215 120 22 3 ~ 10 4.3


40 1-1/2 120 250 220 120 22 3 ~ 10 5
50 2 150 270 230 120 22 3 ~ 10 6
FILTROS TIPO Y 37

Aplicação Vantagens

Para filtragem de partículas nos 1) Baixa resistência ao fluxo (fator


diversos tipos de fluídos líquidos ou de forma).
gasosos em tubulações industriais. 2) Construção não permitindo o
impacto do fluido contra o crivo.
3) Facilidade na drenagem dos
resíduos.

Tipos de Fabricação
Série FY-...F Filtro tipo Y com conexões flangeadas
Série FY-...R Filtro tipo Y com conexões roscadas

Materiais - Limites de Pressão/Temperatura


Modelo DN (pol) Conexões bar [°C] Corpo Crivo
FY-110R 1/4” - 2” BSP ou NPT 17,0 218,0 Ferro Nodular AISI-304

FY-120F 2.1/2” - 20” Flangeado 10,0 65,0 Ferro Fundido AISI-304

FY-120R 2.1/2” - 3” BSP ou NPT 10,0 65,0 Ferro Fundido AISI-304

FY-130R 1/4” - 2” BSP, NPT ou SW 42 454 Aço Carbono AISI-304

FY-131R 1/4” - 2” BSP, NPT ou SW 42 454 Aço Inox / AISI 304 AISI-304

FY-132R 1/4” - 2” BSP, NPT ou SW 42 454 Aço Inox / AISI 316 AISI-304

FY-140F 1/2” - 1.1/2” Flangeado 150lbs 10,0 260 Aço Carbono AISI-304

FY-140F 1/2” - 1.1/2” Flangeado 300lbs 21 454,0 Aço Carbono AISI-304


50,0 37,0

FY-140F 1/2” - 1.1/2” Flangeado 600lbs 42 454,0 Aço Carbono AISI-304


101 37,0
Versão Flangeada
FY-141F 1/2” - 1.1/2” Flangeado 150lbs 10,0 260 Aço Inox / AISI 304 AISI-304
19,0 37,0

FY-141F 1/2” - 1.1/2” Flangeado 300lbs 21 607,0 Aço Inox / AISI 304 AISI-304
50,0 37,0

FY-141F 1/2” - 1.1/2” Flangeado 600lbs 42 607,0 Aço Inox AISI 304 AISI-304
101 37,0

FY-142F 1/2” - 1.1/2” Flangeado 150lbs 10,0 260 Aço Inox / AISI 316 AISI-304
19,0 37,0

FY-142F 1/2” - 1.1/2” Flangeado 300lbs 21 607,0 Aço Inox - AISI 316 AISI-304
50,0 37,0

FY-142F 1/2” - 1.1/2” Flangeado 600lbs 42 607,0 Aço Inox / AISI 316 AISI 304
101 37,0

FY-150F 2” - 6” Flangeado 150lbs 10,0 260 Aço Carbono AISI-304


19,0 37,0

Versão Roscada FY-150F 2” - 6” Flangeado 300lbs 21 454 Aço Carbono AISI-304


50,0 37,0

FY-151F 2” - 6” Flangeado 150lbs 10,0 260 Aço Inox / AISI 304 AISI-304
19,0 37,0
38 VISORES DE FLUXO

Aplicação
O Visor de Fluxo GBR permite a inspeção visual das
condições instantâneas de fluxo de fluidos no interior de
tubulações. Pode ser utilizado também para controlar o fluxo
de vapor e condensado a montante de purgadores ou a jusan-
te de superfícies de aquecimento em sistemas de vapor.

Características
- Carcaça inteiriça com dois cristais justapostos para
inspeção;
- Ressalto separador fixo;
- Instalação em posição horizontal ou vertical;
- Ausência de peças móveis;
- Manutenção mínima e longa vida útil;
- Pressão máxima de serviço 21 kgf/cm²;
- Temperatura máxima 300ºC;
- Para valores de pH entre 9 e 10 e fluidos agressivos deve-
se utilizar disco de mica para proteção dos cristais contra
desgaste prematuro.

Dados
VISORES DE FLUXO
Técnicos
BITOLA
PESO
PASS. L1 L2 L3 L4 D1 D2 (Kg)
POL. DN
1/2” 15 11,1 96,8 95 69 31,5 45 45 1,52
Características de Fabricação: 3/4” 20 14 96,8 95 69 31,5 45 45 1,56
1” 25 20,4 96,8 95 69 31,5 45 45 1,48
Extremidades
Roscadas BSP/NPT
Juntas Cristais de Observação
Materiais Papel Hidráulico ou sob consulta Borossilicato / Vidro temperado
CORPO E TAMPAS:
Aço Inox ASTM A 351-CF8 Parafusos, Porcas e Arruelas
ASTM A 351 - CF8M Aço Carbono/Inox 304

VÁLVULAS DE SEGURANÇA

As válvulas de alívio e segurança GBR, são especial-


mente projetadas para proteger caldeiras e processos
industriais. Projetadas para atender os requisitos do
ASME Seção VIII, são construídas com bocal integral e
suporte do disco guiado.
São construídas nos Diâmetros de ½” x ¾” até 8” x 10”,
com extremidades roscadas ou com flanges de entra-
da ANSI B16.5 Classe 150#, 300#, ou 600# e flanges
de saída ANSI B16.5 Classe 150# ou 300#. Materiais
construtivos, dimensões e limite de pressão e tempe-
ratura são em conformidade com o API Standard 526.
Em aplicações especiais, tais como fluídos corrosivos,
produtos químicos, etc. Podem ser utilizadas combi-
nações opcionais de materiais como Monel, Hastelloy,
entre outros.
CONTROLES INDUSTRIAIS 39

São produtos utilizados para o controle e monitoramento de


processos industriais. Nossa gama de produtos inclui:

- Pressostatos e termostatos
- Válvulas solenóides
- Transmissores de pressão
- Transmissores de temperatura
- Válvulas termostáticas
- Controladores de processo
- Indicadores e registradores
- Medidores de vazão
- Conversores de freqüencia
- Manômetros e termômetros digitais e analógicos.

SERVIÇOS
Engenharia de aplicação:

- Projetos
Os serviços de projetos são desenvolvidos para atender as necessidades do clientes tais como: reformas,
ampliações, automação de equipamentos, dimensionamento de tubulações, linhas de retorno de condensado,
pontos de drenagem, estações redutoras e de controle e detalhamento de equipamentos.

- Análise e gerenciamento de sistemas


O serviço de diagnóstico de purgadores tem como principal objetivo avaliar o funcionamento de purgadores e
válvulas e desta forma otimizar a instalação como um todo.
Para executar este serviço utilizamos o mais completo e confiável equipamento ultrasônico do mercado, GESTRA
VKP-30, que foi desenvolvido exclusivamente para diagnosticar purgadores fornecendo ao cliente a relação
real custo/benefício bem como a implantação da manutenção corretiva e preventiva.

Treinamento:

A BERMO/AKADEMIE através de cursos e treinamentos presta suporte ativo a seus clientes.


Os principais temas são:
- Princípios básicos de vapor e condensado
- Produtos (funcionamento, aplicação, manutenção e dimensionamento)
- Projetos de distribuição de vapor
- Aproveitamento de energia em sistemas de vapor e condensado
- Técnicas de operação de caldeiras até 72h sem vigilância contínua.
- Princípios básicos de instrumentação

Assistência técnica:

Dispomos de técnicos e instrumentistas treinados para dar ao cliente todo suporte necessário referente aos
produtos comercializados.
Possuimos estoque de peças de reposição e executamos os seguintes serviços:
- Montagens
- Start-up de equipamentos
- Comissionamento
- Serviços de manutenção corretiva e preventiva.
- Contratos de manutenção.
Boa Vista

RR AP
Macapá

Belém
Manaus São Luís

AM PA
Teresina
Natal
João Pessoa

AC Porto
Velho TO
Rio Branco Maceió
RO
Palmas Aracajú

BRASÍLIA

Goiânia

Vitória

Araçatuba

Representantes
Bermo/Gestra

Erechim

Comércio e Representações Bermo Ltda. ISO 9001 REGISTERED


Rua Eng. Paul Werner, 120 - Itoupava Seca - CEP 89030-100 - Blumenau / SC
Blumenau: Tel.: (47) 2123-4444 / Fax: (47) 2123-4436 / bermo@bermo.com.br
Chapecó: Tel.: (49) 3322-4192 / Fax: (49) 3322-2177 / bermocco@bermo.com.br
Joinville: Tel.: (47) 3435-3635 / Fax: (47) 3425-1761 / bermojvl@bermo.com.br SYS.
Curitiba: Tel.: (41) 2111-4344 / Fax: (41) 2111-4336 / bermocwb@bermo.com.br
São Paulo: Tel.: (11) 5533-1550 / Fax: (11) 5041-6252 / bermosp@bermo.com.br
R Netherlands

www.bermo.com.br