Você está na página 1de 5

Paquímetro

Paquímetro (grego: paqui (espessura) e metro (medida), por vezes também chamado de
craveira em Portugal, é um instrumento utilizado para medir a distância entre dois
lados simetricamente opostos em um objeto. Um paquímetro pode ser tão simples como
um compasso. O paquímetro é ajustado entre dois pontos, retirado do local e a medição
é lida em sua régua. O nónio ou vernier é a escala de medição contida no cursor móvel
do paquímetro, que permite uma precisão decimal de leitura através do alinhamento
desta escala com uma medida da régua.

Os paquímetros são feitos de plástico, com haste metálica, ou inteiramente de aço


inoxidável. Suas graduações são calibradas a 20 °C.

Ele apresenta uma precisão menor do que o micrômetro, sendo sua precisão dada por p
= 1-C/n, onde C é comprimento do nônio e n é o número de divisões do nônio.

É o instrumento de medir mais untilizado na prática de oficina. São construídos de aço


inoxidável temperado e sua escala é graduada em milímetros e polegadas
(inch=1"=polegada = 25,4mm). O cursor é provido de uma graduação especial,
chamadas de Vernier ou Nônio, que indica o valor da dimensão tomada.

Antes de usar,e após o uso, deve-se limpar bem o paquímetro para eliminar a sujeira e o
pó depositado no instrumento, especialmente nas superfícies de medição e nas
superfícies de contato da régua com o cursor. Nunca deve-se forçar o paquímetro ao
colocá-lo ou retirá-lo da peça. Ao medir, usa-se uma pressão apropriada e constante,
fazendo a leitura sem retirar o instrumento da peça (abre-se o paquímetro antes de
retirá-lo) sempre que possível.
Cuidado com choques, como por exemplo, de peças sobre o instrumento ou queda do
mesmo no chão.

Nunca deve-se utilizar os bicos de medição como compasso, riscador, chave inglesa ou
martelo.

Recomenda-se gurdar o instrumento no seu estojo e colocálo em lugar seco e sem


influência direta de calor ou sol.

Uma característica de um instrumento de medição é a sensibilidade, que é a menor


medida que ele pode efetuar. O paquímetro é utilizado para fazer medições com rapidez,
em peças cujo grau de precisão é aproximado até 0,02mm ou 1/128" (polegadas).

Para calcular a aproximação, ou seja, a sensibilidade do paquímetro (em milímetros ou


polegadas), divide-se o menor valor da escala fixa (régua) pelo número de divisões da
escala móvel (Vernier ou Nônio).

No sistema métrico, a escala fixa é dividida em intervalos de 1mm e existe Vernier com
10, 20 e 50 divisões. Tem-se, portanto, paquímetros com as seguintes sensibilidades:

• Vernier com 10 divisões: S = 1 / 10 -» S = 0,1mm


• Vernier com 20 divisões: S = 1 / 20 -» S = 0,05mm
• Vernier com 50 divisões: S = 1 / 50 -» S = 0,02mm

N sistema inglês de polegadas fracionárias, a menor fração é 1/16" e o Vernier tem 8


divisões:

S = (1/16")/8 -» S=(1/16")*(1/8) -» S=1/128"

A diferença, entre as divisões da escala e do Vernier, é de 0,1 que é conseguida pela


divisão de 9mm em 10 partes iguais. Ao fazer coincidir o traço nº 1 do Vernier com o nº
1 da escala, teremos deslocado 0,1 no cursor, fazendo coincidir os traços nº 2, teremos
deslocado 0,2 e assim sucessivamente.

Veja exemplo abaixo:

Na escala, temos 3mm e fração de milímetro. Essa fração é determinada pelo traço do
Vernier (5) que coincide, com o traço da escala, assim teremos 3,5mm.
Micrômetro

O micrômetro d têm grande uso na indústria mecânica, medindo toda a espécie de


objetos, como peças de máquinas.

O micrômetro funciona por um parafuso micrométrico e é muito mais preciso que o ,


paquímetro

Origem do micrômetro
Jean Louis Palmer apresentou, pela primeira vez, um micrômetro para requerer sua
patente. O instrumento permitia a leitura de centésimos de milímetro, de maneira
simples.

Com o decorrer do tempo, o micrômetro foi aperfeiçoado e possibilitou medições mais


rigorosas e exatas do que o paquímetro. De modo geral, o instrumento é conhecido
como micrômetro. Na França, em homenagem ao seu inventor, o micrômetro é
denominado palmer.

Em 1890, Laroy S. Starrett patenteou um micrômetro mais aperfeiçoado, utilizando uma


tampa para a haste, um módulo que aumentou a velocidade de medição e outras
melhorias, o que transformou a versão antiga deste instrumento em uma ferramenta
extremamente moderna, que mantém até hoje o mesmo princípio de funcionamento.
Laroy S. Starrett é o fundador da Starrett, atualmente uma das maiores fabricantes de
ferramentas e instrumentos de medição do mundo, com sede em diversos países.

Princípio de funcionamento
O funcionamento do micrômetro baseia-se no deslocamento axial de um parafuso
micrométrico com passo de alta precisão dentro de uma rosca ajustável. A
circunferência de rosca ( tambor ) é dividida em 50 partes iguais, possibilitando leituras
de 0,01mm
Nomenclatura
Descrição das principais partes:

• Arco: é construído de aço especial e tratado termincamente, a fim de eliminar as


tensões, e munido de protetor antitérmico, para evitar a dilatação pelo calor das
mãos.
• Isolante térmico: fixado ao arco, evita sua dilatação porque isola a transmissão
de calor das mãos para o instrumento.
• Parafuso micrométrico: é construído de aço de alto teor de liga, temperado,
retificado para garantir exatidão no passo da rosca.
• Faces de medição: Tocam a peça a ser medida e, para isso, apresentam-se
rigorosamente planos e paralelos. Em alguns instrumentos, os contatos são de
metal duro, de alta resistencia ao desgaste.
• Bainha: Onde é gravada a capacidade de mediçao do instrumento, sendo esta
gravada de 1 em 1mm, e de 0,5 a 0,5mm.
• Tambor: é onde se localiza a escala centesimal. Ele gira ligado ao fuso
micrométrico.
• Porca de ajuste: Quando necessário, permite o ajuste da folga do parafuso
micrométrico.
• Catraca: assegura a pressão de medição constante.
• Trava: Permite imobilizar o fuso numa medida predeterminada.

Goniômetro
O goniómetro é um instrumento de medida em forma semicircular ou circular
graduada em 180º ou 360º, utilizado para medir ou contruir ângulos
curiosidade
Um goniômetro é também um dispositivo utilizado juntamente com transmissores de
rádio ou radar. Ele permite que um sinal seja emitido em qualquer direção ou que a
direção de um sinal que chega ao receptor seja determinada sem o apoio de uma antena
fisicamente giratória. É também um instrumento utilizado por fisioterapeutas para
mediar a amplitude articular.