Você está na página 1de 4

JENIFFER OLIVEIRA

LAÍS MÔNICA

MELISSA VITÓRIA

PRISCILLA CHÍXARO

VITÓRIA CARVALHO

PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA

PORTO VELHO/RO

2018
PLANEJAMENTO
1. Identificação da disciplina
Disciplina: Psicologia e relações étnico-racias
Docente: Me. Eliane Gamas Fernandes
2. Título
Invisibilidade nas ruas
3. Plano de ação
As atividades necessárias para atingir o resultado desejado, serão feitas através de
murais e banner que estarão na entrada do prédio, que terão fotos e frases
referentes ao tema.
4. Objetivos
4.1 Geral
Realizar uma amostra sobre “pessoas em situação de rua”, apontando suas
características e as principais dificuldades vivenciadas.
4.2 Específicos
 Discorrer sobre as características que os torna invisíveis para os direitos
humanas e visível para os olhares de jugamento, abordando suas fragilidades
emocionais e físicas.
 Ressaltar o grande número de negros que se encontram em situação de rua,
gerando reflexão sobre a posição que o grupo se encontra.
 Conscientizar o público acadêmico sobre a importância da doação de roupas
e alimentos para essas pessoas em situação vulnerável.

5. Conteúdos previstos
Estereótipos que esse grupo carrega que contam sua trajetória social,
vunerabilidade psicossocial que estão submetidos e a discriminação racial.
6. Metodologia
A proposta com atividades que gerem conscientização e reflexão sobre a posição
que pessoas em situação de rua estão.

1º Momento: exposição do mural com frases e imagens, exemplo de frases: “as ruas
falam” e “invisiveis, porém humanos”. Essas frases serão apresentadas de forma
criativa para chamar atenção.

2° Momento: será apresentado um segundo mural, com o formato de uma árvore,


ele terá interação das pessoas, através de recados na árvore.

3º Momento: amostra de um video sem fala, apenas imagens que digam por si só o
que são pessoas em situação de rua e terá uma música de fundo, ocorrerá
simultaneamente com o 1° momento, pois serão apresentados juntos.

4º Momento: explicação do banner exposto.

5° Momento: campanha social: arrecardação de roupas, cobertores e alimentos, na


entrada do prédio as doações serão colocados em uma caixa e ficará alguns dias,
os itens doados chegarão até as pessoas em situação de rua pela turma do 2°
período de psicologia.
Obs: todos os momentos serão apresentados simultaneamente.

7. Recursos Pedagógicos
Datashow, mesa para o datashow, cabo do datashow, pincéis, tesoura, extensão,
notebook, canetas, cola, fita (durex), folhas sulfitão, folhas sulfites coloridas, banner,
hidrocor, postiche e a estrutura para sustentar o banner.
8. Bibliografia
MATTOS, Ricardo Mendes; FERREIRA, Ricardo Franklin. Quem vocês pensam
que(elas) são? – representações sobre as pessoas em situação de rua. Psicol.
Soc. Porto Alegre, v. 16, n. 2, p. 47-58, ago. 2004. Disponível em
<http://www.scielo.br/scielo.php. acesso em 28 out. 2018.

FIORATI, R. C; CARRETA, R. Y. D; KEBBE, L. M; CARDOSO, B. L; XAVIER, J. J.


S. As rupturas sociais e o cotidiano de pessoas em situação de rua: estudo
etnográfica. Rev. Gaúcha Enferm. 2016; 37(esp): e72861. Disponível em:
http://dx.doi.org/10.1590/1983-14447.2016.esp.72861. acesso em: 10 de novembro
2018.

SANTOS, Marzo vargas; MOLINA NETO, Vicente. Aprendendo a ser negro: uma
perspectiva dos estudantes.Cad, Pesqui. São Paulo, v. 41, n. 143, p. 516-537, ago.
2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php. acesso em: 12 de novembro
de 2018.

Porto Velho, RO 14 de novembro de 2018.

______________________________________
Profª Me. Eliane Gamas Fernandes

Você também pode gostar