Você está na página 1de 2

Cidade, data.

Ao INSS

AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL DE CIDADE, ESTADO.

Prezado (a) Senhor (a),

FULANO, qualificação civil, neste ato representado por seu


advogado que esta subscreve e assina (procuração anexa), vem, por meio desta,
requerer a aposentadoria por tempo de contribuição, tendo em vista que
contava, até a data de entrada em vigor da EC 103/2019, com XX anos, X meses
e X dias de contribuição, já considerando a atividade especial exercida junto à
empresa XX, cadastrada no CNPJ n. XX, desde o dia XX até XX, na função de XX,
elencada no código XX do Decreto 83.080/79 e XX do Decreto 53.831/64
(conforme documentos anexos).

Importante destacar que o segurado começou o labor na empresa


XX no dia XX, e em XX passou a exercer a função de motorista de caminhão
(conforme anotação na CTPS de fls. XX), o que lhe dá o direito à conversão da
atividade especial em comum, com o multiplicador 1,40. Neste sentido, vejamos
(sem destaque no original):

E M E N T A   PREVIDENCIÁRIO.PROCESSO CIVIL. APLICAÇÃO DO ART.


1.013, § 3º, II e III, DO CPC. APOSENTADORIA POR TEMPO DE
SERVIÇO/CONTRIBUIÇÃO. TRABALHO RURAL SEM REGISTRO. ATIVIDADE
ESPECIAL. COMPROVADA. [...]

9. Considera-se especial a atividade como motorista, enquadrado nos


termos do item 2.4.2 do Decreto 83.080/79, podendo ser
reconhecida como especial pelo mero enquadramento da categoria
profissional nos referidos Decretos até a edição da Lei n.º
9.032/1995. 10. A correção monetária, que incide sobre as prestações
em atraso desde as respectivas competências, e os juros de mora
devem ser aplicados de acordo com o Manual de Orientação de
Procedimentos para os Cálculos na Justiça Federal. 11. Os juros de
mora incidirão até a data da expedição do precatório/RPV, conforme
decidido em 19.04.2017 pelo Pleno do e. Supremo Tribunal Federal
quando do julgamento do RE 579431, com repercussão geral
reconhecida. A partir de então deve ser observada a Súmula Vinculante
nº 17. 12. Os honorários advocatícios devem observar as disposições
contidas no inciso II, do § 4º, do Art. 85, do CPC, e a Súmula 111, do e.
STJ. [...]

(TRF03 - ApelRemNec - APELAÇÃO: 57553442420194039999,


Relator: JUIZ FEDERAL CONVOCADO GISELLE DE AMARO E FRANCA,
Data de Julgamento: 09/06/2021, 10ª TURMA, Data de Publicação:
15/06/2021)
Assim, requer o reconhecimento da atividade especial exercida
junto à empresa XX, desde o dia XX até XX, na função de motorista. Importante
destacar que apesar de constar apenas “motorista” na alteração de função de
fls. 51 da CTPS, pela natureza da empresa, que é do ramo de transporte e
armazenagem de grãos (conforme documentos anexos), se pode concluir que o
Requerente exercia a função de motorista de caminhão.

Outrossim, mesmo com o reconhecimento da atividade especial,


caso não atinja os 96 pontos, à teor do que estabelece o artigo 29-C, § 2º, II, da
Lei n. 8.213/91, requer a concessão da APOSENTADORIA POR TEMPO DE
CONTRIBUIÇÃO com a incidência do fator previdenciário.

Por fim, caso não seja reconhecida a atividade especial, tem-se


que ainda assim, é devida a aposentadoria por tempo de contribuição, pela regra
do artigo 17 da EC 103/2019.

Na data de 13/11/2019 o Autor contava com XX anos e X mês de


contribuição, devendo completar o tempo restante (XX meses) e mais 50% do
tempo faltante para atingir 35 anos de contribuição (XX meses), ou seja,
necessários XX anos e X meses de tempo de contribuição, enquanto que o Autor
conta, hoje, com XX anos e X meses de contribuição, suficientes, portanto, para
a concessão do benefício pleiteado, com a ressalva de que cabe a Previdência
Social conceder o melhor benefício a que faz jus o segurado, mediante
demonstrativo financeiro de cada benefício possível.

Nestes termos, pede e aguarda deferimento.

ADVOGADO/OAB

Você também pode gostar