Você está na página 1de 197

Os homens da unidade Skull Blaster passaram a maior parte de suas

vidas lutando juntos para um mundo mais seguro. Primeiro no serviço militar e
agora como uma equipe de elite supervisionado pelo Departamento interno do
Governo. Agora eles tinha uma razão ainda mais urgente para fazer do mundo
um lugar melhor. Seus filhos estavam prestes a nascer.
Mateo Esposito cresceu em lares adotivos sozinho, grato pelo dia em
que ele poderia estar por conta própria. Quando o destino perturbou sua vida
ordenada com o inocente Riley Flynn, ele não tinha a menor chance contra o
amor. Agora, suas as almas gêmeas estavam esperando dois pacotes de
alegria.
Sam Waters encontrou uma nova vida quando se casou com Dakota
Cadotte, o homem com os olhos como estrelas. Desconhecendo que Dakota
era um lobisomem quando eles se conheceram, Sam abraçou a vida que lhe foi
dada com o homem que amava. Eles também estão esperando um bebê a
qualquer momento. Quando chegou a hora, os bebês entraram no seus
mundos com um rugido! Lágrimas e abraços são compartilhados, e a estrada
da vida leva a uma reviravolta definitiva quando segredos e surpresas são
revelados.
Mas o caos não é novidade para estes homens, não é?
Mateo virou e sentiu o espaço vazio onde Riley deveria esta. Ele
levantou um olho e viu pele roxa e olhos brancos arredondados com grandes
pupilas negras . O hipopótamo roxo. Uma luz brilhava fora de algo no ouvido
do hipopótamo e uma nota foi saindo de sua boca. Mateo puxou o hipopótamo
e notou um anel de platina pendurado em sua orelha. Ele sentou-se
rapidamente e pegou a nota.

Mateo,

Eu sei que você disse que iria me pedir , mas eu não sou a pessoa mais
paciente do mundo. Eu te amo e quero me casar com você imediatamente. Por favor, diga
que sim.

Com amor,

Riley.

PS: Feliz véspera de Natal e Feliz Aniversário!

Mateo sorriu e pegou o hipopótamo . Riley e seu hipopótamo roxo.


Ele balançou a cabeça . O hipopótamo tinha sido uma constante em sua cama
desde o dia em que Mateo havia vencido o brinquedo na feira estadual e o
ganhado para Riley.

Esse foi o dia em que ele tinha ido se encontrar com o chefe de
Mateo, James Pruitt , para discutir o movimento de Riley a um casa segura
porque alguém estava tentando matá-lo . A feira no Arizona veio ao redor uma
vez por ano, e Mateo tinha levado Riley com ele. Foi no mesmo dia em que
eles conheceram a cartomante - a única que tinha dito que Riley era o amor da
vida de Mateo.

Mateo rolou e agarrou sua calça de moletom. Musica de Natal fluiu da


cozinha e Mateo sorriu ao ouvir o som de Riley cantarolando . Ele rapidamente
lavou o rosto e escovou seus dentes , em seguida, fez o seu caminho para a
cozinha.

Já fazia seis meses que ele vinha vivendo com Riley , e esses seis
meses tinha sido os melhores meses de sua vida. Ele amava o homem como
nenhum outro. Ele passou a maior parte de sua vida evitando compromisso ,
agora ele não podia se ver viver sem ele. Riley estava balançando a bunda
enquanto ele amassava a massa sobre a ilha da cozinha . Ele parecia tão
condenado adorável.

Mateo tossiu, recebendo a atenção dele.

— Bom dia, bonito—, Mateo sorriu , girando o anel em torno de seu


dedo indicador.

Riley engoliu em seco, e parou de amassar a massa . Ele virou-se


para enfrentar Mateo e limpou as mãos em uma toalha .

—Eu sei que você disse que iria pedir quando você estivesse pronto ,
mas eu simplesmente não posso esperar mais . Eu quero ser Riley Esposito. —

Mateo balançou a cabeça e caminhou em direção a Riley.

—Não.—

— Não? — Os ombros de Riley cairam .

— Você não será Riley Esposito . Você será Riley Flynn-Esposito . —


Mateo esperou as informações afundar-se dentro de Riley e ele não ficou
desapontado. O rosto de Riley iluminou como o Quatro de Julho. Senhor, o
homem era bonito.
—Sério?— Riley sussurrou, enxugando os olhos.

—É claro ! — Mateo atravessou a cozinha indo para Riley e levou-o


em seus braços. —Eu sei que tenho sido um burro sobre o casamento , eu só
não queria perder o que temos — .

—Nós não vamos perder. — Riley passou os braços em volta do


pescoço de Mateo. — Isso nunca vai acontecer , e você sabe por quê? —

Mateo sorriu e beijou o nariz de Riley. —Eu tenho certeza que você
vai me dizer . —

—Porque nós estávamos destinados a no encontrar e nos apaixonar.


Você ouviu a cartomante : Eu sou o seu amor. E esse dia no telhado, quando
você deveria me matar , você sabia que eu era inocente. Você não podia puxar
o gatilho , então você salvou a minha vida. —

Mateo sorriu com a lembrança. Estranho, mas é verdade. Naquele


dia, ele sabia que algo estava errado . Ele tinha sido enviado em uma missão
para matar Riley Flynn. Que acabou por ser uma configuração, mas ele
rapidamente colocou isso para fora de sua mente.

Enquanto ele aguardava as instruções específicas para sua missão,


ele foi conhecer algum clube gay da área. Quando a missão foi abortada e ele
e Riley entraram na corrida para proteger o Flynn CEO Electronics, ele
descobriu que Riley tinha sido o homem anônimo que ele havia se tornado
obcecado na sala escura do clube. Isso foi um bônus duplo .

Mateo puxou Riley em um beijo e deslizou o anel em sua mão. —


Coloque-o em mim, e desça em um joelho. — ele sussurrou.

—Sério ? — Riley respirou contra os lábios de Mateo .

— Não—, Mateo sorriu e deslizou o anel no dedo dele . —Você tem


um para si mesmo ? —

—Sim, eu comprei-os como um conjunto. —


—Onde está o seu? —

As bochechas de Riley aqueceram e ele puxou uma corrente no


pescoço de sob sua camisa. Um anel idêntico deslizou da corrente de ouro.
Mateo tomou a corrente e tirou o anel . Ele ficou de joelhos na frente de Riley
e segurou sua mão esquerda. O suspiro chocado de Riley fez ele sorrir .

— Riley , por favor, dê-me a honra de ser o meu marido. —

Riley fungou e enxugou os olhos. — Sim , eu vou casar com você,


Mateo. —

—Agora ? — Mateo sorriu.

— Como ... agora? — Riley gaguejou.

— É meu aniversário, eu quero casar até meia-noite . —

—Eu vou pegar o telefone. —


Mateo estava no convés do Staten Island Ferry1 e olhou nos olhos do
homem que amava.

Ele não tinha ideia de como ele tinha chegado aqui , mas graças a
Deus que ele tinha. Riley parecia absolutamente de tirar o fôlego em um
smoking, com o cabelo macio soprando na brisa. Suas bochechas estavam
levemente avermelhadas por causa do frio e seus olhos azuis brilhavam . A
balsa estava no meio da água, com vista para a Estátua da Liberdade no fundo
. Outro marco que Riley nunca tinha visto .

Deus como ele amava esse homem.

—Você , Riley Patrick Flynn, aceita Mateo Romeo Esposito para ser
seu legalmente marido? —

Mateo olhou para seus melhores amigos e companheiros assassinos,


Josh Montgomery, Troy Bishop e Sam Waters . Os três começaram rindo. O
seu chefe imediato , o general Derek Jacobs, estava sendo silenciado por
James Pruitt . Riley estava mordendo o lábio.

—Eu aceito. — Riley conseguiu esconder sua risada.

— E você... —

—Sim, eu aceito.— Mateo levantou as sobrancelhas para o


funcionário.

— Pelos poderes investidos a mim pelo estado de Nova York, eu vos


declaro casados. Vocês podem se beijar. —

Mateo arrastou Riley em seu peito e esmagou seus lábios. Riley


gemeu baixinho quando suas línguas se encontraram . Mateo quebrou o beijo e
olhou nos olhos de seu marido .

— Nem uma palavra —, ele alertou de brincadeira.

1
O Staten Island Ferry é uma balsa de passageiros que circula entre os bairros de Manhattan e Staten
Island.
Riley sorriu.

Mateo voltou-se para seus amigos, com as sobrancelhas levantadas .

— Alguém tem alguma coisa a dizer? —

Josh levantou a mão.

—Não. — Mateo olhou para Josh.

—Bem—, James sorriu para o grupo. — Vamos voltar em terra seca.


— Sim, então Mateo pode obter Riley em uma cama. — Troy


balançou as sobrancelhas .

Mateo jogou as mãos no ar. — Eu não tenho ideia por que eu me


coloquei com vocês. —

— Porque somos tão impressionante? — Josh piscou.

Mateo olhou para Sam. —O quê? Nada a acrescentar? —

—Eu vou esperar até chegarmos em terra. Este barco não é grande o
suficiente para eu fugir de você. —

Mateo sorriu e voltou sua atenção para Riley. —Sr. Flynn-Esposito. —

—Eu adoro o som disso. —

Mateo olhou no tamanho impressionante da suíte real no Waldorf


Astoria. No entanto, um outro lugar que Riley nunca tinha sido e queria ficar .
Olhando para o banheiro de mármore, Mateo não podia argumentar . Eles
tiveram relações sexuais em cada superfície mínima da sala. Suas bolas doíam
e sua bunda doía. Mateo sorriu.

Riley tinha percorrido um longo caminho desde o manso e suave


homem por trás da cortina do clube Diabolique .

— Oh Romeo ... onde... —

— Não termine a frase , — Mateo grunhiu de brincadeira. —Eu pensei


que você disse que tinha perguntado a Derek perguntas pessoais sobre mim?

—Eu perguntei a ele sobre seu aniversário —, disse Riley, chegando


atrás de Mateo no banheiro.

— Só isso? —

—Isso é tudo o que eu queria saber. — Riley beijou o ombro de


Mateo.

Mateo virou-se e puxou seu marido em seus braços. — Você sabe que
dia é hoje ? —

—Nosso dia do casamento ? — Riley sorriu.

—É agora o dia de Natal . —

Riley passou os braços em torno de Mateo. — Feliz Natal, Mateo. —

—O melhor que eu já tive. —


— Você pode correr, mas você só vai morrer cansado—, Mateo
sussurrou, com o zoom em seu alvo. Um homem foi fugindo do edifício que
tinha acabado de se infiltrar - um edifício que foi usado para a pornografia
infantil .

Isso tinha que descer perfeitamente.

— Sam, me diga o que eu preciso saber. —

Sam deu-lhe todas as informações que precisava e Mateo apertou o


gatilho lentamente. A pop abafada saiu e o homem voou para a frente no
chão. Poucos segundos depois , a equipe de terra foi em torno dele . o
microfone de Mateo crepitava a assinatura assobiada de Josh “Another One
Bites the Dust2” encontrou seus ouvidos.

Mateo sorriu e pôs o seu rifle sniper para baixo. Agarrando seu cantil
, ele atirou um sorriso para Sam. Ele , Sam , Josh e Troy estavam juntos há
mais de vinte anos . Eles fizeram uma grande equipe, porque eles sabiam o
que os outros pensavam . Agora eles fizeram ainda melhor desde de que Troy
e Sam tinha se tornado lobisomens dentro da extremamente podearquearam
linha Maccon .

Mateo passou a mão pelo cabelo curto e pensou sobre seu marido .
Eles estavam separados por um semana, mas parecia um ano. Em todos os
anos antes de Riley entrar em sua vida, a única coisa que nunca quis era um
relacionamento.

Musica de Queen Another One Bites the Dust, como diz o Mateo a assinatura de Josh,RS .
2
Agora ele tinha um marido, e os gêmeos no caminho.

Sua vida mudou drasticamente a partir do momento em que ele


entrou na sala dos fundos em Diabolique . Naquela noite, ele conheceu Riley -
embora ele não soubesse que era Riley. Sua missão de assassinar Riley tinha
descido abaixo no segundo em que ele descobriu que Riley era inocente , e ele
estava sendo jogado. Eles tinham ido correr para proteger Riley, e passando
algum tempo sério sozinhos, Mateo acabou caíndo duro e rápido .

Seu microfone estalou novamente e a voz de Josh inundou-lhe a


orelha .

—Ei , Esposito . —

Mateo bebeu sua água e sorriu. — O que há, Grant? —

—Pare de me chamar assim, — Josh deu uma risadinha. — Embora


seja muito melhor do que o seu nome do meio. —

—Como posso ajudá-lo hoje ? — Mateo embalou seu rifle sniper para
trás em seu saco enquanto Sam colocava seus equipamentos na maleta.

— Vince e Dimitri ainda estão no interior. E eu acho que eu ouço


assobios. —

—É ' Uma dessas coisas não é como os outros —?

Josh inclinou a cabeça , escutando. —Eu acho que sim. Isso não é
uma canção do “Vila Sésamo3”?

— Bem, Vince e Dimitri não tem filhos—, Sam sorriu . — Os deles


são grandinhos agora, mas eu acho que toda essa conversa sobre bebê tem
seus pais regredindo . —

— Você deveria ter ouvido Dimitri na última missão do tráfico


humano. Ele estava cantando a outra Música de ' Vila Sésamo' , você sabe ,

3
Vila Sésamo é uma série de televisão infantil . O programa é conhecido por seu conteúdo educativo .
aquela com todos os números ? Eu acho que é chamado de ‘Doze’ ? E ele teve
seu rifle automático nas mãos, — Troy sorriu.

—Você quer dizer a um, dois, três, quatro... — Mateo começou .

—Sim , essa mesmo. Como você sabe? — Troy sorriu.

— Wyatt. Ele fez eu e Riley cantarmos algumas coisas enquanto ele


era um garoto —.

— Sendo o seu filho , ele vai estar assistindo ao canal militar durante
todo o dia —, Josh sorriu .

—Bem, ele não pode assistir a Lifetime4 constantemente como você


faz —, Mateo revidou .

Houve uma gargalhada coletiva sobre o microfone e Mateo sorriu


para Sam . — Vamos embalar e cair fora pessoal. —

Duas horas depois, eles estavam em uma cabine de restaurante ,


bebendo cerveja . Sam e Troy se sentaram de frente a ele e Josh . Mateo
sentou-se e olhou para os seus parceiros. Sam e Troy estavam em seus
quarenta anos, mas ainda pareciam ter trinta por causa do gene lobisomem.
Mateo suspirou. Ele estava lá em cima na idade, e com gêmeos a caminho ...

— Aonde você foi , Mat ? — Sam chutou debaixo da mesa.

—Eu só estou pensando . —

—Whoa , cuidado pessoal ; terremoto a vista. — Josh cobriu a cabeça


e recebeu um murro nas costelas de Mateo. — Ow —.

—É só que ... bem - Eu olho para vocês dois e eu tenho que me


perguntar , você sabe ? Quer dizer, no momento em os gêmeos tiverem dez ,
anos eu vou estar bem dentro dos meus cinquenta anos. —

4
É um canal por assinatura, o canal apresenta uma programação voltada para mulheres.
— Sim, mas acho que você terá desconto por ser idoso —. Troy
apontou para Mateo , com um sorriso .

— Foda-se , Bispo —. Mateo esboçou um sorriso.

— Você está pensando em fazer a mudança? — Sam se sentou em


frente, com um olhar sério sobre o seu rosto .

—Eu não sei—, Mateo suspirou. —Eu não posso lidar com o
pensamento de Riley indo antes de mim. Agora, estamos a ter gêmeos — .

— E um deles poderia ter nascido com o gene —, Troy assentiu. —


Uma vez que os substitutos são lobisomens —.

— Mark disse que se o nosso filho com Fiona é um lobisomem , ele


quer ser mudado. — Josh recostou-se, cruzando os braços .

Mateo se virou para olhar para Josh . —Sério?—

— Sim—, Josh assentiu.

— O que você acha ? —, Perguntou Mateo.

—Eu não estou autorizado a pensar:— Josh disse simplesmente.

—Eu vejo o ponto de Mark , — Sam concordou.

Troy bocejou e olhou para o seu pulso. —Merda , eu esqueci o meu


relógio . Que horas são ? —

—É “hora de aventura5”!— Josh , Mateo e Sam disseram juntos.

Troy suspirou em frustração. —Eu juro, você é pego assistindo esse


programa uma vez e você nunca se livra dele. — A mesa toda sorriu.

—E quanto a você e Sawyer , Troy ? — Mateo tomou um gole de


cerveja.

5
Série animada original de Cartoon Network.
—Temos Ryanne como nossa substituto. A parte mais difícil é esperar
para ver como tudo vai ser quando seus filhos nascerem . Sawyer quer uma
criança, como, ontem. E ele não é bom em esperar. —

Mateo olhou para sua equipe . Eles lutaram lado a lado durante o
tempo que ele podia se lembrar e agora estavam todos indo para ser pais.
Nunca em um milhão de anos que ele os viu todos casados, muito menos com
homens .

— Você foi para aquele lugar de novo—, Josh sorriu , acotovelando


Mateo.

—Eu só estou pensando em quanta merda mudou . Quando comecei,


era só os quatro de nós, com Derek e James chamando os tiros . Agora temos
todos os lobisomens , mais a equipe Santorno. É liberado um monte de tempo
para todos nós. Temos metade dos caras em Washington, muitos deles no
Texas e mais polvilhados por toda parte. —

Josh assentiu. — Wayne não vai deixar o Alasca, mas eu acho que
estou pronto para fazer uma jogada . Eu sei que Mark esta . — Ele olhou para
todos os homens olhando para ele. —O quê? —

— Você está indo embora de Fairbanks ? — Sam perguntou com as


sobrancelhas levantadas.

— Eu sinto que Mark precisa estar mais perto de seus amigos . Ele
nunca reclamou, mas ele é bom com seus amigos Riley e Dakota . Mesmo que
tenhamos o jato que nos leva para lá e para cá, eu sei que ele quer estar mais
perto. —

— Como está indo com ele vindo junto em algumas de suas missões
? — Troy perguntou com um sorriso .

—Ele tem sido ótimo! Ele briga muito com Reece e Brett, mas faz
sentido, pois eles são todos médicos . Eu não posso acreditar o quão duro é
Reece Costa . A missão de anteontem , ele foi atingido, pensei que Lorenzo ia
rasgar o cara à parte, — Josh riu .

Mateo assentiu. — Esse cara é enorme. Quer dizer, eu tenho 1,87m,


mas ele tem o que? Dois metros de altura ? —

Sam sorriu. —Nah, ele é da minha altura , mas ele é intimidante, e


isso é dizer muito vindo de mim —.

— Faz você pensar , não é? — Mateo brincava com seu copo de


cerveja . — Como o destino decide quem fica com quem . Eu olho para trás na
merda e agora eu me pergunto como eu consegui resistir a Riley por tanto
tempo no começo. A partir do momento em que pus os olhos nele eu fui
atraído , e então tudo sobre ele, o fez ainda mais sexy . Ele me faz sentir
jovem —.

— Porque ele é mais jovem do que você—, Josh apontou.

— Não é o que eu queria dizer, mas obrigado—, Mateo disse,


empurrando Josh.

—Então —. Sam se sentou , sorrindo. — Não há mais missões para


nós por um tempo. Nós vamos ser pais —.

Mateo sorriu largamente. — Eu não posso esperar . —

Troy sentou na cabine . —Deus, eu amo este trabalho . —

—O que tem para não amar? — Sam bateu um pretzel em sua boca.
— Não há regras de engajamento... —

—Não há merda de regras—, Josh cortar dentro — Nós temos total


liberdade para fazer o que temos que fazer. O que é muito diferente do
Exército — .
— Sim, e com James no comando, os outros funcionários do ranking
mais elevado pode reivindicar plausível negação . James leva todo o calor para
tudo e ele gosta desse jeito . —

— Ninguém nunca chamou James uma buceta —, Josh sorriu.

—Não ninguém que realmente viveu , — Mateo sorriu.

—Mal posso esperar para ver seus filhos , Mat —. Sam jogou um
pretzel em Mateo.

— O mesmo digo eu, Sam, — Mateo piscou.

O som de metal batendo atrás dele fez Riley saltar. Ele caminhou por
uma porta e esperou que a luz acima dele virasse de vermelho para verde .
Outra porta se abriu na frente dele e dois guardas armados estavam em um
lado . Riley acenou para eles e eles o escoltaram para uma sala de visita.

Uma vez que ele estava sentado , os dois guardas tomaram seu lugar
em ambos os lados da porta e olharam para a frente.

Riley olhou ao redor da sala de visitas. Parecia fria. Paredes brancas


nuas e telha cinza não gritava conforto ou bem-vindas. Quando ele tinha
recebido a chamada de Tiago, ele tinha levado um minuto para processar as
palavras .

Seu pai queria vê-lo .

Encarcerado por traição , Edgar Flynn estaria gastando seus últimos


anos atrás das grades. Ele teve sorte que eles não tinha matado ele, embora
Riley não conseguia se lembrar da última vez que alguém tinha sido mortos
por um ato de traição nos Estados Unidos . Aos cinquenta anos ? A porta tocou
e Riley se endireitou .

Seu pai entrou e , de repente , Riley se sentiu com doze anos


novamente. O cabelo cinzento cobria agora a maior parte da cabeça de seu
pai. Preocupação e linhas de estresse tecia através de seu rosto. Riley
levantou-se enquanto seu pai se aproximava da mesa .

— Edgar —, Riley assentiu.

— Filho—. Edgar acenou para as cadeiras e os dois se sentaram.

—Então , por que é que você queria me ver? Você nem sequer
queria que eu o visitasse. —

Edgar sentou-se e olhou para o filho. —Eu não queria que você me
visse aqui. Mas eu não tenho escolha agora. —

— Como assim? —

—Eu estou morrendo, Riley. Câncer de próstata . —

Riley endureceu . —Você já viu um médico? —

Edgar assentiu. —Esta bem adiantado. Eu aceitei isso e eu só quero


dizer algumas coisas para você . — Edgar sorriu fracamente para o filho. Riley
tinha crescido em um bom homem. Seu cabelo era curto , cortado no mais
novo estilo , e seus olhos brilhavam azuis. Ele preencheu um pouco também.
— Primeiro, você precisa ter certeza de que você consulte um médico
regularmente. —

—Eu faço . Tenho certeza de que você não me trouxe aqui para
discutir meu estado de saúde. —

— Não. Eu te trouxe aqui para pedir desculpas . Deus sabe que eu


não fui o melhor pai , e eu não tinha ideia do que fazer com você uma vez que
sua mãe faleceu . — Edgar notou o sorriso de seu filho . —Sim, eu sei que eu
poderia ter lidado com as coisas melhor. Me matou saber o quanto ela o
amava . Era como se eu não existisse. Eu tive que lutar por sua atenção
quando se tratava de você . —

— Isso se chama ser um pai , Edgar. — Riley cruzou os braços .

Edgar levantou a mão. — Confie em mim, eu tive um monte de


tempo para pensar aqui. Eu amo você , Riley , e eu sempre o amei . Fui criado
em uma época diferente, em que a homossexualidade estava errada. Eu perdi
muitos anos com você por causa da maneira como fui criado. —

—E daí? Agora você está muito bem com eu ser gay? Tenho certeza
de que meu marido só vai adorar ouvir isso, desde que ele não deu a mínima
do que você pensava dele , para começar . —

—Você tem um bom homem, Riley. Ele ama você. — Riley se moveu
na cadeira. — Ah, sim, ele veio me ver quando eu pedi . Foi muito pior do que
você, no entanto, — Edgar sorriu.

—Ele é muito assustador . — Riley não podia evitar o sorriso que


subiu aos seus lábios. — Mateo pode ser muito assustador quando ele está
louco. —

—Bem, ele me mostrou o que é ser um novo idiota, isso é certo. —


Edgar inclinou a cabeça, olhando para seu filho . — Ele te ama de forma feroz.
Eu não tive isso antes , e eu entendo agora. Quero deixar em paz , Riley . Eu
quero ir sabendo que eu tentei o meu melhor para consertar as coisas com
você. Eu amo você, Riley, e eu sinto muito, que eu não mostrei isso o
suficiente. —

Riley respirou fundo e tentou segurar a torrente de lágrimas


ameaçando derramar . Não importa o que , este era seu pai.

— Quanto tempo?— Riley sussurrou.

—Três meses? Talvez? — Edgar alcançou através da mesa a mão de


seu filho. Um dos guardas tossiu . — Eu poderia , por favor? —

Riley agarrou a mão de seu pai. Ela estava fria e Riley olhou em seus
olhos.

—Eu te perdoo , pai. Eu vou entrar em contato com alguns médicos ,


está bem? Nós vamos ter uma segunda opinião , oh inferno , ainda uma
terceira , se for preciso . Mateo e eu vamos ser pais , eu quero que você
conheça os seus netos. —

—Crianças ? — A boca de Edgar caiu .

—Sim—, Riley sorriu . —Nós estamos tendo gêmeos. Um menino e


uma menina. Estamos nomeando a menina de Maggie —.

Edgar assentiu. — Nome de sua mãe. E o menino ? —

— Matty —.

As sobrancelhas de Edgar arquearam. —Isso foi ideia sua , não foi? —

Riley corou. — Sim. Eu queria nomeá-lo de Mateo, mas um amigo


nosso disse que se tivéssemos outro grupo homônimo, que ele estaria
deixando o país — .

Riley teve de sorrir . o Agente do FBI Devin Lyons tinha recentemente


descoberto que ele era realmente Tanner McKinley, um associado da família
Youngbloods . O grupo Youngbloods era uma unidade muito unida envolvida na
mesma linha de trabalho como os Skull Blasters e seus colegas “ livrando o
mundo da maioria dos criminosos hediondos” . Quando ele tinha ido para o
Texas para conhecer o grupo , ele descobriu que a maioria deles foram
nomeados após seus pais ou avós ou algum outro parente ou amigo masculino
. Muitas pessoas com o mesmo nome tinha dado a Devin uma dor de cabeça e
ele proibiu Riley de nomear seu filho de Mateo.

Então logo seria Matty.

— Então você tem que aguentar, ok?— Riley apertou a mão de seu
pai.

—Eu vou tentar , eu realmente vou. —

Riley estava sentado em seu carro e deixou as lágrimas descerem.


Seu pai ia morrer dentro de meses. Ele pegou seu reflexo no espelho
retrovisor. O tempo estava marchando em suas feições , bem como na de
Mateo, e agora eles estavam tendo gêmeos. Ele tinha passado muito tempo
com Dakota ao longo dos últimos meses. O homem mais jovem tinha parado
seu envelhecimento no dia que ele foi transformado em um lobisomem. Sam
ainda parecia jovem , pela mesma razão .

Riley passou os dedos nas linhas de seus olhos e passou a mão pelo
cabelo. Por quanto tempo ele e Mateo iriam ser em torno? Desde que o seu
substituto era um lobisomem , havia uma boa chance de um de seus filhos
carregam o gene - o que significava que ele seria em torno de Deus sabe
quanto tempo. Riley olhou para o horário. Ele teve uma reunião de trabalho e ,
em seguida, ele iria para casa . Riley ligou o carro e suspirou. Ele desejava que
Mateo tivesse voltado de sua missão. Ele realmente precisava dele agora.

Riley estava à cabeceira da mesa e olhou para sua equipe. Eles


tinham que obter seu trabalho feito , e eles tinha-o feito mais rápido e melhor
do que qualquer empresa. Abril foi ao virar da esquina e os militares acabara
de colocar outro pedido de chip com eles. Ele levantou uma sobrancelha para
Mitch Devan e o jovem se levantou e distribuiu os papéis. Nada precisava ser
dito. Não é verdade. Riley não perdeu tempo e ele esperava que seu tempo
não deveria ser desperdiçado .

Todos os homens agarraram os papéis, olhou-os , acenou com a


cabeça , em seguida, saíram da sala , um por um .

Riley atravessou a sala para a máquina de café e derramou um


grande copo. Mitch ainda estava sentado na mesa de conferência , com a
cabeça inclinada para o lado. Ele tinha sido assistente administrativo de
Conner Maccon antes de vir trabalhar para Riley. Desde de que Mitch foi
acoplado a Locke , um dos lobisomens , ele tinha mudado para estar mais
perto do homem .

Mas eles ainda não tinham tido um encontro. Locke, que passou
muito tempo caçando lobos desonestos , estava tão preocupado com Mitch
sendo fatalmente mordido por uma vingança por parte dos desonestos , que
ele estava trabalhando horas extras tentando protegê-lo .

— Locke esta falando com você? — Riley sorriu.

Locke Renfro foi o alfa da matilha Boston - e companheiro de Mitch. O


destino - ou deuses - qualquer um que você quiser, havia decidido que os
humanos acoplados a lobisomens seria dado o poder de telepatia. Era sua
maneira de manter os seres humanos da matilha seguros. Mitch parecia pular
fora de seu atordoamento e sorriu para ele .

— Sim, ele está tão preocupado comigo . —

— Não pode ser ajudado , não com aquele cara Petey à solta . —

Petey , ou Pedro, Kransisky era um lobo desonesto, e já foi o braço


direito de Pierce Barnes . Pierce foi o líder dos bandidos , sem o conhecimento
de seu ex- namorado , Chance Christianson . Quando Pierce tentou voltar para
a Chance de boas graças para que ele pudesse tirar proveito da habilidades
podearquearams do jovem bruxo , o seu plano se desfez e ele foi atrás do
companheiro de Chance, Logan. Irritado além do controle de seus poderes ,
Chance havia incinerado Pierce; Petey e seu lacaio , Carl , tinha fugido .

— Você nunca se preocupa com eles vindo atrás de você? —,


perguntou Mitch.

Riley balançou a cabeça.

—Não , não realmente. Mateo me ensinou a atirar com uma arma -


entre outras coisas — Riley sorriu; Mateo lhe tinha ensinado como usar um
lançador de granadas . Graças a Deus que tinha sido no meio do deserto.

Ele sorriu para Mitch. — Obrigado por ficar horas extras na semana
passada. Com todo o escritório doente , tivemos jogar de tapa buracos. —

— Não tem problema . Desde que eu não tive mal, eu senti que eu
deveria estar aqui. —
—Você tem sorte. Esse foi o pior dos dois dias de minha vida e o
resto dos caras tinha um semana . — Uma batida na porta interrompeu seus
pensamentos e ele virou-se para enfrentá-lo . — Entre. —

Mateo entrou no quarto e olhou em volta. Seus olhos pousaram em


seu marido e se iluminaram.

—Ei —.

— Você está de volta ! — Riley correu para Mateo e saltou sobre ele,
envolvendo suas pernas em volta da cintura de seu marido.

—Então , eu vou ... — Mitch se levantou e calmamente deixou o


quarto, fechando a porta atrás dele.

—Deus, eu senti tanto sua falta —, Mateo rosnou contra os lábios de


Riley .

— Eu senti sua falta também. Eu preciso tanto de você , Mateo, —


Riley respirava ofegante.

— Deixe-me apenas fechar a porta. — Mateo apertou a bunda de


Riley enquanto ele caminhava para trás e virou a fechadura da sala de
conferências, com seus lábios nunca se separando. As janelas do escritório
foram matizadas , você poderia ver , mas não dentro. Um grande sofá ocupava
uma parede e Mateo caminhou até ele , Riley ainda estava grudado nele como
cola. Ele nunca estiveram separados por uma semana. Parecia mais um ano.

Mateo colocou Riley sobre suas costas , e em seguida, subiu em cima


dele , com seus dedos fazendo um rápido trabalho no botão de Riley e seu
zíper.

—Eu amo você em seu terno de poder—, Mateo mordiscou os lábios


de Riley . —Eu te amo ainda mais fora dele. —

As mãos de Riley estavam em cima dele , descompactando suas


calças e , em seguida, puxando a camisa dele , como se ele não conseguia se
decidir qual peça de roupa que ele queria primeiro. Mateo ajudou arrastando
sua camiseta por cima da cabeça , deixando as mãos de Riley para trabalhar
com seu zíper . Sua calça jeans deslizou sobre sua bunda e as mãos de Riley
estavam acariciando seu pênis.

Caramba, se sentiu tão bem.

Mateo arrastou o paletó de Riley fora e então puxou as calças para


baixo . Seus dentes fizeram um rápido trabalho nos botões da camisa de Riley
. Riley gemeu debaixo dele quando ele cuspir um dos botões do outro lado o
quarto.

—Eu vou te comprar uma camisa nova . — Mateo tomou a boca de


Riley.

Eles beijaram-se como se eles precisassem um do outro para a


nutrição , e Mateo sabia que era exatamente o que ele tinha encontrado em
Riley. Eles rolaram para fora do sofá e Mateo caiu em cima de seu marido .
Seus dedos procurou seu jeans para o pequeno pacote de lubrificante que
tinha escondido em um bolso e Riley quebrou o beijo com um sorriso. Em sua
mão , ele segurava uma garrafa de lubrificante com sabor . As sobrancelhas de
Mateo arquearam.

—Onde é que isso veio? —

Riley abriu a tampa e caiu um pouco em sua mão. — Eu escondi


alguns nas almofadas do sofá . —

— Homem inteligente —, Mateo sorriu, tomando os lábios de Riley


novamente. Lubrificante fria foi sobre seu pênis e ele respirou fundo pelo nariz
enquanto a mão de Riley acariciou-o, puxando-o para mais perto de seu
buraco. — Riley , tem sido uma semana, mais devagar! Eu não quero te
machucar. —
Riley rolou-os de novo e montou Mateo. — Usei plug por toda a
semana. — E com isso, Riley se abaixou em Mateo.

— Oh merda ! — Mateo agarrou o tapete na sala de conferências.

O rosto corado de seu marido era bonito quando ele abaixou-se


lentamente , apertando seus músculos da bunda com força. Mateo segurou os
quadris de Riley quando eles começaram a se mover juntos. Os dedos de Riley
jogavam com seus mamilos enquanto ele cavalgava-o lentamente .

O homem que tinha sido um virgem quando eles se encontraram foi


uma porra de um especialista o deixando louco agora.

Mateo abriu as pernas para fora e puxou as coxas de Riley. Ele


agarrou seus quadris , empurrando-os para cima cada vez mais rápido . o pau
de Riley balançou em seu abdômen deixando um rastro pegajoso de pré-
sêmen .

Os olhos de Riley estavam fechados, e um brilho de suor frisou seu


templo. Sua boca estava parcialmente aberta, e gemidos de êxtase escaparam
dele. Maldição, o homem era bonito. Mateo agarrou o pênis de Riley e
acariciou-o , enquanto Riley cobriu a mão de Mateo com a sua.

— Vou gozar sem isso ... mais duro—, Riley respondeu asperamente .
—Mais rápido ! —

Mateo agarrou os quadris de Riley e bateu nele . Seu próprio orgasmo


enrolou em sua coluna e ele soltou um grito ; Riley veio desfeito em cima dele
, com jatos de creme branco jorrando em seu abdômen e no seu peito. Seu
cabelo estava emaranhado contra a têmpora de suor e sua respiração era
difícil. ele caiu em cima de Mateo e suspirou. Mateo sorriu , beijando seu
pescoço.

— Agora que isso são boas-vindas —. Mateo puxou seu marido perto.
—O que há de errado ? —
—O que faz você pensar que algo está errado?— Riley enterrou o
rosto no pescoço de Mateo.

—Eu sou casado com você há mais de dez anos. Eu sei quando algo
está errado. — Mateo levantou o rosto de Riley com as pontas dos dedos . —
Fale comigo —.

—Eu vi o meu pai , — Riley sussurrou.

Mateo franziu o cenho. — Será que ele o aborreceu? —

— Sim, mas não da maneira que você pensa. Ele está morrendo ,
Mateo. Ele queria me ver uma última vez para pedir desculpas. —

Mateo puxou Riley para mais perto dele. — Sinto muito , querido. —

— Ele disse que você foi vê-lo . —

Mateo assentiu. —Sim, ele pediu-me para que eu fosse e eu fui por
curiosidade. Ele queria que eu falasse com você em seu nome e eu lhe disse
que não . Tudo o que ele precisava dizer , ele teria que dizer isso a você. Ele
devia-lhe isso. —

— Bem, agora eu sei—, Riley suspirou.

— Outra coisa o está incomodando . — Mateo procurou os olhos de


Riley .

— Só de saber que ele vai morrer, isso trouxe a minha própria


mortalidade , sabe? E se um dos nossos filhos é um lobisomem e o outro não é
? Uma criança vai viver uma vida longa e ter que assistir todos nós
morrermos. E se eu ficar doente da mesma forma que meu pai ficou ? Eu não
posso suportar a ideia de deixá-lo junto com nossos filhos para trás —.

Mateo sentou-se e olhou para Riley perto. —Você quer ser mudado?—
—Eu realmente não tinha pensado muito sobre isso até agora. Eu
quero o que ambos concordamos , porém, isso tem ser mútuo . Fazemos isso
juntos. —

As sobrancelhas de Mateo franziram. — Fazer amor com você para


sempre? Há uma escolha aqui ainda? — ele sorriu.

—Não vamos correr para isso, ok? Nós vamos falar sobre isso um
pouco mais e olhar os prós e contras — .

— Tudo bem—. Mateo olhou para o relógio . —Precisamos ir para


casa. —

— Hora do banho ? — Riley balançou as sobrancelhas.

— Oh, inferno , sim. —

Uma vez que eles estavam limpos e vestidos - Riley sempre teve a
certeza de que ele tinha um conjunto extra de roupas em seu escritório - eles
fizeram o seu caminho para fora do edifício. A maioria de seus trabalhadores
sabiam que, quando Mateo voltava de uma ' viagem ', Riley foi para não ser
incomodado . Mitch sorriu para eles quando eles fizeram a sua maneira por sua
mesa .

— Não trabalhe muito tarde , Mitch. É sexta-feira — , disse Riley.


— Pode apostar —.

O telefone celular de Riley tocou e ele olhou para o identificador de


chamadas. Maccon , Wayne. Sua cabeça se levantou para encontrar Mateo, ea
mão segurando o telefone tremeu .

— O que houve ? — Mateo olhou para o telefone de Riley. — Bem ?


Responde . —

Riley apertou atender e fechou os olhos. Depois de meses de espera


para ver seus filhos e de Mateo , ele não poderia levá-lo se era outro alarme
falso .

—Ei, Wayne. —

— Vocês obtenha suas bundas para a Irlanda. As mulheres estão


ficando impacientes e Evangeline diz que Josephine está se contraindo . Eu não
sei todas as patranhas sobre o parto , mas acho que algo está acontecendo
com o colo do útero — .

— Nós estaremos lá. Ligou para Dakota e Sam? —

—Não, achei que você gostaria de chamar Dakota , vendo como os


dois de você ter chegado tão perto um do outro. —

Riley sorriu. Ele e Dakota tinha chegado mais perto ainda. Ambos
estavam em alfinetes e agulhas esperando o nascimento de seus filhos. Eles
conversaram pelo menos uma vez por semana , geralmente mais.

—Eu vou ligar —, disse Riley.


Dakota rolou para assistir o sono de Sam. Droga, seu marido estava
bem ! Dakota não poderia ajudar a risadinha que deixou seus lábios. Ser
casado com Sam Waters foi a melhor coisa que já tinha acontecido com ele , e
agora eles estavam tendo um filho juntos. Uma criança que seria um puro
lobisomem.

Dakota passou um dedo pelo peito amplo de Sam , arrastando para


baixo da mancha escura de cabelo em sua pélvis . Ele nunca esqueceria a noite
em que se conheceram. Sam lhe tinha batido com seu caminhão enquanto ele
atravessava a rua em sua forma de lobo . Foi o destino que o colocou no meio
da estrada naquela noite - ele sabia disso agora. Ele estava destinado a se
casar com Sam Waters.

A pele cor de cobre de Sam brilhava ao sol que atravessava através


das cortinas . Dakota aproximou-se , com a mão chegando a tocar o rosto do
homem que amava. Os olhos de Sam abriram lentamente quando Dakota
explorou seu rosto.

—Hey,— Sam sorriu , sua mão deslizando sobre o quadril de Dakota.

— Bom dia. — Dakota inclinou-se e tocou-lhe os lábios de Sam de


com ânimo leve. —Eu não ouvi você entrar ontem à noite. Tudo vai bem? —

—Sim , Mat e eu trabalhamos com Josh e Troy, então é claro que


tudo funcionou muito bem. — Sam sorriu, apalpando o rosto de Dakota. — Eu
senti sua falta , no entanto. Você esteve saindo com Sawyer ? —

— Porque você acha que eu só vivo saindo com Sawyer ? — Dakota


sorriu.

Sawyer Quinton Bishop era casado com Troy . Sua história de amor
começou no minuto em que Troy pisou de volta na reserva e viu Sawyer. Troy
não tinha tido conhecimento da população de lobisomens no momento . Agora
ele próprio era um lobisomem. Mudado à beira da morte, Troy tinha abraçado
o estilo de vida de um lobisomem - assim como Sam tinha. Tornou-se costume
para os seres humanos do Skull Blasters a ser emparelhado com um
lobisomem em todas as missões .

—Eu vi o jipe de Preston na frente. Ele e Wyatt visitaram ? — Sam se


esticou na cama.

— Sim, sua mãe pediu e você sabe como é Wyatt , ele faria qualquer
coisa por Nay —.

Wyatt foi o mais jovem dos quatro rapazes de Quinton . Ele tinha sido
acoplado a Preston Dalton quando tinha sete anos de idade , e Preston tinha
treze anos . Depois de um começo difícil , muitos anos depois , os dois haviam
reunido para a vida.

— Bem, ela teve um papel importante em criá-lo . — Sam puxou


Dakota em cima dele e segurou seu rosto.

Dakota foi absolutamente impressionante. Seus olhos claros se


destacavam contra o seu cabelo escuro. Sua pele era suave como seda .
Dakota sorriu e Sam percebeu seus pensamentos foram.

— Você não é tão mal. — Dakota beijou o nariz de Sam . Seu cabelo
era longo , atingindo as dicas de seus ombros. As raízes de um nativo
americano brilharam em suas características: maçãs do rosto altas , cheias e
sensuais lábios e um nariz fino . No minuto em que ele colocou os olhos sobre
Sam Waters no meio da estrada, ele sentiu uma conexão. Sam o tinha levado
como um lobo e ele o tinha tratado melhor do que seus próprios pais o tinham
como um humano . Dakota fechou os olhos, pensando no dia que ele saiu para
eles. Ele tinha sido expulso da sua casa imediatamente. Ele não tinha visto
seus pais desde então . Ele e Sam tinham corrido para eles em Fairbanks.
Ainda doía . Ele não tinha certeza se iria querer falar com eles de novo, mesmo
que eles haviam mostrado que poderia querer isso.
Dakota suspirou e se aconchegou no pescoço de Sam . Seu filho seria
aceito , não importa o quê.

Ele faria maldita certeza disso.

— Ele nos tem como pais, Dakota. Ele nunca vai esta sozinho —, Sam
sussurrou.

A cabeça de Dakota se ergueu. — Ele ? —

Sam fechou os olhos com um suspiro alto. —Merda —.

—Você sabe ? Eu pensei que nós dissemos que íamos esperar ! —


Dakota sentou-se nos quadris de Sam. —Quando você soube disso? —

— Bem, é meio difícil de perder o pênis gigantesco pendurado em


nosso menino—, Sam sorriu.

—Poderia ter sido o cordão umbilical. — Dakota levantou uma


sobrancelha . Eles estavam com Samantha no ultra-som dela. Dakota queria
ver seu filho crescer. O última foi aos oito meses e Dakota fez questão de não
olhar muito de perto. Ele queria ser surpreendido.

—Nah, aquilo era um pênis. Eu sei o que eles se parecem, — Sam


sorriu suavemente .

— Um menino —. Dakota sorriu.

— Sim, um menino. — Sam puxou Dakota aos seus lábios. — Kane


Waters. —

— Estou feliz que você tomou o meu conselho e encurtou-o—, Dakota


riu , mordendo os lábios de Sam . Sam tinha chegado a escolher o nome do
bebê desde que Dakota ganhou o debate , de quem seria o pai do bebê.

Sam tinha vindo acima com Kaneonuskatew - que significa aquele


que anda sobre quatro garras .
—Bem, eu tenho que agradecer a meus pais por 'Sam' . —

— Eu não sei , eu gosto Sakima —, Dakota sorriu.

—Você sabe o que isso significa , né?— Sam rolou-os e pairou sobre
seu marido .

— Rei—. Dakota puxou Sam para baixo. —Agora me mostre como


você sabe governar. — as costas de Dakota arquearam quando Sam segurou
seu pau duro, dando-lhe um bom golpe enquanto devorava sua boca. Dakota
suspirou de felicidade . Ele nunca se cansava de fazer amor com Sam . Calor
rasgou através dele e ele engasgou com a sensação de queimação em sua
bunda. Sam encheu-o ao máximo e depois parou. Dakota abriu seus olhos
para ver Sam olhando para ele.

—Eu te amo, Dakota. — Sam esfregou seu nariz.

—Eu também te amo. — Dakota levantou a cabeça para pegar os


lábios de Sam. Suas línguas se encontraram e Dakota não sabia qual deles
gemeu mais alto . Os quadris de Sam estalou para frente e para trás ,
enchendo Dakota até que parecia que o seu peito ia explodir . Deus, ele tinha
perdido isso. Seus dedos enterraram no cabelo de Sam, e ele arqueou seus
quadris , encontrando as investidas de Sam. Suas bolas encheram e o pau de
Sam roçou sua próstata.

O calor encheu sua bunda e depois Dakota estava gozando com um


grito , o seu próprio pau soltando jatos de sêmen até seu peito. Sam beijou-o ,
enquanto ambos desceram de seus orgasmos.

Dakota soltou um suspiro inebriante e abriu os olhos. Sam estavam


cheios de amor.

—Eu não posso esperar para sermos pais—, Dakota sorriu.

A batida forte na porta fez Sam gemer.


— Eu vou te dar um palpite sobre o que isto é,— Sam sorriu, rolando
por Dakota e agarrando seu moletom.

— Abra ! — Nadine sorriu na frente. —Eu sei que você está aí ! —

Dakota riu e saiu da cama . Ele puxou suas próprias calças de


moletom e fez o seu caminho para a porta da frente. Nadine estava sorrindo
na varanda da frente .

—Bom dia , Nadine . — Dakota se afastou , deixando-a entrar

—Eu só vim para lembrá-lo que eu estou fazendo waffles e


panquecas , esta manhã. —

— Bacon, também?— Sam caminhou até a cozinha e beijou sua mãe


na bochecha . — Bom dia, Ma —.

Nadine quase bufou. —Claro ! Eu sei o quanto o meu filho adora


bacon. —

O telefone tocou na parede e Dakota chegou para ele . Ele olhou para
o identificador de chamadas e sorriu.

—Ei, Riley ! —

—Precisamos ir para a Irlanda , — Riley deixou escapar, quase sem


fôlego. — Wayne chamou—

—Está na hora ? — Dakota prendeu a respiração .

—Então ele diz! —, Disse Riley animadamente .

—Ok , um ... —

—Nós vamos parar por ai e levá-lo ! —

—Você tem certeza ? Isso é meio fora do seu caminho . — Dakota


bateu a mão de Sam longe do telefone e murmurou “bebê’. Os olhos de Sam
se arregalaram e ele virou-se para olhar para sua mãe.
—Não seja bobo, Dakota. Não é nenhum problema —, Riley insistiu.

— Café para viagem? — Sam perguntou a sua mãe com um sorriso.

—Oh meu Deus ! O bebê ? — Nadine gritou .

Riley riu em sua extremidade . —Vejo você em algumas horas ! —

Dakota desligou o telefone e pegou no balcão da cozinha. O bebê


estava chegando, pareceu como se eles tivessem esperado para sempre.

— Vou arrumar minhas coisas! — Nadine gritou , batendo a porta da


frente para trás.

Sam puxou Dakota em seus braços e beijou-o.

—Pronto para ser uma família ? —

—Eu estive pronto há anos. —

Wayne estava na Irlanda para encontrá-los na pista . Ele tinha um


sorriso enorme no rosto com Conner ao seu lado. Como o alfa dos criados ,
Wayne estaria presente no nascimento dos filhos , sendo realizado pelo lobo
fêmea . Conner estava ao lado de seu companheiro , sorrindo de orelha a
orelha , com sua aura dourada brilhando . Riley desceu do avião e foi
imediatamente envolvido pelos braços de Wayne .

—Bem vindo a Kerry ! — Wayne sorriu.

—É bom estar de volta. — Riley abraçou Conner .

— Nadine, você está linda como sempre. — Wayne beijou suas


bochechas.

— E você parece mais jovem como sempre, — Nadine espalmou o


rosto de Wayne. — Vocês todos têm usado Oil of Olay6, não é? — Nadine riu .

Wayne sorriu. Ele abraçou o resto deles e , em seguida, todos eles


entraram no caminhão que os levaria as cabanas das fêmeas . Riley olhou pela
janela enquanto se dirigiam as estradas de terra . A Irlanda a qualquer
momento, era linda. Ele amava isso aqui. Wayne estava falando sobre as
fêmeas e Riley se animou quando Sebastian foi mencionado.

— Sebastian está aqui? —

Sebastian Stevens era uma raça rara, um lobisomem nascido de um


lobisomem feminino. Sua mãe tinha sido mordida pelo avô de Wayne, Taber,
quando ela estava morrendo de uma praga. O companheiro de Sebastian ,
Nicholas , foi nascido de dois lobisomens. Wayne achou melhor se ambos
estivessem no local no caso dos gêmeos de Riley e Mateo nasceram com o
gene feminino. Eles haviam dito que seu filho - se nascer um lobisomem - teria
à visão. A capacidade de ver o futuro foi dado aos lobisomens machos nascidos
de mulheres dentro da Linha Maccon . Até agora, Sebastian era o único com a
capacidade .

— Sim, ele está na casa principal com Nicholas —, respondeu Conner.

— Estou ansioso para vê-lo . — Riley pegou a mão de Mateo.

6
Marca de produtos de beleza.
Eles puxaram até o portão quinze minutos mais tarde e a cabana
enorme apareceu. Os muros eram algo tirado do filme “O parque dos
Dinossauros”, pelo menos vinte metros de altura em seu ponto mais alto , e
eletrificada. O SUV parou na frente da casa principal e Riley e Dakota saíram
para olhar ao redor .

A porta da frente da casa foi aberta e Sebastian saiu com Nicholas ao


seu lado.

—Ei , Sebastian, — Riley sorriu , puxando o homem mais jovem para


um abraço. Sebastian endureceu ligeiramente em seus braços e Riley se
afastou um pouco. Pesquisando as características de Sebastian , ele inclinou a
cabeça . —Tudo bem?—

— Sim, apenas nervoso sobre os nascimentos. — Sebastian puxou


Riley de volta para um abraço. — Sinto muito. —

Riley sorriu. —Hum, esta me esmagando . —

— Oh! Sinto muito. — Sebastian afastou-se um pouco e deu um


tapinha nas costas de Riley . — É realmente bom ver você . —

Wayne sorriu para todos os homens se abraçando . — Bem, vamos


entrar. Fiona fez guisado de cordeiro. Mark e Josh vão chegar amanhã —.

—Estou tão animado! — Dakota apertou a mão de Sam . —Podemos


ver Samantha ? —

Wayne olhou nervosamente entre Dakota e Riley. — Bem , elas foram


um pouco ... —

—Alteradas ? — Conner forneceu com um sorriso.

— Sim , essa é a palavra que eu estava procurando —. Wayne


estreitou os olhos para Conner e depois dirigiu-se aos outros. — Vamos apenas
dizer que elas são desconfortáveis e deixa isso ser conhecido. —
Nadine bufou. —Você pode culpá-las? Deixe-me te chutar em suas
partes íntimas tão duro quanto eu puder. —

Wayne fez uma careta e se afastou.

—Essa é apenas mais uma razão para Dakota eu ir dizer oi. Elas são
desconfortáveis porque elas estão levando nossas crianças. — Riley pegou a
mão de Nadine e apertou.

—Sim—, Dakota assentiu. —Elas sacrificaram muito para nós. Riley e


eu iremos vê-las antes jantar. —

—Bem, eu vou ficar aqui. — Mateo plantou-se no braço de sofá. —Da


última vez que eu vi Josephine , ela ameaçou me tornar um eunuco . —

— Ela estava brincando —, disse Riley , exasperado.

—Hum, não, ela não estava. — Mateo cruzou os braços .

Nadine levantou as sobrancelhas. —Sério? E eu que pensava que os


assassinos eram tão durões. —

Wayne riu e apontou para a cozinha. —Vamos lá , vamos ver se Fiona


precisa de ajuda . —
Mateo limpou a boca e conteve um arroto . O jantar foi excelente,
ensopado de borrego com refrigerante e pão . Ele viu seu marido beber
afastado sua Guinness enquanto a fala fluiu ao redor da mesa . Riley e Dakota
tinha ido ver as fêmeas antes do jantar ; Mateo e Sam tinha ficado no canto do
quarto. Ele pode ser um assassino fodão , mas Josephine assustou ele até a
merda. Mateo puxou seu marido para fora de sua cadeira e acenou para a
mesa.

— Vejo vocês na parte da manhã . —

— Mas eu não terminei ! — Riley lamentou.

—Não, mas você está bêbado—, Mateo sorriu e puxou Riley sobre o
ombro.

— Eu não estou —, Riley suspirou e olhou para a bunda de Mateo. Ele


segurou a bochecha e sorriu. —Eu amo sua bunda . —

Dakota abafou uma risada quando Mateo suspirou.

—Boa noite, pessoal. —

— Noite—.

Mateo saiu da cozinha com seu marido balbuciando .

—Estou fora também. — Nadine se levantou e todos os homens


levantaram com ela. —Boa noite . —

— Eu digo que devemos encerrar nossa noite. — Wayne esticou os


braços . eles tinham falado principalmente sobre o bebês durante todo o jantar
. Sebastian tinha sido tranquilo durante a maior parte da refeição, mantendo-
se próximo à seu marido . Wayne não pegou todos os pensamentos do
lobisomem mais jovem, mas ele sabia que algo estava comendo ele. Conner se
inclinou para ele e Wayne distraidamente enfiou os dedos no cabelo de seu
companheiro . —E u vou acordar cedo para verificar as fêmeas. Evangeline diz
que eles são bem vindos. —
Dakota assentiu. — Sim, Samantha esta dilatada já três dedos, o que
é um bom sinal. Nós somos tão abençoados por termos médicos como
Evangeline e Alexander que sabem sobre lobisomens. —

—Eu não posso esperar para ver o nosso pequeno. — Sam beijou a
testa de Dakota.

—Bem—, Nicholas levantou-se da mesa. —Nós vamos ver todos


vocês na parte da manhã . —

Dakota encotrou-se com os olhos de Sebastian; havia tristeza lá. —


Sebastian ? Está tudo bem? —

—Sim , tudo bem. Boa noite . —

Dakota assisti-os sair e lançou um olhar para Wayne. —Por que eu


sinto que ele sabe de algo ? —

— Eu acho que ele faz, mas você e eu sabemos das regras. O


presente de Sebastian pode ser uma maldição . — Wayne esfregou o rosto
com as mãos. — E o seu filho vai ser abençoado com esse mesmo dom . Eu
não deveria ter mordido as fêmeas . —

Dakota pegou a mão de Wayne. — Você fez o que sentia que era
certo, Sam e eu vamos ajudar Kane a passar através disto . Eu tenho total
confiança em meu pequeno filho — .

Wayne sorriu. — Bem , vamos para a cama. Você começa a segurar o


seu filho amanhã —.

—Mal posso esperar —, Dakota sorriu .


Riley olhou para as montanhas da Irlanda e o vento acariciando seu
rosto. Mateo estava ao lado dele , junto com Sam e Dakota. Todos ficaram em
silêncio enquanto o vento sussurrou através do vale. Parecia anos que ele
tinham esperado para ver o nascimento de seus filhos. Sem o conhecimento
deles , fetos de lobisomens femininos demorou um pouco mais para gestar .

Josh tinha feito uma piada sobre filhotes nascendo em dois meses e
quase ficou com a cabeça arrancada para fora por uma Josephine muito
zangada. Samantha - a seu crédito - tinha apenas resmungado, fazendo Mark
arrastar seu marido para fora da casa. Lobisomens mulheres grávidas eram
muito cruéis , era suficiente que a maioria eram selvagens mesmo quando não
estavam grávidas. Riley estremeceu.

A única coisa que Riley poderia ser grato era a reservada calma de
Dakota. Tanto Josephine e Samantha tinha uma queda pelo lobisomem menor
e foi fácil para ele. Ele e Dakota adoravam tanto as mulheres que foram extra
agradáveis com eles. Quando Mateo e Sam chegavam, contudo , a fêmea
lobisomem se fez conhecer seus hormônios enlouquecidos .

Mateo teve sorte o suficiente para sair da casa com seu pênis intacto.

Depois de algum tempo gasto olhando para a paisagem, uma mão


deslizou na sua e Riley virou-se para olhar para o seu marido . O cabelo preto
de Mateo foi cortado novamente , com apenas o suficiente para agarrar na
parte superior . Seus olhos castanhos estavam cheios de amor e Riley sentiu
suas entranhas derreterem. Eles nunca tinham sido tão felizes.

O primeiro ultra-som que eles tinha sido autorizados a ver, tinha


mostrando os gêmeos sugando seus polegares .

Tanto ele como Mateo havia fertilizado ovos de Josephine e ela tinha
sido implantada com ambos, na esperança de que um tomaria . Ambos
fizeram. Um deles era filho biológico de Riley, o outro do Mateo.

Sam e Dakota tinham discutido incansavelmente sobre quem seria o


pai de seu filho. No final, Dakota tinha ganhado e o filho biológico de Sam
tinha sido implantado em Samantha .

Não foi até o oitavo mês que Alexander , um lobisomem , bem como
um médico, tinha descoberto o problema . Bem, não é realmente um
problema, basta que as fêmeas estariam grávida mais de nove meses . Agora,
quase um ano, tinha chegado a hora. Ambas as mulheres estavam
experimentando contrações.

A cabana tinha sido equipada com um hospital de emergência . Não


era um enorme edifício , mas alojava tudo o que seria necessário para
nascimentos , bem como cirurgias de emergência .

Evangeline estava ajudando com as fêmeas , e Reece Costa e Brett


Trevino ofereceram os seus serviços também. Mesmo que Reece era um
cirurgião cardíaco , ele sabia como entregar um bebê , já que ele tinha feito
isso antes para o seu próprio grupo de assassinos Santorno . Brett era um
pediátrica médico uma vez que seu marido tinha um jeito de assustar todos os
médicos que haviam entrado em contato com o seu filho .

Um assobio alto perfurou o vento e todos se viraram para olhar na


direção de onde tinha vindo. Wayne foi agitando os braços para eles com
Nadine ao seu lado.
—Bem—, Riley pegou a mão de Dakota. — Aqui vamos nós. —

— Talvez Mateo e eu deveria ficar de fora ? — Sam deslocou


nervosamente.

— Você é um assassino ! — Dakota suspirou em frustração. —Você


não pode lidar com uma mulher dando à luz ? —

—Eu já vi alguém com os intestinos derramando, — Mateo


estremeceu. — Mas um nascimento ? Eu não sei , cara ... —

— Ah, pelo amor de Deus ! — Riley bufou e virou-se , fazendo o seu


caminho em direção à cabana. — Assassinos ! Hmfp ! —

—Vocês dois movam seus traseiros agora!— Dakota latiu.

—Ok ! Okay! — Sam levou uma bofetada de seu marido em sua


bunda. —Eu vou , mas eu estou te dando um aviso justo ! Se Samantha
sangrar, eu não sou responsável pelo o que for acontecer! —

— Nossa, — Dakota franziu a testa, balançando a cabeça. — Você vê


sangue o tempo todo! —

—Isso é diferente—, Mateo falou.

Riley parou e bateu o pé em Mateo. — Como é que é diferente? —

—Bem—, as sobrancelhas de Mateo beliscaram no pensamento . —


Eu sei que meus alvos vão morrer . e eles merecem . Iso muda a forma como
você se sente sobre isso. — Mateo olhou para Sam para obter ajuda. —Você
entende, não é ? —

Sam assentiu. — Sim, o que ele disse é verdade . —

— Mexa-se, Waters ! — Dakota empurrou Sam na parte de trás .


Wayne escoltado-os para sala de parto . Ele estava aderindo ao
redor , no caso das fêmeas ser um pouco barulhentas . Josephine estava
coberta de suor e jurando uma tempestade de merda . Riley se encolheu
quando ela soltou um grito de gelar o sangue . Ele olhou para Alexander, que
estava realizando uma ultra-sonografia .

— Isso é normal? — Riley perguntou com um pouco de incerteza.

— Perfeitamente normal, — Alexander assentiu, movendo a varinha


ao redor do abdômen de Josephine .

— Não é normal em tudo! — Josephine uivava com outra contração


arruinando seu corpo. — Um deles está determinado a me dividir ao meio! —

— Provavelmente o de Esposito. — Sam murmurou.

Alexander riu e mudou-se entre as pernas de Josephine .

— Tudo bem, Josephine , — Alexander colocou uma mão em sua


coxa. —Parece que o menino quer fazer uma entrada. Você está pronta para
empurrar agora —.

— Oh , obrigado por me dizer o que eu estou pronto para fazer ou


não ! — Josephine rosnou . —Onde está sua senhora ? —
Alexander se afastou quando os caninos de Josephine alongaram e
gritou . — Evangeline —.

—Eu estou bem aqui, Alex , acalme-se —, Evangeline sorriu. —


Josephine , você não estaria machucando meu homem agora , não é? —

—Eu poderia, — ela rosnou.

—Vá ver Samantha , ela é um pouco mais calma. — Evangeline sorriu


para Alexandre. Virando a atenção para Josephine , Evangeline puxou o lençol
e sorriu. —Eu vejo um pouco de cabelo preto aqui . —

— Sim, é o de Esposito , — Sam sorriu.

—Vamos lá , Sam. Vamos estar lá para Samantha . — Dakota puxou


o marido da sala.

—Você está indo bem, Josephine . A menina está se movendo para


baixo como o menino está indo para fora. Nós não vamos tem que fazer um
parto cesariano. — Evangeline tentou manter Josephine calma enquanto ela
empurrou através de sua contrações . Riley estava na cabeceira da cama ,
segurando a mão dela .

— Muito obrigado por isso, Josephine . Eu não posso te dizer o quão


grato Mateo e eu somos . — Riley alisou o cabelo de sua testa .

— Basta ser um bom pai , não é? — Josephine bufou e agarrou a mão


de Riley. —Oh não, mais uma vindo! — Um jorro de fluido bateu no chão e
Mateo se segurou na parede , seu estômago torcendo quando uma poça
difundiu para o exterior.

— Não se atreva a desmaiar ! — Riley apontou para Mateo.

— Ohhh ! Oh isso dói! — Josephine uivou.

Riley queria cobrir seus ouvidos para os palavrões que saiam da boca
de Josephine . Os longos gemidos de agonia e uivos estavam prejudicando seu
coração. Ele sabia que era tudo parte do processo de nascimento , mas ainda
assim. Ouch . Riley olhou para cima para ver Mateo branco como um lençol
olhando entre as pernas de Josephine .

— Mateo ! Olhe para mim ! —

Mateo tentou desviar o olhar do acidente de trem em curso entre as


coxas de Josephine , mas ele não podia. Uma cabeça cheia de cabelo preto
estava deslizando para fora da fêmea.

— É isso mesmo! Aí vem ele , Josephine ! Dê-lhe um empurrão final!


— Evangeline se preparou para o menino .

Um alto grito ecoou pela sala e , em seguida, Josephine caiu contra a


cama.

Um grito suave encheu o ar e Riley limpou os olhos. Seu filho havia


nascido .

— Mateo, gostaria de cortar o cordão ? — Evangeline entregou a


tesoura para Mateo.

Riley levantou as mãos no ar. — Mateo ! Sai dessa ! —

Mateo piscou e sorriu ao contorcendo e gritando bebê nas mãos de


Evangeline . Ele pegou a tesoura e cortou o cordão umbilical. Evangeline
entregou-o para Reece , que limpou o bebê .

Riley não tinha sequer percebido que Reece estava na sala , ele tinha
sido tão tranquilo .

— Diga Olá para o seu filho . Ele é um saudável , menino de sete


quilos e longos vinte e um centímetros. Excepcionalmente grande para um
irmão gêmeo — , disse Reece , entregando o bebê a Mateo.

Mateo olhou para a perfeição em seus braços. Os sentimentos que ele


tinha eram inexplicável. O cabelo preto e olhos azuis olhou para ele fascinado .
—Ele é tão lindo—, Mateo sussurrou.

—Agora vamos descobrir se ele tem o gene lobisomem —, disse


Evangeline por cima do ombro . — A amostra de sangue será tomado de
imediato. — Mateo segurou o bebê para mais perto dele e se afastou .

—Você vai furar ele com uma agulha? —, ele perguntou , com os
olhos arregalados.

Reece suspirou. —Oh não, aqui vamos nós. Eu pensei que só os


nossos rapazes eram loucos . —

—Precisamos descobrir se ele tem o gene , Mateo. — Riley balançou a


cabeça , exasperado. —Confia mim, ele vai ficar bem. —

—Hum, eu acho que ele tem o gene —. Mateo olhou para seu filho
como pequenos caninos rompendo as gengivas e garras pequeninas
queimando da ponta dos dedos do seu filho.

Reece enfiou a cabeça sobre o ombro de Mateo. — Oh, wow . Sim, eu


diria que ele é um lobisomem. —

Mateo sorriu para seu filho, que estava emitindo pequenos grunhidos
. — Oi, Matty . Eu sou seu pai —. Mateo beijou a testa do filho. Os caninos
recuaram , assim como as garras . Mateo segurou seu filho mais perto
enquanto ele gemia baixinho.

—Eu acho que ele já está com fome. — Mateo olhou nos olhos de seu
filho , pois eles estavam mudando de azul para laranja - vermelho . —Hum, é
normal? —

Reece olhou para o bebê. —Eu já desisti de tentar descobrir o que é


“normal”com seu grupo. —

Evangeline estalou os dedos para eles. — A menina está fazendo o


seu caminho para fora. É quase hora Josephine , você pode fazer isso. —
Riley agarrou a mão de Josephine , sorrindo para ela . — Cuidado
com a criança nascendo , Riley . — Josephine deu a mão um pequeno aperto.

— Está tudo bem . — Riley beijou a testa de Josephine e mudou-se


para o final da cama . A cabeça ficou à vista e Josephine uivou. E então ele foi
feito. Sua filha estava gritando no topo de seus pulmões. Riley cortou o cordão
umbilical e Reece levou para limpá-la .

—Esse é o melhor som que eu já ouvi , — Riley sussurrou em meio às


lágrimas .

—Qual é o nome dela? —, Perguntou Evangeline , enquanto ela


ajudava a Josephine .

— Maggie, o nome da minha mãe. — Riley limpou os olhos. Reece lhe


entregou sua filha e ele olhou para o rosto de um anjo. Seus olhos eram puro
azul e tinha o nariz arrebitado. — Oi, Maggie, — Riley balbuciou .

—Ela tem um bom peso também—, Reece olhou para o gráfico. —


Dezenove centímetros de comprimento, e seis quilos . — Reece pegou a mão
de Josephine . — Você fez bem . —

Matty estava se contorcendo em seu aperto e Mateo mudou-se para


ficar ao lado de Riley. Matty imediatamente se acalmou na presença de
Maggie.

—Ah , olha. — Riley sorriu quando Matty pegou a mão de Maggie .

—É melhor você observar um pouco sobre ele. Ele dá uma boa


mordida na sua filha e coloca fim a vida humana dela. — Josephine caiu para
trás na cama e fechou os olhos. —Eu vou precisar de um pouco de descanso .

Riley foi até a cama, sorriu para Josephine e se inclinou para abraçá-
la. — Obrigado. Eu nunca saberei como recompensá-la pelo que fez . —
Josephine olhou para a criança perfeita nos braços de Riley . — Você
acabou de fazer . Seja feliz. —

Samantha tinha um aperto de morte na mão de Dakota. Ele


estremeceu com a força que a mulher exibia. Ele não era fraco , por qualquer
meio , como Sam tinha descoberto imediatamente. Embora Sam era mais alto
do que ele, e mais pesado que ele na forma humana , Dakota foi duas vezes o
tamanho de Sam em forma de lobo . Ele tinha mostrado mais que uma vez
que ele poderia cuidar de si mesmo .

Samantha deixou escapar o que soou como um grito ilegível e Dakota


endureceu . Sam estava segurando na parede , respirando profundamente
enquanto fluido vazou para o chão ao lado de Samantha .

—É apenas a sua bolsa d’água, Sam, — Dakota falou.

—Senhor, garoto! — Nadine bateu seu filho no bíceps. —É o


nascimento ! Supere isso ! —

Alexander olhou por cima do ombro para Sam. — É melhor você se


recompor , o seu filho esta em seu caminho para fora . — Dakota abriu a boca
para falar quando a casa tremeu . Sua cabeça se levantou e seus olhos se
encontraram com o de Sam . O chão tremeu debaixo deles , e as imagens
caíram das paredes.

—O que está acontecendo? — Dakota agarrou a parede.

Wayne recuou quando uma rachadura se formou no chão. Parte do


teto desabou poucos centímetros da cama e Sam tentou proteger Samantha
dos escombros caindo. Wayne puxou Nadine longe das paredes .

—O que está acontecendo? — Sam gritou .

Uma brilhante e quase ofuscante luz brilhou na sala e se centralizou


na barriga de Samantha . Um alto grito animalesco deixou seus lábios e , em
seguida, um grito podia ser ouvido no quarto. A luz declinou e Alexander
segurou um bebê em suas mãos. O recém-nascido foi brilhante.

— Mas o que ... ? — Sam se aproximou quando a luz se apagou


lentamente , revelando um bebê com cabelo preto .

—Nós vamos discutir o que aconteceu depois , não é? — Alexander


acenou com a mão na frente do rosto de Sam.

—Você gostaria de cortar o cordão, Sam? — Ele entregou Sam a


tesoura.

Sam deu um passo adiante e cuidadosamente cortou o cordão .


Alexander deu o bebê para Brett, que limpou-o imediatamente e tomou seu
comprimento e peso . Ele sorriu e entregou o bebê para Sam .

—Ele é saudável como um cavalo. Oito quilos e cinquenta e três . —

—Ele é tão lindo—, Nadine sussurrou.

Sam segurou seu filho . Seu coração disparou quando sentimentos de


protecionismo o dominou. Os olhos vermelho-alaranjado olhou-o com
curiosidade , depois suavizou quando o bebê percebeu quem ele era. Sam
segurou seu filho perto e fechou os olhos .
—Olá, Kane. — Dakota enxugou os olhos enquanto observava Sam
com seu filho . Ele o cheirou e Sam abriu os olhos.

— Venha conhecer o seu outro pai. — Sam atravessou a sala para


Dakota e enxugou as lágrimas do rosto do seu marido . —Ele está finalmente
aqui—, Sam sussurrou.

Sam entregou o bebê para Dakota e viu como Dakota segurou-o


perto de seu peito . Dakota esfregou as costas de seu filho e foi aí que Sam viu
a marca de nascença no pescoço de Kane: A cópia da pata perfeita.

— Mas o que ... ? — Sam estendeu a mão para tocá-lo e Kane virou a
cabeça naquele momento, com seus olhos em busca de Sam.

—Ele é um alfa. — Sam se assustou com a nova voz e virou-se para


encontrar Taber Maccon, junto com Roane. O avô e o pai de Wayne .

—O quê? — Dakota sussurrou.

—Seu filho é o próximo alfa dos criados . Ele tem a marca —,


explicou Taber .

— Um alfa, — Nadine sorriu para o neto.

Kane se contorcia em seus braços e Dakota segurou-o no


comprimento do braço . Ele era bonito, uma exata réplica de Sam . Minúsculos
canino escapou de Kane e Dakota sorriu.

— Está com fome? — Os caninos minúsculos se alongaram e


pequenas garras queimaram de seus dedos . Dakota piscou e Kane tinha
mudado totalmente . Ele estava segurando um pequeno filhote de lobisomem .
A mandíbula de Dakota caiu .

— Isso vai acontecer muito, a propósito, — Roane colocou as mãos


para fora. — Posso? —

Dakota entregou Kane para Roane .


—Eu acho que você também deve saber que eles vão estar crescendo
muito nos próximos seis meses. — Roane segurou Kane em seus braços.

— Perdoe-me ? — Dakota estreitou os olhos .

— Os primeiros seis meses trazem um enorme surto de crescimento ,


então eles vão nivelar . —

— Explique nivelar. — Sam colocou as mãos nos quadris e estreitou


os olhos . — E por que estamos apenas recebendo essa informação agora? —

—Tem sido anos desde que uma criança lobisomem nasceu de


fêmeas—, Taber suspirou , exasperado. —Nós tivemos que fazer o nosso dever
de casa. Demora um tempo . —

— Nadine, você gostaria de segurá-lo? — Roane entregou Kane para


ela.

Nadine levou seu neto ao peito. — Ele é lindo. Eu já o amo tanto ! —

Eles foram interrompidos por sons de chiados do quarto ao lado.


Taber acenou-lhes para segui-lo e eles entraram no quarto de Josephine .
Mateo estava segurando seu filho, que já estava na forma de lobo e Riley
estava alimentando sua filha. Dakota atravessou a sala para Riley e abraçou-o
. ele olhou para o bebê nos braços de Riley .

— Ela é linda , Riley . —

—Você ainda esta de pé? — Mateo ergueu as sobrancelhas para Sam.

— Kane é um alfa —, disse Sam com orgulho.

— Não me diga ? —, Disse Mateo com a boca entreaberta. —O que ...


quando ... ? —

— Eu vou te dizer mais tarde , — Sam sorriu.


— Gostaria de segurar Maggie ? — Riley perguntou a Dakota, que
assentiu com a cabeça e colocou os braços para fora. Riley deu Maggie a ele.

—Eu acho que Matty quer ver seu pai . — Mateo levou seu filho se
contorcendo para Riley.

Riley segurou Matty perto dele. O filhote de cachorro pequeno foi


choramingando em seu pescoço.

—Ah, o que esta errado , Matty? —, perguntou Riley , esfregando as


costas de Matty .

Foi o que aconteceu em um piscar de olhos.

Riley endureceu, e depois a sua boca se abriu em um grito silencioso


. Mateo agarrou Matty antes que Riley o deixasse cair, e balançou seu marido .

— Riley ! O que há de errado ? — Mateo procurou o rosto de seu


marido, e então notou o sangue em sua ombro .

—Oh Deus, ele me mordeu ! — Riley caiu no chão e seu corpo


estremeceu .

—Que diabos ? — Mateo entregou Matty para Wayne e se ajoelhou ao


lado do seu marido . —Fale comigo ! —

— Tão quente ... — Riley resmungou .

—Leve Riley para a casa principal ! — Wayne rugiu . — Mateo, fique


com ele. —

— Como se eu fosse a lugar nenhum sem ele ? — Mateo rosnou. Ele


pegou Riley , que já estava coberto de suor e apreensão .

Evangeline se levantou e olhou para todos os homens que estavam


ao redor boquiabertos .

—Vão! Reece, Brett e eu vamos cuidar das mulheres —, ela gritou .


Nadine empurrou Sam na parte de trás . Ele ainda estava de pé, com
a boca aberta .

— Mexam-se! —

Mateo correu o mais rápido que podia , com o corpo de Riley em


seus braços , e seus gritos de dor estavam doendo seu coração. Ele bateu a
porta da casa de campo aberta e Sebastian levantou-se, juntamente com
Nicholas .

— O que aconteceu? —, Perguntou Sebastian descontroladamente .

— Matty mordeu Riley, — Mateo levou Riley para o quarto mais


próximo e gentilmente o colocu em cima da cama .

—Diga-me o que fazer, Riley. Eu não suporto ver você com dor. —

—Hot , apenas ... tão quente . —

—Eu vou pegar um pouco de gelo . — Sebastian colocou a mão no


ombro de Mateo.

Mateo alisou o cabelo encharcado de suor de Riley da testa.

—Por quê? — Riley resmungou . —Por que Matty me mordeu? —

— Eu não sei , querido —, disse Mateo suavemente.


— Ele não gosta de mim?—, Riley soluçou. Suas costas bruscamente
se arquearam e ele gritou de dor quando os ossos interromperam de suas
pernas e braços. — Mateo ... —

Mateo tentou segurar a mão de Riley , mas seu corpo se debatia na


cama e altos gritos penetrantes ressoou ao redor da cabana. O coração de
Mateo quebrou para a dor que o seu marido estava sofrendo .

— Isso não é verdade , Riley . Matty ama você —, Mateo insistiu.

—Aqui—, Sebastian entregou uma taça de gelo para Mateo.

Riley gritou, e , em seguida, seu corpo mudou. Ele arquejou ao seu


lado em forma de lobo cheio - o que levou a maior parte da cama queen-size .
Mateo enfiou os dedos no casaco castanho marrom de Riley. Olhos azuis
olhou-o com tristeza.

—Ah , querido. — Mateo enterrou o rosto no pescoço de Riley.

— Ele sobreviveu. — Mateo virou-se para encontrar Wayne na porta.

—Sim, ele fez. Porque Matty escolheu mordê-lo? Eu nunca vou


entender ! — Mateo gritou .

—Eu posso te dizer o por que —, disse Sebastian calmamente.

Mateo levantou-se e avançou para Sebastian . — Oh você pode,


agora? Por favor , explique- me por que o meu filho pensou que mordendo seu
pai e transformá-lo em um lobisomem era uma boa ideia ! —

Sebastian levantou os olhos para Mateo. — Porque daqui a um ano


Riley teria sido morto por rogues . É por isso. —

Mateo recuou. — O quê?—

—Eu vi isso.— Sebastian olhou para Riley na cama. —Eu vi você


morrer na minha visão. Matty deve ter visto, também. Você morreu como um
ser humano, Riley . Matty deve ter visto isso e mudou o seu destino. Ele não o
mordeu porque ele te odeia , ele mordeu você, porque ele te ama. Matty
queria salvar a vida do seu pai, então ele fez o que achava que era melhor . —

—Ele é um recém-nascido! — Mateo gritou .

— Não importa —, Sebastian balançou a cabeça. —Ele tem a visão .


Matty se contorcia no aperto de Wayne e Wayne o colocou para baixo


na cama. Com seu rabo entre as pernas , Matty se enrolou ao lado de Riley e
gemeu baixinho.

—Eu acho que Sebastian esta certo , — Wayne sorriu ao ver Matty
lambendo Riley.

— Está tudo bem? — Dakota estava na porta com Maggie . Ele


engasgou quando Riley levantou a cabeça. —Oh Deus, Riley ! —

Kane gritou nos braços de Sam e as sobrancelhas de Dakota


franziram. — O que foi , Kane ? — Sam colocou seu filho em cima da cama e
Kane atacou Matty , rolando-os. Ele roçou o focinho no longo queixo de Matty
e acariciou seu rosto.

— Oh merda , — Wayne sussurrou.

—E agora? — Mateo suspirou , exasperado.

— Kane está marcando Matty . — Wayne esfregou o rosto com as


mãos.

— Como assim? — A voz de Mateo se alterou.

—Eles estão acoplados , — Dakota sussurrou.

—O quê? — Mateo encostou-se à parede. — Bem, agora , o que mais


pode acontecer? —

—Por favor, não diga isso—, Sam suspirou.


Mateo olhou para Riley, que parecia estar quase dormindo . Ele olhou
para Sebastian e apontou para ele .

— Você, na sala de estar . Agora . —

Mateo andou pela sala com Sebastian e Nicholas ficando em silêncio


. Matty ainda estava no quarto, aninhado em Riley, junto com Kane, e Dakota
estava cuidando de Maggie . Mateo parou de andar e olhou para Sebastian .

— Há quanto tempo você sabe ? —

—Desde a missão na Alemanha, — Sebastian suspirou. —Você não


tem ideia de como é difícil para mim ver o futuro sabendo que não posso
mudá-lo. —

—E daí? Você teria deixado Riley morrer ? — Mateo gritou .

— Cuidado com o tom, Esposito, — Nicholas rosnou .

— Você vê o seu, Stevens, — Mateo revidou .

—Whoa , rapazes. — Wayne entrou em cena entre eles. — Vamos nos


acalmar por um segundo. —

—Eu teria tentado fazer alguma coisa —, Sebastian gritou . — Eu não


teria que deixá-lo morrer. Eu teria tentado mantê-lo longe dessa luta! Eu teria
feito qualquer coisa , as regras que se dane! —
— Bem, agora você não terá que fazer mais —, Wayne pegou a mão
de Sebastian e acariciou-o suavemente . — Eu sei que isto é difícil para você,
mas Matty tomou o assunto em suas próprias mãos. —

—Graças a Deus por isso! — Mateo jogou as mãos para o ar em


frustração. —Meu próprio filho fez o que tinha que ser feito ! —

A porta da frente da cabana se abriu e Conner entrou com Josh e


Mark direito sobre a sua calcanhares .

— Eu trouxe Josh e Mark —, Conner gritou alegremente. Seus olhos


percorreram a sala , o estresse e a raiva era palpável. —Um, nós perdemos
alguma coisa? Oh , meu Deus - os bebês —

Dakota entrou na sala principal com Maggie em seus braços e fez


sinal para Mateo. — Riley precisa de você , ele está lutando contra a mudança
de volta . —

—Huh? — Josh olhou de Mateo para Sam e para Sebastian , que


parecia como se alguém tivesse tomado longe o seu brinquedo favorito. —O
que está acontecendo? —

Um filhote de cachorro correu para o quarto e parou bem a seus pés .


Ela olhou para ele e Josh franziu as sobrancelhas .

— Por que é um filhote de cachorro de olhos vermelhos olhando para


mim ? —

—Esse é Matty , e é vermelho-alaranjado, — Mateo sorriu levemente


. —Eu vou estar de volta. —

Os olhos de Josh se arregalaram. —Este é o minúsculo Esposito ? —


Josh se abaixou para pegar Matty e um rosnado o parou e ele olhou para o
lado para ver um outro cachorro com os caninos , à vista , e arrepios subindo
em sua pele.
—Esse seria o meu filho —, Sam conteve uma risada. — Kane, estes
ao Josh e seu marido, Mark , eles são os bons . —

Kane baixou os lábios e caminhou mais perto de Josh e Mark . Com a


cabeça inclinada , parecia como se ele estava avaliando os dois.

— Ah, a propósito, Matty e Kane são acoplados. Isso é provavelmente


porque você tem o olhar fixo de morte de meu filho quando tentou pegar Matty
—.

— Já? — Mark agachou-se para olhar para os filhotes de lobisomem .


Matty aproximou-se dele com cuidado, farejando o ar . Mark parou, deixando o
cachorro cheira-lo. Quando Matty parecia certo de que ele não era um ameaça
, ele esfregou seu focinho contra o joelho de Mark.

Conner engasgou quando Kane se moveu ainda mais perto de Josh e


Mark . A cópia da pata branca estava em suas costas. Ele se virou para olhar
para Wayne e Roane .

— É isso o que eu acho que é? —, perguntou Conner .

Wayne assentiu. — Kane é o seguinte alfa —.

— Não me diga ? — A boca de Josh caiu. — O filho de Sam é um


criado? —

—Claro é, — Roane assentiu.

—Eles são uma espécie de grande para os recém-nascidos não são?


— Mark pegou Matty com cuidado. Se ele passou por filhotes , Matty parecia
cerca de quatro semanas de idade.

— Sim, eles são , não são? — Sam levantou uma sobrancelha para
Roane .
—Eu sei, — Roane levantou as mãos em defesa . —Eu vou pegar o
diário de meu pai que eu achei , ok?— Roane sentiu olhos sobre ele e estreitou
os seus próprios para Josh. —O quê? —

—Eu só estou tentando descobrir se vocês são fantasmas ou algo


assim. — Josh inclinou a cabeça .

Roane sorriu e bateu Josh em seu rosto.

— Ai! — Josh massageou sua bochecha.

—Está vendo? Você sentiu isso , — Roane riu.

— Sim, bem, eu senti o meu pai também, quando ele veio para me
ver, mas ele era um fantasma. — Josh parou e pensou. —Eu acho . Eu era
capaz de abraçá-lo , no entanto. —

—Nós nos movemos entre os dois mundos , Josh —, disse Roane . —


Nós não estamos mortos. Nossa linha nunca morre. Será que isso ajuda ? —

Josh deu de ombros. — Eu acho.—

—Espero que Riley esteja bem. — Sam olhou para o quarto.

Seus músculos puxaram e seus ossos deslocaram . Riley lutou tão


duro quanto podia. A dor era excruciante. Dakota se sentou na beirada da
cama com Maggie em seus braços , tentando acalmá-lo . Mateo fechou a porta
do quarto e acenou para Dakota.

—Você pode levar Maggie para o outro quarto ? Eu não quero que ela
veja isso. —

Dakota assentiu e se inclinou para Riley. — Basta deixá-lo vir


naturalmente , ok? Se você lutar contra isso , vai doer em dobro. —

Mateo esperou que a porta se fechasse , e em seguida, sentou-se na


beirada da cama . Ele correu os dedos através do revestimento macio de Riley.
Riley gemia baixinho e Mateo mudou-se para o seu lado . Eles enfrentaram um
ao outro e Mateo escovou suavemente seu focinho .

—Bem, eu acho que a nossa conversa sobre nos tornar lobisomens


está resolvido agora, hein ? — Mateo inclinou-se para beijar o nariz de Riley. —
Eu não tenho ideia do que você está passando , mas eu estou aqui. Nós vamos
lidar com isso juntos . Só sei que Matty mordeu você, porque ele te ama. —

—Sim ? Bem dói como o inferno —, Riley bufou.

Os olhos de Mateo arregalaram. —Puta merda ! —

Riley levantou a cabeça. —Você me ouviu ? —

Mateo sorriu para seu marido . — Sim, eu ouvi. Olha, eu acho que
você pode precisar de Dakota. Como tanto quanto eu gostaria de dizer que eu
sei o que você está passando, eu não posso. Mas Dakota sabe. —

Riley fechou os olhos e tentou enviar uma mensagem para Dakota.


Segundos depois , houve uma suave batida na porta e Dakota espiou dentro —
Precisa de ajuda?— Dakota fechou a porta atrás de si.

—Sim, ele precisa—, Mateo abriu espaço para Dakota na cama. — Por
mais que eu adoraria dizer que Riley só precisa de mim , neste caso , ele
precisa de um outro lobisomem. —
—Você é um homem bom, Mateo. — Dakota espalmou o rosto de
Mateo. — Riley precisa de você aqui , você é o que lhe mantém calmo. Acaricie
sua cabeça e deixe seus dedos acalmá-lo, ok? —

Mateo fez o que lhe foi dito e Dakota tomou seu lugar ao lado de
Riley. Ele encarou-o sobre a cama enfiando os dedos no casaco de Riley.

— Eu sei que dói , Deus sabe que eu faço . Mas quanto mais você
lutar , mais doloroso se tornará. Basta tentar inspirar e expirar lentamente ,
ok? Imagine que seu corpo se transformando, veja-se como um humano —,
disse Dakota suavemente.

Riley fechou os olhos e imaginou-se como um homem. Ele se


concentrou em seus dedos das mãos e pés enquanto sua espinha parecia se
alongar, puxando os músculos de suas costas. Ele soltou um gemido suave
quando seus ossos estalaram e se realinharam. Dor passou por ele e , em
seguida, ele abriu os olhos para ver Dakota sorrindo para ele.

— Já acabou ? — Riley resmungou .

Dakota cobriu Riley com o cobertor na cama e alisou seu cabelo para
trás. —Você fez muito bem. —

— Obrigado, Dakota, — Mateo envolveu Riley em seus braços.

— Não tem problema. Eu vou trazer Maggie, ok ? Ela está chorando


por seus pais . E Matty também . —

Riley se animou . —Eu quero manter os dois. —

—Eu vou pegá-los. — Dakota levantou-se da cama e olhou para Riley


nos braços de Mateo . — Matty ama você . Nunca pense que ele não faz. —

Riley suspirou quando a porta se fechou . Em algum ponto durante


todo o tumulto , os caras tinham conseguido dizer-lhe por que Matty o havia
mordido . Ele se aconchegou nos braços de Mateo . Ele podia ouvir tudo, desde
o quarto ao lado. Josh e Mark estavam falando com Sam sobre Kane. Conner
estava ajudando Dakota obter uma mamadeira para Maggie enquanto Roane
perseguia Matty pela cabana . Ele riu quando Roane suspirou exasperação.

—Eu acho que Matty vai ser um punhado . — Riley sorriu para Mateo.

Uma meia hora mais tarde , os quatro estavam aconchegados sobre a


cama . Riley alimentou Maggie com sua mamadeira e Mateo alimentou Matty,
que tinha mudado de volta à forma humana para comer. Mateo olhou nos
olhos do seu filho. Eles eram azuis novamente. Ele sabia que eles iam mudar a
cor de avelã em algum ponto. Na forma de lobo , eles iriam mudar para a cor
laranja-avermelhado de vez em quando - a cor de uma criança com a visão ,
Wayne tinha explicado .

Ele já havia crescido exponencialmente nas últimas horas . Agora


Matty tinha dez quilos. O surto de crescimento ia continuar até os 6 meses de
idade, quando iria nivelar . Mateo colocou a garrafa na mesa de cabeceira e
colocou Matty sobre seu ombro. Um arroto alto escapou e Mateo sorriu.

Maggie mexeu no colo de Riley , soltando pequenos sons que chamou


a atenção de Matty . Eles formaram um vínculo no útero que tinha transitado .
Mateo tinha um sentimento de que Matty nunca morderia ua irmã - de alguma
forma ele sabia que seria devastador para ela.

Riley se inclinou para ele , descansando a cabeça no ombro de Mateo


quando Mateo colocou o braço em torno de seu marido . Eles eram uma família
agora.

—Eu posso ouvir você—, Riley sorriu.

—Sério?— Mateo beijou a cabeça de Riley.

—Sim —. Riley assentiu. —É muito estranho. —

O nariz de Mateo contraiu. —Oh meu Deus , o que é esse cheiro? —

Riley sorriu. —Isso seria os nossos filhos. —


Mateo pegou Matty e segurou-o à distância de um braço. — Como é
que algo tão bonito faz algo que cheira tão mal? —

—Eu posso mudá-lo , eu acho que Maggie deixou-nos alguma coisa,


também. —

—Não, você apenas descanse , ok?— Mateo beijou a testa de Riley.

Ele se levantou e caminhou até a mesa no canto que Conner tinha


colocado. Fraldas, toalha e pó estavam sentados em uma fileira arrumados na
prateleira acima. Quando ele se virou , Matty estava no chão da sala em forma
de lobo com a fralda suja ao lado dele.

—Eca —. Mateo tentou agarrar seu filho, que correu para debaixo da
cama . — Você volta aqui ! Você precisa de um banho. —

Riley riu e saiu da cama lentamente. — Eu vou mudar Maggie , você


coloque-o em uma banheira . —

— Matty Esposito ! — Mateo se ajoelhou e levantou a saia da cama .


— Venha aqui agora. —

Matty estava na cabeceira da cama , bem no meio .

—Ugh . — Mateo deslizou debaixo da cama e estendeu a mão para o


filho, que moveu-se mais para trás e para fora de seu alcance.

— Oh, você quer jogar isso? — Mateo sorriu e se arrastou de volta


para fora de debaixo da cama . Ele abriu a porta do quarto e olhou para
Dakota e Sam.

— Um pouco de ajuda aqui? — Sebastian avançou timidamente . —Eu


poderia ser capaz de ajudar?—

Mateo abriu a boca para argumentar quando Riley saltou atrás dele.

— Obrigado, Sebastian , qualquer ajuda seria apreciada. —


Mateo virou-se e olhou para o seu marido .

—Pare com isso . — Riley estreitou os olhos para Mateo. —Você não
pode ficar bravo com ele , Mateo. Ele está proibido de contar o que ele vê em
uma visão , você sabe disso. É bastante difícil, já para Sebastian , por favor
tente entender . —

Mateo bufou, mas cedeu. —Ele está debaixo da cama. —

Sebastian olhou para Conner . — Você tem algum bife de veado ? —

Conner assentiu. — Sim, eu vou agarrá-lo. —

Sebastian estava ainda à porta e esperou a permissão de Mateo antes


de entrar.

O homem mais velho suspirou e um pequeno sorriso se formou em


seus lábios. Sebastian relaxou quando Mateo o puxou para um abraço.

—Eu sinto muito, — Sebastian sussurrou.

—Não sinta . Eu entendo e eu sinto muito . Eu nunca deveria ter ido


com você desse jeito. —

Uma tosse veio de trás de Sebastian e Mateo sorriu para Nicholas .


—Eu sei , eu sei. Nós estamos legal? —

— Sim, estamos bem . — Nicholas estendeu a mão para Mateo que


sacudiu e puxou o detetive em um abraço.

—Aqui está o bife —. Conner entregou a carne seca para Sebastian .


— Você vai atraí-lo para fora ? —

— Sim, — Sebastian sorriu. Ele entrou no quarto e sentou-se no chão


ao lado da cama , com as costas repousando sobre a moldura . Ele rasgou um
pedaço de carne seca e mastigou .
— Oh wow , isso é muito bom—, Sebastian murmurou , acenando
com a charque para frente e para trás.

Garras clicado na madeira debaixo da cama foi ouvida ,e em


seguida, um pequeno focinho peludo foi para fora de debaixo da saia da cama
. Riley cobriu sua risada quando as narinas de Matty cheirou o ar , curioso.
Sebastian baixou o bife um pouco para que ele pairasse sobre o nariz de
Matty.

— Portanto, suave , — Sebastian gemeu dando outra mordida .

A pata saiu, depois outro, e depois o rosto de Matty . Ele cheirou de


novo e se arrastou para fora de debaixo da cama. Mateo agarrou seu filho, que
imediatamente se contorcia .

— Ha! Te peguei! — Mateo cantou triunfante.

Sebastian levantou-se e deu o pedaço de charque para Matty - que


engoliu todo.

— Tempo do banho , homenzinho. — Sebastian esfregou atrás das


orelhas de Matty .

— Oh wow —, Sam acenou com a mão na frente de seu nariz.

—Sim—, Mateo torceu seu nariz. —Banho , tipo, agora. —

—Hum, Sam? — Conner chamou da sala de estar .

— Sim ? — Sam colocou a cabeça para fora da porta .

— Kane está se preparando para , hum, urinar ? — Conner sorriu.

—Nós vamos ter que obter uma ajuda de Wyatt. Ele era o único que
praticamente vivia em forma de lobo enquanto crescia, — Sam suspirou.
—Eu vou estar lidando com isso? — Nadine estava junto ao sofá ,
com as mãos nos quadris. Ela estreitou os olhos para seu neto e apontou para
a porta.

—Lá fora —.

Kane choramingou , mas foi para a porta. Sam ficou de pé, de queixo
caído , quando sua mãe levou seu filho para fora para fazer o seu negócio .

— Ela vai ser uma ótima babá, — Josh sorriu.

Mateo logo descobriu que para dar banho em Matty era um trabalho
para duas pessoas . O filhote correu dele em todos as oportunidade , e , em
seguida, brincava com a água tanto, que Mateo estava encharcado . Ele
esfregou shampoo na espessa camada de seu filho e esfregou sua barriga.
Matty relaxou um pouco e Mateo sorriu.

— Ah, então eu descobri o que você gosta , né?— Mateo esfregou a


barriga de Matty um pouco mais e em um piscar de olhos Matty era humano
novamente. Mateo pegou seu filho e segurou-o contra seu peito. — Você
cheira muito melhor. Você está pronto para comer de novo agora? — Mateo
sorriu quando Matty se contorceu e balbuciou para ele.

Ele envolveu-se em uma toalha e foi para o quarto que ele e Riley
estavam ocupando .
Riley estava sentado na cama com Maggie em seus braços. Mateo se
encostou no batente da porta observando seu marido .

—Hey —, disse Mateo calmamente.

Riley olhou para cima com um sorriso. —Ei , você . — Os olhos de


Riley observaram seu marido todo encharcado. —Você não conseguiu dá banho
nele ? —

—Não, mas nós dois vamos banhá-lo a partir de agora —. Mateo se


sentou na beirada da cama. O cabelo de Riley parecia especialmente brilhante
, e ele estava com os olhos brilhantes. Ele parecia mais jovem .

—Oh meu Deus , querido. — Mateo estendeu a mão e apalpou o rosto


de Riley.

— O que foi ? —

—Você parece ter vinte e quatro anos de novo—. Mateo sorriu. Riley
se inclinou e seus lábios se encontraram suavemente. —Eu te amo—.

—Eu também te amo . O que vamos fazer agora? Quero dizer, nós
dissemos que íamos falar sobre isso, mas realmente Matty não nos deu muita
escolha. Eu sou um lobisomem agora. Eu não posso suportar a ideia de não
estar com você para sempre. —

—Eu vou mudar por você , querido. Você sabe disso. — Mateo se
inclinou e beijou Maggie em sua testa. — Em toda a emoção , eu não tenho
sido capaz de passar muito tempo com a minha filha. —

Riley entregou Maggie para Mateo e tomou Matty em seus braços. O


bebê procurou seus olhos e Riley beijou-lhe a testa. —Eu não estou bravo com
você , Matty , — Riley sussurrou. —Eu te amo tanto. —

Mateo observou como seu filho tocou o rosto de Riley em reverência.


Riley deu-lhe uma mamadeira e Matty chupou seca em minutos. Ele estava
dormindo segundos depois. Mateo olhou para Maggie, dormindo em seus
braços . Ela era uma réplica exata de Riley. Ela era linda .

— Bem, pelo menos sabemos com quem ele vai acabar , não é?—
Riley correu as costas de seus dedos sobre as bochechas macia de Matty .

— Acoplado como recém-nascidos? —, Mateo balançou a cabeça. —


Que estranho é isso? —

Bateram na porta e Mateo olhou por cima do ombro. — Entre. —

Mark abriu a porta e sorriu para eles. Ele entrou na sala com Josh
arrastando após ele. Mark espiou Maggie nos braços de Mateo , e então olhou
para Riley com Matty . Ele engasgou quando Riley olhou para ele .

— Oh meu Deus, Riley. Você parece tão jovem ! — Mark exclamou.

—É isso aí —, Josh suspirou. — Mark e eu estamos indo para nos


tornar lobisomens porque o Botox é caro . — Mark olhou por cima do ombro
para o seu marido . Josh deu de ombros. —O quê? —

Mark sentou na cama e olhou para as características de Riley . Foi


incrível . Quaisquer pequenas rugas que ele tinha se foram ; Riley olhou da
mesma maneira que ele tinha no dia que eles se conheceram.

—É notável—, Mark sussurrou.

— Assim , Mat —, Josh olhou para o amigo. — Acho que você está se
juntando a seu marido na família lobo? —

Mateo assentiu. —Sim, eu estou. —

— Não vai ser divertido? — Josh bufou.

—Não , não vai —, Riley suspirou. — Mas vale a pena . — Riley puxou
Matty em seu peito e inalou. Ele cheirava a chuva fresca . Outro perfume subiu
nas suas narinas e a boca de Riley realmente ficou regada. Mateo cheirava ...
Os olhos de Riley mudaram e seus caninos cairam .
— Oh merda, — Mark recuou. —Hum, Mateo ? —

Mateo olhou para Riley e estremeceu. —Um, vocês poderiam levar as


crianças ? Eu acho que vai para ficar um pouco alto aqui. —

A porta ainda não tinha fechado e Riley estava sobre ele. Suas roupas
molhadas foram arrancadas de seu corpo pelas garras de Riley e depois Riley
foi banqueteando-se com o seu pau, enfiando a língua dentro do buraco de
Mateo . Riley tinha uma força incrível. Mateo estava em suas mãos e joelhos
com Riley atrás dele .

—Porra, você cheira tão bom —, Riley rosnou.

A costas de Mateo arquearam quando Riley bateu nele com força


total. Sua bunda estava em chamas quando o pau enorme rasgou através
dele. Mateo estendeu a mão para a cabeceira da cama quando Riley começou
a bater-lhe no colchão .

— Tenho que marcá-lo —, Riley engasgou . — Quero... —.

Mateo fechou os olhos . — Faça isso. —

Os quadris de Riley tremeram e ele encheu Mateo ao máximo. —


Meu! —

A explosão de calor o engolfou e Mateo gritou , com os dedos


segurando a cabeceira da cama. Riley rugiu e caiu em cima dele enquanto o
orgasmo de Mateo rasgou através dele. Dor queimou em seu ombro e Mateo
gritou. As pinturas caíram das paredes enquanto Riley manteve-se
empurrando , com os caninos alojado no ombro de seu marido.

— Ohhh , foda-se ! — Mateo gritou . A dor foi imediata ; doeu menos


do que levar um tiro no entanto. O calor rasgou através de seu corpo quando o
lado tremoço através da mordida de Riley corria em suas veias . O primeiro
osso quebrou em sua coxa e Mateo soltou um alto grito ilegível .
Josh virou-se para a sala quando o vidro quebrou . Ele ergueu as
sobrancelhas para Wayne , que acaba de encolher os ombros. Mais vidros
quebraram e em seguida, houve ruídos batendo . Sam cobriu uma risada
quando os baixos ruídos guturais vieram do quarto. Ele sabia como o primeiro
acasalamento era, bem como a primeira mudança . Mateo estava em um
pouco de dor horrível.

Gritos flutuavam através da porta de madeira e Sam podia ouvir Riley


pedindo desculpas em sussurros . Os pensamentos de Mateo ficou claro , o
homem estava com dor agonizante. Sam segurou Dakota pela mão, e ficou
enfrentando a porta do quarto , quase em transe. Parecia que horas se
passaram antes da maçaneta da porta girar e Riley colocar a cabeça para fora
e acenar-lhes .

— Você tem que ver isso. —

O grupo foi atrás de Riley no quarto. Mateo estava do seu lado , de


olhos fechados e ofegante. Seu casaco preto brilhava à luz da janela. Ele era
enorme . A cama quebrou no meio com seu peso.Matty correu para o quarto e
gritou ao lado da cama. Riley pegou e colocou-o sobre o colchão . Matty
abordou com cuidado seu pai , farejando o ar . Ele se aconchegou no lado de
Mateo e descansou a cabeça entre suas patas.

—Eles são tão bonitos! — Riley sussurrou.


— Uma família grande e feliz de lobisomem —, Mark sorriu.

— Exceto por Maggie, — Riley lembrou. — Ela precisa ficar desse


jeito. Lobisomens fêmeas são essencialmente feral , não importa o que você
faz . —

A porta da frente se abriu e Nadine entrou com Kane, que correu


para o quarto e seu companheiro. Sam teve de rir quando Kane tentou
levantar-se para a cama. Ele ainda era muito pequeno para fazer o salto .

Ele pegou seu filho e colocou-o ao lado de Matty . Kane cheirou


Mateo, e , em seguida, estabeleceu-se ao lado do seu companheira.

— Quanto tempo demora para a marca da pata ficar lá? — Sam olhou
para Wayne.

— O meu começou a desvanecer quando completei cem anos. Não


me interpretem mal, ela ainda está lá , sob o meu cabelo, mas ela está
desaparecendo. Kane vai usar a marca por um longo tempo . —

— Sim, e é melhor você começar a lembrar-lhe quem está no


comando agora—, disse um Roane sorrindo. —Mesmo que Wayne iria tomar o
lugar de alfa, eu ainda tinha que mostrar a ele quem era o chefe. — Wayne
revirou os olhos.

— Acho que é melhor comer alguma coisa —, disse Conner , olhando


para os lobisomens na cama. — Vocês caras vão ficar com muita fome. — À
menção de alimentos , a cabeça de Mateo levantou e Conner sorriu.

—Está vendo? — Mateo se deslocou na cama , espalhando as patas


traseiras para fora. Um estalo alto encheu a sala e Mateo lamentou.

—Ele está mudando de volta—, Wayne se sentou na beirada da cama


e estudou o rosto de Mateo. — Você tem que deixá-lo vir naturalmente. Eu sei
que seu primeiro instinto é lutar com unhas e dentes , mas isso só faz com que
seja mais difícil. Os bebês podem mudar com mais facilmente porque os seus
corpos ainda são maleáveis . Você não tem esse luxo. —

Riley se sentou perto de Mateo e colocou a cabeça em seu colo. —Eu


estou bem aqui. Apenas respire , querido , agradável e lento —.

— Vamos dar-lhes um pouco de privacidade , né?— Dakota pegou


Kane e sorriu quando ele choramingou.

—Você quer que eu pegue Matty , também? — Ele beijou sua


pequena orelha. — Não se preocupe, nós vamos buscá-lo. — Dakota apontou
para Sam para conseguir outro filhote.

Assim que a porta se fechou , Mateo deixou escapar um gemido. Oh


merda , ele estava em um pouco de dor séria.

—Eu sei . Eu só passei por isso —, Riley sussurrou , acariciando a


cabeça de Mateo.

—Você ouviu isso? — Mateo suspirou. — É claro que você fez.—

—Bem, agora não temos que discutir os prós e contras , não é? Acho
que Matty decidiu que seus pais deveriam ser lobisomens. —

— Ele tinha que ter sabido se você estivesse mudado, eu mudaria


também. Não há nenhuma maneira no inferno que eu sou viver minha vida
sem você nela . —

Riley fechou os olhos quando a dor de Mateo tornou-se muito pior.


Ele tentou acalmá-lo com as suas mãos e falando baixinho para ele. Mateo
empurrou na cama e , em seguida, tudo estava acabado. Riley cobriu-o com
um cobertor e deu um beijo em sua testa.

— Descanse um pouco , ok? Vou trazer o jantar quando estiver


pronto . — Riley caminhou até a porta .

— Riley ? —
— Sim ? —

—Você poderia fzaer Maggie entrar?— Mateo sorriu.

—Sim, eu posso fazer isso. Feche os olhos por um pouco . — Riley


deu em Mateo um beijo carinhoso e saiu para o sala de estar . Sam e Dakota
estavam sentados no sofá assistindo Kane perseguir Matty ao redor. Quando
ele se aproximou do sofá, Dakota olhou para ele com um sorriso.

—Como está Mateo? —, perguntou Dakota, movendo-se sobre o sofá


para dar a Riley espaço.

— Cansado —, Riley esfregou o rosto com as mãos. —Nós estávamos


falando sobre isso antes de virmos para a Irlanda. Eu fui ver o meu pai na
prisão. Ele está morrendo , — Riley suspirou tristemente. —Quando eu vi o
meu rosto no espelho , eu não pude deixar de pensar sobre o envelhecimento .

Dakota assentiu. —Eu sei . Às vezes eu acho que eu vou falar com
meus pais de novo algum dia . Eles ainda são minha carne e sangue , não
importa o quanto eles me machucam. —

Sam suspirou quando Kane chegou a parar de correr ao lado do sofá


e inclinou a cabeça para ele.

—Você poderia mudar para trás? — Sam pegou seu filho e segurou-o.

—Acho que ele prefere ser um lobisomem , — Dakota sorriu.

Ele inclinou a cabeça para o lado , enviando uma mensagem mental


para Wyatt.

— Ei , rapazes ? — Wyatt sorriu .

—Você quer nos dar uma luz do por que nossos filhos lobisomens
correr em forma de lobo todo o tempo ? — Dakota perguntou.
— Puxa, deixe-me pensar . Deitado de costas durante todo o dia em
um berço olhando para alguma porcaria estranha acontecendo em torno de um
círculo sobre sua cabeça, ou correr ao redor livre e começar a cheirar e ver as
novas e emocionante coisas? Hmm, me pergunto por que eu sempre estava
em forma de lobo ? —

—Bem, quando você coloca dessa forma—, Dakota sorriu.

—Mal posso esperar para ver os meus sobrinhos e sobrinha ! —


Wyatt sorriu.

— Obrigado, Wyatt. Eu não sei por que não tinha pensado nisso . —
Sam sorriu para Kane puxando sobre a perna da calça . Ele estava fazendo
pequenos ruídos rosnando.

—Então, um alfa , não é? Eu aposto que você não vê o que vem por
ai —, Wyatt riu alto .

Dakota virou-se para Riley e sorriu. — Oh, havia um monte de coisas


que eu não esperava . —

—Eu ouvi . Riley e Mateo não foram ensinados a desligar seus


pensamentos ainda. Eu vou ser marcado para a vida —, Wyatt sorriu .

O rosto de Riley aqueceu . — Oh, Deus , você quer dizer ... ? —

— Esta tudo de bom , tio Riley. Vou pegar um pouco de terapia e ser
bom como novo —, Wyatt sorriu.

Riley suspirou alto em suas mãos. — Oh, merda. —

—Sim , um, obrigado pela informação , Wyatt . Nós vamos entrar em


contato com você depois, ok? — Dakota esfregou os ombros de Riley.

—Sim ! — Riley se levantou. —Eu vou pegar Maggie para Mateo. Será
que temos um horário para o jantar ? —
— Conner disse que em cerca de 20 minutos ou mais—, Sam
forneceu.

—Ok, bom. Isso vai me dar tempo para me jogar de um penhasco de


vergonha — .

Dakota riu enquanto Riley fez o seu caminho para a cozinha. Wayne
entrou na sala de estar e Kane sentou-se imediatamente aos seus pés. Wayne
sorriu e o pegou. Mesmo na forma de lobo , Kane assemelhava-se a Sam . Seu
primeiro surto de crescimento já havia acontecido.

— Bem, agora, eu aposto que você está com fome, não é? — Wayne
puxou Kane para ele. — Eu sinto falta deles nesta idade. —

—Eu ainda não acredito que ele vai ser o alfa, — Sam balançou a
cabeça. — E ele já escolheu seu companheiro. —

—Eu não estou surpreso. Dois grandes guerreiros lado a lado. Faz
sentido, — Wayne meditou. — Nós não sabemos o que está por vir no futuro ,
eles sabem — .

Dakota suspirou olhando por cima do ombro para o quarto que Mateo
estava ocupando . — Eu me pergunto se eles viram isso? —

— Eu acho que Matty sabia o que Riley faria, — Sam tomou o rosto
de Dakota em suas mãos. —É o que eu teria feito. —

Wayne colocou Kane de volta para baixo e ele imediatamente saltou


sobre Matty , prendendo-o ao chão. Os dois deles rolavam no chão beliscando
um ao outro.

—Eles são tão bonitos —, Dakota sussurrou.

— Destinados a ficarem juntos desde o nascimento, — Sam apertou


os dedos de Dakota . —Eles vão ter um inferno de uma história de amor. —

Wayne cruzou os braços . —Eu acredito que sim. —


— Wayne —, Conner enfiou a cabeça para fora do quarto .

— O que ? —

—Vá para Riley, Mateo e os bebês —, disse Conner tristemente . —


Eles precisam de alguém para conversar . —

Riley estava sentado na frente do computador com Mateo e os


gêmeos . A tela estava preta , e em seguida, a imagem do seu pai se tornou
clara. Ele estava deitado em uma cama em que parecia ser a enfermaria. Riley
engoliu o nó na garganta e segurou Maggie até a webcam.

—Olha, meu pai . Ela não se parece com a mãe ? —

— Ela é tão linda , Riley —, Edgar tentou sorrir. — Deixe-me ver o


meu neto . —

Mateo puxou Matty que felizmente estava em forma humana no


momento.

Edgar apertou as mãos. —Eles são apenas bonitos . Você fez uma
bela família . —

— Estaremos de volta em breve , pai , e então você pode segura-los


—, disse Riley, tocando no ecrã.

Edgar balançou a cabeça tristemente. — Eu sinto muito , filho. Eu não


tenho muito tempo. —

—Mas você disse... — Riley resmungou .


—Eu sei , meu filho , eu não queria que você sentisse pena de mim. É
a minha vez. —

— Mas eu posso ajudá-lo! — Riley soluçou.

Edgar colocou a mão sobre a tela onde estava seu filho. — Eu vivi
minha vida. Deus sabe que eu poderia ter feito muito melhor com você e vou
me arrepender quando eu me for , mas este é o meu destino , meu filho. —

—Eu posso te tirar de lá! Eu posso consertar você ! — Riley gritou .


Os braços de Mateo vieram ao seu redor e Riley soluçou.

— Oh, Riley, — Edgar limpou os olhos. —Eu vi os meus netos , você e


Mateo estão felizes , isso é tudo o que importa . Eu mereço estar onde estou .

— James pode te tirar de lá , Edgar , — Mateo ofereceu calmamente.

—Não, ele não pode. Traição é algo que James ainda não pode
consertar —, Edgar apontou.

— Mas você não entende , pai. Eu posso curá-lo ! —

— Mesmo se você pudesse, filho, então eu estaria trancado até meus


últimos dias . Eu quero que você seja feliz, você me entende ? Eu amo você,
Riley, com todo o meu coração e eu estou tão orgulhoso de você . —

Riley quebrou nos braços de Mateo e Mateo tentou sorrir para Edgar.
Os gêmeos começaram a chorar e ele segurou sua família para mais perto
dele.

—Eu vou protegê-los com a minha vida , Edgar , — Mateo prometeu .

—Eu sei que você vai , Mateo. Você é um bom homem, eu tenho
orgulho de chamá-lo de meu filho-de-lei . Riley não poderia ter escolhido um
marido melhor . Você cuide dessas crianças. —

—Pai, por favor!— Riley pediu. —Podemos ser uma família agora. —
— Vocês são uma família , Riley . Cuidem um do outro . Eu te amo ,
nunca se esqueça disso. —

A webcam cortou e Riley agarrou o computador. —Não! Pai! —

Mateo puxou Riley contra seu corpo que tremia com os soluços .
Matty foi contorcendo para seu pai e Mateo o colocou mais perto de Riley.
Ocorreu-lhe que Matty pode ter visto isto vindo também. Eles ficaram sentados
para o que pareceram horas . Wayne entrou na sala e passou a mão pelo
cabelo de Riley.

—Ele está em coma, Riley. —

—Eu quero ir para casa —, Riley fungou . —Eu quero vê-lo. —

— Nem pense em tentar curá-lo. Ele vai morrer, Riley. Ele está muito
longe e não iria ser justo com ele , mesmo porque isso não iria funcionar. —

— Por que não ?— Riley gritou . — Por que a vida tem de acabar para
ele, mas não para mim ?—

—Você realmente quer curá-lo e fazê-lo ficar na prisão até que ele
morra ? Que tipo de vida é essa? —

—Ele vai estar aqui, comigo e eu posso vê-lo . —

—Isso é egoísta, Riley. — Wayne balançou a cabeça.

—Eu não me importo! —

— Riley —, disse Mateo suavemente. —Você está assustando os


gêmeos . —

Riley respirou fundo . Os olhos de Maggie eram enormes e à beira de


transbordando de lágrimas.

O lábio inferior de Matty tremia .


—Oh Deus, — Riley sussurrou. —Eu sinto muito. — Riley pegou os
filhos e os manteve perto.

—Eu sinto muito. —

— Acho que devemos ir para a cama. — Mateo levantou-se e colocou


o braço em torno de Riley. — Vou trazer o jantar para o quarto, Riley. —

Mateo esperou por Riley para sair antes de se virar para enfrentar
Wayne. — Edgar poderia ser curado com nosso sangue? —

—Ele não iria querer isso —, Wayne balançou a cabeça. — James


tentou , acredite em mim , ele tentou fazer com que Edgar saisse, ou mesmo
negociar uma sentença mais curta , mas a traição não é algo que os Estados
Unidos toma de ânimo leve. Mesmo com todo o poder que detém , James não
poderia tirar Edgar de lá. Ele ofereceu-o de qualquer maneira, e Edgar disse
não. —

Mateo piscou . — Ele o quê?—

—Ele disse que não merecia ser solto . Isso era o que ele queria. Ele
tem um DNR7 —.

Mateo suspirou e passou as mãos pelo cabelo. —Tudo bem . Eu vou


fazer o que puder com Riley , mas isto vai bater-lhe com força . —

— Sim. Isso já o bateu —, disse Wayne tristemente.

7
O pedido de DNR é geralmente feito pelo paciente que permite que as equipes médicas que cuidam deles sejam
obrigados a respeitar os seus desejos.
A noite não tinha ido bem . Mateo acordou grogue e grudado nas
costas de Riley. Os gêmeos foram na frente de Riley, ambos aninhado em seu
peito. Mateo passou a mão sobre o quadril de Riley. Tinha sido uma noite,
emocional.

Riley tinha chorado durante horas e Maggie tinha chorado com ele.
Matty parecia entender o que estava acontecendo e tentou o seu melhor para
acalmar seu pai por ficar em forma humana, e se aconchegou em silêncio ao
lado dele.

Mateo deslizou para fora da cama em silêncio e foi ao banheiro . Ele


jogou um pouco de água no rosto e olhou no espelho .

Sua boca caiu quando ele olhou para seu reflexo . Nem um cabelo
grisalho estava presente e todas as suas linhas de riso e outras rugas se
foram. Ele parecia ter trinta anos novamente. Ele inclinou a cabeça de lado a
lado .

Foi incrível . Seu cabelo era brilhante e preto sólido novamente.


Mateo deu mais um olhar, e então rastejou de volta para o quarto.

Os olhos de Matty estavam abertos e ele estava se mexendo . Maggie


estava dormindo na curva do braço de Riley. Mateo pegou seu filho e beijou-
lhe o nariz.

—Bom dia —, ele sussurrou. Matty fez um som suave e , em seguida,


ouve uma batida calma na porta.

Mateo abriu para ver Sam em sua cueca boxer com Kane em forma
de lobo .

—Hey,— disse Sam calmamente. —Eu acho que Kane quer ver seu
cara e dá uma corrida. Você esta ok com isso? —
As sobrancelhas de Mateo franziram. — Por que você está de cueca ?

— Porque elas são baratas e não vou perdê-las quando eu arruiná-las


por mudar. Eu poderia ter vindo nu... —

— Sim, não, obrigado —, Mateo acenou com a mão no ar e saiu do


quarto, fechando a porta suavemente atrás dele. —Eu já vi o suficiente de
vocês nus , na verdade , eu já vi mais nudez no últimos dez anos do que eu
tenho todo o tempo que eu estive no Exército . —

—Isso é dizer muito , — Sam sorriu .

— Eu sei—, Mateo seguiu Sam fora . O tempo estava um pouco frio,


mas nada para fazer seus dentes tagarelar . Matty mexeu em seus braços, e
em seguida, mudou.

—Isso deve ser tão bom —, suspirou Mateo .

Sam colocou Kane para baixo e ele imediatamente correu para Mateo
, pulando sobre suas pernas. Mateo colocou Matty para baixo e Kane pulou em
cima dele , mordendo seus ouvidos. Ambos os filhotes correram na direção do
gabinete e a voz de Sam se fez ouvir .

— Kane ! — Kane chegou a parar de correr e olhou para o pai.

— Você não precisa ir lá perto , entendeu? — Sam colocou as mãos


nos quadris. Kane deu mais um passo para frente, tudo enquanto assistia seu
pai intensamente. Sam levantou uma sobrancelha e depois mudou totalmente
. Um rosnado alto deixou seus lábios e Kane apoiou em Matty com um grito .

— Bem, agora, parece que Roane estava certo. Você tem que
estabelecer que é o chefe com o seu próprio filho — Mateo sorriu. Sam bufou e
bateu Mateo com sua cauda .

—Idiota , e ai bebezão? — Sam bateu Mateo na coxa.


Mateo cruzou os braços , sacudindo a cabeça . Ele não era um
covarde , por qualquer meio , mas a dor que veio com a mudança ? Oh,
inferno não. Ele iria colocá-lo fora por tanto tempo quanto podia.

Matty gritou de repente e a cabeça de Mateo se virou para a direção


do local das fêmeas . Uma das fêmeas foi perseguindo seu filho .

Era como respirar . Mateo mudou totalmente e lançou um rugido tão


alto enquanto ele balançou a esgrima. A fêmea se voltou para ele com um
grito.

— Nola — O rugido de Wayne rachou a terra na frente dele .

Mateo pegou o filho pela nuca com os dentes. Kane estava olhando
para a fêmea , com os dentes para fora e pele macia arrepiada. Sam empurrou
seu filho em seu traseiro e eles se afastaram da esgrima.

—Vá em frente caras, eu vou ter uma conversa com Nola —. Wayne
estreitou os olhos para a fêmea. Ela ainda era um pouco nova para a vida de
um lobisomem feminino. Ela não tinha sido uma por tão longo tempo como o
resto delas tinha . Ele aproximou-se da cerca e olhou-a . — Você ia machucá-
lo? —

Nola piscou . —Eu só queria jogar . Os outros são muito antigos. —

Wayne sorriu. — Não deixe que Josephine ouça você dizer isso . —
Wayne ficou sóbrio e olhou Nola nos olhos . —Eu tenho sua palavra de que não
iriam machucar o filhote? —

—Eu nunca faria mal a uma criança intencionalmente , — Nola bufou .

Wayne ergueu as sobrancelhas . — Vá para dentro e mude. Eu


preciso falar com você. — O rabo de Nola passou entre suas pernas e Wayne
sorriu. —Eu prometo que não vou gritar . —
Nola bufou, mas fez o que lhe foi dito. Wayne se encostou no portão
e esperou. Nola veio de volta em uma camiseta e jeans. Ele levantou uma
sobrancelha e sorriu.

— Quantos anos você tinha quando foi mudada, Nola ? —

Ela colocou as mãos nos quadris e deu a Wayne um olhar severo . —


É um pouco falta de educação perguntar a idade de alguém —.

Wayne sorriu. — E então? —

Nola suspirou. —Quando eu era humana, eu fui mudada aos dezoito


anos . —

— E quantos anos você tem agora? — Nola franziu o cenho. —Eu não
sei. Sessenta ou algo assim ? Eu não estou comemorando —, ela retrucou .

—Você parece mais calma do que as outras mulheres. Por que isso?
— Nola olhou de lado a lado .

Wayne estreitou os olhos . — Nola ? —

— Está tudo bem , Nola . Eu assumo a responsabilidade . — Wayne


se virou ao som da voz de Evangeline .

—Você vai assumir a responsabilidade por quê?— Wayne exigiu.

—Eu tenho injetado Nola desde que eu vim aqui para estar com as
mulheres grávidas. — Evangeline caminhou até Nola com um sorriso. —Ela
esta levando muito bem os remédios. —

—Que remédios? Você não pensou em perguntar-me em primeiro


lugar? — Wayne se aproximou da mulher e a olhou com cautela.

—É uma combinação de Xanax uma medicação bipolar, juntamente


com alguns outros potenciadores de humor . —
— Defina potenciadores. — Wayne cruzou os braços e olhou para
Evangeline .

— Maconha —.

Os olhos de Wayne arregalaram. — Você dopou as mulheres? —

—Não, só Nola —, Evangeline sorriu. —Eu só fiz isso uma vez para
ver como ela reagiria . —

—Eu comi muito—, Nola sorriu.

— E agora? Você injeta ela dia a dia ou algo assim? — Wayne se


aproximou.

— Não, uma vez por semana ela recebe uma combinação de drogas.
O Xanax e medicação bipolar parece funcionar melhor , embora em doses
muito mais elevadas do que inicialmente . —

Wayne olhou para Evangeline , e depois voltou sua atenção para


Nola. —Vá para dentro , eu preciso falar com Evangeline . —

Nola fez uma pausa e olhou entre os dois .

—Eu não vou gritar: — Wayne sorriu em garantia .

Ele esperou por Nola ir para dentro da casa antes de voltar para
Evangeline . —Por que você esta fazendo isso? É por causa de Alexander, não
é? —

Evangeline suspirou. —Eu não vou mentir. Eu quero ficar com ele
para o resto da minha vida , mas eu não posso fazer isso . Se ele me morde ,
eu vou acabar feral e Deus sabe o que vai acontecer. E se a sua verdadeira
companheira vem junto ? E se eu perdê-lo? —

Wayne sorriu e inclinou a cabeça . —O que faz você pensar que você
não é sua companheira ? Vocês estão juntos a um longo período de tempo .
Então, o que na terra verde de Deus que te faz pensar que você não é ? Ele te
ama com todo seu coração e ele nunca iria deixá-la , Evangeline, não por
qualquer uma. — Wayne estudou a face de Evangeline . — Você o conhece. —

Evangeline abriu a boca para falar, quando a voz de Alexander


flutuou ao vento. Ela virou-se para ver o homem que amava andando no seu
caminho. Com mais de 1,87m, Alexander ficou bem acima dela seus olhos
negros a derreteu quando ele sorriu . Ela o amava . Ela sempre o amaria.

“Como eu cheguei a ter essa sorte?”

Evangeline recuou, com sua boca aberta em surpresa. — Alexander ?


“Olhe para os olhos. Você é um homem de muita sorte Alexander Romasko .


Talvez mais tarde eu possa convencê-la para fazer isso uma coisa...”

— Alex ! — Evangeline assobiou.

Alexander parou e olhou para o rosto bonito de Evangeline . Suas


bochechas estavam vermelhas com constrangimento.

“Oh Deus. Ela acabou de me ouvir?”

— Sim, eu fiz—, Evangeline sorriu. —Eu ouvi você . Oh Deus , Alex ,


eu ouvi de você! —

Alexander deu um passo atrás . — Você me ouviu ... ? Mas isso


significaria ... —

—Estamos ... acoplado , — Evangeline sussurrou.

—Diga alguma coisa para mim. — Alexander tomou Evangeline em


seus braços.

—Eu te amo , Alex — .

Alexander suspirou de alívio . —Eu ouvi você dizer que você me ama.

— Parece que o destino decidiu que os dois tinham esperado o
suficiente . — Wayne sorriu para os dois juntos . — Ao que parece a sua
companheira decidiu ir em suas costas e trabalhar com Nola —.

Alexander fez uma careta. — O que ele está falando? —

— Obrigado, Wayne. — Evangeline olhou para ele. Ela virou-se para


Alex e espalmou seu rosto.

— Vamos conversar ? —

— Sim, entre outras coisas, — Alex sorriu maliciosamente.

—Não morder. — Evangeline apontou para ele . — No entanto —.

Mateo correu , com o vento chicoteando seu casaco. Deus , ele


nunca se sentiu tão livre . Ele podia ouvir tudo, ver por milhas , e cheirar tudo
ao seu redor, a erva fresca, a água salgada do oceano. Foi inacreditável. Sam
correu ao seu lado, com os meninos um pouco à frente deles , trotando lado a
lado.

Mesmo que Kane era um alfa, ele tratou Matty como seu igual .
Assim que eles chegaram à praia, Mateo correu para dentro da água gelada ,
com Matty direito ao seu lado. Eles bringaram por horas até que os garotos
pareciam quase desmaiar de exaustão. Mateo agarrou Matty pela nuca e
levou-o de volta em direção às casas. Kane estava dormindo na boca de Sam .

Foi adorável.

Quando eles se aproximaram do recinto, Mateo notou Riley com


Maggie vendo o sol fazendo a sua descida. Ele seguiu Sam na casa de campo e
colocou Matty suavemente na cama antes de descer ao chão para mudar de
volta . Deus , a dor ainda era insuportável .

Os ossos rachavam e Mateo tentou manter a calma quando ele


mudou de volta à forma humana. Matty foi xingando baixinho em seu sono e
Mateo sorriu para seu filho. Ele beijou seu nariz e pegou um jeans .

Conner estava com Wayne, Sebastian e Nicholas na cozinha e Dakota


estava no sofá , com Kane em seus braços.

— Você vai ver Riley ? — Dakota sussurrou.

Mateo assentiu. —Eu acho que nós vamos sair de manhã . Ele quer
ver o pai. —

—Ele vai precisar de você mais do que nunca , Mateo —, disse


Dakota tristemente.

— E eu vou estar aqui. — Mateo saiu para a esgrima e colocou os


braços em volta de seu marido . Riley recostou-se contra ele e fungou .

—Eu sinto muito, Riley. Eu não me lembro muito dos meus pais, mas
eu sei que isso deve esta machucando você além da crença. —

—Foi muito mais fácil quando ele me odiava —, Riley inclinou a


cabeça para trás para olhar para Mateo.

— É exatamente isso , Riley . Ele nunca fez . — Mateo puxou Riley e


segurou-o perto. Maggie soluçou e Mateo beijou sua testa .

— Nós somos uma família agora, nós sempre seremos. —


No minuto em que eles desembarcaram em Tucson, eles já estavam
em seu caminho para a prisão. James estava se reunindo com eles lá, porque
eles precisavam de passes dos visitantes especiais. Como se puxado para cima
, Mateo notou Derek no SUV que estava estacionado ao lado do carro de
James. Ele ajudou Riley sair do carro e, em seguida, agarrou o saco de fraldas
e levantou Maggie de seu assento de carro enquanto Riley pegou Matty . Eles
foram recebidos na recepção por Derek , juntamente com dois guardas
uniformizados .

— Uau, olha para eles—, Derek abriu um largo sorriso , olhando para
os gêmeos.

—Você quer segurar Matty ? — Riley sorriu , entregando o menino


para Derek .

Derek segurou o bebê em seus braços e olhou para cima para ver
Mateo e Riley sorrindo para ele. Ele estreitou os olhos , e então sua boca caiu
quando percebeu que os dois pareciam muito diferente. Mateo parecia saber o
que ele estava pensando e colocou um dedo sobre os lábios.

Derek limpou a garganta .

— Siga-me —.

Riley segurou a mão de Mateo , enquanto caminhavam pelo longo


corredor . Eles andaram até o final de um longo corredor e uma enfermaria
veio à tona. Riley notou James do lado de fora do quarto de seu pai , e a raiva
se levantou, antes que ele pudesse detê-la. Ele investiu contra James e
empurrou-o no meio do corredor .

James desembarcou em sua bunda com um grunhido .

—Você pode levá-lo para fora! Mas você não vai , você vai ? — Riley
rosnou .

Armas voaram de coldres e Mateo apontou para os guardas atrás


dele.

—Façam isso , e eu juro que eu vou matar todos vocês lentamente.


— Abaixe suas armas agora! — James gritou . Ele levantou-se e


endireitou seu paletó . Olhando para ambos guardas , ele apontou para a
porta. — Vocês podem ir , eu tenho isso. —

—Senhor ? —, Um deles perguntou, incrédulo , olhando para Riley.

—Eu disse para ir—, James repetiu lentamente . Uma vez que os
guardas tinham deixado , James voltou sua atenção para um Riley muito
chateado .

—Eu fiz o que pude , Riley . Eu tentei. —

— E você? Será que você realmente tentou ? — Riley rosnou , dando


um passo em direção a James .

— Eu gosto de você , Riley , eu realmente gosto—, disse Derek


calmamente. — Mas se você atacar o meu marido de novo eu não vou sentar e
ver isso acontecer. —

Riley se virou e olhou para Derek .


— Riley —. Mateo entrou em cena entre seu marido e seu general . —
Acalme-se e pense. Você sabe que James e Derek estão do seu lado . Você
sabe que James fez tudo o que podia. —

—Eu perguntei se ele queria que eu tentasse tirá-lo . Ele disse que
não. Eu ainda tentei, mesmo depois disso, — James disse , caminhando para
Riley, com os braços levantados na frente dele, com as palmas das mãos para
fora . —Eu tentei , Riley . Eu fiz tudo o que podia e falei com todos que eu
podia. Eu sinto muito . —

—Eu quero vê-lo —, Riley sussurrou.

—É claro . — James deu um passo para o lado e apontou para a


porta.

—Dê-me Matty . — Riley estendeu os braços para Derek .

— Riley, — Mateo baixou a voz .

— Vem comigo ? — Riley colocou a mão para fora para Mateo.

James ficou para trás quando Riley passou por ele com Mateo, e ele
olhou para Derek .

— Desligue as câmeras de segurança na sala. —

Derek ergueu as sobrancelhas . —O quê? —

— Nós nunca sabemos o que vai acontecer, e se algo sobrenatural ...


... acontecer, eu não quero tentar explicá-lo . A não ser que eu esteja errado e
os dois foram para uma clínica suíça e tomaram um tratamento anti-rugas,
ambos são lobisomens agora. —

—Como é que você descobriu? —, Perguntou Derek . — A ausência de


rugas ? —

—Nosso doce Riley só me fez voar 20 pés . — James levantou uma


sobrancelha .
— Certo, eu estou nisso. — Derek parou no meio da caminhada . —
Nós provavelmente deveríamos avisar a Riley e Mateo sobre isso . Eles terão
que fazer as pessoas pensarem que eles realmente foram a uma clínica suíça.
— James sorriu.

Riley se sentou na beirada da cama e segurou a mão de seu pai.


Matty se contorceu em seu aperto e Riley sorriu para seu filho.

— Este é o seu avô. — Riley apertou a mão de seu pai . — Olhe para
os seus netos , pai. Basta abrir os olhos e olhar para eles . Por favor, não me
deixe, não agora. — Dedos apertaram os seus e os cílios de Edgar vibraram .
Seus olhos se abriram e um pequeno sorriso curvou seus lábios. —Pai, — Riley
sorriu. — Olhe para os seus netos. —

Mateo sentou em frente com Maggie e Edgar olhou de uma criança


para outra. Ele sorriu novamente e em seguida, fechou os olhos. O monitor
cardíaco apitou e parou mostrando uma linha reta , percorrendo .

Riley começou a chorar e Mateo segurou seu marido enquanto ele


soluçava . Ambos Matty e Maggie pareciam tentar confortá-lo , chegando até
ele. Riley tomou Matty em seus braços.
—Nós poderíamos mudá-lo, pode ainda dá tempo—, Riley sussurrou.

— Riley —. Mateo balançou a cabeça e deu um beijo na têmpora de


Riley. — É muito tarde , querido. Eu sinto muito, desculpe . —

—Ele não iria querer isso de qualquer maneira , querido. — Riley


congelou nos braços de Mateo e sua respiração parou . Ele conhecia aquela voz
. Ele a conheceria em qualquer lugar.

Riley abriu os olhos para ver sua mãe de pé junto à porta do quarto .

— Como ... ? — Riley gaguejou.

— Vamos apenas dizer que os destinos têm sido conhecido por


conceder alguns favores , — Margaret sorriu para seu filho.

—Você parece tão bem. Ser um lobisomem fez bem para você. —

—Mãe ? Mas ... ? — A boca de Riley ficou aberta .

—Então, Mateo, parece que você ainda tem pleno uso das suas
faculdades —, Margaret sorriu para o marido do seu filho. — Riley fez bem .
Você não é um espectador ! —

—Obrigada ? — Mateo olhou para a mãe de Riley.

— Olhe para os meus netos ! Oh! Eles são tão adoráveis ! — Margaret
sorriu para os gêmeos . —Estou muito feliz por você, Riley. Sei que as coisas
eram difíceis para você por um longo tempo e você se sentiu sozinho. Eu
sempre fui com você. Mesmo se você não podia me ver, eu estava lá. Você
tem um grande amor, assim como o seu pai tinha por mim. Ele foi sobre as
coisas da maneira errada, e Deus sabe que eu vou bater na sua bunda por
isso. — Margaret sorriu enquanto a boca de Riley ainda estava aberta . —
Querido, por favor, feche a boca . —

— Mas ... você se foi . Quer dizer que você tem ido há anos. Por que
agora? — Riley levantou-se e caminhou até sua mãe.
—Porque você precisava de mim. Você precisa saber que era assim
que seu pai queria. James Pruitt defendeu seu pai , eu estava lá , eu sei. Seu
pai não queria ser liberado. Com o dinheiro vem poder e abusar dele significa
cruzar a linha entre o bem e o mal. Seu pai fez um erro e pagou por ele. Você
acabou de pagar por isso também. Você é um homem forte, Riley. Eu sempre
soube que você seria. No dia do acidente, eu implorei para que você fosse
poupado. Minhas preces foram atendidas . Você vai viver uma vida longa ,
assim como a cartomante previu, com os seus belos gêmeos e seu marido ao
seu lado. Seu pai e eu vamos continuar a cuidar de você . Só saiba que você é
amado . —

—Você está ido agora? — Riley limpou os olhos.

—Estamos —, Margaret assentiu. —Mas nós sempre estaremos por


perto . Estou tão orgulhosa de você Riley, do homem que você se tornou .
Você vai ser um pai maravilhoso . —

—Sim, ele vai —, disse Edgar , aparecendo ao lado de sua esposa .

—Pai, — Riley caiu para trás e para os braços de Mateo .

— Você vai ser um pai muito melhor do que eu , filho. Cuide bem de
sua família. Sinto muito , meu filho ; você nunca vai saber o quanto . —

— Ele sabe, não é Riley ? — Margaret colocou a mão no rosto de


Riley.

Riley engasgou com o toque da mão de sua mãe. —Eu posso te


sentir. —

Margaret puxou seu filho em seus braços e inalou seu cheiro . Este foi
o seu pequeno bebê que tinha crescido. Mateo entregou os gêmeos e eles
tiveram um abraço em grupo .

— Tome cuidado um com o outro. — Sua mãe começou a


desaparecer e Riley pôs as mãos para fora. —Espere , não vá ainda! —
—Nós sempre estarei por perto , Riley . Nós te amamos, —a voz de
Margaret flutuavam ao redor da sala . —Sempre —.

Seus pais desbotaram e Riley se virou nos braços de Mateo . Calor e


paz inundou-o enquanto seu marido o segurou. Os gêmeos se aconchegaram
em ambos e Riley fechou os olhos. Ele tinha chegado a ver seus pais pela
última vez.

No corredor , Derek olhava com o queixo caído. Ele deveria ser


usado para isso agora , ele supunha. Viver com lobisomens e bruxas havia lhe
ensinado algumas coisas . Mas as pessoas mortas falando ? James olhou para
Derek . —Está vendo? Eu disse que precisávamos das câmeras desligadas— .

— Então não foi só comigo? Você viu, também? —

James assentiu.

— Eu estive pensando. — Derek levou James em seus braços.

— Oh Deus , isso nunca é bom—, James sorriu. Ele procurou o rosto


de Derek . —Você está pensando sobre ser mudado, não é? —
—Nós não estamos ficando mais jovens . — Derek acariciou o rosto
de James. —Apesar de você ainda parecer ter trinta anos. —

— Agora eu sei que você cheirou algo—, James sorriu.

— Você viu Riley e Mateo. Eles olham jovem novamente . —

— É sobre mortalidade? Ou ser vaidoso com sua aparência ? —

— Nenhum dos dois. Trata-se de nós e para o fato de que eu quero


estar com você para sempre. Nós começamos tão tarde nossa vida , James.
Quero mais tempo com você, muito mais, e se isso significa suportar um pouco
de dor horrível para alguns minutos, então eu sou todo para isso . —

James procurou o rosto de Derek . — Você está falando sério? —

Derek assentiu.

James pensou sobre o que isso significaria . Ser um lobisomem deu-


lhes habilidades especiais , habilidades que poderia ajudar os outros. Ele
passou os braços ao redor da cintura de Derek .

—Nós vamos conversar com Wayne em breve , ok?—

Derek se inclinou , roçando seus lábios contra James. —Tudo bem .


— Lobisomem , né?—

Derek enrijeceu nos braços de James. Ele virou-se lentamente e


engasgou .

—Olá , meu filho. —

—Pai? — Derek sussurrou. Ele podia ver-se refletido nos olhos do


homem mais velho .

—Oh meu Deus—, disse James lentamente. — Você se parece com


ele. —
—Olá , James. É muito bom conhecê-lo. —

—Sr. Jacobs. — James estendeu a mão.

— Oh , o inferno não, você pode me chamar de papai ou Derek se


preferir —

Derek apertou a mão de James e olhou para seu filho . — De


qualquer forma, não poderia me importar menos que você era gay. — Derek
sorriu.

Mateo inclinou-se contra a parede da cozinha , observando como


Riley vasculhou os armários na cozinha enquanto ele cantarolava junto com a
música da sala de estar . A bunda do seu marido estava saltando para cima e
para baixo enquanto ele puxou panelas e frigideiras. Mateo sorriu enquanto
Riley se dobrava.

Deus , como ele amou aquela bunda .

Tinha passado uma semana desde que Edgar tinha sido enterrado e
Riley parecia , pelo menos um pouco melhor. Vendo seus pais juntos havia lhe
dado uma sensação de paz. Ele se desculpou com James - e Derek - por suas
acusações e comportamento agressivo.

Matty tinha passado por um outro surto de crescimento e agora


pesava 14 qlosui . Maggie foi dormindo no berço ao fundo do corredor ,
enquanto Matty estava perseguindo a bola balbuciando que Wyatt havia dado
a ele.

Eles estavam indo para ter seus amigos esta noite para o jantar. Foi
a maneira de Riley de celebrar a vida de seus pais , o nascimento de seus
gêmeos e suas transformações em lobisomens . Sawyer e Troy vinham , assim
como Wyatt e Preston, junto com alguns outros do grupo.

As coisas eram , bem, estranho , desde os pais de Riley tinha


aparecido . Mateo não sabia se foi suas novas habilidades de lobisomem , ou
qualquer outra coisa - mas algo estava diferente.

Ele podia ouvir a maioria dos caras em sua cabeça, o que tinha sido
irritante até que Wayne o tinha ensinado como desligá-los. O destino e os
deuses criou um alfa a cada cento e cinquenta anos ou mais, segundo Taber
Maccon . Wayne seria responsável até que Kane tornou-se na idade para levar
as matilhas .

Algo tinha sido torturante para ele por alguns dias e agora ele não
poderia colocar o dedo sobre isso.

Riley se virou e Mateo sorriu para ele. Riley atravessou a cozinha e


ficou na frente dele.

— Por que você olha assim? — Riley procurou os olhos de Mateo .

— É errado para mim assistir o meu marido? Acho que você é sexy.

“ Você é um bom cachorrinho !” Matty deslizou pelo chão da cozinha


quando a sua bola falando saltou contra a parede. Matty bateu na bola com a
pata, enviando-a através da cozinha e saiu para a sala de estar. Uma luz
brilhante apareceu na cozinha e , em seguida, Aidan tomou forma .

— Oi , Aidan ! —, Disse Riley alegremente.


—Olá—, Aidan sorriu para os dois. —Eu só estou parando para dizer
que há uma festa acontecendo lá em cima —, Aidan apontou para cima . —
Alguns , hum, coisas interessantes vão acontecer ao longo da próxima
semana. —

— Como o quê? —, Perguntou Riley.

—Bem, você sabe, entes queridos ido visitar ? Eu acho que o destino
e os deuses são capazes de apreciar todo o seu trabalho duro e estão
recompensando você da única maneira que sabe . Então , nessa nota, eu estou
fora para visitar alguns outros. —

— O que ele quer dizer? — Mateo levantou uma sobrancelha .

—Eu acho que ele nos quer dizer. —

Mateo girou e se apoiou na parede com um grito.

Os olhos de Riley se arregalaram. Um homem e uma mulher estavam


sorrindo para ele e Mateo. Riley deu um passo e observou os seus rostos .

—Você é ... os pais de Mateo . Posso vê-lo em ambos. —, Disse Riley


suavemente. A mulher tinha cabelos compridos pretos e os olhos verdes mais
claros , o homem teve cabelos pretos e olhos castanhos. Era como olhando
Mateo - mas uma versão mais antiga .

—É tão bom te conhecer, Riley. Eu sou Adrianna e este é meu marido


, Romeu. — Adrianna sorriu ao ver a expressão chocada no rosto de seu filho.
—Oh, vamos , agora, Mateo, não é como se você ainda não viu outras coisas
tão esquisitas . —

—Mãe ? — Mateo afastou-se da parede e se aproximou de seus pais .


Ele não se lembrava muito bem , mas as fotos que ele tinha olhado, parecia
com as pessoas na frente dele . —Pai? —
—Olhe para você , filho. Você cresceu grande e forte como eu sempre
disse que faria. Nós estivemos em torno de vez em quando, apenas para
manter um olho para fora . Você sabe aquele sexto sentido que você tem ? —

Mateo balançou a cabeça lentamente .

—Isso seria eu chutando em sua bunda , — Romeo piscou.

Matty correu de volta pela cozinha e derrapou direto em Adrianna .

— Olhe para o meu neto ! — Adrianna gritou de alegria , levantado-o


. —Embora , ele é um pouco cabeludo . —

Matty bufou .

—Você sabe de tudo isso? — Mateo acenou com a mão no ar. —


Lobisomens ? —

— Temos alguma boa companhia. — Romeo acariciou atrás da orelha


de Matty . —Podemos vê-lo como um humano? — Adriana entregou Matty a
Riley e ele mudou imediatamente.

—Ele é tão bonito! Oh, Mateo, ele se parece com você ! — Adrianna
bateu palmas com prazer. —Eu estou indo para ir ver minha neta. — Adrianna
desapareceu.

— Ela faz muito isso. — Romeo sorriu para seu filho com seu marido .
—Estou tão orgulhoso de você , Mateo , eu sempre fui. Sua mãe e eu estamos
muito felizes que você encontrou o amor com Riley. — Romeo virou a atenção
para o homem ao lado de Mateo. — Você foi a melhor coisa que já aconteceu
com ele. Você é um bom homem , bem como, Riley. Nós nunca vamos estar
muito longe , e vamos olhar em você de vez em quando . Estou ansioso para
vê-los viveren uma longa , longa vida. Agora, eu estou indo para ir ver a
minha neta. —

Romeo desapareceu e Riley olhou para Mateo. — Este é... —


— Ela é tão linda ! — Adrianna reapareceu .

Riley saltou de surpresa .

— Desculpe por isso. Ela se parece com Margaret ! É estranho ! —

—Você conhece a minha mãe ? — Riley sussurrou.

— É claro que eu conheço—, Adrianna sorriu e estendeu a mão para o


rosto de Riley. — Ela ama você. —

Calor acariciou sua bochecha, e Riley sorriu. — Muito obrigado . —

Adrianna estendeu as mãos para Mateo. Ele parecia um pouco


desconfortável. —Eu não vou te morder .Mas posso espancá-lo . — Adrianna
sorriu quando Mateo fez uma careta . — Venha aqui. — Adrianna puxou Mateo
em seus braços e abraçou-o . Ela o perdeu tanto. Romeo apareceu e puxou
Riley para um abraço. Adrianna deu um beijo no rosto de Riley e Mateo , assim
como no de Matty .

—Nós temos que ir agora. — Adrianna virou-se para Mateo. —Eu te


amo, Mateo. Eu sempre amarei. Nós o queríamos muito. Eu não podia ter
filhos , e então você nos surpreendeu . Um milagre médico eles disseram: —
Adrianna riu. —Você estava destinado a ser. Tome cuidado um com o outro. —

Mateo se recompôs . Ele olhou para seus pais . — Eu sinto falta de


vocês dois. Eu também te amo . —

— Seja feliz—, disse Adrianna com um sorriso.

Riley puxou Mateo em seus braços e segurou-o quando seus pais


desapareceram. Matty balbuciou entre eles e Mateo colocou seus braços em
torno de ambos. Riley enterrou o rosto no pescoço de Mateo. Ele sabia qual era
a carga emocional que a visita tinha tomado em seu marido .

—Eu te amo, Mateo, — Riley sussurrou.

—Eu te amo—.
Troy pegou sua mala e saiu para o corredor. A mala de Sawyer já
estava pela porta da frente. Eles estavam indo para casa de Riley e Mateo , no
Arizona. Agora que os bebês haviam nascido saudáveis , ele e Sawyer poderia
prosseguir com a sua própria implantação. Troy podia ouvir Sawyer na cozinha
e dirigiu-se nessa direção. Sawyer estava inclinado sobre a máquina de lavar
louça e Troy inclinou a cabeça, olhando para sua bunda.

—Eu nunca me canso de ver isso—, suspirou Troy comicamente .

Sawyer olhou por cima do ombro e mexeu o rabo . — Sim? —

—Oh sim, — Troy balançou as sobrancelhas . Os olhos de Sawyer se


arregalaram e o cabelo de Troy subiu em sua nuca.

— O que é?— Sawyer apontou e Troy se virou.

Todos capacidade de falar o deixou e ele ficou olhando para seus


pais.

Aidan tomou forma no canto da cozinha e olhou de Sawyer para Troy,


em seguida, nos pais de Troy. Raymond e Celia Bispo estavam juntos , com as
mãos dadas , sorrindo para o filho. Aidan sorriu e piscou.

— Bem, cheguei aqui um pouco tarde —, Aidan cantou . — Surpresa!


Celia riu. —Olá , Aidan . —


— Celia , Raymond —, Aidan assentiu. —Eu vou deixar você agora.
— Aidan virou para Sawyer. —Sua mãe vai visitar você . —

—Minha ... mãe?— Sawyer encostou-se ao balcão da cozinha em


busca de apoio.

— Sim, eu devo ir agora. Vocês todos desfrutem da sua visita . —


Aidan desapareceu.

Troy ficou na frente de seus pais. Eles olharam como fizeram da


última vez que ele os viu - jovem e vibrante. Ele limpou a garganta , mas
nenhum som saiu. A mão de Sawyer enfiou na sua e ele apertou-a para o
apoio.

— Olhe para você, — Celia sussurrou. —Você é tão bonito , querido.


Eu sabia que você ia ser um grande e alto guerreiro. —

— Um lobisomem e um assassino, — Raymond sorriu largamente. —


Eu estou tão orgulhoso de você , filho. —

— Você sabe ... o que eu faço ? Quem sou eu? — Troy gaguejou.

— Claro que sim ! Nós estivemos cuidando de você , filho. —

Troy olhou para seus pés. — Eu sinto muito que eu não fiz mais
naquele dia. Eu poderia ter feito alguma coisa, eu poderia ter te salvado. —

—Não havia nada que você poderia ter feito—, Celia balançou a
cabeça. — Fizemos o que tinha que fazermos para protegê-lo . Eu sabia que o
homem roubaria a loja e iria vê-lo , então eu estava na frente do corredor. Eu
faria isso novamente , Troy. Você é meu filho . —

— Não vamos falar sobre isso. — Raymond adiantou-se e sorriu para


Sawyer , de pé atordoado ao lado de Troy .
— Olhe para o pequeno Sawyer? ' —, Raymond riu quando o rosto de
Sawyer aqueceu . —Você foi destinado a esta com meu filho, Sawyer. Eu não
poderia estar mais feliz com a escolha dos destinos. —

— Você sabia que eles eram lobisomens ? — A boca de Troy caiu


aberta .

—É claro que nós fizemos. Conheço John Quinton toda a minha vida .
Eu não nasci um lobisomem , assim como Joe não era, mas estávamos todos
amigos. — Raymond estendeu a mão para o filho. Troy deu um passo em seus
braços e Raymond finalmente conseguiu segurá-lo novamente. Celia juntou-se,
puxando Sawyer com ela.

— Sim , bem, — Raymond tossiu , limpando a garganta . —Estou


ansioso para ver o meu neto. Vocês cuidem bem um do outro. Sua mãe e eu
te amamos, Troy, e sempre o amaremos. Seja feliz e saiba que estamos
sempre por perto. —

—Você é um homem tão bom , Sawyer . Estou tão feliz por você e
meu filho terem se apaixonado. — Celia pisou para trás e estava ao lado de
seu marido. — Te amo tanto . — Eles desbotaram e Troy pegou Sawyer,
segurando-o com força .

—Eu não queria interromper. —

Sawyer olhou para cima para encontrar sua mãe em pé no corredor.


Longos cabelos negros corria ao redor dela e olhos esmeralda sorriam para
ele.

—Mãe ? — Sawyer sussurrou.

— Oi , amor. —

— Isabelle —. Troy sorriu para a mãe de Sawyer.


— Bem, agora, Troy Bishop. — Isabelle pôs as mãos nos quadris. —
Olha quão bonito você acabou por ser . Quase tão bonito quanto o meu filho.
— Isabelle piscou para Sawyer.

—Você já viu o pai e os meninos? — Sawyer se aproximou de sua


mãe. Ela parecia tão bonita.

—Eu estou indo para isso. Eu tenho muito a dizer , e não um monte
de tempo para dizê-lo. Nós temos um pouco de passagem a partir dos destinos
, e só acontece que tenho muito mais pessoas que eu preciso falar ainda — .

—Eu sinto tanto sua falta , mãe. —

—Eu sei . Eu sinto falta de você, também , bebê. Mas eu nunca estou
muito longe. Vocês todos cresceram tão bonitos. Eu sou tão feliz por você ,
Sawyer . Salvou-se para o seu companheiro e agora você vai ter um filho seu.
Te amei a cada minuto e sei que eu sempre vou te amar . —

Sawyer segurou sua mãe. Fazia tanto tempo, e ele nunca tinha
chegado a dizer adeus.

—Eu tenho que ir ver seus irmãos e seu pai. — Isabelle espalmou o
rosto do filho . —Eu não posso esperar para ver seu filho. —

A forma de sua mãe desapareceu e os braços de Troy o rodearam .


Sawyer fechou os olhos enquanto Troy beijou seu pescoço.

—Você está bem ? — Troy acariciou a orelha de Sawyer.

—Sim, eu estou bem . Estou tão feliz que eu pude vê-la. —

— Eu sei o que você quer dizer. Tenho certeza de que Wyatt e os


outros vão ser feliz também. —
Wyatt inclinou a cabeça para o lado e sorriu , ouvindo que Gage era
suposto estar tirando uma soneca.

Agora, porém, ele foi certamente não dormir . Eles tiveram Gage por
mais de seis meses e tanto ele e Preston queria adotá-lo . Tudo dependia de
Gage, porém, se ele queria estar com eles.

Eles tiveram a longa conversa sobre o que significava para ele e


Preston adotá-lo e Gage parecia realmente feliz com isso. Wyatt não podia
esperar para ter Gage como seu filho. Ele ouviu um assobio suave da parte de
trás do quarto e virou-se no sofá.

— Gage ? —

— Sim —.

—Você não está dormindo é você?—

—Eu estou tentando . —

Wyatt orriu , ele podia ouvir o jogo que Gage estava jogando . — Ah,
é mesmo ? Então, quem está dizendo a você que você tem uma infecção? —

— Você pode ouvir isso? —

Wyatt sorriu. —Eu sou um lobisomem assim como você, Gage. Eu


posso ouvir tudo. Você deve estar tentando dormir. — Wyatt pulou do sofá
quando uma voz feminina falou atrás dele.
—Realmente agora? Pelo que eu vi , você não era bom em tirar
sonecas , Wyatt Owen Quinton —.

Wyatt perdeu a capacidade de falar. Ali, bem na frente dele , estava


sua mãe. Os olhos de esmeralda olhou-o com alegria , mas ele estava
tremendo.

— Você cresceu tanto, Wyatt. Você encontrou o seu companheiro , e


agora você vai ter um filho para criar. Estou muito orgulhosa de você . —

Gage entrou no quarto e olhou de Wyatt para a mulher. Wyatt olhou


morrendo de medo. Gage se mexeu e ficou na frente de Wyatt , rosnando um
aviso para a mulher.

—Ele é tão adorável, — Isabelle sorriu para o filhote . — Eu nunca


machucaria Wyatt , Gage. Ele é meu filho . —

Gage deslocou para trás e olhou para Wyatt. —Ela é sua mãe? —

— Sim , ela é. — Wyatt sussurrou. —Eu sinto muito, mamãe. —


Wyatt enxugou os olhos. Ele começou chorar e nem sequer percebeu isso.

— Por que , querido? —

—Eu matei você ... quando eu nasci . —

Isabelle cruzou o espaço entre eles e tomou Wyatt em seus braços.


— Você nunca diga isso! Eu amei você e eu te amo agora. Eu sempre disse a
seu pai que se ele precisas decidir entre mim e o meu bebê , eu queria que o
bebê vivesse. Eu queria que você tivesse uma vida. Por favor, não pense
qualquer outra coisa. Você valeu a pena, Wyatt. Eu não teria nenhuma outra
maneira . Agora , eu vou estar mantendo meu olho em você —. Isabelle
estreitou os olhos para o filho com um sorriso. — Basta lembrar, você não era
tão fácil na sua idade também. — Isabelle se ajoelhou para Gage e espalmou
seu rosto. —Você tem um grande homem lá, Gage. Ele vai protegê-lo com sua
vida e te amar mais do que qualquer coisa . —
Gage assentiu. —Ele é meu papai . Minha mãe veio me ver , ela disse
que eu seria feliz aqui. —

A respiração de Wyatt ficou engatada . Gage sempre tinha chamado


ele e Preston ' tio. ' Para ouvir ' papai ' significava tudo . Wyatt pegou Gage e
segurou-o contra o peito. Ele olhou para sua mãe com um sorriso.

— Obrigado, mãe . —

—Qualquer coisa para você, a qualquer momento. Eu te amo tanto ,


Wyatt . — Isabelle notou o companheiro de seu filho entrando na sala e ela
soprou-lhe um beijo. — Cuide bem um do outro. Eu tenho que ir ver seus
irmãos ! —

Preston esfregou os olhos , mas a mulher tinha ido embora.

—Isso foi ... ? — Preston gaguejou.

—Sim—, Wyatt sorriu , levando Preston em seus braços. —Foi —.

— Papai ? —

— Sim, Gage ? — Wyatt acariciou o pescoço de Gage.

—Eu estou nu—, Gage deu uma risadinha.

— Sim, você esta. Você deve colocar algumas roupas . — Wyatt


colocou Gage de volta para baixo. Gage olhou para ele com seus grandes olhos
azuis.

—Eu tenho que tirar uma soneca? —

—Não, — Wyatt sorriu. —Eu acho que o tempo da sesta já passou. —

— Ok ! — Gage correu de volta para o quarto.

Preston viu quando Gage correu pelo corredor , com os seus risos
reverberando em todo o apartamento.
— Ele acabou de chamar você papai? —, perguntou Preston
calmamente.

—Sim, ele fez. Me pegou de surpresa — .

—Você está pronto para isso? — Preston segurou o rosto de Wyatt


em suas mãos.

— E você? — Wyatt procurou os olhos de Preston .

— Oh , sim, Wyatt. Estou pronto para tudo isso. —

John desligou o telefone com um sorriso enorme .

Isabelle tinha visitado Xander e Grayson. Seus maridos , Jagger e


Taylor, também tinha conseguido um visita de sua mãe . Grayson disse que
era a melhor coisa para Taylor porque ele sempre se culpava que sua mãe
tinha morrido de seu câncer .

Com vista sobre o oceano , ele sentiu uma espécie de paz em saber
que seus filhos tinham todos chegado a ver sua mãe. Isabelle tinha feito um
trabalho maravilhoso criando Sawyer , Grayson e Xander . Ele não achava que
ele poderia ter feito melhor.

— Ah, mas você fez , querido. —


John enrijeceu . Ele olhou por cima do ombro para ver Isabelle
sorrindo para ele. Ela parecia como no dia de seu casamento. Absolutamente
linda .

—Você não envelheceu um dia , John Quinton . Você ainda parece tão
bonito como o dia em que tomou o nosso votos. — Isabelle fez sinal em
direção à praia . —Você sempre amá-lo aqui. —

—Eu propus casar com você aqui . — John sorriu enquanto sua
mulher caminhava pela areia em direção a ele .

—Eu me lembro . Eu não acho que eu já vi você tão nervoso . Bem,


exceto para o dia em que você me disse que você era um lobisomem, —
Isabelle sorriu.

— Você riu de mim. — John levantou as sobrancelhas.

— Bem ? Um cara diz que ele se transforma em um lobo, e o seu


primeiro pensamento racional não é. “Oh , ok . Nada demais, eu só vou
comprar alguns Kibbles e Bits8 e nós estaremos bem.” —

John sorriu. — Você sempre teve um grande senso de humor ;


Sawyer recebe isso de você . —

Isabelle olhou para a água. —Estou tão orgulhosa de você , John.


Todos os quatro dos nossos meninos são gays e você nem moveu um cílio
quando eles saíram para você . Eles tiveram muita sorte de ter você . Jagger e
Taylor , também. Você os trata como seus próprios filhos. —

— Porque eles são —, John virou-se para sua esposa . — Assim


como é Preston . Esses meninos são meus. Eles não mereciam o que foi feito a
eles por suas próprias famílias — .

— Eu adoro quando você começa a ficar mal-humorado, — Isabelle


piscou.

8
Kibbles 'n Bits é uma marca de alimentos para cães.
— Jesus , Iz , você não mudou nem um pouco . —

—Não, mas você im. — Isabelle pegou a mão de John . —Você tem
mais uma chance de ser feliz , John. Isso é tudo que eu quero para você, você
sabe disso, certo? É hora de você seguir em frente e encontrar o amor
novamente . —

John balançou a cabeça. — Nunca haverá ninguém como você de


novo. —

—Haverá , e você precisa estar aberto a isso. Você tem que me


deixar ir , John. Você merece muito mais felicidade —.

—Eu tive isso com você. Eu não quero passar por isso de novo, você
não entende ? Qualquer mulher acabará por morrer . Eu não posso muda-la ,
porque ela vai acabar selvagem. —

Isabelle segurou o rosto de John . —Você foi o maior amor da minha


vida. Você me deu quatro bonitos meninos e eu fui feliz , John. Você pode
fazer alguém feliz e , por sua vez , eles vão trazer o amor de volta em sua
vida. —

—Deus, por favor não me deixe . Eu sinto tanto sua falta —, John
sussurrou, fechando os olhos.

—Eu sempre vou te amar , John. — Isabelle roçou os lábios


suavemente contra seu marido. — Seja feliz, querido . —

O calor deixou seus lábios e John abriu os olhos lentamente. Isabelle


tinha ido embora. Uma rajada de vento varreu seu rosto e um sussurro
flutuava ao vento.

Seja feliz.
Mateo viu quando sua casa encheu de gente - e risos. Todos os
homens tinham chegado a ter visitas de seus entes queridos que se foram.
Isabelle até tinha visitado Nadine e agradeceu-lhe por ajudar John a criar l
seus filhos . Eram reuniões emocionais para todos os envolvidos e Mateo tinha
de agradecer aos deuses e aos destinos que lhe permitiram ver seus pais
novamente . Riley estava em melhores espíritos à medida que mais pessoas
apareceram.

Sam e Dakota tinha vindo com eles da Irlanda para o Arizona. Com
Matty e Kane como companheiros , eles queriam dar-lhes mais tempo juntos
antes de separá-los . Riley passou a maior parte de seu tempo cozinhando na
cozinha e Mateo tentou arrastá-lo para fora mais de uma vez .

Gage e Ethan estavam perseguindo Matty e Kane ao redor da casa ,


com a bola quicando e balbuciando.

Ethan estava em vias de ser adotado por Tristan Miles e Scott


Delange . Eles iram se casar em poucos meses e Ethan ia ser o portador do
anel . Ambos os meninos tinham perdido seus pais para os rogues, mas agora
ambos tinham encontrado uma família.

Mateo esquadrinhou o quarto , olhando para todos os homens que o


ocupavam . Hayden e Ross estavam no canto conversando, enquanto Jude
ficou com Justice e Jaxon Salvatore , do outro lado da sala. Agora que ele era
um lobisomem , Mateo podia sentir a excitação , entre outras coisas, e uma
enorme onda que estava emanando de Jude cada vez que ele olhava para
Hayden.

Mateo sorriu e dirigiu seus pensamentos para Jude .


“Basta dar-se, Brooks.” Mateo sorriu enquanto Jude endureceu e
olhou para ele , com um olhar assassino.

“Cale a boca, Esposito.”

Mateo piscou e entrou na cozinha . Riley estava agachado olhando


para o fogão.

Quatro quiches perfeitamente bronzeadas estavam prontas para sair.

—Uau , o que mais você fez? — Mateo cheirou avidamente.

— Uma enorme costela de carneiro e um peru. — Riley levantou-se e


sorriu.

— Só isso? — Mateo sorriu.

—Não, eu pedi cinquenta pizzas. — O estômago de Riley rosnou. —


Deus, eu nunca estive com tanta fome! —

Mateo olhou Riley da cabeça aos pés . — Eu também não. —

Riley sorriu. — Mais tarde , bebê. Podemos quebrar a cama de novo .


— Ela não pode aguentar muito mais tempo . Ela já estava no chão
depois que terminamos da última vez . — Mateo teve de sorrir . Porque eles
mantiveram a cama quebrada, ele estava sentado no chão , o que tornou mais
fácil para Matty saltar sobre eles e acordá-los. Riley estava tendo uma porta de
cachorrinho colocada para Matty na próxima semana .

Todos se sentaram ao redor da mesa , rindo e curtindo a festa . Riley


puxou Matty em seus braços enquanto ele comeu . Maggie estava enrolada nos
braços de Mateo , dormindo pacificamente . Nas quase duas semanas de
idade, ela foi muito intuitiva.

Riley sorriu para Dakota com Kane. Eles haviam esperado tanto
tempo para as crianças e, finalmente tinha chegado a hora. Ele nunca poderia
agradecer o suficiente a Josephine. A fala ao redor da mesa virou-se para as
visitas de seu entes queridos.

—Foi estranho—, Tristan suspirou tristemente. — Eu sei que eles se


sacrificaram por mim, e eu nunca entendi, — Tristan olhou para Ethan em seus
braços. —Eu entendo agora. —

Scott se inclinou para ele e Tristan acariciou o cabelo de seu


companheiro.

— Eu sei o que você quer dizer. — Wyatt olhou para Gage, dormindo
nos braços de Preston . —Eu faria qualquer coisa, mataria qualquer um , para
protegê-lo . —

— Wyatt é um pai. — Sawyer sorriu para seu irmão mais novo . —


Quem teria pensado que ele ia me bater para paternidade ? —

—Você vai ser pai em breve. — Wyatt tomou a mão de seu irmão do
outro lado da mesa.

—Mais cedo ou mais tarde, todos nós vamos . — Troy olhou ao redor
da mesa. Ele sorriu para Hayden , que parecia desconfortável.

—O que há de errado , Hayden ? Não está pronto para ser pai ? —

—Eu preciso de uma mulher em primeiro lugar, — Hayden


murmurou .

—O quê? — Jude balbuciou .

— Oh! — Mateo riu. — Surpresa, surpresa , Hayden ! Nenhum de nós


tinha uma esposa e ainda temos filhos. Ah, esqueci que você é bi. —

— Eu também, — Jude reclamou . Ele olhou para cima para ver


todos os caras olhando para ele. —O quê? —

—Nada—, Scott tossiu na sua mão.


—Então, Vince —, Riley voltou-se para Vince Markov e seu marido o
Agente do FBI , Keegan . Eles haviam casado, depois de que Keegan foi
atribuído por James para se disfarçar em uma tentativa de trazer Vince nas
dobras da unidade Skull Blaster. Vince e seu grupo de assassinos se manteve
aparecendo nas Atribuições do Skull , e fazia sentido para James que eles
trabalhassem juntos. Com Keegan como isca , isso chamou a atenção de Vince
com pressa. A missão não só tinha sido bem sucedida, mas ela tinha ganhado
a Keegan um marido. O notório assassino Vicious Vince ainda era vicioso , mas
ele passou a ser apenas no amor, também. — Ouvi dizer que ambos tiveram
uma visita. —

Vince sorriu, puxando Keegan ao seu lado. —Eu tive . Minha mãe, pai
e irmã. O pai de Keegan veio, também. —

—Eu disse ao meu pai que eu era gay . Mesmo que , provavelmente,
ele descobriu , já que eu tinha um marido . — O rosto de Keegan aqueceu . —
Eu sempre tive medo de dizer a ele. —

—Então, o que ele disse? — Riley se inclinou para frente com o o


queixo nas mãos.

— Ele disse: ' duh ' —. Vince respondeu por seu marido .— Ele disse a
Keegan que ele sempre soube e não poderia ter se importado menos . Então,
ele me disse que era melhor eu assistir as costas de seu filho. — Vince beijou
Keegan em sua testa e se levantou. — Mais alguém quer uma cerveja? —

Todas mãos se levantaram e Vince sorriu , entrando na cozinha.

Kane agitou-se nos braços de Dakota , bocejando e esticando as


pernas.

— Uh oh , eu acho que alguém está se preparando para mudar. —


Sam olhou para o filho.
Dakota segurou seu filho no comprimento do braço e sorriu. Kane
mudou em segundos. Vince voltou para sala de jantar com as cervejas e
parou.

—Ah , olha para Kane , ele é tão bonito —, disse Vince com um
sorriso.

As orelhas de Kane achataram na cabeça e ele resmungou baixinho.


Dakota riu .

— Oh, o que está errado , Kane ? Não gosta de ser chamado de


bonito? — Vince colocar as cervejas na mesa e levantou uma sobrancelha para
Kane. —Que tal adorável? —

Os lábios de Kane levantaram quando ele arreganhou os dentes


minúsculos .

—Bonito , adorável cachorrinho ! — Vince sorriu.

Dakota sorriu quando Kane rosnou , balançando em seu aperto .

— Ele vai me pegar! — Vince brincou , com a mão sobre o peito , e


um olhar de horror em sua simulada face. — Oh , não! —

Dakota colocou Kane para baixo e ele correu direto para Vince , que
prontamente pegou-o e cobriu seu rosto com beijos .

— Ele vai me lamber a morte—, Vince sorriu.

Sam chamou Dakota ao seu lado e sorriu para Vince Markov com o
filho. Kane tinha passado o últimos dias na presença do assassino notório e
amava cada minuto . Vince realmente tinha jeito com crianças.

Keegan tomou um gole de cerveja, vendo seu marido brincar com


Kane. Ambos ' werepups9 ' amavam Vince .

Werepups bebês lobisomens.


9
Keegan não podia culpá-los. Seu marido poderia ser um enorme seiva
às vezes. Mas ele tinha a sensação de que era mais o fato de que eles
sentiram um grande guerreiro em Vince .

Keegan sorriu para Maggie nos braços de Mateo, dormindo


docemente.

—Então, eu li no jornal que algo está acontecendo em Phoenix esta


semana? — Keegan sorriu.

— Oh , sim. Acho que todos nós devemos ir. Não é? — Riley ergueu
as sobrancelhas .

—O que está acontecendo? — Tristan estreitou os olhos .

Scott foi para a sala da frente e voltou com o jornal. Abriu-o e


coloque-o na frente de todos os tipos.

— Isto —. Scott pôs as mãos nos quadris.

— Oh , nós temos que ir ! — Wyatt riu alto .

—Eu totalmente adoro isso—. Mateo esfregou as mãos .

— Eu adoro ir a cada ano. — Vince deu um último beijo em Kane e


colocou-o de volta para baixo .

— Sim, nós sabemos , Vince —, Keegan suspirou.

—Bem, nós temos um estande criado para os centros de extensão


por isso temos que ir de qualquer maneira . — Riley olhou em todo o grupo. —
Todos devem estar lá só por isso . —

— Sim, mas as outras razões são muito mais divertidas!— Mateo


rachou acima .

—Senhor—, Riley revirou os olhos. — Aqui vamos nós de novo . —


—Vamos sentar à beira da piscina um pouco. Esta lindo lá fora. —
Mateo tomou a mão de Riley.

O grupo ficou fora em cadeiras olhando para o céu cheio de estrelas .


Os sons do canyon ecoou em torno deles . Riley tomou um gole de daiquiri de
morango e olhou para a piscina, brilhando com as luzes .

— Meu Deus, é tão bonito aqui fora. Eu não posso esperar para correr
no canyon —, Riley suspirou.

Vince inclinou a cabeça, olhando para a piscina. — Ele não estava a


pouco tempo um tom amarelado? —

Keegan riu.— Sim, foi . —

Mateo ergueu as sobrancelhas.— Eu me pergunto como isso


acontece ? —

Vince recostou-se na cadeira com um sorriso. Ele puxou Keegan em


seu peito e acariciou seus cabelos .

— Provavelmente, da mesma forma que ele fica vermelho —, Riley


sorriu.

—Eu realmente vou perder isso. — Dakota se aconchegou em Sam

— Bem , nós temos mais centros de divulgação chegando. — Riley


inclinou a cabeça para trás e sorriu para Mateo.

— Vai ser difícil de bater a festa do Dia dos Namorados —, Vince


sorriu. — Nikolai realmente a definiu como inesquecível. —

—Quem sabia que ele podia cantar tão bem? — Keegan riu ,
lembrando-se do desempenho de seu enteado .

— Bem, 4 de julho está ao virar da esquina. Nós estamos tendo essa


festa no centro de Seattle, em seguida, outra para o Natal no centro de
Phoenix. — Riley fechou os olhos enquanto os lábios de Mateo beijou seu
pescoço suavemente.

— Isso é tão legal —, Sawyer suspirou feliz . — Todas essas crianças


têm um lugar para ir , e tem as pessoas que se importam . —

— Sim , bem, — Vince sorriu. —Nós vamos tomar todo o planeta em


breve. —

— Planeta dos Gays ? — Keegan sorriu .

—Eu gosto . — Troy puxou Sawyer mais perto dele.

A cabeça de Riley estava no peito de Mateo e acariciou sua bochecha.


— Cansado ? —

—Sim, eu acho que eu estou. —

— Bem, vamos para dentro. Nós vamos precisar de toda a nossa


energia amanhã se vamos assumir o mundo —. Vince se levantou.

—Isso seria o planeta. — Keegan apontou para seu marido .

—Bem—, Mateo inclinou a cabeça para o lado. —Estamos em uma


espécie de um exército. —

— Claro que sim ! — Todos gritaram em uníssono.

— Noite —, Riley sorriu , caminhando para dentro.

— Noite ! —
Riley correu pela casa arrumando o saco de fraldas e carrinho .
Mateo estava perseguindo Matty pelo chão. Mais uma vez . Os últimos três
dias foram gastos com os caras, relaxando ao redor da piscina e com
churrasco à noite. Eles tinham uma casa cheia durante quase uma semana
agora.

Não foram só Sam e Dakota que ficaram com eles , mas Sawyer ,
Troy, Josh e Mark ficaram também . Vince e Keegan , assim como James e
Derek , foram colocando o resto dos caras nas suas casas . Riley adorou. Ele
havia perdido seus pais, mas tinha ganhado muito mais ao longo dos anos .
Um marido , bons amigos e agora seus filhos. Todos os seus filhos iriam
crescer juntos.

Eles descobriram rapidamente que Matty e Kane poderia se


comunicar um com o outro. Eles se sentavam e olhavam um para o outro
durante horas. Era tão bonito .

Enquanto Sam e Dakota estavam lá, os meninos eram inseparáveis.


Maggie se sentaria em sua carreira e babava enquanto assistia seu irmão
correr . No momento em que Maggie iria chorar , Matty estaria a seu lado.
Riley sorriu enquanto seu filho correu por ele indo para a cozinha.

— Matty ! — Mateo chamado para fora do salão .

Riley deu uma risadinha . —Ele está na cozinha. —

Mateo entrou na sala e se encostou na parede. —Graças a Deus eu


sou um super-forte lobisomem. Eu juro que ele vai me matar. —

—Se você usar sua voz interior , — Riley sorriu —, ele pode parar de
correr. —

Mateo ergueu as sobrancelhas . —Você está dizendo que eu grito ? —


Riley sorriu e balançou o saco de viagem de Cheerios . — Matty ?
Você quer um lanche? — Riley cobriu o riso quando garras clicaram nos
azulejos da cozinha . Matty enfiou a cabeça pela porta.

Mateo ajoelhou-se e colocou os braços para fora. — Venha aqui,


Matty . Você não quer ir brincar no parque ? —

A orelha de Matty se animou com a palavra ‘brincar’ .

Kane veio correndo através da sala de estar e se lançou sobre Matty .


Dakota jogou o saco de fralda por cima do ombro e sorriu para o filho.

—Ele estava arranhando a porta do quarto. — Dakota ajoelhou-se e


estendeu os braços. —Nós temos que sair com pessoas, Kane. Então, você
precisa ser humano , ok? —

Kane inclinou a cabeça e caminhou até seu pai. Dakota o pegou e


Kane deslocou segundos mais tarde . Matty fez o seu caminho ao longo de
Mateo e sentou-se a seus pés . Mateo sorriu e pegou-o.

—Vamos colocar suas roupas de grande menino , ok ? — Mateo


beijou a testa de Matty .

—Sim, Kane não é muito interessado em roupas —, disse Sam ,


entrando na sala de estar.

Maggie gritou e Riley sorriu, pegando-a para fora do suporte .

— Maggie quer ver pessoas? — Riley soprou bolhas no rosto de


Maggie .

Houve uma batida rápida na porta da frente antes de ser aberta. O


rosto de Keegan enfiou dentro.

— Nós estamos prontos. — Keegan entrou e abriu um sorriso ao ver


os bebês. —Ah ! eles são tão bonito! —

— Bom dia, Sr. Markov, — Riley piscou para Keegan


— Bom dia, clã Esposito —. Keegan estendeu os braços para Maggie .
—Como está a minha menina ? —

— Agitada e muito feliz. — Riley a entregou . — Oh! Mateo , eu quase


esqueci ! Consegui alguns desses adesivos de carro de pessoas para os nossos
vidros traseiros ! Veja : Dois pais, um bebê menino , um bebê menina , e um
filhote de cachorro para quando Matty for um lobo ! Isso não é uma piada ! O
meu já está na Land Rover , vai colocar o seu no Impala . —

—Hum , não? — Mateo levantou uma sobrancelha.

—Sério ? Somos nós! É a nossa família. — Riley estreitou os olhos .

— Confie em mim, minha recusa em contaminar um carro clássico


com vinil não faz de mim um mau pai —, Mateo sorriu , esquivando-se de
murro de Riley.

— Bem, não me culpe quando eles acabarem em terapia—, Riley


bufou.

Mateo se dobrou de tanto rir. — Oh , acredite em mim , não haverá


muito para trazer para a sofá. —

Só então, Vince entrou na casa com um sorriso enorme . — Quem


está pronto para ir foder com as pessoas? —

Todos eles levantaram as mãos.


Parecia um desfile enquanto eles dirigiam por Pima Freeway . As
ruas foram rapidamente inundando com pessoas enquanto o sol da manhã fez
o seu caminho para cima. Mesmo em abril, o Arizona foi escaldante . Riley
levou a saída para East Indian School Road e olhou no espelho retrovisor
enquanto eles viravam para Hayden Road10.

Hayden sentou-se calmamente no banco , observando a paisagem


passar. Riley sorriu.

—Ei, Hayden. Estamos voltando pelo seu caminho —, Riley sorriu.

Hayden sentou-se no banco e sorriu. —Isso é legal. Talvez eu deva


vim morar por aqui? —

—Eu não penso assim—, Jude bufou .

Hayden virou no assento e olhou diretamente para Jude .

—Por quê? —

— Esqueceu-se que Ross e Noah vivem com você ? E eles? — Jude


estreitou os olhos .

Ok, que era uma espécie de coxo, mas o pensamento de Hayden


saindo de Washington deu-lhe uma sensação de pavor em seu intestino . O
que diabos estava errado com ele de qualquer maneira? Este foi o grande pau,
seu alto algoz na escola , seu inimigo mortal. Não foi? Riley observou em
silêncio os homens no banco traseiro. As cabeças de Matty e Maggie
balançaram de um lado pro outro entre as conversas .

—Eu acho que Maggie gosta de você, Hayden —, disse Riley com um
sorriso. Sua filha estava olhando míope em Hayden, com baba pingando da
pequena boca.

10
Estrada no Ariona que tem o nome de Hayden
— Ela é uma gracinha —, Hayden tocou o rosto de Maggie
suavemente com a ponta do dedo . — Você não é ? Você é uma menina bonita
como uma pequena princesinha . —Hayden olhou para cima para ver todos os
olhos sobre ele, com a boca aberta em surpresa.

Ele limpou a garganta e sentou-se .

—O quê? —

—Nada—. Jude olhou para fora da janela com um sorriso.

Riley entrou no estacionamento e estacionou seu Land Rover ,


seguido pelo resto dos caras . Mateo foi para fora , pegando o carrinho , e
Riley soltou Matty de seu assento de carro. Maggie mexeu e fez guinchando
ruídos .

—Você vai , também,— Riley riu dos sons da filha.

Sam segurou Kane em seus braços e pegou a mão de Dakota. O


resto do grupo empilhou para fora dos carros e ajudou a carregar o restante
das coisas. Riley colocou Maggie e Matty no carrinho de criança gêmeo e eles
se dirigiam para o festividades.

— Feliz Orgulho! —, Disse um homem , entregando-lhes um folheto.

—É isso!— Riley sorriu. Ele estava usando a sua camisa de assinatura


' Supere isso ! ' que tinha dois homens se beijando . A camisa de Mateo disse:
'Eu amo meu marido . ' Vince usava uma com “Eu estou com ele” que
apontava uma seta para Keegan . Keegan tinha uma idêntica, mas a seta
apontava para o outro lado , para Vince .

Wyatt e Preston usavam camisas de harmonização do arco-íris , com


chamas na parte de trás . Gage teve uma que dizia “Eu tenho dois pais , e eu
adoro isso”. Ele caminhou entre eles, segurando as duas mãos. Ethan estava
sobre os ombros de Tristan . Eles fizeram um bom grupo.
Riley acenou para James e Derek Jacobs no estande do acampamento
e Centro de Extensão.

O resto dos caras se aproximaram da cabine e puxaram as camisas


sendo entregues por James . Eles a usaria o resto do dia para trazer a
consciência para o acampamento e todos os centros de extensão.

Hayden vestiu uma das camisas e olhou ao redor do festival. Parecia


ser milhares de pessoas perambulando , sorrindo e rindo.

Os manifestantes habituais estavam do outro lado do parque. Hayden


atirou -lhes um olhar e se voltou para James e Derek .

—Podem ir homens, se vocês querem ir se misturar, eu fico aqui por


um tempo . —

—Eu vou ficar, também—, disse Jude , andando atrás da mesa do


estande da informação.

Scott levantou uma sobrancelha para o seu irmão , mas não disse
nada. Ele olhou para Ethan e pegou sua mão. —Você quer um cachorro
quente? —

Ethan assentiu e Scott pegou a mão de Tristan , levando-os para o


vendedor de cachorro-quente .

—Eu vejo algodão doce ! — Gage pulava entre Wyatt e Preston.

— Oh , um garoto segundo o meu coração —, Josh suspirou


comicamente .

Wyatt sorriu e caminhou na direção das máquinas de algodão doce .

Josh virou-se para Mark com seus tristes olhos de cachorrinho .

— Oh tudo bem! — Mark suspirou , seguindo Wyatt.


—Eu juro que você é como uma criança gigante , Montgomery, —
Derek sorriu , inclinando-se contra o seu marido .

Wyatt agarrou o algodão doce e entregou ao fornecedor do dinheiro


dele. Quando ele se virou para dar a Gage, ele percebeu que ele não estava lá.
Pânico correu em sua veias e Wyatt olhou ao redor freneticamente.

— Gage ? — Wyatt gritou .

Preston examinou a multidão , com alarme subindo nele também. —


Gage ? Onde você está? — Preston agarrou a mão de Wyatt.

— Onde ele está, Preston ? Oh, Deus, talvez alguém o levou ! —

—Calma, querido, — Preston o acalmou , tentando não entrar em


pânico completamente . —Ele não poderia ter ido tão longe. —

—E se algum homofóbico levou nosso filho ?— Wyatt freneticamente


esquadrinhou a multidão para o pequeno menino .

— Não ! — Tristan apontou. — Ele está ali ! —

Wyatt correu, com alívio sobrecarregando-o. Se ele não se


acalmasse, ele estava indo mudar na frente todos.

— Gage ! — Wyatt gritou .

Gage se virou ao som das chamadas desesperadas de seus pais . Ele


olhou para o homem na frente dele de novo e fez uma careta .

—Eu pensei que Deus amou a todos? — Gage exigiu, com as


pequenas mãos nos quadris. — Está na Bíblia—.

— Gays são diferentes , filho. Você deve estar com a mamãe e papai
— , disse o homem. —Não é natural ter dois pais . —

—Eu tive uma mãe e um pai. Eles morreram . Agora eu tenho dois
pais . — Gage sorriu largamente. —Eles me amam e eu os amo. —
— Oh, graças a Deus! — Wyatt varreu Gage em seus braços e
abraçou-o . — Não me assuste assim de novo. — Ele inalou o cheiro de seu
filho , deixando-o lavar sobre ele e acalmá-lo .

— Se você tocou em meu garoto—, Preston começou, rosnando para


o homem com o sinal de protesto.

— Ele disse que tinha algo para me dizer. — Gage segurou o pescoço
de Wyatt com força.

— Oh, eu tenho algo para lhe dizer, — Wyatt virou-se para o homem
.

Tristan caminhou entre eles e olhou por cima do ombro para o


protestante .

— Não se preocupe , Wyatt . Ele não vai ouvir. Faz sentido, portanto,
ele não vai entender. Deixe ir, vamos nos divertir. —

—Eu não gosto dele , papai. — Ethan estreitou os olhos para o


homem com o sinal .

Tristan congelou. Ele olhou para Ethan, com a boca aberta .

— O- quê?— Tristan ajoelhou-se para estar no nível de Ethan.

—Eu disse que eu não gosto dele , papai. Ele é mau . — Ethan se
arrastou nos braços de Tristan . Ele olhou para Scott e colocou a mão para
fora. —Vamos , pai. —

Scott balançou a cabeça lentamente . Eles andaram longe dos


manifestantes e Tristan colocou Ethan no chão. Ambos homens ajoelharam-se
para estar ao seu nível e Scott espalmou o rosto de Ethan.

—Porque você olha triste? — Ethan colocou a mão sobre Scott.

—Não é triste , Ethan. Estamos realmente muito felizes. — Scott


virou a cabeça e enxugou os olhos.
Tristan sorriu enquanto Scott tentou esconder as lágrimas. Ele nunca
tinha visto Scott chorar. Ele teve que admitir , Ethan chamando-o de ' papai'
quase o fez quebrar. Como era, ele podia sentir o calor em seu rosto e seus
olhos molharem.

—Foi porque eu te chamei de papai? Minha mãe e meu pai vieram me


ver , eles disseram que eu seria amado. — Ethan olhou para Tristan e Scott.

— Esta tudo bem, Ethan. Eu só quero que você saiba que eu nunca
vou tentar substituir o seu verdadeiro pai. Seus pais sempre serão lembrados
em nossa casa. —

Ethan jogou os braços ao redor de Tristan , e estendeu a mão para


Scott. —Somos uma família—, declarou Ethan .

—Sim—. Scott beijou o rosto de Ethan. —Somos —.

Wyatt não queria deixar Gage ir. Aqueles poucos segundos de não
saber onde ele estava tinha assustou até a morte. Ele segurou seu filho em
seus braços , tanto quanto podia.

— Poppa ? — Wyatt cheirou e se afastou um pouco .

— Sim ? —
— Me desculpe, eu te assustei. Eu não vou deixar ninguém de tirar de
mim. Eu tenho garras , — Gage sorriu.

Preston sorriu .

— Sim, sim você tem, mas nós conversamos sobre isso, certo? —,
perguntou Wyatt.

Gage acenou com a cabeça. — Uh huh, você disse que eu só posso


mostrar-lhes a pessoas que são como eu. —

— Isso mesmo, — Preston levou Wyatt e Gage em seus braços. —Nós


vamos protegê-lo com as nossas vidas . Temos um segredo especial. —

—Aquele homem disse que não somos uma família. — Gage fez uma
careta . —Eu não gosto dele. —

—As pessoas têm suas próprias crenças, Gage —, disse Preston. —


Nós não podemos julgá-los por saber como eles se sentem ou nós somos como
eles. Temos que mostrar a eles que somos melhor por sermos agradávei. —

—Eu não quero ser agradável.—

Wyatt fechou os olhos e tentou não rir.—Nem eu , homenzinho —

Preston sorriu. — Nem eu. —


Felizmente, o resto do dia passou sem muitos problemas . Vince e
Mateo tinha se divertido muito com os manifestantes , e até mesmo Troy e
Sam entraram na dança .

Dakota estava sentado na cabine de divulgação com Jude ,


observando Hayden e os caras jogando futebol .

Maggie estava no porta-bebê , chupando sua chupeta enquanto Kane


e Matty cochilavam no cercadinho .

O dia tinha começado sufocante enquanto ele progrediu, e tinha


criado os fãs no estande.

Dakota assistiu Sam armar o braço para trás com a bola e enviar
uma cotovelada em Riley. Riley balançou a bunda para trás e foi segurado por
seu marido .

—Graças a Deus eles foram alterados ; isso o teria ferido—, Jude


sorriu.

— Ei, como está o seu pai? — Dakota olhou para Jude .

Jude deu de ombros. — Ele está bem, eu acho. Tentando preencher


seus dias. Ele vai estar fazendo a mudança para Seattle em breve a partir de
Oregon. —

—Sério? Eu não sabia disso. — Dakota recostou-se em surpresa.

—Sim, ele disse que queria estar mais perto de mim e dos caras—,
Jude sorriu. — Mas eu sei a verdadeira razão —.

—Jackson se mudou no mês passado, — Dakota assentiu com


conhecimento de causa .

—Sim , e ele foi mostrando a meu pai imóveis disponíveis - o que eu


acho hilário , devido a seu trabalho —, Jude riu.
As sobrancelhas de Dakota comprimido. —O que Jackson faz para
viver ? —

— Você não sabe ? — Jude abriu um largo sorriso . Dakota balançou


a cabeça e Jude sorriu. — Meu pai não sabe , também. Jackson Murphy era
Marine. Ele é um ex- SEAL assim como os caras do seu bando . —

A mandíbula de Dakota caiu . —Seu pai não sabe disso?—

Jude balançou a cabeça. —Não.Ele só pensa que Jackson estava na


Marinha como um cozinheiro — .

—Quem lhe disse isso? — Dakota procurou o rosto de Jude e sorriu.


—Você? —

— Yep . Mal posso esperar para ver a cara dele quando Jackson diz-
lhe a verdade. —

—Você é mau—, Dakota sorriu. Ele ficou sério e voltou sua atenção
para o jogo de futebol.

Hayden estava sem camisa , o suor escorrendo pelo seu torso em


perfeito riachos . As tatuagens de caveiras percorreu sua lateral.

—Uau, Hayden é bastante muscular, — Dakota comentou


inocentemente , mantendo o seu riso em cheque enquanto Jude basicamente
babava . — Ele não é das Forças Especiais ? —

— Shhh —, Jude sussurrou. —Eles não existem. —

11
Dakota sorriu. —Oh, isso é certo. Como os aliens de Roswell —.

Jude olhou para Dakota. —Você acredita em alienígenas ? —

—Uh, eu sou um lobisomem ? — Dakota levantou uma sobrancelha.

11
O Caso Roswell, ou Incidente em Roswell, diz respeito a uma série de acontecimentos ocorridos em
julho de 1947 na localidade de Roswell (Novo México, EUA), onde um OVNI teria caído.
Jude sorriu . —Eu acho que é incrível a quantidade de informações
que nos tornamos a par uma vez trabalhando para James . Claro , todos nós
estamos jurando segredo , mas ainda . É legal . —

—Bem, nós confiamos neles com o nosso segredo , então eles estão
confiando em nós. — Dakota espreitou sobre Matty e Kane, ainda dormindo .
—Então, você quer ter filhos algum dia? —

— Talvez —, disse Jude calmamente. — Eu teria que encontrar a


pessoa certa , no entanto. Algum dia espero encontrar meu companheiro. —

—Eu acho que você já tem. — Dakota acenou para Hayden.

—Isso nunca vai acontecer. — Jude cruzou os braços sobre o peito.

—Hayden disse-me tudo—, disse Dakota tristemente. — Como é que


ele pegou em você na escola, sobre seus pais morrendo , sendo transformado
em um lobisomem. Tudo . Eu sei que ainda dói-lhe pensar em como ele o
tratou naquela época. Ele é uma pessoa diferente, Jude . Eu acho que você
sabe que ele tentou fazer as pazes com você . —

—Eu estou tentando vê-lo como alguém que não seja Hayden, mas é
difícil . Toda vez que eu olho para ele, eu vejo o valentão que me empurrou
para o meu armário . —

— Tente dar uma chance a ele , Jude . Acho que você vai achar que
este Hayden Cox não é nada como o garoto que você conhecia . —

— Talvez—, Jude inclinou a cabeça , observando Hayden. O homem


era bonito, ainda coberto de suor .

Homens e mulheres tinham parado para assistir ao jogo de futebol e


a pele de Jude levantou quando um homem se aproximou Hayden após o jogo
ter acabado. Ele apurou os ouvidos para ouvir a conversa.

— Você está escutando ? — Dakota sorriu.


—Não.—

— Oh ? Bem, eu estou. Hayden de lhe disse obrigado, mas não. —

—Sério?— Jude virou-se rapidamente para olhar para Dakota. Um


pequeno sorriso tocou os lábios do outro homem .

— Droga, Dakota, — Jude resmungou.

— Apenas admita , você encontra-o atraente. Você sempre tem .


Estou sendo sincero , ele realmente apenas disse isso. —

— Shh , as crianças estão chegando. — Jude levantou-se e pegou um


punhado de folhetos.

Quanto Dakota estava em causa, esta foi a melhor parte do dia ,


deixando as crianças saberem que havia lugares que eles poderiam ir , lugares
onde as pessoas realmente se importavam com eles, se eles encontraram-se
sem apoio .

Eles tinham vídeos do Camp Pride e entregou-os para todas as


crianças , bem como cartões de visita listando todos os centros de extensão
nas áreas circundantes . Dakota olhou por cima do ombro para ver Kane
inquieto .

— Jude , você pode dar a Kane uma mamadeira para mim? Está no
saco de fraldas . —

— Claro, sem problemas . — Jude olhou através da bolsa e encontrou


a garrafa pronta. Ele pegou Kane para fora do cercadinho e segurou-o nos
braços. O bebê sorriu para ele e murmurou .

Era difícil acreditar que ele estava segurando um alfa . Em algum


momento, ele estaria recebendo ordens da criança em seus braços. Kane
pegou a garrafa em suas mãos e Jude colocou-a na boca.

—É tão difícil de acreditar que um dia Kane irá nos governar. —


Dakota sorriu para seu filho e olhou para Jude . — Você fica bem
com uma criança.—

—Você vai parar? — Jude riu.

— Ei pessoal , há uma garrafa de água por ai ? —

Jude olhou para cima e fechou a boca . Hayden ficou na frente da


mesa com o peito arfando e coberto de suor . Jude lambeu os lábios .

— Com certeza. — Dakota abriu o refrigerador e entregou a Hayden a


garrafa fria.

Hayden se inclinou para Kane , correndo os dedos sobre a bochecha


do bebê. —Ei , homenzinho. Como vai? —Hayden riu quando Kane agarrou
seus dedos . O bebê puxou-os até que descansou na mão de Jude segurando a
garrafa .

Hayden olhou rapidamente e retirou sua mão. — Bem, obrigado—.

Dakota viu quando Hayden quase correu de volta para o jogo. Ele
olhou para seu filho com uma elevada sobrancelha. Kane teve a visão; será
que ele viu alguma coisa no futuro para Hayden e Jude ? Dakota sorriu.

Deus , ele esperava por isso .


No momento em que eles foram embora, o sol estava se pondo e
todo o grupo estava desgastado . Riley puxou para dentro da calçada e rolou
para fora do assento em exaustão total. Os gêmeos estavam dormindo , como
era Kane.

O dia tinha tomado a sua carga sobre todos. Sam agarrou a


transportadora e ajudou Dakota a sair fora do carro .

Mateo agarrou o portador de Matty e o saco de fraldas , como Riley


pegou Maggie . Todos eles arrastaram-se à porta da frente. A casa estava fria
e Riley suspirou de felicidade .

— Tão cansado , — Dakota gemeu, inclinando-se contra Sam .

—Eu também , querido. Vejo vocês na parte da manhã . — Sam deu


um tapinha nas costas de Mateo .

—Sim —. Mateo desceu para o quarto dos gêmeos com Riley logo
atrás dele . Ele tomou Matty fora do suporte cuidadosamente e colocou-o para
baixo no berço. Riley colocou Maggie na direita ao lado dele e eles se
enrolaram juntos.

—Olha como eles são bonitos , — Riley sussurrou, abafando um


bocejo. —Eu estou indo para ir ao chuveiro. —

Mateo assentiu. — Ok, eu vou fechar as portas. —

Riley estava no chuveiro com a água batendo nas suas costas e


ombros . O dia tinha tomado uma pedágio nele . Ele não tinha a menor ideia
sobre o que ele faria se um de seus filhos lhe foi tirado . Wyatt e Preston tinha
sofrido incrivelmente e Gage só tinha desaparecido por segundos.

Riley sorriu para si mesmo . O pequeno Wyatt agora era um pai ,


como era Preston.

Ele deu um suspiro longo e profundo e pegou no peito quando o


cheiro apetitoso de Mateo invadiu o chuveiro . Riley fechou os olhos enquanto
mãos desciam em seus lados . Dedos acariciaram através de sua bunda
mergulhando em sua fenda . Riley abriu as pernas, enquanto a boca de Mateo
chupava seu ombro.

— Você foi me abandonando . — Riley inclinou a cabeça para trás


para encontrar os lábios de Mateo .

—Eu queria dar-lhe tempo, você estava passando por um momento


muito difícil —, Mateo respirava através dos lábios de Riley .

—Tinha que ter sido difícil para você. Eu sei que o instinto de me ter,
esteve lá por todo esse tempo. —

—Sim —, Mateo concordou , beijando o pescoço de Riley enquanto


seus dedos acariciavam a bunda de Riley com amor. —Mas eu te amo , e eu
posso esperar . —

—Eu não posso—, Riley rosnou. — Leve-me —.

— Riley é... —

—Eu sei o que é. Você quer me levar, me bater na parede , me foder


e então me morder e possuir-me —.

—Sim—.

O rosnado de Mateo ecoou pelo banheiro e a boca de Riley ficou


regada. Seus caninos alongaram e as garras de seus dedos saíram .

—Foda-me , Mateo, — ele exigiu . — Duro —.

Mateo empurrou para ele e as garras de Riley romperam a parede de


azulejo . Os braços de Mateo estavam em torno de suas coxas , segurando-o
até que ele bateu nele . Riley inclinou a cabeça para trás, deixando a água
deslizar sobre seu pescoço. Isso era o que ele precisava o tempo todo , ele
precisava de Mateo para completar ele de uma forma que ninguém mais o
faria. Os dedos de Mateo foram em volta do seu pau e Riley quase gritou
quando o prazer desabou sobre ele .

Ele veio como um tremor violento , soltando um longo e arrastado


grito ecoando no banheiro. Mateo veio com um rugido enfiando seus caninos
no pescoço de Riley. Outro orgasmo violento o percorreu quando a ligação os
fundiu juntos .

Os braços de Mateo foram em volta dele , puxando-o de volta. Riley


inclinou a cabeça para trás e lambeu o lábio inferior de Mateo.

—Uau —.

Mateo sorriu.

— Minha vez , — Riley rosnou.

A cabeça de Mateo girou quando Riley virou em torno dele . Seu


normalmente afável e descontraído marido era muito forte nos dias de hoje .

Droga . Isso foi apenas sexy como o inferno .

Ele mal teve tempo de agarrar em qualquer coisa quando Riley abriu
suas nádegas à parte e espetou seu buraco com sua língua . Essa língua foi
substituída mais tarde pelo pau endurecido de Riley.

— Oh Jesus ! — Mateo agarrou a parede do chuveiro .

— Sim? — Riley rosnou contra o pescoço de Mateo. —Eu estou


apenas começando . —
Dakota abafou uma risadinha quando os sons de Riley e Mateo no
chuveiro filtrou através da casa. Kane foi se aconchegando entre ele e Sam,
dormindo pacificamente .

—Uau . Eu acho que eles precisam de seu quarto à prova de som , —


Sam sorriu. —Eu tenho medo que eu estou descobrindo muito mais do que eu
precisava saber sobre meus camaradas do Exército — .

Kane suspirou baixinho e Dakota beijou sua testa.

—Você está pronto para ir para casa ? Eu sei que Nadine sente falta
de Kane. — Dakota passou os dedos através do cabelo sedoso do bebê.

Sam puxou Dakota mais perto dele, consciente do bebê , e beijou-o .

— Sim, minha mãe adora ter o bebê ao redor. Estou feliz por Riley e
Mateo ir visitar com os gêmeos . Ela brinca sobre como fazê-la sentir-se jovem
.—

Dakota procurou os olhos de Sam . — Você quer mudar ela e seu pai,
não é? —
—Eu não vou mentir. O pensamento de perder minha mãe e meu pai
me dói. Eu olho para todos os caras que perderam seus pais e eu percebo
como tenho sorte de ainda ter os meus. —

Dakota fechou os olhos com um suspiro. — Você quer que eu entre


em contato com meus pais , não é? —

—Eu acho que se você não fizer isso, e algo acontecer com um deles,
você vai se arrepender para o resto de sua vida. Pelo menos tente consertar as
coisas com eles. Se eles ainda não quiserem nada com você - bem, pelo
menos você tentou. —

Dakota puxou Sam aos seus lábios. —Eu te amo , você sabe disso ,
não é?—

—Eu faço . Eu também te amo . —

—Devemos descansar um pouco. Outro longo dia nos espera . —

Sam balançou a cabeça, olhando para seu filho dormindo em paz. —


Sim, agora chegamos à parte onde temos que separar Matty e Kane. —

— Bem, nós sabemos que eles podem se comunicar, por isso espero
que isso não vai ser tão ruim. Além disso, eles vão ver um ao outro muito em
breve. —

— Sim. Lembro-me de quando estávamos contemplando nos mover


para o Arizona na chance do filho do Riley e do Mateo ser um lobisomem e
precisar da nossa ajuda. Agora que ambos são alterados , eles podem
realmente lidar com isso. —

Dakota sorriu. —Me desculpe , você não tem visto Matty com Mateo ?
Aqueles dois são réplicas exatas um do outro — .

Sam sorriu maliciosamente . — Oh , eu sei. Já é hora de Esposito ter


um gosto de sua própria detestável medicina. —
—Você é tão mal, querido, — Dakota riu baixinho .

—Eu sei . — Sam sorriu.

Mateo acordou para os sons suaves da música na sala. Rolando , ele


olhou para o relógio. Duas da manhã . Ele rolou de volta para ver o
hipopótamo roxo olhando para ele fixamente . Ele sorriu e estendeu a mão
para aumentar o volume do monitor do bebê. O som do Cheap Trick-The
Flame- suavemente fluiu a partir do pequeno alto-falante.

Mateo sorriu e saiu da cama . Ele se arrastou pelo corredor até o


quarto dos bebês e espiou dentro. Riley tinha os dois gêmeos em seus braços
e estava os balançando cantando a música. Mateo encostou-se na parede ,
apenas observando seu marido . Riley foi feito para ser um pai. Ele estava tão
amoroso e tão paciente.

—Hey,— Mateo sussurrou.

Riley olhou para cima e sorriu. Deus, aquele sorriso . Mateo


atravessou a sala e tomou Riley e o gêmeos em seus braços. Eles balançavam
juntos, todos os quatro deles com a música .

— Lembra-se desta canção? — Riley sussurrou.


— Claro que sim . Foi a primeira vez que eu o beijei. — Mateo sorriu
com a lembrança.

—Foi também a noite em que você fez amor comigo pela primeira vez
. Embora você jogou fora como nada —.

— Sim? — Mateo sorriu. — E você teve um ataque . —

Riley fez beicinho . — Não. —

—Será que não? Na verdade , eu me lembro especificamente de você


gritar comigo me dizendo para ir me foder —, Mateo riu suavemente .

— Bem, você estava sendo um idiota. — Riley beijou os lábios de


Mateo .

— Minha especialidade naquela época. —

— Sim, bem , eu levei você para baixo com pouco ou nenhum esforço
, — Riley sorriu lascivamente .

—Porque foi você. — Mateo acariciou o rosto de Riley. —Eu sabia que
algo estava errado naquele dia. Agora eu sei que era a voz do meu pai me
dizendo para não puxar o gatilho. — Mateo fechou os olhos e inalou o cheiro de
seu marido e filhos.

Depois de anos de estar sozinho , ele tinha Riley e os gêmeos . Ele se


inclinou para trás e estudou Riley com sua aparência jovem.

—Eu não vou mudar muito—. Mateo olhou nos olhos de seu marido .

Riley assentiu. — Você quer trabalhar com suas próprias habilidades.


Eu tinha a sensação de que você faria isso. —

— Não me interprete mal , torna-se mais fácil com Matty , mas passei
a maior parte da minha vida aperfeiçoando meu ofício . Mesmo Sam e Troy
permanecem humanos em missões . Pois bem, na maior parte do tempo . A
coisa lobisomem é legal, mas não vai ser uma grande parte da minha vida. Eu
vou mudar quando eu tiver que fazer , principalmente para Matty — .

—Eu entendo . — Riley sorriu para seu marido muito mais alto . —
Mas eu estou indo para me divertir com isso! —

Matty bocejou e se esticou entre eles. Seus olhos se abriram e ele


estudou o rosto de Mateo lentamente . Mateo se inclinou e beijou a testa
pequena .

— Você vai ter um pedaço de uma vida , homenzinho. — Mateo


escovou o cabelo de Matty de sua sobrancelha.

—E quanto a Maggie ? Eu sei que Evangeline está trabalhando em


algum tipo de medicação para a fêmeas . —

— Nós vamos ter que esperar e ver. Além disso, — Mateo beijou o
rosto da filha. —Temos anos para descobrir isso. — Mateo puxou sua família
perto dele e cantou as palavras baixinho no ouvido de Riley.

— Você aprendeu a música?— Riley sussurrou.

—É a nossa música. É claro que eu aprendi. —

Riley se aconchegou no peito de Mateo. —Eu te amo , Mateo Esposito


.—

—Eu também te amo . —

Uma vez que os gêmeos estavam seguros em seu berço , Mateo


levou Riley de volta para a cama. Ele rolou em cima de Riley e emoldurou o
rosto dele dentro de suas mãos , beijando-o suavemente. Com todos os
hóspedes na casa , eles não tinha tido muito tempo juntos. Bem, exceto por
sua brincadeira no chuveiro mais cedo.

Mateo sorriu , enquanto beijava Riley.


— Do que você está rindo? — Riley respirou contra os lábios de seu
marido .

—Eu estou pensando em mais cedo. Você me surpreendeu. —

Riley mordeu o lábio inferior de Mateo. — Oh , no chuveiro ? Sim,


alguma coisa sobre ser um lobisomem me faz ter tesão. —

Mateo sorriu suavemente . —Você está sempre com tesão. —

— Bem, olhe com quem eu sou casado. — Riley tocou suavemente o


lábio inferior de Mateo com o dedo.

Seu pênis endureceu quando Mateo chupou o dedo , enrolando a


língua ao redor da ponta. — Não comece —, Riley rosnou.

Mateo chupou o dedo de Riley mais profundo , girando a língua em


todo o dígito. Os caninos de Riley alongaram e Mateo soltou o dedo devagar.

—Você estava dizendo? — Mateo moeu seu pênis contra Riley .

Um rugido alto ressoou pela sala.

****

Dakota sentou-se na cama. — Oh, vamos lá , de novo não . — Sam


sorriu.
Mateo abriu a porta para a Antártida . A casa estava congelando , e
ele esperava um urso polar aparecer a qualquer momento. Ou um pinguim.

O aparelho de som estava em pleno vapor e Riley estava dançando


ao som da música enquanto ele aspirava a vida do quarto. Mateo havia saído
de casa no início da manhã para uma reunião no escritório do FBI com James e
Derek . De alguma forma, Lucas Cain , o antigo parceiro de James Bureau,
tinha ido fora da grade. James tinha chamado Brody Blackthorn - suposto
namorado de Lucas ' , só para saber que ele também não tinha ideia de onde
Lucas estava.

Alguma coisa estava errada , e James não gostou nem um pouco.


Nem Mateo.

Os gêmeos foram crescendo rapidamente. Na forma de lobo , Matty


era do tamanho de um filhote de cachorro de quatro meses de idade .

Maggie estava progredindo bem. Ela se irritava quando ela não


conseguia pegar alguma coisa , ou manter-se com seu irmão, mas Matty
sempre voltava para ela e a esperava. Eles tinham ido para a reserva a
algumas semanas atrás para ver Dakota e Sam. Kane atacou Matty no
segundo que o viu , era como se nunca tivessem se separado.

Mateo sorriu para Riley cantando e balançando a bunda.

—Olá ! — , Ele gritou.

Riley virou com um sorriso enorme .

— Ei! —

— Porque a música esta tão alta ? Onde estão os gêmeos? —

— Dormindo ! — Riley gritou .

—Através desse som ? — Mateo gritou de volta.


— Sim ! Você tem que acostumá-los a uma grande quantidade de
ruído em vez de rastejar ao redor o tempo todo. Nadine me disse ! —

Mateo balançou a cabeça com um sorriso e deixou cair sua mochila


pela porta da frente. Ele deu um tapa na bunda de Riley em seu caminho pelo
corredor até o quarto dos gêmeos. Espreitando , ele sorriu para Matty ,
aconchegando-se em Maggie . Ambos estavam dormindo .

—Eu te disse —, disse Riley.

Mateo saltou . — Jesus ! Não faça isso . —

—Eu assustei você ? Eu assustei o fodão Skull Blaster Crânio? —


Riley deu uma gargalhada .

Mateo agarrou- o pela cintura e beijou-o. Mesmo depois de ter sido


casada com o homem por anos , ele nunca se cansava dele, e agora eles
tinham muitos mais anos para ficarem juntos.

—O que você está pensando? — Riley mordeu o lábio inferior de


Mateo suavemente.

—Eu estou pensando que eu gosto de onde isso vai dar. — Mateo
pegou o rosto de Riley e puxou-o mais perto.

— Sim? — Riley enfiou a mão dentro da calça de Mateo . — Oooh,


você está a postos—.

—Eu tenho uma missão—. Mateo andou para trás com a bunda de
Riley na mão.

— Bem, faça essa missão rápida, porque só temos mais meia hora de
sono dos gêmeos. —

—Meia hora ? — Mateo suspirou alto . — Oh , tudo bem. —

—Grande bebê—, Riley sorriu suavemente , envolvendo suas pernas


ao redor dos quadris de seu marido .
— Eu vou te mostrar realmente algo grande. — Riley sorriu.

Sam estendeu-se no sofá e fechou os olhos. As alimentações da


manha estavam quase no fim.

Porque Kane era um lobisomem , ele comeu o dobro do que um bebê


normal. Ele e Dakota estavam funcionando de forma irregular. Sua mãe tinha
tomado Kane em mais de uma ocasião, apenas para que ele e Dakota
pudessem ter um sono.

Sam sorriu enquanto Dakota entrou pela porta da frente.

—Ouvi você chegar—, ele gritou .

—Bem, então venha me ajudar . Eu tenho um caminhão cheio de


mantimentos. —

— Você está tão caseiro, — Sam sorriu. Um rosnado baixo veio de


trás e , em seguida, Dakota saltou em cima dele e rolou em seu colo.

— Caseiro, hein? — Dakota mordeu o lábio inferior de Sam .

—Você é tão sexy como no primeiro dia que te vi. — Sam segurou o
rosto de Dakota em suas mãos.

—Eu estava em forma de lobo . — Dakota ergueu as sobrancelhas.


—Você ainda era sexy, mesmo assim . Naquela primeira noite no bar,
quando você me beijou, eu senti arrepios sobre meu corpo. Eu tinha que ter
mais, eu te queria tanto. Eu ainda quero você. —

Dakota beijou Sam suavemente enquanto eles se esticaram no sofá.


—Eu me sinto da mesma maneira. —

Um rugido veio de trás do sofá e Dakota sorriu. — Kane ? —

— E ele está de volta em forma de lobo , — Sam suspirou.

Kane saltou sobre o sofá e sentou-se na bunda de Dakota. Ele olhou


para os dois homens , com a cabeça inclinada para o lado .

— Fome? —, perguntou Sam .

— Ele provavelmente esta. Por que você não vem me ajudar e vamos
sentar para jantar juntos. —

Sam olhou para o filho . A cabeça de Kane ainda estava inclinada


para um lado.

—Acho que ele e Matty estão se falando . —

—Precisamos leva-los juntos em breve . Eu sempre sei quando eles


começam a sentir falta um do outro. —

—É como eu, quando você não esta—, Dakota suspirou e se


aconchegou no peito de Sam .

—Eu não vou a lugar nenhum por um tempo, não se eu puder ajudá-
lo. —

—Então , a Irlanda neste verão?—, Dakota bocejou e fechou os olhos.

— Logo após o Quatro de Julho. Você gosta de ir lá, não é? —

— Mmm hmm —.
Sam moveu uma mecha de cabelo do rosto de Dakota e beijou sua
testa. Ele se moveu lentamente , tentando não mover Dakota demais.

— Durma um pouco ,. Vou desempacotar as compras — Sam sorriu,


já ouvindo os roncos suaves de Dakota .

Ele olhou para Kane e fez sinal para o filho.

—Vamos lá, garoto. Hora de você ir ao banheiro também — .

Kane trotou para a porta e sentou-se. Era como ver Wyatt mais uma
vez. Exceto que seu filho era um alfa . Sam sorriu com o pensamento.

Eles saíram para a varanda e Kane deu a volta ao lado da casa . Sam
descarregou o caminhão e esperou por Kane voltar. Ter um filho foi
definitivamente uma experiência . Tendo um lobisomem criança era uma ainda
maior. Kane voltou ao redor da casa e sentou-se ao lado da porta da frente.

Sam se agachou e acariciou a cabeça de Kane.

—Você sente falta de Matty , não é? — Kane gemeu e esfregou sua


mão. —Eu sei , vamos vê-los em breve, tudo bem? — Sam pegou Kane e riu
quando ele soltou um grunhido para o cão de Sam, Rocky . O pobre cão
choramingou e enfiou o rabo entre as pernas.

—Ah , tudo bem , Rocky . Kane só precisa ser alimentado. Vamos,


rapaz . —

Dakota estava mexendo no sofá e Sam olhou para o tempo . O jantar


seria feito em breve. Eles tinha discutido em chamar seus pais, mas Sam sabia
que ele teria que empurrar o problema .

— Dakota? — Sam sentou-se na beira do sofá .

—Eu sei, eu ouvi. — Dakota sentou-se e se esticou .

—Eu vou ficar bem aqui. Eu prometo que se eles dizerem algo, eu e
os caras vamos voar para o Alasca e chutar suas bundas — .
Dakota sorriu. — Dê-me o telefone. —

Dakota tinha descoberto que seus pais ainda viviam na mesma casa
em Fairbanks. O numero de telefone não mudou , também. Dakota esperava
que fosse porque talvez um dia eles esperavam que ele iria chamar. Ele discou
o número e prendeu a respiração . No terceiro toque, o telefone foi atendido e
uma voz feminina veio em cima da linha .

—Olá ? —

A mão de Dakota balançou quando a voz de sua mãe flutuava sobre


as milhas e em seu ouvido . Sua respiração engatou como na noite que seus
pais o expulsaram de casa por ele ser gay, ressurgiu em sua memória.

— Dakota? É você? Por favor, diga que é você ! —

Sam cutucou e Dakota finalmente abriu a boca . — Sou eu. —

Um suspiro profundo veio em cima da linha e Dakota agarrou o


telefone com mais força.

—Eu esperava por isso, esperava que você chamaria um dia. Sinto
muito, Dakota. Seu pai e eu estamos muito triste por tudo. —

Os olhos de Dakota se encheram d’água e ele fungou, limpando o


nariz .

—Sério?—

Sam segurou Dakota perto dele. Seu marido merecia ser amado. E
caramba , ele tinha certeza que ele sempre foi.
Os raios da manhã penetraram as cortinas finas na sala. Sam rolou
para o lado e olhou para o rosto tranquilo de Dakota. A conversa com os pais
dele tinha corrido bem - tão bem, na verdade, que eles estavam indo para vir
visitar. Sam deu um beijo suave nos lábios de Dakota e sorriu quando ele
gemeu baixinho . Ele saiu da cama e olhou para o tempo. Eram nove da
manhã e Kane não tinha acordado ainda.

Sam deslizou seus chinelos e caminhou pelo corredor até o quarto de


Kane. A porta estava aberta e Kane estava sentado no chão , comendo o
tapete do quarto. Ele suspirou e pegou o filho.

—Esse é o segundo, Kane. O que há de errado com o hambone12 que


nós compramos para você ? —

Kane bufou e aninhou-se nele. Sam olhou ao redor da sala , o


hambone de ontem à noite foi longe de ser encontrado . Sam olhou para o
filho.

— Você comeu a coisa toda? —

Kane gemeu baixinho e Sam segurou seu filho com mais força.

—Ei, vamos ver o que a vovó está fazendo no café da manhã , ok?—

Sam deixou um bilhete para Dakota e fechou a porta da frente


calmamente. Ele deixou Dakota dormir um pouco mais.

12
Hambone é o osso do meio do presunto de porco.
Toda a provação da noite passada tinha tomado um pedágio mental e
emocional sobre seu marido. O cheiro de toucinho entrou em suas narinas
enquanto se aproximava da casa de seus pais. Kane mexeu em seu aperto e
Sam o colocou para baixo. Seu filho correu direito através da porta de
cachorrinho da casa de seus pais.

—Eu não estou alimentando você até você mudar ! —

Sam sorriu com o tom de voz de sua mãe. Foi o mesmo que ela usou
com ele , bem como com Troy e todos os meninos Quinton . Sam entrou na
cozinha , e sua mãe estava junto ao fogão em seu avental , olhando para seu
neto .

—Bom dia , mãe. — Sam aproximou-se dela e beijou sua bochecha.

— Bom dia. Seu filho é tão teimoso como você era. —

—Sim ? Mas ele é muito mais bonito. Olhe para essa cara. — Sam se
abaixou para pegar seu filho . — Você simplesmente não pode deixar de lhe
fazer biquinho —. Sam enfiou o lábio inferior para fora em Kane.

— Isso aí vai dá ao seu filho poder sobre você. Alfa ou não, ele ainda
é o seu filho e você tem que ter certeza que ele sabe quem está no comando .

— Oh, ele sabe , não sabe , Kane ? —, Disse Sam , se lembrando da


Irlanda e de Kane testando ele. Kane acariciou-o e latiu .

—Bom —. Nadine apontou para Kane com sua espátula. —Agora


mude. — Kane mudou e balbuciou . — Muito melhor ! — Nadine riu.

O som de pneus na garagem chamou a atenção de Sam . Ele inclinou


a cabeça , escutando o som de Wyatt e Preston falando com Gage na
garagem.

— Você espera companhia ? — Sam sorriu.


As sobrancelhas de Nadine franzida.

—Ma ? — Nadine deixou cair a espátula e correu para a porta . O


sorriso dela se arregalou quando Wyatt , Preston e Gage fizeram o seu
caminho para a casa. Outro carro estava descendo a unidade e Nadine bateu
palmas na visão de Grayson e Xander com seus maridos. —O que é tudo isso?
— Nadine enxugou os olhos. Ela tinha perdido os quatro rapazes Quinton .

— Nós achamos que uma vez que não estaríamos indo para a Irlanda
neste momento, nós viríamos visita-la. — Wyatt levou Nadine em seus braços.

—Ei, mãe! — Grayson acenou , saindo do caminhão.

Nadine estendeu a mão ao peito. Estes foram seus filhos , todos


crescidos . A visita de Isabelle Quinton lhe dera paz. Ela nunca quis substituir
Isabelle na vida dos meninos , e Isabelle tinha certeza de que ela não era nada
, além de grata pelos sacrifícios que Nadine havia feito para seus filhos .

—Olhem para vocês, rapazes ! — Nadine colocou os braços para fora.

—Ei, espere por mim! — Sawyer correu para se juntar aos seus
irmãos .

— Pfft , você vive aqui. Ela o vê o tempo todo. — Xander bagunçou o


cabelo do irmão.

— Eu ainda posso chutar o seu... —

— Sawyer ! — Nadine o repreendeu.

— Bunda —, concluiu Sawyer.

Nadine olhou para Gage, segurando a mão de Wyatt. —Olhe para


você ! Você se tornou tão grande. —

— Oi vovó ! — Gage jogou os braços ao redor das pernas de Nadine .


Wyatt sorriu para seu filho segurando as coxas de Nadine . Seus
olhos lacrimejavam quando ela o pegou e segurou-o .

— Você precisa de ajuda com o café da manhã , Nadine ? — Jagger


ofereceu.

—Venham aqui vocês dois! — Nadine colocou Gage para baixo e abriu
os braços para Taylor e Jagger Drake, maridos de Grayson e Xander. —É muito
bom ver todos vocês. Eu senti tanto sua falta ! —

— Nós sentimos sua falta , também. — Taylor abraçou Nadine .

—Agora coloque suas bundas em casa para que possamos comer . —


Nadine fez sinal para a casa. Sam ficou na varanda da frente , olhando para
longe. Nadine se aproximou dele e pegou sua mão.

—O que está em sua mente , Sam? — Nadine fez sinal para a


espreguiçadeira na varanda e ambos se sentaram.

—Os pais de Dakota estão vindo para uma visita. — Sam virou-se
para olhar para sua mãe. Preocupação queimou por trás de seus olhos
castanhos profundos. — Eles querem fazer as coisas para ele. —

— Já era tempo! — Nadine bufou . —Tratar Dakota do jeito que eles


fizeram , eles deveriam se envergonhar de si mesmos! —

— Eles são , mãe. — Sam suspirou e passou a mão pelo cabelo .

—Isso não é tudo , não é? — Nadine procurou o rosto de Sam .

—Eu não quero perder você e papai, mamãe. Eu olho para todos os
caras que cresceram sem os pais e eu sei que eu tenho muita sorte de ainda
ter você e papai. Eu vou viver por um longo tempo , eu não quero ter que ver
você morrer. —

Nadine acariciou a mão de Sam . —Mas isso é o que a vida é - você


nasceu , você vive o melhor que puder e então você morre . Eu tive uma vida
maravilhosa. Eu encontrei o amor com o seu pai , teve um filho maravilhoso e
criei meninos maravilhosos que haviam perdido a sua própria mãe, e Troy ,
que perdeu seus pais . Eu vivi uma completa vida feliz , querido. —

—Eu não quero perder você , mãe. — Sam limpou os olhos.

—Querido, você terá Dakota e Kane por um tempo muito longo. —

Sam levantou-se. —Eu sei que. Mas eu quero você e meu pai por
um tempo muito longo, também!—

Nadine se levantou e tomou o rosto de Sam nas mãos.

—Eu sei que você está com medo , tudo vai dar certo. Eu prometo .
— Nadine puxou Sam em seus braços e segurou-o .

— Sam? —

Sam olhou para cima para ver seu pai andar em direção a casa com
John Quinton .

—Pai, — Sam sorriu. —Você tem uma casa cheia . —

Joe cheirou o ar e sorriu. —Então, eu cheiro . — John deu um tapinha


no ombro de Sam quando ele entrou na casa.

Joe olhou para sua esposa e filho . Ambos tinham os olhos vermelhos
.

—O que está acontecendo? Está tudo bem? — Joe subiu na varanda.

—Vai ser—. Sam abraçou seus pais .

Três meses depois...


Quatro de Julho, em Seattle estava em pleno andamento .

Riley levantou-se e examinou o mais novo Centro de Extensão. Ele ,


Wayne e Caden Fournier compraram o prédio há um ano e o tinha
reconstruído. Ele estava em uma localização perfeita - à direita das águas de
Gas Works Park, e Fairview Park foi até a rua . A melhor parte? Eles estavam
próximos da água, e Derek Jacobs tinha lhes dado acesso ao seu barco. Austin
Jacobson, os bombeiros de Seattle e parte do grupo, estava trazendo seu
barco do pontão para as atividades do dia também.

Flâmulas em vermelho , branco e azul cobriam as paredes , e mais


decorações patriotas enchia a sala.

Riley estava orgulhoso de seus esforços , mas - tanto quanto ele


amava Seattle - a sua casa estava no Arizona. Ele e Mateo, junto com Vince e
Keegan , planejavam empurrar a aceitação do casamento gay no estado.

Eles tinham um longo caminho a percorrer .

Vince e Keegan estavam correndo a festa de divulgação em Phoenix


deste ano. Era bom saber que eles tinham amigos que iria ajudar a qualquer
momento que ele precisava deles . James Pruitt-Jacobs também estava
hospedado em Phoenix com Derek , para ajudar na festa do Centro de
Extensão.

Jagger , Taylor, Grayson e Xander Drake, junto com Wayne e seu


marido, Conner, estavam no Centro de Anchorage.

Braços fortes foram envolvidos em torno dele e Riley se inclinou para


trás em seu marido . Eles estavam de volta e frente a reserva de Queets nos
últimos dois meses. Nadine adorava ter todos os filhos juntos e tinha -lhes
dado toneladas de roupas para Maggie .

Sawyer e Troy, juntamente com Josh e Mark , tinha voado para a


Irlanda em junho, para iniciar o processo de inseminação com os seus
substitutos. Riley sabia que Sawyer e Mark queria uma criança a um longo
tempo . Ele não podia esperar para ver o que aconteceriam quando seus filhos
nascessem .

Josh e Mark estavam contemplando a ser alterados se a criança


nascesse com o gene lobisomem. Ele não podia culpá-los . Riley olhou para o
relógio . Os viajantes estavam chegando antes dos fogos de artifício, e Riley
não podia esperar para conversar com Mark sobre sua visita.

— O lugar parece ótimo , querido. Você fez um trabalho maravilhoso


—. Mateo acariciou o pescoço de Riley.

—Eu tive ajuda—, Riley sorriu.

— Oh, isso é certo. Nikolai e Colin foi arrastados para isso, não é? —

— Bem, Nikolai fez um ótimo trabalho no Dia dos Namorados . Ele


trouxe Chance com ele desta vez e , rapaz , um bruxo sabe como fazer uma
sala brilhar —, Riley riu. De alguma forma, o feitiço de Chance tinha ido errado
e toda sala brilhou por uma boa meia hora .

—Eu vejo que você arrastou os jogadores de futebol para isso


também . —

— Eu fiz—, Riley assentiu. —Eles não se queixam muito. Sebastian é


seu quarterback e eles seguem sua liderança. Além disso, todos eles se
ofereceram no Camp Pride, e eles adoram ajudar essas crianças. Sebastian e
Nicholas ajudaram, assim como Casey — .

— Merda—, Mateo sorriu. —Você tem o endurecido Detetive Irlandês


Casey O'Shea para ajudar? —

— Eu lhe disse que iria morder a bunda dele . — Riley inclinou a


cabeça para trás , beijando os lábios de Mateo . —Onde está Maggie ? —

— Jude tem ela. Eu juro que ela ama Hayden e Jude — .


— O mesmo acontece com Matty , — Riley sorriu. —Eu amo o jeito
que ele rosna e puxa as pernas da calça de Hayden . —

—Ha , ha. —

Mateo olhou por cima do ombro para ver Hayden , com suas mãos
nos quadris . Matty correu pela sala com uma serpentina presa em suas
pequenas garras .

— Você não estava suposto estar a observá-lo ? — Mateo ergueu as


sobrancelhas .

—Eu sou. Veja ? Estou assistindo ele correr com as decorações . —


Hayden sorriu largamente.

Aos quatro meses de idade, Matty foi ficando mais rápido e mais
forte. Ele estava tornando mais difícil Mateo encontra-lo e banhá-lo . Como
era, ele e Riley tinha que definir trilhas de lanche para atraí-lo para o banheiro.

Maggie foi descobrindo como sentar-se - mais ou menos. Ela revirou


seu caminho ao redor da casa e em seu balanço , mas , acima de tudo , ela
adorava ter seu tio Nikolai cantando para ela . Os gêmeos eram inseparáveis ,
e mesmo quando eles foram visitar Kane, ambos os filhotes ficariam perto de
Maggie .

Kane voou por seus tios segundos depois e abordou Matty ,


agarrando o streamer13 , rolando pelo chão e latindo um para o outro. Riley
sorriu com a visão de seu filho com seu companheiro quando Sam e Dakota
entraram carregando as caixas térmicas .

—De quem é o dever de pilotar o barco ? —, perguntou Sam, abrir a


tampa em um dos refrigeradores.

— Esse seria eu e Jaxon . — Justice entrou no quarto e olhou em


volta.

13
Streamer fita de decoracoes.
— Sorte sua ! — Dakota bateu palmas e sorriu.

—Ei, eu tenho que estar na água no barco do fodão Derek. Eu me


considero sortudo — , Justice piscou.

—Então, Austin e Tucker estão com o barco Pontão? — Riley


caminhou até a mesa e agarrou a área de transferência . —Nós temos algumas
crianças que se inscreveram para o esqui aquático , Justice. —

— Posso ver isso? — Justice se aproximou e examinou a lista . O


nome de Skylar Foxx estava na lista do barco Pontão de Austin. Ele não tinha
visto o garoto desde o Dia dos Namorados. De alguma forma , ele havia
desaparecido.

Justice examinou os nomes restantes e sorriu. — Bem , olha aqui.


Elias Newman está se inscreveno para esqui aquático . —

Riley riu.

Um estrondo atrás deles fez Riley girar ao redor. Matty e Kane


tinham derrubado uma bandeja de bifes crus .

— Hey! Isso é um não-não ! — Riley correu com Mateo direito em


seus calcanhares. Ele pegou a bandeja e colocou de volta na mesa, e , em
seguida, virou-se para encontrar Mateo lutando com Matty por um bife .

— Matty Esposito ! Largue isso! — Riley estreitou os olhos para o


filho.

— Você pode muito bem deixá-lo comê-lo agora—, Hayden colocou a


mão sobre sua boca para esconder o sorriso.

—Ele já mastigou-o ao meio. —

—Que grande babá você é! — Mateo zombou.

Kane estava correndo na direção oposta , com um grande bife


pendurado em seus caninos . Dakota chegou a agarrá-lo, mas Jude pegou o
filhote de cachorro pequeno na mão livre . Maggie estava descansando em seu
quadril e soltou um grito feliz.

Jude içou Kane em seu outro quadril. Ele estava mastigando


lentamente seu caminho através do enorme bife na boca.

Riley suspirou e ergueu as mãos .

—Graças a Deus nós temos um outro prato de bifes. — Riley sorriu


para sua filha. — Você está se divertindo com o Tio Jude ? — Maggie babava e
balbuciou enquanto olhava com adoração até Jude .

— Ela com certeza esta, — Jude beijou a testa de Maggie . —Embora


, tivemos um acidente de pó . —

As sobrancelhas de Mateo arquearam. — Ela agarrou-o quando você


não estava olhando . —

Jude assentiu. —Sim —.

— Deixe-me ver a minha menina . — Mateo colocou as mãos para


fora e Maggie mexeu nos braços de Jude . Jude entregou-lhe e Mateo segurou
sua filha perto dele.

—Você está ficando tão grande! — Mateo beijou sua bochecha .

Riley olhou para o relógio . — Temos que ter as grades indo. Acho
que Caden e Kellan estão no estacionamento até agora. —

Jude assentiu. — Eles são , eu os vi no meu caminho. Kellan estava


com a ambulância , mostrando as crianças todas as coisas legais —. Jude
sorriu. Ele , Scott e Kellan foram paramédicos, e às vezes ele esqueceu o quão
incrível o equipamento era.

— Não deixe que eles choquem os outros—, Riley apontou para Jude .

Jude fez beicinho .


Riley riu e pegou Matty. — Você precisa mudar , amigo. Muitas
pessoas estão chegando e eles podem surtar , ok? — Matty bufou, mas
mudou.

Todos olharam para Kane , que ainda estava mastigando seu bife. Ele
olhou para todas as pessoas e continuou a mastigar.

—Eu não acho que ele vai mudar até que ele termine sua refeição —,
disse Hayden com um sorriso.

— Bem, vamos indo —. Mateo içou o saco de fraldas por cima do


ombro .

O sol estava alto no céu e o calor do dia estava chegando a um pico.


As crianças estavam espalhadas entre o centro , o parque e a água . Nikolai
Markov e seu namorado , Colin Greystone , foram ajudando no barco de Derek
Jacobs. Eles estavam levando as crianças em esqui aquático nos intervalos .
Mateo tinha oferecido também . Eles assistiram como um dos meninos se
esforçou para levantar-se em seus esquis. Eles estavam longe o suficiente para
evitar correr em outros barcos ancorados perto do Gas Works Park para pegar
os fogos de artifício .

Mateo aplaudiu quando o garoto finalmente se levantou sobre o


esqui. Justice deu partida e eles deslizavam na águas calmas. Mateo sentou-se
e olhou em volta do barco lotado.
Uma das crianças que estavam no Camp Pride tinha se juntado a
eles este ano. As sobrancelhas de Mateo franziram enquanto ele tentou
lembrar o nome da criança. Era algo incomum.

— Parece que você está prestes a explodir. —

Mateo saiu de seu torpor. O garoto que ele tinha só acabado de


pensar ficou com um pequeno sorriso na frente dele . Cabelo castanho curto,
estilo em picos e olhos castanhos olharam para ele.

— Ah, engraçado você dizer isso... —

—É Stone—, o jovem sorriu.

—Como você sabe? —

— Bem, você estava olhando diretamente para mim com este olhar
de constipação ou pensamento profundo , — Stone sorriu.

Mateo deu um tapinha na cadeira ao lado dele. O garoto foi talvez em


seus dezessete anos, mas ele parecia mais jovem . Wayne estava pagando
para ele frequentar uma escola privada, depois que seus pais recusou-se a
mover-se, ou enviá-lo para uma nova escola , quando ele foi ameaçado na sua
escola pública.

— Como tem passado desde o acampamento? — Mateo bebeu de sua


garrafa de água.

—Bom—, tone assentiu. —Eu estou indo para a escola regular no ano
que vem com Elias. —

Mateo recostou-se em surpresa. —Você esta ? —

— Sim. Fui morar com Skylar depois que sai da escola este ano. Eu
aprecio o que Wayne tem feito, mas ele sabe e entende sobre isso. Skylar tem
sido muito bom para mim , por isso tenho Ryder e Elias . Nós temos muito em
comum, de modo ... —Stone parou e olhou para a água .
— Você estava sendo intimidado na outra escola? —, perguntou
Mateo calmamente.

—Não, eu apenas senti - Eu não sei . Estranho ou algo assim? É como


se as outras crianças não sabiam como ser crianças , sabe? Quero dizer que
eles não jogam jogos de vídeo ou qualquer coisa assim. Tenho bons amigos lá
e até mesmo eles estão pensando em mudar de volta para a escola pública . —

— Bem, isso faz você feliz , ok?— Mateo despenteou o cabelo de


Stone.

— Não usar um uniforme me faria feliz , — Stone sorriu. —Eu não


posso esperar para vestir meus jeans rasgados e uma camiseta maldita . —
Stone apontou para Elias. —Alguma coisa está acontecendo com ele
ultimamente . —

Elias estava sentado sozinho , apenas olhando para a água. Mateo


levantou-se , preparando-se para fazer suas desculpas por interromper , mas
depois percebeu que Jaxon estava fazendo o seu caminho.

Um sorriso malicioso curvou seus lábios. Elias teve uma queda pelo
irmão mais velho Salvatore e foi divertido de assistir . Mateo sentou-se para
assistir ao show.
—Ei —. Jaxon se sentou ao lado de Elias.

O adolescente estava quieto e reservado durante toda a manhã .


Jaxon estava começando a pensar que algo estava errado, Elias ainda não
tinha dado em cima nele. Em tudo.

Elias olhou e balançou a cabeça.

—Ei —.

—Você está bem ? — Jaxon deslizou para mais perto dele .

—Eu estou bem —, disse Elias calmamente.

Jaxon se inclinou mais perto e notou a mandíbula apertada de Elias.


— Você não parece bem. Você está muito quieto. Não é como você.
Normalmente , você estaria sentindo a minha bunda e me pedindo para beijá-
lo —, disse Jaxon provocativamente , batendo no ombro de Elias com o dele.

— Isso não vai acontecer de qualquer maneira , então qual é o


ponto? — Elias se moveu no banco.

Jaxon se sentou e olhou para o homem mais jovem . —O que há de


errado , Elias? —

— Eu disse nada , ok?—

— Não, não está tudo bem. Está tudo bem em casa? — Jaxon colocou
o braço em torno de Elias. Um silvo suave escapou do homem mais jovem e
Jaxon puxou de volta.

— Eu machuquei você ? O que há de errado? —

—Eu disse que estava bem ! — Elias levantou-se e afastou-se , com


cuidado.

Jaxon observou as características do jovem . Seus olhos encontraram


o que parecia ser uma mancha negra no braço de Elias , bem debaixo da
manga de sua camiseta . Jaxon levantou-se e imediatamente atravessou o
espaço entre eles. Ele estendeu a mão para a manga e Elias se afastou
novamente.

—O que você está fazendo?— Elias olhou ao redor em pânico.

—Deixe-me ver o seu braço—, Jaxon pediu com calma.

—Eu não tenho que mostrar nada. — Elias fez o seu caminho para a
parte de trás do barco. Ele sentiu uma mão em torno de seu bíceps e virou-se
. Jaxon tinha um aperto em sua manga e gentilmente puxou o tecido para
cima.

Elias congelou quando um olhar assassino cruzou as características


de Jaxon .

— Quem fez isso? — Jaxon fervilhava com os dentes cerrados .

— Não é nada. Apenas me machucou na academia. — Elias tirou o


braço do aperto de Jaxon . —Você sabe como aqueles jogos de bola são
brutais . —

—Não minta para mim , Elijah. — Jaxon levantou os olhos para Elias
. — Se alguém está te machucando , eu quero saber quem é. —

—Como eu disse. Estou bem —. Elias se afastou novamente.

A sensação do barco abrandando chamou a atenção de Jaxon . Ele


teve que ir puxar um esquiador. Ele voltou-se para Elias.

— Essa conversa ainda não acabou. —

Mateo esperou até que Elias estava fora da água antes de se


aproximar Jaxon . A raiva vindo do homem era palpável. Ele tinha pego
alguma coisa da conversa , mas não de propósito. Droga, a audiência
lobisomem foi espetacular. Mateo sentou ao lado de Jaxon na popa .
—Então, o que você acha? Intimidações ou pais? —, perguntou Mateo
suavemente.

Jaxon suspirou. —Eu não sei, mas eu não gosto. —

— Você se preocupa com ele, não é? — Mateo olhou para Jaxon . Ele
endureceu e Mateo afagou seu ombro. — Ei, não se preocupe com isso . Ele vai
ter dezoito anos em breve, e será legal. Riley é mais jovem do que eu. —
Mateo sorriu enquanto Jaxon lhe lançou um olhar .

O apito alto de Justice os tirou de sua conversa e Mateo acenou para


Elias, que deu-lhe um polegar para cima . O barco empinou-se e , em seguida,
disparou como um canhão através da água , puxando Elias em seus esquis.

O garoto era um natural. Mateo assobiou e aplaudiu quando Elias


acelerou através da água sobre os esquis , mesmo colocando um pé em
exibicionismo.

—Ele é bom—, Jaxon sorriu.

— Cuidado! — Justice gritou .

Para Mateo, tudo parecia acontecer em câmera lenta.

Uma lancha saiu do nada e foi direto para Elias. E, em seguida , logo
diante de seus olhos , uma enorme onda se levantou e empurrou a lancha para
fora do caminho .

A boca de Mateo caiu quando Elias contornou centre o barco e a


onda, saindo do outro lado ileso.

—Que diabos ? —
Austin podia ouvir os gritos frenéticos do outro barco. O grupo no
pontão observava com horror quando uma lancha veio do nada e foi direto
para alguém na água.

—Oh meu Deus ! Eles vão bater! — Austin gritou .

Seu marido, Tucker, piscou - então piscou novamente quando uma


onda se levantou da água calma e bateu a lancha fora de seu curso .

—É Elias ! — Tucker engasgou .

Austin correu para a parte de trás do barco do pontão para verificar


as crianças que estavam nadando . Skylar Foxx parecia estar em transe ,
enquanto observava a lancha desviar dos esquiadores.

— Skylar ? Você está bem? — Austin agachou-se na escada.

—Huh? — Skylar olhou para o rosto preocupado de Austin.

Austin podia ouvir Tucker chamado na lancha para a a Patrulha da


Policia do Porto de Seattle. Alguém havia consumido muito álcool e foi
descuidado o suficiente para chegar ao volante .

— Por que você não sobe de volta, nós estamos indo para ir
encontrar-nos com Justice e seu grupo . —

Skylar franziu o cenho. A última vez que ele tinha visto Justice
Salvatore , ele tinha ouvido o homem chamá-lo ' horrível’. Ele realmente não
queria ver o cara, cara a cara novamente.
—Você não pode me deixar? Ou eu poderia nadar? — Skylar
ofereceu.

— Vai levar dois minutos e vamos levar as crianças que já esquiaram


de volta para costa. Vamos. — Austin sorriu, colocando a mão para fora.

Skylar assentiu e pegou a mão oferecida.

Eles se encontraram com o outro barco e pegou as crianças. Elias


subiu a bordo e Austin o puxou para um abraço agradecido. Elias ficou rígido
em seus braços, e Austin puxou de volta.

—Você está bem ? — Austin olhou para Elias.

— Oh, sim, claro . É que bate na água dura. — Elias murmurou,


fazendo o seu caminho para a outro extremidade do barco .

Austin apertou a mão de Justice.

— Bom trabalho lá fora. —

— Nós tivemos sorte . Se essa onda não tivesse batido a lancha para
fora do caminho , tenho certeza de que Elias teria sido atingido. — Os olhos de
Justice caíram sobre Skylar Foxx . Seu cabelo preto estava molhado e agarrou-
se a seu rosto.

Ele estava sem seu delineador hoje , mas seus olhos ainda estavam
tão escuros que era francamente hipnotizante. Justice não poderia parar de
olhar para aquele rosto perfeito.

— Olá, nós ainda não nos conhecemos. — Justice estendeu a mão. —


Justice Salvatore . —

Skylar olhou para a mão oferecida .— Sim . Prazer em conhecê-lo. —


Skylar se virou e foi embora .

As sobrancelhas de Austin franziram.


— Isso é estranho. Ele normalmente não é assim. Quero dizer, ele
costumava ser arisco , mas ele se tornou muito mais amigável desde o
acampamento. — Austin inclinou a cabeça para Justice. —Embora , você é
muito intimidante . —

—Eu sou? — Justice olhou para Austin.

— Bem, você tem o que? Dois metros de altura ? — Austin dorriu .

—Eu tenho 1,93m , — Justice fez uma careta .

— Tanto faz. Olhe para os seus bíceps . Eles são enormes e você tem
tatuagens em cima de você . —

— Você acha que eu o assusto —, perguntou Justice intrigado.

—Eu acho que você é sexy, — Austin sorriu.

— Eu ouvi isso! — Tucker gritou da proa .

— Bem, vamos voltar por comida. Eu acho que as crianças estão com
fome. — Austin apontou o polegar sobre seu ombro .

Justice olhou ao longo dos trilhos . Skylar agiu como se ele tivesse a
peste ou algo assim. Talvez ele seria capaz de falar com ele , uma vez que eles
voltasse à terra firme .

—Tudo bem . —
A festa estava em pleno andamento . Entre o parque e os barcos na
água e o Centro estava transbordando de gente , 4 de julho estava indo para
ser maravilhoso para as crianças .

Riley se sentou no banco do parque com Maggie , alimentando-lhe


com uma mamadeira . Mateo e Sam estavam jogando futebol com alguns dos
meninos do Centros de Expansão. Matty e Kane tinham ido passar o tempo
com Hayden. Riley percebeu Dakota e Chance fazendo o seu caminho. Dakota
sentou-se no banco cansado.

—O que aconteceu com você? —, Perguntou Riley.

— Tive que pegar Kane. Ele é rápido . —

— Ele mudou? — Os olhos de Riley se arregalaram.

— Eu peguei ele assim quando ele estava indo para uma sala cheia
de pessoas. Hayden estava lidando com Matty — .

Dakota sorriu suavemente . —Eu estou dizendo a você , com base no


que eu ouvi, o garoto é como Mateo. De qualquer forma , graças a Deus que
Chance estava lá e lançou um feitiço no caso de Kane ir muito longe. —

—Eu tenho meus momentos — Chance sorriu.

—Eu preciso de algum tempo com os adultos, — Riley suspirou. —Eu


sinto que tudo o que faço todos os dias é falar com os bebês. Eu preciso de
alguma conversa adulta e uma bebida agradável também — .

— Por que você não sai com a gente hoje à noite? — Chance
ofereceu.

—Onde? —, perguntou Riley.

— Cuffs & Stuff. É um bar gay no alto do morro e é incrível . Boa


música, grandes pessoas , perfeito para você e Mateo. Você e Sam devem ir
também, Dakota. —
Riley olhou para Dakota. — O que você acha ? —

— Parece bom para mim—, Dakota assentiu.

—Espere, — Riley suspirou. — Nós não podemos. Temos os gêmeos.


—Eu posso vê-los , se você quiser, — Jude ofereceu com um sorriso.


— Eles são muito bem comportados comigo. Eu pode levá-los a casa de
Nicholas e Sebastian , pois eles têm um quintal cercado — .

Riley olhou para Dakota. — Bem ? O que você acha ? —

—Você não confia em mim? — Jude ergueu as sobrancelhas .

— Nós gostamos de você , Jude . É por isso que nós estamos


contemplando permitindo-lhe ter nossos filhos por mais de apenas uma hora .
Eles têm uma forma de funcionar. —

—Bem, eu tenho certeza que Sebastian vai ajudar. Ele ama as


crianças. —

— Não diga que não avisei —, Dakota sorriu.

—Vai ser escuro logo , eles estão se preparando para o show de fogos
. Vamos pegar nossos cobertores . —

Hayden veio através dos arbustos com um babando Kane e Matty .


Dakota pegou seu filho e beijou-o. Matty foi mal em uma fralda , e estava
tentando rastejar sobre o maciço ombro de Hayden.

—Ei , você, — Riley sorriu para o filho.

Kane estava em forma humana , mas Dakota ouviu um rosnado baixo


passando pela garganta de seu filho. Ele olhou em torno do parque , as
crianças estavam espalhadas por toda parte. Dakota inclinou-se ao ouvido de
seu filho .
— O que foi, Kane ? —

Chance endureceu . — Alguém está usando magia negra. —

—O que você quer dizer? Como você sabe ? — Riley segurou Maggie
mais perto dele.

— Há uma mudança na atmosfera. — Chance fechou os olhos.

—Você pode dizer quem? —, perguntou Dakota.

Chance balançou a cabeça. — Não. Alguém está escondendo isso


muito bem. —

A cabeça de Matty girou , e um rosnado baixo levantou-se da


garganta dele também. Hayden entrou na frente de ambos os bebês e
examinou a área. Skylar e Elias foram caminhando em direção ao
estacionamento. Elias tinha a cabeça para baixo e Skylar estava esfregando
suas costas. Um casal estava esperando em um carro estacionado.

Hayden estreitou os olhos .

—Não são os pais adotivos de Elias ? — Hayden olhou para Jude .

Os olhos de Jude examinaram o parque e o estacionamento . — Sim,


é. E Jaxon esta indo na direção deles, também. —

— Esta acontecendo alguma coisa. — Dakota puxou Kane mais perto


dele. Seu filho não estava feliz com alguma coisa.

Jaxon correu pela grama para pegar Elias. O garoto tinha ficado longe
dele depois que o barco tinha ancorado. Ele viu os pais de Elias , e os suas
sobrancelhas arquearam. E se eles foram a razão que Elias foi ferido, alguém
ia morrer doloroamente .

— Elias ! — Jaxon chamou.


O casal pelo carro pegou Elias pelo braço e correu para a porta do
passageiro .

— Elias ! Espere! — Elias se soltou e deu a volta na frente do carro .


Jaxon finalmente o alcançou e estendeu uma mão para ele . Elias se encolheu ,
e Jaxon quase rosnou. O que tinha acontecido com ele? —Ei, eu sinto muito.
Eu não queria assustá-lo — , disse ele calmamente .

—Hum, tenho que ir , ok?— Elias voltou para o carro.

—Vamos lá, Elias ! Nós vamos nos atrasar —, a mulher chamou.

Jaxon pegou a mão de Elias e procurou seus olhos .

— Está tudo bem? — ele perguntou em voz baixa .

— Elias ! — Desta vez, era o homem que tinha falado e Jaxon olhou
para cima. Algo não estava certo com qualquer um deles .

—Eu estou bem , apenas vá . — Elias baixou a voz . — Por favor ? —

Jaxon procurou o rosto de Elias. — Isso ainda não acabou ,não de


qualquer forma. Algo está acontecendo com você . — Jaxon estava
impotentes. Elias entrou no carro com seus pais. Cada nervo em seu corpo
estava lhe dizendo que algo estava errado, muito errado .

—Alguma coisa está acontecendo com ele. —

Jaxon olhou por cima do ombro para ver Skylar franzindo a testa.

—Eu percebi isso hoje no barco. Ele tem um hematoma no braço. —


Jaxon virou-se para Skylar . — Será que ele disse alguma coisa? —

—Ele vive me dizendo que eu devo manter distância dele, que ele não
é seguro para estar ao redor. —

—O que diabos isso quer dizer?— A testa de Jaxon franziu.


—Eu não sei, mas eu não gosto . — Skylar olhou Jaxon . —Por que
você se importa ? —

Jaxon se irritou com a pergunta. — Por que não me importaria? É


claro que eu me importo! — Jaxon quase rosnou.

Skylar sorriu.

— Oh cale a boca —, Jaxon resmungou. Ele notou Justice se


aproximando e sorriu para seu irmão mais velho .

Skylar olhou por cima do ombro.

—Eu tenho que ir—, ele disse rapidamente.

—Espere, por quê? Você não vai ficar para os fogos de artifício ? —

—Eu estou indo para ir encontrar Ryder. Até mais tarde, Jaxon . —

Skylar afastou-se rapidamente e começou a caminhar em direção à


praia. Seu voo foi interrompido quando uma forma muito grande apareceu,
quase bloqueando o sol dele. Skylar recuou em surpresa.

—Ei —, disse Justice, um pouco sem fôlego . Sim, ele era um


lobisomem, mas Skylar andou em um ritmo acelerado - quase uma corrida. —
Eu venho tentando encontrá-lo. —

— Bem, você me encontrou. Agora me desculpe. — Skylar passou


pelo homem.

—Ei, espere um segundo. — Justice voltou para o caminho de Skylar .


— Eu fiz ou disse algo a você que me faz um idiota ? Eu só falei com você uma
vez e foi hoje. —

Skylar olhou para o homem em seu caminho. Jesus , Justice


Salvatore era alto - e, oh , tão quente e gostoso. Pena que ele pensou que
Skylar era uma vagabunda horrível, pelo menos foi assim que Skylar
interpretou as palavras que ele ouviu na festa dos namorados. Inferno, o que
mais ele poderia ser ? —Eu tenho que ir. —

Skylar contornou Justice novamente. Uma mão quente pousou em


seu ombro e Skylar virou . Justice deu um passo para trás , com as mãos no
ar.

—Whoa , ei, eu não vou te machucar. Eu só estava me perguntando


se você queria assistir aos fogos de artifício comigo —.

—Olha, qualquer jogo que você está jogando - Não quero jogar com
você. Eu sei exatamente o que você pensa de mim , então pare de fingir que
você quer sair comigo . Tenho certeza de que Riley vai te desculpar se você
não ter que jogar bonito comigo. —

A boca de Justice caiu. — O-o quê?—

—Eu tenho que ir. — Skylar correu . Ele não sabia o que Justice
Salvatore queria, mas ele tinha ouvido o homem com seus próprios ouvidos.
Ele pensou que Skylar foi horrível. Essa tinha sido a própria palavra que ele
usou.

Horrível . Lágrimas quentes corriam pelo seu rosto , enquanto ele


corria para o estacionamento. Ele correu para Ryder e parou.

—O que há de errado ? — Ryder tomou um Skylar chorando em seus


braços. Ele nunca tinha visto Skylar chorar e isso o estava pirando.

—Eu só quero ir para casa. Podemos ir para casa? — Skylar fungou e


enxugou os olhos .

— Sim, com certeza . — Ryder passou o braço em torno do ombro de


Skylar . — O que você quiser . —

Justice ficou pasmo . Que diabos foi isso? Ele sentiu uma presença
ao lado dele e olhou para ver Riley vestindo um olhar de preocupação.
— Eu juro que eu não disse nada. Eu até pedi para ele ver os fogos
comigo —, Justice disse rapidamente.

Riley assentiu. —Eu sei , eu ouvi. Eu me pergunto o que ele estava


falando. —

—Eu não sei, — Justice cruzou os braços . —Mas eu vou descobrir. —

Mateo sentou com Riley e os gêmeos . Os fogos de artifício estavam


prestes a explodir. Dakota e Sam sentou-se do outro lado deles com Kane. Os
gêmeos estavam acordados e Matty estava segurando sua irmã pela mão. Eles
estavam fazendo barulhos um para o outro.

Mateo sorriu para seus filhos. A cabeça de Riley se inclinou sobre seu
ombro e Mateo beijou sua testa. A música começou e aplausos e assobios
irromperam em todo o som quando o primeiro fogo de artifício foi para o alto .
Uma explosão de vermelho , seguido pelo azul e branco iluminou o céu
noturno. A alta-frequência de gritos veio de Maggie , e então começou a
chorar.

Mateo pegou sua filha e apontou para o céu .

—Olha , é muito lindo ! Papai nunca vai deixar nada te machucar ,


ok? — Mateo sussurrou na orelha de Maggie.
Matty se aconchegou em Riley e Kane estava apontando para o céu
dos braços de Dakota . Nenhum dos dois deles mostrou qualquer receio.
Dakota acariciou o rosto de Kane.

— Esse é o meu grande guerreiro. — Dakota inclinou-se ao ouvido de


Kane. —Papai te ama—.

Sam segurou sua família próximo a ele , colocando um beijo na


cabeça de Dakota. Ele e Mateo e olharam por um tempo e ambos sorriram.

A vida era boa .

Mateo entrou Cuffs & Stuff e olhou para o local com cuidado. Música
soava dos alto-falantes de teto e homens semi-vestido se contorcia em uma
pilha na pista de dança .

O cheiro forte de testosterona estava no ar . A mão de Riley entrou


na sua e andaram, fazendo um caminho através do povo de parede a parede
com Sam e Dakota direito em seus calcanhares .

Mateo reconheceu os bombeiros e os policiais em seu grupo e


acenou.

Jesse Salvatore , o segurança , estava sentado no bar com Ross


Collins.

— Você chegou na hora certa! — Jesse gritou por cima da música.


— Oh ? Para quê? — Riley gritou de volta.

Jesse fez sinal para o DJ . — Ele está prestes a jogar a amada música
de dança dos bombeiros / polícia. —

— Oh, é mesmo? — Mateo encostou-se no bar , puxando Riley contra


seu peito.

—Isso deve ser bom! — Sam sorriu, inclinando-se para tomar a


cerveja que Jesse estava entregando-lhe .

Dakota recostou-se contra o seu marido , enquanto os homens


formavam uma linha na pista de dança . A música recomeçou e então os
homens no chão começou a tirar suas camisas.

—Bem, eu não vi isso vindo! — Riley sorriu.

O gritos e assobios eram ensurdecedores . Mateo olhou para Sam


com uma elevação de sobrancelha. Uma voz trovejou através da música e
gritos.

— Bem, o inferno! Viemos para o lugar certo! —

Mateo gemeu e olhou pela porta. Josh Montgomery ficou com Mark ,
e Troy e Sawyer. Os viajantes do mundo havia chegado.

Riley sorriu e acenou para eles. —Vem cá , pessoal! Ainda bem que
vocês pegaram o meu texto! —

Josh inspecionou os homens dançando no chão. Ele tinha trabalhado


com alguns deles , saído com a maioria deles , mas vê-los dançar era novo.

— Então, o que nós perdemos ? — Mark sentou-se em um dos


bancos.

— Não muito, — Riley tomou um gole de cerveja. — Fogos de


artifício, crianças se transformando em público .—
Os olhos de Mark se arregalaram e ele inclinou-se ao ouvido de Riley.
— Eles foram vistos? —

— Nah . Matty e Kane chegarem perto, mas não transformaram-se


totalmente —, Riley sorriu. — Eu juro que eles estavam brincando. —

— Vocês devem chegar lá —, Sawyer piscou para Troy .

— Nós? Oh , nós podemos colocar esses caras para comer poeira —,


Troy sorriu.

— Sim, lembra-se do clube de strip na Tailândia... — Josh começou.

—Cala a boca , Josh ! — Os outros Skull Blasters gritaram em


uníssono.

Josh sorriu.

— Coloque seu dinheiro onde sua boca está , pessoal. — Josh olhou
para cima para ver Wyatt vestindo um enorme sorriso .

Josh ergueu o queixo e começou a caminhar em direção à cabine do


DJ . Mateo sentou-se contra a barra e olhou para sua equipe . Eles dançou em
público , quando eles estavam em uma missão . Eles poderiam fazê-lo
novamente?

— E então? — Troy balançou as sobrancelhas .

—Eu estou pronto para isso.— Sam esticou os braços para fora e
levantou-se.

—Isso deve ser bom. — Dakota esfregou as mãos .

— Uma disputa de dança? — Jesse sorriu. — Eu tenho o meu dinheiro


com os bombeiros. —

— Ah é assim? — Riley estreitou os olhos . — Eu tenho o meu


dinheiro nos Skull Blasters —.
Mark assentiu, como fez Sawyer.

—Sim —.

Riley se sentou no banquinho maior quando a música começou . Josh


, Mateo , Troy e Sam alinharam-se no chão em frente aos bombeiros e
policiais. O clube explodiu em um pandemônio quando “battleflag- Lo Fidelity
Allstars” começou a tremer o chão. Mark estava gritando no topo de seus
pulmões quando a camisa de Josh voou , expondo seu peito largo e enormes
bíceps. Um por um, os homens do Skull Blasters removeu suas camisas em
formas interessantes e sensuais . A camisa de Mateo deslizou entre suas
pernas e ele bombeou seus quadris para a frente ao mesmo tempo, deslizando
a camisa para frente e para trás .

Homens gritavam , assobiando e incentivando os bombeiros a


responder na mesma moeda . Riley agarrou Mark e Sawyer, e eles ficaram no
bar torcendo para seus maridos. Com o tronco nu , dançando e girando , os
Skull Blasters empurraram os bombeiros para trás, enquanto todos eles
agarravam suas virilhas e agitava suas bundas .

— Puta merda ! — Jesse gritou . — Eles são bons ! —

— Imagine isso na cama! — Riley sorriu.

— Sim, não imagine o meu lá, por favor—, Mark gritou .

—Eu acho que todos esses caras estão imaginando seus homens na
cama —, Jesse rachou acima .

Ross levantou a mão. — Nem todos eles . Apenas um. —

Jesse balançou as sobrancelhas . — Cole? —

Ross sorriu.

—Vamos lá , baby!— Dakota gritou .


Sam balançou a bunda para seu marido e piscou. Os quatro deles
balançaram os quadris abaixando à medida que se aproximavam do chão. Josh
jogou um braço de volta no chão e ergueu os quadris , o resto dos caras o
seguiu em uma linha . Água pulverizou do teto e Riley aproveitou a umidade
envolvendo todos eles . Jesse estava de pé junto à parede com um sorriso.

—Eu acho que está ficando muito quente aqui ! — Jesse gritou no
microfone. —Eu acredito que nós temos um empate ! A sensualidade neste
clube está fora das cartas ! Façam barulho para os caras ! —

Riley pulou fora do bar e correu para seu marido . Mateo pegou ele e
seus lábios se encontraram em um beijo faminto . A água em cascata foi para
baixo sobre eles e Riley segurou Mateo apertado.

—Eu te amo ! — Riley gritou .

—Sempre vou te amar , querido. — Mateo escorregou os dedos no


cabelo de Riley. — Sempre —.

O clube tinha se acalmado - um pouco . Os pisos tinham sido


esfregados e as pessoas estavam de volta dançando sobre ele.

Ross encostou-se no bar e olhou para todos os homens seminus


dançando . Preston tinha ido para obtê-los uma bebida e estava esperando na
fila atrás de homens vestidos de couro. Ele atirou a Ross um olhar e assentiu
discretamente para o homem em pé na frente dele. Ele usava uma tanga e
correntes . Ross se conteve de rir alto e piscou para Preston.

O banquinho ao lado dele foi repentinamente ocupado por um corpo


muito grande e a colônia do homem subiu a suas narinas .

—Então —.

Ross olhou para o lado para ver o homem em que ele estava
pensando por semanas , sorrindo para ele.

Droga , mas os olhos do homem eram tão azuis ! Seu cabelo preto foi
com gel e agora estava molhado, atendo-se em diferentes direções no topo de
sua cabeça. Os jeans desbotados não fez nada para esconder a protuberância
em suas calças e sua e sua camiseta molhada esticava em seus largos ombros
e peito.

—Vem sempre aqui? — Cole perguntou.

Ross sentou-se e encontrou-se com os olhos de Cole . Seu pau quase


saltou livre de suas calças olhando o rosto áspero do homem.

—Sério ? — Ross arqueou uma sobrancelha.

Cole lambeu os lábios , olhando o jeans apertados de Ross .

—Eu aposto que você é um fundo mandão. — Cole deixou seus olhos
vagar ao rosto de Ross. Os olhos azuis estavam sobre ele interrogativamente ,
e seus belos lábios estavam entreabertos .

Ross sentou-se e inclinou um braço na barra . Ele deu a Cole uma


verificada e depois levantou-se.

Segurando entre as coxas de Cole , ele se inclinou para seu ouvido.

— Deixe-me adivinhar , — Ross respirava pesadamente . —Você quer


me levar para casa , e colocar-me de joelhos para chupar seu pênis - o que eu
vou fazer muito bem por sinal - , então você vai me curvar e lamber minha
bunda até eu gritar para você me foder. Então você vai empurrar o que eu
tenho certeza que é o pau mais fabuloso em minha bunda e montar-me até
que eu não sei o meu próprio nome . —

Cole engoliu em seco e assentiu com a cabeça lentamente. — Algo


nesse sentido , sim. —

Ross sorriu , passando a mão em cima da parte interna da coxa de


Cole e apoiando-a ao longo de seu pênis. O cheiro de testosterona e excitação
foi emanado do bombeiro.

—Tenho certeza de que seria uma experiência religiosa. Eu tenho que


dizer, você é um dos mais lindos homens que eu já vi . — Ross afastou e o
olhou. — E então você abriu a sua boca. — Ross torceu seu nariz. —Eu o acho
atraente, mas tanto quanto eu gostaria de fazer aquela viagem à terra
impertinente com você, eu estou com medo que minha parada é aqui .
Portanto, mantenha esse pensamento em sua cabeça do que teria sido. Bom
vê-lo novamente. — Ross sorriu e fez o seu caminho para Preston.

Cole finalmente saiu de seu torpor e se levantou.

—Ei, Ross —.

Ross olhou por cima do ombro. — Sim? —

—Eu adoro um desafio. — Cole levantou as sobrancelhas .

— Considere-me o Monte Everest e siga em frente , querido. — Ross


estreitou os olhos e seguiu Preston para uma cabine .

Cole cruzou os braços e lambeu os lábios , pensando nas palavras de


Ross . Caramba , que isso tinha despertado seu pênis. Chaz estava fazendo o
seu caminho através da pista de dança lotada. Cole sentou-se e sorriu para
seu amigo.
— Uh oh. Eu conheço esse olhar . — Chaz estudou o rosto de Cole. —
O que aconteceu? —

— Aquele cara Ross me dispensou. E deixe-me dizer que ele fez isso
em grande estilo . —

— Sim? — Chaz sorriu. —Espere , se ele dispensou você, por que


você está sorrindo? — Chaz estreitou seu olhos para Cole . —Oh, não . —

—Oh, sim . O desafio foi la

nçado , meu amigo. —

Dakota balançava nos braços de seu esposo , com a cabeça


encostada no amplo- e agora molhado - peito de Sam. Os braços de Sam
apertaram ao redor de sua cintura e Dakota teve uma sensação agradável do
pau endurecido de Sam em seu quadril. Ele riu e ficou na ponta dos pés .

— Isso é para mim ? Ou será que esses caras em couro fizeram isso
para você ? — Sam riu.

—Você é o único homem que faz isso pra mim, Dakota. E você
sempre será. —

— Você está pronto para ir para casa? Eu sinto falta de Kane. —

Sam sorriu. Mesmo que Kane era seu biologicamente , Dakota


pensava nele como seu próprio filho. Ele adorava isso sobre o seu marido .
— Porque ele é meu filho. — Dakota sorriu para Sam . —Ele é parte
de você , e eu amo todos vocês. —

— Pare de ouvir meus pensamentos — Sam riu contra os lábios de


Dakota .

— Vamos para casa fazer amor . —

—Oh inferno , você não tem que me pedir duas vezes. —

Eles pararam pelo resto do grupo em seu caminho para fora. Sam
estendeu a mão para seus homens com uma piscadela. — Eu acho que é hora
de ir. Vemo-nos em breve , certo? —

Os outros três homens estenderam as mãos e Sam colocou a dele no


topo da pilha.

—Sempre juntos?—, disse Mateo, olhando para os caras .

— Claro que sim —, foi a resposta .

— Mateo, ver alguma coisa? — Josh sussurrou.

—Eu vejo tudo, idiota. Estou usando óculos de visão noturna , —


Mateo sussurrou em seu microfone.
—Eu não entendo por que você não apenas usa suas habilidades
shifter —, Josh comentou.

— Porque ele é da velha escola, — Troy sussurrou em seu microfone


com uma risada, dando ênfase no “velha” —.

— Chupe-me, Bishop. Só porque eu sou um lobisomem não significa


que eu vou jogar anos de treinando para fora da janela . Eu era um assassino
de primeira classe antes de me tornar um lobisomem, — Mateo bufou .

14
—Ei , Larry, Curly e Mo , temos inimigos fazendo o seu caminho
agora, — Sam os interrompeu.

Houve um baque forte atrás dele e Mateo balançou a cabeça com um


sorriso. —Olá, Nikolai . —

—Cara, como você sabia ? —

— Testosterona —, foi a resposta de Sam e Troy através do


microfone.

Nikolai suspirou alto .

—Ok, então de qualquer maneira —, Nikolai olhou para o corredor .


— Peguei um e dois idiotas pelo entrada lateral norte. —

Mateo olhou por cima do ombro para o Markov mais jovem. Ele
estava coberto de sangue. Mais uma vez . —Que diabos aconteceu com você?

Nikolai sorriu. — Bem, um idiota decidiu que ele queria me dizer


merda. Então, eu ofereci-lhe uma morte rápida e indolor ou lenta e torturante .
Ele escolheu a segunda opção. —

— E então? — Mateo ergueu as sobrancelhas .

14
É o nome dos Três Patetas.
—Eu pulei corda com seus intestinos . Você sabia que o intestino
delgado é... —

Mateo levantou a mão para parar as palavras de Nikolai . —Eu


entendo . Ok, por isso temos os atiradores abatidos, os mercenários no meio,
e agora temos o grande mau no final. — Mateo olhou para o relógio . —Então,
após isso, tomamos uma cerveja ? —

Josh riu em seu fone de ouvido , mantendo um olhar atento sobre os


guardas.

— E pizza. —

— O resto dos caras estão espalhados em cima para os corredores. —

Nikolai olhou para o teto. —Estou passando através do orifício . Vejo


você do outro lado . —

— Os abata Nik, — Mateo piscou para o garoto.

—É a minha especialidade—, Nikolai sorriu.

Mateo recostou-se contra a parede e se agachou . Eles estavam de


volta ao trabalho . Após os bebês nascerem , Mateo não achou que ele estaria
saindo em missões por um tempo. Mas Riley tinha basicamente o expulsado da
casa, dizendo que ele estava mal-intencionado e precisava ir matar alguma
coisa.

Mateo sorriu suavemente com a lembrança. Havia muitas razões que


ele amava Riley.

Outro conjunto de guardas atravessou e Mateo fez sinal para Josh ,


no outro extremo do corredor.

Ambos avançaram em silêncio.

Mateo sacou a faca da bainha e rastejou em torno de baixo para o


chão , com os olhos seguindo os movimentos de Josh. Mesmo que Josh ainda
era humano, ele foi rápido. Os guardas nunca os viu chegando. Mateo saltou ,
agarrando o guarda em seu pescoço e puxando-o para trás. Ele deslizou sua
faca no pulmão do homem.

— Shh , — Mateo sussurrou. — Você vai acordar todo mundo . —

Josh virou a esquina e se esgueirou . Ele estava vestido de preto ,


misturando-se com a escuridão. — Temos dois aqui. —

Troy se arrastou em uma sala. —Eu encontrei um espaço vazio para


esconder os corpos. — Troy riu quando o homem que estava segurando lutou
em seu aperto . — Você faz um som e eu vou cortar sua língua . —

— Sam? — Mateo arrastou o homem para o corredor vazio.

—Vindo para você agora. —

—Alguém vai ter um projeto de lei de limpeza desagradável. — Josh


sacudiu a cabeça.

Mateo inclinou a cabeça para o lado. Ele se virou , com a faca


deixando seus dedos em um raio de velocidade rápida. Outro guarda voou
contra a parede enquanto a faca perfurou seu coração.

Josh pegou o guarda que Mateo apontou para a faca. — Capacidade


Lobisomem ? —

—Não, isso era eu—, Mateo sorriu , puxando a faca do peito do


homem . Ele balançou a dedo para o homem . —Não é bom para deslocar-se
sobre as pessoas . —

—Eu tenho a porta aberta. — Sam olhou em volta. —Nós temos um


problema. —

—O que está acontecendo?— Mateo arrastou os homens para a sala


que Troy tinha assegurado .
— Temos uma ponte cruzada e é , pelo menos, 50 pés de diâmetro,
se não mais. —

Mateo olhou para Josh . — Quanto você pesa? — Josh deu de


ombros. — Cem ? — Ele notou as sobrancelhas erguidas de ambos Troy e
Mateo. —O quê? Mark é um grande cozinheiro . —

—Ok—, Mateo suspirou e passou a mão pelo cabelo . As minas que


aderiram ao Arizona e México eram muito mais profundas do que perto das de
Tucson. Houve quedas em todos os lugares em nada, mas negritude . Eles
também tinha sido em torno de mais e alguém tinha feito grandes esforços
para torná-los muito habitáveis - incluindo dutos de ar que funcionam. Eles
tinham vindo para isto apenas para verificá-la e havia encontrado mulheres
seminuas , bem como crianças pequenas , em condições horríveis.

Isso fez o sangue de Mateo ferver. Agora que ele tinha seus próprios
filhos , isso o fez ainda mais irado.Mateo olhou para o único homem vivo e
sorriu.

— Josh? —

—Sim —.

— Eu acho que ele é preciso falar . —

Josh jogou o homem em uma cadeira e montou em frente a ele .


Troy arrastou uma mesa entre eles e ficou para o lado com um sorriso.

Josh pegou sua faca da bainha e ergueu-a . A lâmina serrilhada


pegou uma leve sugestão de luz e brilhou .

— Como são as suas habilidades de matemática ? — Josh correu a


lâmina entre as pontas dos dedos .

—No hablo ingles ! — Os olhos do guarda se arregalaram.


— Ele não fala Inglês ? — Josh se inclinou para frente . — Agora que
isso é uma vergonha. O que é cinco menos um ? —

O guarda olhou de Mateo de Troy, e depois voltou para Josh ,


balançando a cabeça .

— Não? — Josh bateu a faca no dedo mindinho do homem. —É


quatro. Adivinhe o que qual é a minha próxima pergunta de matemática? —

Mateo bateu com a mão sobre a boca do homem e se inclinou em


seu ouvido , os gritos de choramingo tentou escapar por entre seus dedos .

—Ele vai continuar até que você não tenha nenhum. Agora, quantos
mais guardas ha e onde está seu chefe? — Mateo levou sua outra mão e
deslizou a faca entre as coxas do homem. —O que é dois, menos um ? —

—Ok ! Ok ! —

— Agora que isso é mais parecido com ele —, Josh sorriu. — Agora
estamos chegando a algum lugar. Embora eu estava realmente desfrutando de
tomar seus dedos — .

Troy deu um tapinha nas costas de Josh. —Está tudo bem . A


próxima missão vamos encontrar um realmente teimoso. —

Com informações em mãos, eles se encontraram com Sam na ponte


cruzada. Mateo olhou para escuridão absoluta. O teto era formado de rochas,
eles não tinham ideia se ele iria segurá-los. Sam recuou e olhou para o espaço.
Ele correu a toda velocidade e deu um salto. Navegando através da área
aberta , ele caiu sobre os dois pés no outro lado.

Josh assobiou baixinho . — Agora que isso foi incrível . —

Troy seguido logo depois, e Mateo agarrou Josh .

— Espere um segundo. — Josh olhou para o lado. — Como você sabe


que nós vamos fazer isso ? —
—Eu não sei.— Mateo jogou Josh sobre o ombro.

— Mat, espere! — Josh agarrou as presilhas de Mateo e fechou os


olhos . Vento correu em seu rosto e , em seguida, ele estava de volta em seus
pés.

—Eu te odeio —, Josh rosnou .

—Mas nós amaaaamos você ! — Os outros três responderam em


uníssono .

Josh estreitou os olhos para os três .

— Bem, de volta ao trabalho . —

Todos ouviram gritos e , em seguida, a porta se abriu . Nikolai ficou


de pé, com um olhar selvagem em seus olhos.

— Vamos começar a festa ! —

—Depois de você—, Mateo apontou para a porta.

—Eu gosto muito dele ! — Troy sorriu .

— Estamos perdendo Derek , — Sam sorriu.

Todos olharam para Mateo.

Na ausência de Derek , Mateo gritou: — Foda-se ! —

Eles se moveram para o quarto e fizeram o que faziam de melhor:


eliminado o inimigo. Alguns eram humano, outros não. Mateo fez um rápido
trabalho dos guardas e manteve um olhar atento sobre Josh . Eles limparam o
quarto em poucos minutos e Mateo tomou uma sala para baixo à esquerda .

Este não tinha sido esvaziado como os outros. Rochas se projetava


no teto e nas laterais . Ele chegou a um meio caminho correndo para baixo do
túnel . Rochas caiam no buraco abaixo.
Um braço veio ao redor de seu pescoço e dor o atingiu quando uma
faca deslizou abaixo de suas costelas e um corpo caiu em suas costas. Mateo
trocou seu peso e jogou o corpo fora dele. Ele navegou através do ar e parecia
rolar em pleno voo . Pés bateram no chão do outro lado da queda . Mateo
apontou seu arma para a pessoa do outro lado , que tinha a sua própria arma
apontada para Mateo.

Seus olhos se arregalaram com a pessoa em pé na frente dele.

— Nikolai ? —

O queixo de Mateo caiu . —O que você está fazendo? Estamos do


mesmo lado ! — Mateo deslizou uma das mãos nas costas e tocou o buraco
entre duas costelas, sua cura de lobisomem fechou quase que
instantaneamente a ferida.

— Estamos? — Nikolai inclinou a cabeça .

—É claro que sim ! Temos sido por muito tempo , lembra? Matamos
os bandidos ? — Mateo gritou . O som ecoou nas cavernas. — Abaixa a arma !

— Você coloca a sua primeiro. — Nikolai segurava a arma em Mateo


com firmeza.

— Nik, o que está errado com você ?— Mateo gritou .

—Nada—.

Mateo ouviu uma voz atrás dele.

— Esse não sou eu — Nikolai estreitou os olhos para o homem de pé


na frente dele .

— Como eu sei que você é você ? — Mateo manteve os olhos no


outro homem , ainda segurando uma arma para ele .

Um som bufando encheu a caverna.


—Por favor. Cara, minha bunda é muito melhor do que isso. —

Mateo não pôde evitar o sorriso. — Sim, esse é o nosso Nikolai . —


Ele olhou atrás do homem mais jovem.

— Sim, a sua é muito melhor. —

O homem à sua frente parecia brilhar e depois mudar. As calças de


couro que ele usava esticaram em torno de suas coxas maciças. A jaqueta de
couro que era uma réplica da de Nikolai se transformou em um casaco e
pousou logo acima do chão , varrendo suas botas de combate pretas. Longos
cabelos negros ocultaram os olhos e lábios carnudos que se transformou em
um sorriso.

—Quem . É. Você ? — Mateo rosnou.

—Você não pode me matar —, disse ele . —Eu não sou humano. —

— Nem eu , babaca . Agora abaixe sua arma. — O homem parecia


avaliar os dois. Seus olhos corriam atrás de Mateo e outro sorriso feral
espalhou por seus lábios , revelando dentes brancos.

— Bem, ele parece ter chegado a seus amigos . Dois lobisomens . E


isso , —ele apontou para Nikolai , — não é normal também.—

— É claro que eu não sou 'normal' , eu sou extraordinário—, Nikolai


zombou. —Para quem você trabalha? — Nikolai cruzou os braços .

—Eu não trabalho para ninguém . —

— Bem, nós gostaríamos de lhe fazer algumas perguntas, então . —


Mateo deixou cair a arma lentamente e colocou de volta no coldre . Ele colocou
as mãos para cima e apontou para a arma que o outro homem ainda tinha
nele. — A confiança é ganhada. —
— Eu não confio em ninguém além de mim . Eu não estou aqui para
fazer amigos, estou aqui para matar qualquer coisa que cheira a imoralidade.

— Você tem um nome? — Josh perguntou .

— Killian —, o homem respondeu .

—O que, sem sobrenome ? Você é como emo ou em uma banda de


rock ? — perguntou Nikolai sarcasticamente.

O homem levantou os braços no ar e começou a brilhar . Um grande


corvo abriu as asas e voou para dentro do eixo abaixo.

— Merda! — Nikolai sussurrou. —Isso foi tão legal! Isso foi um


metamorfo ! —

Mateo virou para olhar para Nikolai com as sobrancelhas levantadas.

— Um o quê?—

—Eu li sobre eles no livro mágico de Chance . Eles podem se tornar


qualquer coisa que eles querem —, Nikolai sorriu. —Legal, ele queria ser eu. —

Mateo balançou a cabeça com um sorriso e apertou “falar” em seu


microfone. — James ? —

— Aqui , o que está acontecendo?—

—Nós temos um problema dos grandes. —

— Bem, me diga quando você chegar lá em cima . Nós limpamos uma


boa milha e Hayden terminou com o restante . Então, levante-se aqui e me dê
todo o relatório . —

— Entendido —. Mateo clicou off seu microfone e olhou para os


homens na frente dele . — Vamos dar o fora daqui . —
Depois de terem chegado ao terreno elevado , Mateo preencheu
James sobre o que ele tinha encontrado abaixo.

James ficou intrigado , para dizer o mínimo . Um metamorfo que


poderia tornar-se alguém ou alguma coisa que ele queria? Essa foi uma boa e
má notícia.

O fato de que o homem , aparentemente, não respondia a ninguém


também tinha interessado James .

—Então, ele esfaqueou você pensando que você era um rogue ? — a


testa de James franziu.

Mateo assentiu. — Eu acho que sim . Rogues não tem cheiro diferente
do que nós , é os seus olhos amarelos que lhes denuncia. —

— E você nunca o viu antes? —

—Acho que teria me lembrado —, brincou Mateo .

— Talvez sim, talvez não . É lógico que, se ele pode ser quem ele
quiser , ele pode ter estado em outras missões . Precisamos ficar de olho
nesse cara a partir de agora . Eu realmente quero me sentar e ter uma
conversa com ele. —

— Ele não parece ser o tipo de cara para chá e biscoitos , James , —
Mateo demorou.

—Nem era Vince e veja como isso acabou. —

—E daí? Vai atraí-lo com um rosto bonito ? Eu não acho que isso irá
trabalhar com esse cara. —

James protegeu os olhos do sol e suspirou. — Nós vamos ter que


pensar em outra coisa então. Um Shifter metaformo em nossa equipe —,
James sorriu. — Você pode imaginar o dano que poderia fazer? —

Mateo sorriu. — Oh , sim. —


Riley correu pelo corredor atrás de seu filho , com o hipopótamo
roxo pendurado entre as fileiras de navalha afiada de seus dentes .

— Matty Esposito ! Largue o hipopótamo roxo do papai agora!— Não


era sempre que ele gritou , mas neste caso , tinha que ser feito. Matty era
exatamente como Mateo. Teimoso até o amargo fim .— Matty ! — Riley soltou.

Matty parou de correr e se virou para seu pai, com o hipopótamo


preso entre seu caninos .

— Deixe-o cair . — Riley pôs as mãos nos quadris.

Matty abriu suas mandíbulas por uma fração e o hipopótamo roxo


escorregou e caiu no chão e baba acompanhava o bicho de pelúcia.

—Eca —. Riley pegou o hipopótamo por sua orelha . Ele considerava


seu filho com um olhar severo . — O que papai disse sobre o hipopótamo ? —
Riley teve de sorrir quando Matty bufou , deixando cair a cabeça.

—Ah, papai vai comprar outro brinquedo da mastigação , ok? Só não


coma as botas de combate de seu pai novamente. —

— O quê?—
Riley estremeceu ao som da voz de Mateo.

— Opa . Vá se esconder! — Riley sussurrou para Matty . Riley virou-


se para Mateo , que estava pisando pelo corredor. — Oi, querido ! Você está de
volta . —

—Não venha com ' oi querido ' comigo—. Mateo procurou o corredor.
— Onde está você, Matty ? —

— Pondere sua voz, Mateo. — Riley ergueu as sobrancelhas .

—Eu estou tentando , eu realmente estou, mas quando ele faz xixi
em todos os móveis e come a minha arte , eu tenho que colocar meu pé no
chão , bebê ! —

Riley apertou suas mãos. —Ele está apenas marcando seu território.

A boca de Mateo caiu aberta . —Sério? Não diga ? —

Riley apertou os olhos e se transformou . Ele empurrou Mateo de


volta para o final do corredor e continuou empurrando-o até que ele estava na
sala de estar . Maggie olhou para cima de seu lugar no chão e bateu palmas ,
gritando . Ela apontou para Riley.

— Dada! —

Riley parou e balançou a cabeça na direção de sua filha. Maggie


estava gritando e batendo palmas ao mesmo tempo, apontando para ele em
forma de lobo. Ele nunca se transformou na frente dela. Ele e Mateo tinha
pensado que isso poderia assustá-la . Agora ele percebeu que Maggie era
muito mais esperta do que eles tinham pensado.

— Dada , dada, dada ! — Maggie gritou .

Riley aproximou da sua filha e se acomodou ao lado dela. Ela foi


ofuscada pelo seu tamanho.
Ela parecia uma bonequinha . Mateo sorriu para a cena e olhou para
baixo para ver Matty a seus pés, abanando a cauda .

Mateo se curvou e pegou o filho.

— Sentiu minha falta ? — Mateo riu quando Matty lambeu o lado de


seu rosto.

—Eu senti sua falta, também. —

— Sente-se melhor agora? — Riley bufou . —Você teve alguma


agressividade para fora em sua última missão , não é ? —

Mateo assentiu. — E mais um pouco. — Maggie murmurou e afundou


os dedos no casaco de Riley. Mateo sentou-se ao lado de ambos e colocou
Matty para baixo. Os grandes olhos azuis de Maggie olhou para ele e sorriu ,
pegando-a .

—Papai também sentiu sua falta , querida. Você cresceu —. Mateo


olhou sua filha com cachos castanhos cobrindo sua cabeça e seu rostinho
querubim olhou para ele com um sorriso babado . —Eu te amo, Maggie —.
Mateo abraçou-a .

— Dada. — Maggie apertou os braços ao redor do pescoço de Mateo.

Os olhos de Mateo se arregalaram e ele se afastou para olhar para a


filha . Ela estava sorrindo , com suas pequenas mãos em suas bochechas .

— Dada! — Maggie gritou e bateu as bochechas de Mateo .

—Sim, eu sou o seu dada —. Mateo se inclinou e beijou o nariz de


Riley. —Nós somos uma família. —

Riley suspirou de contentamento. Ele perdeu sua mãe e seu pai, mas
ele ganhou um marido e filhos e amigos leais. Seja qual for o que futuro tinha
reservado para todos eles, ele sabia que ele iria enfrentá-lo de cabeça erguida,
com Mateo ao seu lado.
Fim

Você também pode gostar