Você está na página 1de 79

O nosso

modelo de
Gestão

BRAÇO FORTE, MÃO AMIGA !


O nosso
modelo de
Gestão
O nosso
modelo de
Gestão

MISSÃO DO EXÉRCITO
• DEFENDER A PÁTRIA
• GARANTIR OS PODERES
CONSTITUCIONAIS
• GARANTIR A LEI E A ORDEM
• PARTICIPAR DE OPERAÇÕES
INTERNACIONAIS
• COOPERAR COM O
DESENVOLVIMENTO NACIONAL
• COOPERAR COM A DEFESA CIVIL
• ATUAR CONTRA DELITOS
TRANSFRONTEIRIÇOS E AMBIENTAIS
O nosso
modelo de
Gestão
O nosso
modelo de
Gestão
O nosso
modelo de
Gestão

Cultura Organizacional

Implantação simultânea em toda Força

Programa conduzido pela Instituição


com assessoramento externo

Resistência às mudanças

Grande rotatividade do pessoal


O nosso
modelo de
Gestão

Elevar a capacidade operacional,


logística e administrativa do Exército,
visando habilitar a Instituição a cumprir de
modo eficiente, eficaz e efetivo, sua missão.

Aplicar judiciosamente os recursos


orçamentários, materiais e humanos que a
sociedade coloca à disposição da Força.
O nosso
modelo de
Gestão

O MUNDO GLOBALIZADO

(BUSCA DA EFICIÊNCIA
(características Sobrevivência)
marcantes)
Evolução das Empresas
e Instituições

Acirrada competitividade
(Busca de resultados)
O nosso
modelo de
Gestão

EMPRESAS FORÇAS ARMADAS

- Princípios de organização e administração


- Melhoria da qualidade
- A Excelência
O nosso
modelo de
Gestão

EMPRESAS FORÇAS ARMADAS


(HOJE – MESMA LINGUAGEM)

- VISÃO GERENCIAL

- SATISFAÇÃO DO USUÁRIO

- ORGANIZAÇÃO POR PROCESSOS

- ACHATAMENTO DE ESTRUTURAS

- GERENCIAMENTO POR PROJETOS

- OUTRAS FERRAMENTAS
O nosso
modelo de
Gestão

ONTEM

SUN TZU, NAPOLEÃO,


CLAUSEWITZ, LIDDEL HART,
CAXIAS, JOSÉ PESSOA,
CASTELO BRANCO
O nosso
modelo de
Gestão

HOJE

SUN TZU, NAPOLEÃO,


CLAUSEWITZ, LIDDEL HART,
CAXIAS, JOSÉ PESSOA,
CASTELO BRANCO
+
PETER DRUCKER, TOM
PETERS, MIKE JOHNSON,
STEPHEN COVEY, JACK
WELCH, FGV, ENAP, IPEA, etc
O nosso
modelo de
Gestão

“A FORMA DE FAZERMOS
A GUERRA É A MESMA
FORMA DE REALIZARMOS
A RIQUEZA.”

Alvim Toffler – Guerra e Antiguerra


O nosso
modelo de
Gestão
O nosso
O PROGRAMA EXCELÊNCIA modelo de
Gestão

GERENCIAL - PEG

É um modelo de excelência e um conjunto


de ferramentas que, utilizado de forma
integrada e sistêmica, permitirá a melhoria
da gestão organizacional e, em
conseqüência, a aplicação de forma eficiente,
eficaz e efetiva, dos recursos humanos,
financeiros e materiais colocados à
disposição do EB visando à

Operacionalidade da Força Terrestre


O nosso

MODELO DE EXCELÊNCIA modelo de


Gestão

2
Estratégias 5
e Planos Pessoas

1 7
Liderança Resultados

3 6
Cidadãos e Processos
Sociedade

4. Informação
FERRAMENTAS
O nosso
modelo de
Gestão

MELHORIA CONTÍNUA
- Auto-avaliação. Aderência ao Modelo de Excelência.
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
- Sistema de Planejamento do Exército – SIPLEx.
PROCESSOS
- Mapeamento. Análise. Melhoria. Inovação.
PROJETOS
- Gerenciamento.
SISTEMA DE MEDIÇÃO DE DESEMPENHO
- BSC. Gestão Estratégica.
PRINCIPAIS RESULTADOS
O nosso
modelo de
Gestão

Sistema de Informações Gerenciais do


programa Excelência gerencial – SISPEG.
Sistema de Análise e Melhoria de Processos –
SISAMP.
Auto-avaliações e Validações em todo EB.
Adoção do BSC como Sistema de Gestão
Estratégica.
Customização das ferramentas e linguagem.
Definição das Metodologias para o EB.
Macroprojeto Gestão Estratégica.
Planos Estratégicos em todas as OM.
Aprendizado com o processo de implantação.
PRINCIPAIS RESULTADOS
O nosso
modelo de
Gestão

Impacto na Destinação
Constitucional

 Defesa da Pátria

 Garantia da Lei e da Ordem (GLO)


O nosso
TROPAS DE POLÍCIA DO EXÉRCITO modelo de
Gestão

EFETIVO
CMA
6.434 homens
435

CMNE
975
CMP
CMO 1.381
282

CML
1.356
CMSE
810

CMS
1.195
O nosso
modelo de
FORÇAS DE EMPREGO ESTRATÉGICO Gestão
15.070 homens
Brigada de
Brigada Operações
Pára-quedista Especiais

5.200 homens
1.670 homens

4.100 homens
12ª Brigada Leve Aeromóvel
4.100 homens

11ª Brigada Leve


(Garantia da Lei e da Ordem)
O nosso
modelo de
Operações de GLO Gestão

Operação Rio

RECURSOS
R$1.047.973,17
O nosso
modelo de
Operações de GLO Gestão

Operação BAHIA - Greve das Polícias Militar e Civil

RECURSOS
R$132.000,00
O nosso
modelo de
Operações de GLO Gestão

Operação PIAUÍ - Greve da Polícia Militar do Piauí.

RECURSOS
R$1.900.000,00
O nosso
modelo de
Operações de GLO Gestão

Operação MINAS GERAIS - Greve das Polícias Militar e


Civil.

RECURSOS
R$2.700.000,00
O nosso
modelo de
Operações de GLO Gestão

Operação VITÓRIA - Ocorrência de grave perturbação da


ordem pública

RECURSOS
R$147.865,90
O nosso
modelo de
Operações de GLO Gestão

Operação PARÁ
• Tropas e Equipamentos
de 5 Estados, reforçando a
23ª Brigada de Infantaria
de Selva (Marabá-PA);
RECURSOS • Tropa operando na área
R$17.171.989,00
menos de 12h após ser
acionada;
• Efetivo de 2.187 homens;
• Missões operacionais e
Ações Cívico-Sociais.
O nosso
modelo de
Operações de GLO Gestão

Operação TIETÊ - Segurança da Reu de Ch de Estado


(UNCTAD) e autoridades da ONU em São Paulo-SP.

RECURSOS
R$275.000,00
O nosso
modelo de
Operações de GLO Gestão

Operação ELEIÇÕES - Segurança nas eleições municipais


(Estados do N, NE, SE e Centro-Oeste).

RECURSOS
R$8.826.621,73

 Eleições ordeiras e pacíficas em 353 municípios


O nosso
modelo de
Operações de GLO Gestão

Operação ZINCO - Segurança da reunião de Chefes de


Estado no Rio de Janeiro-RJ.

RECURSOS
R$130.000,00
O nosso
modelo de
Operações de GLO Gestão

Operação OURO PRETO - Segurança da Reu do


MERCOSUL (Belo Horizonte e Ouro Preto-MG).

RECURSOS
R$165.000,00
O nosso
modelo de
Operações de GLO Gestão

CÚPULA AMÉRICA DO SUL - PAÍSES ÁRABES


Brasília- DF
EMPREGO DE
3.000 homens RECURSOS
R$2.650.424,00
O nosso
modelo de
Operações de GLO Gestão

I Reunião de Chefes de Estado da


Comunidade Sul-Americana de Nações

RECURSOS
A RECEBER
R$702.000,00
O nosso
modelo de

Operações de GLO Gestão

Segurança da II Conferência Mundial do Café


Salvador BAHIA – setembro de 2005

RECURSOS
A RECEBER
R$600.000,00
PRINCIPAIS RESULTADOS
O nosso
modelo de
Gestão

Participação em Operações
Internacionais
O nosso
modelo de
MISSÕES DE PAZ EM CURSO Gestão

UNOGBIS - 2004
Guiné Bissau UNMIS
MINUSTAH 2005 Sudão
2004 Haiti
MISSÃO DO EB

UNMIT- 2006
MARMINCA 1994 Timor Leste
Honduras, Costa
Rica, Guatemala
e Nicarágua

MARMINAS 2003 UNMEE 2006


Equador, Peru e Etiópia e
Colômbia Eritréia
UNOCI - 2003
Costa do Marfim OEA ONU
1.021 militares/EB “mostrando a Bandeira Nacional em 11 países e 4 continentes”
O nosso
modelo de

NOVOS PEDIDOS DA ONU


Gestão

PARA MISSÕES DE PAZ

TIMOR LESTE- 1 Cia;

SOMÁLIA- 1 Conselheiro Militar;

ETIÓPIA e ERITRÉIA- 5 Obs Mil;

10 a 12 vagas no DPKO/ONU;

LÍBANO

 CONGO - 4 Oficiais e 3 Praças


O nosso
P/G Salário   Aumento (a-b)  
modelo de
  Lei Tropa (a) LRE (b) USD % Gestão
Cel Cmt 9,283.00 8,654.00 629.00 7.27
TC S Cmt U 8,250.00 7,880.00 370.00 4.70
TC Cmt SU Ind 8,300.00 7,880.00 420.00 5.33
TC 8,000.00 7,880.00 120.00 1.52
Maj 7,883.00 7,175.00 708.00 9.87
Cap 5,947.00 6,109.00 -162.00 -2.65
1º Ten 5,192.00 5,070.00 122.00 2.41
2º Ten 5,001.00 4,653.00 348.00 7.48
ST 4,597.00 4,423.00 174.00 3.93
1º Sgt 4,327.00 4,131.00 196.00 4.74
2º Sgt 3,888.00 3,499.00 389.00 11.12
3º Sgt 3,423.00 3,126.00 297.00 9.50
Cabo 1,716.00 2,013.00 -297.00 -14.75
Soldado 1,367.00 1,519.00 -152.00 -10.01
Total        

Obs: 1) Foi utilizada uma taxa de conversão US$ 1,00 = R$ 2,15


2) A diferença nos postos de TC referem-se à Grat por função
- Cmt U = US$ 400.00
- S Cmt U = US$ 250,00
- Cmt SU Ind = US$ 300.00
O nosso
MINUSTAH - Companhia de Engenharia modelo de
Gestão

ASFALTAMENTO EM BEL AIR,


RUA DELTA 2

PERFURAÇÃO DE POÇO
ARTESIANO EM MIRAGOANE
W HAITI
O nosso
MINUSTAH - Companhia de Engenharia modelo de
Gestão
O nosso
Operações de Manutenção da Paz modelo de
Gestão
O nosso
modelo de
OPERAÇÕES INTERNACIONAIS Gestão

Descarregamento de remédios doados


pelo Governo Brasileiro ao SURINAME
O nosso
PRINCIPAIS RESULTADOS modelo de
Gestão

Cumprimento das
Atribuições Subsidiárias

 Contribuir com o Desenvolvimento


Nacional e cooperar com a Defesa Civil

 Ações contra Delitos Transfronteiriços


O nosso
modelo de
Ações Subsidiárias Gestão

OPERAÇÃO IBAMA - Apoio ao combate aos crimes


ambientais (PA, AM e AC).
O nosso
modelo de
Ações Subsidiárias Gestão

Operação RONDÔNIA - Repressão ao tráfico de drogas, ao


crime organizado e à extração ilegal de madeira e pedras
preciosas.
O nosso
modelo de
Ações Subsidiárias Gestão

Operação Raposa Serra do Sol


apoio logístico ao resgate de agentes federais
O nosso

Ações Subsidiárias modelo de


Gestão

Op BOIADEIRO IV (2004): Bloqueio dos acessos à


fronteira no combate à febre aftosa (MS e MT) e apoio aos
órgãos governamentais (AM).
Op BOIADEIRO V (2005): Prestar Apoio Log de Com e
Intlg ao Gov de Santa Catarina no combate à febre aftosa

- O Brasil exportou R$ 6,6 bilhões em 2004 (recorde)


O nosso
modelo de
Ações Subsidiárias Gestão

Operação JAURU Ação contra delitos


transfronteiriços e ambientais(MT e MS)
O nosso
modelo de
Ações Subsidiárias Gestão

Operação TIMBÓ – Ação contra delitos


transfronteiriços e ambientais (AM, AC e RO)

TIMBÓ III/2005 TIMBÓ IV/2006


R$ 3.904.950,01 R$1.843.858,76
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

CONSTRUÇÃO DE TRECHO DA BR 282/SC


(2002 a 2005)

RECURSOS
convênio
R$24.815.000,00
recebido
R$5.900.000,00
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

ESTRADAS VICINAIS PARA O INCRA-AC


E SUFRAMA-AM (2003 a 2005)

RECURSOS
convênio
R$12.439.000,00
recebido
R$2.300.000,00
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

RECUPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DA BR 153


SP/MG (2004 a 2005)

RECURSOS
R$6.017.000,00
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

CONSTRUÇÃO DO TREVO DE UBERABA-MG


(2004 a 2005)

RECURSOS
R$11.139.260,63
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

RECUPERAÇÃO DA MT 361 (2004 a 2006)

RECURSOS
convênio
R$24.320.000,00
recebido
R$2.120.000,00
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

OBRAS NOS AEROPORTOS DE


MARABÁ-PA (2004 a 2006)
E NATAL-RN (2004 a 2009)

RECURSOS
convênio
R$73.356.000,00
recebido
R$13.612.000,00
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

INFRA-ESTRUTURA (85 KM) EM


ASSENTAMENTOS DO INCRA NOS
MUNICÍPIOS DE ACEGUÁ E HULHA NEGRA-RS.

RECURSOS
R$1.201.000,00
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

BR-101 (FLORIANÓPOLIS-SC A OSÓRIO-RS)


PROJETO DO IME PARA IMPLANTAÇÃO
DO CORREDOR DO MERCOSUL III

RECURSOS
PRV
R$ 8.860.000,00
RCB
R$ 7.910.000,00
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

GASODUTO URUCU-COARI-MANAUS

RECURSOS
R$9.376.400,00
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

PROJETO DE INTEGRAÇÃO
DA BACIA DO SÃO FRANCISCO

CANAIS A SEREM RECURSOS


CONSTRUIDOS convênio
R$85.215.000,00
recebido
R$63.698.000,00
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

TRECHO DE 26 KM, ENTRE


CABECEIRAS/GO E BURITIS/MG
2005 - Mobilização,
revisão do projeto,
terraplenagem, drenagem
e cercamento da faixa de
domínio da BR (120
Homens)
2006 - Pavimentação,
sinalização e obras
complementares (150
Homens)
RECURSOS
convênio
R$8.751.000,00
recebido
R$1.644.000,00
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

PROGRAMA CALHA NORTE


RECURSOS
R$6.370.000,00

 Vivificação da fronteira, preservação da soberania e apoio à infra-estrutura.


QUAL É O VALOR DA AMAZÔNIA?
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

PROJETO RONDON

RECURSOS
2006
R$ 1.306.735,00

Assistência a áreas carentes e forja da cidadania nos jovens universitários


O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

OPERAÇÃO ENCHENTE (JAN A MAR 2004):


APOIO À DEFESA CIVIL E AOS FLAGELADOS
NAS ENCHENTES OCORRIDAS NA REGIÃO NORDESTE.

MARABÁ, PA, Abril de 2006


O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

Operação PIPA (anualmente):


Transporte e abastecimento de
água no semi-árido nordestino.

286 municípios assistidos (cerca de 8 milhões de brasileiros)


O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

AMPLIAÇÃO DO PORTO DE PARINTINS - AM


O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

CONSTRUÇÃO DE PONTE NA BR 101


Canal do Rio São João, entre os municípios
Silva Jardim e Casimiro de Abreu - RJ

RECURSOS
R$ 134.000,00
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

INCLUSÃO DIGITAL
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

SECA NA AMAZÔNIA
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

BR 101 NE
Viaduto de Ponta Negra
LOTE
Natal1- RN
46,2 km

LOTE 5
54,9 km

LOTE 6
41,1 km
O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

OPERAÇÃO CONTAGEM DE TRÁFEGO


(nas rodovias federais)

109 Postos de Pesquisa, 4.800 Militares e 200 Viaturas


O nosso
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ modelo de
Gestão

Complementarmente ao Programa Soldado-Cidadão, foi


criado, a partir de 2004, o Estágio de Multiplicadores de
Tecnologias Sociais (para capacitar militares e
integrantes de comunidades localizadas em regiões com
reduzidos índices de desenvolvimento sócio-econômico,
a disseminar conhecimentos sobre técnicas de
construção, de cultivo e de produção que venham a
melhorar as condições de vida ).

Iniciativa do Campo-Escola de Logística de Subsistência (CELOGS)


O nosso
modelo de
Apoio ao Dsv Nac e à Def Civ Gestão

Participação na Força-Tarefa de
combate a incêndios no Acre.
O nosso
OM PREMIADAS NÍVEL FEDERAL de 2003 a 2006 : 14
modelo de
Gestão

Desafio:
60 GCmdo/GU 11% das OM
419 UG
639 OM premiadas

OM PREMIADAS NÍVEL ESTADUAL de 2003 a 2006 : 53


O nosso
modelo de
Gestão
O nosso
RECONHECIMENTO EXTERNO modelo de
Gestão

Paulo Daniel Barreto Lima


Diretor do Departamento de Programas de Gestão do
Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG)
O nosso
PARCERIAS modelo de
Gestão

Gespública
Grupo Gera Ação
(REFERENCIAIS NACIONAIS)
O nosso
INTERCÂMBIO DE EXPERIÊNCIAS modelo de
Gestão

 EXÉRCITO DO CHILE
 EXÉRCITO DOS EUA
 EXÉRCITO DA ÁFRICA DO SUL
 EXÉRCITO DO URUGUAI
 EXÉRCITO DA ARGENTINA
O nosso
CONCLUSÃO modelo de
Gestão

“ Os fatores tradicionais de produção – terra,


mão-de-obra e até dinheiro, pela sua
mobilidade – não mais garantem vantagem
competitiva a uma nação em particular. Ao
invés disto, o gerenciamento tornou-se o fator
decisivo da produção”.

Peter F. Drucker (*)

(*) Managing for the future – The 1990’s and Beyond.


New York, 1992.