Você está na página 1de 3

Estudo de Caso

“Somos uma empresa de tamanho médio, que produz equipamentos hidráulicos e


pneumáticos para uso industrial e aero espacial. Nosso grupo administrativo é formado
por trinta e um gerentes e cinco executivos.”

Perguntas:

1. Esta empresa segue as modernas técnicas de administração?

Sim, esta empresa segue as modernas técnicas de administração da APO, mas foi
aplicada de forma equivocada impossibilitando o crescimento da empresa.

2. Quais são as conseqüências da previsão de vendas conservadora (menor que


a realidade)?

As conseqüências gerarão uma acomodação de seus subordinados, causando um


menor rendimento, prejudicando o abastecimento do estoque com relação a matéria-
prima e vendas. Atingindo também o setor financeiro, que deve planejar
antecipadamente as despesas que irão gastar num determinado período da empresa.

3. Quais serão as conseqüências dos cortes orçamentários em todos os


departamentos?

A produção será limitada, tendo duas opções: comprar uma matéria-prima mais
barata, porém com qualidade inferior, com possibilidade de ocasionar queda nas
vendas, ou comprar o mesmo tipo de matéria-prima mas reduzindo a quantidade
produzida. E ainda poderá haver a possibilidade de grandes cortes no número de
funcionários.

Propostas para solução dos Problemas


Plano A

Diminuição do número de gerentes, de trinta e um para cinco fazendo subdivisões,


sendo a área de controle de cada um deles dessa forma:
• Setor Financeiro (contas a pagar, receber e contabilidade)
• Setor Comercial (compras e vendas)
• Setor de Produção (produção e execução)
• Setor de Segurança (remuneração e benefícios)
• Geral (para auxiliar todos os demais).
Programar reuniões semanais para que possam ser discutidas as propostas de cada
setor, sendo formulado relatórios com as propostas ditas de cada um para melhorar o
rendimento da empresa, e chegar ao consenso para uma aprovação e/ou aplicação
imediata.
Através das reuniões semanais, será discutido também a real situação da empresa,
focalizando uma perspectiva de vendas para o ano seguinte, sendo sempre igual ou
maior que a anterior.
Exigir uma supervisão geral para cada departamento durante as atividades.
Obter um relatório do custo geral das necessidades para cada departamento toda
semana.
Cortar os gastos desnecessários, como os pessoais e de serviços terceirizados.

Vantagens:
Menores custos pela diminuição do número excessivo de gerentes.
Maior participação de pessoas mais especializadas na área para tomar decisões nos
seus setores.
Decisões tomadas com mais rapidez, devido à liberdade de um organograma
descentralizado.

Desvantagens:
Variação das políticas entre os diversos departamentos e a falta de coordenação e
informação entre os departamentos envolvidos.

Plano B

Escolher um dos cinco executivos para se transformar no presidente da empresa, e


fazer dos outros quatro gerentes.
Não é necessário que os chefes de cada setor sejam altamente qualificados (já que as
decisões serão tomadas apenas pelo presidente), então por este motivo podemos
contratar novos funcionários com menores salários.
Demissão dos gerentes e contratação de novos chefes de setores, com menores
salários e responsabilidades além de trazerem com sigo novos paradigmas que
poderão ajudar no crescimento da empresa.
Decisões departamentais tomadas pelo presidente da empresa, que ira se basear no
relatório de necessidades feito pelos coordenadores dos setores.
Fazer relatórios nos setores para verificação da produtividade de cada funcionário,
verificar se esta de acordo com o seu salário, assim descartando os que destoarem.

Vantagens:
As principais decisões serão tomadas por alguém que possui uma visão global da
empresa.
Diminuição dos custos com os salários dos gerentes.
Modificação de antigos paradigmas pela contratação de novos funcionários.

Desvantagens:
Insegurança dos funcionários devido ao número de demissões.
Decisões tomadas por apenas uma pessoa (gerando um grande distanciamento dos
fatos e das circunstâncias), o tomador de decisão tem pouco contato com as pessoas
envolvidas nas situações da empresa.
Conclusão:

Concluímos que o plano mais adequado seria o A, pois nele os gastos


desnecessários são reduzidos com um melhor número de corte; o poder permanece
descentralizado com menores gastos e mais organização. Não irá ocorrer uma
burocracia tão grande porque será fornecido uma estrutura adequada para que o
funcionário veja possibilidade de crescimento dentro da empresa e assim fique mais
motivado com o seu trabalho.