Você está na página 1de 12

1

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS


UNIDADE VARGINHA
BACHARELADO EM ENGENHARIA CIVIL

Análise Granulométrica

Componentes do Grupo: Aurélio Garotti Castro


Breno Rodrigues Siqueira
Tauan Oliveira Santos
Thober Matos Vicente Filho
William Teles

Disciplina: Mecânica dos Solos I

Professor: Armando Belato Pereira

Data: 19/07/2021

2021/1
VARGINHA / MG
2
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO ......................................................................................................... 6

2. OBJETIVOS ............................................................................................................. 7

3. APARELHAGEM / EQUIPAMENTOS....................................................................... 7

4. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL ........................................................................ 7

5. MEMÓRIA DE CÁLCULO, ANÁLISE E DISCUSSÃO DERESULTADOS ................ 9

6. CONSIDERAÇÕES FINAIS .................................................................................... 11

7. REFERÊNCIAS ...................................................................................................... 12
3
Figuras

Figura 01: Peneiras .................................................................................................. 07


Figura 02: Agitador mecânico ................................................................................... 08
4
Tabelas

Tabela 01: Massa retida em cada peneira......................................................... 08


Tabela 02: Resultados obtidos após o procedimento ........................................ 09
5

Gráficos

Gráfico 01: Curva Granulométrica ........................................................................... 10


6
1. INTRODUÇÃO

A análise granulométrica faz parte de um processo importante do beneficiamento


de minérios, esse processo possibilita o entendimento do tipo de material ao qual se
trabalha e suas limitações.
O processo visa quantificar a distribuição por tamanho das partículas individuais de
minerais presentes ao solo, ou seja, fragmentos de rocha não alterada ou parcialmente
alterada, concreções, nódulos e materiais similares cimentados. O procedimento visa à
ruptura dos agregados do solo de modo a deixar as partículas individualizadas, através do
processo de peneiramento, e a quantificação após a separação de frações.
Com o processo realizado é possível definir a curva de proporção dos tamanhos
dos grãos da amostra analisada.
7
2. OBJETIVOS

O Objetivo da análise granulométrica é dividir essas partículas em grupos pelas


suas dimensões (frações de solo) e determinar suas proporções relativas ao peso total
da amostra, todos os procedimentos feitos estão de acordo à norma NBR 7181.

3. APARELHAGEM / EQUIPAMENTOS

 Balança que permitam pesar nominalmente 200 g, 1,5 kg e 5 kg, com resoluções de
0,01 g, 0,1 g e 0,5 g, respectivamente, e sensibilidade compatíveis;
 Estufa capaz de manter a temperatura entre 60 °C e 65 °C e entre 105 °C e 110 °C;
 Dessecador contendo sílica-gel.
 Tanque para banho;
 Peneiras de 50mm, 38mm, 25mm, 19mm, 4,8mm, 2,0mm, 1,2mm, 0,6mm, 0,42mm,
0,25mm, 0,15mm e 0,075mm, de acordo com as ABNT NBR NM ISO 3310-1 e
ABNT NBR NM ISO 3310-2;
 Escova com cerdas metálicas;
 Agitador mecânico de peneiras;
 Bisnaga;

4. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL

Inicialmente, tomou-se uma quantidade de amostra preparada e determinou-se a massa da


amostra seca ao ar. Em seguida, passou-se essa amostra na peneira de 2,0 mm, tomando-
se cuidado ao desmanchar os torrões, sem quebrar os grãos, de modo a assegurar na
peneira apenas os grãos maiores que a abertura da malha. Utilizou-se a escova com
cerdas metálicas para a retirada dos grãos nas malhas da peneira. Lavou-se a parte retida
na peneira, a fim de eliminar o material fino aderente e secou-se em estufa (até a
constância de massa). O material obtido foi utilizado no peneiramento grosso.
Figura 1: Peneiras

Fonte: Guia da engenharia (2020)

Peneiramento grosso:
Pesou-se o material retido na peneira 2,0 mm, com resolução compatível com a
qualidade de material ensaiado.
Utilizou-se o agitador mecânico para o peneiramento (63 mm, 50 mm, 38 mm, 25
mm, 19 mm, 12,5 mm, 9,5 mm e 4,8 mm), durante 15 minutos. Anotou-se com resoluções
8
de 0,01 g as massas retidas em cada peneira na Tabela 1.
Figura 2: Agitador mecânico

Fonte: Guia da engenharia (2020)

Peneiramento fino:
Secou-se o material retido na peneira de 0,075 mm em estufa, à temperatura de 105
°C a 110 °C (até constância de massa) e utilizou-se o agitador mecânico para o
peneiramento (1,2 mm, 0,6 mm, 0,42 mm, 0,25 mm, 0,15 mm e 0,075 mm), durante 15
minutos. Anotou-se com resoluções de 0,01 g as massas retidas em cada peneira na
Tabela 1.
Abertura(mm) Peneira Massa retida (g)
63,0 2 1/2" 83,44
50,0 2” 50,61
38,0 1 1/2" 50,74
25,0 1” 44,07
19,0 3/4" 51,26
12,5 1/2" 54,95
9,5 3/8" 38,27
4,8 N° 4 36,51
2,0 N° 10 24,78
1,2 N° 16 20,09
0,600 N° 30 14,23
0,425 N° 40 12,11
0,250 N° 60 19,46
0,150 N° 100 8,71
0,075 N° 200 10,55
Tabela 1: Massa retida em cada peneira

Através desses dados podemos encontrar os valores referentes à massa


acumulada, massa passante e porcentagem passante em cada peneira para determinação
da curva granulométrica.
9
5. MEMÓRIA DE CÁLCULO, ANÁLISE E DISCUSSÃO DE
RESULTADOS

Utilizando os dados coletados na Tabela 1, aplicamos as fórmulas a seguir, e obtemos os


resultados referentes à massa acumulada, massa passante e porcentagem passante na
Tabela 2.

Massa Massa retida Massa Porcentagem


Abertura Peneira
retida acumulada passante passante
mm - (g) (g) (g) (%)
63,0 2 1/2" 83,44 83,44 436,34 83,95
50,0 2” 50,61 134,05 385,73 74,21
38,0 1 1/2" 50,74 184,79 334,99 64,45
25,0 1” 44,07 228,86 290,92 55,97
19,0 3/4" 51,26 280,12 239,66 46,11
12,5 1/2" 54,95 335,07 184,71 35,54
9,5 3/8" 38,27 373,34 146,44 28,17
4,8 N° 4 36,51 409,85 109,93 21,15
2,0 N° 10 24,78 434,63 85,15 16,38
1,2 N° 16 20,09 454,72 65,06 12,52
0,600 N° 30 14,23 468,95 50,83 9,78
0,425 N° 40 12,11 481,06 38,72 7,45
0,250 N° 60 19,46 500,52 19,26 3,71
0,150 N° 100 8,71 509,23 10,55 2,03
0,075 N° 200 10,55 519,78 0,00 0,00
Tabela 2: Resultados obtidos após o procedimento

A massa retida acumulada é igual a soma das massas retidas na peneira (abertura)
em análise e nas anteriores.
Exemplo: Peneira de abertura de 25, mm.

𝑀𝐶 = 83,44 + 50,61 + 50,74 + 44,07 = 228,86 (𝑔)


Onde:
Mc = Massa retida acumulada (g).
Foi calculado a massa total da amostra:
𝑀𝑡 = ∑𝑀𝑟 ∴ 𝑀𝑡 = 519,78 (𝑔)
Onde:
Mt = Massa total da amostra (g);
Mr = Massa retida (g).
A massa passante é igual a massa total da amostra menos a massa retida
acumulada.
Exemplo: Peneira de abertura de 25,0 mm.
𝑀𝑝 = 519,78 − 228,86 ∴ 𝑀𝑝 = 290,92(𝑔)
Onde:
Mp = Massa passante (g).
Com os resultados obtidos, foi calculado a porcentagem passante:
Exemplo: Peneira de abertura de 2,0 mm.
𝑀𝑝 85,15
𝑃𝑝 = ( ) 𝑥 100% ∴ 𝑃𝑝 = ( ) 𝑥 100% ∴ 𝑃𝑝= 16,38%
𝑀𝑡 519,78
Onde:
Pp = Porcentagem passante (%);
Mp = Massa passante (g);
Mt = Massa total da amostra (g);

A partir da Tabela 2 foi possível traçar a curva granulométrica do Gráfico 1.


10

Gráfico 1: Curva Granulométrica

Através da curva granulométrica obteve-se D10, D30 e D60, que são 0,6mm, 11 mm
e 30 mm, respectivamente.
Onde:
D10 = Diâmetro que corresponde à porcentagem que passa igual a 10% do
material;
D30 = Diâmetro que corresponde à porcentagem que passa igual a 30% do
material;
D60 = Diâmetro que corresponde à porcentagem que passa igual a 60% do
material;
Foi cálculo o coeficiente de não uniformidade e do coeficiente de curvatura:

𝐷60 30
𝐶𝑈 = ∴ 𝐶𝑈 = ∴ 𝐶𝑈 = 50
𝐷10 0,6
(𝐷30)2 113
𝐶𝑈 = ∴ 𝐶𝐶 = ∴ 𝐶𝐶 = 6,72
𝐷10 𝑋 𝐷60 0,6 𝑋 30
Onde:
Cu = Coeficiente de não uniformidade;
Cc = Coeficiente de Curvatura;
D60 = Diâmetro que corresponde à porcentagem que passa igual a 60% do
material;
D10 = Diâmetro que corresponde à porcentagem que passa igual a 10% do
material.
D30 = Diâmetro que corresponde à porcentagem que passa igual a 30% do
material.
Por definição, os pedregulhos e as areias são considerados bem graduados quando:
Figura 3: Coeficientes de uniformidade e curvatura

Fonte: Suporte Solos (2018)


11

6. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Conforme foi visto o gráfico 1 solo tem maior percentual de pedregulho (71,43%),
material passante nas peneiras de 2,0 mm até 60 mm e um pouco de areia (12,52%),
material passante nas peneiras de 0,06 mm até 2,0 mm. Comparando os coeficientes de
não uniformidade e de curvatura conclui-se que o solo é bem graduado e não uniforme.
Foi possível notar como o processo de peneiramento fornece informações
importantes para a análise granulométrica como por exemplo, a massa retida, massa retida
acumulada, e massa passante, sendo possível calcular a partir delas a porcentagem de
massa passante, e a construção do gráfico, determinação dos diâmetros e coeficiente de
não uniformidade e curvatura.
12

7. REFERÊNCIAS

Análise Granulométrica do Solo. Ensaios Geotécnicos. A Curva e os Tipos de


Análise. Suporte Solos, 2018. Disponível em: <
https://www.suportesolos.com.br/blog/analise-granulometrica-do-solo-ensaios-geotecnicos-
a-curva-e-os-tipos-de-analise/72/>. Acesso em: 16 de jul. 2021.

Marinho, Filipe. Análise Granulométrica do Solo. Guia da Engenharia, 2020.


Disponível em: < https://www.guiadaengenharia.com/analise-granulometrica-solo/>. Acesso
em: 16 de jul. 2021

Você também pode gostar