Você está na página 1de 23

Central Misturadora Fixa

LX SCS MIXER

003 Transporte e Instalação

Rev.: 00_2016.10
Fone/Fax: +55 (55) 3511.9700
comercial@lintec-ixon.com.br - www.lintec-ixon.com.br

Lintec-Ixon Ind. Com. de Máquinas e Equipamentos Ltda.


Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

Índice
1. Transporte .............................................................................................................................................................. 2
1.1. Operação de Içamento ............................................................................................................................................. 2
1.1.1. Cuidados com cabos de aço .............................................................................................................................. 2
1.1.2. Substituição de cabos ........................................................................................................................................ 2
1.1.3. Embarque em navios: ........................................................................................................................................ 3
1.2. Transporte Dosador de Agregado: ......................................................................................................................... 4
1.3. Transporte Silo de Cimento:.................................................................................................................................... 4
2. INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO ....................................................................................................................... 6
2.1. Recebimento do equipamento / materiais .............................................................................................................. 6
2.2. Check list de verificação de itens: .......................................................................................................................... 6
2.3. Local de instalação: ................................................................................................................................................. 6
2.4. Instalação e fixação: ................................................................................................................................................ 6
2.5. Montagem Dosador de Agregados: ........................................................................................................................ 7
2.6. Montagem Transportador de Correia: .................................................................................................................... 8
2.6.1. Tensão da correia: ............................................................................................................................................. 8
2.6.2. Ajuste Motovibrador ......................................................................................................................................... 11
2.7. Montagem Rede Pneumática ................................................................................................................................. 12
2.8. Montagem Silo para Cimento ................................................................................................................................ 12
2.8.1. Base Civil: ........................................................................................................................................................ 12
3. INSTALAÇÃO ELÉTRICA: ................................................................................................................................... 18
3.1. Alimentação elétrica da maquina:......................................................................................................................... 20
3.2. Verificação do sentido de giro: ............................................................................................................................. 20
3.3. Aterramento ............................................................................................................................................................ 20
3.3.1. Sugestão de aterramento: ................................................................................................................................ 21
4. Antes da operação .............................................................................................................................................. 21

www.lintec-ixon.com.br 003 / 1
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

1. Transporte
Quando o equipamento for transportado preste atenção as normas de tráfego, observando alturas máximas
permitidas como viadutos, passarelas, praças de pedágio, etc. Desmontando todos componentes, escadas,
plataformas e corrimãos a fim de não exceder os limites.
Nunca trafegue com materiais soltos dentro do equipamento, como por exemplo, material dentro do silo, dosador
de agregados entre outros. Verifique a necessidade de autorização de rodagem com excesso de altura junto ao
órgão responsável.

Risco de danos ao equipamento.


A velocidade máxima permitida e recomendada para este tipo de veículos não deve ultrapassar 60km/h, sob pena de ocasionar danos à
estrutura e afrouxamento de componentes.
Antes de transportar, verifique travas mecânicas, fiação de sinaleiras e mangueiras de freio.

1.1. Operação de Içamento

1.1.1.Cuidados com cabos de aço


Uma das causas que mais afeta a vida útil dos cabos de aço é a corrosão, o que também compromete a
resistência do mesmo. Além de proteger contra corrosão, a lubrificação também diminui o atrito interno e externo
dos cabos e também com as roldanas, reduzindo com isso a possibilidade de distorções.
Quando for indicada a necessidade de re-lubrificação, seja pela aparência seca típica, ou após o cabo ter estado
fora de serviço durante longos períodos, ele deve ser limpo com escova de aço e lubrificado.

1.1.2.Substituição de cabos
Mesmo que um cabo trabalhe em ótimas condições chega um momento em que, após atingir sua vida útil normal
necessita ser substituído em virtude do seu desgaste, de arames rompidos, etc. A dificuldade maior consiste em
determinar o momento certo para trocar um cabo, ou seja, antes de comprometer a segurança.
Principais pontos que determinam a substituição: “Deve-se substituir imediatamente o cabo, se...”

1. Os arames rompidos visíveis no trecho mais prejudicado, atingirem os


seguintes limites: 6.fios rompidos em um passo / 3 fios rompidos em uma
única perna;
2. Aparecer corrosão acentuada. (este problema pode ser totalmente evitado
com a lubrificação.);
3. Os arames externos se desgastarem mais do que 1/3 do seu diâmetro
original;
4. O diâmetro do cabo, diminuir mais do que 5% em relação ao seu diâmetro
nominal;
5. Aparecer sinais de danos por alta temperatura no cabo;
6. Aparecer qualquer distorção no cabo, como as ilustradas.

Evite acidentes. Utilize sempre os equipamentos de segurança, e não permita que pessoas não autorizadas permaneçam próximas as
áreas de risco.
Somente pessoal treinado pode participar das operações de levantamento.
Nunca permaneça embaixo do equipamento durante o levantamento e sempre utilize capacete.

Nas situações de Içamento do equipamento recomendamos a utilização de spreaders, pois a carga neste tipo de
caso é mais bem distribuída, proporcionando uma operação mais segura.
Dobra

003 / 2 www.lintec-ixon.com.br
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

De acordo com cada situação haverá variantes pelos tamanhos de spreaders disponíveis no local de embarque.
Todavia os seguintes ângulos mínimos recomendados deverão ser seguidos:

O dimensionamento dos cabos de aço ou cintas deverá ser determinado pelo pessoal responsável pela operação de Içamento.

1.1.3.Embarque em navios:
Nas situações em que o equipamento será transportado por navio, este deverá ser fixado com cabos tensores de
forma que fixem o equipamento lateralmente prevenindo um possível tombamento durante a viagem. A central
possui pontos de apeamento identificados com o símbolo nas laterais do chassi, conforme mostra as imagens
abaixo.

Proteção marítima

Quando o transporte for marítimo deverá ser aplicada uma cera protetiva específica para este tipo de situação. Esta deverá ser removida,
quando o equipamento for instalado.

www.lintec-ixon.com.br 003 / 3
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

1.2. Transporte Dosador de Agregado:


Na configuração de transporte o conjunto deve respeitar as dimensões de transporte, de acordo com o veiculo a
ser transportado,

Dimensões Dosador de Agregado:


Projetado para atender as dimensões de transporte

A medida Y pode variar pela quantidade de compartimentos do Dosador que o seu equipamento possui.

1.3. Transporte Silo de Cimento:


Fixado por uma cinta sobre duas bases o silo de cimento deve ser transportado na horizontal.

O transporte pode ser feito por prancha rebaixada,

Dimensões Silo de Cimento:


As medidas podem mudar de acordo com sua capacidade de armazenamento e posição de layout.

003 / 4 www.lintec-ixon.com.br
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

Pontos de Içamento:

Nas laterais do transportador de correia

Dentro dos compartimentos do dosador: Olhal

Olhal

Olhal

Olhal

No perímetro do misturador

Parte superior da pesagem de cimento


Olhal

Olhal
Olhal

Silo posição de transporte

Silo posição de montagem

www.lintec-ixon.com.br 003 / 5
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

2. INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO

2.1. Recebimento do equipamento / materiais


Confira atentamente todo material que está sendo entregue, de acordo com o “Romaneio de Embarque”,
documento fornecido pela Lintec-Ixon, assinado pelo responsável pelo transporte, onde consta todo material que
foi embarcado na fábrica e que está sendo entregue.
Se o equipamento não for imediatamente instalado, encontre um lugar para armazená-lo temporariamente, até que esteja pronto para
proceder sua instalação. A área de armazenamento provisória deve estar tão perto quanto for possível do local final da instalação.
Inspecione as embalagens e as quantidades de todo material descrito no Romaneio de Embarque.

2.2. Check list de verificação de itens:


Há alguns itens que devem ser observados antes do início da montagem da central:
 Equipe de montagem mecânica (2 pessoas);
 Eletricista para fazer alimentação elétrica;
 Caixa de ferramentas completa para montagem e ajustes da central;
 Bases de fixação da central (conforme planta de base Ixon);
 Rampa de acesso ao abastecimento de agregados;
 Caminhão munck;
 Alimentação de energia;
 Alimentação de água e aditivo para o sistema de dosagem;
 Disponibilidade de material para produção de concreto.
Os principais passos de montagens que o cliente pode ir dando andamento:

1. Posicionar a central em cima das bases com o próprio caminhão;


2. Montar e fixar os pés do equipamento;
3. Montar os complementos dos silos de agregados, com auxílio do caminhão munck;
4. Fazer rampa de acesso ao abastecimento de agregados;
Estes são os principais passos de montagem a serem executados. Com o técnico da Lintec-Ixon no local, o
mesmo irá verificar a instalação do equipamento e irá instruir a finalização da montagem do mesmo.

2.3. Local de instalação:


O espaço em torno da central deve ser suficiente para permitir o livre trânsito para movimentação de material e
garantir a segurança dos operários. Como a central é um equipamento pesado, que apresenta vibração no
funcionamento, é fundamental instalá-la em um terreno de boa estabilidade.

1. Área ocupada: Estudar a melhor forma de distribuir estes elementos, visando permitir facilidade no fluxo
de materiais, manobras de veículos, circulação de operários, etc.
2. Incidência de ventos: é importante determinar qual a direção predominante do vento, evitando possíveis
dificuldades operacionais futuras, tal como: a poeira gerada no carregamento de silos afetando a
visibilidade do operador.
3. Poluição: Na instalação da central deve haver a preocupação com o meio ambiente. Deve-se tomar todas
as medidas para prevenir a poluição provocada por vazamentos de combustíveis líquidos ou lubrificantes.
4. Organização da montagem: a organização dos componentes a serem instalados possibilita uma
montagem rápida e sem contratempos ou acidente. Evite empilhamentos, que além do risco de danificar
componentes, exigirá remanejamento no momento da montagem.
5. Ambiente Agressivo: o cliente tem responsabilidade de informar a Ixon quando o equipamento será
instalado em um ambiente agressivo. Em caso de falta de comunicação, os danos serão de
responsabilidade do cliente.

2.4. Instalação e fixação:


O primeiro passa para a instalação da central é a verificação da base civil, as medidas deverão estar conforme
projeto fornecido pela Lintec-Ixon.

003 / 6 www.lintec-ixon.com.br
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

A rampa deve ser executada conforme a carregadeira do cliente:

2.5. Montagem Dosador de Agregados:


Antes de posicionar o dosador de agregados deve ser verificado se as bases estão de acordo com o projeto das
mesmas, o nivelamento é um item de extrema importância.

Pode ser instaladas grades de retenção para evitar a entrada de pedras no dosador.

Não efetuar operação de soldagem com células de carga montadas no equipamento, risco de danificar o equipamento.

www.lintec-ixon.com.br 003 / 7
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

2.6. Montagem Transportador de Correia:


O transportador de correia deve ser içado e montado na estrutura de sustentação.

Suporte no Misturador

Estrutura

Base civil
2.6.1.Tensão da correia:
Para o bom funcionamento do equipamento, é necessário que a correia esteja tensionada, não podendo ficar folga
em seu ajuste. Em caso de folga, a correia irá patinar.

Para verificar se a correia está tensionada, deve-se observar se entre os cavaletes a correia está “reta”, a
formação de uma curva na lona entre os cavaletes, indica que há folga no ajuste da correia.
Na parte inferior do transportador, verificar se a correia está encostada nos roletes de retorno, caso ela não
estiver, indica que há folga no ajuste da correia.
Em caso de folga, realizar o ajuste da correia através do esticador, afastando o rolo movido no sentido contrário
ao do transportador.
Ajustar o esticador nos dois lados do cabeçote

Sentido de giro

Ajustar o esticador nos dois lados do cabeçote

Sentido de giro

Para ajustes da correia, soltar as


porcas que fixa os mancais do rolo

Porca 2 Porca 1

Esticar a Correia:
Soltar a porcas que fixa os mancais do rolo;
003 / 8 www.lintec-ixon.com.br
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

Afrouxar a Porca 1
Apertar a Porca 2

Afrouxar a Correia:
Soltar a porcas que fixa os mancais do rolo;
Afrouxar a Porca 2
Apertar a Porca 1

Alinhamento da correia:
Após a central estar montada e com a parte elétrica toda instalada, é necessário fazer o alinhamento da correia do
transportador de correia. O alinhamento é realizado em duas etapas, a primeira com o transportador de correia
vazio, e a segunda com o transportador carregado (carga total).

Transportador de Correia Vazio:


Antes de ligar o transportador deverá ser realizado um teste para verificar possíveis interferências.
Para realizar o teste, posicionar uma pessoa na frente do mesmo e o operador da central deverá dar toques na
partida do transportador. A pessoa precisa verificar a existência de interferências quando o transportador for
acionado. Estando “ok”, antes de iniciar o processo de alinhamento, deixar o transportador de correia ligado pelo
menos 6 minutos, para aquecer a correia e facilitar os ajustes necessários.

6. Fazer uma verificação visual do alinhamento da correia transportadora em toda extensão do transportador.

Verificar alinhamento do transportador pela lateral da correia.


Observação: Caso necessário, utilizar linha para verificar o alinhamento.

Nesta inspeção deverá ser verificado se a correia está centralizada no transportador. A correia não poderá ficar
mais em um ou outro lado, ou estar em formato de “S”.
Em caso da correia estar desalinhada, primeiro deve ser feito um ajuste manualmente para por a correia no lugar.
Soltar os parafusos da grapa nos dois lados do transportador e puxar a correia de um lado para o outro até deixá-
la de forma reta sob o transportador, conforme mostra Imagem 01.
Se o problema persistir, abrir as emendas dos módulos do transportador e por uma arruela entre os módulos,
conforme mostra Imagem 02.
Não precisa soltar os parafusos, apenas criar uma folga para poder inserir a arruela no espaço do afastamento.
Após realizar este processo, realizar o reaperto das porcas.

1. Verificar a cota do mancal até a extremidade do cabeçote. Ambas as cotas devem ter a mesma medida.

www.lintec-ixon.com.br 003 / 9
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

2. Verificar o alinhamento da correia sobre o rolo movido.


A cota “X” e a cota “Y” devem ser iguais. Quando as cotas forem divergentes, deverá ser feito ajuste no esticador
do cabeçote.

3. Ajuste no esticador do cabeçote:


O ajuste do esticador é realizado no lado onde a cota estiver maior. Por exemplo, caso a cota “X” estiver maior
que a cota “Y”, o ajuste do esticador deverá ser feito no lado “X”.
Para o ajuste do esticador, verificar o passo "Erro! Fonte de referência não encontrada.".
Após o ajuste, o posicionamento da correia deve ficar com as cotas praticamente simétricas, ou seja, ambas as
cotas devem ter os valores aproximados.
Depois de ambos os lados estarem com a mesma medida, reapertar a porca “1” e “2”, do esticar.
Após o alinhamento estar concluído, deve-se reapertar todas as porcas.

Transportador de Correia Carregado:


Para realizar o ajuste com a correia carregada, devem ser realizados os seguintes passos:

4. Afrouxar os parafusos dos cavaletes, pelo menos 5 cavaletes, do lado em que o transportador apresentar
desalinhamento.

IMPORTANTE: Dependendo de como está o alinhamento da correia, é necessário que seja afrouxado todos os cavaletes
do transportador.

Cavaletes

5. Dar pequenas batidas nos cavaletes para fazer o ajuste. As batidas devem ser feitas com o transportador
em plena carga. Utilizar um martelo para realizar as batidas.

003 / 10 www.lintec-ixon.com.br
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

6. Se a cota “X” for menor que a cota “Y”, mover os cavaletes no sentido frontal, no lado “X”.

Sentido do Ajuste

7. Se a cota “Y” for menor que a cota “X” mover o cavalete no sentido frontal, no lado “Y”.

Sentido do Ajuste

8. Caso o desalinhamento estiver muito fora, pode ser feito um cruzamento, movendo os dois lados do
cavalete, conforme mostra a imagem abaixo.

Sentido do Ajuste

Sentido do Ajuste

Após o alinhamento estar concluído, deve-se reapertar todas as porcas dos cavaletes do transportador.

Roletes de carga e de retorno:


Após o transportador de correia alinhado, fazer uma verificação visual nos roletes de cargas e de retorno para
identificar possíveis roletes travados. Caso o rolete estiver travado, acarretará em um desgaste prematuro do
mesmo.
A verificação consiste em girar o rolete no sentido horário e anti-horário para ver ser
o mesmo não está travado.
Verificar possíveis interferências do cavalete com o rolete.
Caso o rolete estiver travado, tem que retirar o rolete do cavalete com um auxílio de
um martelo, e verificar possíveis sujeiras nos rolamentos do rolete. Caso seja
sujeira, realizar a limpeza e instalar o rolete novamente. Se o procedimento não
resolver, deverá ser trocado o rolete danificado.

2.6.2.Ajuste Motovibrador
Para fazer o ajuste da intensidade da vibração dos motovibradores, basta remover as tampas laterais e ajustar os
excêntricos de acorda com o percentual indicado abaixo.
Ajustar intensidade pela escala marcada nos excêntricos de acordo com a necessidade.

www.lintec-ixon.com.br 003 / 11
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

Para o caso dos motovibradores menores (0,1 KW) o ajuste ocorre a partir de discos sobrepostos e podem ser
ajustados invertendo a posição dos mesmos.

A intensidade da vibração altera conforme a distribuição dos discos (ex. 8/4 = 40 %).
Jamais ajustar intensidade de vibração inferior a 10%, risco de danificar o equipamento.

2.7. Montagem Rede Pneumática


Antes de realizar o acionamento dos itens pneumáticos (cilindro, válvulas,
vibrofluidificador, etc), deverá ser regulado a linha pneumática entre 6 e 8 bar.
A linha pneumática precisa ser lubrificada durante a operação. Para ajuste do lubrifil
existe um parafuso superior, este deve ser ajustado para que cada 5 acionamento, de
qualquer equipamento pneumático, seja liberado para a linha 1 gota de óleo.
O lubrificar sai de fabrica sem o óleo pneumático, antes de iniciar o processo de lubrificação da linha pneumática deverá ser
posto óleo no copo do lubrificar.

Em equipamentos com filtro mangas, a linha pneumática deve ser isenta de óleo.
A interligação do sistema pneumático na central tem sua montagem realizada na Lintec-Ixon. Caso o compressor
seja fornecimento do cliente, o mesmo terá que disponibilizar a instalação do compressor até o início da linha
pneumática.

2.8. Montagem Silo para Cimento

2.8.1.Base Civil:
Montado sobre chumbadores já concretados na base civil.

003 / 12 www.lintec-ixon.com.br
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

O primeiro passo para a instalação do silo de cimento é a verificação da base civil, as medidas deverão estar
conforme projeto fornecido pela Lintec-Ixon.
Com a base civil conforme projeto fornecido inicia-se o processo de instalação do silo de cimento:
 A primeira etapa é a montagem das escadas e tubo de carregamento na lateral do silo de cimento.
As escadas são divididas em módulos para facilitar a movimentação e transporte.
 A montagem dos tubos de carregamento:
Utilizando juntas de vedação entre os flanges para evitar vazamentos, preso pro abraçadeiras em
suportes fixo no corpo do silo.
Tubo de Carregamento Abraçadeira

Suporte fixo no silo.

Junta vedação

Tubo de Carregamento
.
Recomendamos fazer a montagem dos corrimões superiores do silo de cimento após o içamento do silo para que não
ocorra interferências durante o processo de Içamento e vir a danificar o equipamento.

www.lintec-ixon.com.br 003 / 13
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

 Para erguer o silo até a base, são necessários dois equipamentos para elevação vertical, o primeiro para
posicionar sobre a estrutura e o segundo para evitar avarias durante o Içamento;

 Erga de forma sincronizada para que se evitem danos na paste baixa do silo;

 Após o silo estar suspenso na posição vertical pode ser liberado equipamento 2. podendo ser posicionado
na estrutura ou base para fazer afixação.

Risco de queda de materiais. Ferimentos sérios podem ocorrer a partir da queda de objetos.

Caso o cliente opte, poderá ser utilizado uma sapata para fixação do silo de cimento, onde a sapata
será fixada no silo de cimento por meio de porcas e arruelas e está sapata será soldada a base civil.

003 / 14 www.lintec-ixon.com.br
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

Risco de queda de materiais. Ferimentos sérios podem ocorrer a partir da queda de objetos

 Com o silo montado sob a base civil, deverá ser montado o filtro de mangas e os corrimões superiores e
do filtro de mangas.
Filtro 21 mangas

Corrimões superiores

Usar adesivo selante para fazer a vedação dos flanges do filtro de mangas com o silo de cimento

 Fazer a montagem da válvula de controle de pressão.


A válvula de controle de pressão vem do fabricante com elementos de
fixação e uma junta de vedação auto-adesiva. Para montagem da válvula, primeiro retive
a fita da junta auto-adesiva e fixe-a na válvula de controle de pressão e após posicione e
fixe a válvula no silo de cimento.

 A próxima etapa é a montagem da válvula borboleta.


Para montagem da válvula borboleta será necessário realizar a seguinte
seqüência de montagem dos itens conforme mostra a imagem abaixo.
Redução

Vedação

Vedação Válvula borboleta

Redução

Adaptador

www.lintec-ixon.com.br 003 / 15
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

 A montagem do transportador helicoidal é necessário a utilização de um caminhão Munck.


Primeiramente o operador do caminhão munck deverá içar o transportador helicoidal por meio do
olhal de Içamento existente.

 O próximo passo é o alinhamento do transportador helicoidal com o pescoço montado no silo de cimento.
Durante o alinhamento com o silo de cimento deverá ser posto a estrutura de sustentação do
transportador e ajustado o suporte inclinado. Logo após, fazer a fixação do transportador com a saída do silo de
cimento (pescoço). Na seqüência poderá ser realizada a fixação da estrutura de sustentação por meio de
chumbadores.

Adaptador

Flexível

Estrutura fixada por parabots


Suporte articulável

Com o transportador helicoidal fixo, deverá ser montado o pescoço (adaptador) e um flexível (fixada
por meio de 2 abraçadeiras).
A execução das bases civis por conta do cliente.
Os chumbadores são por conta do cliente.

Tabela para orientação para realização da furação para fixar os chumbadores na base civil:

003 / 16 www.lintec-ixon.com.br
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

Método de aplicação:

www.lintec-ixon.com.br 003 / 17
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

3. INSTALAÇÃO ELÉTRICA:
Perigo de choque elétrico!
Apenas o pessoal qualificado em trabalhos com eletricidade deve planejar ou implementar a instalação partida e manutenção do sistema.

Os parafusos de terminais podem afrouxar durante o transporte, assegure-se que os parafusos estejam apertados com o torque
recomendado antes de energizar a máquina.

Verifique se a alimentação de força está dentro dos valores de serviço da máquina.

Antes de colocoar a náquina em funcionamento, faça uma inspeção visual em todo o equipamento. Certifique-se que não haja pessoas
próximas a áreas de risco da maquina.

Sempre que se intervenha na máquina para operações de manutenção e/ou limpeza deve-se desenergizar a máquina por completo e
realizar o bloqueio do disjuntor geral.
É obrigatorio que se coloque uma indicação junto ao bloqueio, em local visível, para indicar que a máquina se encontra em
manutenção e/ou limpeza.

Ter especial atenção aos circuitos elétricos do quadro de comando que se encontram permanentemente energizados.

Testar a funcionalidade dos dispositivos de segurança diariamente.


Os equipamentos danificados ou defeituosos devem ser substituídos imediatamente.

003 / 18 www.lintec-ixon.com.br
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

A instalação elétrica dos equipamentos deve seguir rigorosamente o esquema fornecido pela Lintec-Ixon.
É indispensável que os cabos elétricos fiquem protegidos da ação de agentes externos que possam provocar
danos.
Qualquer necessidade de alteração deverá ser levada ao conhecimento da Lintec-ixon ou de seu representante,
para estudo prévio e aprovação.
Também é importante construir eletrodutos, galerias ou outras formas de abrigo para os cabos de interligação da
central.
Isole corretamente os terminais dos motores ou plugs, e acondicione os cabos para que não venha sofrer danos
com as vibrações do equipamento;
A responsabilidade pelo dimensionamento dos cabos que conectam motores ou outros componentes do
equipamento é da Lintec-ixon, que os fornecerá ou indicará a bitola adequada. Já os cabos que alimentam o
quadro de comando, ou cabine à partir da subestação, bem como sua proteção, são de responsabilidade do
usuário. Para maior segurança pessoal e do equipamento, não deve ser construída nenhuma conexão a partir da
cabine de chaves ou mesa de operação, a não ser as previstas ou autorizadas pela IXON.
Toda a instalação elétrica deverá ser feita por pessoal devidamente treinado e especializado;

Para fazer a alimentação da central deve-se:

www.lintec-ixon.com.br 003 / 19
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

Localize no painel a régua de bornes responsável pela alimentação da máquina. Conecte os cabos de
alimentação conforme indicado no projeto. O cabo deve ser de cobre 90°C ou conforme descrito no projeto. Para
saber a bitola do cabo vide projeto painel.
Para distâncias superioras a 30 metros dos cabos de alimentação deve-se realizar os cálculos de queda de
tensão. Essa responsabilidade cabe ao cliente.

3.1. Alimentação elétrica da maquina:


É indicado que a alimentação elétrica da central seja providenciada durante a instalação da mesma.

Instalações incorretas podem causar quedas de tensão, e sobreaquecimento da central.

A máquina deve ser alimentada com a tensão elétrica para a qual foi fabricada.
A frequência elétrica também não deve ser deferente da frequência especificada.

Para a correta instalação, proceda da seguinte maneira:


1. Desligue a alimentação dos cabos de força.
2. Certifique-se de que os cabos de força estejam desenergizados.
3. No painel retire dos conectores SAK da régua X1 as três coberturas de Símbolo energizado dos
conectores fase.
4. Para os cabos FASE R, S, T utilize conector ilhós H-16/28 para conectar nos conectores SAK de
alimentação.
5. Fixe os cabos para que fiquem com toda área não isolada em contato e firme.
6. Recoloque as três coberturas de símbolo energizado nos conectores corretos.
7. Conecte o condutor neutro da mesma maneira no conector neutro (azul).
8. Faça o aterramento elétrico da máquina através do parafuso de aterramento da máquina.
9. Assegure-se que de o disjuntor geral do painel elétrico da central esteja desligado.
10. Ligue a alimentação geral da máquina.
11. Verifique se os valores correto de tensão está aplicado na máquina.
12. Ligue o disjuntor geral da máquina.

3.2. Verificação do sentido de giro:


Após fazer os procedimentos de alimentação elétrica da máquina e energizar os
circuitos de comando, ligue a correia transportadora e verifique o sentido de giro da
lona, caso o sentido de giro estiver contrário, desligue totalmente a energia dos
cabos do força de alimentação da máquina e troque, a FASE R pela FASE S nos
bornes de alimentação.
Releia o passo a passo de alimentação elétrica da máquina para executar tal
procedimento.
Se o sentido de Giro estiver correto o restante dos motores poderão ser ligados.

Forma de ligação dos condutores nos conectores SAK do painel.

Conector SAK
Parafuso M6
Barra terra
Fazer uma volta em cada cabo
antes de conectá-lo no SAK

Cabo do acionamento

3.3. Aterramento
O aterramento deve ser providenciado durante a instalação de central, de responsabilidade do cliente.

003 / 20 www.lintec-ixon.com.br
Central Misturadora Fixa
LX SCS MIXER
Manual de Instrução

O aterramento segue a norma brasileira NB – 5410:2004 (IEC 60.364 Electrical Insttalations of Buildings). Adota-
se o sistema TN-S, independentemente do aterramento das massas.
A resistência máxima de aterramento 10 OHMS.
O equipamento deverá ter um ponto comum que ligará a malha de aterramento ao chassi da usina:

3.3.1.Sugestão de aterramento:

4. Antes da operação
 Devem-se observar alguns pontos fundamentais para que se obtenha um concreto de qualidade,
Conforme o traço estabelecido:
 Condição dos agregados (contaminação, umidade, lameridade, produção, estocagem, etc.);
 Capacidade nominal de produção da central;
 Capacidade e distância de transporte até o local a ser pavimentado;
 Verificar abastecimento de água e aditivos;
 Verificar abastecimento de ar comprimido, checar pressão recomendada;
 Calibração das balanças;
 Verificar aterramento adequado.

www.lintec-ixon.com.br 003 / 21

Você também pode gostar