Você está na página 1de 14

EBOOK

GUIA DE
FOTOGRAFIA
PARA INICIANTES
CAP 1

AUTORIA:
ICARO FARIAS
GUIA SOBRE FOTOGRAFIA PARA INICIANTES
Olar, meuzamigos!! Aqui eu vou ter a melhor
conversa que eu poderia ter com você que tá
começando. Isso aqui vai te revelar TANTA coisa
que você vai estar anos à frente depois de ler. Eu
daria muito pra ter sabido tudo que eu vou te
contar aqui. Separa teu café, teu caderno e tua
lapiseira que lá vai._

-Capítulo#1
8 Conselhos para iniciantes
-Capítulo#2
Compilado de dicas e conceitos da forma mais
didática possível – fotografia & smartphone
-Capítulo#3
Respondendo todas as dúvidas que me mandam
- Capítulo #4 - Se POSICIONE!

C A P Í T U L O 1:
8 CONSELHOS PARA INICIANTES:

1.1 – CRIANDO SEU PORTFÓLIO


Eu já cheguei a atrasar entrega de fotos do
ensaio por que eu queria que as fotos ficassem
MAIS do que perfeitas, afinal eram as fotos q eu ia
postar no portfólio, e eu tinha pouca foto!
DESNECESSÁRIO! Quem tá começando não
precisa de cliente pra ter Portfólio!
Precisa de FOTOS PUBLICADAS. E você não
precisa de clientes pra isso.
- Icaro, o que você sugere?
Sugiro que você primeiro descubra o que quer
fotografar.
Quer fotografar pessoas? A si mesmx? Lugares?
Paisagens? Moda? Esportes? Cães?...
Quando descobrir, crie sua oportunidade! O que
isso significa? Significa que você vai começar a se
perguntar “como eu posso fotografar isso?”, “o que EU
poderia providenciar?”, “quem eu poderia chamar pra
fotografar, ou pedir autorização pra fotografar?”...

Mas CUIDADO com a sede de monetizar a coisa.


Eu já cai muito nisso e só vai te deixar sem saber
como agir e te atrasar.
“Ah, mas se eu entrasse em contato com aquela
marca, eu poderia cobrar um valor baixo ne já que...”

Poderia sim! Mas não vá dependendo disso! Não


faça essa sua prioridade. Faça o seu momento de
fotografia acontecer! Caso surja a oportunidade de
ganhar com isso, ótimo!
Gosto de encarar a vida da seguinte forma
(perspectiva pessoal): As coisas dão certo quando
aplicamos tempo + esforço na coisa! Então faça
acontecer e então pessoas vão aaaos poucos lhe
oferecer dinheiro para que você faça a mesma
coisa, só que pra elas!

E ah! Preciso dizer que é pra você postar foto


por foto?
“Icaro, mas eu só tenho duas fotos! Vou esperar pra...”
Não caia nessa!!! Você deve publicar SEMPRE
que tiver material pra ser publicado. Inclusive
deve mostrar MAIS do que isso! Se quer chamar
atenção deve mostrar tudo: Antes, durante e
depois do seu momento profissional. Estamos na
era dos BASTIDORES. As pessoas querem ver o
que as outras estão fazendo. Todo dia! (nossa vida
só é monótona pra gente... pros outros é super curiosa)
YAY! Próxima!

1.2 – VOCÊ NÃO PRECISA DE CÂMERA


PROFISSIONAL PRA COMEÇAR
Eita, Icaro, começou o papo “coach”, agora?!
Não! Mas sim! Veja...
Você quer uma câmera profissional, certo? Ela
custa dinheiro e custa caro, certo? Sabe que tem
gente que ganha dinheiro fotografando com o
celular, não sabe?! Fotografia profissional é real e
tem 4 coisas que eu quero frisar sobre isso:

Primeiro: Você não precisa se intitular


“fotógrafo de celular” pra sempre, da mesma
forma que não precisa ser um estagiário pra
sempre. Tal hora sua experiencia e competência
serão suficientes pra você dar upgrade.
Segundo: Tem gente que vende o celular pra
juntar com uma grana que tem guardado pra
comprar uma câmera. É uma opção, PORÉM assim
você não teria mais um celular “bom”.
Fotografando com o celular você pode juntar uma
grana e vender seu celular pra comprar um
MELHOR! Assim você dá upgrade sem largar o
atual xodó da modernidade.
Terceiro: A tendência é que os celulares
dominem o mercado da fotografia. O
conhecimento da fotografia já está sendo
consumido em massa por pessoas que querem
aplicar com seus smartphones. Assim, chegou a
hora! Aliás está quase passando, se você não tomar
ação!

Não precisa pressa! Basta começar a caminhada! E


se você chegou aqui nesse parágrafo, eu desconfio
que tem sede, sonha e está se calçando pra essa
jornada.
“Ah, Icaro mas eu tô aqui pra aprender fotografia pra
mim mesmx! Não quero me profissionalizar nisso!” –
Sem problemas! Mais pra frente tem chuva de
conteúdo!
Quarto: Quando você aprende fotografia com
um dispositivo teoricamente mais limitado -
celular, quando pegar um menos limitado –
câmera pro, vai fazer “estrago”!! Como eu digo:
“vai estar NINJA!” kkk.
E CIIIINCO: Eu gosto dessa metáfora (eu
AMO metáforas): “Você não precisa comprar roupa de
academia pra malhar!”, correto? Você precisa FAZER
os exercícios. Algumas coisas muito específicas te
exigem um tênis específico, ou uma luva
específica. Mas atividade física é muito além de
“coisas específicas”, correto? A mesma lógica é
fotografar. A execução é muito mais eficaz do que
o objeto que você gostaria de ter pra começar.

Mas por que eu digo isso? Por que eu já fui


iniciante e vi muita gente pecar nesse ponto, do
esperar ter algo digno pra tomar ação - confesso que
ainda hoje eu ainda babo por equipamentos lindos
e caros e digo “quando eu...”. Pois é. A gente diz
que não gosta de esperar, mas gosta sim! A gente
adiciona etapas na frente de ações pra que a gente
tenha que esperar mais. “ah, quando...”, né?
Próxima!

1.3 – NADA SE CRIA!!


Eu boto minha mão no fogo como você vai se
sentir uma fraude em algum momento. Seja pelo
motivo que for! Esse momento é tão famoso na
vida do artista que ele tem nome! Se chama
“síndrome do impostor”. De forma bem resumida, é
a sensação de que não temos mérito algum pelas
nossas criações. Como se fossem todas cópias do
que já existe. Que não fazemos diferente. Que a
qualquer momento alguém vai descobrir que
você apenas copiou uma ideia... Isso é a síndrome
do impostor.

E olha que eu não passei por isso só uma vez não,


viu?! Mas tudo é questão de perspectiva, veja:

Vou usar o exemplo da fotografia porque sim –


Digamos que você conhece 100 pessoas, certo?
Dessas 100, se 10 pessoas forem do ramo da
fotografia, é muito. Então 90 pessoas próximas de
você não fazem noção do que você vê na internet
sobre fotografia. O feed delas no instagram é
completamente diferente do seu (kkk). E aí tem as
outras 10 pessoas. Talvez alguma delas tenha um
gosto parecido com o seu e veja referencias
parecidas, mas ainda assim é difícil. Lógico que se
a referência for nacionalmente conhecida, 9 das 10
pessoas vão conhecer, mas TODAS as coisas que
você vê sobre fotografia são conhecidas por todo
mundo?
NOPE!
Aí é que tá a mágica! O que você gosta é fruto
do que você viveu. Dos filmes que viu, das bandas
que escuta, dos locais que visitou, das pessoas que
conheceu... TUDO que você viveu é único. Logo
tudo que você gosta tem um motivo único! Porque
só você é você. Talvez você AME o filme “matrix”
porque o Keanu Reeves seja seu ator favorito, mas
eu gosto por causa das falas! Até quando gostamos
do mesmo, gostamos diferente. E aí tá a
singularidade da sua arte. Seu ponto de vista é só
seu, logo a forma que você se expressa também.
Caso você queira receber mais doses de conforto e
de paz sobre esse assunto, recomendo o livro
“roube como um artista” do autor Austin Kleon.
Eu particularmente APOIO que você tente
IMITAR coisas de outros artistas. Porque você vai
precisar se esforçar TANTO pra conseguir, que no
meio do caminho vai dar errado e ai vai surgir uma
coisa puramente SUA. Original.
Como assim? Assim: Me diz qual filme vem
na sua cabeça... Um grupo de crianças, amigos de
colégio fazem amizade com uma pessoa estranha
que não fala muito, e essa pessoa meio que tem
superpoderes pra combater uns monstros de outro
mundo. Qual o filme?!
E você chutou “Stranger Things” você errou! Eu
tava falando do filme “O apanhador de sonhos”.
Doido né?! Outra! O super-heroi “HULK” era pra
ser cinza, mas faltou tinta preta na hora e fizeram
ele verde! Os desvios do objetivo também são
únicos seus, e isso gera frutos!
Espero que esteja mais relax com isso. A diante!
1.4 – DESCANSAR É NECESSÁRIO
Existem momentos que você vai estar no gás e
outros que você vai ter menos. É assim mesmo! E
quando tiver com pouco gás, aproveite. Aproveite
de forma inteligente. Se ponha em contato com
coisas que te inspirem. Pra isso é ideal se conhecer,
mesmo sendo um pré-requisito difícil e demorado
de acontecer). Então vou compartilhar coisas que
me inspiram:
Eu amo ver filmes que tenha uma pegada
minimalista e impactante. Me inspirei muito com
“MadMax” pelos movimentos de câmera e pelas
cores, por exemplo. Meu filme preferido
esteticamente falando é “BladeRunner2049”.
Impecável! Outra coisa que me inspira é esporte
radical. Coisas que geram descarga de adrenalina.
Percebi com os anos que adrenalina faz meu
cérebro funcionar de um jeito diferente, criativo.
Mas as pessoas são diferentes, né?! Tem gente que
se sente criativo indo à praia, lendo, conhecendo
músicas novas, cozinhando... enfim!
A meditação foi uma surpresa na minha vida
por que eu não esperava que fosse tão POWER,
mas demorei pra aprender então é difícil perceber
os efeitos de início, afinal (metáfora) não dá pra
julgar a eficácia de uma arma de fogo se você não
sabe mirar.
Descanso faz parte da eficácia, MAS CUIDADO!
Descanso é viciante! Tudo que te dá prazer
instantâneo te domina rápido, então não bobeia.
Fica atento.
“Mas eu tô sem inspiração, vou fazer o quê?!”
Ó, criação é uma dança, certo? Entre você e a
criatividade. Se um não quiser, dois não fazem. Ok,
justo. PORÉM... você seeeempre pode chamar sua
criatividade pra dançar! E sabe qual a forma mais
eficaz de deixar sua criatividade com vontade?!
Começando a dançar sozinho! Ponha a música e
dance pra ela. Se exponha. Levanta e vai executar,
mesmo sem saber o que fazer, porque ou ela vai vir
corrigir você ou se juntar a você. É muito real isso.
Recomendo!
Eu uso muita metáfora né?! É porque fica fácil de
visualizar. #seduzasuacriatividade.
Tem 2 coisas que tem força de te frear. A indecisão
e a falta de perspectiva.
A indecisão, não saber o que fazer em seguida, não
saber qual caminho seguir agora, o próximo passo
a tomar, quais as alternativas pro seu problema...
Isso te freia e pode te manter parado por MUITO
tempo sem você nem saber o motivo da sua
preguiça, indisposição ou falta de ânimo!

Pois faz uma anotação aí no teu cérebro. Quando


esses momentos de indisposição chegarem eu
recomendo você usar a palavra! Seja a palavra dita
em voz alta pra alguém (afinal poucas pessoas
conversam profundamente sozinhas) ou seja a
palavra escrita. Pra que isso, Icaro?! Por que falar e
escrever nos forçam a seguirmos uma linha de
raciocínio. Você sente a obrigação de fazer “o
outro” entender o que você ta pensando. Isso faz
com que você desenvolva seu próprio raciocínio 7
vezes melhor. Com a escrita é semelhante!
E a falta de perspectiva? O que é?! Explico no
tópico (1.7).
1.5 – NINGUÉM CRIA ASAS ANTES DE PULAR
“As asas você cria DURANTE a queda!”
No filme ‘Alice no País das Maravilhas’ tem uma cena
que representa esse momento. Ela está decidida a
enfrentar a rainha vermelha, vai até a muralha do castelo
e......”joga o chapéu do outro lado do muro”. Você ainda
vai ouvir essa frase por aí. Ela fala sobre a atitude que
você toma pra se sentir obrigado a executar algo. Se ela
não tivesse “embarcado” o chapéu (kkk) ela não
precisaria invadir o castelo, certo? Isso aí!
Você vai perceber momentos assim. Em que você
não precisa fazer aquela ideia que teve. Logo vai
deixar pra depois... talvez pra nunca. Porque
enquanto “seu chapéu ainda estiver na sua cabeça,
você não precisa busca-lo”. JOGA O CHAPEU kkk
ou SE JOGA. Isso vai te ajudar a se comprometer
com a parada.

1.6 – NÃO TENTE PROVAR NADA PRA


NINGUÉM
O motivo pelo qual você qual você escolhe
algo TEM que vir de você. Se não vier, você vai
sofrer com isso. Ou sofrer de forma consciente ou
de forma inconsciente. Quando você escolhe
provar algo pra alguém, isso te gera uma coisa que
você conhece: Pressa.
Entenda uma coisa, existe o tempo ditado pela
sociedade e o tempo real. Por exemplo, eu tô
ficando calvo! Tô com 27 anos em abril de 2020. Tô
velho? Não! Tô perdendo cabelo! É diferente.
Senão meu professor de 69 anos de idade seria
mais novo que eu por ter a cabeça CHEIA de cabelo
(todos brancos, mas muito cabelo mesmo).
Mas esse talvez seja a coisa mais difícil de eu te
fazer entender, mesmo com esse exemplo bem fácil
da queda de cabelo. Porque? Porque o mundo
funciona com idade. É necessário! Faz parte do
sistema de controle. O ser humano sem controle é
destrutivo. E tem mais... Grandes chances de você
sofrer pressões para tomar decisões cedo na vida.
Escolha da profissão, do tema de dissertação,
passar cedo no vestibular, se formar antes dos 25,
casa própria, se casar antes dos 30, ter filhos antes
dos 35 enfim... A parte mais difícil não é nem
entender que o seu tempo é o seu tempo, sua
velocidade. A parte difícil é ter que lidar com as
pessoas no seu pé do ouvido fazendo perguntas do
tipo “e as namoradinhas” só que na versão
profissional (que eu acho muito pior).
Dá pra piorar sim! Fora os “apressados” existem
os “negativos”. E não... as vezes não são nem os
tios e tias distantes. As vezes essas pessoas são seu
melhor amigx, seu pai (como é meu caso), algum
irmão seu, enfim. Pessoas próximas. E não vale a
pena discutir ou faze-los perceber que essas
pessoas enxergam a vida sob uma visão negativa,
ou que elas te põem pra baixo ao invés de te
apoiarem nas tuas escolhas. Elas não vão te ouvir.
O melhor que você pode fazer é reduzir a abertura
que você dá a essas pessoas. Ir parando de dar
ouvido a elas. Afinal o que elas dizem sobre a vida
não é absoluto. As pessoas falam da vida como a
vida FOI e é pra elas. Isso é particular. As piores
crises de depressão que tive foram por discussões
com meu pai. E olha que ele se diz realista! Mas é
só uma percepção saudável que ele usava pra
mascarar o negativismo que ele nem sabia que era.
Acontece! E você vai sobreviver a isso se passar por
algo semelhante. Não compartilhe seus planos com
quem certamente trará aspectos negativos dele.
TUDO tem o lado negativo. Você precisa conhecer
o lado negativo, sempre, mas SER BEST FRIEND
do lado positivo da coisa. DAS coisas. Sempre.
Não tente provar que você consegue. Faça no seu
tempo. Do seu jeito. E de preferência bico calado.
Deixe daqui a 10 anos seu sucesso grite por você no
ouvido dos hater. Kkk. Sim.

1.7 – Estude pagando!


Você provavelmente sabe como chegar no terrasso de um
prédio né?! Entrar no prédio, chamar o elevador, ir até o
último andar, subir mais alguns poucos lances de escada
e pronto, chegou! Mas quais são as etapas pra você
chegar onde quer, profissionalmente falando?
O seu interesse pela fotografia vai te levar até o
YouTube, claro. Talvez pode até ter sido assim que
você descobriu a minha existência. E realmente
tem TUDO no youtube. Tudo MESMO. Todos os
assuntos que você pensar na vida tem lá. Foi assim
que eu estudei nos primeiros 6 anos sobre tudo que
eu quis – fora os assuntos da facu. Inclusive eu era
do tipo de pessoa que pensava:
“Caramba, pra quê as pessoas pagam ‘personal
trainers’?! É tão fácil aprender os movimentos, postura
e o grupo muscular que cada exercício afeta...”
De fato! Mas existe um excelente motivo pra isso, e
se chama: comprometimento.
Você sabe que ‘tempo é dinheiro’, certo? Isso
significa que quando você PAGA por algo, você tá
comprando TEMPO. Você tá comprando o tempo
EEEE o conhecimento que alguém adquiriu com o
tempo! Ou seja, você tá comprando ATALHO no
tempo. Aprendendo mais rápido pra quê >>>> pra
acelerar os seus resultados INCLUSIVE a
velocidade que você vai ganhar dinheiro. Você leu
certo.
“Icaro, mas pq isso? Você acabou de falar que tem tudo
no Youtube! Eu sou paciente! Posso aprender sozinho!”
Pode mesmo! Mas entenda... Não é que você
aprende “lento” as coisas. Não tô duvidando da
tua capacidade de aprendizagem. O problema não
é você. O problema é que NUNCA vão te entregar
uma “receita” de mão beijada se podem te cobrar
por isso! Na internet as coisas parecem estar tudo
bem ali pra você. Mas não tá tudo em ordem. Não
tem o passo a passo pra ter sucesso!
Eu, por exemplo, só fui descobrir o que era
“copywriting” (arte de criar histórias que vendem)
em 2019 - ano passado. Podiam ter me dito isso em
2013 quando comecei, nera?! Mas essa informação
valiosíssima demorou 6 anos pra aparecer pra
mim! E eu só vim ter NOÇÃO disso em um curso
que fiz. O caminho das pedras vai sempre estar
atrás de um curso. A educação e o conhecimento
sempre vão ser os diferenciais na sua vida. É real.
Eu que fui autodidata por tantos anos e me
orgulhava disso, hoje vejo quanto tempo perdi.

1.8 – NINGUÉM FAZ AULA DE DIREÇÃO EM


LAMBORGINIS
Eu não sei se você que tá lendo já fez aula de
direção na vida, mas se fez, não foi em um carro
muito caro. Por quê?! Porque não importa o carro
que você aprende. O processo é o mesmo. A não
ser que seu veículo seja bem fora do comum, mas
enfim.
Você não precisa de um equipamento caro pra
aprender a fotografar. Nem uma câmera
profissional nem um celular de ponta. Tá dito.
Ainda digo mais! Se você pegar uma câmera cara
pra aprender, você ainda vai perder tempo tendo
que aprender a mexer na câmera antes de aprender
a, de fato, fotografar.
APRENDER A MEXER EM CÂMERA NÃO É
APRENDER A FOTOGRAFAR BEM. Isso é uma
etapa, apenas, e não precisa ser a primeira.
A gente gosta de se sabotar e colocar etapas na
frente das ações necessárias pra sentir que tá
avançando antes de realmente agir. Como comprar
roupa pra malhar. Você não precisa de roupa nova
pra ir pra academia. Isso é uma desculpa. Desculpa
pelo tapa, inclusive – kkk! Levantar peso não
requer ir em lojas antes. Sem fugir muito do foco.
Aprender a fotografar se faz com execução.
Claro! Você precisa de um dispositivo fotográfico.
Mas você captou a mensagem, né?!
Pois show.
Creio que quando você chegar aqui no final desse
parágrafo já vai estar com a cabeça com tanta
informação. O melhor é que não há motivo pra
pressa. Sabendo do que você agora sabe, seu
caminho vai ser bem mais objetivo e claro do que
antes. Assim desejo e espero!
Finalizo nosso papo aqui, por hora, enquanto
escrevo o capítulo 2.
Vejo vocês em breve e já sabem...
Qualquer coisa só chamar!

Você também pode gostar