Você está na página 1de 13

São Paulo

01/07/2010
Vacinar é Prevenir...

“Ações visando erradicar, eliminar ou minimizar o


impacto da doença e suas seqüelas. O conceito de
prevenção é melhor compreendido através dos
níveis denominados tradicionalmente prevenção
primária, secundária e terciária”

Dicionário de Epidemiologia, Quarta Edição


Editado por John M. Last
Procedimento através do qual a vacina é
introduzida no organismo para induzir
resposta imune

FABRICAÇÃO

PACIENTE

CADEIA DE FRIO

Vacinar é muito mais do que aplicar uma Vacina.


Catch up
Programa infantil Booster
Booster
Novos Programas
Novos Programas
Catch up
“Circunstância na qual, uma pessoa, disposta a receber
o benefício da vacinação, ao comparecer a uma unidade
de SAÚDE, deixa de ter sua situação vacinal avaliada e,
quando indicado, deixa de ser encaminhada para
receber a Vacina”
Motivos para não vacinar-se:
1. Falta da prescrição
2. Falta de informação
3. Falsas contra-indicações
4. Medo da vacina

Fonte: Programa Ampliado de Imunizações da OMS


Muitas Doença podem ser
As complicações das
imunopreveníves através
doenças infecciosas são
de vacinas, evitando
comuns e muitas vezes
seqüelas permanentes ou
graves.
mesmo a morte.

POR QUE ORIENTAR


VACINAÇÃO ?

Um adulto com um
Adulto doente ficara quadro mórbido
impossibilitado de prolongado pode
assumir suas funções. impactar na situação
financeira da família.
Exemplo de um programa de
prevenção em Cuba
RESULTADOS DA VACINAÇÃO

POLIOMIELITE ELIMINADA DESDE 1962


DIFTERIA ELIMINADA DESDE 1969
TÉTANO NEONATAL ELIMINADO DESDE 1972
RUBÉOLA CONGÊNITA ELIMINADA DESDE 1989
MENINGITE PÓS CAXUMBA ELIMINADA DESDE 1989
VARICELA ELIMINADA DESDE 1993

COQUELUCHE TRANSMISSÃO INTERROMPIDA DESDE 1994


RUBÉOLA TRANSMISSÃO INTERROMPIDA DESDE 1995
CAXUMBA TRANSMISSÃO INTERROMPIDA DESDE 1995

MORBIDADE
DOENÇA MENINGOCÓCICA REDUÇÃO DE 93%
FEBRE TIFÓIDE REDUÇÃO DE 75%
HEPATITE B REDUÇÃO DE 52%
• Vacinação Universal
– Vacinação regular, feita durante o ano
inteiro, nas unidades básicas de saúde, de
acordo com o calendário vacinal
– Visa interromper circulação do agente
infeccioso através da vacinação de crianças
pequenas, diminuindo risco de infecção
nos suscetíveis

• Vacinação Seletiva
– Vacinação direcionada a uma população-
alvo de maior risco.
ao nascer BCG e hepatite B
1mês hepatite B
2 meses DTP/Hib + pólio + meningo C + pneu7v
4 meses DTP/Hib + pólio + meningo C + pneu7v
6 meses DTP/Hib + pólio + hepatite B + pneu7v + gripe
9 meses febre amarela*
12 a 18 meses TRIVIRAL + varicela + hepatite A +mening C
15 meses DTP + pólio + pneu7v
4 a 6 anos DTP + pólio
4 a 6 anos TRIVIRAL + varicela
6 a 10 anos BCG*
11 anos HPV (09 a 26 anos)
14 a 16 anos Tríplice adulto
TRÍPLICE BACTERIANA acelular adulto
(ou DUPLA adulto)
TRIVIRAL (sarampo, rubéola e
caxumba)
Varicela
Hepatites A&B
Influenza
Pneumocócica-23*
Meningocócica-C conjugada
Febre amarela
Mercado Público  Mercado Privado
 BCG
 BCG  HB
 HB  DTPa (acelular)/Hib/IPV ou
 DTP (células interias)/Hib DTPa/Hib/IPV/HB
 OPV  IPV – polio inativada
 Rotavirus monovalente  Rotavirus pentavalente
 VPC 10v  VPC 7v e 13v
 SCR  SCRV (tetra viral) ou SCR e
 Febre Amarela varicela
 Hepatite A
 Meningo C Conjugada
 Febre Amarela
 HPV
 dTpa

n
• Diferenciais
Mercado Público  Mercado Privado
– DTPa (acelular)/Hib/IPV ou
 BCG
 BCG DTPa/Hib/IPV/HB:
 HB
 HB – DTPa
Menos(acelular)/Hib/IPV
injeções (penta e ou
 DTP (células interias)/Hib hexavalente)
DTPa/Hib/IPV/HB
 OPV – IPV –IPV – polio
polio inativada – mesmo que
inativada
 Rotavirus monovalente  Rotavirus
rara, a polio vacinal tipica da OPV é um
pentavalente
 VPC 10v  VPC 7v
problema (+ 4ecasos/ano)
13v
 SCR  SCRVpentavalente:
– Rotavirus (tetra viral) ou SCR e
maior
 Febre Amarela varicelade cepas de rotavirus
cobertura
– VPC Hepatite
7v e 13v: Amaior cobertura de
 Meningo
cepas de pneumo C Conjugada
com a 13 e melhor
 Febre Amarela
resposta imune com a 7v
 HPV
– SCRV (tetra viral): menos injeção
 dTpa
– HPV, Hepatite A e Meningo C
Conjugada: só no privado
– dTpa: vacina para adultos, visando
diminuir a transmissão de coqueluche
para osEstudo
bebêsEficácia – População Combinada
O aumento da expectativa de vida no século passado foi
obtido através da melhora da higiene e da prevenção
A prevenção bem sucedida no passado e no futuro
precisa ser fundamentada na interligação entre
profissionais de saúde de todo o mundo para
compartilhar o conhecimento

As Vacinas são Reconhecidas como uma das Medidas


mais Efetivas de Saúde Publica. Sobre o ponto de vista
Individual a Vacinação pode determinar entre Saúde e
Doença , Vida e Morte.