Você está na página 1de 6

Aula 03:

STRESS E QUALIDADE
DE VIDA
Freud (1927) argumenta que,
tem saúde mental quem é capaz
para o amor e o trabalho.
Trabalhar é meio de prover
sustento para o corpo e para a
alma. No trabalho passamos a
vida, desenvolvemos nossa
identidade, experimentamos
situações, construímos relações,
realizamos nosso espírito criativo.
E é também no trabalho que
adoecemos.
Em virtude da
industrialização, da mídia, e de
avanços da tecnologia, surgem
cada vez mais possibilidades
variadas de se obter conforto,
saúde e outros benefícios através
de uma vida com mais qualidade.
Os programas de televisão,
E reside ai, nessa guerra, o motivo
documentários, jornais entre
do surgimento de doenças
outros meios de comunicação
contemporâneas como as causadas ou
oferecem diariamente uma
atenuadas pelo stress, como por
enxurrada de informações a
exemplo, Hipertensão Arterial,
respeito de como alcançar uma
Diabetes. Infarto, Síndrome de Burnout
vida mais saudável e a
entre outras.
recomendação básica é a de que
devemos ter uma alimentação
balanceada e praticar exercícios
físicos. Por outro lado as pessoas
estão cada vez mais pressionadas
e incentivadas ao consumo em
grande escala, “ter” é o lema
principal e para sustentar isso,
trava-se uma verdadeira batalha
por espaço num mercado de
trabalho cada vez mais
competitivo e exigente.
Por stress entende-se tratar-se O stress é sentido em grande
de uma tensão provocada por escala por tensão no trabalho e os
situações extremas que causam autores acima falam de uma
agitação e reações necessidade de excitação para que
psicossomáticas além de outros a pessoa possa alcançar
transtornos físicos e ou realizações pessoais e profissionais
psicológicos. A seguir, Benke e e essa necessidade pode criar
Carvalho(2009), inferem que: tensões e conflitos no ambiente
O estresse é uma reação muito forte do de trabalho, gerado pela
organismo quando o indivíduo enfrenta qualquer competição por espaço nas
tipo de evento seja ele bom ou mau e que altera a
vida desse sujeito. A partir desses conceitos organizações.
notou-se que um boa parte de pessoas admitem, Daí a necessidade que as ações
em pesquisas e entrevistas de um modo geral, que
reconhecem o estresse no momento que o desenvolvidas, pela equipe
sentem, e apesar de não ser unânime, já se interdisciplinar do SIASS, possa ir
observou uma certa concordância na definição de
estresse, como um desequilíbrio físico, mental e
ao encontro das necessidades do
psíquico. O estresse também pode ser positivo servidor em se inserir como
quando caracterizado pelo entusiasmo, pela gana,
pela excitação, quando as pessoas encaram os
protagonista da sua historia no
desafios, as pressões do dia-a-dia como uma forma trabalho e do seu processo de
de crescimento pessoal e profissional. saúde/doença.
(BENKE e CARVALHO, 2009. p. 4 e 5).
1 CONSIDERAÇÕES FINAIS
As instituições públicas tem necessidades no trabalho
federais possuem seus planos de que vão além da busca por uma
carreira o qual incentiva o renda melhor ou até mesmo por
servidor a se qualificar e melhorar identidade profissional e estas
sua renda, por outro lado exige necessidades estão voltadas para
desse maior esforço para unir a prevenção e promoção de sua
trabalho, questões pessoais e própria saúde no trabalho.
familiares e qualificação Todos os assuntos discutidos
profissional. até aqui tem relação direta e
Essa tripla jornada pode contribuir precisam ser difundido entre os
para que o servidor venha a sofrer servidores para que estes
com doenças ocorridas pelo tenham ciência de como agir em
aumento do stress. O aumento da determinada situação de stress,
tensão ocorrida pela pressão bem como se dirigir no memento
cotidiana da vida do servidor é de querem participarem dos
inevitável e pode trazer, como programas oferecidos para a
vimos anteriormente, sérias qualidade de vida do servidor,
consequências à saúde do mesmo bem como no momento em que
e o que se percebe é que o necessitem ser afastados do
individuo trabalho por motivo de doença.
2 REFERÊNCIA

FREUD, S. O futuro de uma ilusão: o mal-estar na civilização. Rio de Janeiro: Imago,


1996. (Obras psicológicas completas de Sigmund Freud, 1927-1931, v. 21).

BENK. Mara Regina Pagnussat, CARVALHO. Élcio. ESTRESSE X QUALIDADE DE VIDA NAS
ORGANIZAÇÕES: um estudo teórico. Pós-graduação em Recursos Humanos –
Universidade de Rio Verde - FESURV. 2012. Disponível em:
https://www.google.com.br/#q=stress+e+qualidade+de+vida+no+trabalho

3 LEITURA COMPLEMENTAR

BENK. Mara Regina Pagnussat, CARVALHO. Élcio. ESTRESSE X QUALIDADE DE VIDA NAS
ORGANIZAÇÕES: um estudo teórico. Pós-graduação em Recursos Humanos –
Universidade de Rio Verde - FESURV. 2012. Disponível em:
https://www.google.com.br/#q=stress+e+qualidade+de+vida+no+trabalho

Você também pode gostar