Você está na página 1de 23

Educação Profissional de Nível Médio em Eletrotécnica

Disciplina: Instalação Elétrica Predial

Prof. Aylson Lima


Projetos de Baixa e Alta Tensão

NBR 5413

Iluminância de Interiores
PROJETOS DE ILUMINAÇÃO INTERNA

2ª ) MÉTODO DO PONTO A PONTO

- Adequado para se obter o nível de iluminamento em pontos


específicos;

- Utilizado quando necessitamos de maior precisão, além


disso é ideal para o cálculo de iluminação dirigida;

Os programas computacionais disponibilizados pelos


fabricantes de luminárias utilizam este método para mostrar,
nos relatórios através das curvas de distribuição das
iluminância ou curvas de distribuição luminosa ,chamadas
de CDL.
PROJETOS DE ILUMINAÇÃO INTERNA

2ª ) MÉTODO DO PONTO A PONTO


Este método é utilizado quando necessitamos conhecer a
iluminância em um ponto determinado, ou em segundo
caso é quando desejamos calcular algum ponto de
iluminação dirigida.
MÉTODO DO PONTO A PONTO
Em qualquer caso deve ficar claro que o nível de iluminamento em um
determinado ponto depende da contribuição de todas as luminárias (luz
direta), além da reflexão da luz no teto e nas paredes (luz indireta),
ILUMINÂNCIA.
NBR 5413

MÍNIMO MÉDIO
Prof. Sebastião gomes MÁXIMO
MÉTODO DO PONTO A PONTO

Ponto de iluminação dirigida. ponto determinado


MÉTODO DO PONTO A PONTO

– Geral – distribuição regular no teto

– Localizada – em áreas restritas

– Tarefa – próxima ao plano de trabalho


CURVA DE DISTRIBUIÇÃO LUMINOSA OU
CURVA FOTOMÉTRICA (CDL)

É a representação da Intensidade Luminosa em todos os


ângulos em que ela é direcionada num plano.

Intensidade Luminosa ?
Intensidade Luminosa
“É o Fluxo luminoso irradiado na direção de um
determinado ponto.”

“É a potência da radiação luminosa em uma dada


direção.”
O valor está diretamente ligado à direção desta fonte de luz. A intensidade luminosa é
expressa em candelas (cd) e, em algumas situações, em candela /1000 lumens.

Símbolo = I
Unidade = Candela (cd)
Intensidade Luminosa
Intensidade Luminosa (I)

É a potência da radiação luminosa em uma dada direção.


CURVA DE DISTRIBUIÇÃO LUMINOSA OU
CURVA FOTOMÉTRICA (CDL)

Curva de Distribuição Luminosa


Símbolo: CDL
Unidade: candela (cd)

É a representação da Intensidade Luminosa em todos os


ângulos em que ela é direcionada num plano. Para a
uniformização dos valores das curvas, geralmente essas são
referidas a 1000 lm. Nesse caso, é necessário multiplicar-
se o valor encontrado na CDL pelo Fluxo Luminoso da
lâmpada em questão e dividir o resultado por 1000 lm. A
curva CDL geralmente é encontrada nos catálogos dos
fabricantes de lâmpadas e iluminarias.
CURVA DE DISTRIBUIÇÃO LUMINOSA OU
CURVA FOTOMÉTRICA (CDL)
Diagrama de intensidades Luminosa

TRANSVERSAL LONGITUDINAL
CURVA DE DISTRIBUIÇÃO LUMINOSA OU
CURVA FOTOMÉTRICA (CDL)

Como a maioria das lâmpadas não apresenta uma distribuição


uniformemente em todas as direções é comum o uso das
curvas de distribuição luminosa, chamadas CDL´s.
CURVA DE DISTRIBUIÇÃO LUMINOSA OU
CURVA FOTOMÉTRICA (CDL)

Sólido fotométrico de
uma lâmpada
incandescente.
MÉTODO DO PONTO A PONTO

Sabemos que para uma fonte de luz pontual a


iluminância direta pode ser dada pela equação:
MÉTODO DO PONTO A PONTO

Como na maioria dos caso a incidência de luz não é


perpendicular ao plano temos que:

CDL Total da luminária


EH

I𝛾 = 𝐼𝛼 . 𝑙𝑚 / 1000lm
MÉTODO DO PONTO A PONTO
MÉTODO DO PONTO A PONTO
MÉTODO DO PONTO A PONTO

Cálculo de Iluminação Dirigida - Abertura do Facho de Luz com Refletor: Qual será
o ângulo de facho (abertura) de luz de uma lâmpada HALOSPOT® 111, para que se
consiga iluminar uma área de 0,70m de diâmetro, a 4m de distância (fig. 64)?

ONDE:

r = raio da área.
h = altura da área a luminária
MÉTODO DO PONTO A PONTO

Você também pode gostar