Você está na página 1de 2

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA

DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL


COORDENAÇÃO-GERAL DE ASSISTÊNCIAS PENITENCIÁRIAS
SISTEMA PENITENCIÁRIO FEDERAL - DIVISÃO DE SAÚDE
Elaboração: Revisão:
PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO - POP 2022 2022
Versão: 2ª Página: 1/2
Elaborado pela Técnica de Revisado pelo Enfermeiro RT: Aprovado pela Coordenadora:
Enfermagem:
Lorenna Arraes Borssari Fábio Lopes do Nascimento Cristiane Lima Araújo
COREN/DF: 635.975 COREN/DF: 455.842 CGAP/DISPF
Código:
TÍTULO: AFERIÇÃO DE PRESSÃO ARTERIAL SISTÊMICA
POP.ENF.SPF 002
 Auxiliar no esclarecimento do diagnóstico e na instituição do tratamento;
Objetivos:  Detectar alterações no funcionamento cardiovascular;
 Acompanhar a curva de variação da pressão arterial sistêmica.
Materiais Bandeja ou cuba-rim, caneta, papel para a anotação, estetoscópio, esfignomanômetro adequado
Necessários: ao tamanho da circunferência do braço, algodão e Álcool 70%.

Agente Executor Processos Observação

1. Higienizar as mãos, conforme POP.ENF.SPF 010;  Selecionar o manguito


adequado, de acordo com a
2. Informar ao Interno do procedimento; circunferência do braço;

3. Reunir material necessário;  A largura do manguito


deve corresponder a 40%
4. Posicionar o braço do Interno com a palma da mão voltada da circunferência e o seu
para cima e o cotovelo ligeiramente fletido, na altura do comprimento deve
coração; envolver pelo menos 80%
do braço.
5. Palpar a artéria braquial;

6. Colocar o manguito adequado ao tamanho da


circunferência do braço, firmemente de dois a três
Enfermeiro
centímetros acima da fossa antecubital, centralizando a bolsa
de borracha sobre a artéria braquial;
e/ou
7. Palpar o pulso radial, fechar completamente a válvula de
Técnico de
pressão do bulbo no sentido horário e inflar o manguito até
Enfermagem
desaparecer a pulsação da artéria;

8. Colocar as olivas do estetoscópio nos ouvidos e posicionar


a campânula sobre a artéria braquial, na fossa antecubital,
evitando compressão excessiva;

9. Orientar o interno para que não fale ou se mexa durante a


aferição;

10. Liberar a válvula de pressão lentamente e determinar a


pressão sistólica no aparecimento do primeiro som, que se
intensifica com o aumento da deflação;

11. Determinar a pressão diastólica, continuando a deflação,


no desaparecimento do som;

10
12. Proceder a deflação rápida e completa e retirar o
manguito;

13. Informar o valor da medida ao Interno;

Enfermeiro 14. Dar destino adequado aos materiais;

e/ou 15. Higienizar as mãos, conforme POP.ENF.SPF 010;


Técnico de 16. Fazer o registro do procedimento no Prontuário Físico do
Enfermagem Interno e nos Sistemas Eletrônicos da Penitenciária Federal;
REFERÊNCIAS
STACCIARINI, T.S.G.; CUNHA, M.H.R. Procedimentos Operacionais Padrão em Enfermagem. São Paulo: Atheneu,2014.
VIANA, D. L. Boas Práticas de Enfermagem. São Caetano do Sul, SP: Yendis, 2010.

11

Você também pode gostar