Você está na página 1de 2

8 razões para perder dinheiro na Bolsa

“Porque é que falham os traders?”, era apenas este o conteúdo de um mail que um
leitor me enviou. Confesso a minha perplexidade ao ler esta pergunta mas, ao refletir
um pouco sobre ela, acabei por a achar curiosa e procurei obter respostas para a
pergunta efetuada.

Deixo aqui alguns dos motivos pelos quais a maior parte das pessoas perdem dinheiro
na bolsa.

1. A pressa de ganhar. Este é um erro muito comum entre aqueles que se iniciam no
mercado bolsista. Atraídos pelo lucro fácil, sonham em tornar-se milionários de um dia
para o outro. Fazem negócios de alto risco, colocando “os ovos todos no mesmo
cesto”. Alguns chegam, inclusivamente, a recorrer ao crédito para assim tentar chegar
mais rapidamente à fortuna. Geralmente, só percebem que não se enriquece de um dia
para o outro quando a sua conta estiver reduzida quase a zero.

2. Baixar o preço médio. Quando as ações que têm em carteira começam a cair, a
reação normal dos investidores é comprar mais para baixar o preço médio. Se ela
continuar a cair, compram mais. Este é, geralmente, um dos caminhos para o
insucesso. Se o mercado está a ir na direção contrária ao que os investidores
esperavam, por norma, eles tendem a pensar que quem está errado é o mercado e não
eles. Ao contrariarem-no, acabam por colocar todo o seu capital numa posição
perdedora onde poderão ter que esperar anos para recuperar o seu capital inicial.

3. Pensar que se encontrou a receita mágica. Lamento desiludir alguns leitores mas,
se pensam que descobriram a receita milagrosa para ganhar em bolsa, estão
enganados. Não há receitas mágicas, nem análises perfeitas, nem ótimos pontos de
entrada, nem infalíveis pontos de saída, nem negócios com 100% hipóteses de
sucesso. Negociar é, acima de tudo, um jogo de probabilidades onde devemos tentar
estar do lado onde haja mais probabilidades de ganhar. E se algum de vós, alguma vez
, julgar ter encontrada a receita mágica e infalível pensem- pelo menos - que não dura
para sempre.

4. Não ser consistente. Depois de começarem a perceber que não há receitas


mágicas, os investidores começam a fazer exactamente o oposto, ou seja, usam um
estilo de negociação diferente todos os dias. Este é um dos piores erros possíveis. Isto
leva as pessoas a negociarem sem o mínimo de método, comprando e vendendo
acções quase sem perceber porque o fazem. Podem ter a sorte de fazer alguns
negócios fabulosos e até de ter um ano fantástico mas, garanto-vos, é impossível
ganhar durante vários anos, consistentemente, mudando todos os dias de estilo e
método.

5. Forçar negócios. Quantas vezes já negociaram sem convicção daquilo que


estavam a fazer? Se a resposta for “muitas”, há razões para reverem a vossa atitude
perante o mercado. Inúmeras vezes, os investidores negoceiam apenas pelo prazer de
negociar, sem ter motivos fortes para o fazer. Pode divertir mas duvido que não seja
mais uma forma de perder dinheiro em bolsa.
6. Falta de confiança. A confiança em nós próprios é fundamental para termos
sucesso no mundo exigente dos mercados financeiros. Quando não a temos,
negociamos com medo e estamos constantemente a duvidar da nossa posição o que
leva a que, mais tarde ou mais cedo, fechemos a posição porque não conseguimos
aguentar a pressão psicológica. Geralmente, isto acaba por originar fechos de posições
na pior altura possível. Como é que se constrói a confiança? São precisos anos e anos
de mercado e, mesmo assim, há pessoas que nunca conseguem adquiri-la. É também
por isso que afirmo que os mercados são duros para quem se inicia.

7. Excesso de confiança. Ter excesso de confiança é também fatal para quem quer
ganhar dinheiro em bolsa. Por muito bom que um investidor se julgue ser, ele não deve
nunca perder o respeito por esse “bicho” que dá pelo nome de mercado. Acreditar que
somos mais espertos que o mercado costuma trazer-nos grandes dissabores. E, neste
caso, posso garantir-vos que há algum tempo sofri na pele as consequências de ter
excesso de confiança. Serviu-me de lição. “O mercado tem sempre razão”. Sempre.
Até quando não tem...

8. Falta de sorte. Deixei para o fim aquela que costuma ser a primeira justificação dos
investidores para o seu próprio insucesso. A sorte não deve ser a principal razão para
se justificar as perdas em bolsa mas seria um grave erro ignorar a sua importância. Por
mais correcta que seja a postura e análise de um investidor, basta um momento de
azar para deitar tudo a perder. Para minimizar isto, a diversificação de investimentos é
fundamental. Convém não esquecer que “a sorte protege os audazes”.

Deixei aqui aquelas que considero serem as principais razões para se perder dinheiro
em bolsa. Fico à espera de receber sugestões vossas (ulissespereira@hotmail.com)
para, daqui a um tempo, poder escrever mais outras 8 razões.