Você está na página 1de 53

Índice 1.

Instruções de Segurança

1. INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA............................................................ 2
1. Instruções de Segurança
2. CARACTERÍSTICAS GERAIS................................................................ 3
2.1 Descrição do produto............................................................................. 3
2.2 Controle remoto...................................................................................... 3 ATENÇÃO
2.3 Como usar o controle remoto................................................................. 5
è Instale as unidades com segurança em um local que possa suportar o peso da unidade.
3. INSTALAÇÃO.......................................................................................... 8 Quando instalado em um local não muito resistente, a unidade pode cair, causando
3.1 Antes da instalação................................................................................ 8 ferimentos e danos materiais.
3.2 Instalação da unidade interna................................................................ 9 è Utilize cabos elétricos especificados neste Manual para conectar as unidades interna
3.3 Instalação da unidade externa..............................................................11 e externa com segurança. Conecte os cabos firmemente no bloco de terminais.
3.4 Instalação do tubo de conexão............................................................ 12
3.5 Instalação elétrica................................................................................ 17 è Faça as ligações elétricas de acordo com as instruções deste Manual e utilize um
3.6 Configuração da unidade interna......................................................... 18 circuito de alimentação e disjuntor exclusivos para o Condicionador de Ar.
3.7 Avaliação de desempenho................................................................... 19 è Verifique se não há vazamento de gás depois de finalizada a instalação.
3.8 Tabela de conversão temperatura/pressão gás refrigerante R410a.... 20
3.9 Cálculo de carga térmica...................................................................... 21 è Fixe as tampas dos terminais elétricos das unidades interna e externa firmemente.
Se estas tampas não forem fixadas corretamente, pode ocorrer choque elétrico ou
4. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS............................................................ 23 incêncio, devido à penetração de água ou pó.
5. DIAGRAMAS......................................................................................... 25 è Certifique-se de utilizar os itens especificados para a instalação do Condicionador de Ar.
è Faça a instalação utilizando as instruções deste Manual.
6. DESMONTAGEM................................................................................... 29
6.1 Ferramentas......................................................................................... 29 è A região recortada para a passagem dos cabos de alimentação e interligação deverá
6.2 Unidade interna.................................................................................... 29 ter as arestas tratadas com lixa ou lima, a fim de evitar danos na isolação dos cabos.
6.3 Unidade externa................................................................................... 32 è Não instale a unidade em locais onde haja vazamento de gases inflamáveis, pois poderá
ocorrer explosão.
7. PROCEDIMENTOS DE TESTE............................................................. 34
7.1 Autodetecção de falha - códigos de erros............................................ 34 è Instale a tubulação de drenagem de acordo com as instruções deste Manual para evitar
7.2 Matriz de diagnóstico de falhas............................................................ 35 vazamentos.
7.3 Testes: procedimentos conforme matriz............................................... 36
7.4 Fotos: teste de componentes............................................................... 36
7.5 Solução: procedimentos conforme matriz............................................ 43
7.6 Tabela de medição dos componentes.................................................. 44
7.7 Tabela de temperatura/resistência dos sensores................................. 45

8. LIMPEZA E MANUTENÇÃO................................................................. 46
8.1 Unidade interna e controle remoto....................................................... 46
8.2 Condicionador de ar desligado por um longo período......................... 46
8.3 Filtros de ar.......................................................................................... 46
8.4 Verificações a serem feitas antes de reutilizar o produto..................... 46
8.5 Funcionamento e desempenho do Condicionador de Ar..................... 46

9. VISTAS EXPLODIDAS.......................................................................... 47
2
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
2. Características Gerais

2.1 DESCRIÇÃO DO PRODUTO ATENÇÃO


è Este produto usa gás R-410a.
è A carga de gás deve ser feita, se necessário, com o cilindro de cabeça para baixo.
è O custo do serviço de instalação não está incluído no produto.
è O produto deve ser instalado em uma área de fácil acesso.
è A instalação não compreende serviços de preparação do local (como rede elétrica,
tomadas, alvenaria), pois são de responsabilidade do Consumidor.
è Instale as unidades com segurança em um local que possa suportar o peso da unidade.
Quando instalado em um local não muito resistente, a unidade pode cair, causando
ferimentos e danos materiais.

2.2 CONTROLE REMOTO


2.2.1 Precauções - Oriente o Consumidor
• Cortinas, portas e outros objetos similares podem impedir que o sinal do
controle remoto chegue ao condicionador de ar.
• Não molhar o controle remoto. Não deixar o controle remoto exposto à luz
direta do sol ou em locais com temperatura alta, pois isso poderá danificá-lo.
• A unidade interna emitirá um sinal sonoro (bip) quando receber um comando
1 Unidade interna 12 Entra de ar com filtro do controle remoto.
2 Aleta horizontal de fluxo de ar 13 Aletas verticais de fluxo de ar • Se o receptor do sinal infravermelho ficar exposto à luz direta do sol, o
controle remoto poderá não funcionar corretamente. Proteger o receptor do
3 Suporte de fixação 14 Controle remoto sinal dos raios solares.
4 Mangueira de drenagem (não 15 Tubulação de conexão (não • Não deixar o controle remoto próximo a outros eletrodomésticos, pois isso
fornecida com o produto) fornecida com o produto) poderá afetar a performance do controle remoto.
5 Tecla de operação manual Linha de • Se não ouvir o sinal sonoro de recepção do sinal vindo da unidade interna
Ø 3/8” - Todos os modelos ou se a figura não acender no visor, trocar as baterias do controle remoto.
Líquido
6 Receptor de sinal do controle
Linha de • Não colocar pilhas usadas ou diferentes das especificadas no controle
7 Luz indicadora do compressor Ø 3/4” - Todos os modelos remoto, caso contrário, o sinal não será enviado ao Condicionador de Ar.
Sucção
8 Indicador de timer • Direcionar o controle remoto para o receptor no condicionador de ar.
16 Unidade externa • Retirar as pilhas se o controle remoto não for usado por um longo período
9 Luz indicadora de funcionamento
17 Saída de ar para evitar danos ao controle remoto.
10 Luz indicadora de energia • Caso o controle não esteja funcionando normalmente, pressionar a tecla
11 Entradas de ar reset. Se o problema persistir, trocar as baterias.
• Certificar-se de que não há obstáculos entre o controle remoto (como
cortinas e portas) e o receptor da unidade interna, pois, se houver, não será
possível programar o Condicionador de Ar.
• Não derrubar o controle remoto, pois poderá danificar o equipamento. 3
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
2. Características Gerais

2.2.2 Descrição do controle remoto 7 Lock (Trava - Tecla não saliente): Pressione essa tecla com um objeto
pontiagudo não perfurante (Ex: Clips) de Ø1mm para travar ou destravar
a programação em andamento.
8 Quiet: Funcionamento silencioso ideal para dormir ou ler.
9 Modo: Pressione essa tecla para selecionar o modo de operação e
aparecerá na seguinte sequência no display. Aquecimento está disponível
apenas para os modelos reversos.

10 Ajuste menos da Temperatura: Diminui a temperatura do programa em


1ºC a cada vez que é pressionada.
11 Dormir: Aumenta ou diminui a temperatura em 2 ou 4 graus dependendo
do modo de funcionamento, não sendo alterada nas horas seguintes.
12 Setas Verticais: Posiciona e movimenta a aleta horizontal.
13
Reset (Reiniciar - Tecla não saliente): Pressione essa tecla com um
objeto pontiagudo não perfurante (Ex: Clips) de Ø1mm para cancelar a
programação feita e reiniciar o controle remoto.

1 Liga/Desliga: Para Ligar e Desligar o Condicionador de Ar. 2.2.3 Indicadores do display do controle remoto
2 Turbo: Funcionamento para resfriamento ou aquecimento rápido. Não
possui um tempo determinado; o Consumidor deve desativar a função.
3 Ventilar: Seleciona a velocidade de ventilação na seguinte sequência.

4 Ajuste mais da Temperatura: Aumenta a temperatura do programa em


1ºC a cada vez que é pressionada.
5 Setas Horizontais: Posiciona e movimenta as aletas verticais.
6
Botões do Relógio:
Timer: Seleciona liga e desliga temporizado, apenas ligar, apenas desligar, 1 seleção de modo: Pressione a tecla modo para selecionar o modo
ligar e desligar ou desliga e mais tarde ligar no tempo programado. desejado. Selecione os modos:
Setas: Seleciona o tempo desejado nos intervalos de 30 minutos até 12 Automático
horas e partir de 12 horas até 24 horas com um passo de 1 hora. Resfriamento
4 Set: Registra o timer desejado.

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
2. Características Gerais

Desumidificação 8 Quiet: Utilize esta função quando necessitar de silêncio para


Ventilação descansar ou ler.
Apenas disponível nas funções de resfriamento ou aquecimento.
Aquecimento

2 9 Timer ON/OFF: Quando for programado um horário para ligar


Travar: Quando pressionado aparecerá no visor a chave. o produto, a luz indicadora ON ficará acesa. Quando for programado um
horário para que o produto desligue a luz indicadora OFF fica acesa.
3 Posição da aleta horizontal: Para ajuste das aletas, temos:
10 Emissor de sinal: A figura pisca uma vez quando o sinal é emitido
Posição 1: Ícone apagado, a aleta para na posição atual.
pelo controle remoto.
Posição 2: Desloca a aleta para cima.
Posição 3: Desloca a aleta para baixo.
2.3 COMO USAR O CONTROLE REMOTO
Posição 4: A aleta se movimenta auto maticamente.
2.3.1 Posicionamento das baterias
4 Velocidade de ventilação: Pressione a tecla ventilar para mudar a • Remova a tampa das baterias.
velocidade do fluxo de ar em andamento. Podendo ser selecionadas as • Coloque as baterias conforme ilustrado, sendo duas
velocidades abaixo: baterias AAA.
• Certifique-se que os pólos foram posicionados corretamente.
Automática • Recoloque a tampa sobre as baterias.
Baixa
Média 2.3.2 Pressione o botão para Ligar/Desligar o produto.
A unidade iniciará o funcionamento. Aparecerá no visor a última função de
Alta
funcionamento, exceto as funções Turbo, Quiet, Dormir e Timer e as aletas
A velocidade automática não está disponível para o modo de ventilação.
na posição padrão.

5 Dormir: Indica o acionamento da função dormir. 2.3.3 Modo Automático


1o Selecione o respectivo símbolo acima e o Condicionador de Ar funcionará
6 Temperatura: É exibida no centro do display a temperatura programada. automaticamente. No modo automático o aparelho selecionará o
Ajuste a temperatura através das teclas de temperatura. Não existe controle Resfriamento ou Aquecimento (apenas para os modelos reversos) de
de temperatura no modo de ventilação. acordo com a temperatura do ambiente.
Ajustando os horários para ligar e desligar ao mesmo tempo as duas luzes 2o Ajuste a temperatura através das teclas de temperatura.
indicadas ficarão acesas e uma piscando. 3o As funções Dormir, Timer, Velocidades do Ventilador e as aletas podem
ser configurados conforme desejado.
7 Turbo: Quando necessitar de um rápido resfriamento ou aquecimento 4 Ajuste a Velocidades do Ventilador podendo ser baixo, médio, alto ou
o

(disponível nos produtos reversos) utilize esta função. Disponível nas auto: Na velocidade auto, o ar condicionado ajusta-se automaticamente a
funções de resfriamento ou aquecimento. velocidade de acordo com a temperatura do ambiente.
5
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
2. Características Gerais

2.3.4 Resfriamento 2o Selecione a temperatura desejada.


3o É possível configurar conforme desejado as funções Turbo, Quiet,
1o Pressione o botão MODO o número de vezes necessário até aparecer no
as velocidades Baixo, Médio, Alto e Automático, a função Dormir, a
display o símbolo mostrado acima, e o aparelho estará funcionando no
configuração do movimento e posição das aletas, bem como o Timer.
modo Resfriamento.
2 Ajuste a temperatura conforme desejado.
o
2.3.8 Programação do Timer
3o As funções Turbo, Quiet, a posição das aletas e o timer podem ser É possível deixar o aparelho iniciar ou parar automaticamente no período
configurados. desejado, temos 4 funções diferentes para iniciar ou desligar o produto.
4o Ajuste a Velocidades do Ventilador podendo ser baixo, médio, alto ou 1o Apenas Ligar (Timer ON): Aperte uma vez a tecla TIMER e aparecerá
auto: Na velocidade auto, o ar condicionado ajusta-se automaticamente a ON piscando no visor.
velocidade de acordo com a temperatura do quarto. • Selecione o tempo desejado no intervalo de 0,5 hora (30 minutos) até 12
horas e de 1 em 1 hora no intervalo de 12 e 24 horas.
2.3.5 Desumidificação
• Pressione a tecla SET a unidade emitirá um sinal sonoro e acenderá uma
1o Pressione o botão MODO e selecionar a função desumidificação. Neste luz no painel indicando o funcionamento do Timer.
modo a temperatura irá baixar até atingir a temperatura acima de 2ºC • O condicionador de ar desligará automaticamente e voltará em
da configurada no display, então o modo de desumidificação entra em funcionamentono tempo desejado.
funcionamento intermitente.
2o Ajuste a temperatura desejada. 2o Apenas Desligar (Timer OFF): Aperte duas vezes a tecla TIMER e
3o No modo Desumidificação as funções Turbo e Quiet não podem ser aparecerá OFF piscando no visor.
programadas. • Selecione o tempo desejado no intervalo de 0,5 hora (30 minutos) até 12
4 E a Velocidade de ventilação, o Timer e a função Dormir podem ser
o horas e de 1 em 1 hora no intervalo de 12 e 24 horas
programadas conforme desejado. • Pressione a tecla SET a unidade emitirá um sinal sonoro e acenderá uma
luz no painel indicando o funcionamento do Timer.
2.3.6 Ventilar • O condicionador de ar desligará no tempo desejado.
1o Para ventilar o ambiente deve se selecionar a seguinte figura pela tecla 3o Para Ligar e posteriormente Desligar: Aperte 3 vezes a tecla TIMER e
MODO. aparecerá ON piscando e OFF no visor, sendo o período para ligar o produto.
2 Selecione a velocidade desejada, podendo ser Baixa, Média, Alta ou
o
• Selecione o tempo desejado no intervalo de 0,5 hora (30 minutos) até 12
Automática. horas e de 1 em 1 hora no intervalo de 12 e 24 horas.
3o No modo ventilação a unidade não funcionará resfriando ou aquecendo o • Pressione novamente a tecla timer.
ambiente, portanto não existe controle de temperatura. • Aparecerá no visor ON e OFF piscando no visor, sendo o período para
4o As funções de Turbo, Quiet e Dormir não estão isponíveis. desligar o produto.
5o Configurar as aletas e o Timer como desejado. • Selecione o tempo desejado.
• Pressione a tecla SET a unidade desligará automaticamente. Após passado
2.3.7 Aquecimento o tempo de ON a unidade iniciará automaticamente na temperatura
1o Pressione o botão MODO o número de vezes necessário até aparecer configurada no visor, e posteriormente desligará no tempo desejado.
no display o símbolo mostrado acima e o aparelho estará funcionando no • Esta função será indicada no visor da seguinte maneira (ON) ->(OFF),
6 modo Aquecimento. necessariamente o tempo de ligar o Condicionador de ar é menor que o
tempo para desligar.

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
2. Características Gerais

4o Para Desligar e posteriormente Ligar: Aperte 3 vezes a tecla Timer e 2.3.11 Função Turbo
aparecerá ON piscando e OFF no visor, sendo o horário para ligar o produto. Utilize esta função quando necessitar de rápido Resfriamento ou Aquecimento
• Selecione o tempo desejado no intervalo de 0,5 hora (30 minutos) até 12 do ambiente, neste caso a velocidade de ventilação será alta, homogeneizando
horas e de 1 em 1 hora no intervalo de 12 e 24 horas. a temperatura mais rapidamente. O tempo de duração desta função é
• Pressione novamente a tecla TIMER. determinado pelo Consumidor.
• Aparecerá no visor ON e OFF piscando no visor, sendo o horário para
desligar o produto. 2.3.12 Ajuste da direção do ar
• Selecione o tempo desejado. Para ajustar o fluxo de Ar podemos configurar a Aleta Horizontal em
• Pressione a tecla SET, a unidade desligará no tempo desejado e reiniciará várias posições, sendo:
o funcionamento no tempo do timer ON. Posição 1
• Esta função será indicada no visor da seguinte maneira (ON) <- (OFF), Posição 2
sendo necessariamente o tempo de ligar o Condicionador de ar é maior Movimento contínuo
que o tempo para desligar.
Sem nenhuma indicação a aleta será posicionada na posição que estava se
• Para desfazer a função timer, pressione a tecla TIMER até não aparecer movimentando sendo visual.
nada no visor na região do timer e a luz no painel da unidade interna apagar.
Para ajustar o fluxo das Aletas verticais temos afunção movimento contínuo
direita/esquerda, e a estabilização durante o movimento, sendo visual.
2.3.9 Função Dormir Dicas: Nos modos Automático, Resfriamento, Desumidificação é aconselhável
O tempo de duração desta função é manter o fluxo de ar para cima, e no caso de Aquecimento é recomendável
determinado pelo Consumidor. Quando direcionar o fluxo de ar diretamente ao chão, ambos os casos facilitarão a
operando nas funções Automático, homogenização da temperatura do ambiente.
Resfriamento e Desumidificação a função
Dormir aumenta a temperatura em 1ºC IMPORTANTE
na primeira hora e outro 1ºC na segunda
Não é aconselhável manter as aletas fechadas nos modos Resfriamento ou
mantendo a temperatura constante nas
Desumidificação, caso contrário, poderá ocorrer condensação de água.
horas seguintes.
Nos condicionadores de ar reverso no 2.3.13 Funcionamento de emergência
modo Aquecimento a função Dormir reduz
• Utilize esta função apenas quando o controle estiver com defeito ou perdido.
a temperatura em 2ºC na primeira hora,
outros 2ºC na segunda hora e após 3 horas • Pressione a tecla de emergência e a unidade iniciará o funcionamento.
do início da função o condicionador eleva • O funcionamento terá velocidade de ventilação automática e temperatura de 24ºC.
a temperatura em 1ºC conforme gráfico. • Pressione novamente a tecla e desligará o condicionador de Ar.

2.3.10 Função Quiet


Para os momentos que se necessita de silêncio para dormir, ler ou descansar,
isso faz com que a velocidade de ventilação se torne baixa, reduzindo ruídos.
7
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

3.1 ANTES DA INSTALAÇÃO • O fluxo do ar deve alcançar todo o ambiente.


3.1.1 Localização • As tubulações de conexão e de drenagem devem ser extraídas com facilidade.
• Durante o modo resfriamento, o Condicionador de Ar irá desumidificar o • O produto deve ficar distante de fontes de calor, o locais com gases de
ar do ambiente. Por isso, é preciso fixar um tubo para drenar toda a água combustíveis.
para fora do produto. Unidade Externa
• Instale a unidade interna distante mais de um metro de aparelhos de TV ou • Deve ser um local de fácil acesso para a instalação e a manutenção.
rádio para evitar interferência. • As saídas e entradas de ar não devem ser bloqueadas e a unidade não
• Transmissores de rádio ou quaisquer outros dispositivos de transmissão deve ficar exposta a ventos fortes.
de ondas a alta freqüência podem causar o mau funcionamento do • O local deve ser seco e ventilado.
Condicionador de Ar. Verifique o melhor local com o instalador antes de
• O piso deve ser plano, nivelado e resistente o suficiente para suportar o
efetuar a instalação.
peso da unidade.
• Não instale o produto em locais que contenham materiais combustíveis ou
• Deve ser um local onde os ruídos e o ar expelido não incomodem os vizinhos.
voláteis.
• Local onde não haja vazamento de gases combustíveis.
• Caso o Condicionador de Ar seja instalado em local que contenham óleo,
• Local que permita a instalação da tubulação e dos cabos com facilidade.
maresia, gás sulfeto (próximos a fontes de calor), etc., podem ocorrer falhas
no funcionamento do produto.
ATENÇÃO
3.1.2 Cuidados para evitar ruídos e vibração
Instalar o Condicionador de Ar nos locais citados abaixo poderá causar o mau funcionamento
• Fixe a unidade interna em um local estável para evitar ruídos e vibrações. do produto (caso não seja possível, entre em contato com o seu revendedor), não sendo
• O ruído produzido pela unidade externa pode entrar pelas saídas de ar da indicado a instalação.
residência.
• Áreas costeiras (alta salinidade do ar).
3.1.3 Instalação elétrica • Locais onde haja gases cáusticos (como sulfeto) no ar (próximo a fontes de calor).
• Em locais com óleo de máquinas ou outros vapores provenientes do óleo.
• Para evitar choque elétrico, esse produto deve ser devidamente aterrado.
• Locais com vapores alcalinos ou ácidos.
• Quando estiver aterrando o produto, verifique as normas locais.
• Onde haja grandes variações de tensão (em fábricas).
• Devem ser disponibilizados um circuito de alimentação e um disjuntor
exclusivos para o Condicionador de Ar. • Em veículos ou navios.
• Caso seja necessário refazer as ligações elétricas do local, oriente o • Próximo a máquinas ou equipamentos que emitem ondas eletromagnéticas.
Consumidor a consultar um eletricista qualificado.
3.1.5 Notas
3.1.4 Local de instalação 1 Escolha a melhor maneira de transportar o produto.
Unidade Interna 2 Transporte as unidades com a embalagem original até o local da instalação.
3 Se o Condicionador de Ar será instalado em uma parte metálica do edifício,
• Deve ser um local de fácil acesso para a instalação e a manutenção.
esse local deverá estar isolado eletricamente de acordo com as normas
• O teto ou a parede deve ser plano e resistente o suficiente para suportar o
locais para produtos elétricos.
peso da unidade.
4 A instalação deverá ser feita de acordo com as normas da ABNT e somente
• As saídas e entradas de ar não devem ser bloqueadas e a influência do ar
8 externa deve ser mínima.
por técnicos preparados.

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

5 Para evitar faiscamento durante a partida do compressor (processo técnico), 3.2.2 Localização dos parafusos para suspensão no teto
siga as instruções abaixo:
• As ligações elétricas para o Condicionador de Ar devem ser feitas
diretamente no circuito de alimentação principal.
• Devem ser disponibilizados um circuito de alimentação e um disjuntor
exclusivos para o Condicionador de Ar.
• Em caso de dúvidas quanto às normas para instalação entre em contato
com a companhia de fornecimento de energia local.
• Para mais informações, entre em contato com o Serviço de Atendimento
(0800 728 8778).

3.2 INSTALAÇÃO DA UNIDADE INTERNA

Dimensões (mm) 3.2.3 Para Instalação semi-embutida no teto

Modelo Altura (mm) Largura(mm) Comprimento (mm)


CI36 240* 700* 1298
CI48 e CI60 240* 700* 1580
* As dimensões do produto são referentes a instalação no teto.

3.2.1 Distâncias laterais do produto


Consulte as figuras a seguir para determinar as distâncias de instalação,
obedecendo as distâncias mínimas de instalação.
3.2.4 Procedimento de instalação
Para iniciar a fixação, remova a grade de entrada e a cobertura lateral do
produto, da seguinte maneira.
1o Remova os filtros de ar.
2o Remova as grades de entrada.
3o Remova as tampas laterais (lado direito e esquerdo).

9
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

3.2.5 Instalando os parafusos


Perfuração dos orifícios e fixação dos parafusos.
1o Perfure orifícios com de 25 mm de
diâmetro nos locais de parafuso de
suspensão. As duas porcas especiais
são fornecidas com a unidade.
A porca M10 deve ser obtida localmente.
2o Instale os parafusos, então fixe 3.2.7 Para instalação semi-embutida
temporariamente porcas especiais A Quando instalar a unidade na forma semi-embutida, certifique-se de reforçar
e B e a porca M10 normal em cada parafuso. o isolamento da unidade em todos os lados. Gotas de água podem cair da
Força do parafuso: 980 a 1470 N. unidade caso não esteja perfeitamente isolada.
Caso use chumbador de fixação
1o Perfure os orifícios para chumbadores de fixação nos locais onde serão
instalados os parafusos de suspensão. Chumbadores de fixação devem
ser obtidos localmente.
2o Instale os chumbadores de fixação; instale temporariamente a porca
especial B (inclusa) e a porca M10 (obtida localmente) em cada parafuso.
Força do chumbador de fixação: 980 a 1470 N (100 a 150 kgf.).

3.2.8 Para instalação no piso


Realize a fixação dos parafusos na parede e posterior suspenda a unidade,
pelos suportes de sustentação.
Quando instalar a unidade no piso, fixe as quatro bases de borracha nos
acessórios na placa inferior da unidade com quatro parafusos 4x16 e quatro
arruelas planas, conforme a posição na figura.
3.2.6 Suspendendo a unidade interna
1o Suspenda a unidade de modo que os parafusos de suspensão passem
através dos encaixes de suspensão nos lados (quatro locais) e deslize a
unidade para trás.
2o Prenda a unidade interior no local ao apertar os parafusos especiais “B” e
as porcas M10.
Certifique-se de que a unidade esteja segura e não se movimenta para trás
ou frente.

10
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

3.2.9 Instalação da tomada de ar fresco 3.3 INSTALAÇÃO DA UNIDADE EXTERNA


1o Abra a tampa do orifício para a tomada de ar fresco. Caso use a instalação
metade oculta, abra a tampa do orifício superior. O diâmetro do tubo é 60mm.

Dimensões (mm)
Modelo A B C
CE36 F 771 616 616
CE48 F/R 771 616 616
CE60 F/R 1017 779 779
ATENÇÃO
Quando remover o gabinete (placa de ferro), tenha cuidado para não danificar as partes Linhas de conexão do gás refrigerante na
internas da unidade interna e áreas circundantes (caixa de saída). unidade externa (mm)
Modelo
Quando processar o gabinete (placa de ferro), tenha cuidado para não se machucar com
líquido (Ø) sucção (Ø)
rebarbas, etc.
CE36 F 9,52 (3/8”) x 0,8 19,0 (3/4”) x 1,2
2o Fixe o flange cilíndrico (opcional) para a tomada de ar. Caso use instalação
metade oculta, fixe ao topo. CE48 F/R 9,52 (3/8”) x 0,8 19,0 (3/4”) x 1,2
CE60 F/R 9,52 (3/8”) x 0,8 19,0 (3/4”) x 1,2

A tubulação para conectar as unidades tem o diâmetro indicado na unidade


externa.

3.3.1 Distâncias laterais para instalação da unidade


Para locais abertos temos as seguintes dimensões.

3o Conecte o duto ao flange cilíndrico.


4o Faça a vedação com uma faixa e fita vinil de modo que o ar não vaze da
conexão.

11
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

Para locais confinados temos as seguintes indicações. É preferível realizar a menor quantidade possível de curva na tubulação.
• Não torça nem amasse a tubulação.
Garanta que a parte superior esteja • Certifique-se de que não há poeira ou sujeira na tubulação.
sempre desobstruída. Para locais • Dobre a tubulação com um ângulo o mais amplo possível.
cobertos como beiral de casas, • Mantenha o isolamento térmico tanto da tubulação de gás como na de líquido.
garanta pelo menos 1 metro sobre a • Verifique a área com conexão flangeada quanto ao vazamento de gás.
unidade para então desviar o ar para
longe do beiral. ATENÇÃO
Espessura ta tubulação - Espessuras mínimas para as paredes das tubulações de gás e líquido:
• Ø 1/4”, Ø 3/8” e Ø 1/2” - Espessura mínima de 0,8mm
IMPORTANTE • Ø 5/8” e Ø 3/4” - Espessura mínima de 1,0mm
Evite que folhagens ou qualquer sujeira venha se depositar na superfície do trocador Caso a espessura da tubulação seja menor que a especificada acima, certifique-se de que
de calor, isso pode que levar a uma diminuição da eficiência. a tubulação esteja homologada para resistir a 500 psi/g no lado de baixa e 650 psi/g no
lado de alta.
3.3.2 Distâncias de fixação da unidade externa
3.4.1 Procedimento para a tubulação de conexão
Primeiro conecte a tubulação da unidade interna e em seguida, a unidade externa.
Meça e corte o comprimento necessário para a tubulação de conexão e siga os
passos a seguir.

3.4.2 Preparando as conexões da unidade interna


1o Corte o tubo com o cortador de tubos, realizando
um corte perpendicular a tubulação, conforme figura
abaixo.
2o Insira a porca no tubo, observado o sentido correto.
3o Coloque o flangeador no tubo e alargue o tubo,
lubrificando a região com óleo refrigerante.

A (mm)
CE36/CE48 CE60 Modelo
Máximo Mínimo
Ø 9,5 (3/8”) 12,4 12,0

3.4 INSTALAÇÃO DO TUBO DE CONEXÃO Ø 15,9 (5/8”) 19,0 18,6


Verifique se a altura entre as unidades interna e externa, o comprimento da Ø 19,1 (3/4”) 23,3 22,9
tubulação do gás refrigerante estão de acordo com as informações a seguir:
A altura máxima deve ser menor que 15 metros.
12 Distância máxima entre unidades seguindo a tubulação deve ser menor que 30 metros.

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

A brasagem dos tubos deve ser feita com nitrogênio com pressão de 0,02 MPa,
para evitar a oxidação.
Aplique óleo refrigerante no tubo flangeado e nas porcas. Gire as porcas 3 ou
4 voltas com as mãos antes de fixá-las.
Use duas chaves inglesas ao mesmo tempo quando você estiver conectando
ou desconectando os tubos.

ATENÇÃO
Um torque muito forte poderá danificar o tubo e muito fraco poderá causar vazamentos.
Aplique o torque da seguinte maneira:

Tamanho do Tubo Torque


Ø 3/8” 9,53mm 32,70 - 39,90 N.m (333 ~ 407 kgf.cm)
Ø 5/8” 15,87mm 61,80 - 75,40 N.m (630 ~ 770 kgf.cm)
Ø 3/4” 19,1mm 97,20 - 118,60 N.m (990 ~ 1210 kgf.cm)

3.4.3 Dobrando a tubulação


Dobre a tubulação até a unidade externa conforme necessário, observando.
Quando for dobrar a tubulação os ângulos de curvas não devem ser maiores
que 90°.
Dobras em tubos de espessura pequena.
1o Corte um pedaço do tubo de isolação na região da dobra.
2o Depois dobre tubo (cubra-o com fitas depois de dobrá-lo).
3o Para evitar deformações ou quebras, dobre o tubo com o maior raio possível.
4o Use um dobrador de tubos para obter raios menores.

3.4.4 Conexão da unidade externa


Em instalações com desnível entre unidades acima de 3 metros, em que a
unidade externa fica acima da unidade interna, deve ser colocado um sifão 1o Para conectar a tubulação na unidade externa corte os tubos Corte o tubo na
a cada 2,5 metros, conforme figuras a seguir: dimensão necessário para possibilitar o encaixe na unidade externa.
2o Encaixados realize a brasagem e refrigere as válvulas com um pano 13
umedecido.

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

• Verifique se a pressão cai. Se a pressão não cair, então é aprovada. Se


IMPORTANTE durante os teste 1, 2 e 3 a pressão cair, verifique o vazamento em cada
Instalações com comprimento de tubulação maior que 30 metros e/ou desnível maior junção, para isso, escute, toque e utilize o líquido detector de vazamento
que 15 metros não estão acobertadas pela garantia. para identificar o ponto de vazamento. Após confirmar o ponto de vazamento,
faça novamente a soldagem ou aperte a porca firmemente de novo.
3.4.5 Testes de estanqueidade de ar
F Nota: Quanto fizer a pressurização por 24 horas, uma variação de 1°C na
temperatura ambiente causará uma variação de 0,04MPa ( 0,1 kg/cm²g)
Após finalizar a conexão da tubulação de líquido refrigerante, deve-se fazer na pressão. Será corrigida durante o teste.
o teste de estanqueidade de ar.
• O teste de estanqueidade de ar utiliza um tanque de nitrogênio para aplicar 3.4.6 Vácuo do sistema
a pressão, de acordo com o modo de conexão da tubulação, conforme Ar e umidade no sistema de refrigeração causam efeitos indesejáveis,
mostra a figura a seguir. conforme informado a seguir:
• As válvulas de gás e de líquido devem estar fechadas, para evitar que o • Aumento da pressão do sistema.
nitrogênio entre no sistema de circulação da unidade externa, aperte a válvula • Aumento da corrente elétrica de operação.
de distribuição antes de aplicar a pressão nas linhas de líquido e gás.
• Diminuição da eficiência de refrigeração ou aquecimento (somente nos
modelos reverso).
• Umidade no circuito de refrigeração pode congelar e bloquear o tubo capilar.
• Água pode causar corrosão nas partes do sistema de refrigeração.
Portanto, a unidade interna e a tubulação entre as unidades interna e externa
devem ser testadas contra vazamento e evacuadas para remover qualquer
umidade do sistema.
Verifique se cada tubo (linhas de sucção e de líquido) entre as unidades interna
e externa foram conectados corretamente e que toda a fiação elétrica para
o teste de funcionamento foi completada. Retire as tampas das válvulas de
serviços dos lados de gás e líquido na unidade externa.
Quando estiver reinstalando a unidade em outro lugar, faça o vácuo usando
1o Faça a pressurização por mais de três minutos a 0,3MPa ( 3,0 kg/cm²g) a bomba de vácuo.
2o Faça a pressurização por mais de três minutos a 1,5MPa (15 kg/cm²g). Um
grande vazamento será encontrado. ATENÇÃO
3o Faça a pressurização por aproximadamente 24 horas a 3,0MPa (30 kg/
cm²g). Um pequeno vazamento será encontrado. Note que as hastes das válvulas são mantidas fechadas nesta fase.
è Cuidados ao manusear as válvulas
• Abra a haste da válvula até que encoste no batente. Não tente abrir mais
do que isso.
• Aperte cuidadosamente a tampa da haste da válvula com uma chave de
torque.
14 • Veja o torque de aperto da tampa da válvula na tabela ao lado.

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

3.4.9 Liberando o gás refrigerante da unidade externa


Estes Condicionadores de Ar operam com o novo gás refrigerante HFC-R410A,
que é menos nocivo à camada de ozônio e, consequentemente, torna-se um
gás ecologicamente correto. Suas princiapais caracteristicas são:
• Absorve facilmente a água, óleo ou membranas oxidantes;
• Possui uma pressão 1.6 vezes maior que o refrigerente R22;
3.4.7 Vácuo • Utiliza óleo refrigeração de Poliolester.
1º Conecte a mangueira amarela do manifold ATENÇÃO
à bomba de vácuo e a mangueira azul do
manifold à válvula de serviço da unidade Não misture outros refrigerantes ou outros óleos com o HFC-R410A.
externa. Para evitar cargas de refrigerante incorretas, os tipos de ferramentas e conexões de serviços
2º Abra a válvula de serviço. foram trocadas, logo, são diferentes dos refrigerantes convencionais.
3º Ligue a bomba de vácuo e acompanhe o As pressões operacionais com HFC-R410A são elevadas, portanto, sempre utilize tubos
vacuômetro até que se atinja um nível de com espessura correta, especificados para uso com HFC-R410A.
vácuo de 500 microns (66,7 kPa ou 9,7 Psi). Durante a instalação, certifique-se de que as tubulações estejam limpas, livre de água,
4º Feche o registro azul do manifold (lado de óleo, pó ou sujeira.
baixa). Desligue a bomba. Certifique-se de que, ao soldar, o gás nitrogênio passe através da tubulação.
5º Aguarde 5 minutos para verificar se há Use bomba de vácuo apropriada, com prevenção de contra fluxo, para evitar que o óleo da
aumento de valor de nível de vácuo. Se o bomba não retorne à tubulação enquanto a bomba pare.
vacuômetro permanecer sem alteração,
A carga de gás deve ser feita em sua fase líquida, ou seja, com o cilindro de cabeça para
inicie a carga de gás. Se houver alteração
baixo. Caso seja feita em forma de gás, poderá haver uma diferença no refrigerante, afetando,
dos valores de vácuo nesse período, repita
assim, o desempenho do produto.
o procedimento.
6º Feche a válvula de serviço.
3.4.10 Carga adicional de gás
Quando o comprimento total da tubulação for maior que 5 metros, deve-se
3.4.8 Isolamento das partes flangeadas
adicionar carga adicional a cada metro.De acordo com a fórmula:
Após verificar os vazamentos de gás isole as junções da Carga refrigerante = (L-5,0m) x M (g/m) Sendo: 60g/m.
tubulação com isolante térmico, fita isolante e bracadeira
para fixação, conforme as figuras. 15
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

3.4.13 Conexão do tubo de drenagem


ATENÇÃO Instalação do tubo de drenagem da unidade interna
Quando fizer o carregamento, o líquido refrigerante deve ser carregado a partir do 1o Instale a tubulação de drenagem com uma inclinação de 2°, sem elevações
bocal de carregamento da válvula de baixa pressão. ou obstruções no percurso.
Tome cuidado quando fizer o carregamento do líquido refrigerante para não deixar 2o Use tubulação de cloreto de polivinila PVC (VP25) diâmetro externo de 38mm.
a mistura de ar no sistema, além disso, o líquido refrigerante tem de ser carregado 3o Durante a instalação da tubulação de drenagem, evite aplicar pressão no
no estado líquido. ponto de drenagem da unidade.
3.4.11 Liberando o gás 4o Quando a tubulação for longa, instale suportes.
1o Abra a válvula de descarga (diâmetro menor) da unidade externa para fazer 5o Faça o isolamento de calor com espessura de 8 mm ou mais, na tubulação
com que o gás refrigerante flua para todo o sistema. de drenagem.
2o Após um intervalo de 2 minutos, abra a válvula de sucção (diâmetro maior). 6o A mangueira de drenagem deve ser direcionada para baixo para facilitar o
Não esqueça de recolocar as tampas nas válvulas. fluxo de drenagem.
3o Certifique-se de que não há vazamento verificando com o líquido detector
de vazamento.
4o Cubra a união dos tubos da unidade interna com um isolamento térmico e
amarre bem.

3.4.12 Procedimento para recolhimento do gás em caso de manutenção


ou reinstalação
1o Ligue o Condicionador de Ar.
2o Conecte o manifold à válvula de sucção para medição da pressão na
tubulação de conexão e na unidade evaporadora.
3o Feche a válvula de saída refrigerante (válvula de líquido - válvula menor)
retirando a tampa superior com a ajuda de uma chave de boca e fechando
7o Faça o corte do material de isolamento no tamanho adequado e em seguida
a válvula com uma chave Allen (chave sextavada) no sentido horário até
fixe envolta do tubo.
o final de curso. Após chegar ao final do curso, não aperte com força, ou
seja, não efetue torque excessivo.

8o No caso da tubulação sair na parte de trás


da unidade, aperte a tubulação de drenagem
com o cabo VT para que haja uma inclinação
apropriada para saída da tubulação de drenagem
da unidade interna.

16
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

3.4.14 Teste de drenagem 3.5.1 Procedimento


Certifique-se que não há vazamentos. 1o Remova os parafusos de ajuste na lateral antes de levantar o painel frontal
1o Cerifique se o tubo de drenagem não está entupido. para aquela direção
2o Em construções novas o teste deve ser feito antes da pavimentação do teto. 2 Conecte os fios no bloco terminal de forma correta e fixe os fios com uma
o

braçadeira de fiação próxima ao bloco terminal.


3o Direcione os fios de uma maneira apropriada e enfie-os na abertura para
ATENÇÃO fiação elétrica no painel lateral.
Se houver algum problema de funcionamento, corrija-o imediatamente.
ATENÇÃO
Tenha certeza das conexões realizadas na unidade, para não confundir as fases N
3.5 INSTALAÇÃO ELÉTRICA na fase R, S ou T.
1o Se houver problemas na rede elétrica, o técnico deve se recusar a fazer a
instalação do Condicionador de Ar e solicitar ao Consumidor que resolva o 3.5.2 Conexão da fiação aos terminais
problema.
Para fiação central sólida (ou cabo-F):
2o Verifique se a tensão da rede é a mesma do Condicionador de Ar.
3o O Condicionador de Ar deve ser conectado a um circuito exclusivo com bitola 1o Corte a extremidade do cabo com um cortador de cabo ou alicate para
dos cabos e disjuntor com capacidade conforme tabela abaixo. cabos; depois, descasque o isolamento em aproximadamente 25 mm para
expor o cabo compacto.
4 O circuito de alimentação para o Condicionador de Ar deve ser aterrado e
o

deve ser conectado aos fios de aterramento das unidades interna e externa. 2 Usando a chave de fenda, remova os parafusos na placa do terminal.
o

5o A ligação elétrica deve ser feita por técnicos preparados, de acordo com o 3o Usando alicate, dobre o cabo compacto para formar um laço ajustado para
diagrama elétrico localizado nos painéis das unidades interna e externa. o parafuso do terminal.
6 A instalação elétrica deve estar de acordo com as normas ABNT - Associação
o 4o Molde o laço do cabo apropriadamente, conecte-o na placa do terminal e
Brasileira de Normas Técnicas. Caso contrário, a Electrolux exime-se de fixe-o com o parafuso do terminal usando uma chave de fenda.
qualquer responsabilidade por possíveis danos causados ao Condicionador Para fiação de filamento:
de Ar, a terceiros e/ou ao próprio local de instalação. 5o Corte a extremidade do cabo com um cortador de cabo ou alicate de
7o Certifique-se de instalar as ligações elétricas em um local que evite cabos, então descasque o isolamento em aproximadamente 3/8”(10 mm)
interferências e o seu contato com o tubo de conexão e o corpo das válvulas. para expor o cabo compacto. 6 Usando a chave de fenda, remova o(s)
8o Não faça conexões com solda na fiação. Faça somente conexões crimpadas. parafuso(s) na placa do terminal.
9o Não ligue o fornecimento de energia até que você tenha verificado todas as 6 Usando a chave de fenda, remova o(s) parafuso(s) na placa do terminal.
o

ligações elétricas. 7o Usando um fixador de terminal cilíndrico ou alicates, fixe com firmeza um
terminal cilíndrico a cada extremidade de cabo descascado.
Modelo Bitola do cabo Bitola do cabo elétrico Disjuntor 8o Posicione o cabo de terminal cilíndrico e reponha e fixe o parafuso do
elétrico até a fonte de de conexão das terminal usando uma chave de fenda.
alimentação de energia unidades
36.000 2,5mm2 2,5mm2 15A
48.000 2,5mm 2
2,5mm 2
15A
60.000 3mm2 2,5mm2 25A 17
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

• Foi verificado se não há vazamento de gás refrigerante no sistema.


• A tubulação de drenagem não está entupida.
• A isolação térmica foi feita corretamente.
• As ligações de aterramento foram feitas corretamente.
• O comprimento da tubulação e a quantidade de gás refrigerante adicionada
foram anotados.
• A variação de tensão do local está de acordo com a variação permitida pelo
produto.
• As entradas e saídas de ar das unidades interna e externa não estão obstruídas.
• As válvulas dos lados de alta e baixa pressão estão abertas.
3o Deixe o controle remoto de acordo com as necessidades do Consumidor e em
um local onde o sinal do controle remoto possa alcançar facilmente a unidade
interna.
4 Teste de funcionamento:
o

Com o controle remoto, programe o Condicionador de Ar no modo “RESFRIAMENTO”


Fixe o cabo de conexão e cabo de força no prensa de cabo (resfriamento), selecionando a temperatura mais baixa (16oC), e verifique os
Após passar o cabo de conexão e o cabo de força pelo tubo de isolamento, pontos descritos a seguir.
aperte-o com o prensa cabo.
A - Unidade interna:
• Se a tecla ON/OFF do controle remoto funciona corretamente.
• Se as teclas do controle remoto funcionam corretamente.
• Se as aletas do fluxo de ar movimentam-se normalmente.
• Se a temperatura do produto foi ajustada corretamente.
• Se os leds indicadores estão acendendo normalmente.
• Se a drenagem está normal.
Conecte unidade interna e unidade externa • Se há vibração ou ruídos anormais durante o funcionamento.
1o Remova o prensa cabo.
B - Unidade externa:
2o Processe a extremidade dos cabos de conexão às dimensões mostradas
• Se há vibração ou ruídos anormais durante o funcionamento.
no diagrama elétrico.
• Se o vento, o ruído ou a água da condensação produzidos pelo Condicionador
3o Conecte a extremidade completa do cabo de conexão ao bloco do terminal. de Ar estão prejudicando seus vizinhos.
4o Aperte o cabo de conexão com o prensa cabo. • Se há vazamento de gás refrigerante.
5o Aperte a extremidade do cabo de conexão com o parafuso.

3.5.3 Teste de Funcionamento 3.6 CONFIGURAÇÃO DA UNIDADE INTERNA


1o O teste de funcionamento deve ser feito depois que todos os passos da instalação Para todos os produtos durante a Instalação da Unidade Interna é necessário
foram completados. verificar e regular a posição da chave 4 do SWICTH SW2 na placa eletrônica.
2o Verifique todos os itens abaixo antes de executar o teste de funcionamento: Este PCB está localizada dentro da Unidade Interna.
• As unidades interna e externa foram devidamente instaladas. No caso dos produtos FRIO a chave 4 deve ser posicionada ON, conforme
18 • A tubulação e as ligações elétricas foram feitas corretamente. figura abaixo:

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3.7.1 Superaquecimento
O superaquecimento é a diferença entre a temperatura de sucção (TS) e a
temperatura de evaporação saturada (TES): SA = TS - TES
Equipamentos necessários para a medição
• Manifold
• Termômetro de bulbo ou eletrônico (com sensor de temperatura)
Apenas produtos FRIO. Nos produtos REVERSO a chave 4 • Fita ou espuma isolante
deve ser posicionada OFF, confor- Passos para a medição:
me figura acima
1o Coloque o bulbo ou sensor do termômetro em contato com a linha de sucção
a 15 cm da saída do evaporador. A superfície deve estar limpa e a medição
ATENÇÃO deve ser feita na parte superior do tubo para evitar leituras falsas.
Os demais SWITCHES sobre a placa eletrônica devem permanecer na mesma posição Recubra o bulbo ou sensor com a espuma, de forma a isolá-lo da
de fábrica, como também as chaves 1, 2 e 3 do SWITCH SW2. temperatura ambiente.
2o Instale o mani fold na l inha de sucção (manômetro de baixa).
3o Depois que as condições de funcionamento estabilizarem-se, leia a pressão
no manômetro da linha de sucção.
3.7 AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO 4o Leia a temperatura de sucção (TS) no termômetro.
Faça o teste de funcionamento depois da verificação de vazamento de gás
Faça várias leituras e calcule a média, que será a temperatura adotada.
nas conexões e de checar as ligações elétricas.
5o Subtraia a temperatura de evaporação saturada (TES) da temperatura
• Verifique se todas as tubulações e ligações elétricas foram conectadas
de sucção (TS). O resultado é o superaquecimento.
corretamente.
6o Se o superaquecimento estiver entre 5°C e 7°C, a carga de refrigerante está
• Verifique se as válvulas de serviço dos lados de líquido e gás estão totalmente
correta. Se estiver abaixo, foi injetado muito refrigerante no evaporador e é
abertas.
necessário retirar refrigerante do sistema (realizar o recolhimento do excesso
• Ligue o fornecimento de energia, pressione a tecla Liga/Desliga no controle
de gás). Se o valor estiver acima de 7°C, foi injetado pouco refrigerante no
remoto e ligue a unidade.
evaporador e é necessário acrescentar refrigerante no sistema.
• Use a tecla Mode (Modo) para selecionar um modo de funcionamento e
verifique se todas as funções estão operando normalmente.
Exemplo de cálculo:
• Quando a temperatura ambiente estiver muito baixa (abaixo de 17oC), a
unidade não pode ser programada pelo controle remoto para funcionar no modo Pressão da linha de sucção (manômetro) 129 psig
resfriamento. É preciso usar o modo de operação Manual, que é usado apenas Temp. de evaporação saturada (tabela) 7°C
quando o controle remoto está indisponível ou em caso de manutenção. Temp. da linha de sucção (termômetro) 13°C
Superaquecimento (subtração) 6°C
ATENÇÃO Superaquecimento OK Carga correta
Observe que não será possível acompanhar a pressão de alta do sistema. A presença
O valor de 5°C a 7°C só é considerado como superaquecimento correto se
de incondensáveis no sistema pode elevar demasiadamente a pressão de alta, podendo
as condições de temperatura estiverem conforme a Norma ARI 210.
ocasionar acidentes.
TBS Externa = 35,0°C TBS Interna = 26,7°C
19
TBU Externa = 23,9°C TBU Interna = 19,5°C

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

3.8 TABELA DE CONVERSÃO TEMPERATURA/PRESSÃO GÁS REFRIGERANTE R410a


Temp. de sa- Pressão de Vapor Temp. de sa- Pressão de Vapor Temp. de sa- Pressão de Vapor
turação (oC) MPa kg/cm3 psi turação (oC) MPa kg/cm3 psi turação (oC) MPa kg/cm3 psi
-40 0,075 0,8 11 -5 0,576 5,9 84 31 1,826 18,6 265
-39 0,083 0,8 12 -4 0,599 6,1 87 32 1,875 19,1 272
-38 0,091 0,9 13 -3 0,622 6,3 90 33 1,926 19,6 279
-37 0,100 1,0 14 -2 0,646 6,6 94 34 1,978 20,2 287
-36 0,109 1,1 16 0 0,695 7,1 101 35 2,031 20,7 294
-35 0,118 1,2 17 1 0,721 7,4 105 36 2,084 21,3 302
-34 0,127 1,3 18 2 0,747 7,6 108 37 2,139 21,8 310
-33 0,137 1,4 20 3 0,774 7,9 112 38 2,195 22,4 318
-32 0,147 1,5 21 4 0,802 8,2 116 40 2,310 23,6 335
-31 0,158 1,6 23 5 0,830 8,5 120 41 2,369 24,2 343
-30 0,169 1,7 24 6 0,859 8,8 124 42 2,429 24,8 352
-29 0,180 1,8 26 7 0,888 9,1 129 43 2,490 25,4 361
-28 0,192 2,0 28 8 0,918 9,4 133 44 2,552 26,0 370
-27 0,204 2,1 30 9 0,949 9,7 138 45 2,616 26,7 379
-26 0,216 2,2 31 10 0,981 10,0 142 46 2,680 27,3 389
-25 0,229 2,3 33 11 1,013 10,3 147 47 2,746 28,0 398
-24 0,242 2,5 35 12 1,046 10,7 152 48 2,813 28,7 408
-23 0,255 2,6 37 13 1,080 11,0 157 49 2,881 29,4 418
-22 0,269 2,7 39 14 1,114 11,4 162 50 2,950 30,1 428
-21 0,284 2,9 41 15 1,150 11,7 167 51 30,21 30,8 438
-20 0,298 3,0 42 16 1,186 12,1 172 52 3,092 31,5 448
-19 0,313 3,2 45 17 1,222 12,5 177 53 3,165 32,3 459
-18 0,329 3,4 48 18 1,260 12,9 183 54 3,240 33,0 470
-17 0,345 3,5 50 19 1,298 13,2 188 55 3,315 33,8 481
-16 0,362 3,7 52 20 1,338 13,6 194 56 3,392 34,6 492
-15 0,379 3,9 55 21 1,378 14,1 200 57 3,470 35,4 503
-14 0,396 4,0 57 22 1,418 14,5 206 58 3,549 36,2 515
-13 0,414 4,2 60 23 1,460 14,9 212 59 3,630 37,0 526
-12 0,432 4,4 63 24 1,503 15,3 218 60 3,712 37,9 538
-11 0,451 4,6 65 25 1,546 15,8 224 61 3,796 38,7 550
-10 0,471 4,8 68 26 1,590 16,2 231 62 3,881 39,6 563
-9 0,491 5,0 71 27 1,636 16,7 237 63 3,967 40,5 575
-8 0,511 5,2 74 28 1,682 17,2 244 64 4,055 41,4 588
-7 0,532 5,4 77 29 1,729 17,6 251 65 4,144 42,3 601
20 -6 0,554 5,6 80 30 1,777 18,1 258

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

3.9 CÁLCULO DE CARGA TÉRMICA 3.9.1 Formulário para cálculo de carga térmica
Carga térmica é calor (sensível ou latente) a ser fornecido ou extraído do ar, Kcal/h
Calor recebido de: Qtde Fatores quantidade
por unidade de tempo, para manter no ambiente as condições desejadas. x fator
Esta quantidade de calor é calculada para duas condições, de modo a nunca Com Com
Sem (Área x
termos situações de desconforto térmico nas épocas críticas do ano. Janelas: Insolação Área proteção proteção
Proteção Fator)
A carga térmica varia com a estação: carga térmica de verão e carga térmica interna externa
de inverno. Norte m2 240 115 70
Nordeste m2 240 95 70
• Fontes de calor externo: Leste m2 270 130 85
- Calor do Sol: transferência de calor por condução e convecção através Sudeste m2 200 85 70
de paredes,tetos, janelas, etc... e transferência de calor por radiação 1
Sul m2 0 0 0
através de janelas, paredes e teto. Sudoeste m2 400 160 115
- Infiltração de Ar Oeste m2 500 220 150
- Renovação de Ar Noroeste m2 300 150 95
Estes fatores são para vidro comum. Para
• Fontes de calor interno tijolo de vidro multiplique o fator acima *(A): Kcal/h
- Pessoas, iluminação artificial, motores, cargas especiais. por 0,5
Janelas: Transmissão (somar as áreas de
todas as janelas)
2
Vidro comum m2 50 Kcal/h
Tijolo de vidro m2 25 Kcal/h
Construção
Paredes: m2 Construção leve
pesada
a) Paredes externas: orientação sul m2 13 10 Kcal/h
3
outra orientação m2 20 12 Kcal/h
b) Paredes internas: (não considerar
m2 8 Kcal/h
paredes entre ambiente condicionado)
Teto
Em lage m2 75 Kcal/h
Em lage c/ 2,5cm de isolação ou mais m2 30 Kcal/h
4
Entre andares m2 13 Kcal/h
Sob telhados isolado m2 18 Kcal/h
Sob telhados sem isolação m2 50 Kcal/h
5 Piso (exceto os diretamente sobre o solo m2 13 Kcal/h
6 Número de pessoas 150 Kcal/h
7 Iluminação e aparelhos elétricos w 1 Kcal/h
Portas ou vãos: (continuamente abertos
8 m2 150 Kcal/h
para áreas não condicionadas)
Somar todos os valores da coluna Quantidade
9 Sub total Kcal/h
x Fator
10 Carga térmica total: ---------- Kcal/h ( item 9 ) x ----------( Fator do mapa) = -------------- Kcal/h 21
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
3. Instalação

3.9.2 Preenchimento do formulário 5 Piso


1 Janelas: insolação • Piso diretamente sobre o solo não deve ser considerado.
• Determinar e somar as áreas das janelas de acordo com a exposição externa • Determinar a área do piso anotando seu valor na coluna “quantidade”.
e preencher a coluna “quantidade”. A área (altura x largura) da janela é a
6 Pessoas
abertura da parede na qual a mesma está fixada.
• Anotar o número de pessoas que normalmente ocupam o ambiente na coluna
• Os fatores devem ser selecionados para cada caso. Entende-se por proteção
“quantidade”.
interna: persianas, cortinas ou similares; como proteção dos raios solares. Os
• Multiplicar esse valor pelo fator correspondente e preencher a coluna
fatores do formulário são para vidros comuns. Para tijolos de vidro multiplique
“quantidade x fator”.
o fator por 0,5.
• Multiplique a área das janelas de cada exposição pelo fator correspondente 7 Iluminação e aparelhos elétricos
obtendo os valores da coluna “área x fator”. • Determinar o valor total da potência ( Watts) das lâmpadas e dos aparelhos
• Anotar na coluna “quantidade x fator” apenas o maior valor da coluna “área x elétricos em uso no ambiente e anotar o resultado na coluna “quantidade”.
fator “, este valor corresponde à infiltração máxima de calor. • Multiplicar esse valor pelo fator correspondente e preencher a coluna
• Para dormitórios ou ambientes de uso exclusivamente noturno, a insolação “quantidade x fator”.
não deve ser considerada.
8 Portas ou vãos
2 Janelas: transmissão • Determinar a área das portas ou vãos que permaneçam constantemente
• Somar as áreas de todas as janelas (internas e externas). abertas para ambientes não condicionados e anotar o valor na coluna
• Preencher com o resultado a coluna “quantidade” e multiplicar esse valor pelo fator “quantidade”.
correspondente. O resultado deve ser anotado na coluna “quantidade x fator“. • Multiplicar esse valor pelo fator correspondente e preencher a coluna
“quantidade x fator”.
3 Paredes
• Quando a largura da porta ou vão for superior a 1,5 m o ambiente contíguo
• Determinar a área das paredes expostas externamente multiplicando a
não condicionado deve ser considerado no cáculo de carga térmica.
largura pela altura. As portas devem ser consideradas como parte da parede
e as janelas não. 9 Carga térmica total
• A parede de exposição externa sul deve ser considerada em separado. • Multiplicar o valor do subtotal pelo coeficiente de correção obtido no mapa.
• Paredes sombreadas constantemente por construções adjacentes devem ser Para se obter o melhor resultado, escolher um ou mais condicionadores
consideradas como exposição sul. de ar, com capacidade de acordo com as especificações que mais se
• Quando a parede apresentar-se sombreada por árvores. Tal ocorrência não aproximem da carga térmica estimada.
deve ser considerada, pois pode ser transitória.
• Denomina-se construção leve a parede com espessura inferior a 15 cm e
construção pesada a parede com mais de 15 cm de espessura. 3.9.3 conversão de unidades
• As paredes contíguas a ambientes condicionados não devem ser consideradas. A tabela de cálculo simplificado de carga térmica é expressa em kilocaloria
• Anotar as áreas selecionadas na coluna “quantidade”, multiplicar estes por hora, para transformar este valor em BTU/h, basta multiplicar o valor
valores pelos fatores correspondentes e preencher com os resultados a encontrado na tabela de carga térmica por 4,0.
coluna “quantidade x fator”.
• As paredes internas também são consideradas em separado.
4 Teto
• Determinar a área do teto.
• Selecionar o tipo de construção que mais se aproxima da descrição em
particular e anotar o valor da área na coluna “quantidade” (usar apenas um
dos itens).
22 • Multiplicar a área pelo fator correspondente preencher a coluna “quantidade x
fator”.

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
4. Especificações Técnicas

Modelos CI36F/CE36F 220V CI48F/CE48F 220V CI48R/CE48R 220V CI48F/CE48F 380V CI48R/CE48R 380V
Código comercial 0736ICBA206 0736ECBA262 0748ICBA206 0748ECBA262 0748IRBA206 0749ERBA262 0748ICBA206 0749ECBA662 0748IRBA206 0749ERBA662
PNC 946372598 946372599 946372606 946372607 946372608 946372609 946372606 946372611 946372608 946372613
Ciclo Frio Frio Reverso Frio Reverso
Capacidade (BTU/h) 36.000 48.000 48.000 / 50.640 48.000 48.000 / 50.640
Tensão (V) 220 220 220 220 220 220 220 380 220 380
Frequencia (Hz) 60 60 60 60 60
Desumidificação do ar (l/h) 4,5 4,7 4,7 4,7 4,7
Coeficiente de efeciência
9,59 9,59 9,59 9,59 9,59
energética (BTU/Wh)
Volume de ar recirculado
1.400 1.930 1.930 1.930 1.930
(m³/h) ± 5%
Potência de refrigeração (W) 3.700 5.004 5.004 5.004 5.004
Potência de aquecimento (W) --- --- 5.004 --- 5.004
Corrente de refrigeração (A) 17,2 15,5 15,5 8,5 8,5
Corrente de aquecimento (A) --- --- 15,6 --- 8,5
Faixa de temperatura ( C)
o
16 a 30 16 a 30 16 a 30 16 a 30 16 a 30
Pressão de alta / baixa(MPa) 3,80 / 1,20 3,05 / 1,05 3,05 / 1,05 3,05 / 1,05 3,05 / 1,05
Carga de gás R410a (g) 1.900 3.080 3.050 3.170 3.150
Unidade Interna Externa Interna Externa Interna Externa Interna Externa Interna Externa
Dimensões do Altura 335 813 790 813 790 813 790 813 790 813
produto emba- Largura 1.439 683 1.710 683 1.710 683 1.710 683 1.710 683
lado (mm) Profundidade 775 683 315 683 315 683 315 683 315 683
Dimensões do Altura 240 771 700 771 700 771 700 771 700 771
produto sem Largura 1.298 616 1.580 616 1.580 616 1.580 616 1.580 616
embalagem
(mm) Profundidade 700 616 240 616 240 616 240 616 240 616
Peso líquido (kg) 40 69 51 86 51 88 51 86 51 88
Peso embalado (kg) 48 74 64 89 64 91 64 89 64 91

23
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
4. Especificações Técnicas

Modelos CI60F/CE60F 220V CI60R/CE60R 220V CI60F/CE60F 380V CI60R/CE60R 380


Código comercial 0760ICBA206 0760ECBA262 0760IRBA206 0760ECRA262 0760ICBA206 0761ECBA662 0760IRBA206 0761ERBA662
PNC 946372614 946372615 946372616 946372617 946372614 946372619 946372616 946372621
Ciclo Frio Reverso Frio Reverso
Capacidade (BTU/h) 58.000 58.000 / 61.190 58.000 58.000 / 61.190
Tensão (V) 220 220 220 220 220 380 220 380
Frequencia (Hz) 60 60 60 60
Desumidificação do ar (l/h) 6,0 6,0 6,0 6,0
Coeficiente de efeciência energética
9,59 9,59 9,59 9,59
(BTU/Wh)
Volume de ar recirculado (m³/h) ± 5% 2.200 2.200 2.200 2.200
Potência de refrigeração (W) 6.047 6.047 6.047 6.047
Potência de aquecimento (W) --- 6.260 --- 6.260
Corrente de refrigeração (A) 19,5 19,5 10,6 10,6
Corrente de aquecimento (A) --- 19,5 --- 10,6
Faixa de temperatura (oC) 16 a 30 16 a 30 16 a 30 16 a 30
Pressão de alta/baixa (MPa) 2,95 / 1,05 2,95 / 1,05 2,95 / 1,05 2,95 / 1,05
Carga de gás R410a (g) 1.900 5.000 1.900 5.000
Unidade Interna Externa Interna Externa Interna Interna Interna Externa
Altura 790 813 790 813 790 813 790 951
Dimensões do produto
Largura 1.710 683 1.710 683 1.710 683 1.710 825
embalado (mm)
Profundidade 315 683 315 683 315 683 315 825
Altura 700 771 700 771 700 771 700 917
Dimensões do produto
Largura 1.580 616 1.580 616 1.580 616 1.580 779
sem embalagem (mm)
Profundidade 240 616 240 616 240 616 240 779
Peso líquido (kg) 51 86 51 86 51 88 52 111
Peso embalado (kg) 64 89 64 89 64 91 65 119

24
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
5. Diagramas

5.1 DIAGRAMA ELÉTRICO UNIDADE INTERNA - TODOS OS MODELOS

POSIÇÃO DO SW2

CI36F

CI48R/CI60R CI48F/CI60F 25
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
5. Diagramas

5.2 DIAGRAMA ELÉTRICO UNIDADE EXTERNA CE36F

POSIÇÃO DO SW1

26
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
5. Diagramas

5.3 DIAGRAMA ELÉTRICO UNIDADE EXTERNA CE48F/CE48R/CE60F/CE60R 220V

POSIÇÃO DO SW1

CE48F/CE48R
220V

CE60F/CE60R
220V 27
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
5. Diagramas

5.4 DIAGRAMA ELÉTRICO UNIDADE EXTERNA CE48F/CE48R/CE60F/CE60R 380V

POSIÇÃO DO SW1

CE48F/CE48R
380V

CE60F/CE60R
28 380V

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
6. Desmontagem

6.1 FERRAMENTAS 5o Retire as laterais deslizando-as para a frente (Figura 5).


• Alicate de bico 6o Retire os 4 parafusos Phillips que fixam os suportes metálicos (Figura 6).
• Chave Allen 4mm
• Chave canhão 1/4”
• Chave inglesa para fixação dos tubos
• Chaves combinadas da 8 e 13mm
• Chave de fenda
• Chave Phillips
• Luvas de proteção
• Pulseira eletrostática

6.2 UNIDADE INTERNA Figura 5 Figura 6


1o Retire os 3 filtros, desencaixando-os (Figura 1). 7o Retire os 2 parafusos Phillips que fixam o suporte da caixa da placa (Figura 7).
2o Retire os 9 parafusos Phillips que fixam o suporte dos filtros (Figura 2). 8o Retire o conjunto caixa da placa (Figura 8).

Figura 1 Figura 2
Figura 7 Figura 8
3o Levante o suporte dos filtros em um ângulo de 90o e desencaixe-o (Figura 3).
4o Retire os 2 parafusos Phillips que fixam as laterais esquerda e direita (Figura
4).
ATENÇÃO
SEMPRE use a pulseira eletrostática ao manusear a placa eletrônica. Os capacitores
armazenam aproximadamente 300V; por isso, para evitar choque elétrico, aguarde
cerca de 1 minuto antes de tocar na placa.
O PRODUTO NÃO PODE ESTAR ENERGIZADO!

9o Retire os 3 parafusos Phillips que fixam a tampa da caixa da placa (Figura 9).
10o Retire os 2 parafusos Phillips que fixam o transformador da placa e solte
os terminais do transformador (Figura 10).

Figura 3 Figura 4 29
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
6. Desmontagem

15o Retire o conjunto motor/ventoinhas (Figura 15).


16o Com uma chave Allen 4mm, retire os parafusos que fixam as ventoinhas
(Figura 16).

Figura 9 Figura 10
11o Retire o parafuso Phillips que fixa o capacitor do motoventilador e solte
os terminais do capacitor (Figura 11).
12o Solte as travas que fixam as tampas das ventoinhas (Figura 12). Figura 15 Figura 16
17o Com uma chave Allen 4mm, retire os 2 parafusos que fixam o eixo do
motor (Figura 17).
18o Retire os 2 parafusos Phillips que fixam o motor (Figura 18).

Figura 11 Figura 12
13o Retire as tampas das ventoinhas (Figura 13).
14o Com uma chave de boca 12mm, retire os 2 parafusos que fixam o mancal
Figura 17 Figura 18
do motor (Figura 14).
19o Retire os 6 parafusos Phillips que fixam a tampa - 3 de cada lado (Figura
19).
20 Retire os 2 parafusos Phillips dos suportes das tampas (Figura 20).
o

30 Figura 13 Figura 14

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
6. Desmontagem

24o Retire os 6 parafusos Phillips que fixam o evaporador (Figura 25) e retire
o evaporador (Figura 26).

Figura 19 Figura 20
21 Retire o parafusos Phillips que fixa a calha (Figura 21) e retire a calha
o

(Figura 22). Figura 25 Figura 26


25o Retire os 4 parafusos Phillips que fixam a placa do evaporador (Figura 27).
26o Desencaixe o sensor de temperatura (Figura 28).

Figura 21 Figura 22
22 Retire os 2 parafusos Phillips que fixam o motor das aletas horizontais e
o

solte os terminais do motor (Figura 23). Figura 27 Figura 28


23 Retire os 2 parafusos Phillips que fixam a placa de fixação dos tubos do eva-
o
27 Retire os parafusos Phillips que fixam o conjunto das aletas verticais
o

porador Figura 24). (Figuras 29, 30 e 31).

Figura 23 Figura 24 Figura 29 Figura 30 31


Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
6. Desmontagem

2o Retire os 2 parafusos Phillips que fixam a tampa dos componentes elétricos


(Figura 36).
3o Abra a tampa e solte os fios da rede elétrica do motoventilador (Figura 37).

Figura 31

28o Com um alicate de bico, solte as aletas (Figura 32).


29o Retire o parafuso Phillips que fixa o motor das aletas verticais (Figura 33).
Figura 36 Figura 37
4 Retire o conjunto tampa superior/motoventilador (Figura 38).
o

5o Retire os 2 parafusos Phillips que fixam o transformador da placa e solte


os terminais do transformador (Figura 39).

Figura 32 Figura 33

6.3 UNIDADE EXTERNA


1o Com uma chave canhão 1/4”, retire os 5 parafusos (Figura 34), e os 4 Figura 38 Figura 39
parafusos Phillips (Figura 35) que fixam a tampa. 5 Retire os 2 parafusos Phillips que fixam a chave contactora e solte os
o

terminais da chave (Figura 40).


6o Retire os 4 parafusos Phillips que fixam os conectores dos fios dos com-
ponentes (Figura 41).

32 Figura 34 Figura 35

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
6. Desmontagem

Figura 40 Figura 41 Figura 44 Figura 45


7 Com uma chave combinada 11mm, retire os 4 parafusos que fixam o
o
11o Solte o sensor de temperatura de alta pressão, desencaixando-o, e solte
motoventilador à tampa (Figura 42). o terminal (Figura 46).
8 Com uma chave canhão 1/4”, retire os 4 parafusos Phillips que fixam o
o

defletor (Figura 43).

Figura 46

Figura 42 Figura 43
9o Com uma chave de boca 8mm, retire a porca de fixação da hélice (Fi-
gura 44).
10 Com uma chave combinada 13mm, retire os parafusos que fixam o com-
o

pressor (Figura 45).

33
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
7. Procedimentos de Teste

7.1 AUTODETECÇÃO DE FALHA - CÓDIGOS DE ERROS 7.1.2 Unidade externa

7.1.1 Unidade interna *NP Descrição da falha Possível causa


Sensor de temperatura externa Circuito aberto ou curto circuito no sen-
*NP Descrição da falha Possível causa 1
anormal. sor por 2 minutos ou mais.
Erro no sensor de temperatura Circuito aberto ou curto circuito no sen- Sensor de temperatura do con- Circuito aberto ou curto circuito no sen-
1 2
ambiente. sor por 2 minutos ou mais. densador anormal. sor por 2 minutos ou mais.
Sensor de temperatura do eva- Circuito aberto ou curto circuito no sen- Sensor de temperatura de des- Circuito aberto ou curto circuito no sen-
2 3
porador anormal. sor por 2 minutos ou mais. carga do compressor anormal. sor por 2 minutos ou mais.
Oscilações de tensão na rede elétrica Atuou proteção de temperatura Temperatura de descarga maior do
3 Sobre tensão / Baixa tensão. 4
do local. de descarga do compressor que 120ºC.
Anormalidade na Unidade Ex- Falha na unidade externa. Verificar Fase errada, falta de fase ou perda de
4 5 Falha de fase.
terna. PCB da unidade externa. fase.
5 Erro EEPROM Perda de dados da EEPROM Anormalidade no lado de baixa Atuação do pressostato de baixa pres-
Sensor de nível esteve desconectado 6
10 Falha no sistema de drenagem. pressão. são.
por 25 minutos ou mais. 7 Erro EEPROM Perda de dados da EEPROM
*NP - Número de vezes que pisca o LED OPER no painel de controle da unidade interna. Detectado que a corrente esteve acima
8 Proteção de sobre-corrente.
do limite.
Anormalidade no lado de alta Atuação do pressostato de alta pres-
9
pressão. são.
*NP - Número de vezes que pisca o LED da PCB da unidade externa.

34
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
7. Procedimentos de Teste

7.2 MATRIZ DE DIAGNÓSTICO DE FALHAS

35
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
7. Procedimentos de Teste

7.3 TESTES: PROCEDIMENTOS CONFORME MATRIZ 7.4 FOTOS: TESTE DE COMPONENTES


TESTE 1 Com o multímetro na escala correta, meça nos pontos a serem testados.
Com o auxilio de um multímetro na escala CORRETA, meça a tensão nos
pontos. Se não houver tensão correta, verifique a solução conforme a matriz
de diagnóstico de falhas.

TESTE 2
Com o auxilio de um multímetro na escala continuidade (BIP), meça a conti-
nuidade do componente.

TESTE 3
Meça a tensão nos pontos. Se a tensão estiver abaixo dos limites, verifique
a solução conforme a matriz de diagnóstico de falhas.
Foto 1
F NOTA: Meça a tensão da tomada com carga e sem carga.
7.4.1 Alimentação do cabo de força (ACV)
TESTE 4
Meça entre os fios azul N e vermelho L.
Com o auxilio de um multímetro na escala Ω, meça a resistência ôhmica do
componente e confirme valor conforme a tabela de componentes da página 30.
F NOTA: O componente tem que estar desconectado do circuito.
TESTE 5
Se os testes anteriores forem seguidos a placa de potência já está estada.
Todos os componentes são acionados pela placa.
Se não haver acionamento dos componentes, substitua a placa de potência.

Foto 2

36
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
7. Procedimentos de Teste

7.4.2 Alimentação do transformador pela placa 7.4.5 Tensão/resistência ôhmica para o motoventilador da unidade interna
Meça entre os fios vermelho do conector CN.35. Meça entre os fios vermelho, amarelo, azul e branco do conector CN.26.
O comum para a medida de tensão é o vermelho.

Foto 3

7.4.3 Alimentação da placa de interface Foto 6


Meça entre os fios vermelho (GND) e laranja (+05vcc) do conector CN.36. Para medir a resistência, use os mesmos pontos com a rede elétrica desligada.

7.4.6 Resistência ôhmica para o sensor de temperatura ambiente da


unidade interna
Meça entre os fios azul do conector CN.43.

Foto 4

7.4.4 Placa eletrônica

Foto 7

Para medir a resistência, use os mesmos pontos com a rede elétrica desligada.

Foto 5

37
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
7. Procedimentos de Teste

7.4.7 Tensão/resistência ôhmica para o motor de passo das aletas 7.4.9 Tensão/resistência ôhmica para o motoventilador da unidade externa
(vertical/horizontal) CN.07 - fio roxo.
Horizontal CN.16 - fio preto.
Meça entre os fios vermelho e cinza do conector CN.22. Capacitor - 2 fios marrom.

Vertical
Meça entre os fios branco e cinza do conector CN.30.

Foto 8 Foto 10
Para medir a resistência, use os mesmos pontos com a rede elétrica desligada. Para medir a resistência, use os mesmos pontos com a rede elétrica desligada.

7.4.8 Tensão/resistência ôhmica para o transformador da unidade externa 7.4.10 Tensão (sinal) do motoventilador externo
CN.02 - fio vermelho (220VCA). CN.05 - fio marrom.
CN.02 - fio vermelho (220VCA). CN.05 - fio cinza.
CN.08 - fio azul (12VCA).
CN.08 - fio azul (12VCA).

Foto 11
Foto 9
38 Para medir a resistência, use os mesmos pontos com a rede elétrica desligada.

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
7. Procedimentos de Teste

7.4.11 Tensão (sinal) do motoventilador externo (placa interna) 7.4.13 Tensão/resistência ôhmica para a contactora do compressor
CN.23 - fio marrom. CN.04 - fio vermelho.
CN.23 - fio preto. CN.04 - fio vermelho.

Foto 12

7.4.12 Placa de potência da unidade externa Foto 14


Para medir a resistência, use os mesmos pontos com a rede elétrica desligada.

7.4.14 Tensão (sinal) do compressor (placa externa)


CN.05 - fio branco.
CN.05 - fio cinza.

Foto 13

Foto 15

39
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
7. Procedimentos de Teste

7.4.15 Tensão (sinal) do compressor (placa interna) 7.4.17 Pressostato de baixa pressão (continuidade)
CN.23 - fio branco. CN.22 - fio preto.
CN.23 - fio preto. CN.22 - fio preto.

Foto 16

7.4.16 Pressostato de alta pressão (continuidade)


Foto 18
CN.09 - fio vermelho. Para haver continuidade o produto deve ter gás refrigerante.
CN.09 - fio vermelho.
7.4.18Tensão/resisência ôhmica para o compressor
Teste na saída da contactora (R.S.T.).

Foto 17
Para haver continuidade o produto deve ter gás refrigerante.
Foto 19

40
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
7. Procedimentos de Teste

7.4.19 Resistência ôhmica para o sensor de temperatura externa 7.4.21 Resistência ôhmica para o sensor de temperatura do tubo (baixa)
CN.12 - fio preto. CN.14 - fio preto.
CN.12 - fio preto. CN.14 - fio preto.

Foto 20 Foto 22

7.4.20 Resistência ôhmica para o sensor de temperatura do tubo (alta) 7.4.22 Tensão/resistência ôhmica para a resistência do carter do
CN.13 - fio preto. compressor
CN.13 - fio preto. Teste na rede elétrica.

Foto 23

Foto 21

41
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
7. Procedimentos de Teste

7.4.23 Resistência ôhmica para o sensor do tubo do evaporador da 7.4.25 Tensão (sinal) da bobina da solenóide da válvula de reversão (placa
unidade interna interna)
CN.43 - fio preto. CN.23 - fio vermelho.
CN.43 - fio preto. CN.23 - fio preto.

Foto 24 Foto 26
Para medir a resistência a rede elétrica deve estar desligada.

7.4.24 Tensão/resistência ôhmica para a solenóide da válvula de reversão 7.4.26 Tensão (sinal) da válvula de reversão (placa externa)
CN.06 - fio azul. CN.05 - fio vermelho.
CN.06 - fio azul. CN.05 - fio cinza.

Foto 25 Foto 27

Para medir a resistência, use os mesmos pontos com a rede elétrica desligada.

42
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
7. Procedimentos de Teste

7.4.27 Esquema elétrico do motoventilador da unidade interna 7.5 SOLUÇÃO: PROCEDIMENTOS CONFORME MATRIZ
1 Com o auxilio do multímetro na escala tensão alternada (VCA), meça a
tensão da tomada. Se não houver tensão verifique o disjuntor. Se estiver
ok, oriente o Consumidor a chamar um eletricista de sua confiança.

2 Se a tensão estiver abaixo dos limites (± 10% da tensão nominal), oriente


o Consumidor a entrar em contato com a companhia de energia elétrica
ou a usar de um estabilizador adequado.

IMPORTANTE
Meça a tensão da tomada com carga e sem carga.

ATENÇÃO 3 Meça a continuidade e confira conforme a tabela do item 7.6. Se não estiver
conforme, substitua o componente correspondente.
Quando o Condicionador estiver no modo Aquecimento, o motoventilador da unidade
externa trabalha automaticamente cerca de 1 minuto, desliga por 2 minutos e volta 4 Com o auxilio do multímetro na escala tensão contínua (VCC), se não
novamente a funcionar mais um minuto, fazendo dessa forma um ciclo contínuo de houver tensão de 5VCC, substitua a placa de potência. Se houver tensão
refrigeração da unidade externa. de 5VCC, verifique a rede elétrica e a placa de interface: se houver falha,
substitua o componente.
7.4.28 Esquema elétrico do compressor da unidade externa
5 Com o auxilio do multímetro na escala de resistência (Ω) e com a rede
elétrica desconectada, meça nos pontos do componente. Verifique o valor
e confirme conforme a tabela de componentes (item 7.6). Se o valor não
estiver correto, substitua o componente.

6 Se foram verificados todos os componentes, substitua a placa de potência.

7 Meça a saída de tensão e confirme na tabela de componentes (item 7.6).


Se não estiver conforme, substitua o componente. Se estiver ok, passe
para o próximo passo.

ATENÇÃO
O compressor entra em funcionamento somente 2 minutos após o aparelho ser ligado. 43
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
7. Procedimentos de Teste

7.6 TABELA DE MEDIÇÃO DOS COMPONENTES


Componente 220V / 60HZ Componente 220V / 60HZ
Placa de interface Tensão DCV: 5V Contactora (bobina) Aprox. 360 Ω
Tensão DCV Sinal do compressor placa interna/
Placa de potência 24 VCA
Tensão ACV externa
Primário: fios vermelho = 95 Ω Pressostato de baixa Continuidade (bip)
Transformador da placa interna Secundário 12 VCA: fios azul = 2,6 Ω Pressostato de alta Continuidade (bip)
Secundário 24 VCA: fios branco = 3,5 Ω
Tensão nominal nas 3 fases
Cabo elétrico Continuidade (bip) / tensão Compressor
Bobinas entre R.S.T: aprox 3,8 Ω
Sensor de temperatura ambiente Resistência do carter do
Aprox. 10 kΩ a 25oC Aprox. 1.310 Ω
da unidade interna compressor
Sensor de temperatura do tubo de Bobina solenóide da válvula de
Aprox. 10 kΩ a 25oC Aprox. 1.664 Ω
alta de unidade externa reversão
Sensor de temperatura do tubo de Sinal para a solenóide da válvula
Aprox. 760 kΩ a 25oC
baixa de unidade externa de reversão na placa externa/ 24 VCA
Sensor do evaporador (tubo) Aprox. 10 kΩ a 25oC interna
120 a 230 Ω
Motor de passo (aletas) F NOTA: Os valores apresentados na tabela acima podem ter uma
Tensão DCV: 5V
variação de ±10%.
Transformador da placa da unidade Primário: fios vermelho = 330 Ω
externa Secundário 12 VCA: fios azul = 2,6 Ω
Fio preto x fio roxo = aprox. 40 Ω
Fio preto x fio marrom = aprox. 40 Ω
Motoventilador da unidade externa
Fio preto x fio marrom = aprox. 32 Ω
Fio marrom x fio marrom = aprox. 70 Ω
Fio amarelo x fio azul = aprox. 14 Ω
Motoventilador da unidade interna Fio amarelo x fio branco = aprox. 26 Ω
Fio amarelo x fio vermelho = aprox. 91 Ω
Sinal do motoventilador externo 24 VCA
Rede elétrica Continuidade (bip)

44
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
7. Procedimentos de Teste

7.7 TABELA DE TEMPERATURA/RESISTÊNCIA DO SENSOR DE TEMPERATURA DO TUBO DE ALTA DA UNIDADE EXTERNA

45
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
7. Procedimentos de Teste

7.8 TABELA DE TEMPERATURA/RESISTÊNCIA DO SENSOR DE TEMPERATURA AMBIENTE DA UNIDADE INTERNA


Temp (oC) Resistência (kΩ) Temp (oC) Resistência (kΩ) Temp (oC) Resistência (kΩ) Temp (oC) Resistência (kΩ)
-30o 155,4 0o 30,88 30o 8,141 60o 2,666
-29o 146,4 1o 29,42 31o 7,819 61o 2,577
-28o 138,1 2o 28,03 32o 7,511 62o 2,491
-27o 130,2 3o 26,72 33o 7,217 63o 2,408
-26o 122,9 4o 25,48 34o 6,936 64o 2,329
-25o 116 5o 24,3 35o 6,668 65o 2,253
-24o 109,5 6o 23,18 36o 6,411 66o 2,179
-23o 103,5 7o 22,12 37o 6,166 67o 2,108
-22o 97,77 8o 21,12 38o 5,931 68o 2,04
-21o 92,44 9o 20,17 39o 5,707 69o 1,975
-20o 87,42 10o 19,26 40o 5,492 70o 1,912
-19o 82,71 11o 18,4 41o 5,287 71o 1,851
-18o 78,29 12o 17,59 42o 5,09 72o 1,793
-17o 74,12 13o 16,81 43o 4,902 73o 1,737
-16o 70,21 14o 16,08 44o 4,722 74o 1,682
-15o 66,52 15o 15,38 45o 4,549 75o 1,63
-14o 63,06 16o 14,71 46o 4,383 76o 1,58
-13o 59,79 17o 14,08 47o 4,225 77o 1,531
78o 1,484
-12o 56,71 18o 13,48 48o 4,073
79o 1,439
-11 53,81 19o 12,91 49o 3,927
80o 1,395
-10o 51,08 20o 12,36 50o 3,788
81o 1,353
-9o 48,5 21o 11,84 51o 3,654
82o 1,313
-8o 46,07 22o 11,35 52o 3,525
83o 1,274
-7o 43,77 23o 10,88 53o 3,402
84o 1,236
-6o 41,6 24o 10,43 54o 3,283
85o 1,2
-5o 39,55 25o 10 55o 3,17
86o 1,164
-4o 37,62 26o 9,592 56o 3,061
87o 1,13
-3o 35,79 27o 9,204 57o 2,956
88o 1,098
-2o 34,06 28o 8,833 58o 2,855
89o 1,066
-1o 32,43 29o 8,479 59o 2,759
46 90o 1,035

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
8. Limpeza e Manutenção

1o Puxe o filtro para fora da grelha de entrada de ar.


ATENÇÃO 2o Limpe o filtro de ar (pode ser utilizado um aspirador
É preciso desligar o Condicionador de Ar e desligar o fornecimento de energia elétrica de pó ou água para a limpeza do filtro). Se houver
antes de efetuar a limpeza. acúmulo de sujeira, use uma esponja macia e
detergente neutro para a limpeza. Deixe que o
filtro seque completamente e instale-o novamente.
8.1 UNIDADE INTERNA E CONTROLE REMOTO
Oriente o Consumidor a: 8.4 VERIFICAÇÕES A SEREM FEITAS ANTES DE REUTILIZAR O
• Usar um pano seco para limpar a unidade interna e o controle remoto. CONDICIONADOR DE AR
• Se a unidade interna estiver muito suja, utilizar um pano umedecido com • Verifique se a rede elétrica não está desconectada.
água para limpá-la. • Verifique se o filtro de ar está instalado.
• Não usar um pano molhado para limpar o controle remoto. • Verifique se as entradas e saídas de ar não estão obstruídas.
• Não utilizar escovas, lixas ou polidores para limpar a unidade, pois isso
poderá danificá-la. 8.5 FUNCIONAMENTO E DESEMPENHO DO CONDICIONADOR DE AR
• Não utilizar benzina, thiner, gasolina, querosene, solventes ou produtos 8.5.1 Proteção três minutos
abrasivos para efetuar a limpeza, pois podem causar rachaduras ou
deformar as superfícies plásticas. Seu Condicionador possui uma proteção que evita que o produto seja ligado
por aproximadamente 3 minutos quando ele é reiniciado imediatamente após
o funcionamento.
8.2 CONDICIONADOR DE AR DESLIGADO POR UM LONGO PERÍODO
Se o Consumidor irá deixar o Condicionador de Ar desligado por pelo menos 8.5.2 Falta de energia
um mês, oriente-o a seguir as instruções abaixo: Se ocorrer falta de energia elétrica durante o funcionamento, o produto
1o Deixar o modo ventilação ligado por aproximadamente meio dia para secar desligará completamente.
a parte interna da unidade. • A lâmpada indicadora de funcionamento localizada na unidade interna
2o Desligar o Condicionador de Ar e o fornecimento de energia elétrica deste. começará a piscarquando o fornecimento de energia voltar ao normal.
3o Retirar as baterias do controle remoto. • Para reiniciar o funcionamento, pressione o botão ON/OFF (liga/desliga)
no controle remoto.
8.3 FILTROS DE AR • Raios nas proximidades ou telefones sem fio podem causar mau
• O filtro de ar previne que a poeira ou outras partículas entrem no ambiente. funcionamento do Condicionador de Ar.
Quando o filtro fica sujo, reduz o desempenho do produto. Por isso, o filtro • Neste caso, desligue e religue o fornecimento de energia elétrica e
deve ser limpo uma vez a cada duas semanas durante longos períodos de pressione o botão ON/OFF (liga/desliga) no controle remoto para reiniciar
uso. A sujeira pode prejudicar o desempenho do produto. o funcionamento.
• Se o Condicionador de Ar está instalado em um local que contém muito pó,
limpe o filtro com mais frequência.
• Se a poeira acumulada não é possível de ser retirada, o filtro deve ser
substituído.

47
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
9. Vistas Explodidas

9.1 UNIDADE INTERNA CI48/CI60 ITEM DESCRIÇÃO QTDE


1 ARREMATE LATERAL ESQUERDO 1
2 CLIP FIXACAO 4
3 CONTROLE REMOTO 1
4 TUBO ISOLANTE 1
5 TUBO ISOLANTE 1
6 EVAPORADOR 1
7 CONECTOR EIXO GIRATORIO 1
8 FIXADOR ALETAS VERTICAIS 1
9 TAMPA SAIDA DE AR 1
10 MOTOR ALETAS 1
10 MOTOR ALETAS 1
11 ALETA VERTICAL 18
12 SUPORTE ALETA VERTICAL 1 1
12 SUPORTE ALETA VERTICAL 2 1
13 ALETA HORIZONTAL 1
14 SUPORTE CALHA 3
15 CALHA VAPORIZACAO 1
16 SENSOR TEMPERATURA TUBULACAO 1
17 ENGRENAGEM PEQUENA 1
18 TAMPA MOTOR 1
20 ENGRENAGEM GRANDE 1
21 ARREMATE LATERAL DIREITO 1
22 TERMISTOR TEMPERATURA 1
23 ROLAMENTO 2
24 TAMPA INFERIOR MOTOVENTILADOR 4
25 MOTOVENTILADOR 1
26 SUPORTE DIREITO 3
27 TAMPA SUPERIOR MOTOVENTILADOR 4
28 CLIP FIXACAO 1
29 PLACA UNIDADE INTERNA 1
30 CAIXA JUNCAO 1
31 REDE ELETRICA 1
32 TRANSFORMADOR 1
33 CLIP FIXACAO 8
34 FILTRO 3
35 GRADE FRONTAL 3
36 ARREMATE DISPLAY 1
37 DISPLAY 1
38 RECEPTOR CONTROLE REMOTO 1
IMPORTANTE 39 VENTOINHA 4
48 Para consultar os catálogos dos modelos CI36F e CE36FD, acesse o Sales Force.
40
41
PROLONGAMENTO EIXO MOTOVENT.
SUPORTE ESQUERDO
2
3

Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
9. Vistas Explodidas

9.2 UNIDADE EXTERNA CE48


ITEM DESCRIÇÃO QTDE
1 CONECTOR 1
2 CONTATOR AC 1
3 CONECTOR 1
4 TRANSFORMADOR 1
5 PLACA UNIDADE EXTERNA 1
6 CAPACITOR 1
7 REDE ELETRICA 1
8 CONDENSADOR COMPLETO 1
9 TUBO DISTRIBUICAO LIQUIDO 1
10 TUBO ENTRADA DE AR CPT 1
11 BUCHA MOTOR 1
12 MOTOVENTILADOR 1
13 HELICE 1
14 ANEL VEDACAO 1
15 INTERRUPTOR ALTA PRESSAO 1
16 TUBO DESCARGA 1
17 INTERRUPTOR BAIXA PRESSAO 1
18 TUBO ENTRADA DE AR 1
19 TUBO RESFRIAMENTO 1
20 TUBO SUCCAO 1
21 COMPRESSOR 1
22 ACUMULADOR DE LIQUIDO 1
23 VALVULA REGULADORA D19,05 1
24 TUBO CAPILAR 1
25 VALVULA REGULADORA 1

49
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
9. Vistas Explodidas

9.3 UNIDADE EXTERNA CE60


ITEM DESCRIÇÃO QTDE
01 VALVULA REGULADORA 1
02 RESISTENCIA 1
03 TUBO 1
04 TUBO 1
05 COMPRESSOR 1
06 VALVULA REGULADORA 4SAIDAS CPT 1
07 PRESILHA FIXACAO CONDENSADOR 1
08 SENSOR TEMPERATURA AMBIENTE 1
09 CONTATOR AC 1
10 PLACA UNIDADE EXTERNA 1
11 CONDENSADOR COMPLETO 1
12 MOTOVENTILADOR 1
13 HELICE 1
14 CAPACITOR 5UF 1
15 TRANSFORMADOR 1
16 CONECTOR 1
17 CONECTOR 1
18 SENSOR TEMPERATURA TUBO BOBINA 1
19 PRESILHA FIXACAO CONDENSADOR 1
20 TUBO 1
21 TUBO 1
22 TUBO 1
23 INTERRUPTOR BAIXA PRESSAO 1
24 SENSOR TEMPERATURA DESCARGA 1
25 INTERRUPTOR ALTA PRESSAO 1
26 ACUMULADOR LIQUIDO 1
27 TUBO 1
28 VALVULA REGULADORA 1
50
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
Revisões
Rev.02 - Inclusão de novos modelos nas tabelas de especificações das páginas 21 e 22.
Rev.03 - Inclusão das informações referentes ao gás R-410a e avaliação de desempenho.
Rev.04
- Alteração do texto referente ao vácuo do sistema (páginas 14 e 15).
- Alteração das cores dos fios na foto 2, item 7.4.1.
- Alteração das cores dos fios nas fotos 12, 16 e 26 (itens 7.4.11, 7.4.15 e 7.4.25).
Rev.05 - Inclusão da tabela de temperatura/resistência do sensor de temperatura ambiente da
unidade interna na página 46.
Rev.06 - Inclusão das informações referentes aos modelos CI36F/CE36F.
Rev.07 - Corrigido o título do item 7.4.17 na página 40 (de alta pressão para baixa pressão).

51
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.
Anotações

52
Este documento não pode ser reproduzido ou fornecido a terceiros sem a autorização da Electrolux do Brasil S.A.

Você também pode gostar