Você está na página 1de 9

Peça: Mereça ser feliz

Peça para ser apresentada no Enjesp - Encontro de juventudes


espíritas 2006

Objetivo:
A peça visa mostrar ao público os enganos do que vem a ser a felicidade,
mostrando que ela não está no poder, na beleza, na riqueza e sim como conquista
íntima, que só conseguiremos visualizar quando buscarmos a reforma íntima e
nosso autodescobrimento.

Autor: Cleiton de Freitas e espiritualidade presente

Bibliografia
Livro: Mereça ser Feliz – Ermance Dufoux
Textos de Shakespeare
Textos espíritas colhidos na internet
Filme: Alexandre o grade
Filme Nero

Atores:
Oficina de teatro do Centro Espírita Auta de Sousa (jovens da mocidade)
e participação de:
Paulo César – Villa Cristã e
Lucicleide Lima - Cesom

1
ATO PRIMEIRO

Jovem: (com o evangelho na mão) “A felicidade não é deste mundo. Poxa mas o que é
ser feliz? Onde se encontra a felicidade? Será que estas no fim do arco-íris, no pote de
ouro, nas montanhas longíquoas, onde está? oh felicidade! Alguém ai sabe onde ela se
encontra? Como ser feliz? (reflete) Mais um dia sem respostas e eu adormece triste
novamente.

Música: pífanos (Elaine e tatiane)


cenário vai se compondo no mundo espiritual, entre sons pessoas vão montando o
cenário, aparece espírito.

Espírito: como está?

Jovem: (com medo) quem é você? E como entrou no meu quarto? Ei cadê meu quarto?
O que fez? é uma bruxa?

Espírito: nossa! quantas perguntas...bem, mas vamos lá, sou sua amiga protetora, anjo
da guarda, ou como quiser chamar. Tu não estás no teu quarto, tu estas viajando pelo
pensamento, tu criaste este local pelas tuas formas pensamento, a força do teu
pensamento criou isto tudo. E eu não sou bruxa alguma..(ri)

Jovem: bem, eu criei, nossa como isto aqui é fabuloso, posso criar o que eu quiser com
meu pensamento, poxa queria um sorvete agora bem grande (estica a mão e fecha os
olhos)..... uai não aparece.

Espírito: bem, não é tão fácil assim, antes do “pedi e obtereis”, é preciso antes buscar o
reino dos céus, bem, mas esqueçamos o sorvete, vim te ajudar na tua busca.

Jovem: quem bom, sabe me sinto muito triste às vezes, queria ser feliz, mas não sei
como encontrar a felicidade.

Espírito: e porque não é feliz?

Jovem: Acho que com esta pobreza que vivo não posso ser feliz.

Espírito: e acreditas ser a riqueza a felicidade?

Jovem: claro, to vendendo o almoço para comprar a janta. Sabe, quando eu era pequeno
ouvia minha mãe contar que tinha um rei que tudo que tocava virava ouro, como ele devia
ser feliz, tinha tudo o que queria.

Espírito: ah! o rei Midas, pobre rei, vamos ver se realmente ele foi feliz?

Jovem: mas como é possível?

Espírito: Estamos no plano espiritual e aqui muitas coisas são possíveis. Projetaremos
agora em uma tela imagens para que tu possas tirar lições delas. Igual um cinema.

Jovem: nossa que legal e o melhor, cinema de graça né.

2
Espírito: heeheh, sim, bem vamos lá.

ATO SEGUNDO

Cena do Rei Midas: atores: rei, espírito maligno, filha, empregada.


Música CD musica 3

Rei: (contando dinheiro): 789 milhões e 91, 789 milhões e 92, é sou um rei bem rico, com
esta riqueza posso comprar uns 30 castelos, mas não estou satisfeito, quero mais.

Filha (só voz): Papai, vamos brincar amanhã.

Rei: Amanhã não dá, pois terei que contar novamente minha fortuna, outro dia filha.

filha (só voz): Papai venha dormir, tá tarde, me conta uma historinha.

Rei: papai só tem tempo para contar dinheiro filha....depois, depois...Não tenho tempo
para dormir, tenho de multiplicar nossas riquezas......Ah se eu pudesse ter mais ouro, faria
qualquer coisa para isso. 789 milhões e 91, 789 milhões e 92, (adormece contando)

Música CD musica 4

Espírito maligno: vossa excelência tem muito ouro.

Rei: mas é pouco comparado a todo o ouro que existe no mundo

Espírito maligno: achas o teu pouco?

Rei: ora, passo longas noites pensando em multiplicar minhas riquezas, gostaria que tudo
que eu tocasse virasse ouro.

Espírito maligno: pois teu desejo está realizado amanhã quando acordar tudo que tocar
virará ouro.

Rei adormece.

Rei acorda: Devo ter sonhado que absurdo. Empregada traga o café.

Entra empregada: está aqui vossa majestade, o livro que gosta de ler todas as manhãs.

Rei: ( toca o livro e solta um grito) Ohhhhhhh!! é verdade, é verdade! virou ouro. ....Mas
não posso mais ler, bem é bem melhor Ter um livro de ouro. (rei toca uma fruta), a maça
virou ouro, não posso comer, mas é bem melhor Ter uma fruta de ouro.

Filha: (A filha entra no aposento chorando) papai veja o que aconteceu com minha rosa
está dura e pálida.

Rei: mas é uma rosa de ouro filha...vc não acha esplêndido.

3
Filha: (soluçando) não, ela não tem mais perfume, nem vai crescer mais, gosto de rosas
vivas. (e corre para abraçar rei e vira ouro. empregada dá um grito de horror e sai
correndo)

Rei: filha, oh! meu deus o que fiz? Rei fica chorando, eu não quero mais isto, gostaria de
Ter tudo de volta, o sorriso de minha filha, as flores vivas, meu deus não, eu faço, tudo
que puder, dou toda minha riqueza....
************** (fim de cena)

Jovem: nossa e o que aconteceu ao Rei Midas?

Espírito: bem, ele acordou de seu sonho e aprendeu a lição que vale mais o sorriso de
alguém, o brilho do sol, do que o brilho do ouro, de que vale Ter todo o ouro do mundo se
não tivermos pessoas a quem amar e a quem nos amam?

Jovem: é verdade a felicidade não está em ter toda a riqueza na vida, mas perai, se a
felicidade não é ter dinheiro, a felicidade então é Ter poder, claro os poderosos são felizes
tem todos os homens aos seus pés. lembra-se de Alexandre o grande, ele não era o
cara? Todo poderoso é feliz.

Espírito: Poderoso era. Feliz acredito que não. Alexandre era fascinado por tudo
conquistar, após ter conquistado o mundo, ele não via barreiras a nada, porém seus
servos fieis lhe diziam que no mundo tinha um homem mais feliz que ele, o pensador
Diógenes que vivia em uma casinha muito pobre, Alexandre foi o visitar, vamos ver a
cena.

Cena de alexandre o grande entrando na casa de Diógenes, pensador cego com


espada em punho.

Música CD musica 5

Alexandre: Eu sou Alexandre, o mundo treme quando houve o meu nome; as cidades
começam a ruir antes da minha chegada.
Diógenes: Senhor Alexandre, vamos entrar, por favor, minha casa é muito simples, se
tremer pode ruir. Mas o que devo a honra a minha casa?
Alexandre vim aqui pois me disseram que é um homem feliz mesmo não tendo poder,
como isso é possível? E morando numa instalação tão pobre.
Diógenes Ah! Senhor Alexandre, eu tenho o sol que me banha todas as manhãs, eu
tenho os cantar dos pássaros que louvam a Deus a chegada de um novo dia, tudo na
natureza é um hino de louvor, por que não seria feliz eu tenho o mundo.
Alexandre Tu não tem tesouro algum, como pode ser assim tão alegre?
Diógenes tenho um tesouro maior que o ouro, este a traça não roi, a ferrugem não corroi,
é o tesouro do amor.
Alexandre Não entendo. Você não tem exércitos aos seus pés, cidades?
Diógenes nem tudo se conquista pela força, o poder não leva a felicidade, a felicidade é
uma conquista não de paises, cidades, mas uma conquista de valores morais, valores
éticos, valores educacionais, respeito pela vida, valores de natureza espiritual.
Alexandre (guarda sua espada) Não compreendo, tuas palavras me fazem pensar muito.

4
Diógenes pega chá e serve Alexandre.

Diógenes Pensar é o que devemos fazer sempre, se pensássemos antes de agir tantas
coisas seriam mais simples. Senhor Alexandre, me diga uma coisa quais os planos para o
futuro.
Alexandre: quero conquistar a Grécia.
Diógenes:- E depois disso?"
Alexandre: irei conquistar a Ásia Menor.
Diógenes:- "-E depois disso?"
Alexandre : pretendo conquistar o mundo.
Diógenes:- "- E depois disso?"
Alexandre Pretendo descansar e me divertir.
Diógenes: "- Então, porque não se poupa esse trabalho todo e não começa a descansar
e a se divertir desde agora?"
Alexandre. (baixa a cabeça) Não sei!
Diógenes: "- Sr. Alexandre, conquistar o céu, o reino de Deus, é a meta de todos nós,
antes de ter exércitos aos seus pés deveria ter amor, paz interior.
Alexandre. Mas e a guerra?
Diógenes: "- A maior guerra que se deve travar é a guerra interior em superação de
nosso egoísmo e orgulho.

(Alexandre abaixa cada vez mais a cabeça e fica refletindo, luzes se apagam)

************** (fim de cena)

Espírito: O pensamento de Diógenes, fascinando o conquistador do mundo, fez com que


ele começasse as suas primeiras experiências educacionais, porque ele havia dominado
o mundo pelas armas, mas, deseducado, ele esqueceu-se de disciplinar-se. O poder lhe
subiu a cabeça e ele não conseguiu dominá-lo. O poder pode ser uma arma se não é bem
usado.

Jovem: cara tá difícil, se não é o poder e a riqueza que nos dão felicidade, então é a
beleza. Claro, lembro-me de minha mãe contando as histórias de ciganos como eram
belas as ciganas e felizes.
Espírito: Sem querer cortá-lo mas a beleza é uma prova que muitos não suportam, a
beleza pode ser um auxílio para cativar corações, mas mexe com a sensualidade e a
fraqueza humana, levando a desequilíbrios. já que você citou os ciganos, em Madrid,
Séc XVI, num acampamento cigano nasceu uma mulher muito bela, Lianka. Lianka
reencarnou com a função de trazer paz ao acampamento e unir os ciganos, casando-se e
sendo uma mãe feliz. Porém deixou-se envolver por sua beleza e mesmo casada teve
muitos relacionamentos, vejamos o que podemos aprender com sua história.

Cena: acampamento cigano

RANDU – Celebremos! Hoje é noite para esquecermos dos nossos problemas! Pois vai
se apresentar agora Lianka a mais bela das ciganas.

Música CD musica 6

entra lianka dançando, LIANKA se insinua para JAIME e para ao público.


Baixa musica e no canto falam. Randu e Rocco

5
RANDÚ: ROCCO, não percebes a insinuação de Lianka para aquele gadjo?
ROCCO: O que há homem? Não vê que hoje é dia de festa?
RANDÚ: Sabe que sou teu amigo do peito...Por isso devo avisá-lo. Deve manter os olhos
em LYANKA. Você a conhece muito bem e sabe que deve mantê-la sob arreios
apertados, ela é linda demais.
ROCCO: O que está querendo insinuar RANDÚ?
RANDÚ: É aquele “gadjo”...Veja como olha para sua mulher., e todos os outros homens
que a assistem, ela se insinua a todos.
(ROCCO arrancará LYANKA da roda pelo braço.)
ROCCO – (gritando) Lianka. Já está tarde. Vá deitar. (ríspido)
LYANKA – Deitar-me? Por quê? A noite...
ROCCO – Obedeça-me.
LYANKA – E se eu não quiser deitar-me? Vai fazer o quê? (desafiadora)
ROCCO – não me provoque, sabe da minha ira.
Lianka sai olhando feio para Rocco
ROCCO – Randu. Amanhã, eu e você seguiremos Lianka.
Entra em cena Lianka lendo mãos, Rocco e randu estão a espreita
LYANKA – Dona, deseja que eu leia o destino na palma de sua mão?(deve olhar várias
vezes para os lados.) Aceite uma flor e deixe que eu lhe revele o futuro...(pode dirigir-se
ao público.)
RANDÚ – Não a acha suspeita Rocco? Por que ela olha tantas vezes para os lados?
(sussurrando)
ROCCO – Cale-se. Ou quer que ela nos descubra? (ameaçador)
De repente, surge em cena JAIME, um homem galante.Ele vai até LYANKA.
JAIME – Pois aceito a flor de bom grado...
LYANKA – Pois não senhor...Dê-me sua mão. Vejo aqui, que é um homem muito
atraente.
JAIME – você é a mulher mais bela que já vi....
Olham-se e Abraçam-se
RANDÚ – Eu não disse! Ela o está traindo!!
ROCCO – Maldita...Vamos Randú, já vi demais...
Entram em cena, Randu segura jaime
ROCCO – A alegria não vai durar muito...Ninguém toma o que pertence a Rocco. (aos
berros) “Gadjo” imprestável....Acha que pode sair assim? MULHER FALSA,
TRAIÇOEIRA, Pensa que pode atraiçoar Rocco? . Vais morrer pelo fio da minha adaga.
(cada um vai acertar o outro e todos morreram. apagam-se luzes)
(acende luz)
Lianka com aparência de velha, feia, dá um grito de terror.

LYANKA – O que aconteceu ao meu rosto, não sou mais bela, nãooooooooooooooooo

Jovem: Nossa Lianka ficou toda desfigura depois de morrer, onde está aquela mulher
bela.
Espírito – nosso perispírito revela quem somos, Lianka tinha um corpo físico belo, mas a
beleza dos sentimentos ela não soube aproveitar. A beleza meu caro amigo é uma prova
que muitos não conseguem vencer e se entregam a sensualidade, acreditando, a nunca
perder. Agora desencarnada, ela e todos que estavam envolvidos com ela terão a chance
em um próximo reencarne de juntos quitarem seus débitos.

Jovem: poxa ta difícil, se não é a beleza, a riqueza e nem o poder maneiras de ser feliz,
só pode ser o saber, claro, o conhecimento, a inteligência leva a felicidade.

6
Espírito: Não é bem assim, toda inteligência se não é bem usada pode levar a tremendos
enganos, lembra-se de Nero, imperador de Roma?

Jovem: Lembro, até fogo em Roma ele colocou, mas era muito inteligente.

Espírito: Pois é, tinha uma inteligência muito grande, porém os desvarios o levaram a
loucura. Usou sua inteligência contra todos que se opunham em seu caminho, poderia ter
feito muito por seu povo, mas usou mau sua inteligência, ficando louco e perdido.

Jovem: Poxa queria ver a trajetória de Nero, me mostra.

Espírito: Claro, vejamos:


Cena: Nero em roma
Música CD musica 7

Nero: (entra com tocha na mão) Fogo, fogo, roma precisa queimar, arder em chamas..para depois
resurgir , palácios feitos para os deuses, o domos aurea no coração de tudo, vinhedos, passaros,
florestas, criaturas selvagens correndo livremente, muros revestidos de ouro e pedras preciosas,
telhados harmoniosos com corpos celestiais. roma será perfeita. e eu o grande imperador Nero, ser
aclamado por todos, claro eu sou o pai de Roma.
Culpados? ?
Precisamos de culpados para o incêndio. Mas é claro os cristãos..hhahahahh
Claro, no seu símbolo maior, Paulo de tarso, aquele traidor de Roma. Mentiroso, mas todos os
mentirosos falam para valer, o que dizem ate falarem. (hahahaha)
Serão perseguidos todos os seguidores de Jesus de Nazaré.
Como tenho ódio desses traidores de Roma, e o odio ascende a alma do homem e o seu gosto é maior
doce que o mel...raiva de Aquiles, o ódio é como o vinho cuspido em rochas quentes.
- vcs não ouvem a gargalhada dos deuses?
Eu mando em roma e no resto do mundo, meu império é vasto, Os ignorantes precisam de um governante
inteligente, os deuses não permitem que a ignorância seja comedida.
Agripina minha mãe está a me trair
Otávia minha irmã a me caluniar
Sêneca meu tutor e Britânico meu irmão querem meu lugar no trono, estão a me lançar faca as costas
Brtiânico meu irmão a se colocar no meu caminho
Acho que vou dar uma assistência aos deuses para levem estes traidores para o limbo, que todos morram, morram
todos, traidores., vou mandar matar a todos, mandar cortar-lhes a língua assim como as cabeças.
Desafiam minha inteligência, sou um estrategista, um cérebre pensador, ninguem se colocará em meu
caminho, pois terei de dar fim a todos, eu sou o imperador,
Não preciso da cooperação do senado, aqueles velhos tolos e febris.
meu poder é incontestado, sou o mestre de mim mesmo e assim é o mestre de todo o império, meu tribunal
imperial é meu poder consular

Nero: (morte) conspiração contra mim, mas não deixarei me matarem antes disso dou cabo a mim.
A morte é um esquecimento, um homem sábio não foge do destino e nem teme a morte, é o destino que
vem ao seu encontro.

Nero (grito): onde estão os Deus, onde??? Você? Vc não, vc não, Paulo de tarso, vc não
existe mais.
paulo de tarso: Nero, irmão, nos perdemos muitas vezes nas trevas. Estamos livres para andar pela luz, o
desespero é o pecado do orgulho, Deus nos põe a prova, as vezes vamos para vale de trevas profundas, só
o atravessamos pela fé e não pela opinião. Você terá a chance de construir outros impérios Nero, mas
serão os impérios do amor, da verdade, da Justiça, venha, Jesus te espera.
Nero: (choro convulsivo)

7
Espírito: Infelizmente a inteligência quando não está aliada a moral leva a arrogância e
ao orgulhoso, Nero suicidou-se, fracassando em sua tarefa, e com a providencia divina
teve muitas outras chances de voltar e resgatar seus débitos. Diferente de Paulo de
Tarso, que cumpriu com grande amor sua tarefa e mesmo tendo sido levado a morte por
ordem de Nero, vem muitos séculos depois no evangelho segundo o espiritismo mostrar
que é o perdão um caminho para a felicidade.

************** (fim de cena)

ATO FINAL
Espírito: Como se sente?

Jovem: perplexo.

Jovem: a felicidade não vem de onde eu acreditava estar.

Espírito: "A felicidade é como a pérola que se forma dentro da ostra: nasce dos embates
de cada dia no esforço da transformação no reino do sentimento" somos ostras da Terra
e pérolas de Sua Criação.

Jovem: então a felicidade não é deste mundo?

Espírito: do mundo do egoísmo, do reino dos sentimentos atrasados não, é algo


intimamente ligado a ti mesmo, não está no exterior.

Jovem: então este mundo está dentro de mim?

Espírito: aprendeu bem, a felicidade faz parte do mundo interior, é algo intimamente
ligado a ti mesmo, porém precisa de um passo teu.

Jovem: qual?

Espírito: merecer.

Jovem: ser feliz?

Espírito: merecer ser feliz, é o fim da busca que tu procuras no momento em que te
decides, este momento passamos todos nós, nas escolhas que fazemos, quando o
Mestre Divino a mais de 2000 anos lembrou, que amando-nos uns aos outros
encontrariamos os reino dos céus e Kardec vem relembrar. Gostaria que entendesse
pelas simples palavras de um palhaço como se aprende a ser feliz.

Música CD musica 8

Palhaço: "Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a
mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que
companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são
contratos e presentes não são promessas.
"Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante; com a graça de
um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas

8
estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro
tem o costume de cair em meio ao vão.
"Depois de algum tempo você aprende que o sol queima, se ficar exposto por muito
tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe: algumas pessoas
simplesmente não se importam.
"E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, pois ela vai ferí-lo de vez em
quando, e você precisará perdoá-la por isso.
"Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
"Descobre que leva-se anos para se construir confiança e apenas alguns segundos para
destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo
resto da vida.
"Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o
que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons
amigos são a família que nos permitiram escolher.
"Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos
mudam.
"Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida às vezes partem
muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras
amorosas - pode ser a última vez que as vejamos.
"Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos
responsáveis por nós mesmos.
"Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que se
pode ser.
"Aprende que, ou você controla os seus atos, ou eles o controlarão, e que ser flexível não
significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja
uma situação - sempre existem dois lados.
"Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as
conseqüências.
"Aprende que paciência requer muita prática.
"Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiências que teve e o que
você aprendeu com elas, do que quantos aniversários você celebrou.
"Aprende que há mais de seus pais em você do que você supunha.
"Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens; poucas
coisas são tão humilhantes, e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
"Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que o ame, não
significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos
amam, mas que simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
"Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém - algumas vezes você
tem que aprender a perdoar a si mesmo.
"Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e
decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que
realmente pode suportar, que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de
pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor
diante da vida."
Um dia a gente aprende que felicidade não vem pronta, mas que temos de merecer ser
felizes!!!

fim