Você está na página 1de 5

O CRISTÃO E OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO IV (com Plano de Aula)

-- ATENÇÃO -- Confira o Plano de Aula (CLIQUE AQUI!)   Plano de Aula em formato PDF

TEXTO ÁUREO: “Não porei coisa má diante dos meus olhos; aborreço as ações daqueles que se
desviam; nada se me pegará” Sl. 101:3.

1- INTRODUÇÃO

Sabemos que a comunicação é fundamental para o entendimento e o contato entre os homens. Existem
diversos meios para se comunicar algo. A comunicação em si mesma não faz mal algum, mas é preciso
analisar o conteúdo que ela transmite e reter somente o que for bom, I Ts. 5:21. Nesta lição iremos
estudar sobre os meios de comunicação e a mensagem que eles podem transmitir a todos, e veremos o
que a comunicação pode causar na vida daquele que dasavisadamente absorve tudo que lhe chega aos
ouvidos e aos olhos.

I – O VALOR DA MULTIMÍDIA.

1. A pregação do evangelho.

De acordo com o Dicionário Brasileiro, a palavra comunicação significa o efeito ou o meio de se


comunicar; participação; convivência. Existem diversas maneiras de nos comunicarmos com os outros,
e podem ser feitos através dos sinais, sons, linguagem e imagens.

Vemos na Bíblia que tanto o apóstolo Paulo quanto outros homens influentes, utilizaram diversos meios
de comunicação para transmitir a palavra de Deus. Paulo chega a dizer que utilizou todos os meios para
pregar o evangelho. Podemos entender que o termo “todos os meios” pode ser entendido que ele
utilizou, cartas, mensageiros, pregou em sinagogas, praças, nas ruas, em auditórios, no caminho, em
fim, utilizou diversas formas e lugares para se comunicar com o povo e transmitir a mensagem de Deus
aos homens.

1.1. Vejamos rapidamente alguns tipos e meios de comunicação:

1.1.1. Televisão.

A televisão é um dos meios de comunicação mais utilizados no mundo inteiro. Muitos acreditam que por
mais que se tenha algum benefício, no geral os malefícios chegam a ser maiores. No segundo tópico
iremos falar dos males que podem ser transmitidos. Infelizmente não são todas as igrejas que possuem
um programa ou até mesmo uma emissora de tv. O ideal seria que o povo de Deus tivesse uma
emissora, e que transmitissem programas dos mais variados para a glorificação do nome do Senhor e
que promovesse o crescimento espiritual e intelectual do seu povo. Infelizmente não é este o principal
interesse dos líderes religiosos, assim como foi o de Paulo, com isto podemos ver a falta de união dos
inúmeros pastores existentes no Brasil. 

1.1.2. Rádio.

Este é também um outro ponto de comunicação muito importante no país. Felizmente nós temos
diversas emissoras cristãs que transmitem a mensagem de Deus para todos os ouvintes nos diversos
pontos do Brasil. Que prestigiemos e participemos de forma ativa na divulgação do evangelho através
deste meio de comunicação, bem como contribuir para a sua expansão o mais rápido possível. Estamos
em uma guerra espiritual, e se não fizermos nada para propagar a mensagem de Cristo, o inimigo vai
fazer de tudo para calar a voz do povo de Deus, mas ele já está derrotado, pois o Senhor Jesus já o
venceu na cruz do calvário, aleluia.

1.1.3. Internet.

Este também é um dos meios mais utilizados no mundo atualmente, e que tem uma forte influência no
comportamento humano. Através deste meio, podemos também de forma eficaz, promover a
divulgação do evangelho da paz e salvar vidas das garras do inimigo. Atualmente, sabemos que para se
incluir uma página na internet não fica muito caro, e principalmente pelo fato de termos inúmeras
pessoas dentro da igreja que sabem como fazê-lo. Evidente que, a disponibilidade e o interesse para
por em prática este projeto nem sempre é visto com bons olhos, sempre tendo alguns desinformados
que puxam para trás. 

1.1.4. Literatura.

Esta é uma outra forma de se comunicar através da escrita e principalmente através das imagens. Este
como todos os outros é um excelente meio de se transmitir a palavra de Deus, tendo em vista que
atualmente o mundo da informação e da leitura está sendo incentivado grandemente. Sabe-se que pelo
uso de imagens muitas editoras e revistas conseguem prender muita gente, que ficam horas lendo
diversos tipos de informações, mas que nem sempre são para a glória de Deus. Devemos investir nesta
área tanto quanto nas outras para promovermos a divulgação da palavra de Deus e principalmente para
a educação de nossos filhos que crescem tendo curiosidade em saber de tudo o que se passa. Os livros
ilustrativos são uma forma eficaz de se ensinar às crianças que ficam encantadas com tanta imagem e
colorido diante dos seus olhos e como resultado passam horas vendo as imagens, sendo um grande
estímulo à educação.

1.2. O pode que está por trás da comunicação.


O mundo está seguindo à sua própria sabedoria e vivendo à luz de sua própria razão conforme nos
alerta o apóstolo Paulo em I Co. 1.19-21. O mundanismo é a entronização de outra coisa no lugar de
Deus, sendo de total interesse aos prazeres humanos e ao mesmo tempo de todos que se distanciam
de Deus. Nem sempre todos os prazeres existentes no mundo são errados, porém muitos podem se
tornar errados quando se lhes dá uma atenção todo absorvente e transgride algum mandamento dado
pelo Senhor. Há um espírito próprio e individualista que domina o mundo, e este espírito tem que ser
expulso pelo poder do nome de Jesus. Devemos estar ligados ao sistema estabelecido por Cristo e não
nos tornamos amigos ou amantes do sistema que o mundo adotou, Tg. 4:4.

1.3. O sistema próprio do mundo de encarar os fatos da vida.

Observando o curso que o mundo segue, verificamos que ele sempre esteve contrário ao estabelecido
por Deus, Paulo diz que “noutro tempo, andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe
das potestades do ar, do espírito que, agora, opera nos filhos da desobediência”, Ef. 2.2. Sabemos que
“O mundo jaz no maligno”, I Jo. 5:19, e a todo instante se corrompe e sabemos que os Cristãos só
pode vencê-lo pela renúncia às suas práticas e pela fuga daquilo que possa embaraçá-lo, Hb. 12:1.
“Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e
Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior
do que o primeiro” II Pe. 2.20. Devemos nos preparar e firmarmos na rocha que é Cristo para não
voltarmos para trás. Devemos saber que, o sistema mundial está caído e ele é regido pelo príncipe das
trevas: “...o príncipe deste mundo está julgado”, Jo. 16.11, portanto, não devemos esperar que deste
mundo saia alguma coisa boa para a nossa vida cristã. 

1.4. Verificar o que vemos.

Devemos ficar atentos a toda investida do inimigo contra as nossas vidas. Mesmo os programas
simples, podem estar transmitindo mensagens com o objetivo de preencher o nosso tempo, fazendo
com que não nos dediquemos nenhum tempo para Deus; devemos dar o dízimo do nosso tempo
também a Deus. Nada pode tirar a primazia do Senhor em nossas vidas.

II. O MAU USO DA MÍDIA SECULAR.

Falamos no tópico anterior sobre alguns dos benefícios que os meios de comunicação podem causar.
Iremos abordar neste tópico, sobre os malefícios e as conseqüências no uso incorreto dos meios de
comunicação, sendo assim uma forma que desagrada ao Senhor. 

1. Televisão.

Considerada como “O mal do século”. Não em si mesma. Mas devido à sua programação perniciosa. O
IBGE em 1993 demonstrou que em 28 milhões de residências, cerca de (75,7%), a TV estava presente,
superando até mesmo a geladeira encontrada em apenas 26,5% milhões de moradias.

A televisão visa ridicularizar o ser humano (criado à imagem de Deus). A apelação erótica entra nas
residências sem nenhum controle, com cenas que induzem as pessoas a se excitarem e podem fazer
com que criem imagens e pensamentos pecaminosos na mente. 

A Televisão apresenta:

- A gravidez na adolescência, como uma coisa natural e normal, o que fere os preceitos bíblicos de
santidade e castidade, tamponando a verdadeira conseqüência de mães muito jovens.
- Ela participa na erotização e da transformação sexual muito exacerbada da infância e da adolescência,
o que gera inúmeros conflitos psíquicos e espirituais. 
- Ela passa mensagens subliminares, que induzem os telespectadores a comprar, usar, praticar, etc.
- Ela passa um modelo homossexual que é largamente difundido nos meios de comunicação. Mostra um
lado muito aceitável de um pecado condenado na Bíblia, I Cor. 6:9 e de não entrada no reino dos
céus. 
- A TV mostra ídolos no esporte, na música, nas telenovelas, animadores de auditórios, apresentadores,
com tendências homossexuais. Pessoas sem escrúpulos que fazem desta prática uma opção e não como
uma alteração à maneira natural do ser, Rm. 1:27. Vemos que os nossos jovens e nossos adolescentes
são alvos fáceis, pois identificam nos ídolos, modelos para as suas vidas.

Em muitos lugares este quadro chega a ser absurdo, onde a televisão é hoje uma das grandes
concorrentes para a Igreja, o que explica, em parte, a ausência dos crentes na Escola Dominical, nos
cultos de doutrina, etc. 

- A família e a TV: Muitas vezes, não concordamos com a programação oferecida pela televisão. Mas,
ao mesmo tempo a maioria da população não apoia a indicação de censura pelo governo, e, os dados
das pesquisas apontam sempre os programas de péssima qualidade como os campeões de audiência.
Estranho, não? Essas informações parecem ser contraditórias porque, as pessoas não estão sabendo
usufruir, do meio de comunicação que têm dentro de casa. Deixam-se influenciar pelas estatísticas. Vão
no fluxo, seguem a maioria. Infelizmente. É uma questão de qualidade pessoal. Se não agrada, a
solução está a um botão de distância. E se mesmo assim não encontrar um programa melhor, desligue
e crie uma atividade mais interessante para seus filhos. A má influência da televisão sobre os hábitos
da família, só acontece, porque permitimos. É preciso aproveitar os vários temas, notícias e
acontecimentos que nos chegam através da TV e usá-los para o crescimento pessoal, e não para a
degradação do "nosso lar"! Efetivamente, cabe a cada um de nós controlarmos o que vemos e o que
devemos ver. Analisar criticamente o que estamos assistindo para podermos optar. Afinal, muita coisa
aproveitável, "passa na televisão". A culpa não é da mídia e nem de ninguém. Cada um de nós tem
liberdade de optar. Se procuramos qualidade naquilo que consumimos, nós devemos ser nosso maior
controlador sobre ela. Devemos proporcionar aos nossos filhos, espaço de convivência dentro de casa,
onde possam observar o pai , a mãe, os avós, fazendo outra coisa, a não ser assistindo passivamente a
televisão, ensiná-los a entender o que estão assistindo e criticar, sem "engolir a seco" o que vêem ou
ouvem. Isso não depende de portaria do governo. Se sabemos ou pensamos que determinado
programa não convém, não devemos proibir as crianças de assistir, mas, discutir o porque e a pouca
aprendizagem que oferecem. Devemos dar a eles oportunidades de descobrirem coisas novas e assim
terem mais condições de escolher o que acham mais adequado. É muito cômodo, ligar a TV e "livrar-se"
da responsabilidade de ajudá-los a desenvolver as relações. Pense nisso...”
(Fonte:http://www.filhosonline.com.br/comportamento19.asp).

Veja no link abaixo dois artigos sobre “A desconstrução do ser pela televisão: Reflexões Sobre A
Televisão Brasileira” uma abordagem psicológica do assunto:
http://www.adparqueibituruna.hpg.ig.com.br/desconstrucao.htm

2. Internet.

Basta visitar os grandes provedores de internet e realizar uma busca que estaremos diante de inúmeros
links das mais variadas aberrações voltadas para o homossexualismo, sexo em todas as suas formas
bizarras e sem censura, satanismo, etc. Porque não dizer, da nova moda que está sendo vinculado na
Internet que são chamadas de “namoros virtuais”. Uma prática que está sendo difundida não com uma
forma agradável (onde namorados, casais, possam conversar quando estiverem em cidades diferentes),
mas plenamente para proveito financeiro. 

Pela sua alta freqüência e utilização diversas empresas no ramo da propagação do homossexualismo e
do sexo ilícito, investem pesado e segundo uma pesquisa realizada recentemente estas empresas
ganham bilhões todo ano. Devemos evitar que nossos jovens e adolescentes enveredem por este
caminho, mostrando-lhes a verdade na Palavra de Deus e educando-os quanto ao uso deste recurso
tecnológico. 

A proibição muitas vezes, é uma técnica falha e que gera conseqüências muito mais graves do que
imaginemos. As pessoas precisam tomar consciência dos objetivos que devem seguir e estarem
“transformados pela renovação do nosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa,
agradável e perfeita vontade de Deus”, Rm. 12:2.

- Meio bilhão em três anos: Fala-se muito no crescimento da Internet, no potencial de vendas da Rede
e na revolução de comportamento que a comunicação on-line vem provocando em todo o mundo. Mas o
que há de verdade e de mito nessas previsões? Qual é, afinal, o tamanho da Internet? As previsões são
de que, em três anos, haverá no mínimo meio bilhão de internautas no planeta: 602,4 milhões,
segundo o IDC, e 544 milhões em 2002 - passando para 840 milhões em 2005 -, segundo o
eTForecasts. O salto de 296 milhões de usuários em três anos é atribuído à adoção de novas
dispositivos de acesso independentes do PC - como aparelhos de conexão pela tevê, celulares e outros
sistemas. Navegando por institutos de pesquisa, as respostas dependem de cada metodologia adotada
e do impacto provocado pelas novas tecnologias - que, com freqüência, põem por água abaixo até as
previsões mais sólidas sobre o crescimento da Rede. No mundo, as estimativas de número de usuários
da Internet no ano 2000 vão de 304 milhões - pela pesquisa do Nua Surveys - a 327,5 milhões (IDC) e
374,9 milhões (Computer Industry Almanac, em associação com o eTForecasts). Segundo o
eTForecasts, os aparelhos simples de acesso à Web serão usados por 71% da população mundial em
2005, especialmente em países pobres, onde a população tem dificuldade para adquirir computadores e
linhas telefônicas para se conectar. O corte de um outro custo associado à Internet - de mensalidades
de provedores de acesso - já provoca a expansão do mercado brasileiro, segundo pesquisa o instituto
Ibope. A pesquisa Internet POP, realizada no fim de abril de 2000, é o primeiro estudo feito depois do
surgimento de provedores gratuitos como iG, BRfree, Terra Livre e BOL. Ela aponta que 1,2 milhão de
novas pessoas se conectaram à Rede em apenas dois meses.
(Fonte:http://www.an.com.br/2000/jun/24/0inf.htm).

- Mulheres serão maioria na Web em dois anos, e cerca de 45% dos internautas já são do
sexo feminino: Ela tem idade entre 25 e 34 anos e se conecta à Internet com freqüência - mais de
duas vezes por dia -, principalmente para consultar e-mails ou pesquisar assuntos pessoais. Seu local
de navegação predileto é a residência. Sábado e sexta-feira são seus dias favoritos para navegação.
Traçar um perfil do internauta-padrão não é tarefa fácil, mas já existem pesquisas disponíveis na Rede
com informações que permitem conhecer melhor essa população on-line - e preparar planos de
negócios para cativar o consumidor. O primeiro critério para a divisão dos usuários é sexo. As pesquisas
mostram que as mulheres já são 45% dos internautas (43,8%, segundo o site PC Data Online), mas
estudos indicam que deverão superar os homens em dois anos. O instituto PeopleSupport - que já
calcula em 50% o número de mulheres plugadas nos EUA - diz que duas em cada três compras feitas
na Web têm o clique delas. No varejo tradicional, as mulheres respondem por 80% das compras
domésticas no mercado norte-americano. Esses gastos, muito maiores que os do público masculino,
explicam em parte por que em todo o mundo as empresas de Internet vêm lançando sites para
mulheres. No Brasil, o exemplar mais recente do gênero é o Obsidiana - um portal com moda,
informações sobre dietas, estética, sexo, relacionamentos e outros temas femininos. Uma pesquisa da
Ernst & Young e do instituto IDC mostra que, embora homens e mulheres prefiram os sites Amazon,
Barnesandnoble e CDNow para fazer compras, os itens adquiridos por cada um variam. As compras
favoritas dos homens são computadores (76%), CDs (60%), livros (59%) e eletrônicos pequenos em
geral (44%), enquanto as mulheres preferem livros (64%), CDs (60%), computadores (57%),
cosméticos e produtos de beleza (42%) e brinquedos para seus filhos (41%).
(http://www.an.com.br/2000/jun/24/0inf.htm). 

Precisamos fazer algo rápido com o objetivo de educar e ensinar a todos não somente aos jovens a
maneira correta de se utilizar os meios de comunicação de uma forma que agrada a Deus. O inimigo
está trabalhando rápido, e nós estamos ficando a desejar, ”Pelo que diz: Desperta, ó tu que dormes,
levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará”, Ef. 5:14.
3. Música profana.

Muitas músicas cantadas atualmente negam a existência de Deus e debocham dos princípios divinos.
Quantas pessoas que se encontram num momento de amargura e rebelião interior e criam várias
músicas que são consideradas uma aberração a vida e a todos. Muitas vezes os títulos e as letras das
músicas estão transmitindo mensagens que despertam o interesse ao sexo ilícito, às drogas, as orgias,
ao satanismo e até revolta contra autoridades civis, eclesiásticas e militares. Muitos crimes, segundo
pesquisas sérias, foram cometidos por influência das letras das músicas, em especial, o Rock. 

E porque não dizer que várias músicas denominadas Gospel, despertam apenas emoção e nada mais.
Quantas músicas “gospel” que têm o único objetivo de extravasar, de levar a platéia ao delírio para
descarregar energias. Existem atualmente músicas religiosas para cada tipo de dor e sofrimento
amoroso. Sabemos que o objetivo da música é levar o povo a uma introspecção e a meditação
espiritual, fazendo com que sintam prazer e alegria de louvar a Deus. Através louvor na unção do
Espírito Santo de Deus, vidas podem ser tocadas e curadas pelo poder de Cristo. Existem casos de que
pessoas se converteram a Cristo após ouvirem a letra de uma música cristã verdadeira, e sentiu na
hora a necessidade de estar perto de Cristo. Precisamos difundir o louvor puro, santo e que agrada ao
Senhor.

4. Como controlar o que vê.

Evidentemente, não é o objetivo deste comentário, que os irmãos parem de usufruir de toda tecnologia
bem como dos meios de comunicação. O que se pretende é alertar cada um para o grande perigo que
está em toda à parte, inclusive dentro dos nossos lares. O equilíbrio e o autocontrole são os melhores
remédios, por isso, vamos ver o que nos recomenda a Palavra de Deus:

4.1. Viver como os da luz e não com os das trevas.

Somos novas criaturas agora em Cristo, I Co.5:17, e não devemos mais viver como vivem os que
habitam nas trevas e se deixam dominar pelas potestades das trevas,(Cl. 1.13). Somo filhos de Deus e
não devemos nos misturar junto aos escarnecedores, devemos ser diferentes, Sl. 1:1.

Todas as atitudes que contrariam a palavra de Deus devem ser reprovadas, mesmo quando partem de
pessoas famosas. Devemos ter a coragem de desligar o aparelho de TV, quando for conveniente. Não
devemos coadunar com o sistema do mundo – “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se
alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele”(1 Jo. 2.15). “Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós
que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo
constitui-se inimigo de Deus”(Tg. 4.4). 

4.2. Nossos olhos devem ser consagrados a Deus.

“Não porei coisa má diante dos meus olhos; aborreço as ações daqueles que se desviam; nada se me
pegará”, Sl. 101.3.
“A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo teu corpo terá luz;
se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são
trevas, quão grandes são tais trevas!”, Mt. 6:22,23.

A concupiscência dos olhos é um dos fatores que levam o indivíduo a desejar ver tudo o que passa
pelos canais de TV, ou no computador. Infelizmente como resultado temo até muitos obreiros e líderes
de departamentos sem visão, sem poder e sem vida no altar. Estamos perdendo o tempo que deveria
ser gasto em oração e meditação bíblica, Sl. 1:2; Pv.4:5, com horas diante da TV ou da Internet. E
porque não dizer, que o louvor está sendo contaminado pelo mundanismo, e que cada vez mais, os
compositores cristãos, estão se inspirando nas músicas profanas para criarem as suas melodias.
Devemos nos inspirar no Senhor, devemos andar em espírito, devemos deixar que o Senhor coloque
em nós o seu Espírito Santo maravilhoso, Ez. 36:27; e pedir para nunca retirá-lo de nós, Sl. 51:11.

4.3. Não se deixar dominar pelas coisas do mundo.

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convém; todas as coisas me são lícitas; mas
eu não me deixarei dominar por nenhuma”(1 Co. 6.12).

Isto sim é o verdadeiro equilíbrio. Devemos nos policiar e termos a convicção de que temos Cristo na
vida. Devemos tomar posse da armadura de Deus, Ef. 6:11-20, e não nos deixar dominarmos. Ao
invés de perguntar se algo é pecado ou não, é melhor perguntarmos quais as conseqüências que isto
nos trará. Nem sempre aquilo que usamos ou fazemos é um pecado. Todavia, pode ser um embaraço
que acabará levando-nos ao pecado(Hb. 12.1). 

Quando você tiver dúvidas, quanto ao certo ou errado você deve se perguntar:
. Tem a aprovação do Mestre? Cl. 3.17;23; 
. É para a glorificação do Senhor? I Co.10.31;
. Cria dúvidas? Rm. 14.22,23;
. Gera maus resultados? Gl. 6.7;
. Traz alguma edificação? Rm. 14.19. 
Se nós preocupássemos em fazer mais para agradar a Deus, 
não nos preocuparíamos em fazer algo para o mundo.
III. O VALOR E O PERIGO DA MENSAGEM ESCRITA.

1- Literaturas.

Infelizmente existem inúmeros cristãos que compram e cultivam a leitura de revistas


pornográficas. Existe atualmente uma variedade imensa de literatura nos mais variados
segmentos para induzir a pessoa à sua compra. E porque não dizer que existem inúmeros
artigos e revistas que se dizem “evangélicos”, que trazem as mais absurdas heresias, e
invenções de homens sem escrúpulos, que têm como objetivo: ganhar muito dinheiro. Pelo
fato de muitos crentes não se dedicarem à leitura da Bíblia, caem nestas artimanhas e ciladas
e ficam com dúvida atém mesmo quanto sua fé. Lembro-me bem o que disse o meu professor
de filosofia no primeiro ano “se o que eu falar em sala abalar a fé de alguns, que fé é essa que
vocês tem?”. E faço a mesma pergunta, qual é a fé que possuímos? Tem firmeza? Tem
fundamento? Porque a verdadeira fé em Cristo te dá tudo isso. 

Devemos nos preocupar integralmente com a leitura e o estudo da palavra de Deus, de forma
que não venhamos a nos embaraçar com as coisas desta vida, II Tm. 2:4.

Vejamos os benefícios da boa leitura, citados pelo comentarista:


- Nos protege do destruidor, Sl. 17:4;
- É escudo para nós, Sl. 18:30;
- É reta, Sl. 33:4;
- Sara a mente e o coração, Sl. 107:20;
- Nos preserva do pecado, Sl. 119:11
- Purifica o nosso caminho, Sl. 119:9;
- Nos vivifica, Sl. 119:25;
- Nos fortalece, Sl. 119:28; 
- É Lâmpada e luz, Sl. 119:105;
- Nos fortalece para batalhar, Ef. 6:11-20;

Devemos estar atentos, a toda literatura que estivermos lendo. Sempre comparando com os
ensinamentos cristãos. Atualmente há estudos e pesquisas que comprovam muitos detalhes
que a Bíblia não relatou. Vemos por exemplo que, pela falta de informação na época de Josué
concernente a qual estrela girava em torno de si, ele mandou que sol parasse (O Senhor não
deixou de atendê-lo), e sabemos atualmente pelas descobertas que é o planeta terra quem
gira em torno do sol. Assim, o dom da ciência que é dado aos homens, nos ajuda a descobrir
mais sobre o mundo em que vivemos, descobrir mais sobre o ser humano, sobre a vida e
sobre a natureza de um modo geral. Antes de negarmos um conhecimento novo que se
apresenta, devemos examiná-lo e o que for bom reter, I Ts. 5:21.

CONCLUSÃO

Esperamos que a lição possa surtir o efeito necessário na vida de todos os que tomarem
conhecimento dela. Não queremos ser os donos da verdade, não sair da realidade, e nem
viver alienados. Devemos perceber o grande risco que os meios de comunicação transmitem
para a nossa vida espiritual. Sabemos que nem tudo é errado, mas devemos estar atentos
contra as artimanhas do inimigo. Que possamos viver uma vida constante na presença do
Senhor, sem nos deixar dominar pelas coisas do mundo. 

Deixo estas três perguntas finais para reflexão de todos:


1 - Estamos sendo dominado por algum objeto de comunicação?
2 - Você é capaz de desligar a sua televisão para estar na Casa de Deus? 
3 - Você consegue perceber as artimanhas que o inimigo coloca diante de ti?

Que o Senhor Deus possa dar entendimento e abençoar a todos.

Você também pode gostar