Você está na página 1de 2

FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS PIAUIENSE

CURSO: LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

ALUNA: KALINA JORDANA

RELATÓRIO SOBRE MINHA VIVÊNCIA NA EDUCAÇÃO FÍSICA


Complementar com a lição que o filme Colch Carter nos passa.

CAMPO MAIOR, PIAUÍ, 08 DE DEZEMBRO DE 2019.


A Educação Física, um dos componentes curriculares das escolas, procura
frequentemente aprofundar o conhecimento dos alunos, com propostas de ensino
comuns aos dois níveis de ensino (Fundamental e Médio). A proposta é que os alunos
possam aprender mais sobre os conteúdos, não só vivenciando as práticas, mas também
entendendo como funciona na teoria. No entanto, podemos observar que ainda existem
professores que não sabem lidar com essa questão de repassar a parte teórica aos seus
alunos.
É muito comum encontrarmos nas aulas de educação física os professores
trabalhando somente uma ou duas modalidades de ensino, isso durante o ano todo. Com
essa proposta de ensino que ainda é muito utilizada pelas escolas, principalmente em
escolas públicas, os alunos tornam-se acomodados, e aí não se interessam pelo conteúdo
por completo do que estão estudando.
Visitando algumas escolas no decorrer do curso, foi possível perceber que não há
desinteresse somente do professor, mas também das autoridades, pois existem muitas
escolas que não contam sequer com bolas para serem realizadas as aulas práticas, isso
sem falar nas escolas que nem quadra tem. O que podemos fazer para melhorar nossa
situação é, juntamente com as autoridades competentes ir em busca de melhorias para
nossa categoria, porque assim, o ensino e a aprendizagem serão com certeza, mais
proveitosos.
No filme Colch Carter- Treino Para a Vida, podemos perceber o interesse do
treinador em formar “alunos atletas”, com um ensino voltado para liderança e disciplina,
ele consegue mudar o pensamento de todo um time de basquete. Com sua postura firme
o treinador fez muito mais do que treinar jovens para um simples time de basquete, ele
treinou homens para à vida.
Ken Carter, ensinou aos seus alunos e as demais pessoas que os acompanhavam
que, não podemos desistir dos nossos objetivos jamais, por mais que esteja difícil, e
sempre procurar saber onde erramos, para termos a capacidade de ir no erro e consertar.
Ensinou aos seus alunos que independentemente da situação devemos respeitar sempre
o próximo, do mesmo modo que gostaríamos de ser respeitados.
Por fim, os alunos do time de basquete aprenderam que sempre devem apoiar uns
aos outros, pois se tratando de ser uma equipe, um deve confiar no outro, pois só assim
obterão êxito no que forem fazer, pois não há coisa melhor do que saber que alguém
acredita em você, que não importa se vai ganhar ou perder, o importante é saber que
você tentou e teve o apoio da sua equipe.

Você também pode gostar