Você está na página 1de 5

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES)

DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (DED)


COORDENAÇÃO GERAL DE SUPERVISÃO E FOMENTO (CGFO)
CAPES

TERMO DE COOPERAÇÃO

1. DADOS DO ÓRGÃO OU ENTIDADE PROPONENTE


CNPJ RAZÃO SOCIAL

24.529.265/0001-40 UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido


ENDEREÇO BAIRRO OU DISTRITO MUNICÍPIO

Av. Francisco Mota, 572 Costa e Silva Mossoró


CÓD. UNID. CÓD. DA
UFCEP DDD TELEFONE FAX E- MAIL
GESTORA GESTÃO

1525
RN59625-900 84 3317-8226 3317-8228 gabinete@ufersa.edu.br 153033
2
1.1 REPRESENTANTE LEGAL DO ÓRGÃO OU ENTIDADE PROPONENTE
CPF NOME DO REPRESENTANTE LEGAL

356.860.304-72 Josivan Barbosa de Menezes Feitoza


ENDEREÇO BAIRRO OU DISTRITO MUNICÍPIO

Rua: Dix-sept Rosado, 289, Apto. 302 Centro Mossoró


NÚMERO DA
U
CEP DDD TELEFONE FAX E- MAIL CÉDULA DE
F
IDENTIDADE

R
N
59.610-050 (84) 33178224 3317-8228 reitor@ufersa.edu.br 593.729
D
A
T
A
D
A
ÓRGÃO EXPEDIDOR MATRÍCULA CARGO
E
MI
S
S
Ã
O

SSP 396.307 REITOR

2. DADOS DO ÓRGÃO CONCEDENTE


CNPJ RAZÃO SOCIAL
00.889.834/0001-
Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES
08
ENDEREÇO BAIRRO OU DISTRITO
MUNICÍPIO

Setor Bancário Norte, Quadra 2, Bloco L, Lote


Asa Norte Brasília
06.
U CÓD. UNID. CÓD. DA
CEP DDD TELEFONE FAX E- MAIL
F GESTORA GESTÃO
D
70040-020 61 2022-6002 2022-6399 Jorge.guimaraes@capes.gov.br 154003 15279
F
2.1 REPRESENTANTE LEGAL DO ÓRGÃO CONCEDENTE
CPF NOME DO REPRESENTANTE LEGAL
048.563.847-91 Jorge Almeida Guimarães
ENDEREÇO BAIRRO OU DISTRITO MUNICÍPIO

Rua Santa Rita, 278 Floresta Porto Alegre


U NÚMERO DA CÉDULA
CEP DDD TELEFONE FAX E- MAIL
F DE IDENTIDADE
R
90220-200 61 2022-6002 2022-6399 pr@capes.gov.br 5.579.700-2
S

3. IDENTIFICAÇÃO DA
AÇÃO
AÇÃO 8429 - Formação Inicial e Continuada a Distância

3.1 PROGRAMA DE 3.2 FONTE DE RECURSOS 0112


TRABALHO 12.128.1061.8429.0001

3.3. IDENTIFICAÇÃO DA ATIVIDADE

3.3.2 PROGRAMA 3.3.3. OBJETO

UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB) Implantação e Oferta do Curso de Licenciatura em Matemática da UFERSA no
COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES)
DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (DED)
COORDENAÇÃO GERAL DE SUPERVISÃO E FOMENTO (CGFO)
CAPES

Âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB).


3.4 VIGÊNCIA DO PROJETO

INÍCIO DA VIGÊNCIA DIA/MÊS/ANO TÉRMINO DA VIGÊNCIA DIA/MÊS/ANO

4. OBJETO
Implantação e Oferta do Curso de Licenciatura em Matemática da UFERSA no Âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil
(UAB)., com o apoio Financeiro garantirá o desenvolvimento dos dois primeiros semestres da Proposta Institucional da UFERSA do
Curso de Licenciatura em Matemática no âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). O Curso de Licenciatura em
Matemática será desenvolvido inicialmente nos Polos de Grossos, Caraúbas, Natal e Parnamirim (50 vagas para cada polo) e expande as
possibilidades de formação para professores e estudantes no campo de atuação da UFERSA/UAB na região do semiárido.

5 JUSTIFICATIVA DA DESCENTRALIZAÇÃO DO CRÉDITO


O desenvolvimento do Curso de Licenciatura em Matemática, em sua primeira etapa, requer um conjunto de atividades que
são implementadas no sentido de garantir o êxito do trabalho. O curso acontece desde um momento que antecede as
atividades nos pólos, o que exige: produção e reprodução de materiais didáticos, seleção de tutores e professores com
indicação de bolsas que apóiam o desenvolvimento das atividades de formação. Uma vez iniciado o curso, outras atividades se
integram a estas, tais como: deslocamento e diárias para os profissionais que atuarão nos pólos em visitas e encontros
presenciais; materiais de consumo e serviços de terceiros. O apoio financeiro é requerido tendo em vista a oferta do curso na
modalidade educação a distância, inserido no sistema Universidade Aberta do Brasil. A UAB proporciona uma alternativa para
atender as demandas por educação superior geradas a partir de assimetrias educacionais em relação à oferta de formação
inicial e continuada, já que, no Brasil, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), apenas 12,7% dos
jovens entre 18 e 24 anos têm acesso ao ensino superior. Sensível a essa problemática, a Universidade Federal Rural do
Semi-àrido está integrada às políticas estratégicas do Ministério da Educação para universalizar o acesso ao ensino superior e
desconcentrar a oferta nos grandes centros urbanos, promovendo uma mobilização acadêmica e técnica ,fortalecendo as
estruturas educacionais do interior do País e dando-lhes a condição necessária para intensificar uma formação que garanta
efetivas aprendizagens..
A UFERSA participa do Sistema Universidade Aberta do Brasil e construiu uma proposta de Formação em
Licenciatura em Matemática, tendo em vista a fragilidade no que se refere às aprendizagens de crianças e jovens neste campo.
O mesmo podemos afirmar em relação ao conhecimento pelos professores das redes de ensino sobre os processos de ensino-
aprendizagem e às metodologias mais pertinentes para que todos aprendam.
A UFERSA, através da criação deste curso amplia suas propostas de formação acadêmica considerando a
perspectiva de aprendizagem no acoplamento com tecnologias da informação e da comunicação – TICs. Sabemos que as
Tecnologias Informáticas não se colocam como meros meios para conhecer, mas elas constituem, modulam e transformam as
formas de aprender e viver. Neste sentido, é imprescindível o desenvolvimento de ferramentas que potencializam os processos
de conhecimento e aprendizagem em Matemática e, ao mesmo tempo, a organização de espaços de formação que cheguem
até as comunidades do semiárido. Deste modo, podemos favorecer avanços nos processos educativos na via do
conhecimento-aprendizagem.
O Curso de Licenciatura em Matemática será desenvolvido inicialmente nos Polos de Grossos, Caraúbas, Natal e Parnamirim e
expande as possibilidades de formação para professores e estudantes no campo de atuação da UFERSA/UAB na região do
semiárido.
COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES)
DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (DED)
COORDENAÇÃO GERAL DE SUPERVISÃO E FOMENTO (CGFO)
CAPES
COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES)
DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (DED)
COORDENAÇÃO GERAL DE SUPERVISÃO E FOMENTO (CGFO)
CAPES

6. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO

Indicador Físico Custo Período


Meta Ação
Total
Valor Unitário Quant. Início Término

Diárias 177,00 24 4.248,00


1 - VISITA DE

DOS PÓLOS
AVALIAÇÃO

Passagens 0,00 0 0,00

Material de Consumo (Combustível) 3,00 544 1.632,00

5.880,00
Total da Meta 1

Diárias 177,00 192 33.984,00

Passagens 0,00 0 0,00


Material de Expediente para os
400,00 4 1.600,00
Material de Consumo Pólos
Combustível 3,00 1.088 3.264,00
A OFERTA DO CURSO
2 - DESPESAS COM

Despesas Postagem 49,00 40 1.960,00

Aquisição Bibliografia 100 20 2.000,00

Despesas Reprografia 0,15 13.040 1.956,00

Equipe Multidisciplinar 2.258,36 36 81.300,96

Equipe de Apoio 1.910,92 36 68.793,12

Aluguel de veiculo 0,00 0 0,00

Total da Meta 2 194.858,08


Material de Expediente para as
100,00 10 1.000,00
3 - PRODUÇÃO E REPRODUÇÃO

Material de Consumo Disciplinas


DO MATERIAL DIDÁTICO

Tonner 250,00 2 500,00

Despesas com Postagem 0,00 0 0,00

Reprodução do Material Didático Impresso e Midias 17,50 2.260 39.550,00

Produção de vídeo aula 1.000,00 10 10.000,00

Total da Meta 3 51.050,00

Diárias 0,00 0 0,00


DE TUTORES
4 - SELEÇÃO

Passagens 0,00 0 0,00

Material de Consumo 0,00 0 0,00

Total da Meta 4 0,00


5 - CAPACITAÇÃO

Diárias 0,00 0 0,00


DE TUTORES

Passagens 0,00 0 0,00

Material de Consumo 0,00 0 0,00

Total da Meta 5 0,00

251.788,08
TOTAL GERAL DAS AÇÕES
COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES)
DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (DED)
COORDENAÇÃO GERAL DE SUPERVISÃO E FOMENTO (CGFO)
CAPES

7. DO PLANO DE APLICAÇÃO

Concedente Proponente
NATUREZA DA DESPESA VALOR TOTAL
CÓDIGO CAPES (Entidade)
33.90.14 Diárias 38.232,00 38.232,00 0,00
33.90.30 Material de Consumo 11.912,00 11.912,00 0,00
Equipamentos e Material Permanente (Aquisição 0,00
44.90.52 2.000,00 2.000,00
De Bibliografia)
33.90.33 Passagens 0,00 0,00 0,00

33.90.39 Outros Serv. Terc. - Pessoa Jurídica 199.644,08 199.644,08 0,00


251.788,08 251.788,08 0,00

8. CRONOGRAMA DE DESEMBOLSO

Meta Jan Fev. Mar Abr Mai Jun

Meta Jul Ago Set Out Nov Dez

9. CONDIÇÕES ESSENCIAIS

I – Integra este termo, independente de transcrição, o Plano de Trabalho cujos dados ali contidos acatam as partes e se comprometem a cumprir, sujeitando-se
às normas da lei nº 8.666/93, no que couber, do Decreto nº 93.872, de 23 de dezembro de 1986, do Decreto nº 6.170/2007, da Portaria Interministerial
MP/MF/CGU nº 127/2008, de 29 de maio de 2008 e da Lei de Diretrizes Orçamentárias vigente.

II – Constituem obrigações do CONCEDENTE:

a) Efetuar a transferência dos recursos previstos para a execução deste Termo, na forma estabelecida no cronograma de desembolso
constante do Plano de Trabalho;
b) Orientar, supervisionar e cooperar com a implantação das ações do objeto deste Termo;
c) Acompanhar as atividades de execução, avaliando os seus resultados e reflexos;
d) Exercer a autoridade normativa, o controle e a fiscalização sobre a execução deste Termo.

III – O PROPONENTE se compromete a:


a) Promover a execução do objeto do Termo na forma e prazos estabelecidos;
b) Aplicar os recursos discriminados exclusivamente na consecução do objeto deste Termo e de acordo com os limites da respectiva Ação
Orçamentária;
c) Permitir e facilitar ao Órgão Concedente o acesso a toda documentação, dependências e locais do projeto;
d) Observar e exigir, na prestação dos serviços, se couber, o cumprimento das normas específicas que regem o Programa;
e) Manter o Órgão Concedente informado sobre quaisquer eventos que dificultem ou interrompam o curso normal de execução do Termo;
f) Prestar contas dos recursos, integrando as contas anuais a serem apresentadas aos órgãos de controle interno e externo;
g) Apresentar relatório descritivo, à CAPES, ao final da execução; e
h) Quando se tratar de Bolsas, responsabilizar-se perante a CAPES pela seleção e autorização do pagamento de bolsistas, respondendo pela
regularidade da aplicação dos recursos, sem prejuízo da possibilidade de cobrança regressiva em face do bolsista irregular.

10. ASSINATURAS

______________________________________________________
Local e Data

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------
ASSINATURA E CARIMBO DO PROPONENTE ASSINATURA E CARIMBO DO CONCEDENTE