Você está na página 1de 11

Escola Estadual de Educação Básica Pedro Nunes da Silva

Trabalho de Ciências

Terceira etapa

Nome: Vitória Carneiro Simioni

Professora: Ivanir Palla Didone

Turma: 7 ano A

São Jorge RS
Árvore evolutiva da vida
A história evolutiva da vida na Terra traça os
processos pelos quais organismos vivos e
fósseis evoluíram. Engloba a origem da
vida na Terra, que se pensa ter ocorrido há
4,1 bilhões de anos, até aos dias de hoje. As
semelhanças entre todos os organismos
atuais indicam a presença de um ancestral
comum a partir do que todas as espécies
divergiram por um processo de evolução.
Bioprosperação
A importância maior é na fabricação de
remédios. A indústria farmacêutica é a
que mais zela pela bioprosperação.
O Banco de DNA têm um potencial em
longo prazo, por exemplo, para
bioprosperação de genes de interesse
biotecnológico, médico ou farmacêutico.
Polinização
Polinização é o ato da transferência de células
reprodutivas masculinas (núcleos espermáticos)
através dos grãos de pólen (espermatozoides
das plantas) que estão localizados nas anteras
de uma flor, para o receptor feminino (estigma)
de outra flor (da mesma espécie), ou para o seu
próprio estigma. Pode-se dizer que a polinização
é o ato sexual das plantas espermatófitas, já que
é através deste processo que
o gameta masculino pode alcançar o gameta
feminino e fecundá-lo.
Bancos de sementes
Um banco de sementes armazena sementes,
de modo a evitar que certas culturas
desapareçam, assim, no caso de uma cultura
ser destruída em todos os outros lugares, ainda
existirão sementes dessa cultura para plantio.
Os bancos de sementes também podem ser
uma opção para agricultores familiares que
desejam ser independentes em relação às
empresas produtoras de sementes, produzindo
suas próprias sementes de qualidade e
conservando as sementes nativas, conhecidas
como sementes crioulas.
Biorremediação
A Biorremediação é o processo pelo qual organismos vivos
tais como, microrganismos, fungos, plantas, algas verdes
ou suas enzimas são utilizados para reduzir ou remover -
remediar - contaminações no ambiente, atividade ligada
a Engenharia Ambiental. Utilizando processos
biodegradáveis para tratamento de resíduos este processo
é capaz de regenerar o equilíbrio do ecossistema original.
O vantajoso é o fato de ser simples, barato e menos
prejudicial que os processos não biológicos. A utilização de
bactérias Pseudomonas spp. na descontaminação de
ambientes contaminados por petróleo é um exemplo. Essas
e outras bactérias similares oxidam vários compostos
orgânicos perigosos, alterando-os em compostos não
nocivos ao meio ambiente.
Espécies em extinção
O número de animais ameaçados
de extinção no Brasil aumentou 75%
entre 2003 e 2014, segundo a nova
lista nacional de espécies
ameaçadas, divulgada hoje (17)
pelo Ministério do Meio Ambiente.
Entraram na lista 395 espécies, a
maior parte de invertebrados
terrestres, e 88 animais não fazem
mais parte do grupo dos ameaçados
de extinção, que reúne 698
espécies.
O que é “Lista Vermelha”?
A Lista Vermelha da União Internacional para a
Conservação da Natureza e dos Recursos
Naturais (IUCN) das espécies ameaçadas,
também conhecida como Lista Vermelha da
IUCN ou, em inglês, IUCN Red List ou Red Data
List, foi criada em 1964 e constitui um dos
inventários mais detalhados do mundo sobre o
estado de conservação mundial de várias
espécies de plantas, animais, fungos e protistas.
A Lista Vermelha obedece a critérios precisos,
para avaliar os riscos de extinção de milhares
das espécies e subespécies, pertinentes a todas
as espécies e em todas as regiões do mundo,
com o objetivo de informar sobre a urgência das
medidas de conservação para o público e
legisladores, assim como ajuda a comunidade
internacional na tentativa de reduzir as
extinções.
Evolução Humana
A evolução humana é a origem e a evolução
do Homo sapiens como espécie distinta de
outros hominídeos, como dos
grandes macacos e mamíferos placentários. O
estudo da evolução humana engloba muitas
disciplinas científicas, incluindo a antropologia
física, primatologia,
a arqueologia, linguística e genética.
O termo "humano" no contexto da evolução
humana, refere-se ao gênero Homo, mas os
estudos da evolução humana usualmente
incluem outros hominídeos, como
os australopitecos. O gênero Homo se afastou
dos Australopitecos entre 2,3 e 2,4 milhões de
anos na África. Os cientistas estimam que os
seres humanos ramificaram-se de seu
ancestral comum com os chimpanzés - o único
outro hominídeo vivo - entre 5 e 7 milhões anos
atrás. Diversas espécies de Homo evoluíram e
agora estão extintas. Estas incluem o Homo
erectus, que habitou a Ásia, e o Homo
neanderthalensis, que habitou a Europa.
O Homo sapiens arcaico evoluiu entre 400.000
e 250.000 anos atrás.
Bônus extra (Fotos)

Você também pode gostar